Queridos irmãos e irmãs em Cristo Jesus,
Estamos em junho, mês que celebramos a festa litúrgica do Sagrado Coração
de Jesu...
Estamos come-
morando 10 anos
do Jornal A Semen-
te e percebemos
que não tínhamos
uma intercesso-
ra. Depois de uma
longa ...
A missa em louvor a São José Operário foi celebrada no dia 01 de Maio as 20h na Igreja São José. Papa Pio XII a instituiu ...
44
blocos e lajes. ltda.
BIRIÇÁ Blocos e Lajes Ltda.
IRMÃOS BARLETTA - CREA - 0372392
ESCRITÓRIO: (11) 4035-1878
9989-3388...
5
Paul Wax LimpPaul Wax Limp
AGORA MERCADÃO DA LIMPEZA
SUPER ECONOMIA, E NO SEU CARRINHO VÃO
PRODUTOS DE LIMPEZA A PREÇOS ...
56
Rua Cel Assis Gonçalves, 323
Bragança Paulista - SP
Tel/Fax: 2473-2555 - 2473-8030
Produtos
para sua Saúde!
Loja Ampla ...
7
Av. Antonio Pires Pimentel, 907 - Bragança Paulista
sdomincontabil@uol.com.br
Fone / Fax: (11) 4034-3049
SÃO
CONTABILIDA...
MATRIZ e CAPELA N. S. DO BOM PARTO
aniversário de nascimento
Adão Pedro Pereira da Silva
Aldeci Nunes da Silva
Alessandro ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal junho 2015

401 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
401
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
118
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal junho 2015

  1. 1. Queridos irmãos e irmãs em Cristo Jesus, Estamos em junho, mês que celebramos a festa litúrgica do Sagrado Coração de Jesus e a festa de Corpus Crhisti, que significa o Corpo de Cristo. Somos alimen- tados do Corpo de Cristo, para vivermos segundo o seu Coração. Nossa Comunidade Paroquial, em cada um dos grupos de pastoral, necessita comer desse Corpo, alimen- tando a presença de Deus em nós, para que nossas atitudes, ações, palavras e obras, sejam as mesmas do Coração de Jesus. Que aqui, em nossa paróquia, e em toda parte seja amado o Sagrado Coração. PASCOM ASemente ParóquiaSãoJosé BragançaPaulista/SP AnoX-Ediçãonº100-Junho/2015 EDITORIAL NESTA EDIÇÃO Página 2 Página 7 Página 8 Página 3 e 4 Página 5 e 6 Cajado do Pastor e Nossa Senhora da Comunicação Coluna Jovem e Artigos Diversos Uma História de Amor e Outros Artigos Dizimistas Aniversariantes, Convites, Agenda e Festas Aconteceu na Matriz e nas Comunidades
  2. 2. Estamos come- morando 10 anos do Jornal A Semen- te e percebemos que não tínhamos uma intercesso- ra. Depois de uma longa pesquisa pelo tão conhecido “Google”, nós en- contramos “Vierge d’Albert”. Em uma obra significativa, original, única, do final do século XIX. Foi adquirida em Paris pelo Dr. Manoel Casado Lima e sua esposa, Sra. Carolina, viscondessa do Livramento (Recife -PE), que a deram de presente ao Pe. Pedro Falco- ne: este, por sua vez, a doou ao Sistema Salesiano de Vídeo-comunicação (SSV). O título de “Nossa Senhora da Comunicação” foi dado no SSV. Mãe da Comunicação - Transcrevemos abaixo o artigo do jornalista alemão que assina GM, publi- cado na primeira página de Kirche und Leben de 27/05/1990, dia dos Meios de Comunicação Social: “Vi a pequena estátua de Nossa Senhora na ca- pela dos salesianos, em Itatiaia, e lembrei-me de Novalis: “Vejo-te, Maria, representada com carinho em imagens mil”... “ Aqui, no Centro de Produção de Filmes e Vídeos destes religiosos italianos e brasi- leiros, vi uma nova imagem de Maria: a Mãe da Co- municação. Estranho e surpreendente pelo menos para quem associa o conceito ‘comunicação’ com o processo técnico de veiculação de notícias. E, no entanto, conforme me disse Pe. Antonio Pacheco de Paula, em última análise, Maria nos transmitiu a notícia mais significativa, a mensagem mais impor- tante para nossa vida: Jesus. E já que nós, jorna- listas, por profissão, nos ocupamos principalmente com veiculação de notícias e mensagens, não é tão estranho que a gente se considere, por assim dizer, colega de Maria. Ela proporcionou a nós, humanos, a melhor notícia, o ‘furo’ sem igual: Cristo está sem- pre junto de vocês, não precisam ter medo, Ele está a seu lado. Por isso, como mostra nossa reprodu- ção gráfica, Maria levanta bem alto o menino Jesus, à maneira de um cabeçalho: a manchete de nossa vida! Quando meus amigos brasileiros me disseram que Maria é para eles a mais estimada colega, por ter veiculado a matéria mais interessante e profunda para a nossa vida, devo confessar que, num primei- ro instante fiquei em silêncio. Mentalmente, fiz uma revisão: para mim, quem era Maria? Um idílio, uma balada, um certo encanto religioso, que leva a fazer uns versos? Aqui, junto dos salesianos brasileiros, viven- ciei Maria numa nova imagem jornalística: ela nos proporcionou a manchete para a nossa vida, aqui, acima de mim, lhes mostro Jesus. Eu lhes consigo acesso a Ele. Eu lhes sirvo de agência e advogada, e lhes abro o caminho para meu Filho. O que Ele lhes disser é exclusivo, único para cada um de vo- cês... Aí entendi os salesianos de Itatiaia: compre- endi porque, na qualidade de publicitários de Nos- sa Senhora, lhe dedicaram na capela uma imagem com o título de Nossa Senhora da Comunicação.” E por essa linda mensagem e porque queremos que o Jornal da nossa Paróquia transmita sempre a notícia mais significativa, a mensagem mais im- portante para nós: