Queridos irmãos e irmãs em Cristo, o primeiro semestre de 2013 já passou, e
o que fizemos? E como estamos perante Deus?
Co...
As encíclicas (“circulares”)
destinam-se a bispos e,
por meio deles, a todos
os católicos. São textos
educativos sobre tem...
3
ACONTECEU NA MATRIZ - TERÇO MISSIONÁRIO
ACONTECEU NA MATRIZ - MISSA DE ENVIO DOS JOVENS À JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE
“...
4
ACONTECEU NA COMUNIDADE DO BIRIÇA DO CAMPINHO - FESTA EM LOUVOR A SANTO ANTONIO
RETIRO PARÓQUIA SÃO JOSÉ
Aconteceu nos d...
Esta che-
gando! Agora
falta pouco,
meus amigos,
para a Jorna-
da Mundial da
J u v e n t u d e .
Onervosismo
começa a bate...
5
AUGUSTO ALBERTO ROSSI
R. Santa Clara, 1017 - Centro
PABX: 4033-2021
Estacionamento Privativo para clientes
Desde
1972
OA...
7
MADEIREIRA
BRAGANTINA
Av. José Gomes da Rocha Leal, 134 - Taboão - Bragança Paulista
Tel.: (11) 4033-4048 - Fax: (11) 40...
MATRIZ e CAPELA N. S. DO BOM PARTO
aniversário de nascimento
Adriana M. da Silva Marciano
Adriana Novo Machado
Amilcar Car...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal julho 2013

130 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
130
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal julho 2013

  1. 1. Queridos irmãos e irmãs em Cristo, o primeiro semestre de 2013 já passou, e o que fizemos? E como estamos perante Deus? Como apóstolos e apóstolas de Jesus, hoje, precisamos ser a consciência vigi- lante e assumir as atitudes transformadoras da realidade em que vivemos e, assim, fazer possível outro mundo. Desta forma, o amor, a alegria, a fé, os sentimentos, quanto mais se partilham, vivem e celebram, tanto mais hão de frutificar. Neste contexto, oremos para que Jornada Mundial da Juventude, no Brasil anime to- dos os jovens cristãos a tornarem-se discípulos e missionários do Evangelho, acolhendo o Espírito Santo que Se oferece a todos os jovens cristãos e se intensifique o seu desejo de conhecer e amar mais a Cristo. Desejamos uma boa leitura e que sejam comunicadores dos dons de Deus. PASCOM SANTA ANA E SÃO JOAQUIM E O DIA DOS AVÓS Ana e seu marido Joaquim já estavam com idade avançada e ainda não tinham filhos. Isso para os judeus de sua época, era quase um desgosto e uma vergonha também. Os motivos são óbvios, pois os judeus esperavam a chegada do Messias, como previam as sagradas profecias. Assim, toda esposa judia esperava que dela nascesse o Salvador da Humanidade e, para tanto, ela tinha de dispor das condições para servir aos desíg- nios de Deus, se assim Ele o desejasse. Por isso a esterilidade causava sofrimento e vergonha e é nessa situação constrangedora que vamos encontrar o casal. Mas Ana e Joaquim nunca desistiram. Rezaram por muito e muito tempo até que, quando já estavam quase perdendo a esperança, Ana engravidou. Não se sabe muito sobre a vida deles, pois passaram a ser citados a partir do século II e mesmo assim pelos escritos apócrifos. E esses pergaminhos apenas revelam o nome dos pais da Virgem Maria, a Mãe do Messias. No Evangelho, Jesus disse: “Pelos frutos conhecereis a planta”. Assim, não foram precisos outros elementos para descrever santidade de Joaquim e Ana senão pelo exemplo de santidade da filha Maria. Afinal, Deus não escolheria para mãe de Cristo uma mulher sem princípios ou dignidade para fazer deles o instrumento de sua ação. E a mãe do Messias só poderia ter nascido de pais tementes a Deus, dignos e de boa índole. Ao nascer, Maria não só tirou dos ombros dos pais o peso de uma vida estéril, mas ainda recompensou-os pela fé, quando, depois, foi escolhida para ser a Mãe do Filho de Deus. A princí- pio, apenas Santa Ana era comemorada, no dia 25 de julho. A partir do ano de 1584, também são Joaquim passou a ser cultuado, no dia 20 de março. Só em 1913 a Igreja determinou que SANTA ANA e SÃO JOAQUIM, os avós de Jesus Cristo, seriam celebrados juntos, no dia 26 de julho. Daí comemorarmos também na mesma data o DIA DOS AVÓS. Sabe quando a sua vida vai valer mesmo a pena ser vivida? Quando você tiver em seus braços um neto, uma neta. A impressão é que se carrega um tesouro. O sentimento é de muita emoção e realização. E você, seu netinho “mal acabadinho” (como diz o Pe. Jeferson), já deu um abraço bem grande na vovó, no vovô? Corre, vai lá, se não fossem eles você não teria a mamãe (ou o papai) que tem hoje. Está esperando o quê? Vai... João e Vera - Pastoral Familiar ASemente ParóquiaSãoJosé BragançaPaulista/SP AnoVIII-Ediçãonº79-Julho/2013 EDITORIAL MENSAGEM DO MÊS NESTA EDIÇÃO Página 2 Página 8Página 3 e 4 Página 5, 6 e 7 Cajado do Pastor e Palavra do Papa Coluna Jovem, Espaço do Paroquiano, Dicas de Saúde Agenda, Dizimistas AniversariantesAconteceu na Matriz e nas Comunidades Pastoral da Comunicacão PASCOM Paróquia São José
  2. 2. As encíclicas (“circulares”) destinam-se a bispos e, por meio deles, a todos os católicos. São textos educativos sobre temas específicos, que não alteram o valor dos dogmas da Igreja. Quando a renúncia de Bento XVI foi anunciada em fevereiro, ele já havia quase concluído a elaboração do projeto da encíclica sobre a fé. Durante uma reunião com membros do Sínodo dos Bispos, em 13 de junho, o Papa Francisco declarou que trabalhava na encíclica sobre a fé preparada por seu antecessor. Esta será a primeira encíclica do Papa Francisco, intitulada Lumenfidei (A luz da fé), será publicada no dia 5 de julho de 2013, menos de quatro meses após sua eleição, anunciou o Vaticano nesta segunda-feira (1º). Este é um texto escrito a “quatro mãos”, nas palavras do Papa Francisco, iniciado por seu antecessor, o Papa Emérito Bento XVI.”Este é um documento forte”, disse ele, ao falar de uma “encíclica a quatro mãos” escrita na base do “grande trabalho” deixado por Bento XVI. A encíclica publicada no Ano da Fé deve complementar as outras consagradas às virtudes teologais escritas por Bento XVI: as da caridade - Deus Caritas em 2005, Caritas in Veritate em 2009 - e uma dedicada à esperança cristã SpeSalvi, em 2007. Por sua vez, o Papa Francisco pretende publicar no futuro uma encíclica mais pessoal sobre a pobreza. Intenções do Papa Francisco, para o mês de Julho de 2013 INTENÇÃO GERAL: Jornada Mundial da Juventude Para que a Jornada Mundial da Juventude no Brasil anime todos os jovens cristãos a tornarem- se discípulos e missionários do Evangelho. INTENÇÃO MISSIONÁRIA: Evangelização na Ásia Para que, na Ásia, se abram as portas