Apostila autocad 3d

10.608 visualizações

Publicada em

1 MODELAGEM 3D
2 MODOS DE VISUALIZAÇÃO E SOMBREAMENTO
3. EDIÇÃO DE SÓLIDOS

Publicada em: Design
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.608
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
559
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apostila autocad 3d

  1. 1. CRISTINA CERQUEIRA BUERY MODELAMENTO 3D VITÓRIA 2011
  2. 2. APRESENTAÇÃO Os recursos tecnológicos, principalmente, os da informática, trazem novas possibilidades para o ato de projetar, facilitando a construção e visualização do objeto criado. Os programas mais utilizados nos escritórios de projetos de arquitetura e engenharia são aqueles do sistema CAD, que permitem a elaboração de desenhos em 2D e 3D. Originalmente em língua inglesa, os programas tornam-se complexos para o usuário que ainda não domina o vocabulário estrangeiro, e principalmente o da informática. Portanto, essa apostila apresenta um roteiro de procedimentos básicos para o uso dos recursos gráficos do software AutoCad® 2011, utilizando comandos de desenho e edição, por meio de uma linguagem direta e simplificada.
  3. 3. SUMÁRIO APRESENTAÇÃO............................................................................... 2 1 MODELAGEM 3D............................................................................ 4 1.1. INICIANDO UM DESENHO EM MODO 3D.................................. 4 1.1.1 Barras de ferramentas – menu HOME .................................... 4 1.1.2 Criação de Layer....................................................................... 6 1.1.3 Plano de trabalho ..................................................................... 7 1.2 GERANDO SÓLIOS EM 3D......................................................... 8 1.2.1 Sólidos regulares ..................................................................... 8 1.2.2 Sólidos irregulares simples..................................................... 9 1.2.3 Sólidos irregulares complexos................................................. 10 1.2.3.1 Opção PATH do comando EXTRUDE....................................... 11 1.2.4 Sólidos de Revolução .............................................................. 14 1.2.5 Outros exemplos ..................................................................... 15 1.2.5 Sólidos com Geometria Complexa.......................................... 16 2 MODOS DE VISUALIZAÇÃO E SOMBREAMENTO ...................... 19 3. EDIÇÂO DE SÓLIDOS .................................................................... 22 BIBLIOGRAFIA PARA CONSULTA .................................................... 24
  4. 4. 3 1 MODELAGEM 3D 1.1 INICIANDO UM DESENHO EM MODO 3D Para trabalhar no modo 3D do programa AutoCad é necessário utilizar as barras de ferramentas específicas que podem ser encontradas na WORKSPACE – 3D MODELING. No menu HOME, encontram-se as principais barras de ferramentas para modelagem, que serão usadas tanto para geração de sólidos como para geração de superfícies. Existem outros menus e barras para geração de modelos mais complexos que não serão abordados. 