JESUS, que decidimos ter como nossa intercessora e protetora Nossa Senhora da Comunicação. Nossa Senhora da Comunicação, Rogai por nós que recorremos a vós! Rita de Cássia Almeida Pascom “Aprendi que para ter acesso ao Povo Brasileiro, é preciso ingressar pelo portal do seu imenso coração: por isso permitam-me que nesta hora eu possa bater delicadamente a esta porta.” (Papa Francisco) Queridos amigos paroquianos de São José, como todos sabem dia 29 de junho, a Igreja celebra a festa de São Pedro, o apóstolo que Jesus escolheu para ser o chefe dos apóstolos, como se lê não só no Evangelho de São Mateus (16, 18), mas também em São João (21,16-18). Através da imagem das chaves, Cristo prometeu-lhe a chefia da cidade e entregou-lhe o rebanho todo. Por ser a festa de São Pedro, é o dia do papa, que é seu sucessor. O atual Papa é Francisco e neste dia todos os católicos do mundo devem rezar por ele, pedindo ao Senhor que as luzes do Espírito Santo o iluminem e o fortifiquem para o bem da Igreja. O poder do Papa na Igreja não é de um sobera- no absoluto, cujo querer é lei. Mas sua missão é se colocar a serviço da palavra de Deus e conseguir com que esta palavra de Deus esteja no coração de todos. É ele que ilumina os passos da humanidade e aponta os caminhos do Evangelho em nome de Jesus Cristo. Por ser criatura humana, carrega em si, as qualidades e limitações da natureza humana. Daí as diferenças pessoais dos Papas. Aqueles que têm fé sabem ver nos Papas que a história nos retra- ta, tanto a autoridade suprema em nome de Jesus, como as diferenças pessoais de cultura, de psicolo- gia, de origem e de formação. No atual Papa Francisco, sucessor de Bento XVI, temos um homem simples, de hábitos austeros, per- sonalidade vigorosa, de posição clara e abertamen- te voltada para amparar os pobres. Predicados que também eram presentes no modelo que ele esco- lheu para seguir: São Francisco de Assis. Francis- co é o 266º papa da história da Igreja Católica. É o primeiro pontífice latino-americano e jesuíta. Ele também é o primeiro a assumir o pontificado com o antecessor vivo em 600 anos. Papa Francisco é autor de várias obras, entre as quais “Reflexões sobre a vida apostólica”, de 1986; “Meditações para Religiosos”, de 1982, e “Reflexões de Esperança”, de 1992. Até o início da sede va- cante foi membro das Congregações para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, para o Clero, para os Institutos de Vida Consagrada e as Socieda- des de Vida Apostólica; do Pontifício Conselho para a Família, e da Pontifícia Comissão para a América Latina. É apaixonado leitor de Dostoievski, Borges e autores clássicos. Gosta de tango e é aficionado por futebol, torcedor do San Lorenzo. Em contrapar- tida, é contra o casamento homossexual e o aborto. Durante a discussão do projeto que legalizou, na Argentina, o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o agora Papa Francisco enviou uma carta de repúdio dirigida aos quatro monastérios de Buenos Aires, na qual dizia: “Não sejamos ingênuos. Não se trata de uma simples luta política; é a pretensão destrutiva ao plano de Deus”. Queridos paroquianos e amigos de São José que nesta festa de São Pedro, que é o dia do Papa, o Senhor o conserve, o faça feliz e iluminado para o bem de nossa Igreja. E que seja sempre abençoado. Pe. Jeferson Flávio Mengali Pároco 2 O CAJADO DO PASTOR DIA DO PAPA 29 DE JUNHO NOSSA SENHORA DA COMUNICAÇÃO 2 MADEIREIRA BRAGANTINA Av. José Gomes da Rocha Leal, 134 - Taboão - Bragança Paulista Tel.: (11) 4033-4048 - Fax: (11) 4033-2328
  3. 3. A missa em louvor a São José Operário foi celebrada no dia 01 de Maio as 20h na Igreja São José. Papa Pio XII a instituiu a festa de “São José Trabalhador”, em 1955, na mesma data em que se comemora o Dia do Trabalho em quase todo o planeta. Pe. Jeferson ao final da missa fez uma linda homenagem aos traba- lhadores cantando a música de Pe. Zezinho,Trabalhadores. (Trabalhadores, trabalhadoras, Deus também é trabalhador!) A Capela de Nossa Senhora do Bom Parto, no dia 29 de abril, ficou pequena para acolher o grande número de fiéis e adoradores que vieram dar graças a Deus pelos 10 anos de Adoração ao Santíssimo. Pudemos sentir naquele momento único, muita emoção e fé daqueles que dedicam um momento do seu dia a estar em Adoração. Ao final da missa, Pe. Jeferson, inspirado pelo Espirito Santo, reuniu todos os Adoradores da paróquia ao redor do Santíssimo e fez um momento de Adoração e um ato de desagravo e reparo à Eucaristia pelo sacrilégio ocorrido em Vargem Grande Paulista. Obrigada Pe. Jeferson por mais essa experiência de fé e amor ao Deus Vivo na Eucaristia. “Maria, aquela que onipotente fez grandes coisas”. (LC 1,49) - A Congregação Mariana comemorou o Dia Nacio- nal do Congregado Mariano 2015 neste domingo, dia 17 de maio na Comunidade Biriçá do Campinho , as 10h30 com a Santa Missa celebrada por Pe. Jeferson Mengali. Logo após a celebração teve início um lanche de confraternização e um delicioso bolo em comemoração aos 40 anos de congrega- ção mariana na comunidade. Sábado dia 02 de Maio ficará guardado na memória de todos nós. “Foi uma experiência inesquecível”, agradece o Pe. Jeferson Mengali, idealizador da Moto Romaria, pela oportunidade de estarmos juntos nessa linda manifestação de fé e amor por Jesus Cristo e a sua igreja, foi tudo perfeito. Esse dia vai ficar guardado na lembrança, e que Nossa Senhora Aparecida interceda por nós para seguir nos abençoando para que em 2016 possamos voltar em maior número. 3 ACONTECEU NA PARÓQUIA - MISSA EM LOUVOR A SÃO JOSÉ OPERÁRIO ACONTECEU NA PARÓQUIA - MISSA EM LOUVOR A 10 ANOS DE ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO ENCONTRO MARIANO – COMUNIDADE BIRIÇÁ DO CAMPINHO ACONTECEU NA PARÓQUIA - I MOTO ROMARIA DA PARÓQUIA SÃO JOSÉ A APARECIDA Legendas:RitadeCássiaAlmeida–PASCOM