aos mensageiros do Evangelho. Todos os meses o Papa confia suas intenções ao apostolado da oração. Esta iniciativa é seguida por milhões de fiéis em todo mundo. Queridos irmãos e irmãs neste mês de julho con- vido a todos a conhecer um pouco melhor um dos grandes apóstolos de Jesus Cristo, que com sua vida e seu exemplo nos mostra o caminho que de- vemos seguir. Que seu testemunho seja para todos nós motivo de alegria, esperança e fé. Apóstolo de Jesus Cristo nascido em Betsaida da Galiléia, escolhido para ser um dos Doze, e nas vá- rias listas dos Apóstolos dadas no Novo Testamento é sempre citado entre os quatro primeiros junto com Pedro, André e seu irmão mais novo João. Denominado o Maior, para distingui-lo do após- tolo homônimo “primo do Senhor”, apareceu entre os discípulos de Jesus desde os primeiros dias da vida publica. Aportuguesado para Santiago, significando a jun- ção dos termos São + Tiago, também é conhecido como o Apóstolo Ambicioso. Também pescador e filho de Zebedeu e de Salomé, estava com o irmão nas margens do lago Genesaré, quando Jesus os chamou. Testemunhou a ressurreição da filha de Jairo, a transfiguração e a agonia de Jesus no horto do Getsêmani. De acordo com Isidoro de Sevilha, em De vitae- tobitu Sanctorum, após a ascensão de Jesus, teria evangelizado a Espanha, tornando-se seu primeiro evangelizador e depois seu patrono. Para revigorar esta tradição, no século IX o bis- po Teodomiro, da cidade de Iria, afirmou ter reen- contrado as relíquias do apóstolo e desde aquela época, a cidade que depois mudaria o nome para Santiago de Compostela. E Compostela torna-se então o local mais famoso de peregrinação dos cristãos, depois de Jerusalém e Roma. Conta-se também que após a morte de Jesus, permaneceu em Jerusalém com Pedro. Foi preso juntamente com Pedro, e decapitado por ordem do rei Herodes Agripa, depois da execução de Estêvão, diácono grego e exaltado pregador cristão e perso- nagem de grande importância na história de Paulo de Tarso. Foi, portanto, o primeiro mártir entre os apóstolos de Cristo, o primeiro a dar a vida pela Fé. Que vivamos de maneira santa, assim como vi- veu São Tiago Apóstolo. Que por intercessão de São Tiago, Deus aben- çoe a todos... Pe. Jeferson F. Mengali Fonte: Os santos e os beatos da Igreja do Ocidente e do Oriente 2 PALAVRA DO PAPA Souza Silva CORRETORA DE SEGUROS Souza Silva Adm. Corr. Seguros Ltda. Rua Tupi, 153 - Sala 04 - Taboão - Brag Pta - SP - CEP 12.900-290 Fone/Fax: (11) 4032-0450 / 4033-7586 e-mail: sscorr@terra.com.br O CAJADO DO PASTOR SÃO TIAGO APÓSTOLO Paul Wax LimpPaul Wax Limp AGORA MERCADÃO DA LIMPEZA SUPER ECONOMIA, E NO SEU CARRINHO VÃO PRODUTOS DE LIMPEZA A PREÇOS BARATOS PORQUE SOMOS DIFERENCIADOS Amplo Estacionamento Entrega em Domicílio Rua Alfredo Ortenzi, 133 - Jardim São José (Próximo cabeceira da pista do aeroclube) 4032-3815 / 4033-2638 / 9916-5020 EM NOVO ENDEREÇO DIA 03 DE JULHO – SÃO TOMÉ São Tomé era um dos doze apóstolos, e para nos mostrar que Deus não escolhe os capacitados, Jesus escolheu São Tomé, com suas fraquezas e que possua até crises de fé: Quando Jesus apareceu aos apóstolos ao ressuscitar, Tomé não estava ali, e aí encontramos seu testemunho: “Oito dias depois, os discípulos encontravam-se reunidos na casa, e Tomé estava com eles. Estando as portas fechadas, Jesus entrou, pôs-se no meio deles e disse: “A paz esteja convosco”. Depois disse a Tomé: “Põe o teu dedo aqui e olha as minhas mãos. Estende a tua mão e coloca-a no meu lado e não sejas incrédulo, mas crê!”Tomé respondeu: “Meu Senhor e meu Deus!”(Jo 20,26-28). Mas foi também através de São José que Jesus nos revelou maravilhas: “Tomé lhe disse: ‘Senhor, nós nem sabemos para onde vais, como poderíamos saber o caminho?’ Jesus lhe disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Nin- guém vai ao Pai a não ser por mim” (Jo 14,6). Segundo a Tradição, Tomé teria ido, depois de Pentecostes, evangelizar pelo Oriente e Índia onde morreu martirizado, ou seja, morreu por amor, testemunhando a sua fé. São Tomé, rogai por nós ! DIA 06 DE JULHO - SANTA MARIA GORETTI Santa Maria Goretti ou Marieta, como também era chamada, foi uma daquelas santas que morreram pelo facto de não quererem cometer pecado. Um jovem chamado Alexan- dre, a qual a família de Maria teve que ir morar por ocasião da morte de seu pai, tentava insistentemente seduzi-la, mas ela sempre dizia: “Não, não, Deus não quer; é pecado!” Certa vez, este mesmo rapaz não aceitando o seu não, apunhalou-a com 14 facadas. A beira da morte ela o perdoou: “Sim, o perdôo… Lá no céu, rogarei para que ele se arrependa… Quero que ele esteja junto comigo na glória eterna”. O martírio desta ado- lescente, de apenas 12 anos, foi a causa da conversão do jovem assassino, que depois de sair da cadeia esteve com as 400 mil pessoas, na Praça de São Pedro, na ocasião da canonização dessa santa, e ao lado da mãe dela, que o perdoou também.Santa Maria Goretti, rogai por nós! COMPRA - VENDA - INCORPORAÇÃO DE IMÓVEIS ALAMEDA POLÔNIA, 34 BRAGANÇA PAULISTA - SP CEP 12916-160 TEL.: (11) 4034-0543 FAX: (11) 4032-0044 CEL.: (11) 9989-1887 CACOCI CONSULTORIA E EMPREENDIMENTOS DE IMÓVEIS LTDA. CRECI 6.414-J www.cacociimoveis.com.br
  3. 3. 3 ACONTECEU NA MATRIZ - TERÇO MISSIONÁRIO ACONTECEU NA MATRIZ - MISSA DE ENVIO DOS JOVENS À JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE “Rezei este terço por você!” – Durante o mês de Junho, toda sexta feira, cada fiel da Paróquia São José foi convidado a rezar um ou mais terços por um jovem peregrino da JMJ Rio 2013. Lágrimas de emoção e devoção marcaram o encerramento do Terço no dia 28/06/2013 na Igreja Matriz de São José. Rezamos o ter- ço missionário que tem como objetivo unir pela oração todos os filhos de Deus presente no mundo inteiro. Entrelaçamos nossos corações em sintonia com cada jovem de cada continente. Ao final do terço cada fiel colocou aos pés da cruz e no colo de Maria seu terço rezado durante todo mês de Junho. Um gesto simples, mas cheio de significado tanto para quem doa o terço quanto para quem o recebe. A empolgação e o comprometimento dos jovens de nossa paróquia fazem da Jornada Mundial um momento especial para a fé católica. Essa fé que une e que nos traz emoção. Parabéns jovens, vocês são como disse Jesus: “sal da terra e luz do mundo”. O terço nos faz seguir os passos de Maria que nos levam a Jesus. Vocês são o exemplo, perseverem. Missa