SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
Queridos irmãos e irmãs em Cristo,
A Quaresma é ainda, e, sobretudo, tempo para escutar a Palavra de Deus, para
uma catequese mais aprofundada em preparação para a Páscoa.
Nesse sentido, a Igreja não poderia e não poderá jamais se calar e se omitir
diante de tantas desumanidades. Conscientizar-nos de tantas situações de escravi-
dão que conhecemos e outras que desconhecemos, mas nem por isso ignoradas pelo
Criador. “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5, 1). Assim precisamos buscar
a cada dia através da oração e de nossos atos um mundo novo, onde a liberdade indivi-
dual e coletiva seja, efetivamente, liberta de toda e qualquer amarra. Uma única vida que
se violenta, é todo um projeto que se compromete. Como Igreja, olhemos, portanto, um
pouco mais demoradamente para o Homem da cruz e supliquemos-lhe que nos auxilie na
busca por “novos céus e uma nova terra” (Ap 21,1). Tenham uma boa leitura! Paz e Bem!!
Pascom
Penitência
É um dos setes sacramentos da igreja, nele está a conversão, a con-
fissão e o perdão, tendo ao final a reconciliação com Deus. Penitência
tem como sinônimo “expiação”, que por sua vez tem como sinônimo
“reparação”, que é restauração, reparo, conserto. Portanto, o tempo
de penitência é um tempo que temos de reparar nossas faltas, colo-
car “os pingos nos is”, repassar nossa vida a limpo e renovarmos
com a Páscoa. Quantas oportunidades na vida nós temos de vol-
tar atrás e recomeçar? Deus, na sua infinita bondade nos conce-
de este tempo todos os anos e nós nem sempre aproveitamos.
Muitas vezes se deixa de consumir algo que goste para pas-
sado o tempo de penitência, se esbaldar e nenhum sentido
espiritual se encontra em tão ação. Outras vezes segue-se
todo o tempo litúrgico, seguindo os preceitos religiosos, mas é uma ação de praxe, na Páscoa ne-
nhuma renovação acontece, pois foi somente um ato mecânico, apenas um costume a ser seguido.
Mas Deus nunca desiste, sempre deixa as noventa e nove ovelhas em segurança e retorna para
buscar a ovelha perdida. Quantas vezes nos sentimos nos ombros do Pai, retornando depois de um
tempo perdidos nos pastos da vida e Deus nos coloca nos ombros e nos faz descansar... Façamos
deste tempo penitencial, um tempo de nos deixarmos ser achados por Deus, fiquemos quietinhos,
paremos nesta correria que é o nosso dia a dia, silenciemos para escutar melhor a chegada do Pai,
façamos a experiência do reencontro, da conversão, confessemos nossas fraquezas e limitações,
abramos nossos corações ao novo, busquemos o perdão e ofertemos o nosso perdão. Vamos
começar a experiência do perdão conosco, comecemos a nos perdoar, não conseguimos ofertar
aquilo que não possuímos. Na penitência temos ao final a reconciliação com Deus, que seja a nos-
sa Páscoa este tempo, que depois deste caminho nos ombros do Pai, encontremos a verdadeira
alegria, esta alegria que é tão almejada e que ultimamente parece tão difícil de ser encontrada e que
o nosso sábio Papa Francisco está sendo um farol para nossa igreja. Esta alegria só encontramos
quando estamos reconciliados com Deus, onde percebemos que obstáculos, dificuldades são coisas
humanas, fazem parte da vida, mas a alegria, a verdadeira alegria vem de Deus e também só pode
ser repartida, partilhada se a possuímos. Aproveitemos este tempo de penitência, busquemos este
encontro com Deus, nossa paróquia nos concede várias oportunidades, umas delas são as missas
penitenciais que acontecem às 5 horas da manhã, toda sexta-feira na Matriz de São José, durante
toda a quaresma, que este ano acontece nos dia 07 de março, 14 de março, 21 de março, 28 de março,
04 de abril e 11 de abril. Venha fazer esta experiência de penitência, de perdão, reconciliação e no final
de muita alegria.
Jacqueline Rodrigues de Almeida Costa
Pascom
ASemente
ParóquiaSãoJosé
BragançaPaulista/SP
AnoIX-Ediçãonº86-Março/2014
EDITORIAL
MENSAGEM DO MÊS
NESTA EDIÇÃO
Página 2
Página 8
Página 3
Página 4, 5, 6 e 7
Cajado do Pastor e Palavra do
Papa Coluna Jovem, Dia Internacional da
Mulher, Dicas de Saúde, Festa de São José
Agenda e Dizimistas Aniversariantes
Aconteceu na Matriz
Pastoral da Comunicacão
PASCOM
Paróquia São José
Amados irmãos e irmãs, queridos paroquianos de
São José. Estamos vivendo o tempo da Quaresma.
Tempo da graça de Deus que nos convida a mudança
de vida, isto é, conversão.
A Campanha da Fraternidade 2014 vem nos con-
vidar a meditar sobre a Fraternidade e o Tráfico Hu-
mano.
O objetivo geral da Campanha da Fraternidade
de 2014 é “identificar as práticas de tráfico humano
em suas várias formas e denuncia-las como viola-
ção da dignidade e da liberdade humanas, mobili-
zando cristãos e pessoas de boa vontade para er-
radicar este mal com vista ao resgate da vida dos
filhos e filhas de Deus”.
O documento elaborado, chamado de texto base,
nos traz alguns objetivos específicos para bem vi-
vermos e celebrarmos esta Quaresma.
Por isso, diante da proposta da CF 2014 deve-
mos buscar identificar as causas e modalidades do
tráfico humano e os rostos sofridos por esta explo-
ração; Celebrar o mistério da morte e ressurreição
de Jesus Cristo, sensibilizando para a solidariedade
e o cuidado às vitimas dessas praticas; Suscitar, à
luz da Palavra de Deus, a conversão que conduza
ao empenho transformador desta realidade aviltante
da pessoa humana; Denunciar as estruturas e si-
tuações causadoras do tráfico humano; Promover
ações de prevenção e de resgate da cidadania dos
atingidos; Reivindicar, aos poderes públicos, politi-
cas e meios para a reinserção das pessoas atingi-
das pelo tráfico humano na vida familiar, eclesial e
social.
Nosso querido Papa Francisco enviou sua men-
sagem de apoio a CF 2014, onde nos mostra a im-
portância de meditarmos sobre esse assunto de tão
grande importância para a sociedade. Diz o Papa
“... Não é possível ficar impassível, sabendo que
existem seres humanos tratados como mercadoria!
Pense-se em adoções de criança para remoção de
órgãos, em mulheres enganadas e obrigadas a pros-
tituir-se, em trabalhadores explorados, sem direitos
nem voz, etc. Isso é tráfico humano! A este nível,
há necessidade de um profundo exame de cons-
ciência: de fato, quantas vezes toleramos que um
ser humano seja considerado como objeto, exposto
para vender um produto ou para satisfazer desejos
imorais? A pessoa humana não se deveria vender
e comprar como uma mercadoria. Quem a usa e
explora, mesmo indiretamente, torna-se cúmplice
desta prepotência. Se, depois, descemos ao nível
familiar e entramos em casa, quantas vezes aí reina
a prepotência! Pais que escravizam os filhos, filhos
que escravizam os pais; esposos que, esquecidos
de seu chamado para o dom, se exploram como se
fossem um produto descartável, que usa e se joga
fora; idosos sem lugar, crianças e adolescentes sem
voz. Quantos ataques aos valores basilares do teci-
do familiar e da própria convivência social! Sim, há
necessidade de um profundo exame de consciên-
cia. Como se pode anunciar a alegria da Páscoa,
sem se solidarizar com aqueles cuja liberdade aqui
na terra é negada?...”
Que juntos, sociedade, poder publico, Igreja, ho-
mens e mulheres de boa vontade, meditemos e bus-
quemos soluções para que a vida humana, dom de
Deus, seja cada vez mais preservada e valorizada.
Que Deus abençoe a todos...
Padre Jeferson F. Mengali
Pároco
2
Souza
Silva
CORRETORA DE SEGUROS
Souza Silva Adm. Corr. Seguros Ltda.
Rua Tupi, 153 - Sala 04 - Taboão - Brag Pta - SP - CEP 12.900-290
Fone/Fax: (11) 4032-0450 / 4033-7586
e-mail: sscorr@terra.com.br
O CAJADO
DO PASTOR
É PARA A LIBERDADE QUE
CRISTO NOS LIBERTOU
A ALEGRIA DO EVANGELHO
- A ALEGRIA DO PAPA
FRANCISCO
creio que ninguém, que
esteja acompanhando
minimante a atuação
do Papa Francisco,
vai estranhar o tí-
tulo deste artigo. O
Papa atual é men-
sageiro da alegria
evangélica e senti-
mos o contágio positi-
vo de suas atitudes.
A intenção destas
linhas é trazer algu-
mas informações sobre
um dos últimos documentos que o Papa Francisco
publicou em 24 de novembro de 2013, na forma de
Exortação, intitulada: Evangelii Gaudium, traduzin-
do: A Alegria do Evangelho.
Nenhum cristão que se diz fiel ao que a Igreja de
Jesus Cristo nos pede, poderá ignorar tal documen-
to.
Nessa exortação o Papa expressa sua alegria
pessoal a partir do Evangelho e, magistralmente,
apresenta as razões da Alegria da Boa Nova trazida
por Jesus Cristo. O Papa, com entusiasmo de um
verdadeiro discípulo missionário, exorta e estimula
a todos os fieis a cumprirem sua vocação na Igreja
de Jesus Cristo.
Se até hoje, muitos católicos se mostram lerdos
ou mesmo pouco compromissados em conhecer os
Documentos de nossa Igreja, porque apresentados,
em sua maioria, numa linguagem de difícil compre-
ensão. Diante desse documento do Papa atual, não
terão mais razões de permanecer indolentes. É
uma verdadeira jóia em seu conteúdo. Na simpli-
cidade de sua linguagem, apresenta com a maior
clareza verdades do mais profundo sentido para a
vida cristã.
Quem ler o texto da Exortação papal irá perceber,
desde o início, que o Espírito Santo, servindo-se da
pessoa do Papa Francisco, está convocando todos
os cristãos a fazerem a experiência concreta na vida
pessoal como discípulos missionários.
Ao iniciar a Exortação, o Papa Francisco parte da
alegria do Evangelho que enche o coração e a vida
inteira daqueles que se encontram com Jesus. Por
isso, convida a todos os fiéis cristãos para uma nova
etapa evangelizadora marcada pela alegria e que se
propõe a indicar caminhos para o percurso da Igreja
nos próximos anos.
Nenhum de nós poderá permanecer surdo ao
apelo que o Papa nos lança e que demonstra estar
em nossas mãos a mudança que tanto desejamos.
Em síntese, o conteúdo do Documento está dis-
tribuído em cinco capítulos :1-A transformação mis-
sionária da Igreja; 2-Na crise do compromisso co-
munitário; 3-O anúncio do Evangelho; 4-A dimensão
social da Evangelização; 5-Evangelizadores com
espírito. A Semente irá destacar, a cada mês, pontos
importantes deste documento que deve comprome-
ter a todos nós.
Após a leitura dessa Exortação só nos cabe uma
ação: buscar os melhores meios para que a mensa-
gem chegue ao conhecimento de todos para cum-
prirmos o mandato do Senhor: “Ide, anun-
ciai o Evangelho a toda a criatura”Mc16,
15.
Conrado Vasselai
PALAVRA DO PAPA
blocos e lajes. ltda.
BIRIÇÁ Blocos e Lajes Ltda.
IRMÃOS BARLETTA - CREA - 0372392
ESCRITÓRIO: (11) 4035-1878
9989-3388
FÁBRICA: (11) 4031-8295
Depósito: AV. DOS IMIGRANTES 4289 - JD. SÃO LOURENÇO - BRAGANÇA PAULISTA - SP
Matriz: SÍTIO SÃO CLEMENTE - BAIRRO BIRIÇÁ DO VALADO - BRAGANÇA PAULISTA - SP
LAJES CONVENCIONAL E TRELIÇADA
Av. Antonio Pires Pimentel, 907 - Bragança Paulista
sdomincontabil@uol.com.br
Fone / Fax: (11) 4034-3049
SÃO
CONTABILIDADE
3
ACONTECEU NA MATRIZ - CRISMA
Legenda:RitadeCássiaAlmeida
“Com alegria nos reunimos dia 18 de fevereiro às 20 h no Centro Comunitário da Universidade São Francisco para a celebração da Eucaristia, onde um grupo
de 75 jovens da Paróquia de São José recebeu o sacramento da Crisma pela imposição das mãos de nosso Bispo Dom Sérgio Aparecido Colombo e pelo nosso
pároco Pe. Jeferson Flavio Mengali. A Crisma é o sacramento de pessoas adultas que se comprometem com o projeto de Jesus. Jovens e adultos ajudados pelos
