Citações e referências

2.691 visualizações

Publicada em

ABNT NBR 6023 e NBR 10520

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.691
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.482
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Citações e referências

  1. 1. Citações
  2. 2. NBR 10520 – APRESENTAÇÃO DE CITAÇÕES EM DOCUMENTOS  CITAÇÃO  CITAÇÃO DE CITAÇÃO  CITAÇÃO INDIRETA
  3. 3.  CITAÇÃO DIRETA Segundo Garvin (1992, p. 87) “Nos séculos X e XI não se pensava em tecnologia” “Nos séculos X e XI não se pensava em tecnologia.” (GARVIN, 1992, p.87).
  4. 4. CITAÇÃO DE CITAÇÃO Melo Neto (apud MAGALHÃES, 1996, p. 25) retrata a condição do retirante nordestino que foge da seca e da miséria, trilhando o leito seco do Rio Capibaribe, em busca de melhores oportunidades na capital.
  5. 5. SUPRESSÕES O planejamento estratégico é associado com um horizonte situado de longo prazo [...] Não se preocupa em antecipar decisões a serem tomadas no futuro, mas sim em considerar as implicações futuras em decisões que devem ser tomadas no presente. (CHIAVENTATO, 1995, p. 250)
  6. 6.  INFORMAÇÕES ORAIS O novo medicamento estará disponível até o final deste semestre (informação verbal)1. No rodapé da página: ________________ 1 Notícia fornecida por John A. Smith no Congresso Internacional de Engenharia Genética, em Londres, em outubro de 2001.
  7. 7.  ÊNFASE Sobre culturas populares, Tauk Santos (2000, p. 18) afirma que “convivem processos de interações comunicativas, nem sempre consensuais”. (Grifo nosso)
  8. 8.  ÊNFASE Talvez o desconhecimento por parte dessa extensionista se deva ao fato dela estar deslocada de sua função, como ela justifica: “eu estou extensionista, mas sou pesquisadora” (grifos nossos).
  9. 9. Citação direta curta Na Argentina, no fim da década de 1960, os proprietários de estâncias na região da Patagônia descobriram que alojando hóspedes poderiam obter um rendimento adicional, superando assim um período de baixa rentabilidade nas atividades pecuárias. “A partir de 1987, verificou-se, naquele país, um vertiginoso crescimento de turismo em ‘hotelaria de estâncias’”. (SILVA; VILARINHO; DALE, 2000, p. 27).
  10. 10. Citação direta longa Conceitos de turismo já foram elaborados por diversos autores. Vejamos a definição adotada pela Organização Mundial do Turismo (OMT): Turismo é um fenômeno social que consiste no deslocamento voluntário e temporário de indivíduos ou grupos de pessoas que, fundamentalmente por motivos de recreação, descanso, cultura ou saúde, saem de seu local de residência habitual para outro, no qual não exercem nenhuma atividade lucrativa nem remunerada, gerando múltiplas inter-relações de importância social, econômica e cultural. (DE LA TORRE apud IGNARRA, 1998, p. 24).
  11. 11. Referências ABNT NBR 6023
  12. 12. Referência é o conjunto de elementos descritivos, retirados de um documento, que permite sua identificação individual. As referências devem ser apresentadas obedecendo ao critério de ordem alfabética, alinhadas somente à margem esquerda.
  13. 13. Elementos essenciais da referência São as informações indispensáveis à identificação do documento. Os elementos essenciais estão estritamente vinculados ao suporte documental e variam, portanto, conforme o tipo.
  14. 14. Elementos essenciais para livros e demais textos.
  15. 15. Apenas um autor ÚLTIMO SOBRENOME DO AUTOR, prenome(s) e sobrenome(s). Título da obra: subtítulo (se houver). número da edição (exceto quando tratar-se da primeira edição), local: editora, ano da publicação. Exemplo: VERGARA, S.C. Projeto e relatório de pesquisa em administração. 4 ed., São Paulo: Atlas, 2003.
  16. 16. Até 3 autores Segue o mesmo modelo, separando os autores por ponto e vírgula. Exemplo: DAMIÃO, Regina Toledo; HENRIQUES, Antonio. Curso de direito jurídico. São Paulo: Atlas, 1995.
  17. 17. Mais de 3 autores Indicar apenas o primeiro e acrescentar et al. Exemplo: URANI, A. et al. Constituição de uma matriz de contabilidade social para o Brasil. Brasília: IPEA, 1994.
  18. 18. Organizador ou coordenador responsável pela obra Quando houver vários autores com edição de um organizador ou editor, coordenador, etc, entra pelo responsável, seguido de abreviação do tipo de participação. Exemplo: FERREIRA, Léslie Piccolotto (Org). O fonoaudiólogo e a escola. São Paulo: Summus, 1991.
  19. 19. Autor repetido O autor de várias obras apresentadas sucessivamente deve ser substituído nas referências subseqüentes à primeira, por um travessão equivalente a seis espaços. Exemplo: MARITAIN, Jacques. Sete lições sobre o ser. São Paulo: Loyola, 1996. ______. A filosofia moral. 2. ed. Rio de Janeiro: Agir, 1973.