1.1.1 Barras de ferramentas – menu HOME As barras de ferramentas se encontram em faixas nos menus específicos. O menu HOME (Figura 01)tem as seguintes barras de ferramentas: MODELING: apresenta ferramentas para gerar sólidos: predefinidos - POLYSOLID, WEDGE, BOX, SPHERE, CYLINDER, CONE, TORUS, HELIX, PYRAMID - ou gerados por meio de comandos aplicados a polígonos regulares ou irregulares - EXTRUDE, PRESSPULL, SWEEP, REVOLVE, LOFT. SOLIDS EDITING: apresenta ferramentas para edição de sólidos e superfícies (planos). As principais são: UNION – usado para unir sólidos/superfícies. SUBTRACT – usado para subtrair um sólido/superficies de outro. INTERSECT – usado para gerar sólidos/superfícies. resultantes da interseção de outros sólidos. INTERFERE – Cria uma visualização prévia da interseção de sólidos, podendo-se, pelo quadro INTERFERENCE CHEKING, fazer visualizar a interseção por zoom, e até efetivar a criação do sólido de interseção. SLICE – faz cortes nos sólidos, por três pontos [(3 POINTS (definem um plano de corte)], separando-os e duas partes (BOTH) ou deletando uma das partes. THICKEN – Converte uma superfície e sólido. EXTRACT EDGE – Ao selecionar o sólido é possível selecionar uma das arestas para edição(mover, copiar, esticar, etc..) sem interferir no sólido. Nesta sub-barra existem os comandos: IMPRINT- “imprime” um desenho 2D em um sólido; COLOR EDGE – A selecionar o sólido é possível mudar a cor de uma aresta; COPY EDGE – Ao selecionar o sólido é possível mudar a cor de uma aresta; AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  5. 5. 4 EXTRUDE FACES – extruda faces de um sólido, com uma altura (direção) ou um caminho (PATH), e um ângulo. Outros comandos neta sub-barra também são para edição de faces: TAPER; MOVE, COPY, etc.. SEPARETED – separa sólidos, depois de uma união ou uma subtração desde que não estejam em situação de interseção. Outros comandos nesta sub-barra são para: CLEAN; CHECK e SHELL – Cria um vazio dentro de um sólido „maciço‟, com uma espessura determinada. DRAW – ferramentas padrão de desenho; MODIFY – ferramentas padrão de edição; SECTION – Cria planos de seções (cortes) nos sólidos. COORDINATES: barra de onde para setagens no sistema de coordenadas X, Y, Z Apresenta as ferramentas para mudanças de posição do plano XY, em relação ao eixo Z. As principais são: WORLD – posiciona o plano XY na vista topo - na horizontal e o “Z” fica na vertical. Z AXIS VECTOR UCS - posiciona o plano XY na vertical esquerda ou direita, dependendo da direção de Z VIEW: apresenta ferramentas de visualização do sólido: 3D NAVIGATION: pontos de vistas ortogonais (TOP, BOTTOM, LEFT, RIGTH, FRONT E BACK) ou isométrico (SW, SE, NE E NW) além de NAMED VIEWS (vistas arquivadas e nomeadas) e CAMERA (pode-se determinar a posição do observador e o ponto alvo do objeto a ser visualizado; VISUAL STYLES – modos de visualização com preenchimentos. SUBOBJECTS: ativa os ícones de eixo de coordenadas para edições de rotação e deslocamento de sólidos. LAYERS – cria e gerencia camadas. Outro item importante para trabalhar no modo 3D é o ícone das coordenadas X, Y, Z. Para mantê-lo ativado ou desativado, no menu HOME, na barra COORDINATE, clicar no ícone SHOW UCS ICON. AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  6. 6. 5 FIGURA 01- Barras de Ferramentas – Menu HOME Fonte: AutoCad Outros menus tem barras específicas para modelamento: ex.: SOLIDS (sólidos), SURFACE (superfícies); MESH (sólidos com faces fragmentadas e modeláveis), RENDER (cria visualizações com preenchimento realístico); INSERT(insere blocos, etc.); ANNOTTATE (textos e cotas), VIEW (controla vistas e estilos visuais); MANAGE (gerenciador de animações, etc); OUTPUT (impressões, etc.); EXPRESS TOOLS (ferramentas expressas). 