Históriade   Índio
Havia uma índia queacabara de dar a luzna tribo katô. O pajékaru Bempô, olhoucom amor aquelacriança que acabarade nascer. ...
O      menino     seria   oherdeiro e o guardião dacultura milenar. Seus paisficaram muito contentesao saber da notícia. P...
Kaxi participava dasconversas no fim detarde entre os homensda tribo. Desde criançaouvia com atenção ahistória do contato ...
Ao longo que cresciao pajé dava a kaxitodas as instruções eaprendia sobre astradições e rituais.Ele foi se tornandoum     ...
Ao sair para caçar, resolveuir sozinho porque faziaparte da tradição.Lembrou dos ensinamentosdo pajé que disse: “ Paraser ...
Deitado na rede paradescansar      da    longacaminhada o pequeno pajédormiu. Como se karuBempô estivesse ali edissesse: “...
Kaxi acordou depois dealgumas horas, o cansaçopassou, mas a fome não.Tudo isso não representavanada para ele, pois sabia d...
Alunos:IsabellaAntoniLiviaJoquebedeRayane6º m 0 1
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

História de um índio 6ª m1

493 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
493
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
222
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História de um índio 6ª m1

  1. 1. Históriade Índio
  2. 2. Havia uma índia queacabara de dar a luzna tribo katô. O pajékaru Bempô, olhoucom amor aquelacriança que acabarade nascer. Escolheupara ser suasucessora, educariana tradição de seupovo e na religião.
  3. 3. O menino seria oherdeiro e o guardião dacultura milenar. Seus paisficaram muito contentesao saber da notícia. Pormeio de um sonho osespíritos disseram aopajé como seria o nomedaquele indiozinho,kaxi’’, assim seria o nomedele. Ele era uma criançafeliz, brincavamuito,pescava, nadava ,fazia artesanato, masnunca esquecia que erauma criança especial.
  4. 4. Kaxi participava dasconversas no fim detarde entre os homensda tribo. Desde criançaouvia com atenção ahistória do contato dohomem branco e oíndio. A ganância dohomem para seapoderar das riquezasque havia no chãosagrado do povoMunduruku sempreresultava em desgraçapara a tribo.
  5. 5. Ao longo que cresciao pajé dava a kaxitodas as instruções eaprendia sobre astradições e rituais.Ele foi se tornandoum espírito desabedoria e umgrande guerreiro.
  6. 6. Ao sair para caçar, resolveuir sozinho porque faziaparte da tradição.Lembrou dos ensinamentosdo pajé que disse: “ Paraser um bom pajé precisasaber sonhar! ”
  7. 7. Deitado na rede paradescansar da longacaminhada o pequeno pajédormiu. Como se karuBempô estivesse ali edissesse: “Este é seumomento!’’Naqueleinstante, encontrou seupadrinho mestre que foiguiando pelos caminhos dosonho. Kaxi viu o homem eas máquinas destruindoárvores, cavando o chão,tirando a beleza do solo, apoluição dos rios, viu nasociedade um lugar demorte e dor.
  8. 8. Kaxi acordou depois dealgumas horas, o cansaçopassou, mas a fome não.Tudo isso não representavanada para ele, pois sabia dasua missão a cumprir juntodo seu povo. Kaxi ficousatisfeito por ter aprendido asonhar e interpretar o quesonhara. Ao se alimentar econseguir uma caça tinhaque votar à tribo, e então amissão estava cumprida.Portanto, iniciava outra bemmais difícil a de conduzir seupovo rumo ao futuro e à suasobrevivência.
  9. 9. Alunos:IsabellaAntoniLiviaJoquebedeRayane6º m 0 1

×