do Envio dos Jovens da JMJ 2013 - Paróquia São José que ocorreu no dia 15/06/2013 na missa das 19h. O tema desta Jornada é: “Ide e Fazei Discí- pulos por todas as nações” . Esse testemunho e o próprio anúncio do Cristo, são grandes desafios pra juventude, que vive em um mundo plural, com milhares de informações, seja através das escolas, lazer, internet, especialmente no contato com as redes sociais, como o Facebook , twitter: “Com essas mil participações, ele, jovem discípulo, é chamado a plantar no coração de quem ele encontrar, com quem ele se comunicar, o desejo de ser discípulo de Jesus”. Que estes jovens sirvam de exemplos para aqueles que ainda não encontraram o caminho da Fé, e que nessa jornada eles possam fortalecer seus passos no caminho de Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador . Legenda:RitadeCássiaAlmeida–PastoralFamiliarLegenda:RitadeCássiaAlmeida–PastoralFamiliar Dr. Carlos Eduardo Falleiros Dr. Felipe M. C. V. Falleiros CRO 22762 CRO 76451 Implante Prótese Ortodontia Clínica Geral Cirurgia R. Octaviano Machado, 26 Santa Luzia 4034-0522 ODONTOLOGIA ESPECIALIZADAODONTOLOGIA ESPECIALIZADA Especialista em Implantodontia Av. Antonio Pires Pimentel, 907 - Bragança Paulista sdomincontabil@uol.com.br Fone / Fax: (11) 4034-3049 SÃO CONTABILIDADE blocos e lajes. ltda. BIRIÇÁ Blocos e Lajes Ltda. IRMÃOS BARLETTA - CREA - 0372392 ESCRITÓRIO: (11) 4035-1878 9989-3388 FÁBRICA: (11) 4031-8295 Depósito: AV. DOS IMIGRANTES 4289 - JD. SÃO LOURENÇO - BRAGANÇA PAULISTA - SP Matriz: SÍTIO SÃO CLEMENTE - BAIRRO BIRIÇÁ DO VALADO - BRAGANÇA PAULISTA - SP LAJES CONVENCIONAL E TRELIÇADA CONCENTRAÇÃO DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO Aconteceu no dia 2 de junho a Concentração do Apostolado da Oração em Francisco Morato. Foi um domingo chuvoso mais isso não impediu os membros de participarem dessa linda concentração contando com 3.200 pessoas no ginásio de esportes da cidade. Dom Sergio durante sua homília falou sobre esse Jesus humano com um coração sempre voltado para o cuidado e o amor sem medidas para com a huma- nidade sem distinção de raça o posição social. Que o Sagrado Coração de Jesus sempre nos inflame mais ao vosso amor e que aprendamos a reconhecê-lo no rosto de cada irmão.”Sagrado Coração de Jesus temos confiança em Vós.” Legenda:MarildaBredarioldeBrito–PASCOM
  4. 4. 4 ACONTECEU NA COMUNIDADE DO BIRIÇA DO CAMPINHO - FESTA EM LOUVOR A SANTO ANTONIO RETIRO PARÓQUIA SÃO JOSÉ Aconteceu nos dias 15 e 16 de junho, mais uma alegre festa na Comunidade do Campinho, em louvo a Santo Antonio. Tivemos a procissão, em seguida a santa missa, e após a benção dos pãezinhos feita pelo Pe. Jeferson, e a distribuição a todos os fiéis presentes. Agradecemos a todos que colaboraram com mais um evento em nossa comunidade. Nos dias 22 e 23 de junho, cerca de 60 (sessenta) pessoas que trabalham nas diversas pastorais paro- quiais e nas capelas que pertencem ao núcleo-mãe São José, participaram do primeiro Retiro Paroquial. Muita alegria, oração, solidariedade, seriedade e formação para valer, foram as tônicas do encontro, presidido pelo Pe. Jeferson Mengali. Foram desenvolvidos dois temas principais de formação: “O ANO DA FÉ” e os “50 ANOS DO CON- CÍLIO VATICANO II”. Sob o título “A transmissão da Fé”, extraído do livro “Porta da Fé”, de Dom Benedito Beni dos San- tos, todos refletiram sobre o que significa o ano da fé, o que é a fé e quais são as suas características. Disse-nos o Pe. Jeferson que o cristão deve viver diuturnamente a sua fé, pela prática de gestos de serviço, amor e doação, pois, como dizia São Paulo, “...uma fé sem obras é uma fé morta”. É preciso levar aos irmãos a experiência do Cris- to da Palavra e da Eucaristia, sendo testemunhas vivas do Amor de Deus e da presença do Espírito Santo nos ambientes em que vivemos. Cristo, rosto humano de Deus, rosto divino do Homem ! Cristo, caminho da Salvação ! No domingo os participantes puderam assistir um vídeo a respeito do Concílio Vaticano II, que foi transformador para a Igreja (e continua sendo). O conclave foi iniciado em 1962 e proporcionou uma nova primavera na vida da Igreja, foi a boa semente plantada no terreno fértil do clero e dos leigos. To- dos puderam perceber a grandiosidade do aconteci- mento e como ele mudou a face da Igreja Católica, tornando-a mais de acordo com os ensinamentos de Cristo. Seguiram-se os encontros de Puebla e de Aparecida, de grande importância para os latino- -americanos. Foram muitos os momentos dedicados à oração e à meditação. O ponto alto foi a participação de todos na celebração eucarística. Ali, o Pe. Jeferson con- clamou todos ao seguimento da pessoa de Jesus Cristo, (“...Se alguém quiser me seguir, renuncie-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me!”) Dois dias de muito crescimento, formação e ora- ção, preparando esse grupo de cristãos para teste- munhar a sua Fé no dia a dia e nos trabalhos pasto- rais, entendendo as coisas da Igreja e percebendo como Deus pode – através de cada um – agir positi- vamente nos diversos ambientes de ação. Para o Pe. Jeferson “o encontro superou as ex- pectativas”. “Novos encontros virão por aí ”. afirmou ele. Demos graças a Deus ! João Cerasoli Pastoral Familiar Legenda:NormaReginadeLima–PASCOM DIA DA CARIDADE Fui procurar me informar sobre o dia da caridade, quando me pediram para escrever sobre ele. Qual não foi minha surpresa quando mais de cinquenta por cento das imagens que decoravam os textos eram do meu conhecido e amado desde a infância, São Vicente de Paulo. A caridade sempre esteve presente na história da humanidade. As pessoas se ajudam e desta troca surge o progresso dos homens. São Vicente de Paulo, aquele que citei no início, foi e continua sendo o mestre da caridade. Seguiu os passos de Jesus ajudando a todos sem distin- ção. Aprendi a segui-lo com meu pai e tento passar isso aos meus filhos, com a ajuda do meu marido que também vive os ensinamentos de São Vicente. “Amai-vos uns aos outro como Eu vos amei”. Difícil não? Mas grandemente saudável e vivificante! Esta é a base da caridade, esse é o caminho que Jesus veio nos ensinar. No Brasil o dia 19 de julho, tornou-se oficial- mente o DIA DA CARIDADE através da lei nº 5.063, de 1966, por decreto do então presidente Humberto Castelo Branco, ironicamente em plena ditadura mi- litar. Dar aquilo que se tem, ao que tem menos ainda. Aos olhos de