1.1.2 Criação de Layer Os desenhos gerados no modo 3D podem ser utilizados para estudos generativos, análises ergométricas e de performace, modelos de apresentação e animações. Por isso é importante criar layers (camadas) que ajudem a gerenciar o trabalho. Pode-se, por exemplo, criar camadas de acordo com as partes estruturantes do objetos – ex. pilares, vigas, lajes, paredes, etc(arquitetura/engenharia), montantes, portas, tampos, etc, (mobiliário/design), ou simplesmente materiais- madeira, vidro, granito, metal, etc. Desta forma, o trabalho fica mais simples se cada elemento for criado no LAYER especifico. Para criar LAYERS: Menu HOME - LAYER – LAYER PROPERTIES ou digitar LAYER. Clicar no ícone NEW LAYER, Digitar o nome do LAYER (ex. MADEIRA), Clicar sobre a cor do LAYER na coluna COLOR, escolher a cor (ex.: magenta = pena 0.2), AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  7. 7. 6 Depois de todos os LAYERS criados, clicar em OK. ** Lembretes: - Criar LAYERS COTAS e TEXTOS; - Formatar DIMENSION STYLE e TEXT STYLE; - Manter o ORTHO e OSNAP ativos. (Ver apostila Autocad Bäsico). 1.1.3 Plano de trabalho Para iniciar uma modelagem, é preciso definir um plano de ação, isto é, deve-se definir que tipo de objeto, a posição de visualização, as ferramentas que serão usadas na geração dos sólidos/superfícies, entre outros fatores. No entanto, é fundamental entender que: O plano X,Y (Figura 02) é .o plano de trabalho para iniciar uma modelagem. Esse plano pode estar na posição WCS1 (WORLD COORDINATE SYSTEM - “horizontal”) ou na posição UCS2 (USER COORDINATE SYSTEM - “vertical”). A coordenada Z está sempre em posição de perpendicularidade em relação a X,Y. FIGURA 02 – Posições do plano de trabalho X,Y – WCS(wolrd) e UCS [left (equerda), wright (direita)] respectivamente. A posição de X,Y vai orientar a extrusão para gerar os objetos que, geralmente, segue a direção de Z (Figura 03). FIGURA 03 – Posições do plano de trabalho X,Y e a geração de sólidos (modo de visualização CONCEITUAL) 1 2 Sistema de Coordenadas universal. Sistema de Coordenada definida pelo usuário. AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  8. 8. 7 1.2 GERANDO SÓLIDOS EM 3D A modelagem 3D de objetos se faz a partir de polígonos fechados, desenhados com o comando POLYLINE, no plano de trabalho X,Y e com um dos comando da barra MODELING: EXTRUDE, REVOLVE, SWEEP ou LOFT. 1.2.1 Sólidos regulares Ao iniciar o trabalho, escolher um LAYER (ex. madeira), um ponto de vista isométrico na barra VIEW (ex. SE) e uma posição para o plano XY (ex.: WORLD - horizontal) na barra MODELING.Com o comando RETANGLE (ou POLYLINE}, criar um retângulo de coordenadas @150,200. (Figura 04). FIGURA 04 – Retângulo, plano X,Y, na posição WORLD. Usar o comando EXTRUDE (Figura 05): - Acionar o comando EXTRUDE, na barra de ferramentas MODELING; - Selecionar o objeto (retângulo); - ENTER; - Digitar a dimensão “Z”, que é a terceira dimensão (ex.: 100); - ENTER - Digitar o ângulo de extrusão (ex.: ângulo=0° - vertical; ângulo # 0° - inclinado) - ENTER AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  9. 9. 8 FIGURA 05 – Sólido gerado (modo de visualização SHADE OF GRAY) . 1.2.2 SÓLIDOS IRREGULARES SIMPLES Escolher um LAYER (ex. tecido), um ponto de vista isométrico na barra VIEW (ex. SE) e uma posição para o plano XY (ex.: WORLD-horizontal) na barra MODELING. Com o comando POLYLINE, criar um polígono de acordo com a Figura 06 abaixo: FIGURA. 06- Polígono irregular . Usar o comando EXTRUDE, na barra de ferramentas MODELING com height de 65 (Figura 07). . Fig. 07 – Sólido gerado (modo de visualização SHADE OF GRAY) AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  10. 10. 