  4. 4. 44 blocos e lajes. ltda. BIRIÇÁ Blocos e Lajes Ltda. IRMÃOS BARLETTA - CREA - 0372392 ESCRITÓRIO: (11) 4035-1878 9989-3388 FÁBRICA: (11) 4031-8295 Depósito: AV. DOS IMIGRANTES 4289 - JD. SÃO LOURENÇO - BRAGANÇA PAULISTA - SP Matriz: SÍTIO SÃO CLEMENTE - BAIRRO BIRIÇÁ DO VALADO - BRAGANÇA PAULISTA - SP LAJES CONVENCIONAL E TRELIÇADA JOÃO ROBERTO CERASOLI ADVOGADO - OAB 137.519 SP CÍVEL - FAMÍLIA - TRABALHISTA PREVIDENCIÁRIO FONES: 2277-6343 / 4033-0843 / 97384-3288 (vivo) R. JOSÉ MATHIAS FARHAT SOBRINHO 11 - SALA 07 (EDIFICIO CAPITAL - AO LADO DA PADARIA VARANDA AMÉRICA - a 50 METROS DO FÓRUM) Dia 03 de Maio tivemos a Romaria Diocesana de Bragança Paulista a Aparecida em comemoração aos 90 anos de nossa Diocese. Milhares de romeiros esti- veram presentes numa grande demonstração de fé. Agradecemos de coração a todos da Paróquia São José que mais uma vez marcaram presença. Celebramos dia 10 de maio, domingo, as 8h na Igreja São José e as 19h30 na Capela do Bom Parto missa em homenagem a todas as mães. Pe. Jeferson Mengali , depois de refletir sobre as leituras de domingo, falou sobre o amor incondicional das mães. Mãe é tão especial que o próprio Deus quis ter uma. Numa linda homenagem Pe. Jeferson convidou todas as mães presentes a comungarem das duas espécies. E ao final da celebração as mães foram convidadas a subir ao altar e juntas abençoar a todos. Domingo, dia 17 de maio a Comunidade Biriçá do Campinho preparou um momento especial para as crianças. Durante a missa celebrada as 10h30 foi realizada a Consagração das Crianças a Nossa Senho- ra conduzida por Padre Jeferson Mengali. A consagração é na verdade, um ato devocional. A madrinha/ padrinho de consagração é aquela pessoa que assume neste ato, rezar pela criança, estar ao seu lado espiritualmente, ser como Nossa Senhora, uma espécie de “outra mãe” para estas crianças. Pe. Jeferson em sua homilia disse aos jovens para ouvirem a voz de Maria que diz: “Fazei tudo o que Ele vos disser.” E ouvir a voz de Cristo: “ Amai-vos uns aos outros assim como eu vos ameis.” ACONTECEU NA PARÓQUIA - ROMARIA DIOCESANA DE BRAGANÇA PAULISTA ACONTECEU NA PARÓQUIA - MISSA EM HOMENAGEM AO DIA DAS MÃES CRIANÇAS DA COMUNIDADE BIRIÇÁ DO CAMPINHO PARTICIPAM DE MOMENTO DE CONSAGRAÇÃO A NOSSA SENHORA O Jornal a Semente agradece a Safety Card Assistência e a Dr. André T. Delgado que fez com que o sonho de um jornal comemorativo de 10 anos se tornasse realidade. A Safetycard foi criada no ano de 2008 por jovens empresários, visando dar mais uma opção aos viajantes que buscavam tranquilidade e segurança na sua viajem de lazer ou negócios. Almejando sempre oferecer o máximo a seus clientes o Safetycard oferece o que tem de melhor em termos de assistência para quem viaja ao exterior ou pelo Brasil. Atualmente a Safetycard é um dos cartões de assistência top do mercado, com crescimento significativo de vendas ano após ano. Legendas:RitadeCássiaAlmeida–PASCOM
  5. 5. 5 Paul Wax LimpPaul Wax Limp AGORA MERCADÃO DA LIMPEZA SUPER ECONOMIA, E NO SEU CARRINHO VÃO PRODUTOS DE LIMPEZA A PREÇOS BARATOS PORQUE SOMOS DIFERENCIADOS Amplo Estacionamento Entrega em Domicílio Rua Alfredo Ortenzi, 133 - Jardim São José (Próximo cabeceira da pista do aeroclube) 4032-3815 / 4033-2638 / 9916-5020 EM NOVO ENDEREÇO COMPRA - VENDA - INCORPORAÇÃO DE IMÓVEIS ALAMEDA POLÔNIA, 34 BRAGANÇA PAULISTA - SP CEP 12916-160 TEL.: (11) 4034-0543 FAX: (11) 4032-0044 CEL.: (11) 9989-1887 CACOCI CONSULTORIA E EMPREENDIMENTOS DE IMÓVEIS LTDA. CRECI 6.414-J www.cacociimoveis.com.br Rua Arthur Siqueira, 29 - Bragança Paulista - SP mecanicabarca@hotmail.com Tel/Fax: 4033-3684 Dr. Carlos Eduardo Falleiros Dr. Felipe M. C. V. Falleiros CRO 22762 CRO 76451 Implante Prótese Ortodontia Clínica Geral Cirurgia R. Octaviano Machado, 26 Santa Luzia 4034-0522 ODONTOLOGIA ESPECIALIZADAODONTOLOGIA ESPECIALIZADA Especialista em Implantodontia O AMOR No mês de junho, mais especificamente no dia 12, se comemora o dia dos namorados. Em alguns países, esse dia é conhecido como Dia de São Va- lentim e normalmente é comemorado no dia 14 de fevereiro. Mas, no Brasil, a data é celebrada dia 12 de junho, pois é véspera do dia de Santo Antônio, também conhecido popularmente como “santo ca- samenteiro”. É uma data especial em que os casais celebram sua união amorosa, sendo comum a troca de pre- sentes, como cartões e bombons, normalmente em forma de coração, e aquele famoso jantar de come- moração. Mas, esse dia deve ir além desse “clichê” de presentes e momento romântico; porque, acima de tudo, se celebra o amor. (Não que o amor tenha um dia específico para ser celebrado – ele deve fa- zer parte do dia-a-dia de cada um.) Mas o que é o famoso amor? Em 1 Coríntios, ca- pítulo 13, versículos de 4 a 7, Deus nos diz o que é esse sentimento que tanto se busca: 4 O amor é paciente, o amor é bondoso. Não in- veja, não se vangloria não se orgulha. 