pais, padrinhos e comunidade são chamados a agir com responsabilidade no caminho de Jesus. O Espírito Santo é quem anima e dá força para que os crismados
cultivem bons propósitos e permaneçam firmes nos compromissos que assumem.”
COMPRA - VENDA - INCORPORAÇÃO DE IMÓVEIS
ALAMEDA POLÔNIA, 34
BRAGANÇA PAULISTA - SP
CEP 12916-160
TEL.: (11) 4034-0543
FAX: (11) 4032-0044
CEL.: (11) 9989-1887
CACOCI
CONSULTORIA E EMPREENDIMENTOS DE IMÓVEIS LTDA.
CRECI 6.414-J www.cacociimoveis.com.br
Dr. Carlos Eduardo Falleiros
Dr. Felipe M. C. V. Falleiros
CRO 22762
CRO 76451
Implante
Prótese
Ortodontia
Clínica Geral
Cirurgia
R. Octaviano Machado, 26
Santa Luzia 4034-0522
ODONTOLOGIA ESPECIALIZADAODONTOLOGIA ESPECIALIZADA
Especialista em Implantodontia
Aprendamos com nosso padroeiro!
Castíssimo esposo de Maria, pai adotivo de
Jesus, descendente de Davi e patriarca da família e
dos trabalhadores...
Amigos paroquianos: realmente, nosso padroeiro
tem historia! E é muito importante que saibamos
refletir sobre seus exemplos e compreender o quanto
suas atitudes de fé ainda são espelhos para nossos
dias atuais. Algumas demonstrações de sabedoria
e confiança que São José nos ensinou podem ser
apontadas: na paternidade, viveu juntamente com
Maria um momento delicado, pois viu diante de si sua
futura esposa grávida, sem ter tido relação alguma
com ela. Chateado, terminou tudo sem escândalos
e julgamentos, em silêncio. Imaginem a decepção e
o desespero que tomaram conta de seu coração...
Deus notou sua angustia e o enviou em um sonho
com um anjo a bela mensagem que lhe disse: ‘José,
filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher,
pois o que nela foi gerado vem do Espírito Santo.
Ela dará à luz um filho e tu o chamarás com o nome
de Jesus, pois ele salvará o seu povo dos seus
pecados’.
Sua crença em Deus era tamanha que, sem hesi-
tar, assumiu novamente Maria e Jesus mesmo dian-
te de toda situação critica que o pressionava. Ima-
ginem, caros amigos, quantas situações temos que
passar por cima com nossa fé e desprezar o que o
mundo discrimina, ou o que ele nos impõe... Que
tenhamos o mesmo discernimento que esse santo
nos demonstrou!
Na profissão, desempenhou seu trabalho de
carpinteiro tão digna e honestamente que todos os
anos, no dia 1 de maio, festejamos São José Ope-
rário. Uma das mais belas imagens existentes do
nosso Padroeiro e a presente nessa matéria... Que
sua visível dedicação nos anime e inspire a santifi-
carmos o nosso trabalho!
Na vida familiar, São José decorreu sua vida pre-
parando Jesus para sua grande missão, com muita
fé e sabedoria, inclusive no episódio em que Jesus,
com apenas 12 anos, discutia as escrituras com
doutores da lei, em Jerusalém. Naquele momento
de busca por seu filho, ao encontrá-lo também o
repreendeu junto a Maria, mostrando a nós que o
acompanhamento da vida dos filhos e essencial. Se
naquela época já foi preocupante, imaginem hoje...
Além disso, mesmo sabendo que era filho de Deus,
Cristo sempre o respeitou e o trouxe como um gran-
de pai.
Enfim, para que possamos realmente ser de-
votos desse santo tão importante de nossa Igreja,
peçamos a ele um coração aberto para aceitarmos
as vontades de Deus e enxergarmos a verdade e a
fé dentro de cada momento de nossas vidas, assim
como ele o fez.
São José, rogai por nós!
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_
Jos%C3%A9
Amanda Graziele Siqueira de Brito
SÃO JOSÉ
Tudo tem seu tempo determinado, e há tempo
para todo o propósito debaixo do céu.
(Eclesiastes 3:1)
Olá amigos! Mês de março, mês de São José e
me pediram para escrever sobre nosso padroeiro.
Pensei, pensei e pensei: o que poderia escrever
sobre ele? Procurando algumas informações na in-
ternet, encontrei um texto sobre esperar a pessoa
certa, aquela que foi preparada, por Deus, para ser
o grande amor de nossa vida e o Espírito Santo co-
chichou em meu ouvido: “Quantas garotas estão es-
perando por seu São José?”
BINGO! Todas nós, mulheres, que estamos sol-
teiras, procuramos um São José, um rapaz que seja
como José foi para Maria, um pai e marido exemplar,
um homem justo que fez a vontade de Deus em to-
das as ocasiões de sua vida.
Os rapazes que me perdoem, mas esta coluna jo-
vem é para todas as garotas que sabem o seu valor,
que têm a consciência que nasceram para pertencer
a um homem que honre a Deus e que, ao nosso
lado, queria constituir uma Sagrada Família.
Precisamos saber esperar, esperar com alegria,
em Deus e ter a confiança que tudo tem o seu tem-
po determinado, e há tempo para todo o propósito
debaixo do céu. (Eclesiastes 3:1)
A PESSOA
CERTA
Desde que
me conheço por
gente, busco a
pessoa certa.
Sempre acre-
ditei que Deus
tinha a pessoa
certa guardada
para mim em al-
gum lugar.
Nas conversas com minhas amigas, o tema era
sempre o mesmo: o cara certo!
Como ele deveria ser? Quais as qualidades?
O cara certo teria que amar a Deus acima de
qualquer coisa. O cara certo teria que ser dedicado
na igreja.
E ai, conversando com meus amigos sobre o que
eles pensavam da garota certa, me falaram que esta
teria que ser uma mulher virtuosa. Teria que ser de-
dicada a Deus.
E os anos foram passando, passando. E o tal
cara certo não chegava. E via a frustração dos de-
mais amigos e amigas esperando a pessoa certa.
Até que um dia, entendi que eu não preciso bus-
car a pessoa certa, mas que eu preciso ser a pessoa
certa.
É muito fácil querer encontrar o cara certo, mas
será que eu
tenho sido
a garota
certa?
M i n h a s
a t i t u d e s ,
meus pen-
samentos,
minha vida
condiz com aquelas exigências que eu tenho colo-
cado diante de Deus, para o tal cara certo?
Você quer alguém que seja dedicado(a) a Deus!
Mas você tem sido dedicado (a) a Deus?
Quero achar a pessoa certa. Mas a minha pessoa
certa também quer encontrar a pessoa certa.
Entendem o que eu quero dizer?
Busque mais e mais a Deus. Se aproxime d’Ele,
antes de se aproximar de alguém. Seja para Deus,
tudo aquilo que você quer encontrar em outra pes-
soa.
Se dedique à estudar, meditar na Palavra de
Deus, à orar, à ter um relacionamento verdadeiro
com Deus!
Se preocupe mais em ser a pessoa certa, do que
em encontrar a pessoa certa!
Fonte: http://euescolhiesperar.com/
artigos/a-pessoa-certa
Ligia Pires Spina
Grupo de Jovens IGNIS
4
Rua Arthur Siqueira, 29 - Bragança Paulista - SP
mecanicabarca@hotmail.com
Tel/Fax: 4033-3684
MADEIREIRA
BRAGANTINA
Av. José Gomes da Rocha Leal, 134 - Taboão - Bragança Paulista
Tel.: (11) 4033-4048 - Fax: (11) 4033-2328
Quarta- feira de Cinzas representa o primeiro dia
da Quaresma e é considerada a “porta” deste tem-
po importante para nós. Ela representa a conver-
são, a mudança de vida humana, nossa condição
de mortais.Inicia após a terça de Carnaval e termina
na sexta Santa.
A origem do nome é religiosa. A cinza utilizada
na missa das Cinzas provém da queima dos ramos
abençoados no Domingo de Ramos, do ano ante-
rior.
O sacerdote utiliza estas cinzas bentas,
para sinalizar uma cruz na fronte de cada fiel,
dizendo:”Lembra-te que és pó e que ao pó voltarás”
ou “ Convertei-vos e crede no Evangelho.”
Bento XVI disse em um de seus pronunciamen-
tos, que a liturgia deQuarta-Feira de Cinzas é um “
convite à penitência, a humildade, a ter diante dos
olhos a própria condição mortal, mas não para cair
no desespero, muito pelo contrário, para acolher
exatamente nesta nossa mortalidade, a imaginável
proximidade de Deus, que , além da morte, abre as
portas para a ressurreição, ao paraíso finalmente
reencontrado.”
Portanto, enquanto o padre impor as cinzas ben-
tas em nossa fronte,possamos recebê-las, nos re-
conhecendo falhos, pecadores e necessitados de
conversão. Dispostos e decididos a refrear nossos
olhos, ouvidos, línguae todos os nossos sentidos.
A observar, o mais possível, o jejum, a abstinência
que a Igreja nos pede.
Que possamos prometer ao Senhor, tirar de nos-
sas vidas as atitudes que desagradam e que pos-
samos viver este tempo Quaresmal como início de
silêncio,recolhimento interior, que nos une ao Pai e
através da oração nos afasta de tudo que nos sepa-
ra de Deus.
Oração:Meu Deus, inspirai-me verdadeiros sen-
timentos de humildade pela consideração do meu
nada, ignorância e corrupção. Dai-me o mais vivo
arrependimento das minhas iniquidades, que feri-
ram Vossas perfeições infinitas, contristiram Vosso
coração de pai, crucificaram Vosso Filho dileto e me
causaram um mal maior do que a perda da vida do
corpo, pois que o pecado mortal é a
morte da alma e nos expõe a uma mor-
te eterna.
Janice Ludwig Bender
QUARTA-FEIRA DE CINZAS COLUNA JOVEM
SÍNDROME DE DOWN
21 de março - Síndrome de Down: o pre-
conceito é a maior barreira
A gravidez traz muitas expectativas e surpresas
para os pais. A ultrassonografia que mostra o pe-
queno coração batendo, os movimentos dentro da
barriga da mamãe, a interação entre os pais e o fi-
lho. Tudo parece perfeito, até que o resultado de um
exame traz a notícia de que o bebê tem Síndrome
de Down. Os pais já ouviram falar muito sobre o as-
sunto, mas nunca imaginaram que aconteceria com
eles. Estima-se que, para cada 700 nascimentos, 1
bebê tenha Down. O preconceito com relação à Sín-
drome de Down, no passado, fez com que as crian-
ças portadoras do distúrbio não tivessem qualquer
chance de se desenvolverem e professores não
acreditavam na possibilidade da alfabetização, as
crianças eram rotuladas como “pessoas doentes” e,
portanto, excluídas do convívio social. Existe ainda
muito preconceito com relação ao distúrbio, devido
à desinformação e à falta de educação. “Nos últimos
anos, o cenário mudou. Os indivíduos com a síndro-
me participam ativamente da vida familiar, escolar
e do lazer. Com mais acesso, tornam-se mais inde-
pendentes e a autoestima cresce”. É preciso dar-
-lhes oportunidade. E dar oportunidade de ver este
indivíduo crescer é algo muito emocionante.
No distante dia 8 de
março de 1857, operá-
rias de uma fábrica de
tecidos, situada em Nova
Iorque, fizeram uma grande
greve. Ocuparam a fábrica
e começaram a reivindicar
melhores condições de tra-
balho, tais como: redução na
carga diária de trabalho para
dez horas (as fábricas exigiam
16 horas de trabalho diário), equi-
paração de salários com os ho-
mens (as mulheres chegavam a
receber até um terço do salário de
um homem, para executar o mesmo
tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do am-
biente de trabalho.
A manifestação foi reprimida com total violência.
As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que
foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morre-
ram carbonizadas, num ato totalmente desumano.
Foi somente em1910 que a Organização das Na-
ções Unidas decidiu que o 8 de março passaria a
ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem
às130 mulheres que morreram na fábrica em 1857.
A data foi oficializada no ano de 1975, através de
Decreto da própria ONU.
Dia Mundial da Oração da Mulher
No dia 1º de março se comemora o “Dia Mundial
da Oração da Mulher.
Trazemos para os leitores de “A Semente” este
belo poema/oração homenageando você Mulher
Cristã.
Parabéns.
ORAÇÃO DA MULHER
BEM AVENTURADA A MULHER QUE CUIDA DO
PRÓPRIO PERFIL
INTERIOR E EXTERIOR, PORQUE A HARMONIA
DA PESSOA FAZ
MAIS BELA A CONVIVÊNCIA HUMANA.
BEM AVENTURADA A MULHER QUE, AO LADO
DO HOMEM,
EXERCITA A PRÓPRIA INSUBSTITUÍVEL
RESPONSABILIDADE NA
FAMÍLIA, NA SOCIEDADE, NA HISTÓRIA E NO
UNIVERSO INTEIRO.
BEM AVENTURADA A MULHER CHAMADA A
TRANSMITIR E A GUARDAR