9 1.2.3 Sólidos irregulares complexos Escolher um LAYER (ex. metal), um ponto de vista isométrico na barra VIEW (ex. SE) e uma posição para o plano XY (ex.: WORLD-horizontal) na barra MODELING. Com o comando LINE e ARC, criar um polígono de acordo com a Figura 08, abaixo: FIGURA 08 – Polígono Transformar o desenho de polígono feito com linha em uma POLYLINE: - No Menu Principal – MODIFY - EDIT POLYLINE. - Selecionar uma linha; - ENTER (confirmar que quer transformá-la em POLYLINE); - Digitar “J” (JOIN – escolher linhas que farão parte da POLYLINE); - ENTER; - Selecionar todas as linhas que formaram ao POLYLINE; - ENTER (confirmar); - ENTER (sair do comando). Usar o comando EXTRUDE, na barra de ferramentas MODELING com height de 50 (Figura 09). AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  11. 11. 10 FIGURA 09 – Sólido gerado (modo de visualização SHADE OF GRAY) . 1.2.3.1 Opção PATH do comando EXTRUDE Alguns sólidos podem ser gerados pela opção PATH do comando EXTRUDE : Escolher um LAYER (ex. madeira), um ponto de vista isométrico na barra VIEW (ex. SE) e uma posição para o plano XY (ex.: WORLD -horizontal) na barra MODELING. Com o comando CICLE, desenhar um círculo de raio=2.5 (Figura 10). FIGURA. 10 – Círculo - Mudar a posição do plano XY para Vertical Esquerda: - Clicar em Z AXIS VECTOR, na barra COORDINATES; - Clicar em qualquer lugar na área de trabalho; AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  12. 12. 11 - Movimentar o mouse para esquerda/frente; - Clicar novamente. Notar que o plano XY muda para vertical e Z aponta para esquerda. - Desenhar uma POLYLINE com cantos FILLETADOS (R=15), conforme figura abaixo (Figura 11): FIGURA 11 – Círculo e POLYLINE Usar comando EXTRUDE (Figura 11): - Acionar o comando EXTRUDE, na barra de ferramentas MODELING; - Selecionar o objeto (círculo); - ENTER; - Digitar a “P” (PATH); - ENTER - Clicar na POLYLINE (será o PATH da extrusão); FIGURA 11 – Sólido gerado (modo de visualização SHADE OF GRAY) AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  13. 13. 12 OBSERVAÇÔES: - A POLYLINE que serve como PATH (caminho) deve ser construída em plano perpendicular ao plano do polígono que vai gerar o sólido. - Um sólido só é gerado por POLYLINES FECHADAS. - Às vezes é necessário desenhar várias POLYLINES para formar um polígono com POLYLINES FECHADAS. Veja a Figura 12 a seguir: FIGURA 12- Sólido gerado por várias POLYLINES (modo de visualização SHADE OF GRAY) . 1.2.4 Sólidos de Revolução Os sólidos de revolução são gerados por meio de um polígono (fechado) gerador e eixo fixo (coplanar ao polígono), utilizando-se o comando REVOLVE. Escolher um LAYER (ex. metal), um ponto de vista isométrico na barra VIEW (ex. SE) e uma posição para o plano XY (ex.: WORLD-horizontal) na barra MODELING; AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  14. 14. 13 Com o comando RETANGLE, desenhar um retângulo com dimensão @ 5,20; Com o comando LINE desenhar uma linha auxiliar, que será usada como eixo de rotação, conforme Figura 13; FIGURA 13 – Retângulo e Linha Usar o Comando REVOLVE: - Acionar o comando REVOLVE (barra MODELING); - Selecionar o retângulo; - ENTER; - Clicar no 1º ENDPOINT (P1) da linha; - Clicar no 2º ENDPOINT (P2) da linha; - Digitar ângulo de rotação (ex.: 360° - gera um sólido completo - Figura 14). - ENTER. FIGURA 14 – Sólido gerado(modo de visualização SHADE OF GRAY) AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  15. 15. 14 1.2.5 Outros exemplos Com o plano de trabalho X,Y na posição Vertical (para direira), desenhar um círculo de raio 10 e depois uma linha na vertical, conforme mostra as Figuras 15, 16 e 17. FIGURA 15 - Sólido gerado pelo comando REVOLVE (modo de visualização SHADE) . FIGURA 16- Sólido gerado pelo comando REVOLVE (modo de visualização SHADE). AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  16. 