SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 40
Andebol 
Andebol 
Conteúdos técnico-tácticos 
Individuais e 
colectivos 
Nível 
Introdução
Andebol 
Andebol 
A aprendizagem dos «fundamentos» dos 
jogos de « invasão», em que se agarra e 
dribla a bola, Basquetebol e Andebol, deve 
ser assegurada na prática de “jogos infantis" 
ou em formas de jogo de preparação («jogos 
pré-desportivos»), preparando as bases de 
aptidão individual necessária a uma prática 
do «jogo formal» vocacionada para o 
aperfeiçoamento dessa prática (em equipa) e 
do próprio aluno.
Andebol 
Nível Introdução 
 Técnica Individual 
 Ataque 
 Defesa
Andebol 
Técnica Individual 
Conteúdos a leccionar 
 Pega da bola 
 Passe de Ombro 
 Recepção alta, média, baixa 
 Remate parado 
 Remate em Salto
Andebol 
Pega da Bola 
Com duas mãos é a forma mais segura 
de efectuar o contacto com a bola, no 
entanto a pega a uma mão é a mais 
utilizada.
Andebol 
Pega da Bola 
Componentes Críticas: 
Mãos em concha 
Dedos flectidos e afastados – polegares 
e indicadores formam um “W” 
Com uma mão 
Mão sobre a bola, dedos bem abertos 
Bola é segura pelo polegar e mínimo, os 
outros dedos envolvem a bola
Andebol 
Passe 
O passe tem como objectivo colocar a 
bola num colega de equipa. 
O mais utilizado é o de ombro, sendo com 
ele que se deve iniciar o ensino do passe. 
O jogador que executa o passe é 
responsável pela chegada da bola ao seu 
destinatário.
Andebol 
Passe de Ombro 
Componentes Críticas: 
 Pé contrário à mão que lança 
ligeiramente avançado 
 “Armar o Braço” – elevado ao nível 
do ombro e flectido a 90º 
 “Chicotada” de Pulso e dedos na 
fase final 
 Bola dirigida para o peito do colega
Andebol 
Passe de Ombro 
Erros mais comuns: 
Ângulo entre o braço e o antebraço é 
menor que 90 graus; 
 Passe feito com a perna avançada do 
lado do braço portador da bola; 
 Executa o passe empurrando a bola.
Andebol 
Recepção 
Gesto técnico que permite ao jogador 
ficar de posse da bola após um passe de 
um colega. 
Objectivo é amortecer e agarrar a 
bola com segurança. 
Recepção Alta; Média; Baixa.
Andebol 
Recepção 
Componentes Críticas: 
 Mãos em concha formando um “W” 
recepções altas e médias e um “M” na 
recepção baixa 
 Atacar a bola ( ir ao encontro da 
bola) 
 Amortecer a bola flectindo os braços
Andebol 
Recepção 
Erros mais comuns: 
 Braços rígidos no momento do contacto 
das mãos com a bola, não há 
amortecimento e a bola acaba por ser 
reflectida inviabilizando a recepção. 
 Não existência de uma superfície 
côncava (mãos e dedos) na altura de 
contacto com a bola reflectindo e 
inviabilizando a recepção. 
 O jogador não vai ao encontro da bola, 
aguarda imóvel que esta lhe chegue às 
mãos.
Andebol 
Remate 
É o gesto técnico que culmina todo o 
processo ofensivo. 
O objectivo é introduzir a bola na 
baliza adversária – marcar golo.
Andebol 
Remate 
Componentes Críticas: 
 Armar o braço à altura da cabeça, com o 
cotovelo afastado do tronco 
 Movimento de balanço do braço para 
trás com ampla rotação do tronco 
 O pé contrário ao braço de remate 
avançado, servindo de ponto de apoio; 
 Rematar com movimento rápido de 
extensão do braço e pulso, inclinação do 
tronco à frente e consequente avanço da 
perna contrária ao braço rematador;
Andebol 
Remate 
Erros mais comuns: 
 No “armar” do braço, cotovelo 
demasiado próximo do tronco, limitando 
a força e precisão do remate; 
 Insuficiente rotação do tronco 
 Não avança a perna contrária ao braço 
rematador
Andebol 
Remate em Salto 
Remate isolado frente ao Guarda-Redes.
Andebol 
Remate em Salto 
Componentes Críticas: 
 3 apoios grande e rápidos (esquerdo-direito- 
esquerdo para destros; direito-esquerdo- 
direito para esquerdinos); 
 Salto sobre a última perna de apoio para 
cima e para a frente ( sem oposição); 
 M.I. contrário ao da impulsão, flectido 
com rotação externa e elevação do joelho; 
 Remate deve ser efectuado no 
momento mais alto do salto
Andebol 
Remate em Salto 
Erros mais comuns: 
 Na “armação” do braço, cotovelo 
demasiado próximo do tronco, limitando 
a força e precisão do remate; 
 Insuficiente rotação do tronco 
 Remate não é realizado no ponto mais 
alto;
Andebol 
Ataque 
Objectivos 
 Ataque da baliza (finalização) 
 Manutenção da posse de bola 
 Provocar erros defensivos
Andebol 
Ataque 
Conteúdos a leccionar 
 Posição Base Ofensiva 
