O Nabo

4.885 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.885
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Nabo

  1. 1. O NABO<br />Escola secundária/3 Latino Coelho<br />
  2. 2. Neste Trabalho vou falar do nabo, desde a sua origem até ao modo e técnicas de como é cultivado, espero que gostem.<br />Escola secundária/3 Latino Coelho<br />Introdução<br />
  3. 3. O nabo (Brassica rapa L.) é uma planta herbácea, bienal cultivada como anual, com sistema radicular aprumado, carnudo, que pode assumir diversas formas consoante as cultivares, podendo a raiz, ter coloração uniforme ou bicolor, sendo o branco e o roxo as cores mais vulgares, rica em cálcio, e possui poucas calorias. <br />As folhas dos Nabos são de cor verde médio a escuro, rugosas, ásperas, pubescentes e dispostas em roseta durante a fase vegetativa do ciclo. <br />As flores são amarelas, agrupadas numa haste floral. A espécie possui polinização alogâmica. <br />O fruto dos nabos é uma síliqua. <br />O ciclo cultural tem a duração de cerca de 40 a 60 dias na Primavera e Verão e 90 a 100 dias no Inverno. <br />É cultivada no norte da Europa, E.U.A. E Canadá.<br />Descrição do Nabo<br />Escola secundária/3 Latino Coelho<br />
  4. 4. Não se sabe quando se começou a consumir nabos. Alimento comum entre os gregos e os romanos, o nabo há muito se tornou uma comida popular na Europa setentrional.<br />Escola secundária/3 Latino Coelho<br />História<br />
  5. 5. Em geral, as sementes de Nabos cultivam-se em local definitivo desde meados da Primavera até meados do Outono. Em Portugal e em todo o Hemisfério Norte nos meses de Abril, Maio, Junho, Julho, Agosto e Setembro, para os nabos temporais, os que aparecem antes de tempo, ou nos meses de Agosto, Setembro, Outubro e Novembro, para os nabos tardios. Espaçamento entre plantas de cerca de 10 a 25 cm e nas entrelinhas de 30 a 40 cm.<br />E o seu crescimento varia entre o médio e o rápido.<br />Escola secundária/3 Latino Coelho<br />Sementeira e Crescimento<br />
  6. 6. Escola secundária/3 Latino Coelho<br />
  7. 7. Requer boa luminosidade.<br />O Nabo é muito exigente em água, principalmente na fase de engrossamento das raízes.<br />Escola secundária/3 Latino Coelho<br />Luz e Rega<br />
  8. 8. Aplicar adubo para hortícolas no equilíbrio de 1:1:1,5. <br />Pode-se aplicar azoto, metade em fundo na forma de sulfato de amónio e metade em cobertura na forma nitroamoniacal, fósforo e potássio aplicar em fundo.<br /> O nabo é uma cultura muito sensível á carência de boro. <br />Esta carência manifesta-se pelo aparecimento de uma necrose na raiz designada por coração pardo.<br />Escola secundária/3 Latino Coelho<br />Adubação<br />
  9. 9. A áltica, a mosca da couve, as larvas de noctuídeos, o míldio, a podridão cinzenta e alternariose, a potra, a falsa potra, vírus do mosaico e o vírus da beterraba são as principais doenças do nabo.<br />Escola secundária/3 Latino Coelho<br />Pragas e Doenças<br />
  10. 10. Os nabos preferem solos de textura média, bem drenados e com boa capacidade de retenção de água durante a fase de crescimento. <br />O pH óptimo para cultura de nabos situa-se entre 6,5 a 7,0.<br />Escola secundária/3 Latino Coelho<br />Solos<br />
  11. 11. Cultura que prefere climas frescos e húmidos. Em regiões ou épocas do ano quentes e secas, a produtividade é reduzida e a qualidade das raízes é afectada. As temperaturas óptimas situam-se entre os 15 a 20 Cº.<br />Suporta geadas ligeiras.<br />Escola secundária/3 Latino Coelho<br />Temperatura e Resistência<br />
  12. 12. Está certo, a fama do nabo não é nada boa, mas não passa de preconceito. <br />O nabo é gostoso, refrescante, rico em nutrientes e fácil de preparar. Cru ou cozido, o nabo substitui sem fazer feio a maioria dos pratos de batata<br />Escola secundária/3 Latino Coelho<br />Conclusão<br />
  13. 13. http://pt.wikipedia.org/wiki/Nabo<br />Escola secundária/3 Latino Coelho<br />Bibliografia<br />
  14. 14. Escola secundária/3 Latino Coelho<br />Fim<br />Roberto Santos<br />

×