Deus, é das obras, a mais linda! Traba- lhamos em nossa paróquia com um grupo de famí- lias entregando cesta básica e evangelizando, uma vez por mês. Em um de nossos encontros mensais com essas famílias tivemos um testemunho de cari- dade que nos deixou a todos emocionados. A avó de uma de nossas famílias que cuida de quatro netos com muita dificuldade, veio nos contar que soube de uma senhora também do nosso grupo, que não tinha lençóis para cobrir as camas de seus filhos. Ela que tinha apenas quatro lençóis foi até a casa da amiga, pois já se consideram assim, e doou dois dos que tinha para ajudar. Esse ato realmente represen- ta o dia da caridade. Dar aquilo que se tem, ao que tem menos ainda... Quantos de nós pensa em dividir aquilo que temos, mesmo sendo pouco para ajudar aos quem tem menos ainda? Vamos então lembrar que esse dia da caridade, deve ser todo dia. Quem dá alguma coisa a quem precisa, empresta a Deus!!!!! Que o nosso Dia da Caridade seja comemorado e vivido todos os dias de nossas vidas. Bom dia da caridade a todos! Deus nos abençoe com o dom do amor que é o dom da caridade. Inêz A. Alves de Abreu. (Alves para honrar o nome de quem me ensinou que a caridade é o dom maior dado por Deus. Meu pai, Sr. João da Costa Alves.) Rua Arthur Siqueira, 29 - Bragança Paulista - SP mecanicabarca@hotmail.com Tel/Fax: 4033-3684
  5. 5. Esta che- gando! Agora falta pouco, meus amigos, para a Jorna- da Mundial da J u v e n t u d e . Onervosismo começa a bater, a ansiedade já se faz presente no dia a dia, e, a alegria de poder fazer parte deste mo- mento único da nossa historia, faz com que pense- mos:” Faço parte da Historia, sou construtor de uma Nova Civilização.” A Providencia Divina, incrível como sempre,fez com que eu recebesse o informativo da CNBB antes de escrever essa Coluna. Lendo esse informativo, vi uma pagina onde Dom Antonio Augusto Dias Duar- te, que é bispo auxiliar do Rio de Janeiro, escrevia sobre a JMJ. O texto me chamou muita atenção pois fala de uma juventude que quer fazer a diferença, que quer mostrar o Rosto Jovem de Cristo, que quer construir a nova Civilização do Amor. Resolvi, então, fazer um resumo do texto. Por fa- vor, LEIAM! Vale a pena. Vocês verão a força que a nossa juventude possui e o que esperam de nós! “Parem o mundo que eu quero descer!” Essa frase que parece partir do fundo do coração de alguém desesperado, foi escrita num muro de uma metrópole no fim dos anos 1960. Ela registrava a rebeldia de toda uma geração inconformada com os rumos da civilização autodenominada moderna. Os jovens daquelas décadas – 1950, 1960 e 1970 – sabiam muito bem o que não queriam mais viver. Eles foram filhos das décadas anteriores, em que as guerras tinham destruído cidades e famílias, tinham ceifado milhões de vidas humanas. Eles que- riam parar este mundo louco e que lhes oferecia, depois de tanta violência, somente uma civilização de avanços científicos e tecnológicos e não de pro- gresso realmente humanitário. A frase inicial citada neste artigo refletia perfei- tamente o estado vital de animo e orfandade da ju- ventude daquelas décadas, que se contentava com muito pouco, isto é, em ser apenas a juventude transviada, da paz e do amor, dos cabelos longos e roupas desalinhadas, numa palavra: Hippies. Foram passando outras décadas – 1980 e 1990 – e o século 21 – o terceiro Milênio da Era Cristã che- gou e vieram outras gerações de jovens que foram entrando, no cenário mundial, como os novos pro- tagonistas da história do mundo e da igreja.Esses novos jovens não tem duvidas sobre o que querem em suas vidas. Sabem que o essencial na vida é Deus e os seus projetos e seus valores. Eles querem viver a religião, mas não uma reli- gião superficial, de emoções e de “curas”, nem de proibições e deveres periódicos, mas uma religião que é apresentada como “a maior rebelião do ho- mem que não quer viver como um animal,que não se conforma, que não sossega, sem conhecer o Criador e privar com Ele.” (cf. S. Josemaria, entre- vista) As Jornadas Mundiais da Juventude são um grito dessa rebelião juvenil, que há 28 anos ecoa no mun- do. Não são mais frases escritas a modo de grafite em muros, mas vozes que levantam ”coxos e para- líticos”, que atravessam barreiras de intelectuais e políticos “surdos”, que removem, com fé, as monta- nhas de descrenças existentes em ideologias des- truidoras dos valores humanos.Em Julho de 2013, a Cidade Maravilhosa será “invadida” por jovens que dirão ao século 21 que eles tem esperança, que eles acreditam num Deus que os procura e os leva a sério, que eles sabem construir um mundo sem guerras e, melhor que seus antepassados e, princi- palmente, eles querem ser felizes construindo a Ci- vilização do Amor, onde se da espaço para a ordem, para paz, para a justiça e para os autênticos valores humanos cristãos. Com o Papa emérito Bento XVI e com o papa Francisco, assistiremos, emocionados, como a for- ma alegre de ser estará refletida no rosto da juven- tude brasileira que abrira os seus braços e seus naturais sorrisos para acolherem os “jovens rebel- des” procedentes de 165 países que não querem nem pensar em parar e descer do mundo, porque sabem que ele saiu bom e feliz das mãos amorosas de Deus Pai Todo-Poderoso e foi elevado por Jesus Cristo. No mundo de hoje, ainda conturbado e violento, as frases politicamente corretas sobram com seus tristes verbos, porém as atitudes que a juventude assume geradas pelos verbos amar, servir, alegrar- -se, solidarizar-se, e, principalmente, pelos verbos vir e ser são as que levam à revolução pacifica da humanidade. O hino oficial da JMJ 2013 parece que coloca es- ses dois verbos saindo dos lábios do Cristo Reden- tor: “Venham meus amigos... sejam missionários.” Jovens brasileiros, venham para o Rio! Partam do Rio com ardor missionários! Dom Antonio Augusto Dias Duarte, bispo auxiliar do Rio de Janeiro e vice- presidente do Instituto Jornada Mundial da Juventude. COLABORAÇÃO: LIGIA SPINA GRUPO DE JOVENS 6 COLUNA JOVEM 2 DE JULHO - DIA DO BOMBEIRO DIA DO AGRICULTOR No dia 2 de julho comemora-se o dia do bombei- ro, uma corporação da Defesa Civil que se encontra diretamente vinculada à Polícia Militar. Esta Instituição é especializada em Defesa Civil, Prevenção e Combate a Incêndios, Buscas, Salva- mentos e Socorros Públicos. E desde 1915 o Corpo de Bombeiros é considerado Força Auxiliar e Reser- va do Exército Brasileiro. Quando voltamos no tempo os primeiros regis- tros dos serviços de Bombeiros como militar surgiu em Roma, por volta de 600 a.C. Foram os alemães, que no século XIX, em 1851, criaram o primeiro Cor- po de Bombeiros profissionais. No Brasil, em 2 de julho de1856, foi criado no Rio de Janeiro através do Decreto Imperial nº 1775, por D. Pedro II, que regulamentava pela primeira vez no país o serviço de extinção de incêndio, época em que o badalar dos sinos, homens, mulheres e crianças ficavam em fila e, do poço mais próximo iam os baldes passando de mão em mão, até chegarem ao local em chamas, surgindo o Corpo Provisório de Bombeiros da Corte, que teve por comandante o Major João Batista de Morais Antas. O surgimento do dia do bombeiro no Brasil, foi decretado oficialmente em 1954, pelo presidente Getúlio Vargas, com a finalidade de valorizar essa profissão, pelo decreto federal n.