16. 15 FIGURA 17- Sólido gerado pelo comando REVOLVE (modo de visualização SHADE). 1.2.5 Sólidos com Geometria Complexa Os comandos LOFT e SWEEP auxiliam na geração de sólidos de geometria complexa, como os exemplos na Figura 18, abaixo: FIGURA 18 - Sólidos gerados pelos comandos LOFT e SWEEP (modo de visualização REALISTIC). LOFT – Cria sólidos ligando várias seções transversais (Figura 19 -20). - Acionar o comando LOFT; - Selecionar as seções (polígonos que formam representam as seções do sólido a ser criado); - ENTER. AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  17. 17. 16 FIGURA 19 – Desenho de seções (polígonos); seções deslocadas em níveis verticais para geração de sólido por meio de LOFT. FIGURA 20 – Sólido gerado Ao selecionar o sólido é possível editá-lo por meio dos grips ou do quadro de opções que aparece ao clicar no ícone de seleção ao lado do sólido (Figura 21). AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  18. 18. 17 FIGURA 21 – Grips e quadro de opções do comando LOFT, depois da seleção do sólido. SWEEP3 - Cria sólidos a partir de um polígono e uma POLYLINE como “caminho” de extrusão. A opção mais interessante é a TWIST que cria sólidos contorcidos em torno do caminho - Acionar o comando SWEEP; - Selecionar o polígono (ex.: um hexágono); - ENTER; - Digitar T para acionar a opção TWIST; - ENTER; - Digitar o ângulo de rotação; - ENTER; - Clicar na POLYLINE criada para ser “caminho”; 3 Diferentemente do EXTRUDE com PATH , pode-se optar por alinhar a base(polígono) ao caminho(polilyne) ou não. Usar a opção ALIGMENT digitando A; ENTER, após selecionar o polígono para fazer o SWEEP. AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  19. 19. 18 FIGURA 22 – Sólido gerado pelo comando LOFT, com o “caminho” vertical perpendicular e inclinado ao polígono, com base alinhada a ele. 2 MODOS DE VISUALIZAÇÃO E SOMBREAMENTO Todos os sólidos gerados podem ser visualizados a qualquer momento de outros pontos de vistas, ortogonais ou isométricos, da barra VIEW. Existe ainda a possibilidade de visualizar um sólido de forma mais dinâmica usando o comando ORBIT e suas opções, que se encontra na NAVIGATION BAR, na área de trabalho, ou no menu VIEW, barra NAVIGATE. ORBIT: Modo de visualização em que o observador controla o ângulo de visão do sólido clicando e arrastando o mouse na área de trabalho. FREE ORBIT - Por meio de um círculo que aparece na área de trabalho, clicar e arrastar o mouse nos quadrantes ou em qualquer parte da área de trabalho para mudar o ponto de vista. CONTINUOUS ORBIT - Gera uma visualização de movimento em orbita, clicando-se e arrastando o mouse na área de trabalho. - Para sair do comando, dar ESC ou clicar com o botão direito do mouse sobre a área de trabalho e clicar na opção EXIT do Menu que se abre. OBSERVAÇÂO: - Ao clicar com o botão direito do mouse na área de trabalho no modo FREE ORBIT surge um menu que tem várias opções, entre elas: PARALLEL – visualização com perspectiva paralela. AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  20. 20. 