A VIDA DE MANEIRA HUMILDE E GRANDE.
BEM AVENTURADA A MUYLHER QUANDO NELA
E AO REDOR DELA
ACOLHE, FAZ CRESCER E PROTEGE A VIDA.
BEM AVENTURADA A MULHER QUE PÕE A
INTELIGÊNCIA, A
SENSIBILIDADE E A CULURA A SERVIÇO
DELA,ONDE QUER QUE ELA
VENHA A SER DIMINUÍDA OU DETURPADA.
BEM AVENTURADA A MULHER QUE SE
EMPENHA EM PROMOVER UM
MUNDO MAIS JUSTO E MAIS HUMANO.
BEM AVENTURADA A MULHER QUE, EM SEU
CAMINHO, ENCONTRA
CRISTO; ESCUTA-O, ACOLHE-O, SEGUE-O,
COMO TANTAS MULHERES
DO EVANGELHO,
E SE DEIXA ILUMINAR POR ELE NA OPÇÃO DE
VIDA.
BEM AVENTURADA A MULHER QUE, DIA APÓS
DIA, COM PEQUENOS
GESTOS,COM PALAVRAS E ATENÇÕES QUE
NASCEM DO CORAÇÃO,
TRAÇA CAMINHOS DE ESPERANÇA PARA A
HUMANIDADE.
(AUTOR: G.QUABLNI)
João Roberto Cerasoli
6
Rua Cel Assis Gonçalves, 323
Bragança Paulista - SP
Tel/Fax: 2473-2555 - 2473-8030
Produtos
para sua Saúde!
Loja Ampla e Moderna
Estacionamento próprio
08 DE MARÇO
DIA INTERNACIONAL
DA MULHER
5
AUGUSTO ALBERTO ROSSI
R. Santa Clara, 1017 - Centro
PABX: 4033-2021
Estacionamento Privativo para clientes
Desde
1972
OAB/SP 27.126
ROSSANO ROSSI
OAB/SP 93.560
ADVOGADOS
UNIMAGEM
Unidade de Diagnóstico por Imagem
Rua Bahia, 342 • Recreio Estoril
Atibaia • SP • CEP 12944-060
Ressonância Magnética • Tomografia Computadorizada
Mamografia • Densitometria Óssea • Radiologia
Ultrassonografia • Angiografia Digital
Fones (11) 4414-5029/5030
Fax (11) 4412-3267
DICAS DE SAÚDE ESPAÇO DO PAROQUIANO
O DIA DO SOGRO
Dia 31 de Março é comemorado o Dia da Saúde
e Nutrição.
Perder ou manter peso e, ao mesmo tempo a
saúde, é um desafio que nenhuma “dieta milagro-
sa” ainda foi capaz de cumprir. Sopão, dieta da lua,
dieta líquida, ou outros do gênero, implicam em que-
brar o padrão alimentar da pessoa e assim sendo,
acabam se tornando difíceis de serem seguidas e
podem levar o organismo a sérios desequilíbrios.
Não tem segredo, para se ter uma boa saúde, a re-
gra é ter uma dieta balanceada e fazer atividades
físicas regulares, para termos mais qualidade de
vida. O sedentarismo favorece o aparecimento de
várias doenças como obesidade, diabetes, proble-
mas no coração e mais... Adotar um estilo de vida
saudável é muito mais simples do que se imagina e
toda hora é o momento certo de começar.
Solange Alegro
Dia de magia e encanto – 20 de março –
Dia do Contador de Histórias
A arte que encanta todas
as idades
“Talvez você nunca te-
nha ouvido falar nos Con-
tadores de Histórias, mas
eles são seres encanta-
dos que povoam o mundo
real e levam encantamen-
tos e poesia para todas
as pessoas. O Contador é
Senhor do Tempo e usa as
histórias para revelar verdades
da vida.” (Adriana Von Krüger)
No dia 20 de março é comemorado o dia do con-
tador de histórias, esta figura muitas vezes esque-
cida enquanto nos distraímos com o que está sen-
do contado – mas que faz toda a diferença no final.
Pensem comigo: quando a história é bem contada,
nos envolvemos tanto que até esquecemos que há
uma pessoa narrando o que aconteceu. Quando o
narrador é ruim, pode estragar todo o clima de uma
história. O fato de muitos não saberem disso e a
data passar em branco – e eu me incluo entre eles
– nos leva a pensar se isso não é um indício de que
também esquecemos o que significa ser um conta-
dor de histórias. Então, vou tentar aqui relembrar.
Era uma vez, uma época em que as histórias
contadas de geração para geração eram as guardi-
ãs dos segredos, das memórias e dos aprendizados
dos homens. Todos eram contadores de histórias.
Assim, mantinha-se viva a história humana: as con-
quistas, as trajetórias, as dores, os lutos, os amores
e as guerras. Na história oral pulsava a vida dos ho-
mens, como que se uma não existisse sem a outra.
A vida não contada era esquecida ou então se torna-
va quase que uma inverdade.
Nesse mundo de tantas tecnologias ocontador de
histórias parece ter perdido sua importância. Hoje,
ele parece estar associado somente ao universo in-
fantil. Mas contar histórias não é “coisa de criança”.
É sim, uma habilidade humana, herdada, mas que
de alguma forma precisa ser resgatada, não só para
manter a memória viva, como também para criar
vínculos entre as pessoas e fortalecer a compreen-
são das mensagens que se quer transmitir. É uma
forma encantadora de reunir pessoas e passar bons
momentos juntos. Para as crianças é um momento
mágico para uma viagem a mundos imaginários e
possíveis.
Esta é uma homenagem a todos os Contadores
de História pelo seu dia e que este seja um momen-
to propício para levar a palavra aos quatro ventos e
embalar a imaginação de toda gente. Todos nós so-
mos contadores de histórias e precisamos resgatar
essa tradição que nos torna mais humanos. Existem
diferentes caminhos para (re)aprender a contar his-
tórias. A prática diária com os filhos é
apenas um deles. Vamos praticar?
Rita de Cássia G. de Almeida
Me pediram para escrever sobre o dia do Sogro, mas
achei interessante contar uma história emocionante que
aconteceu com uma amiga minha e seu sogro. Por isso,
pedi para que ela escrevesse. Seu nome, Roselene,
para os íntimos, apenas Rose. Ela trabalha comigo e
presenciei esta historia que será narrada e acreditem, foi
uma grande emoção para todos que estavam presentes.
Se emocionem comigo e vejam como Deus sempre da
um jeito de realizar nossos sonhos!
Ligia Spina
Não existem palavras para expressar e falar de al-
guém que admiro Demais...
Meu sogro, Sr. Francisco, é um homem que teve uma
vida de muitas dificuldades, mas soube driblar cada mo-
mento difícil e, hoje, é um exemplo de que nunca deve-
mos perder á fé.
De todas as dificuldades que ele teve na vida, sem
sombras de duvida, a mais difícil foi quando ele perdeu
sua Filha, minha cunhada Vanessa, no ano de 2011. Ela
era uma jovem de 20 anos que faleceu em um acidente
onde um ônibus bateu em um poste.
Apesar da morte prematura da filha, Sr. Francisco
nunca perdeu a fé. Ao contrário, foi o pilar de sustenta-
ção para toda a família.
Além de Vanessa, Sr. Francisco tinha outro filho, Fa-
bio, de quem eu era noiva. Depois do acidente, resolve-
mos marcar a data do casamento para novembro do ano
seguinte. Durante os preparativos, lembrei que, um dia
meu sogro disse, em meio as lágrimas, que jamais iria
sentir o prazer e a emoção de levar sua filha ao altar.Isso
me deixou muito comovida pois na verdade,também
gostaria de que meu pai me levasse ao altar, mas ele
faleceu a 18 anos. Foi quando vi que Deus prepara tudo
na nossa vida.
Já havia escolhido meu irmão mais novo, Railton,
para entrar comigo na Igreja, pois, praticamente eu que
o criei desde os8 meses e, hoje, ele está com 16 anos,
mas não conseguia deixar de pensar em como meu
sogro ficaria feliz em poder realizar esse sonho de me
levar também. O dia do casamento vinha se aproximan-
do, meu coração me dizia para que eu fizesse algo que
jamais ninguém esqueceria, mas como ficaria o meu ir-
mão?
Enfim, fui até igreja e me informaram que eu poderia
entrar com 2 pessoas. Meu sonho se tornaria realidade!!
O grande dia chegou e, na última hora comuniquei
meu irmão que ele teria que dividir este momento com
mais uma pessoa. Ele concordou e achou a ideia exce-
lente!
Meu sogro fez um único pedido para o casamento:
me levar até a igreja no carro dele. Porém na cabeça
dele, essa seria a única participação com a noiva...
Grande engano! Ele foi o primeiro a me ver de noiva. Ai
a emoção já começou. Quando chegamos na Igreja, ele
ia se posicionar para entrar com a minha sogra quando
peguei em seu braço, olhei em seus olhos e disse: “- Sr.
Francisco, o Senhor me dá a honra de entrar comigo
na Igreja?” Como um pai orgulhoso, aceitou o convite e
quando entramos, a surpresa e a emoção tomou conta,
afinal, todos sabiam do sofrimento que ele trazia no co-
ração. Com certeza, aquela era a presença do amor de
Deus na vida de nós dois!
Ele me levou até a metade da igreja e meu irmão até
ao altar. Foi lindo e todos, inclusive o padre me parabe-
nizaram pela minha atitude. Sei que ninguém substitui
ninguém. Jamais vou substituir sua filha e nem ele meu
pai, mas Deus nos preparou para que cada um pudesse
de uma forma diferente, demonstrar o carinho um para
com outro.
Hoje, estou grávida de 9 meses de um meninão que
se chamará Gustavo. Com certeza, essa foi outra ben-
ção não só para mim, mas para meu sogro também que
será, com certeza, o avô mais coruja que conheço!
Rosele Rosa de Oliveira
Paul Wax LimpPaul Wax Limp
AGORA MERCADÃO DA LIMPEZA
SUPER ECONOMIA, E NO SEU CARRINHO VÃO
PRODUTOS DE LIMPEZA A PREÇOS BARATOS
PORQUE SOMOS DIFERENCIADOS
Amplo Estacionamento Entrega em Domicílio
Rua Alfredo Ortenzi, 133 - Jardim São José
(Próximo cabeceira da pista do aeroclube)
4032-3815 / 4033-2638 / 9916-5020
EM NOVO ENDEREÇO
7
PROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA NA PARÓQUIA SÃO JOSÉ
MATRIZ e CAPELA N. S. DO BOM PARTO
aniversário de nascimento
Adevita Fernandes dos Santos
Adriana Leite Delgado
Alentino Garcia Ramiro
Antonio Carlos Mateus
Antonio de Oliveira Cintra
Antonio Marcos Cevitanova
Cláudio Paneque Garcia
Eliseu Donizetti Camussi
Humberto Moura Duarte
Janice Ludwig Bender
João José Marques
João Roberto CerasolI
José Carlos Finco
José Gilberto Felizardo
Leda Mara Spina Malengo
Luciana Rose Manso
Luis Bernardino Barrio
Luiz Alexandre Souza
Luiz Fernando Gulo
Marco Antonio Batista
Mario Restivola
Mateus da Costa Kawasaki
Maurício Tavela
Moacir Pereira
Nelson Fernandes de Mattos
Neusa do Carmo Dell’Orti
Noemia Neto Fonte Basso
Osmar Cortonês
Ricardo Gomes da Silva
Terezina Carpani Pannunzio
aniversário de CASAMENTO
Anna Maria e Nivaldo Vicente Battazza
Regina e João Peres Fuentes
Rosemari e Silvio Sanino
Vera Lúcia e João Roberto Cerasoli
BIRIÇA DO CAMPINHO
aniversário de nascimento
Jacira de Moraes Cardoso
José de Souza Pereira
José Serafim Moreno
José Flávio Pereira
João Batista Nobre da Luz
Norma Regina de Lima Mazochi
Suzana de Fátima Nobre da Luz
aniversário de casamento
Antonio e Lázaro Aparecido Nobre da Luz
Elizangela e Vander Aparecido do Prado
Ivone e Odair Tofanin
COMUNIDADE CHÁCARAS FERNÃO DIAS
aniversário de nascimento
Alice Pereira de Carvalho
Benedicto Aparecido Oliveira Bueno
Caetano Juiz Filho
Claudio Spina
Maria Aparecida de Oliveira Bueno
Maria Helena Pereira de Carvalho
Patricia Pereira Martins
BIRIÇA DO VALADO
aniversário de nascimento
André Cavallaro
Bianca Caroline de Souza Cavallaro
Carlos Donizete Cavallaro
Espedita de Assis
Fátima Alessandra Custódio
Patricia Marques da Silva
COMUNIDADE SAGRADA FAMÍLIA
aniversário de nascimento
Camila de Almeida Chirte
Dorali Ap. Nasc. Batista
Dia 01 – terça-feira
- 19h30’ - Confissões comunitárias na matriz
Dia 02 – quarta-feira
- 15h00’ – Missa da Saúde
- 20h00’ – Via-sacra, na matriz
Dia 04 – sexta-feira
- 05h00’ – Missa penitencial e votiva ao Sagrado
Coração de Jesus
Dia 09 – quarta-feira
- 20h00’ – Via-sacra, na matriz
Dia 11 – sexta-feira
- 05h00’ – Missa penitencial
Dia 29 – terça-feira
- 20h00’ – Reza do terço dos homens.
Dia 30 – quarta-feira
- 20h00’ – Missa pelos 09 anos de Adoração ao
Santíssimo, na Capela de N. Sra. do Bom Parto
8
AGENDA DE abrilDIZIMISTAS ANIVERSARIANTES
PREZADO DIZIMISTA
Caso seu nome não esteja aqui relacionado, favor procurar
um agente da Pastoral do Dízimo para atualização de seu
cadastro. Obrigado!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Jornal novemb ro (2)
Jornal novemb ro (2)Jornal novemb ro (2)
Jornal novemb ro (2)saojosepascom
 