 Desmarcação 
 Ocupação Equilibrada do espaço 
 Combinação simples – “Passe e vai” 
Sistema de Jogo Atacante 
Ataque em Ferradura (Andebol de 7) 
ou Ataque em Trapézio (Andebol de 5)
Andebol 
Posição Base Ofensiva 
Serve como posição de partida para 
todos os movimentos e acções ofensivas 
de um jogador, facilitando os processos 
técnicos e movimentos. 
A posição base ofensiva é adoptada 
assim que o jogador ganha a posse de 
bola e inicia o processo ofensivo.
Andebol 
Posição Base 
Componentes Críticas: 
 Membros Inferiores afastadas à 
largura dos ombros; 
 Ligeira flexão dos membros inferiores; 
 Membros Superiores ligeiramente 
flectidos 
 Mãos abertas à altura do peito.
Andebol 
Posição Base 
Erros mais comuns: 
 Corpo tenso; 
 Membros Superiores estendidos ao 
longo do corpo; 
 Membros Inferiores estendidos 
perdendo rapidez de acção
Andebol 
Desmarcação 
Tem como objectivo abrir uma 
linha de passe, entre si e o 
companheiro com bola (“quebra do 
alinhamento”) 
Critério de Êxito 
O aluno sem posse de bola desloca-se 
no espaço com o objectivo de a 
receber.
Andebol 
Ocupação Equilibrada do espaço 
Tem como objectivo evitar a 
aglomeração do espaço de jogo (manter o 
alinhamento). 
Critério de Êxito 
Após iniciativa de uma acção atacante 
sem sucesso (por ex. desmarcação), o 
aluno deve recuperar de imediato o 
alinhamento, permitindo a continuidade 
ao ataque.
Andebol 
Combinação simples 
“Passe e Vai” 
• É a combinação mais simples e 
adequada ao ataque contra defesa 
individual.
Andebol 
“Passe e Vai” 
É uma acção entre dois jogadores. 
Critério de Êxito 
Após passe, o aluno desloca-se em 
direcção à baliza, tentando abrir uma 
linha de passe ofensiva criando uma 
situação de superioridade numérica 
com o objectivo de finalização.
Andebol 
“Ataque em Ferradura ou 
Trapézio” 
Critério de Êxito: 
 O aluno demonstra atitude ofensiva. 
 Aplica as acções ofensivas aprendidas 
com o objectivo de finalizar.
“Ataque em Ferradura ou 
Andebol Critério de Êxito: 
Trapézio” 
Com posse de bola 
“Passa e vai” tenta ganhar 
superioridade numérica para finalizar 
Sem posse de bola 
Desmarca-se com intenção de abrir 
uma linha de passe que lhe permita a 
finalização não conseguindo recupera o 
alinhamento
Andebol 
Defesa 
Objectivos da Defesa 
 Defesa da baliza 
 Recuperação da posse de bola 
 Provocar erros ofensivos
Andebol 
Defesa 
Conteúdos a leccionar 
 Posição Base Defensiva 
 Acompanhamento do jogador com e 
sem bola 
 Intercepção 
Sistema Defensivo 
 Defesa Individual
Andebol 
Posição Base Defensiva 
Serve como posição de partida para 
todos os movimentos e acções 
defensivas de um jogador, 
facilitando os processos técnicos e 
movimentos. 
A posição base defensiva é adoptada 
assim que um jogador perde a posse 
de bola e inicia o processo 
defensivo.
Andebol 
Posição Base Defensiva 
A atitude base defensiva permite 
entrar em acção com a rapidez que as 
circunstâncias o exijam.
Andebol 
Posição Base 
Componentes Críticas: 
 Peso do corpo igualmente distribuído 
pelas duas pernas e manter uma 
flexão alternativa entre as duas 
pernas no sentido de melhor vencer a 
inércia 
 Os braços semi flectidos com as 
mãos colocadas ligeiramente acima da 
linha dos ombros
Andebol 
Posição Base 
Erros mais comuns 
 Corpo tenso 
 Braços estendidos ao longo do 
corpo 
 Demasiado afastamento das pernas.
Andebol 
Acompanhamento defensivo 
Após perda de posse de bola pela sua 
equipa adopta de imediato uma atitude 
defensiva interpondo-se entre o seu 
adversário directo e a sua baliza, 
tentando: 
 Recuperar a posse da bola 
 Impedir ou dificultar a progressão em 
drible, o passe e o remate.
Andebol 
Intercepção 
Após perda de posse de bola pela sua 
equipa adopta de imediato uma atitude 
defensiva tentando: 
Interceptar a bola, colocando-se 
numa posição diagonal de defesa, para 
intervir na linha de passe do adversário.
Andebol 
Sistema Defensivo 
Defesa Individual 
Cada jogador defende um atacante 
específico, sendo por ele responsável 
durante todo o tempo em que a outra 
equipa tiver a posse da bola 
Critério de Êxito: 
Aplica as acções defensivas mais 
adequadas às situações.
Andebol 
Guarda-Redes 
 Enquadra-se com a bola, sem perder a 
noção da sua posição relativa à baliza, 
procurando impedir o golo.
Andebol 
Fim 
FFiimm 
Desenvolvido por Maria João Vasconcelos, 2003