5 Não maltra- ta, não procura seus interesses, não se ira facilmen- te, não guarda rancor. 6 O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. 7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” Deus nos ensina como é o amor e como é amar alguém. E cada vez que esse 12 de junho se aproxi- ma, eu paro para pensar se realmente é esse amor descrito que há entre os jovens casais de namorados. E, infelizmente, a mi- nha resposta é, na maioria das ve- zes, não. Hoje, eu percebo que muitos jo- vens buscam aquele amor verdadeiro. Porém, sequer sabem o que isso significa. Eles não estão dispostos a esperar por este amor que fala na passagem, e querem um amor louco, desenfreado. E isso faz com que se esqueçam do que o amor é em si: bondoso, não in- vejoso, paciente, compassivo... Então, não adianta esperar pelo amor verdadeiro, e não estar disposto a viver o amor como ele é de verdade, como está descrito na palavra de Deus. Namorar só por dizer que está namorando e para colocar no status do facebook é fácil. Mas não é amor de verdade, é somente um rótulo. E isso é muito comum de se ver hoje. Com isso, percebi que surgiu uma diferença entre estar namorando e estar junto. Muitos casais namoram, mas não estão jun- tos de verdade, vivendo o amor, como descrito por Deus. Estão mais preocupados em usar o rótulo “na- morando” do que de fato viver esse sentimento puro e lindo que é o amor. Então, em minha opinião, é mais importante estar junto do que estar namorando. Porque quem está junto cuida, se preocupa, não fica se mostrando para os outros, é honesto, tem compaixão, é com- preensivo, e tudo aquilo mais que é descrito na pas- sagem citada. E mais, o último versículo para mim é o melhor e que é muito raro de ver sendo realizado. Nos namo- ros de hoje, qualquer coisinha é motivo de enormes brigas, dramas, lágrimas e sofrimento, que leva ao fim do relacionamento. E aí, cadê a parte do tudo suporta? Do tudo sofre? Não tem mais importância? Sei que muitos namoros funcionam e dão super certo. Mas nesses, as pessoas estão juntas mesmo, e é isso que faz diferença. O amor verdadeiro é único na vida de cada um. Encontrá-lo não é fácil, mas temos que ter fé, pa- ciência e acreditar, que uma hora chega. E não é na hora que você quiser, e sim quando Ele ver que você está pronta(o). E quando chegar tem que estar disposto a vivê-lo conforme está escrito, porque não é simples amar. Eu acredito no amor verdadeiro e tenho muita fé que o meu vai chegar. Peço sempre para que quando isso acontecer, eu esteja pronta para viver o amor plenamente, conforme 1 Coríntios me mostra. E tenho a consciência de que não vai ser fácil, se não que graça teria. E você, está pronto para viver o amor? Maynara Furquim Grupo de Jovens IGNIS O termo “progresso” está presente no lema nacional da República Federativa do Brasil (“Ordem e Progresso”) a partir do momento de sua formação em 1889. A expressão é o lema político do Positivismo, abreviada do lema de autoria do positivista francês Augusto Comte: “O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim”. Quando se fala em progresso quase sempre nos vem à cabeça coisas boas. Para se comemorar o dia do progresso, buscam-se fatos e palavras que tragam otimismo às pessoas. Até aí tudo bem, po- rém devemos nos ater ao seguinte: progresso de que? Esta pergunta nos cobra a consciência de que devemos estar mais atento. Temos visto muito pro- gresso no dia a dia. É o progresso na saúde, nas tecnologias educacionais, nos transportes, nas co- municações, etc., porém temos visto a cada dia uma saúde mais problemática, educação com mensura- ções feitas que revelem baixo aprendizado de mui- tos alunos, transportes que nem sempre atendem as necessidades das pessoas, etc. São Paulo nos diz que “não nos ufanamos além da medida, cobrindo- -nos de trabalhos alheios. Esperamos que, com o progresso de vossa fé, nossa obra cresça entre vós dentro do quadro de ação que nos foi determinado” II Cor 10,15. Este trecho nos mostra qual é o progres- so que o cristão deverá perseguir. É o progresso da fé. Com a fé fortalecida, as demais obras ganham energia e mudam o mundo. Ordem e Progresso é a expressão que está pre- sente na Bandeira Nacional. O texto introdutório logo acima no 1º parágrafo nas fala de ser esta expres- são, lema do positivismo. O positivismo foi um mo- vimento que trouxe em seu bojo o distanciamento de Deus. Para o cristão, como é possível vislumbrar qualquer progresso sem Deus? É no Evangelho que encontramos a máxima de que se a iniquidade progredir, a caridade diminuirá Mat. 24,12. Portanto o progresso deverá ser a meta da humanidade, porém dentro de critérios e valo- res. Há muita especulação