Jornal dezembro 2015 janeiro 2016
Jornal dezembro 2015    janeiro 2016Jornal dezembro 2015    janeiro 2016
Jornal dezembro 2015 janeiro 2016saojosepascom
 
Jornal março corrigido
Jornal março corrigidoJornal março corrigido
Jornal março corrigidosaojosepascom
 
Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014saojosepascom
 
Jornal fevereiro 2016
Jornal fevereiro 2016Jornal fevereiro 2016
Jornal fevereiro 2016saojosepascom
 
Jornal setembro 2015
Jornal setembro 2015Jornal setembro 2015
Jornal setembro 2015saojosepascom
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...ParoquiaDeSaoPedro
 
Jornal novembro 2015
Jornal novembro 2015Jornal novembro 2015
Jornal novembro 2015saojosepascom
 

Mais procurados (20)

Jornal fevereiro
Jornal fevereiroJornal fevereiro
Jornal fevereiro
 
Jornal junho
Jornal junhoJornal junho
Jornal junho
 
Jornal abril 2016
Jornal abril 2016Jornal abril 2016
Jornal abril 2016
 
Jornal novemb ro (2)
Jornal novemb ro (2)Jornal novemb ro (2)
Jornal novemb ro (2)
 
Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014
 
Jornal dezembro
Jornal dezembroJornal dezembro
Jornal dezembro
 
Jornal abril 2014
Jornal abril 2014Jornal abril 2014
Jornal abril 2014
 
Jornal dezembro 2015 janeiro 2016
Jornal dezembro 2015    janeiro 2016Jornal dezembro 2015    janeiro 2016
Jornal dezembro 2015 janeiro 2016
 
Jornal setembro (3)
Jornal setembro (3)Jornal setembro (3)
Jornal setembro (3)
 
Jornal março corrigido
Jornal março corrigidoJornal março corrigido
Jornal março corrigido
 
Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014Jornal setembro 2014
Jornal setembro 2014
 
Jornal maio 2015
Jornal maio 2015Jornal maio 2015
Jornal maio 2015
 
Jornal fevereiro 2016
Jornal fevereiro 2016Jornal fevereiro 2016
Jornal fevereiro 2016
 
Jornal outubro 2015
Jornal outubro 2015Jornal outubro 2015
Jornal outubro 2015
 
Jornal setembro 2015
Jornal setembro 2015Jornal setembro 2015
Jornal setembro 2015
 
Jornal agosto 2015
Jornal agosto 2015Jornal agosto 2015
Jornal agosto 2015
 
Jornal julho 2015
Jornal julho 2015Jornal julho 2015
Jornal julho 2015
 
Jornal junho 2015
Jornal junho 2015Jornal junho 2015
Jornal junho 2015
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
 
Jornal novembro 2015
Jornal novembro 2015Jornal novembro 2015
Jornal novembro 2015
 

Destaque (20)

Dominios
DominiosDominios
Dominios
 
Muyfuerte2
Muyfuerte2Muyfuerte2
Muyfuerte2
 
E learning oscar lozano
E learning  oscar lozanoE learning  oscar lozano
E learning oscar lozano
 
Resumen tema 05 tic
Resumen tema 05 ticResumen tema 05 tic
Resumen tema 05 tic
 
Brindis de Lurigancho
Brindis de LuriganchoBrindis de Lurigancho
Brindis de Lurigancho
 
Enredados socialmente
Enredados socialmenteEnredados socialmente
Enredados socialmente
 
Excel jorge parra
Excel jorge parraExcel jorge parra
Excel jorge parra
 
Samba
Samba Samba
Samba
 
Power poinnt
Power poinntPower poinnt
Power poinnt
 
Presentacion jd blog
Presentacion jd blogPresentacion jd blog
Presentacion jd blog
 