19 PERSPECTIVE. Visualização com perspectiva cônica. VISUAL STYLES: 2D ou 3D WIREFRAME (modo arame = todas as arestas e vértices visíveis - Figura 19), HIDDEN (esconde as arestas não visíveis – Figura 20), CONCEPTUAL (preenchimento com cores e aresta destacadas -– Figura 21), REALISTIC (pré-visualização dos materiais aplicados– Figura 22), SKETCH (visualização tipo desenho manual – Figura 23), XRAY (raio x, transparência – Figura 24), entre outros. É comum, sólidos circulares ou com cantos arredondados apresentarem ISOLINES que são linhas de contorno que não podem ser apagadas, quando nos modos de preenchimento. Podese controlar a quantidade de ISOLINES, antes de gerar o sólido, da seguinte maneira: - Digitar ISOLINE – ENTER; - Digitar o numeral relativo à quantidade de ISOLINES desejada; - ENTER. RENDER: Aplica materiais com imagens fotorrealísticas nos sólidos gerados. Gera também luzes e sombras. - No Menu RENDER, na barra RENDER. Será detalhado mais adiante. OBSERVAÇÔES: - Para sair de um dos modos de visualização com preenchimento/sombreamento e continuar o medelamento, deve-se escolher na barra VISUAL STYLE a opção 2D WIREFRAME. - O ZOOM e o PAN também funcionam para visualização no modo 3D. . FIGURA 19 – Modo WIREFRAME. AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  21. 21. 20 FIGURA 20 – Modo HIDDEN FIGURA 21 – Modo CONCEPTUAL FIGURA 22 – Modo REALISTIC FIGURA 23 – Modo SKETCH AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  22. 22. 21 FIGURA 24 – Modo X-RAY 2.1 CAMERAS Pode-se criar câmeras de visualização posicionadas de acordo com Observador. No menu RENDER, clicar com o botão da direita do mouse sobre o nome da barra RENDER; clicar em PANELS e depois em CAMERAS.Uma barra se abre no menu RENDER. - Acionar CREATE CAMERA; - Clicar no ponto onde ficará a câmera; - Clicar no ponto “alvo” para a visada; - ENTER; Para editar a câmera, clicar sobre a câmera e editá-la pelos GRIPS, depois ir ao menu VIEW – barra VIEW e clicar no ícone NAMED VIEWS. Depois de editar os itens da coluna INFORMATIONS, clicar no item SET CURRENT e depois em APPLY, para ativar a vista criada pela câmera, na área de trabalho (Figura 25). FIGURA 25 – Câmera selecionada para ativar os GRIPS de edição e a visualização gerada pela câmera. AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  23. 23. 22 3. EDIÇÂO DE SÓLIDOS Muitos objetos são gerados a partir da união, subtração ou interseção de vários sólidos. As ferramentas para tais edições são encontradas na barra SOLID EDITING: UNION: usado para unir sólidos (Figura 26). - Acionar o comando UNION; - Selecionar os sólidos que serão unidos; - ENTER. FIGURA 26 – União de sólidos SUBTRACT – usado para subtrair um sólido de outro (Figura 27). - Acionar o comando SUBTRACT; - Selecionar o sólido que vai permanecer após a subtração; - ENTER. - Selecionar o sólido que vai ser subtraído; - ENTER. AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  24. 24. 23 FIGURA 27 – Subtração de Sólidos. INTERSECT – usado para gerar sólidos resultantes da interseção de outros sólidos(Figura 28). - Acionar o comando INTERSECT; - Selecionar os sólidos que vão gerar a interseção; - ENTER. FIGURA 28 – Subtração de Sólidos. AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery
  25. 25. 24 BIBLIOGRAFIA PARA CONSULTA ARAUJO, Tereza Cristina Malveira De; MENEGOTTO, José Luiz Desenho Digital: técnica e arte. Rio de JAneiro: Interciência, 2000. BALDAN, Roquemar; COSTA, Lorenço. AutoCad 2006- Utilizando totalmente. São Paulo: Érica, 2005. 432 p. BITTAR, Denise Álvares. AutoCad 2000 para arquitetos e urbanistas. 6. ed. São Paulo: Érica, 2002. 250 p. MATISUMOTO, Élia Yathie. AutoCAD 2006 - Guia Prático 2D & 3D. São Paulo: Érica, 2005. 376 p. TURQUETTI FILHO, Reynaldo. Aprenda a desenhar com o AutoCad 2000: 2D, 3D e modelamento com sólidos. São Paulo: Érica, 2000. 376 p. AutoCad – Curso 3D Cristina Cerqueira Buery

×