  20. 20. Título repetido O título deve ser substituído por um travessão nas referências subseqüentes. Exemplo: FREYRE, Gilberto. Sobrados e mocambos: decadência do patriarcado rural no Brasil. São Paulo: Ed. Nacional, 1936 ______. ______. 2. ed. São Paulo: Ed. Nacional, 1936.
  21. 21. Referência de um capítulo de livro, quando o autor do capítulo não é o autor do livro SOBRENOME DO AUTOR DO CAPÍTULO, Prenome(s). Título do capítulo. In: SOBRENOME DO AUTOR DO LIVRO, Prenome(s). Titulo do livro. Edição (quando não for a primeira). Local: Editora, data. Páginas inicial e final do capítulo utilizado.
  22. 22. Referência de um capítulo de livro, quando o autor do capítulo é também o autor do livro SOBRENOME DO AUTOR DO CAPÍTULO, Prenome(s). Título do capítulo. In: _____. Titulo do livro. Edição (quando não for a primeira). Local: Editora, data. Páginas inicial e final do capítulo utilizado.
  23. 23. Referência de dissertações, teses e trabalhos acadêmicos de outra natureza SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s). Título do trabalho. Local da publicação, ano. Número de páginas. Tipo de trabalho (Dissertação, Tese, Trabalho). Unidade da Instituição, Instituição. Exemplo: CARVALHO, Jussara Maria J. Jung e a educação: uma abordagem no âmbito do ensino superior. Curitiba, 1998. 94 p. Dissertação (Mestrado em Educação). Centro de Teologia e Ciências Humanas, Pontifícia Universidade Católica do Paraná.
  24. 24. Referência de artigos de revistas Autor(es) do artigo; Título do artigo e subtítulo (quando houver); Título da revista; Título do fascículo (quando houver); Local da publicação; Número do fascículo, páginas inicial e final do artigo; Mês e ano. Nota: não havendo algum dos elementos citados, ignora-se e segue para o próximo item. Exemplos: ISKANDAR, Jamil Ibrahim. A Mesquita: o berço das escolas árabes. Comunicações, Piracicaba, n. 1, p. 126-128, jun. 1999. As 500 maiores empresas do Brasil. Conjuntura Econômica, Rio de Janeiro, v.38, n. 9, set. 1984. Edição especial.
  25. 25. Referência de artigos de jornal Autor(es) do artigo; Título do artigo; Título do jornal; Local da publicação; Data: dia, mês e ano; Número ou título do caderno, seção, suplemento; Página(s) do artigo. Exemplo: COUTINHO, Wilson. O paço da cidade retorna ao seu brilho barroco. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 6 mar. 1985. Caderno, p.6.
  26. 26. Referência de Internet Devem-se mencionar os dados relativos ao material utilizado e citado, da mesma forma que um periódico. Ao final da referência, acrescentam-se notas relativas a outros dados para identificar a publicação, acrescentando as informações pertinentes ao suporte eletrônico onde são essenciais o endereço eletrônico, apresentado entre os sinais < >, precedido da expressão “Disponível em:” e a data do acesso ao documento, precedida da expressão “Acesso em:”. Exemplos: VIEIRA, Cássio Leite; LOPES, Marcelo. A queda do cometa. Neo Interativa, Rio de Janeiro, n. 2, inverno 1994. 1 CD-ROM. SILVA, M. M. L. Crimes da era digital. Net, Rio de Janeiro, nov. 1998. Seção Ponto de Vista. Disponível em: <http://www.brazilnet.com.br/contexts/brasilrevistas.htm>. Acesso em: 28 nov. 1998.
  27. 27. Referência de entrevistas publicadas SOBRENOME DO ENTREVISTADO, Prenome(s). Título do tema. Local, data. Nota sobre a localização da entrevista no veículo de comunicação. A quem foi concedida a entrevista. Exemplo: LATTES, César. História da Ciência. Campinas, SP, 1997. Superinteressante, ano 11, n. 5, p. 36-37, maio 1997, entrevista concedida a Osmar Paixão.
  28. 28. Referência de entrevista não publicada SOBRENOME DO ENTREVISTADO, Prenome(s). A quem foi concedida a entrevista. Data (dia, mês e ano). Exemplo: OTERO, R. Entrevista concedida a Kalil Mussa. Curitiba. 30 set. 1999.
  29. 29. Referência de fotografias SOBRENOME DO FOTÓGRAFO, Prenome(s). Título. Ano. Numero de fotos: cor; Dimensão(ões) da(s) foto(s). Exemplos: PARANÁ, Luiz. Polonização. 1999. 1 fot.: color.; 18 x 60 cm. GOMES, Mário josé. Marcha triunfante. 1997. 1 fot.: p&b; 20 x 50 cm.
  30. 30. Referência de vídeos e filmes cinematográficos TÍTULO. Responsável. Local da produção. Produtora. Distribuidora, Data. Tempo de projeção: características de cor, som e dimensões, indicação se é gravação de vídeo ou filme cinematográfico. Exemplo: ÓPERA DO MALANDRO. Direção de Ruy Guerra. Rio de Janeiro. Áustria Cinema e Comunicação. Globo Vídeo, 1985. 1 videocassete (100 mm): son., color. 12 x 12 mm, VHS.
  31. 31. Referência de documentos manuscritos SOBRENOME DO AUTOR DO DOCUMENTO, Prenome(s). Natureza do documento (se é carta, cartão postal, etc.). Data. Descrição física. Notas. Manuscrito. Exemplo: FRAGA, R. [Carta]. 10 ago. 1997, Madrid [Espanha] [para] Norma Bonato, Curitiba. Manuscrito.