Sillas y sillones
Sillas y sillonesSillas y sillones
Sillas y sillones
 
final
finalfinal
final
 
Aprender a pensar
Aprender a pensarAprender a pensar
Aprender a pensar
 
Pres3 ide 07140103
Pres3 ide 07140103Pres3 ide 07140103
Pres3 ide 07140103
 
Habilidades fisicas b
Habilidades fisicas bHabilidades fisicas b
Habilidades fisicas b
 
Cuando laedadnosalcance-
 Cuando laedadnosalcance- Cuando laedadnosalcance-
Cuando laedadnosalcance-
 
Ide08182242 menu (pps)
Ide08182242 menu (pps)Ide08182242 menu (pps)
Ide08182242 menu (pps)
 
Cb ley de insercion laboral
Cb ley de insercion laboralCb ley de insercion laboral
Cb ley de insercion laboral
 
Practica noº1 excel eliud mora
Practica noº1 excel eliud moraPractica noº1 excel eliud mora
Practica noº1 excel eliud mora
 
Construtivismo Russo - Pesquisa
Construtivismo Russo - PesquisaConstrutivismo Russo - Pesquisa
Construtivismo Russo - Pesquisa
 

Semelhante a Jornal março

Jornal Novos horizontes - Março 2015
Jornal Novos horizontes - Março 2015Jornal Novos horizontes - Março 2015
Jornal Novos horizontes - Março 2015Pascom Paroquia Nssc
 
Reunião de pais final
Reunião de pais finalReunião de pais final
Reunião de pais finalPedro Gilberto
 
Lançai as redes novembro 2013
Lançai as redes novembro 2013Lançai as redes novembro 2013
Lançai as redes novembro 2013Pedro Vargas
 
jornal Novos Horizontes agosto de 2013
jornal Novos Horizontes agosto de 2013jornal Novos Horizontes agosto de 2013
jornal Novos Horizontes agosto de 2013Pascom Paroquia Nssc
 
Jornal abril 2018
Jornal abril 2018Jornal abril 2018
Jornal abril 2018Luca Bueno
 
Ecovida set-out 2108
Ecovida   set-out 2108Ecovida   set-out 2108
Ecovida set-out 2108Lada vitorino
 
Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)
Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)
Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)Liliane Jornalista
 
Livreto cf 2013 - A Palavra de Deus na Vida do Povo
Livreto cf 2013 - A Palavra de Deus na Vida do PovoLivreto cf 2013 - A Palavra de Deus na Vida do Povo
Livreto cf 2013 - A Palavra de Deus na Vida do PovoBernadetecebs .
 
Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014CIP2014
 
Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016
Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016
Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016Pascom Paroquia Nssc
 
2011 03 13 - Boletim Mensageiro 372
2011 03 13 - Boletim Mensageiro 3722011 03 13 - Boletim Mensageiro 372
2011 03 13 - Boletim Mensageiro 372Paulo Dias Nogueira
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...ParoquiaDeSaoPedro
 

Semelhante a Jornal março (20)

Jornal sta. bernadete edição 41
Jornal sta. bernadete   edição 41Jornal sta. bernadete   edição 41
Jornal sta. bernadete edição 41
 
Jornal Novos horizontes - Março 2015
Jornal Novos horizontes - Março 2015Jornal Novos horizontes - Março 2015
Jornal Novos horizontes - Março 2015
 
390
390390
390
 
Reunião de pais final
Reunião de pais finalReunião de pais final
Reunião de pais final
 
427 abril
427 abril427 abril
427 abril
 
385
385385
385
 
388
388388
388
 
Lançai as redes novembro 2013
Lançai as redes novembro 2013Lançai as redes novembro 2013
Lançai as redes novembro 2013
 
Lançai as Redes novembro 2013
Lançai as Redes novembro 2013Lançai as Redes novembro 2013
Lançai as Redes novembro 2013
 
jornal Novos Horizontes agosto de 2013
jornal Novos Horizontes agosto de 2013jornal Novos Horizontes agosto de 2013
jornal Novos Horizontes agosto de 2013
 
Jornal abril 2018
Jornal abril 2018Jornal abril 2018
Jornal abril 2018
 
Ecovida set-out 2108
Ecovida   set-out 2108Ecovida   set-out 2108
Ecovida set-out 2108
 
Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)
Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)
Sagrada Notícias Online - 11° Edição 23/03 a 06/03 (A4)
 
Livreto cf 2013 - A Palavra de Deus na Vida do Povo
Livreto cf 2013 - A Palavra de Deus na Vida do PovoLivreto cf 2013 - A Palavra de Deus na Vida do Povo
Livreto cf 2013 - A Palavra de Deus na Vida do Povo
 
Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014Jornal Aliança 01/2014
Jornal Aliança 01/2014
 
Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016
Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016
Jornal Novos horizontes ed. fevereiro 2016
 
389
389389
389
 
2011 03 13 - Boletim Mensageiro 372
2011 03 13 - Boletim Mensageiro 3722011 03 13 - Boletim Mensageiro 372
2011 03 13 - Boletim Mensageiro 372
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Maio d...
 
419
419419
419
 

Mais de saojosepascom

Mais de saojosepascom (8)

Jornal junho 2016
Jornal junho 2016Jornal junho 2016
Jornal junho 2016
 
Jornal agosto 2016
Jornal agosto 2016Jornal agosto 2016
Jornal agosto 2016
 
Jornal maio 2016
Jornal maio 2016Jornal maio 2016
Jornal maio 2016
 
Jornal julho 2016 final
Jornal julho 2016 finalJornal julho 2016 final
Jornal julho 2016 final
 
