SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 52
Baixar para ler offline
Mercado de Trabalho
• 2022 haverá carência de 600 mil profissionais da área
de TI
Mercado de Trabalho
• Nos últimos anos foram gerados na AL 630 mil
vagas em TI, 47% no Brasil
• 40mil vagas no mercado brasileiro de
tecnologia NÃO são preenchidas por falta de
qualificação profissional (dado da ASSESPRO-
SP, Associação Brasileira das Empresas de TI)
• Para desenvolvimento de software, o país tem
15mil vagas abertas sem profissionais
disponíveis
Mercado de Trabalho
• Estima-se que existam entre 7 a 10mil vagas
abertas para profissionais que atuem com
plataformas Microsoft, seja na área de
desenvolvimento ou de infra-estrutura.
• Para suprir essa demanda, a Microsoft
intensifica treinamento de parceiros e aposta
em alianças com entidades educacionais.
Mercado de Trabalho
• Fuvest: BCC (IME/USP)
– 2001 – 61 candidatos por vaga
– 2008 – 15 candidatos por vaga
– 2008 – 12 candidatos por vaga
– 2019 - 06 candidatos por vaga
• Nos últimos 5 anos, a procura por cursos de TI
caiu 30%
Mercado de Trabalho
• Cursos rápidos suprem demandas imediatas e
técnicas
• Problema em encontrar profissionais em níveis
hierárquicos mais altos (formação superior)
• Líderes e gestores precisam pensar do ponto de
vista dos negócios
• 58,9% das empresas brasileiras não têm
planejamento de carreira para profissionais de TI
Mercado de Trabalho
• Fontes das Carências de Profissionais
– Falta de qualificação e habilidades apropriadas.
Lacuna entre o que a universidade oferece e o que
o mercado precisa.
– Incapacidade de atingir as expectativas salariais
– Dificuldade de recrutar e reter talentos.
Carreira
• Perfil do Profissional de TI
– Conhecimento técnico aprofundado
– Começar cedo
– Atualização constante
– Networking
Carreira
• Evolução das Funções em TI
– “Commoditização” da tecnologia
– Necessidade de uma profunda capacidade
tecnológica para automatizar um processo de
negócio
– Desvinculação de departamentos de TI
Carreira
• Evolução das Funções em TI
– Foco em negócio e processos
– Alinhamento da TI com as operações e processos
– Continua a necessidade de alto conhecimento
técnico
Carreira
• Evolução das Funções em TI
Desenvolvedor de software
Administrador de Rede e
Segurança
Analista de Redes/Wireless
Analista de Suporte
Web Developer
Arquiteto de
Produto/Serviço
Especialista em Privacidade
Eletrônica
Analista de Mobilidade
Analista de Suporte de
Alta Disponibilidade
Arquiteto da Informação
Carreira
• Outsourcing
• Globalização
• Redução do custo da tecnologia WAN
• Manutenção de profissionais experientes em
negócio, capazes de atuar como parceiros em
cada departamento e de propor soluções
Carreira
• Características do Profissional de TI
– Sólida carreira acadêmica
– Conhecimento de mais de um idioma
– Certificação de mercado
– Iniciativa para a pesquisa (perfil investigativo)
– Raciocínio Lógico
Carreira
• Perfil do Profissional de TI
– Software como Serviço (SaaS)
– Outsourcing
– Offshoring
Tecnologias Emergentes
• Virtualização
– Capacidade de rodar, em uma mesma máquina
física, diferentes estações lógicas – ou virtuais
Tecnologias Emergentes
• Virutalização
– O conceito de virtualização define que um único
equipamento (microcomputador) possa executar
ao mesmo tempo, ou não, vários sistemas
operacionais
– Com esta técnica, um único processamento pode
funcionar como se fossem vários processadores
trabalhando em paralelo, permitindo ao
computador rodar vários sistemas operacionais ao
mesmo tempo
Tecnologias Emergentes
• Business Intelligence
– Ajudar líderes de negócios a tomar decisões mais
rápidas, melhores e bem informadas
Tecnologias Emergentes
• Arquitetura Orientada a Web
– Tecnologia Gears (Google), que permite aos
desenvolvedores criar aplicativos de Internet que
possam também trabalhar off-line
– O elemento comum das ações consiste em uma
visão do futuro do software que combina as
características dos aplicativos online com o
software do desktop para criar um modelo híbrido
Tecnologias Emergentes
• SOA
– Service Oriented Architecture, o termo SOA não se refere
exatamente a uma tecnologia ou um produto, mas sim a
um conceito de metodologia de desenvolvimento que
pode ser entendida como uma evolução da tradicional
arquitetura orientada a objetos
– Na língua dos negócios, trata-se de uma jornada de longo
prazo que permite as companhias aproveitar as aplicações
já existentes em TI, inclusive em sistemas legados, para
fazer a integração com os novos processos de negócios.