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestos técnicos de base do guarda redes
Gestos técnicos de base do guarda redesGestos técnicos de base do guarda redes
Gestos técnicos de base do guarda redes
Valter Nascimento
 
Aspectos taticos do futebol
Aspectos taticos do futebolAspectos taticos do futebol
Aspectos taticos do futebol
Marcos Pereira
 

Mais procurados (20)

Regras do Andebol
Regras do AndebolRegras do Andebol
Regras do Andebol
 
A defesa no jogo de handebol
A defesa no jogo de handebolA defesa no jogo de handebol
A defesa no jogo de handebol
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Andebol regras
Andebol regras Andebol regras
Andebol regras
 
Gestos técnicos de base do guarda redes
Gestos técnicos de base do guarda redesGestos técnicos de base do guarda redes
Gestos técnicos de base do guarda redes
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Trabalho Completo Sobre handebol
Trabalho Completo Sobre handebolTrabalho Completo Sobre handebol
Trabalho Completo Sobre handebol
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Andebol - tudo
Andebol - tudoAndebol - tudo
Andebol - tudo
 
Corfebol
CorfebolCorfebol
Corfebol
 
Rugby
RugbyRugby
Rugby
 
Voleibol.docx
Voleibol.docxVoleibol.docx
Voleibol.docx
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
A Historia do Voleibol
A Historia do Voleibol A Historia do Voleibol
A Historia do Voleibol
 
Aspectos taticos do futebol
Aspectos taticos do futebolAspectos taticos do futebol
Aspectos taticos do futebol
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Futebol apresentação
Futebol apresentaçãoFutebol apresentação
Futebol apresentação
 
Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol Apresentação basquetebol
Apresentação basquetebol
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
Voleibol (regras, gestos técnicos, etc...)
 

Semelhante a Andebol introducao

Semelhante a Andebol introducao (20)

Segunda Aula De Handebol
Segunda Aula De HandebolSegunda Aula De Handebol
Segunda Aula De Handebol
 
Aula sobre futsal
Aula sobre futsal Aula sobre futsal
Aula sobre futsal
 
Ef.
Ef.Ef.
Ef.
 
Apostila de handebol
Apostila de handebolApostila de handebol
Apostila de handebol
 
Fundamentos de voleibol forum 6 a
Fundamentos de voleibol forum 6 aFundamentos de voleibol forum 6 a
Fundamentos de voleibol forum 6 a
 
Aula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicional
Aula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicionalAula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicional
Aula 03.pptx ensino pedagógico do rugby tradicional
 
Voleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoioVoleibol documento de apoio
Voleibol documento de apoio
 
BASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdf
BASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdfBASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdf
BASQUETEBOL-APOIO TEORICO.pdf
 
Elementos Técnicos de handebol .pptx.pdf
Elementos Técnicos de handebol .pptx.pdfElementos Técnicos de handebol .pptx.pdf
Elementos Técnicos de handebol .pptx.pdf
 
Os fundamentos do futebol
Os fundamentos do futebolOs fundamentos do futebol
Os fundamentos do futebol
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Basquetebol na escola
Basquetebol na escolaBasquetebol na escola
Basquetebol na escola
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.3º ano prova bimestral 4º bim.
3º ano prova bimestral 4º bim.
 