Jornal agosto 2015
Jornal agosto 2015Jornal agosto 2015
Jornal agosto 2015
 
Jornal julho 2015
Jornal julho 2015Jornal julho 2015
Jornal julho 2015
 
Jornal julho 2013
Jornal julho 2013Jornal julho 2013
Jornal julho 2013
 
Jornal abril 2015
Jornal abril 2015Jornal abril 2015
Jornal abril 2015
 

Jornal março

  • 1. Queridos irmãos e irmãs em Cristo, A Quaresma é ainda, e, sobretudo, tempo para escutar a Palavra de Deus, para uma catequese mais aprofundada em preparação para a Páscoa. Nesse sentido, a Igreja não poderia e não poderá jamais se calar e se omitir diante de tantas desumanidades. Conscientizar-nos de tantas situações de escravi- dão que conhecemos e outras que desconhecemos, mas nem por isso ignoradas pelo Criador. “É para a liberdade que Cristo nos libertou” (Gl 5, 1). Assim precisamos buscar a cada dia através da oração e de nossos atos um mundo novo, onde a liberdade indivi- dual e coletiva seja, efetivamente, liberta de toda e qualquer amarra. Uma única vida que se violenta, é todo um projeto que se compromete. Como Igreja, olhemos, portanto, um pouco mais demoradamente para o Homem da cruz e supliquemos-lhe que nos auxilie na busca por “novos céus e uma nova terra” (Ap 21,1). Tenham uma boa leitura! Paz e Bem!! Pascom Penitência É um dos setes sacramentos da igreja, nele está a conversão, a con- fissão e o perdão, tendo ao final a reconciliação com Deus. Penitência tem como sinônimo “expiação”, que por sua vez tem como sinônimo “reparação”, que é restauração, reparo, conserto. Portanto, o tempo de penitência é um tempo que temos de reparar nossas faltas, colo- car “os pingos nos is”, repassar nossa vida a limpo e renovarmos com a Páscoa. Quantas oportunidades na vida nós temos de vol- tar atrás e recomeçar? Deus, na sua infinita bondade nos conce- de este tempo todos os anos e nós nem sempre aproveitamos. Muitas vezes se deixa de consumir algo que goste para pas- sado o tempo de penitência, se esbaldar e nenhum sentido espiritual se encontra em tão ação. Outras vezes segue-se todo o tempo litúrgico, seguindo os preceitos religiosos, mas é uma ação de praxe, na Páscoa ne- nhuma renovação acontece, pois foi somente um ato mecânico, apenas um costume a ser seguido. Mas Deus nunca desiste, sempre deixa as noventa e nove ovelhas em segurança e retorna para buscar a ovelha perdida. Quantas vezes nos sentimos nos ombros do Pai, retornando depois de um tempo perdidos nos pastos da vida e Deus nos coloca nos ombros e nos faz descansar... Façamos deste tempo penitencial, um tempo de nos deixarmos ser achados por Deus, fiquemos quietinhos, paremos nesta correria que é o nosso dia a dia, silenciemos para escutar melhor a chegada do Pai, façamos a experiência do reencontro, da conversão, confessemos nossas fraquezas e limitações, abramos nossos corações ao novo, busquemos o perdão e ofertemos o nosso perdão. Vamos começar a experiência do perdão conosco, comecemos a nos perdoar, não conseguimos ofertar aquilo que não possuímos. Na penitência temos ao final a reconciliação com Deus, que seja a nos- sa Páscoa este tempo, que depois deste caminho nos ombros do Pai, encontremos a verdadeira alegria, esta alegria que é tão almejada e que ultimamente parece tão difícil de ser encontrada e que o nosso sábio Papa Francisco está sendo um farol para nossa igreja. Esta alegria só encontramos quando estamos reconciliados com Deus, onde percebemos que obstáculos, dificuldades são coisas humanas, fazem parte da vida, mas a alegria, a verdadeira alegria vem de Deus e também só pode ser repartida, partilhada se a possuímos. Aproveitemos este tempo de penitência, busquemos este encontro com Deus, nossa paróquia nos concede várias oportunidades, umas delas são as missas penitenciais que acontecem às 5 horas da manhã, toda sexta-feira na Matriz de São José, durante toda a quaresma, que este ano acontece nos dia 07 de março, 14 de março, 21 de março, 28 de março, 04 de abril e 11 de abril. Venha fazer esta experiência de penitência, de perdão, reconciliação e no final de muita alegria. Jacqueline Rodrigues de Almeida Costa Pascom ASemente ParóquiaSãoJosé BragançaPaulista/SP AnoIX-Ediçãonº86-Março/2014 EDITORIAL MENSAGEM DO MÊS NESTA EDIÇÃO Página 2 Página 8 Página 3 Página 4, 5, 6 e 7 Cajado do Pastor e Palavra do Papa Coluna Jovem, Dia Internacional da Mulher, Dicas de Saúde, Festa de São José Agenda e Dizimistas Aniversariantes Aconteceu na Matriz Pastoral da Comunicacão PASCOM Paróquia São José
  • 2. Amados irmãos e irmãs, queridos paroquianos de São José. Estamos vivendo o tempo da Quaresma. Tempo da graça de Deus que nos convida a mudança de vida, isto é, conversão. A Campanha da Fraternidade 2014 vem nos con- vidar a meditar sobre a Fraternidade e o Tráfico Hu- mano. O objetivo geral da Campanha da Fraternidade de 2014 é “identificar as práticas de tráfico humano em suas várias formas e denuncia-las como viola- ção da dignidade e da liberdade humanas, mobili- zando cristãos e pessoas de boa vontade para er- radicar este mal com vista ao resgate da vida dos filhos e filhas de Deus”. O documento elaborado, chamado de texto base, nos traz alguns objetivos específicos para bem vi- vermos e celebrarmos esta Quaresma. Por isso, diante da proposta da CF 2014 deve- mos buscar identificar as causas e modalidades do tráfico humano e os rostos sofridos por esta explo- ração; Celebrar o mistério da morte e ressurreição de Jesus Cristo, sensibilizando para a solidariedade e o cuidado às vitimas dessas praticas; Suscitar, à luz da Palavra de Deus, a conversão que conduza ao empenho transformador desta realidade aviltante da pessoa humana; Denunciar as estruturas e si- tuações causadoras do tráfico humano; Promover ações de prevenção e de resgate da cidadania dos atingidos; Reivindicar, aos poderes públicos, politi- cas e meios para a reinserção das pessoas atingi- das pelo tráfico humano na vida familiar, eclesial e social. Nosso querido Papa Francisco enviou sua men- sagem de apoio a CF 2014, onde nos mostra a im- portância de meditarmos sobre esse assunto de tão grande importância para a sociedade. Diz o Papa “... Não é possível ficar impassível, sabendo que existem seres humanos tratados como mercadoria! Pense-se em adoções de criança para remoção de órgãos, em mulheres enganadas e obrigadas a pros- tituir-se, em trabalhadores explorados, sem direitos nem voz, etc. Isso é tráfico humano! A este nível, há necessidade de um profundo exame de cons- ciência: de fato, quantas vezes toleramos que um ser humano seja considerado como objeto, exposto para vender um produto ou para satisfazer desejos imorais? A pessoa humana não se deveria vender e comprar como uma mercadoria. Quem a usa e explora, mesmo indiretamente, torna-se cúmplice desta prepotência. Se, depois, descemos ao nível familiar e entramos em casa, quantas vezes aí reina a prepotência! Pais que escravizam os filhos, filhos que escravizam os pais; esposos que, esquecidos de seu chamado para o dom, se exploram como se fossem um produto descartável, que usa e se joga fora; idosos sem lugar, crianças e adolescentes sem voz. Quantos ataques aos valores basilares do teci- do familiar e da própria convivência social! Sim, há necessidade de um profundo exame de consciên- cia. Como se pode anunciar a alegria da Páscoa, sem se solidarizar com aqueles cuja liberdade aqui na terra é negada?...” Que juntos, sociedade, poder publico, Igreja, ho- mens e mulheres de boa vontade, meditemos e bus- quemos soluções para que a vida humana, dom de Deus, seja cada vez mais preservada e valorizada. Que Deus abençoe a todos... Padre Jeferson F. Mengali Pároco 2 Souza Silva CORRETORA DE SEGUROS Souza Silva Adm. Corr. Seguros Ltda. Rua Tupi, 153 - Sala 04 - Taboão - Brag Pta - SP - CEP 12.900-290 Fone/Fax: (11) 4032-0450 / 4033-7586 e-mail: sscorr@terra.com.br O CAJADO DO PASTOR É PARA A LIBERDADE QUE CRISTO NOS LIBERTOU A ALEGRIA DO EVANGELHO - A ALEGRIA DO PAPA FRANCISCO creio que ninguém, que esteja acompanhando minimante a atuação do Papa Francisco, vai estranhar o tí- tulo deste artigo. O Papa atual é men- sageiro da alegria evangélica e senti- mos o contágio positi- vo de suas atitudes. A intenção destas linhas é trazer algu- mas informações sobre um dos últimos documentos que o Papa Francisco publicou em 24 de novembro de 2013, na forma de Exortação, intitulada: Evangelii Gaudium, traduzin- do: A Alegria do Evangelho. Nenhum cristão que se diz fiel ao que a Igreja de Jesus Cristo nos pede, poderá ignorar tal documen- to. Nessa exortação o Papa expressa sua alegria pessoal a partir do Evangelho e, magistralmente, apresenta as razões da Alegria da Boa Nova trazida por Jesus Cristo. O Papa, com entusiasmo de um verdadeiro discípulo missionário, exorta e estimula a todos os fieis a cumprirem sua vocação na Igreja de Jesus Cristo. Se até hoje, muitos católicos se mostram lerdos ou mesmo pouco compromissados em conhecer os Documentos de nossa Igreja, porque apresentados, em sua maioria, numa linguagem de difícil compre- ensão. Diante desse documento do Papa atual, não terão mais razões de permanecer indolentes. É uma verdadeira jóia em seu conteúdo. Na simpli- cidade de sua linguagem, apresenta com a maior clareza verdades do mais profundo sentido para a vida cristã. Quem ler o texto da Exortação papal irá perceber, desde o início, que o Espírito Santo, servindo-se da pessoa do Papa Francisco, está convocando todos os cristãos a fazerem a experiência concreta na vida pessoal como discípulos missionários. Ao iniciar a Exortação, o Papa Francisco parte da alegria do Evangelho que enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus. Por isso, convida a todos os fiéis cristãos para uma nova etapa evangelizadora marcada pela alegria e que se propõe a indicar caminhos para o percurso da Igreja nos próximos anos. Nenhum de nós poderá permanecer surdo ao apelo que o Papa nos lança e que demonstra estar em nossas mãos a mudança que tanto desejamos. Em síntese, o conteúdo do Documento está dis- tribuído em cinco capítulos :1-A transformação mis- sionária da Igreja; 2-Na crise do compromisso co- munitário; 3-O anúncio do Evangelho; 4-A dimensão social da Evangelização; 5-Evangelizadores com espírito. A Semente irá destacar, a cada mês, pontos importantes deste documento que deve comprome- ter a todos nós. Após a leitura dessa Exortação só nos cabe uma ação: buscar os melhores meios para que a mensa- gem chegue ao conhecimento de todos para cum- prirmos o mandato do Senhor: “Ide, anun- ciai o Evangelho a toda a criatura”Mc16, 15. Conrado Vasselai PALAVRA DO PAPA blocos e lajes. ltda. BIRIÇÁ Blocos e Lajes Ltda. IRMÃOS BARLETTA - CREA - 0372392 ESCRITÓRIO: (11) 4035-1878 9989-3388 FÁBRICA: (11) 4031-8295 Depósito: AV. DOS IMIGRANTES 4289 - JD. SÃO LOURENÇO - BRAGANÇA PAULISTA - SP Matriz: SÍTIO SÃO CLEMENTE - BAIRRO BIRIÇÁ DO VALADO - BRAGANÇA PAULISTA - SP LAJES CONVENCIONAL E TRELIÇADA Av. Antonio Pires Pimentel, 907 - Bragança Paulista sdomincontabil@uol.com.br Fone / Fax: (11) 4034-3049 SÃO CONTABILIDADE