Outra vantagem da SOA é a redução do tempo no
desenvolvimento das novas aplicações de negócios
Tecnologias Emergentes
• Web 2.0
– Estudo mostra que 25% das empresas nos EUA
estão usando Web 2.0
– Empresas devem investir em wikis, blogs, redes
sociais, mashups corporativos e ferramentas
colaborativas
Tecnologias Emergentes
• Web 2.0
– Web dinâmica
– Plataforma web
– Compartilhamento e colaboração
– Foco no conteúdo
– Software como serviço
– Conteúdo participativo e democrático
– Realimentação constante de informação
Tecnologias Emergentes
• Mobile Computing
– Motorola procura desenvolvedores para o Android
– IPhone, Android e Windows Mobile
Internet móvel
2008 2009 2010 2011
Usuários de
Internet no
Celular
489,9
Milhões de
usuários
596,4
Milhões de
usuários
757,1
Milhões de
usuários
982,4
Milhões de
usuários
Usuários de
busca no
celular
410,7
Milhões de
usuários
516,8
Milhões de
usuários
672,3
Milhões de
usuários
901,1
Milhões de
usuários
Receita de
buscas no
celular
$ 221,3
Milhões
$ 580,3
Milhões
$ 1.1
Bilhão
$ 2,3
Bilhões
Tecnologias Emergentes
• Padrões Web
– World Wide Web Consortium (W3C)
– Consórcio de empresas de tecnologia, atualmente
com cerca de 500 membros
– Fundado por TIM Berners-Lee em 1994 para levar
a Web ao seu potencial máximo, por meio do
desenvolvimento de protocolos comuns e fóruns
abertos que promovem sua evolução e asseguram
a sua interoperabilidade
Tecnologias Emergentes
• Em 2014 o comércio eletrônico fechou o ano
com um faturamento de R$ 8,2 bi.
• Em 2020 o comercio eletrônico fechou o ano
com faturamento de 15 bi.
– 3,7 milhões de novos clientes (primeira compra)
Tecnologias Emergentes
• Cloud Computing
– Pode ser definido como um modelo no qual a
computação (processamento, armazenamento e
softwares) está em algum lugar da rede e é
acessada remotamente, via Internet
– Não há a necessidade de instalação de programas
serviços e armazenamentos de dados, mas apenas
os dispositivos de entrada (teclado, mouse) e
saída (monitor) para os usuários
Desenvolvimento de software
• O que aprender?
– Plataforma Desktop/Web/Hibrida
– Frameworks
– Padrões de Projeto (Design Patterns)
– Metodologias Ágeis (Srcum, XP, OpenUP)
– Arquitetura de Software
– Orientação a Objetos!!!!
Visão de Futuro
• Estima-se que o crescimento da área de TI
nesta década fique acima de 10%
• A produção de softwares deverá gerar
600.000 novos empregos a partir de 2020
• As exportações do setor mais de US$ 3,5
bilhões, enquanto a área de TI deverá alcançar
faturamento adicional superior a US$ 1 bilhão
Visão de Futuro
• O setor de TI e de Software conta com ± 20 mil
empresas
• A política de Investimento Produtivo visa
acelerar o investimento no setor, estimular a
inovação, ampliar a inserção internacional do
Brasil nessa área aumentando o número de
micro crédito e pequenas empresas
exportadoras do setor
Visão de Futuro
• O Comércio eletrônico brasileiro vem
crescendo a uma média anual de 40%
• O varejo online deve movimentar mais de R$
50 bilhões
Visão de Futuro
• Investimento maciço federal em formação
tecnologica (IFETs)
• Quem vai gerenciar essa mão de obra????
Visão de Futuro
E ai???
ONDE VOCÊ ESTARÁ???