Bitoque raguebi
Bitoque raguebiBitoque raguebi
Bitoque raguebi
 
Ed fisica
Ed fisicaEd fisica
Ed fisica
 
Fundamentos do voleibol.ppt
Fundamentos do voleibol.pptFundamentos do voleibol.ppt
Fundamentos do voleibol.ppt
 
Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014
 

Mais de Maria Sequeira (12)

O modelo ateniense (síntese)PDF.pptx
O modelo ateniense (síntese)PDF.pptxO modelo ateniense (síntese)PDF.pptx
O modelo ateniense (síntese)PDF.pptx
 
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docxAvanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
Avanço das ciências exatas e a emergência das ciências sociais.docx
 
listofverbs.pdf
listofverbs.pdflistofverbs.pdf
listofverbs.pdf
 
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA.pptx
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA.pptxREVOLUÇÃO AGRÍCOLA.pptx
REVOLUÇÃO AGRÍCOLA.pptx
 
9_81073_98015.pptx
9_81073_98015.pptx9_81073_98015.pptx
9_81073_98015.pptx
 
OS Jogos Olímpicos.pptx
OS Jogos Olímpicos.pptxOS Jogos Olímpicos.pptx
OS Jogos Olímpicos.pptx
 
Andebol 101209122214-phpapp01 2
Andebol 101209122214-phpapp01 2Andebol 101209122214-phpapp01 2
Andebol 101209122214-phpapp01 2
 
Doenças má alimentação
Doenças má alimentaçãoDoenças má alimentação
Doenças má alimentação
 
História da alimentação
História da alimentaçãoHistória da alimentação
História da alimentação
 
Água sua importância na alimentação
Água sua importância na alimentaçãoÁgua sua importância na alimentação
Água sua importância na alimentação
 
Tipos alimentação
Tipos alimentaçãoTipos alimentação
Tipos alimentação
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 

Último

Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
anapsuls
 

Último (20)

Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 

Andebol introducao

  • 1. Andebol Andebol Conteúdos técnico-tácticos Individuais e colectivos Nível Introdução
  • 2. Andebol Andebol A aprendizagem dos «fundamentos» dos jogos de « invasão», em que se agarra e dribla a bola, Basquetebol e Andebol, deve ser assegurada na prática de “jogos infantis" ou em formas de jogo de preparação («jogos pré-desportivos»), preparando as bases de aptidão individual necessária a uma prática do «jogo formal» vocacionada para o aperfeiçoamento dessa prática (em equipa) e do próprio aluno.
  • 3. Andebol Nível Introdução  Técnica Individual  Ataque  Defesa
  • 4. Andebol Técnica Individual Conteúdos a leccionar  Pega da bola  Passe de Ombro  Recepção alta, média, baixa  Remate parado  Remate em Salto
  • 5. Andebol Pega da Bola Com duas mãos é a forma mais segura de efectuar o contacto com a bola, no entanto a pega a uma mão é a mais utilizada.
  • 6. Andebol Pega da Bola Componentes Críticas: Mãos em concha Dedos flectidos e afastados – polegares e indicadores formam um “W” Com uma mão Mão sobre a bola, dedos bem abertos Bola é segura pelo polegar e mínimo, os outros dedos envolvem a bola
  • 7. Andebol Passe O passe tem como objectivo colocar a bola num colega de equipa. O mais utilizado é o de ombro, sendo com ele que se deve iniciar o ensino do passe. O jogador que executa o passe é responsável pela chegada da bola ao seu destinatário.
  • 8. Andebol Passe de Ombro Componentes Críticas:  Pé contrário à mão que lança ligeiramente avançado  “Armar o Braço” – elevado ao nível do ombro e flectido a 90º  “Chicotada” de Pulso e dedos na fase final  Bola dirigida para o peito do colega
  • 9. Andebol Passe de Ombro Erros mais comuns: Ângulo entre o braço e o antebraço é menor que 90 graus;  Passe feito com a perna avançada do lado do braço portador da bola;  Executa o passe empurrando a bola.
  • 10. Andebol Recepção Gesto técnico que permite ao jogador ficar de posse da bola após um passe de um colega. Objectivo é amortecer e agarrar a bola com segurança. Recepção Alta; Média; Baixa.
  • 11. Andebol Recepção Componentes Críticas:  Mãos em concha formando um “W” recepções altas e médias e um “M” na recepção baixa  Atacar a bola ( ir ao encontro da bola)  Amortecer a bola flectindo os braços
  • 12. Andebol Recepção Erros mais comuns:  Braços rígidos no momento do contacto das mãos com a bola, não há amortecimento e a bola acaba por ser reflectida inviabilizando a recepção.  Não existência de uma superfície côncava (mãos e dedos) na altura de contacto com a bola reflectindo e inviabilizando a recepção.  O jogador não vai ao encontro da bola, aguarda imóvel que esta lhe chegue às mãos.
  • 13. Andebol Remate É o gesto técnico que culmina todo o processo ofensivo. O objectivo é introduzir a bola na baliza adversária – marcar golo.
  • 14. Andebol Remate Componentes Críticas:  Armar o braço à altura da cabeça, com o cotovelo afastado do tronco  Movimento de balanço do braço para trás com ampla rotação do tronco  O pé contrário ao braço de remate avançado, servindo de ponto de apoio;  Rematar com movimento rápido de extensão do braço e pulso, inclinação do tronco à frente e consequente avanço da perna contrária ao braço rematador;
  • 15. Andebol Remate Erros mais comuns:  No “armar” do braço, cotovelo demasiado próximo do tronco, limitando a força e precisão do remate;  Insuficiente rotação do tronco  Não avança a perna contrária ao braço rematador
  • 16. Andebol Remate em Salto Remate isolado frente ao Guarda-Redes.
  • 17. Andebol Remate em Salto Componentes Críticas:  3 apoios grande e rápidos (esquerdo-direito- esquerdo para destros; direito-esquerdo- direito para esquerdinos);  Salto sobre a última perna de apoio para cima e para a frente ( sem oposição);  M.I. contrário ao da impulsão, flectido com rotação externa e elevação do joelho;  Remate deve ser efectuado no momento mais alto do salto
  • 18. Andebol Remate em Salto Erros mais comuns:  Na “armação” do braço, cotovelo demasiado próximo do tronco, limitando a força e precisão do remate;  Insuficiente rotação do tronco  Remate não é realizado no ponto mais alto;
  • 19. Andebol Ataque Objectivos  Ataque da baliza (finalização)  Manutenção da posse de bola  Provocar erros defensivos
  • 20. Andebol Ataque Conteúdos a leccionar  Posição Base Ofensiva  Desmarcação  Ocupação Equilibrada do espaço  Combinação simples – “Passe e vai” Sistema de Jogo Atacante Ataque em Ferradura (Andebol de 7) ou Ataque em Trapézio (Andebol de 5)
  • 21. Andebol Posição Base Ofensiva Serve como posição de partida para todos os movimentos e acções ofensivas de um jogador, facilitando os processos técnicos e movimentos. A posição base ofensiva é adoptada assim que o jogador ganha a posse de bola e inicia o processo ofensivo.
  • 22. Andebol Posição Base Componentes Críticas:  Membros Inferiores afastadas à largura dos ombros;  Ligeira flexão dos membros inferiores;  Membros Superiores ligeiramente flectidos  Mãos abertas à altura do peito.
  • 23. Andebol Posição Base Erros mais comuns:  Corpo tenso;  Membros Superiores estendidos ao longo do corpo;  Membros Inferiores estendidos perdendo rapidez de acção
  • 24. Andebol Desmarcação Tem como objectivo abrir uma linha de passe, entre si e o companheiro com bola (“quebra do alinhamento”) Critério de Êxito O aluno sem posse de bola desloca-se no espaço com o objectivo de a receber.
  • 25. Andebol Ocupação Equilibrada do espaço Tem como objectivo evitar a aglomeração do espaço de jogo (manter o alinhamento). Critério de Êxito Após iniciativa de uma acção atacante sem sucesso (por ex. desmarcação), o aluno deve recuperar de imediato o alinhamento, permitindo a continuidade ao ataque.
  • 26. Andebol Combinação simples “Passe e Vai” • É a combinação mais simples e adequada ao ataque contra defesa individual.
  • 27. Andebol “Passe e Vai” É uma acção entre dois jogadores. Critério de Êxito Após passe, o aluno desloca-se em direcção à baliza, tentando abrir uma linha de passe ofensiva criando uma situação de superioridade numérica com o objectivo de finalização.
  • 28. Andebol “Ataque em Ferradura ou Trapézio” Critério de Êxito:  O aluno demonstra atitude ofensiva.  Aplica as acções ofensivas aprendidas com o objectivo de finalizar.
  • 29. “Ataque em Ferradura ou Andebol Critério de Êxito: Trapézio” Com posse de bola “Passa e vai” tenta ganhar superioridade numérica para finalizar Sem posse de bola Desmarca-se com intenção de abrir uma linha de passe que lhe permita a finalização não conseguindo recupera o alinhamento
  • 30. Andebol Defesa Objectivos da Defesa  Defesa da baliza  Recuperação da posse de bola  Provocar erros ofensivos
  • 31. Andebol Defesa Conteúdos a leccionar  Posição Base Defensiva  Acompanhamento do jogador com e sem bola  Intercepção Sistema Defensivo  Defesa Individual
  • 32. Andebol Posição Base Defensiva Serve como posição de partida para todos os movimentos e acções defensivas de um jogador, facilitando os processos técnicos e movimentos. A posição base defensiva é adoptada assim que um jogador perde a posse de bola e inicia o processo defensivo.
  • 33. Andebol Posição Base Defensiva A atitude base defensiva permite entrar em acção com a rapidez que as circunstâncias o exijam.
  • 34. Andebol Posição Base Componentes Críticas:  Peso do corpo igualmente distribuído pelas duas pernas e manter uma flexão alternativa entre as duas pernas no sentido de melhor vencer a inércia  Os braços semi flectidos com as mãos colocadas ligeiramente acima da linha dos ombros
  • 35. Andebol Posição Base Erros mais comuns  Corpo tenso  Braços estendidos ao longo do corpo  Demasiado afastamento das pernas.
  • 36. Andebol Acompanhamento defensivo Após perda de posse de bola pela sua equipa adopta de imediato uma atitude defensiva interpondo-se entre o seu adversário directo e a sua baliza, tentando:  Recuperar a posse da bola  Impedir ou dificultar a progressão em drible, o passe e o remate.
  • 37. Andebol Intercepção Após perda de posse de bola pela sua equipa adopta de imediato uma atitude defensiva tentando: Interceptar a bola, colocando-se numa posição diagonal de defesa, para intervir na linha de passe do adversário.
  • 38. Andebol Sistema Defensivo Defesa Individual Cada jogador defende um atacante específico, sendo por ele responsável durante todo o tempo em que a outra equipa tiver a posse da bola Critério de Êxito: Aplica as acções defensivas mais adequadas às situações.
  • 39. Andebol Guarda-Redes  Enquadra-se com a bola, sem perder a noção da sua posição relativa à baliza, procurando impedir o golo.
  • 40. Andebol Fim FFiimm Desenvolvido por Maria João Vasconcelos, 2003