  • 3. 3 ACONTECEU NA MATRIZ - CRISMA Legenda:RitadeCássiaAlmeida “Com alegria nos reunimos dia 18 de fevereiro às 20 h no Centro Comunitário da Universidade São Francisco para a celebração da Eucaristia, onde um grupo de 75 jovens da Paróquia de São José recebeu o sacramento da Crisma pela imposição das mãos de nosso Bispo Dom Sérgio Aparecido Colombo e pelo nosso pároco Pe. Jeferson Flavio Mengali. A Crisma é o sacramento de pessoas adultas que se comprometem com o projeto de Jesus. Jovens e adultos ajudados pelos pais, padrinhos e comunidade são chamados a agir com responsabilidade no caminho de Jesus. O Espírito Santo é quem anima e dá força para que os crismados cultivem bons propósitos e permaneçam firmes nos compromissos que assumem.” COMPRA - VENDA - INCORPORAÇÃO DE IMÓVEIS ALAMEDA POLÔNIA, 34 BRAGANÇA PAULISTA - SP CEP 12916-160 TEL.: (11) 4034-0543 FAX: (11) 4032-0044 CEL.: (11) 9989-1887 CACOCI CONSULTORIA E EMPREENDIMENTOS DE IMÓVEIS LTDA. CRECI 6.414-J www.cacociimoveis.com.br Dr. Carlos Eduardo Falleiros Dr. Felipe M. C. V. Falleiros CRO 22762 CRO 76451 Implante Prótese Ortodontia Clínica Geral Cirurgia R. Octaviano Machado, 26 Santa Luzia 4034-0522 ODONTOLOGIA ESPECIALIZADAODONTOLOGIA ESPECIALIZADA Especialista em Implantodontia Aprendamos com nosso padroeiro! Castíssimo esposo de Maria, pai adotivo de Jesus, descendente de Davi e patriarca da família e dos trabalhadores... Amigos paroquianos: realmente, nosso padroeiro tem historia! E é muito importante que saibamos refletir sobre seus exemplos e compreender o quanto suas atitudes de fé ainda são espelhos para nossos dias atuais. Algumas demonstrações de sabedoria e confiança que São José nos ensinou podem ser apontadas: na paternidade, viveu juntamente com Maria um momento delicado, pois viu diante de si sua futura esposa grávida, sem ter tido relação alguma com ela. Chateado, terminou tudo sem escândalos e julgamentos, em silêncio. Imaginem a decepção e o desespero que tomaram conta de seu coração... Deus notou sua angustia e o enviou em um sonho com um anjo a bela mensagem que lhe disse: ‘José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher, pois o que nela foi gerado vem do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho e tu o chamarás com o nome de Jesus, pois ele salvará o seu povo dos seus pecados’. Sua crença em Deus era tamanha que, sem hesi- tar, assumiu novamente Maria e Jesus mesmo dian- te de toda situação critica que o pressionava. Ima- ginem, caros amigos, quantas situações temos que passar por cima com nossa fé e desprezar o que o mundo discrimina, ou o que ele nos impõe... Que tenhamos o mesmo discernimento que esse santo nos demonstrou! Na profissão, desempenhou seu trabalho de carpinteiro tão digna e honestamente que todos os anos, no dia 1 de maio, festejamos São José Ope- rário. Uma das mais belas imagens existentes do nosso Padroeiro e a presente nessa matéria... Que sua visível dedicação nos anime e inspire a santifi- carmos o nosso trabalho! Na vida familiar, São José decorreu sua vida pre- parando Jesus para sua grande missão, com muita fé e sabedoria, inclusive no episódio em que Jesus, com apenas 12 anos, discutia as escrituras com doutores da lei, em Jerusalém. Naquele momento de busca por seu filho, ao encontrá-lo também o repreendeu junto a Maria, mostrando a nós que o acompanhamento da vida dos filhos e essencial. Se naquela época já foi preocupante, imaginem hoje... Além disso, mesmo sabendo que era filho de Deus, Cristo sempre o respeitou e o trouxe como um gran- de pai. Enfim, para que possamos realmente ser de- votos desse santo tão importante de nossa Igreja, peçamos a ele um coração aberto para aceitarmos as vontades de Deus e enxergarmos a verdade e a fé dentro de cada momento de nossas vidas, assim como ele o fez. São José, rogai por nós! Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_ Jos%C3%A9 Amanda Graziele Siqueira de Brito SÃO JOSÉ
  • 4. Tudo tem seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. (Eclesiastes 3:1) Olá amigos! Mês de março, mês de São José e me pediram para escrever sobre nosso padroeiro. Pensei, pensei e pensei: o que poderia escrever sobre ele? Procurando algumas informações na in- ternet, encontrei um texto sobre esperar a pessoa certa, aquela que foi preparada, por Deus, para ser o grande amor de nossa vida e o Espírito Santo co- chichou em meu ouvido: “Quantas garotas estão es- perando por seu São José?” BINGO! Todas nós, mulheres, que estamos sol- teiras, procuramos um São José, um rapaz que seja como José foi para Maria, um pai e marido exemplar, um homem justo que fez a vontade de Deus em to- das as ocasiões de sua vida. Os rapazes que me perdoem, mas esta coluna jo- vem é para todas as garotas que sabem o seu valor, que têm a consciência que nasceram para pertencer a um homem que honre a Deus e que, ao nosso lado, queria constituir uma Sagrada Família. Precisamos saber esperar, esperar com alegria, em Deus e ter a confiança que tudo tem o seu tem- po determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. (Eclesiastes 3:1) A PESSOA CERTA Desde que me conheço por gente, busco a pessoa certa. Sempre acre- ditei que Deus tinha a pessoa certa guardada para mim em al- gum lugar. Nas conversas com minhas amigas, o tema era sempre o mesmo: o cara certo! Como ele deveria ser? Quais as qualidades? O cara certo teria que amar a Deus acima de qualquer coisa. O cara certo teria que ser dedicado na igreja. E ai, conversando com meus amigos sobre o que eles pensavam da garota certa, me falaram que esta teria que ser uma mulher virtuosa. Teria que ser de- dicada a Deus. E os anos foram passando, passando. E o tal cara certo não chegava. E via a frustração dos de- mais amigos e amigas esperando a pessoa certa. Até que um dia, entendi que eu não preciso bus- car a pessoa certa, mas que eu preciso ser a pessoa certa. É muito fácil querer encontrar o cara certo, mas será que eu tenho sido a garota certa? M i n h a s a t i t u d e s , meus pen- samentos, minha vida condiz com aquelas exigências que eu tenho colo- cado diante de Deus, para o tal cara certo? Você quer alguém que seja dedicado(a) a Deus! Mas você tem sido dedicado (a) a Deus? Quero achar a pessoa certa. Mas a minha pessoa certa também quer encontrar a pessoa certa. Entendem o que eu quero dizer? Busque mais e mais a Deus. Se aproxime d’Ele, antes de se aproximar de alguém. Seja para Deus, tudo aquilo que você quer encontrar em outra pes- soa. Se dedique à estudar, meditar na Palavra de Deus, à orar, à ter um relacionamento verdadeiro com Deus! Se preocupe mais em ser a pessoa certa, do que em encontrar a pessoa certa! Fonte: http://euescolhiesperar.com/ artigos/a-pessoa-certa Ligia Pires Spina Grupo de Jovens IGNIS 4 Rua Arthur Siqueira, 29 - Bragança Paulista - SP mecanicabarca@hotmail.com Tel/Fax: 4033-3684 MADEIREIRA BRAGANTINA Av. José Gomes da Rocha Leal, 134 - Taboão - Bragança Paulista Tel.: (11) 4033-4048 - Fax: (11) 4033-2328 Quarta- feira de Cinzas representa o primeiro dia da Quaresma e é considerada a “porta” deste tem- po importante para nós. Ela representa a conver- são, a mudança de vida humana, nossa condição de mortais.Inicia após a terça de Carnaval e termina na sexta Santa. A origem do nome é religiosa. A cinza utilizada na missa das Cinzas provém da queima dos ramos abençoados no Domingo de Ramos, do ano ante- rior. O sacerdote utiliza estas cinzas bentas, para sinalizar uma cruz na fronte de cada fiel, dizendo:”Lembra-te que és pó e que ao pó voltarás” ou “ Convertei-vos e crede no Evangelho.” Bento XVI disse em um de seus pronunciamen- tos, que a liturgia deQuarta-Feira de Cinzas é um “ convite à penitência, a humildade, a ter diante dos olhos a própria condição mortal, mas não para cair no desespero, muito pelo contrário, para acolher exatamente nesta nossa mortalidade, a imaginável proximidade de Deus, que , além da morte, abre as portas para a ressurreição, ao paraíso finalmente reencontrado.” Portanto, enquanto o padre impor as cinzas ben- tas em nossa fronte,possamos recebê-las, nos re- conhecendo falhos, pecadores e necessitados de conversão. Dispostos e decididos a refrear nossos olhos, ouvidos, línguae todos os nossos sentidos. A observar, o mais possível, o jejum, a abstinência que a Igreja nos pede. Que possamos prometer ao Senhor, tirar de nos- sas vidas as atitudes que desagradam e que pos- samos viver este tempo Quaresmal como início de silêncio,recolhimento interior, que nos une ao Pai e através da oração nos afasta de tudo que nos sepa- ra de Deus. Oração:Meu Deus, inspirai-me verdadeiros sen- timentos de humildade pela consideração do meu nada, ignorância e corrupção. Dai-me o mais vivo arrependimento das minhas iniquidades, que feri- ram Vossas perfeições infinitas, contristiram Vosso coração de pai, crucificaram Vosso Filho dileto e me causaram um mal maior do que a perda da vida do corpo, pois que o pecado mortal é a morte da alma e nos expõe a uma mor- te eterna. Janice Ludwig Bender QUARTA-FEIRA DE CINZAS COLUNA JOVEM SÍNDROME DE DOWN 21 de março - Síndrome de Down: o pre- conceito é a maior barreira A gravidez traz muitas expectativas e surpresas para os pais. A ultrassonografia que mostra o pe- queno coração batendo, os movimentos dentro da barriga da mamãe, a interação entre os pais e o fi- lho. Tudo parece perfeito, até que o resultado de um exame traz a notícia de que o bebê tem Síndrome de Down. Os pais já ouviram falar muito sobre o as- sunto, mas nunca imaginaram que aconteceria com eles. Estima-se que, para cada 700 nascimentos, 1 bebê tenha Down. O preconceito com relação à Sín- drome de Down, no passado, fez com que as crian- ças portadoras do distúrbio não tivessem qualquer chance de se desenvolverem e professores não acreditavam na possibilidade da alfabetização, as crianças eram rotuladas como “pessoas doentes” e, portanto, excluídas do convívio social. Existe ainda muito preconceito com relação ao distúrbio, devido à desinformação e à falta de educação. “Nos últimos anos, o cenário mudou. Os indivíduos com a síndro- me participam ativamente da vida familiar, escolar e do lazer. Com mais acesso, tornam-se mais inde- pendentes e a autoestima cresce”. É preciso dar- -lhes oportunidade. E dar oportunidade de ver este indivíduo crescer é algo muito emocionante.
  • 5. No distante dia 8 de março de 1857, operá- rias de uma fábrica de tecidos, situada em Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de tra- balho, tais como: redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equi- paração de salários com os ho- mens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do am- biente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morre- ram carbonizadas, num ato totalmente desumano. Foi somente em1910 que a Organização das Na- ções Unidas decidiu que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem às130 mulheres que morreram na fábrica em 1857. A data foi oficializada no ano de 1975, através de Decreto da própria ONU. Dia Mundial da Oração da Mulher No dia 1º de março se comemora o “Dia Mundial da Oração da Mulher. Trazemos para os leitores de “A Semente” este belo poema/oração homenageando você Mulher Cristã. Parabéns. ORAÇÃO DA MULHER BEM AVENTURADA A MULHER QUE CUIDA DO PRÓPRIO PERFIL INTERIOR E EXTERIOR, PORQUE A HARMONIA DA PESSOA FAZ MAIS BELA A CONVIVÊNCIA HUMANA. BEM AVENTURADA A MULHER QUE, AO LADO DO HOMEM, EXERCITA A PRÓPRIA INSUBSTITUÍVEL RESPONSABILIDADE NA FAMÍLIA, NA SOCIEDADE, NA HISTÓRIA E NO UNIVERSO INTEIRO. BEM AVENTURADA A MULHER CHAMADA A TRANSMITIR E A GUARDAR A VIDA DE MANEIRA HUMILDE E GRANDE. BEM AVENTURADA A MUYLHER QUANDO NELA E AO REDOR DELA ACOLHE, FAZ CRESCER E PROTEGE A VIDA. BEM AVENTURADA A MULHER QUE PÕE A INTELIGÊNCIA, A SENSIBILIDADE E A CULURA A SERVIÇO DELA,ONDE QUER QUE ELA VENHA A SER DIMINUÍDA OU DETURPADA. BEM AVENTURADA A MULHER QUE SE EMPENHA EM PROMOVER UM MUNDO MAIS JUSTO E MAIS HUMANO. BEM AVENTURADA A MULHER QUE, EM SEU CAMINHO, ENCONTRA CRISTO; ESCUTA-O, ACOLHE-O, SEGUE-O, COMO TANTAS MULHERES DO EVANGELHO, E SE DEIXA ILUMINAR POR ELE NA OPÇÃO DE VIDA. BEM AVENTURADA A MULHER QUE, DIA APÓS DIA, COM PEQUENOS GESTOS,COM PALAVRAS E ATENÇÕES QUE NASCEM DO CORAÇÃO, TRAÇA CAMINHOS DE ESPERANÇA PARA A HUMANIDADE. (AUTOR: G.QUABLNI) João Roberto Cerasoli 6 Rua Cel Assis Gonçalves, 323 Bragança Paulista - SP Tel/Fax: 2473-2555 - 2473-8030 Produtos para sua Saúde! Loja Ampla e Moderna Estacionamento próprio 08 DE MARÇO DIA INTERNACIONAL DA MULHER