º 35.309, de 2 de abril de 1954. Com a evolução o serviço do Bombeiro, não se resume mais a apagar incêndios. A evolução da cor- poração nas áreas de controle de tragédias, epide- mias, catástrofes, incêndios e assistência médica de emergência, além da fiscalização de prédios e edifícios, locais de eventos, controle de inundações e resgate de vítimas de acidentes em lugares de difícil acesso, asfixia, tentativa de suicídio, afoga- mentos, traumas em acidentes, desaparecimento em florestas e matas, fazem fiscalização em empre- sas, garantindo condições de primeiros atendimen- tos em caso de incêndio. É algo notório, ninguém pode negara sua importância, para qualquer cidade ou município, e nas localidades onde não existe, a apreensão da população e grande. Os bombeiros desenvolvem projetos sociais e educativos, levando para as escolas orientações a jovens e crianças sobre formas de evitar acidentes, cuidados em represa, piscinas e praias, cuidado com álcool e fogo, acidentes em brincadeiras, não mexer com produtos de limpeza, não ingerir remé- dios sem orientação de pessoa adulta dentre várias outras. Além dessas, mostram o quanto é importan- te ter atitudes corretas enquanto cidadãos, como manter a ordem de nossas cidades, respeitarem as leis e cumprir com nossas obrigações. Nos dia de hoje podemos acessar o corpo de bombeiros através do telefone 193, um número que atende localidades de todo o país. Mas esse núme- ro deve ser preservado de trotes e brincadeiras de mau gosto, pois podem atrapalhar no salvamento de vidas em perigo. Dentre tantas profissões de certo a de bombeiro é um das mais bonitas e deveria ser mais valoriza- da, pois colocam suas vidas em perigo para salvar vidas de outras pessoas, essa profissão é muito im- portante, pois através de seus atos, pelo seu des- prendimento e bravura faz surgir os verdadeiros H E R Ó I S. Parabéns Heróis anônimos, vocês são de fatos dignos de admiração e respeito. Wagner Raposo Pimentel A Agricultura é a arte de cultivar a terra, e como um artista o Agricultor é aquele que cultiva com um carinho especial e uma dedicação incomparável a essa terra que tanto o seduz. A terra é fonte da vida em todas as suas formas. Segundo a bíblia nasce- mos da terra, o mesmo local onde as sementes ger- minam as plantas que fornecem nossos alimentos e alegra a vida com flores de todas as cores. No dia 28 de julho comemoramos o “Dia do Agri- cultor”. Não existe sol tão forte e escaldante, nem um frio insuportável, nem a chuva que por vezes cai em demasia, que tire o ânimo e a vontade de um agricultor de cultivar a terra, sempre com a espe- rança depositada em Deus, de uma melhor colheita, seja ela qual for: colheita de milho, de feijão, de ar- roz, de soja, de café, de frutas, hortaliças e legumes, para o sustento de sua própria família, e também porque não dizer para alimentar a todos nós. Imaginemos nossa vida sem esses profissionais, que por muitas vezes são tratados como caipiras da roça. Só que são eles, espalhados por todo o nosso país, que com o árduo trabalho colocam em nossas mesas o alimento do dia a dia. Por maior que seja nossa conta bancária,de que valeria todo o dinheiro do mundo se não tivéssemos essas pessoas que, com amor e perseverança pre- param, semeiam, regam, adubam e colhem os mais variados alimentos, que nós vamos às feiras livres, ou ao mercado diariamente comprar, para saciar a fome de nossas famílias. Em nosso país são 25 milhões de trabalhadores na agricultura. Os estabelecimentos agropecuários empregam 18,9% desses trabalhadores. Desde to- tal cerca de 88% são homens, e 12% são mulheres. A todos os agricultores, e principalmente aos que fazem parte de nossa paróquia, desejamos que Deus os fortaleça a cada dia, dando saúde, coragem e esperança para que continuem essa missão tão bonita de produzir o alimento nosso de cada dia. Pa- rabéns a todos e que Deus os abençoe. Norma R. Lima Mazochi Pascom
  6. 6. 5 AUGUSTO ALBERTO ROSSI R. Santa Clara, 1017 - Centro PABX: 4033-2021 Estacionamento Privativo para clientes Desde 1972 OAB/SP 27.126 ROSSANO ROSSI OAB/SP 93.560 ADVOGADOS Kit Peregrino O Kit Peregrino é o material que faz parte da mochila distribuída gratuitamente aos inscritos. Nesta Jornada, ele é composto por: Boné; Camisa de peregrino; Cartão de alimentação, se for o caso; Cartão de transporte, se for o caso; Credencial do Peregrino; Crucifixo; Guia da Programação Cultural e Religiosa; Guia do Peregrino; Livro surpresa; Livro Litúrgico; Mochila; Squeeze; A entrega será feita nos locais credenciados dentro das zonas de referência diretamente para os responsáveis do grupo que, por sua vez, devem distribuir para os seus membros. Somente os peregrinos devidamente inscritos recebem o kit. Um outro “kit”, mais básico, está disponível para compra no site e em paróquias do Rio de Janeiro. O chamado “Kit Básico Peregrino” contém: mochila,squeeze, boné e a camisa oficial. Atenção! Junto com o kit, o peregrino recebe sua identificação e o cartão de refeição, que devem ficar sempre com ele. Memorize sua senha e não deixe anotado em lugares próximos ao cartão. Ela é a garantia de que ninguém, além de você, poderá utilizar o benefício. Agenda do Papa Francisco no Brasil • Chegada e primeiros atos oficiais • O Papa chegará ao Brasil o dia 22 de julho, segunda-feira. A acolhida oficial será feita no Aeroporto Internacional do Galeão/Antônio Carlos Jobim, a partir das 16h. Logo após, haverá uma cerimônia de boas vindas no jardim do Palácio Guanabara, onde o Santo