  32. 32. Trabalhos publicados apresentados em eventos SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s). Titulo do trabalho. In: NOME DO EVENTO, numeração do evento (se houver), ano, Local (cidade do evento). Título do trabalho publicado. Local (da publicação): editora, ano. página inicial - final. Exemplo: PUIG, J. A destruição dos filósofos. In: COLÓQUIO IBEROAMERICANO DE FILOSOFIA, 3, 1998, Madrid. A destruição dos filósofos. Madrid: IMEC, 1999. p. 20-41.
  33. 33. Trabalhos apresentados em evento em meio eletrônico Mesmo padrão incluindo o meio eletrônico. Exemplo: GUNCHO, M. R. A educação à distância e a biblioteca universitária. In: SEMINÁRIO DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 10., 1998, Fortaleza. Anais... Fortaleza: Tec Treina, 1998. 1 CD-ROM.
  34. 34. Referência de palestras, anotações de aulas e outras atividades não publicadas SOBRENOME DO AUTOR, Prenome(s). Título do trabalho. Natureza da atividade, Local, data (dia, mês e ano). Exemplo: SAVIANI, D. A educação brasileira diante da nova LDB. Palestra proferida na PUCPR, 18 mar. 1999.
  35. 35. Devem acompanhar o último sobrenome os distintivos “Neto”, “Júnior”, “Filho”. Se o último sobrenome é composto, a entrada deve ser feita pela expressão composta. No caso de autores em língua espanhola, a entrada deve ser feita a partir do penúltimo sobrenome. Em caso de último sobrenome precedido de partículas “e”, “de”, “do”, “da”, faz-se a entrada sem estas partículas. Os acréscimos e emendas são indicados de forma abreviada. Em caso de uma obra de autoria desconhecida, entra-se pelo título da obra. Nunca se usa a expressão “anônimo” como substituição ao nome do autor. Caso o site tenha título, adicioná-lo seguindo a ordem alfabética estabelecida. Caso não tenha, adicionar após todas as referências, Sites: e adicionar todos os sites que foram utilizados e o dia de acesso).
  36. 36. Exemplo: A ética dos bons negócios. Criativa. Rio de Janeiro: Globo, p.29, jul 2002. A responsabilidade da empresa: um enfoque ao balanço social. Revista Brasileira de Contabilidade, Porto Alegre, n. 118, ano XXVIII, p. 75-82, jul/ago.1999 BELLO, Maria Luiza. Responsabilidade social envolve cidadania e educação. Banas Qualidade, p.56-61, jun.2001. CANTON, Antônia Marisa. Eventos: ferramenta de sustentação para as organizações do terceiro setor. São Paulo: ROCA, 2002. DENCKER, Ada de Freitas Maneti. Métodos e técnicas de pesquisa em turismo. 4 ed. São Paulo: Futura, 1998. EMBRATUR – Instituto Brasileiro de Turismo. Disponível em: <http://www.embratur.gov.br>. Acesso em: 25 set. 2003. EQUIPE PLUG. Tudo pelo social?. Disponível em: <http://www.portal-rp.com.br> Acesso: em 14 jun. 2003. Sites: <http://www.geranegocio.com.br/html/arte/p1.html>. Acesso em: 22 jul. 2003.
  37. 37. Abreviaturas mais freqüentes sic.........................................................assim está escrito cf. .....................................................conforme ou confira seq. ..........................................seguinte ou que se segue id. ou idem ..............................................do mesmo autor loc. cit. ......................................................no lugar citado ibid. ou ibidem ........................................na mesma obra apud ................................citado por (pronuncia-se ápud) op. cit. .......................................................na obra citada v. ..................................................................veja, volume p. ............................................................................página
  38. 38. Abreviaturas mais freqüentes Ca. ........................aproximadamente. Usa-se para datas ss. ......................................................................seguintes n. p. .............................................................não paginado et al. .....................................................................e outros s. l. .....................................................................sem local s. ed. ..............................................................sem editora org. ................................................................organizador coord. ............................................................coordenador ed. ...........................................................................editor
  39. 39. Abreviaturas dos meses Janeiro - jan. Fevereiro - fev. Março - mar. Abril - abr. Maio - maio Junho - jun. Julho - jul. Agosto - ago. Setembro - set. Outubro - out. Novembro - nov. Dezembro - dez.

×