  • 6. 5 AUGUSTO ALBERTO ROSSI R. Santa Clara, 1017 - Centro PABX: 4033-2021 Estacionamento Privativo para clientes Desde 1972 OAB/SP 27.126 ROSSANO ROSSI OAB/SP 93.560 ADVOGADOS UNIMAGEM Unidade de Diagnóstico por Imagem Rua Bahia, 342 • Recreio Estoril Atibaia • SP • CEP 12944-060 Ressonância Magnética • Tomografia Computadorizada Mamografia • Densitometria Óssea • Radiologia Ultrassonografia • Angiografia Digital Fones (11) 4414-5029/5030 Fax (11) 4412-3267 DICAS DE SAÚDE ESPAÇO DO PAROQUIANO O DIA DO SOGRO Dia 31 de Março é comemorado o Dia da Saúde e Nutrição. Perder ou manter peso e, ao mesmo tempo a saúde, é um desafio que nenhuma “dieta milagro- sa” ainda foi capaz de cumprir. Sopão, dieta da lua, dieta líquida, ou outros do gênero, implicam em que- brar o padrão alimentar da pessoa e assim sendo, acabam se tornando difíceis de serem seguidas e podem levar o organismo a sérios desequilíbrios. Não tem segredo, para se ter uma boa saúde, a re- gra é ter uma dieta balanceada e fazer atividades físicas regulares, para termos mais qualidade de vida. O sedentarismo favorece o aparecimento de várias doenças como obesidade, diabetes, proble- mas no coração e mais... Adotar um estilo de vida saudável é muito mais simples do que se imagina e toda hora é o momento certo de começar. Solange Alegro Dia de magia e encanto – 20 de março – Dia do Contador de Histórias A arte que encanta todas as idades “Talvez você nunca te- nha ouvido falar nos Con- tadores de Histórias, mas eles são seres encanta- dos que povoam o mundo real e levam encantamen- tos e poesia para todas as pessoas. O Contador é Senhor do Tempo e usa as histórias para revelar verdades da vida.” (Adriana Von Krüger) No dia 20 de março é comemorado o dia do con- tador de histórias, esta figura muitas vezes esque- cida enquanto nos distraímos com o que está sen- do contado – mas que faz toda a diferença no final. Pensem comigo: quando a história é bem contada, nos envolvemos tanto que até esquecemos que há uma pessoa narrando o que aconteceu. Quando o narrador é ruim, pode estragar todo o clima de uma história. O fato de muitos não saberem disso e a data passar em branco – e eu me incluo entre eles – nos leva a pensar se isso não é um indício de que também esquecemos o que significa ser um conta- dor de histórias. Então, vou tentar aqui relembrar. Era uma vez, uma época em que as histórias contadas de geração para geração eram as guardi- ãs dos segredos, das memórias e dos aprendizados dos homens. Todos eram contadores de histórias. Assim, mantinha-se viva a história humana: as con- quistas, as trajetórias, as dores, os lutos, os amores e as guerras. Na história oral pulsava a vida dos ho- mens, como que se uma não existisse sem a outra. A vida não contada era esquecida ou então se torna- va quase que uma inverdade. Nesse mundo de tantas tecnologias ocontador de histórias parece ter perdido sua importância. Hoje, ele parece estar associado somente ao universo in- fantil. Mas contar histórias não é “coisa de criança”. É sim, uma habilidade humana, herdada, mas que de alguma forma precisa ser resgatada, não só para manter a memória viva, como também para criar vínculos entre as pessoas e fortalecer a compreen- são das mensagens que se quer transmitir. É uma forma encantadora de reunir pessoas e passar bons momentos juntos. Para as crianças é um momento mágico para uma viagem a mundos imaginários e possíveis. Esta é uma homenagem a todos os Contadores de História pelo seu dia e que este seja um momen- to propício para levar a palavra aos quatro ventos e embalar a imaginação de toda gente. Todos nós so- mos contadores de histórias e precisamos resgatar essa tradição que nos torna mais humanos. Existem diferentes caminhos para (re)aprender a contar his- tórias. A prática diária com os filhos é apenas um deles. Vamos praticar? Rita de Cássia G. de Almeida Me pediram para escrever sobre o dia do Sogro, mas achei interessante contar uma história emocionante que aconteceu com uma amiga minha e seu sogro. Por isso, pedi para que ela escrevesse. Seu nome, Roselene, para os íntimos, apenas Rose. Ela trabalha comigo e presenciei esta historia que será narrada e acreditem, foi uma grande emoção para todos que estavam presentes. Se emocionem comigo e vejam como Deus sempre da um jeito de realizar nossos sonhos! Ligia Spina Não existem palavras para expressar e falar de al- guém que admiro Demais... Meu sogro, Sr. Francisco, é um homem que teve uma vida de muitas dificuldades, mas soube driblar cada mo- mento difícil e, hoje, é um exemplo de que nunca deve- mos perder á fé. De todas as dificuldades que ele teve na vida, sem sombras de duvida, a mais difícil foi quando ele perdeu sua Filha, minha cunhada Vanessa, no ano de 2011. Ela era uma jovem de 20 anos que faleceu em um acidente onde um ônibus bateu em um poste. Apesar da morte prematura da filha, Sr. Francisco nunca perdeu a fé. Ao contrário, foi o pilar de sustenta- ção para toda a família. Além de Vanessa, Sr. Francisco tinha outro filho, Fa- bio, de quem eu era noiva. Depois do acidente, resolve- mos marcar a data do casamento para novembro do ano seguinte. Durante os preparativos, lembrei que, um dia meu sogro disse, em meio as lágrimas, que jamais iria sentir o prazer e a emoção de levar sua filha ao altar.Isso me deixou muito comovida pois na verdade,também gostaria de que meu pai me levasse ao altar, mas ele faleceu a 18 anos. Foi quando vi que Deus prepara tudo na nossa vida. Já havia escolhido meu irmão mais novo, Railton, para entrar comigo na Igreja, pois, praticamente eu que o criei desde os8 meses e, hoje, ele está com 16 anos, mas não conseguia deixar de pensar em como meu sogro ficaria feliz em poder realizar esse sonho de me levar também. O dia do casamento vinha se aproximan- do, meu coração me dizia para que eu fizesse algo que jamais ninguém esqueceria, mas como ficaria o meu ir- mão? Enfim, fui até igreja e me informaram que eu poderia entrar com 2 pessoas. Meu sonho se tornaria realidade!! O grande dia chegou e, na última hora comuniquei meu irmão que ele teria que dividir este momento com mais uma pessoa. Ele concordou e achou a ideia exce- lente! Meu sogro fez um único pedido para o casamento: me levar até a igreja no carro dele. Porém na cabeça dele, essa seria a única participação com a noiva... Grande engano! Ele foi o primeiro a me ver de noiva. Ai a emoção já começou. Quando chegamos na Igreja, ele ia se posicionar para entrar com a minha sogra quando peguei em seu braço, olhei em seus olhos e disse: “- Sr. Francisco, o Senhor me dá a honra de entrar comigo na Igreja?” Como um pai orgulhoso, aceitou o convite e quando entramos, a surpresa e a emoção tomou conta, afinal, todos sabiam do sofrimento que ele trazia no co- ração. Com certeza, aquela era a presença do amor de Deus na vida de nós dois! Ele me levou até a metade da igreja e meu irmão até ao altar. Foi lindo e todos, inclusive o padre me parabe- nizaram pela minha atitude. Sei que ninguém substitui ninguém. Jamais vou substituir sua filha e nem ele meu pai, mas Deus nos preparou para que cada um pudesse de uma forma diferente, demonstrar o carinho um para com outro. Hoje, estou grávida de 9 meses de um meninão que se chamará Gustavo. Com certeza, essa foi outra ben- ção não só para mim, mas para meu sogro também que será, com certeza, o avô mais coruja que conheço! Rosele Rosa de Oliveira Paul Wax LimpPaul Wax Limp AGORA MERCADÃO DA LIMPEZA SUPER ECONOMIA, E NO SEU CARRINHO VÃO PRODUTOS DE LIMPEZA A PREÇOS BARATOS PORQUE SOMOS DIFERENCIADOS Amplo Estacionamento Entrega em Domicílio Rua Alfredo Ortenzi, 133 - Jardim São José (Próximo cabeceira da pista do aeroclube) 4032-3815 / 4033-2638 / 9916-5020 EM NOVO ENDEREÇO
  • 7. 7 PROGRAMAÇÃO DA SEMANA SANTA NA PARÓQUIA SÃO JOSÉ
  • 8. MATRIZ e CAPELA N. S. DO BOM PARTO aniversário de nascimento Adevita Fernandes dos Santos Adriana Leite Delgado Alentino Garcia Ramiro Antonio Carlos Mateus Antonio de Oliveira Cintra Antonio Marcos Cevitanova Cláudio Paneque Garcia Eliseu Donizetti Camussi Humberto Moura Duarte Janice Ludwig Bender João José Marques João Roberto CerasolI José Carlos Finco José Gilberto Felizardo Leda Mara Spina Malengo Luciana Rose Manso Luis Bernardino Barrio Luiz Alexandre Souza Luiz Fernando Gulo Marco Antonio Batista Mario Restivola Mateus da Costa Kawasaki Maurício Tavela Moacir Pereira Nelson Fernandes de Mattos Neusa do Carmo Dell’Orti Noemia Neto Fonte Basso Osmar Cortonês Ricardo Gomes da Silva Terezina Carpani Pannunzio aniversário de CASAMENTO Anna Maria e Nivaldo Vicente Battazza Regina e João Peres Fuentes Rosemari e Silvio Sanino Vera Lúcia e João Roberto Cerasoli BIRIÇA DO CAMPINHO aniversário de nascimento Jacira de Moraes Cardoso José de Souza Pereira José Serafim Moreno José Flávio Pereira João Batista Nobre da Luz Norma Regina de Lima Mazochi Suzana de Fátima Nobre da Luz aniversário de casamento Antonio e Lázaro Aparecido Nobre da Luz Elizangela e Vander Aparecido do Prado Ivone e Odair Tofanin COMUNIDADE CHÁCARAS FERNÃO DIAS aniversário de nascimento Alice Pereira de Carvalho Benedicto Aparecido Oliveira Bueno Caetano Juiz Filho Claudio Spina Maria Aparecida de Oliveira Bueno Maria Helena Pereira de Carvalho Patricia Pereira Martins BIRIÇA DO VALADO aniversário de nascimento André Cavallaro Bianca Caroline de Souza Cavallaro Carlos Donizete Cavallaro Espedita de Assis Fátima Alessandra Custódio Patricia Marques da Silva COMUNIDADE SAGRADA FAMÍLIA aniversário de nascimento Camila de Almeida Chirte Dorali Ap. Nasc. Batista Dia 01 – terça-feira - 19h30’ - Confissões comunitárias na matriz Dia 02 – quarta-feira - 15h00’ – Missa da Saúde - 20h00’ – Via-sacra, na matriz Dia 04 – sexta-feira - 05h00’ – Missa penitencial e votiva ao Sagrado Coração de Jesus Dia 09 – quarta-feira - 20h00’ – Via-sacra, na matriz Dia 11 – sexta-feira - 05h00’ – Missa penitencial Dia 29 – terça-feira - 20h00’ – Reza do terço dos homens. Dia 30 – quarta-feira - 20h00’ – Missa pelos 09 anos de Adoração ao Santíssimo, na Capela de N. Sra. do Bom Parto 8 AGENDA DE abrilDIZIMISTAS ANIVERSARIANTES PREZADO DIZIMISTA Caso seu nome não esteja aqui relacionado, favor procurar um agente da Pastoral do Dízimo para atualização de seu cadastro. Obrigado!