Padre dará o seu primeiro discurso. • Visita a Aparecida O Santo Padre visitará, na quarta-feira, dia 24 de julho, o Santuário Nacional de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, maior santuário mariano do mundo. A visita foi um pedido pessoal do Papa Francisco, já que possui uma devoção pública por Maria, mãe de Jesus. Um dos legados sociais da JMJ Rio2013 Ainda na quarta-feira, o Papa Francisco participa da inauguração do Pólo de Atenção Integrada da Saúde Mental (PAI), voltado para a recuperação e dependência química, um dos legados sociais da JMJ Rio2013. Uma quinta-feira emocionante Ainda pela manhã, o Papa Francisco parte para um encontro emocionante. Depois de 33 anos, um Papa volta a visitar uma comunidade carente. Às 18h, o Santo Padre participa da festa de acolhida dos jovens na orla de Copacabana, um dos Atos Centrais da JMJ Rio2013. Haverá a primeira saudação do Papa Francisco aos peregrinos da Jornada, e um discurso. Um dia só para os jovens Na manhã de sexta-feira, dia 26, o Santo Padre atenderá quatro confissões de jovens na Quinta da Boa Vista, onde será um dos maiores pontos de catequese do evento e a Feira Vocacional. Em seguida, alguns jovens detentos se encontrarão com o Papa Francisco no Palácio Arquiepiscopal São Joaquim. Antes do tradicional almoço com os jovens de todos os continentes, que acontece nas Jornadas, o papa fará uma saudação ao Comitê Organizador Local da JMJ Rio2013 e aos patrocinadores. Às 18h, acontece a Via Crucis com os jovens, na orla da Praia de Copacabana, o terceiro Ato Central da JMJ, com um discurso do Santo Padre. Um sábado de encontros e oração Durante o dia o Santo Padre terá atividades oficiais; e a partir das 19h30, o Papa Francisco estará em Guaratiba, no Campus Fidei para a Vigília de Oração com os jovens, quarto Ato Central da JMJ Rio2013, onde ele fará um discurso aos peregrinos e passará um momento de adoração ao Santíssimo Sacramento com os jovens presentes. Domingo de despedidas Às 10h da manhã, o Papa Francisco reencontra os jovens da noite anterior no Campus Fidei para a Santa Missa de envio da JMJ Rio2013 e anunciar o próximo local que acolherá a Jornada Mundial da Juventude. Ao meio dia, também fará a oração do AngelusDomini com os peregrinos. Após isso, o Papa terá seus últimos encontros oficiais e irá para o Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, onde terá uma cerimônia de despedida e o Santo Padre fará um discurso. Sua partida de volta a Roma está marcada para as 19h. Bom, espero que todas as informações divulgadas (não somente nesta coluna, como em todas as outras) tenham sido aproveitadas por todos vocês, leitores. Espero muito que eu tenha conseguido passar um pouquinho do que essa Jornada será, tanto para aqueles que vão quanto para aqueles que não poderão ir. Para aqueles que terão a graça de poder ir à Jornada, o tão esperado momento chegou, então aproveitem muito: se encontrem com Cristo, escutem o Seu chamado e passe a viver ainda mais intensamente a sua vida cristã! Maynara Furquim IGNIS: Fogo Jovem (Grupo de Jovens da Paróquia São José) O dia 25 de julho é um dia dedicado a ho- menagear o escritor brasilei- ro, aquele que elabora artigos científicos, pau- tados em verda- des comprova- das, ou textos literários, divididos em vários gêneros. O surgimento da data se deu a partir da déca- da de 60, através de João Peregrino Júnior e Jorge Amado, quando realizaram o I Festival do Escritor Brasileiro, organizado pela União Brasileira de Es- critores, a que os dois eram presidente e vice-presi- dente, respectivamente. Porém, de alguns anos para cá, as dificuldades dos escritores tem sido muito grandes, principal- mente no que diz respeito à publicação de suas obras. Despreocupados com a qualidade dos tex- tos, mas com a quantidade de vendas dos produtos, muitos editores lançam volumes que garantem re- torno econômico à empresa. Além disso, os meios de comunicação virtual publicam na íntegra, gratui- tamente, obras de vários autores, sem considerar os respectivos direitos autorais, causando prejuízos aos mesmos. Em razão do mundo virtual, jovens e crianças têm perdido o contato com os livros, passando gran- de tempo na frente do computador ou da televisão. Com isso, o acesso ao mundo letrado tem diminuído consideravelmente, e com ele as vendas dos artigos literários. Ler é importante para o desenvolvimento do ra- ciocínio, para desenvolver o aspecto crítico do leitor, criando novas opiniões e estimulando sua criativi- dade. Quando lemos, nos reportamos para outros lugares, como se estivéssemos viajando no tempo e no espaço. As riquezas literárias são muitas, poden- do estar divididas em textos científicos, que compro- vam as teorias, e textos literários do tipo romance, comédia, suspense, poemas, poesias, biografias, músicas, novelas, obras de arte, literatura de cordel, histórias infantis, histórias em quadrinhos, dentre vários outros. Uma pesquisa realizada em 2001, pela Câma- ra Brasileira da Indústria do Livro, comprovou que cerca de 61% dos adultos alfabetizados do país mantém pouco contato com livros, enquanto que a camada mais baixa da população, cerca de seis mi- lhões e meio de pessoas, alegam não ter condições de adquirir livros. Hoje em dia o Brasil conta com mais de trinta projetos de incentivo à leitura, bem como de divulgação das bibliotecas públicas do país e seus acervos bibliográficos, sendo o PNLL (Plano Nacional do Livro e Leitura) o mais importante de- les. O programa oferece apoio a novos escritores, defende os direitos autorais dos escritores, abona apoio às publicações para novos autores, investem em traduções, mantém premiações e bolsas de in- centivo para novos escritores. Por: Jussara de Barros - Equipe Brasil Escola. Matéria extraída do site:http://www.brasilescola.com/datas-come- morativas/dia-nacional-escritor.htm Amanda Graziele Siqueira COLUNA JMJ 2013 DIA NACIONAL DO ESCRITOR Rua Cel Assis Gonçalves, 323 Bragança Paulista - SP Tel/Fax: 2473-2555 - 2473-8030 Produtos para sua Saúde! Loja Ampla e Moderna Estacionamento próprio