sobre os progressos da ciência, da medicina, etc., mas qual é realmente a utilidade destas conquistas se a iniquidade tem au- mentado? O que está faltando? A sociedade em que vivemos foi estruturada a partir da junção de culturas, sobretudo a europeia. Desta cultura recebemos a ética cristã. Nesta ética encontramos uma verdade, Deus. Encontramos um sentido à nossa vida e o que devemos fazer para es- tar sempre em estado de graça. Também nesta ética encontramos a determinação de que o homem deve dominar sobre a obra criada. Este domínio se dará progressivamente. Então o progresso é interessan- te. Mas progresso nossa limites de critérios válidos como respeitar a ordem criada por Deus, o sentido das coisas segundo a vontade divina e a convivência com os outros buscando sempre se preparar para estar, dentro de em breve, no paraíso. O progresso, portanto, deve-se estruturar de tal maneira que leve a pessoa se tornar-se, a cada dia, mais preparada na escolha e execução da Vontade de Deus. Com este pensamento pode-se esperar dias me- lhores a partir do progresso. Maurício Malengo MESC COLUNA JOVEM 27 DE JUNHO - DIA NACIONAL DO PROGRESSO
  6. 6. 56 Rua Cel Assis Gonçalves, 323 Bragança Paulista - SP Tel/Fax: 2473-2555 - 2473-8030 Produtos para sua Saúde! Loja Ampla e Moderna Estacionamento próprio Um convite pra você que é família. Dia 21 de junho às 8:00hs ,em um gostoso domingo,teremos em nossa paróquia um dia para pensarmos na família. André Kawahala e sua esposa Ritinha Kawahala estarão conosco para uma conversa que nos ajudará a respon- der essa pergunta : “E a família , como vai?” Passaremos o domingo pensando juntos, tro- cando ideias, almoçando juntos, enfim vivendo em comunidade a realidade da FAMÌLIA HOJE. Contamos com a presença de vocês, casais , jovens, namorados, noivos, viúvas, enfim você que participa de uma família. As fichas estarão na secretaria da paróquia ou com os agentes da Pastoral Familiar. Até lá!!!!! Inêz Abreu – Pastoral Familiar O casal que nos falará sobre Família! André e Ritinha casal da Pastoral familiar que trabalham na TV século XXI. Souza Silva CORRETORA DE SEGUROS Souza Silva Adm. Corr. Seguros Ltda. Rua Tupi, 153 - Sala 04 - Taboão - Brag Pta - SP - CEP 12.900-290 Fone/Fax: (11) 4032-0450 / 4033-7586 e-mail: sscorr@terra.com.br AUGUSTO ALBERTO ROSSI R. Santa Clara, 1017 - Centro PABX: 4033-2021 Estacionamento Privativo para clientes Desde 1972 OAB/SP 27.126 ROSSANO ROSSI OAB/SP 93.560 ADVOGADOS “Viver sem perigo é triunfar sem glória. Quanto mais difícil for a obra, mais belo será o desempenhá- -la.” Os dirigentes preci- sam ser santos. “Primeiro para errarem menos; se- gundo para suportarem os ataques com mais tranqui- lidade”. Foi com essa frase que nosso fundador, beato Antonio Frederico Ozanan começou efetivamente a primeira conferência com alguns jovens em Paris. Desde as origens, as con- ferências foram aos pobres sem esperar que estes viessem a ter com elas. A SSVP tanto procurou esse contato, lá onde os pobres se encontraram que o conceito da visita como expressão do que é mais íntimo na nossa entrega tornou-se um clássico entre nós: a visita ao domicilio do pobre como expressão de um encontro pessoal e íntimo entre os membros da conferência com os membros da família assisti- da. Desde 1833 quando foi fundada a vocação dos membros da SSVP é seguir Jesus Cristo servindo a todos que necessitarem. É assim que nossa Confe- rência São José, atualmente com 30 famílias assisti- das trabalha em nossa paróquia com a colaboração de todos os paroquianos. O vicentino serve com Es- perança. Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo. Geraldo Luiz Abreu Imagine minha surpresa ao descobrir que no dia 14 de junho se comemora o Dia Universal de Deus. Fui pesquisar na internet qual a origem desta data e mais mistério, não encontrei uma fonte confiável para tal, e então me questionei sobre qual seria a utilidade para uma data como esta? Por que se lem- brar de Deus dentro de 365 dias em apenas um dia? Cheguei então a uma conclusão a respeito desta data: Em uma civilização cada vez mais longe dos valores morais e espirituais, constantemente preo- cupada mais em “ter” que em “ser”, em acumular e consumir bens indiscriminadamente, que cultua o corpo próprio e alheio como verdadeiras divindades, um único dia no ano realmente se faz necessário, pois de outro modo quando se lembrariam? Porém, porque então tal data que serviria para um agrade- cimento sincero e especial ao Criador é tão esque- cida? Esta data se revela bastante curiosa, mas re- presenta uma ótima oportunidade para as pessoas de todas as partes do mundo renovar a fé e a crença numa força maior. Não sei quem criou esse dia, mas ele passa em BRANCO pela sociedade, claro que todos os dias são do SENHOR, mas qualquer co- memoração é lembrada e dias como esse não. Dias como o da mentira alguém esquece!? NÃO! Com tantos pretextos usados para criar datas co- memorativas, o Divino Criador também foi homena- geado no calendário. No calendário cristão existem datas que servem de referência para todo o mundo, como é o caso do Natal e da Páscoa, mas o dia 14 de junho