Notas do Editor

  1. Utilize este modelo para criar páginas Web em intranet para o seu grupo de trabalho ou projecto. Pode modificar o seu conteúdo para adicionar informação e pode alterar a estrutura do site, adicionando e removendo diapositivos. Os controlos de navegação estão no diapositivo principal. Para os alterar, no menu 'Ver', aponte para 'Modelos globais' e, em seguida, seleccione 'Modelo global de diapositivos'. Para adicionar ou remover hiperligações ao texto ou a objectos; ou para alterar hiperligações existentes, seleccione o texto ou o objecto e, em seguida, seleccione 'Hiperligação' no menu 'Inserir'. Quando tiver concluído a personalização, elimine estas notas para poupar espaço nos seus ficheiros HTML finais. Para obter mais informações, peça ao assistente informações acerca de: Modelo global de diapositivos Hiperligações
  2. Utilize este modelo para criar páginas Web em intranet para o seu grupo de trabalho ou projecto. Pode modificar o seu conteúdo para adicionar informação e pode alterar a estrutura do site, adicionando e removendo diapositivos. Os controlos de navegação estão no diapositivo principal. Para os alterar, no menu 'Ver', aponte para 'Modelos globais' e, em seguida, seleccione 'Modelo global de diapositivos'. Para adicionar ou remover hiperligações ao texto ou a objectos; ou para alterar hiperligações existentes, seleccione o texto ou o objecto e, em seguida, seleccione 'Hiperligação' no menu 'Inserir'. Quando tiver concluído a personalização, elimine estas notas para poupar espaço nos seus ficheiros HTML finais. Para obter mais informações, peça ao assistente informações acerca de: Modelo global de diapositivos Hiperligações