  7. 7. 7 MADEIREIRA BRAGANTINA Av. José Gomes da Rocha Leal, 134 - Taboão - Bragança Paulista Tel.: (11) 4033-4048 - Fax: (11) 4033-2328 UNIMAGEM Unidade de Diagnóstico por Imagem Rua Bahia, 342 • Recreio Estoril Atibaia • SP • CEP 12944-060 Ressonância Magnética • Tomografia Computadorizada Mamografia • Densitometria Óssea • Radiologia Ultrassonografia • Angiografia Digital Fones (11) 4414-5029/5030 Fax (11) 4412-3267 DIA DA AMIZADE Conforme o calendário das datas comemora- tivas, lembramos o dia 14 de julho como o dia da Liberdade de pensamento. Este dia foi fixado lem- brando 1789, ano em que se iniciou a Revolução Francesa e no dia 14 de julho houve a conhecida Tomada da Bastilha, uma fortaleza em Paris, onde eram aprisionados todos aqueles que discordavam ou representavam uma ameaça ao poder absolutis- ta dos reis. Lá nasceu o lema: “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”, usado por todos os ativistas que de- fendem a democracia. Pois bem, este é um rápido histórico que fun- damenta a comemoração do dia da liberdade de pensamento. Na época da Revolução Francesa publicou-se a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão que defendia as liberdades individuais. Assim, o art. 18 da Declaração Universal dos Direi- tos Humanos, publicada em 1948 afirma que “toda a pessoa tem direito à liberdade de pensamento...” Naturalmente todos temos o direito de pensar, mas alguém concluiu que: “Expressar o pensamento livre é saber respeitar o livre - pensar dos outros”. Em outras palavras, a liberdade que tenho de pensar, quando vou expressar o que eu penso, não deverá inibir o pensamento do meu semelhante. Mas não podemos confundir liberdade de pensamento com liberdade de expressão. Por isso, deixemos esta distinção para outro momento. A final até onde somos livres para pensar? Creio que não podemos definir certas situações na vida, a partir de uma opinião pessoal. Contudo, quando se coloca a questão da liberdade de pen- samento podemos entendê-la, em síntese, a partir de dois pontos de vista. Assim, posso entender que todos estão livres para pensar o que quiserem; ou então, que somos livres para pensar, contanto, que nossos pensamentos contribuam para o crescimen- to e a plenitude dos seres humanos. Esta última afirmação responde à pergunta: “Por que o ser hu- mano pensa”? E a filosofia nos confirma que o ato de pensar, enquanto atividade racional é o que nos distingue dos demais seres vivos. Somos seres que pensam, temos consciência, somos pessoas. Por isso, a liberdade de pensamento, como todas as demais liberdades, deve ser uma possibilidade que nos leva a concretizar ações positivas e cons- truir sempre mais relações solidárias entre os seres humanos. Assim como a vida nos ensina que ser li- vre não é simplesmente fazer o que se quer, mas ser livre é a capacidade de fazer o bem; da mesma forma, para mim, liberdade de pensamento é a pos- sibilidade de pensar tudo de bom, para que eu me realize como ser humano e faça o bem. Desejo a todos: Paz e Bem! Conrado Vasselai Por convenção, determinou-se um dia para feste- jar a amizade, e dia 20 de Julho foi escolhido como o Dia Internacional da Amizade, mas Todo Dia é Dia dos Amigos, Dia da Amizade, então, se você tem um grande amigo ou uma pessoa que você ama muito, esta é uma grande oportunidade de enviar uma lin- da mensagem de amizade. Comemore a amizade, amigos são pedras preciosas que valorizam a nos- sa vida, devemos guardá-los em um lugar seguro, perto do coração, pois esse é o melhor lugar para guardar pessoas que amamos. Um amigo multiplica os seus momentos felizes, diminui seus momentos de dor, adiciona força e inspiração no seu caminho e divide as coisas com tamanha alegria que te faz ter a certeza de jamais estar sozinho. O verdadeiro amigo possui a capa- cidade de ver através de você, ele te conhece pro- fundamente, e continua apreciando a sua presença, seja qual for o saldo entre suas virtudes e defeitos. A única solidão real que existe no mundo é a ausência de uma amizade verdadeira. Amizade é um proces- so que se constrói, fortifica e solidifica através do tempo. Não se entristeça se você possui poucos amigos verdadeiros. Amizade se mede em qualidade e não em quantidade. Dedique-se a ser um amigo verda- deiro das pessoas à sua volta. A arte de fazer ami- gos verdadeiros depende de aprender a ser amigo de verdade. A verdadeira amizade é um caminho de mão dupla. Quando o sorriso de seus amigos lhe fizer duplamente feliz, quando a vitória do seu amigo é a sua própria vitória, aí você saberá que se tornou um amigo de verdade. Com amigos de verdade você jamais será destruído, porque parte da sua força e do seu tesouro estarão sempre guardados em lugar seguro: no coração dos seus amigos. Um dos textos mais lindos que li sobre a amiza- de é de Vinicius de Moraes: “Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles. A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor. Eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade. E eu poderia suportar, embora não sem dor, que ti- vessem morrido todos os meus amores, mas enlou- queceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências. A alguns deles não procuro, basta- -me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. É delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não de- clare e não os procure. E às vezes, quando os pro- curo, noto que eles não têm noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí. E me envergonho, porque essa minha prece é em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo. Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares mara- vilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer. Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falan- do comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que não desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos! A gente não faz amigos, reconhece-os”. Por isso eu diria, continuando ainda com Vinicius de Moraes:“..então ore para que nós vivamos como quem sabe que vai morrer um dia, e que morramos como quem soube viver direito. Amizade só faz sen- tido se traz o céu para mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo o seu começo. Eu não vou estranhar o céu . . . Sabe por quê? Porque, ser seu amigo já é um pedaço dele!” A amizade é a maior prova de que você acredita na vida. E mesmo que um dia, abatido por circuns- tâncias inesperadas, sua crença na vida fique abala- da, uma mão virá em sua direção acompanhada de um sorriso: seus amigos não deixaram de acreditar em você. Com o meu carinho a todos os meus amigos da terra e os que já estão no céu! Obrigada por sua amizade, ela é muito importante para mim! Rita de Cassia G. Almeida LIBERDADE DE PENSAMENTO ATÉ ONDE?