não se apresenta como um tipo de resgate das tradições religiosas do cristianismo. Quando se fala a respeito de Deus, muitos associam esta pode- rosa figura a eternidade, a onipotência, a divindade e ao sobrenatural. Entretanto, a existência do cria- dor de todas as coisas é interpretada de forma dife- rente pelos povos, variando de acordo com a crença ou discurso religioso. Todos os dias são de DEUS, mas hoje pare e ore agradecendo a DEUS por tudo que Ele te deu e vai te dar!!! E claro pela SALVA- ÇÃO!!! Como poderíamos dedicar apenas um único dia de nossa vida a Deus se somos sustentados (em toda a amplitude da palavra) por Ele todo o tempo? Rita de Cassia Almeida Pascom No dia 4 de junho nós católicos paramos para celebrar Corpus Christi , a igreja se reúne para celebrar o mistério da eucaristia, o sacramento do corpo e sangue de Jesus Cristo. Esta festa acontece na quinta feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, não é um feriado, é ponto faculta- tivo ( conforme art 2° da CLT, o empregador não tem a obri- gação de liberar os funcionários da prestação de serviços). Para nós católicos, segundo o catecismo da igreja cató- lica, além do domingo: “Devem ser guardados igualmente o dia do Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo, da Epifania, da Ascensão e do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, de Santa Maria, Mãe de Deus, de sua Imaculada Conceição e Assunção, de São José, dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo e, por fim, de Todos os Santos” (CIC, 1246). Portanto, nestas festas, os fiéis também devem participar da missa. A Eucaristia é o centro, o cume, o ápice da vida da igreja. A Eucaristia é a doação total de Deus ao homem, onde recebemos não só a graça, mas o próprio doador da graça. Em um encontro com crianças da primeira Eucaristia, em 15 de outubro de 2005, o então papa Bento XVI, respon- deu a algumas perguntas das crianças sobre o dia de sua 1° Eucaristia. Uma das crianças fez o seguinte comentário ao papa: “compreendi que Jesus tinha entrado no meu co- ração, tinha feito visita justamente a mim” ...”Isto é um dom de amor que realmente vale mais do que tudo que pode ser dado pela vida”. Na sequência, o papa falou sobre como vemos Jesus na Eucaristia: “não o vemos, mas existem tan- tas coisas que não vemos e que existem e são essenciais”. A seguir algumas das frases ditas por alguns de nossos santos adoradores. “A Eucaristia não é coisa que se possa descobrir com os sentidos, mas só com a fé, baseada na autoridade de Deus”. – São Tomás de Aquino. “A mesma carne, com que andou (o Senhor) na terra, essa mesma nos deu a comer para nossa salvação; nin- guém come aquela Carne sem primeiro a adorar…; não só não pecamos adorando-a, mas pecaríamos se a não ado- rássemos”. – Santo Agostinho. “Este pão é Jesus. Alimentar-nos dele significa receber a própria vida de Deus, abrindo-nos à lógica do amor e da partilha”. – São João Paulo II. “Ainda que o mundo vire às avessas, que tudo fique em trevas, fumaça ou tumulto, Deus estará sempre conosco.” - Pe. Pio de Pietrelcina Deus nos quer adoradores, acreditemos na verdade, pois, só Jesus é verdade. Roseli Aparecida Nobre da Luz Catequista da Comunidade Biriçá do Campinho VICENTINOS 14 DE JUNHO - DIA UNIVERSAL DE DEUS FESTA DE CORPUS CHRISTI
  7. 7. 7 Av. Antonio Pires Pimentel, 907 - Bragança Paulista sdomincontabil@uol.com.br Fone / Fax: (11) 4034-3049 SÃO CONTABILIDADE História do Jornal “ A Semente” - Paróquia São José Neste mês de junho de 2015, nós da Pastoral da Comunicação estamos muito felizes com a come- moração dos 10 anos da fundação do nosso Jornal “ A Semente”, com a edição de nº 100, da Paróquia São José. São 10 anos de história da nossa paró- quia, escrita com carinho por muitos colaboradores, pessoas que tem o desejo comum de: usar o jornal para evangelizar. Tudo começou com um sonho. Um sonho de nos- sa saudosa amiga Magda Ferreira. Quando nos tornamos paróquia em maio de 2005, ela expôs ao nosso administrador paroquial, Pe. Cláudio Wilson Muller, o desejo de criar um jor- nal informativo na paróquia. Esse desejo foi aceito com agrado, e com a união de alguns paroquianos se fundou o jornal informativo da Paróquia São José. A primeira edição foi a do mês de julho de 2005 e saiu assim: “ Informativo Sem Nome”. Nessa primeira edição- que era apenas uma folha de sulfite dobrada ao meio- a Magda que na época era também Coordenadora de Pastoral da paróquia, escreveu para nós a seguinte mensagem: “Este instrumento de comunicação vem de encontro com uma das metas constantes do nosso Plano de Ativi- dades Pastorais de 2005 - estruturarmos a pastoral da comunicação, que tem como objetivo: “ promover a integração de todas as atividades pastorais e das comunidades. Cuidar do bom relacionamento huma- no entre os participantes das pastorais. Estabelecer fluxos de comunicação entre os paroquianos e as pastorais, de forma a tornar transparente a missão de cada uma delas e avaliar seu desempenho. Co- memorar com destaque as datas festivas”. Nessa mesma edição foi pedida a participação dos paroquianos para dar um nome ao jornal