  8. 8. MATRIZ e CAPELA N. S. DO BOM PARTO aniversário de nascimento Adriana M. da Silva Marciano Adriana Novo Machado Amilcar Carvalho Anna Maria Assis Battazza Antonio Fernando Rossi Daniela Cecchini Rossi Higino Aguiar Souza José Antonio Gonçalves Filho José Batista Machado José Manoel da Cunha José Ricardo Vieira Julia Cezar de O. Santos Luiz Cunha de Oliveira Maria Emília Sanches de Castro Barrio Marcos Antonio Bender Pricila da Graça Fagundes Rosa Maria Latorre Diez Silvio Bonifácio de Oliveira Sonia Aparecida Bassi Ursulina Maria Barca Pallis Valdir Tescke Wagner Raposo Pimentel aniversário de CASAMENTO Ana Maria e João Luiz Servelhere Apparecida e Cláudio Paneque Garcia Elisangela e João Alberto Siqueira Donula Fabiana de Fátima e Giuliano Gato Maria Therezinha e Aluizio José Rosa Monteiro Neusa do Carmo e José Carlos Dell’Orti Filho Neuza Maria e Antonio Fernando Rossi Othilia Mara e Osmar José Vicchiatti Pricila e Adalberto Fagundes Rita de Cássia e Benedito Francisco de Almeida Filho Rosângela e Antonio José Muner Vitória e Valdir Tescke BIRIÇA DO CAMPINHO aniversário de nascimento Emídio Pereira da Silva Gilson Luis Alves Hermínia Ambrosim de Souza José Agnaldo Nobre da Luz José Mario do Prado Leila Ap. Rosa de Lima da Luz Márcia Ap. Ferreira de Campos Odair Tofanin Rosemary de Moraes Cardoso Alves Rafael Guilherme Moreno Silvana Cleide Oliveira de Jesus aniversário de casamento Celina Ap. e João Alcides Cypriano de Souza Creuza Cândida e Adão Soares de Souza Guiomar Carlos e Orlando Cypriano de Souza Leila Ap. e Fernando Silvio Nobre da Luz Maria Inês e José Mário do Prado Mary Cristina e Diego Ap. da Silva Andrade Norma Regina e Afonso Mazochi Zilda Pereira e Adão Pedroso de Moraes Silvana Cleide e João Batista Nobre da Luz COMUNIDADE CHÁCARAS FERNÃO DIAS aniversário de nascimento Antonio Artioli Antonio Silvestre Carlota Mauri de Oliveira Hilda Augusta dos Santos Lairce Giovanini Pereira BIRIÇA DO VALADO aniversário de nascimento Clair Antonio da Rosa Déamara Cavallaro José Airton de Araújo Juliana da Silva Mateus Moraes Luzia Benedita da Silva Pereira Maria Salete de Souza Cavallaro Sandra Aparecida P. Couto aniversário de CASAMENto Jaqueline e Eliseu Roberto da Silva COMUNIDADE SAGRADA FAMÍLIA aniversário de nascimento Aparecida Corrêia da Silva Alves Eliziana Maria de Jesus José Roberto Forato Juraci Ferreira França Maurícia Martins de Oliveira Alves Orlando Vieira dos Santos Filho Tereza Fátima de Oliveira Waldir Maurício aniversário de CASAMENTo Aparecida e Aparecido Antônio Alves Neide Helena e José Roberto Forato Dia 02 – sexta-feira - 20h00’ – Missa votiva ao Sagrado Coração de Jesus Dia 07– quarta-feira - 15H00’ – Missa da Saúde. Dia 12 – segunda-feira - 20h00’ – Missa do 1º dia do Tríduo em louvor a N. Sra. do Bom Parto (na capela de N. Sra. do Bom Parto) Dia 13 – terça-feira - 20h00’ – Missa do 2º dia do Tríduo em louvor a N. Sra. do Bom Parto (na capela de N. Sra. do Bom Parto) Dia 14 – quarta-feira - 20h00’ – Missa do 3º dia do tríduo em louvor a N. Sra. Do Bom Parto (na capela de N. Sra. do Bom Parto) Dia 15 – quinta-feira - 20h00’ – Missa solene de N. Sra. do Bom Parto e comemorativa ao 7º ano de posse do Pe. Jeferson na Paróquia de São José (a missa será na Capela de N. Sra. do Bom Parto) Dia 19 – segunda-feira - 20h00’ – Missa da Novena Perpétua de São José Dia 27 – terça-feira - 20h00’ – Reza do terço dos homens de São José Dia 28 – quarta-feira - 20h00’ – Hora Santa na capela de N. Sra. do Bom Parto 8 AGENDA DE AGOSTODIZIMISTAS ANIVERSARIANTES PREZADO DIZIMISTA Caso seu nome não esteja aqui relacionado, favor procurar um agente da Pastoral do Dízimo para atualização de seu cadastro. Obrigado! DIA 09 DE JULHO – SANTA PAULINA Santa Paulina do Coração Agonizante de Jesus é a primeira santa do País. Nascida na Itália imigrou para o Brasil, com sua família, aos 9 anos de idade,adotando o Brasil como sua pátria e os brasileiros como irmãos. Santa Paulina, antes de entrar para a vida consagrada, dedicou-se religiosamente em cuidar de uma senhora com câncer e a partir desta experiência caridosa deu-se a descoberta do Carisma que fora reconhecido em 1895 pelo Bispo de Curitiba, Paraná, com o nome de Filhas da Imaculada Conceição. Enviada para Bragança Paulista a fim de cuidar de asilados, testemunha humildade heroica e amor ao Reino de Deus. Na oração litúrgica da Igreja é pedido a Deus para nós fiéis a virtude do serviço, motivado pelo amor, a qual mais brilhou no coração da virgem Paulina do Coração Agonizante de Jesus. Santa Paulina, rogai por nós!

×