infor- mativo. Lançou-se então a ideia para que as pessoas sugerissem um nome e enviassem para a secreta- ria da paróquia, até uma data estipulada, onde após as missas de final de semana, haveria uma votação para escolher o nome do jornal. Foram várias su- gestões, e o nome vencedor foi: “Jornal A Semente”, nome esse sugerido pela paroquiana Elza Cacoci. Também foi feito o pedido para patrocinadores: comerciantes, empresários, profissionais liberais que se interessassem em abraçar esse belo projeto e ajudar a custear o jornal. A resposta foi muito boa, iniciamos com 4 e hoje já são 21. Também a partici- pação de membros para compor a equipe que juntos iriam preparar as matérias, divulgar e distribuir os exemplares por toda a paróquia. Durante esses 10 anos, tivemos muitos colabo- radores, pessoas que se empenhavam a escrever artigos com mensagens de carinho e sempre com a intenção de levar a “Palavra de Jesus” a todos os leitores. Alguns deles continuam conosco até agora. Não vamos citar nome de ninguém, pois poderíamos esquecer alguém e isso seria injusto. A todos que- remos agradecer ao empenho e carinho pelo jornal. São 1000 exemplares distribuídos por toda a pa- róquia São José, matriz e comunidades e também são enviados a outras paróquias da cidade e a to- dos os patrocinadores, que também colaboram com a distribuição do jornal. Nosso jornal é custeado pe- las comunidades pertencentes à paróquia e os pa- trocinadores- alguns deles estão conosco desde as primeiras edições. Cada edição é preparada com muito carinho. Al- guns membros da Pascom se reúnem mensalmen- te onde é dada as sugestões dos artigos que serão escritos, assim como todos os acontecimentos da matriz e comunidades são fotografados e divulgados nas edições de cada mês. Cada edição é muito importante para nós da Pas- com. Sabemos que muitos artigos já serviram como tema em salas de catequese, encontros de jovens e homenagens ao dia das mães e dia dos pais, e já aconteceu de paróquias de outros estados usarem o conteúdo do jornal. Tudo é feito com muito trabalho e dedicação, cari- nho e paciência, e sempre com a intenção da evan- gelização. Esperamos que todos os nossos leitores, paro- quianos ou não paroquianos, apreciem nosso jornal, pois ele é preparado com muito amor pela Pascom. Terminando nosso artigo, que é um breve resumo da história do “Jornal A Semente”, queremos deixar as palavras que foram escritas pela nossa amiga Magda na 2ª edição do jornal: Que este instrumen- to de comunicação não seja como a semente que caiu à beira do caminho e viram os pássaros e a co- meram. Nem como aquela semente que caiu entre os espinhos que a sufocaram. Muito menos como aquela que caiu em terreno pedregoso não ofere- cendo condições para que germinasse. Que o jornal “ A Semente” seja um instrumento fértil para a vida da nossa comunidade paroquial, e que produza mui- tos frutos, e que Deus nos ajude que cheguemos a uma colheita de cem por um. Obrigada a todos os colaboradores, patrocinado- res e leitores do nosso jornal. Que pela intercessão da Virgem Maria com o títu- lo de N. Sra. da Comunicação, Deus nos abençoe. UM FORTE ABRAÇO A TODOS. Norma Regina de Lima Mazochi Coordenadora da Pascom UMA HISTÓRIA DE AMOR UNIMAGEM Unidade de Diagnóstico por Imagem Rua Bahia, 342 • Recreio Estoril Atibaia • SP • CEP 12944-060 Ressonância Magnética • Tomografia Computadorizada Mamografia • Densitometria Óssea • Radiologia Ultrassonografia • Angiografia Digital Fones (11) 4414-5029/5030 Fax (11) 4412-3267 As doze promessas feitas por Jesus a Santa Margarida Maria Alacoque 1. A minha bênção permanecerá sobre as casas em que se achar exposta e venerada a imagem de meu Sa- grado Coração. 2. Eu darei aos devotos do meu Coração todas as graças necessárias a seu estado. 3. Estabelecerei e conservarei a paz em suas famí- lias. 4. Eu os consolarei em todas as suas aflições. 5. Serei seu refúgio seguro na vida, e principalmente na hora da morte. 6. Lançarei bênçãos abundantes sobre todos os seus trabalhos e empreendimentos. 7. Os pecadores encontrarão em meu Coração fonte inesgotável de misericórdias. 8. As almas enfraquecidas se tornarão fervorosas pela prática dessa devoção. 9. As almas fervorosas subirão em pouco tempo a uma alta perfeição. 10. Darei aos sacerdotes que praticarem especial- mente essa devoção o poder de tocar os corações mais empedernidos. 11. As pessoas que propagarem esta devoção terão os seus nomes inscritos para sempre no meu Coração. 12. A todos os que comungarem nas primeiras sex- tas-feiras de nove meses consecutivos, darei a graça da perseverança final e da salvação eterna. Comemora-se, internacionalmente, no dia 12 de ju- nho, O DIA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS. Mi- lhões de devotos, no mundo todo, há muito tempo des- cobriram os mistérios e as graças que são obtidas com essa Santa Devoção e, todas as primeiras sextas feiras de cada mês, lá estão eles, reclinados e agradecidos ao coração que nos livrou da morte eterna e nos purificou com a graça divina. E esse devotamento não deve se restringir, tão so- mente, ao acúmulo de graças que se recebe e também ao simples agradecimento ao Salvador da humanidade. É preciso ir mais além – e é isso o que o Sagrado Co- ração de Jesus nos impele: que o nosso coração seja semelhante ao dele ! E como é o coração de Jesus ? Misericórdia plena, Amor extremado (Ele nos deu a própria vida em expia- ção dos nossos pecados, lembra disso ?), um coração voltado para o serviço aos irmãos (se recorda no lava- -pés, o que Ele fez?). Que possamos aprender sempre com o Mestre, manso e humilde de coração. João Cerasoli Pastoral Familiar SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS
  8. 8. MATRIZ e CAPELA N. S. DO BOM PARTO aniversário de nascimento Adão Pedro Pereira da Silva Aldeci Nunes da Silva Alessandro da Silva Matheus Angela Albernaz Ribeiro Schuh Antonio Ferraz da Silva Carlos Eduardo Falleiros Carolina Pianho Inda Alvarez Eliane Correa de Castro Elza Malengo Dell’Orti Francine de Fátima Prudêncio Francisco Sérgio Ney João Francisco Cacoci José Milton Cabral Josefina Ferreira Bredariol Leandro da Silva Camussi Luiz Gualberto Dall’Anese Porto Maria Aparecida da Silva Tavares Maria Beatriz Kawasaki Maria Elena Amália Ferreira Maria Therezinha Furquim de Campos Monteiro Marilda Aparecida Bredariol de Brito Maurício Tadeu Malengo Ricardo Cezar Bertin Terezinha Fátima da Silva Borelli Vicente de Oliveira Souza aniversário de CASAMENTO Antonia de Lima e Antonio de Oliveira Cintra Carina e Remar Márcio Honnel Dionísia e Luiz Cunha de Oliveira Janice Aparecida e Adão Pedro Pereira da Silva Nice e Vangeli Ferreira Pessoa Patrícia e Angelo Giuseppe Achini Terezinha de Jesus e José de Souza BIRIÇA DO CAMPINHO aniversário de nascimento Antonio Carlos Rosa Antonio Fellipe de Oliveira Aurora Fontanive Diego Ap. da Silva Andrade Helenice Ap. Giovanetti Mazochi Iraci Ap. Camargo de Souza João Alcides Cipriano de Souza Marilda Aparecida Cavallaro Roseli de Moraes Cardoso Sandra Ap. Peres Albergoni Terezinha Pereira da Silva Tatiane de Fátima Oliveira Rafael de Oliveira Santos aniversário de casamento Fabiana e Tiago Junior Nobre da Luz Helenice Ap. e André LuisMazochi Izabel Izete e Benedito Ap. Cavallaro Luzia e José de Souza Pereira Sonia Ap. e Hélio Donizete Cavallaro comunidade SÃO MARCELO aniversário de nascimento Elidiane Cristina Alves João Batista Martins Maurícia M. de Oliveira Alves Raquel Martins dos Santos aniversário de casamento Rosimeire G. Carmo e José Viniciús Martins BIRIÇA DO VALADO aniversário de nascimento Cezilda Fatima Souza Fumachi Erotilde M. da Silva Helenice M. da Silva Cavallaro Joaquim Inácio da Silva Joaquim Pereira dos Santos Luiza Pereira da Silva Majoli Mario Rodrigues da Silva Rosalina de Souza Olho Sonia Regina Olho de Lima aniversário de casamento Erotilde M. da Silva e Joaquim Inácio da Silva Fátima e Wanderley Assis dos Santos Maria de Lurdes e Juraci Petroni Maria Luiza e Almerindo Cardoso Ribeiro DIZIMISTAS ANIVERSARIANTES ACONTECERÁ NA PARÓQUIA PREZADO DIZIMISTA Caso seu nome não esteja aqui relacionado, favor procurar um agente da Pastoral do Dízimo para atualização de seu cadastro. Obrigado! 10 “Já se passaram 9 anos desde que nosso pároco, Pe.Jeferson Flávio Mengali, recebeu das mãos de nosso bispo emérito Dom José Maria Pinheiro o sacramento da Ordem em seu segundo grau, o Presbiterado. Sendo assim, convidamos a todos a celebrarmos juntos estes 9 anos de ministério sacerdotal no dia 10 de junho, quarta-feira, às 20h na Capela Nossa Senhora do Bom Parto. Conto com a presença de todos aqueles que fazem parte destes 9 anos de sacerdócio na vida de Pe. Jeferson. Nós da Paróquia São José agradecemos a todos que têm rezado pela vocação de Pe. Jeferson e pela sua fidelidade nesta grande missão: ser canal da graça de Deus a todos os homens. Pedimos que rezem de modo especial pelo nosso bispo emérito Dom José Maria Pinheiro, pai na fé, que através da imposição de mãos transmitiu a Pe. Jeferson o legado deixado pelos apóstolos e cristãos da primeira hora, pela ação do Espírito Santo de Deus. Deus abençoe a todos!“ Na matriz: - Todas as terças-feiras, reza do terço, as 20h00’ - 1ª quarta-feira do mês - missa da saúde, as 15h00’ - 1ª sexta-feira do mês: missa votiva ao Sagrado Coração de Jesus, as 20h00’ - todo dia 19: missa da novena perpétua de São José, as 20h00’ quando de segunda a sexta-feira. - toda última terça-feira: reza do terço dos homens, as 20h00’ - Todos os sábados: Santa Missa as 19h00’ - Todos os domingos: Santa Missa as 08h00’ Na Capela de N.Sra. do Bom Parto: - Todos os dias - Adoração ao Santíssimo Sacra- mento, das 13h00’ às 20h00’ - Últimas quartas-feiras do mês: Hora Santa, as 20h00’ - Todos os domingos: santa missa as 19h30’ Dia 09 de julho – dia de Santa Paulina Venha celebrar e receber a benção! Tríduo - dias 06, 07 e 08 de julho, com missa as 17h00’, na Capela de Nosso Senhor dos Passos, na capela da Santa Casa de Misericórdia de Bragança Paulista. Dia 09 de Julho: Procissão: 9h - saída da Capela da Santa Casa de Misericórdia de Bragança Paulista, em direção ao Asilo São Vicente de Paulo (ao lado do Jardim Público), seguida de celebração campal, presidida por D. Sérgio Aparecido Colombo, bispo da Diocese de Bragança Paulista.

×