Sistemas de Informação
Ciência da
Computação
Administração
Sistemas de Informação
Sistemas de Informação
• A informação é tudo!!!
• A eficiência dos sistemas não é medida pela
informatização, mas pela qualidade e eficiência
dos métodos, assegurando a informação
desejada, confiável e no tempo certo
• Sistemas de Informação são peças fundamentais
na vida das empresas, não apenas na elaboração
de relatórios, mas fazem parte de todos os
departamentos e atividades da companhia.
Sistemas de Informação
• No mercado brasileiro atual, com crescimento
exponencial das exigências dos consumidores,
concorrência em massa e pressão de
potenciais produtos e serviços que substituam
os nossos, a conscientização para a Qualidade
e o reconhecimento da sua importância é
fundamental para a sobrevivência da nossa
empresa.
Sistemas de Informação
• Portanto, a implementação e manutenção de
sistemas e metodologias passam a constituir
um fator crítico de sucesso para as empresas
que pretendam melhorar o seu desempenho
operacional, otimizando processos e recursos
e, conseqüentemente, aumentando a sua
produtividade e competitividade.
Sistemas de Informação
• Para os profissionais do meio de TI não é novidade
que, para suportar todas essas exigências, é necessário
uma área de TI capaz de suportá-las.
• Mas... O que é capaz de proporcionar todas essas
“melhorias”?
• Enganam-se aqueles que pensam que são as
máquinas... Na verdade não é “o que” e sim “os
quens”.
• Profissionais atualizados e certificados em relação às
melhores práticas de serviços.
Luciana Bonano
Curso de Sistemas de Informação
• Objetivos:
– Formar profissionais capazes de atuar nas
organizações para implantar, desenvolver,
implementar e gerenciar soluções de tecnologia
da informação
– Disponibilizando sólida formação em Ciência da
Computação e básica em Administração de
Empresas
Áreas de Atuação em Informática
• ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS
– O Administrador de banco de dados (DBA -
DataBase Administrator) é responsável por manter
e gerenciar bancos de dados, ou sistema de banco
de dados. Este profissional gerencia, atualiza,
monitora o centro das informações de um
sistema.
• ANALISTA DE REDES
– O analista de redes ou administrador de redes tem a incumbência de
gerenciar a rede local, bem como recursos computacionais diretamente
relacionados à rede.
–
O Perfil deste profissional deve possuir curso técnico ou superior em Redes de
Computadores, Ciência da Computação ou equivalente, e/ou ser uma pessoa
com grande experiência na área de informática.
– É importante que seja familiarizado com os equipamentos e software com os
quais trabalha, tendo como forma de comprovação as tão valorizadas
certificações, emitidas por grandes empresas através de provas.
– Exemplos são as MCP, MCSA e MCSE, certificações profissionais da Microsoft;
– E também a famosa Formação Cisco-CCNA, vista por muitos profissionais
como requisito obrigatório para quem deseja garantir sua vaga no mercado de
grandes empresas, em início de carreira.
• ANALISTA DE SEGURANÇA
– Responsável pela segurança da rede
(equipamento, sistemas operacionais de
servidores e clientes e programas utilizados).
– Também monitora tentativas de invasão e uso
indevido dos recursos da rede, além de definir e
manter as regras de uso dos recursos
computacionais da empresa.
• ANALISTA DE SISTEMAS
– O analista de sistemas ou atualmente mais conhecido
como sistematizador de informações, é aquele que
tem como finalidade realizar estudos de processos
computacionais para encontrar o melhor e mais
racional caminho para que a informação virtual possa
ser processada.
– Este profissional estuda os diversos sistemas
existentes entre hardwares e softwares e o usuário
final, incluindo seus comportamentos e aplicações.
• ANALISTA DE SUPORTE
– O analista de suporte é um profissional de TI
especialista em tecnologias, constantemente
atualizado com novidades mercadológicas de
Hardware e Software.
– Cuida da manutenção da estrutura física de
computadores, da estrutura de Rede de área local de
computadores e de sistemas operacionais.
– Ainda segundo Antonio B Duarte Jr, diretor da Arth
Informática, o Analista de Suporte é também um
gestor de pessoas e relacionamentos.
• DESIGNER
– O designer gráfico é o profissional habilitado a efetuar atividades
relacionadas ao design gráfico. Logo, o designer gráfico é aquele
profissional que traz ordem estrutural e forma à informação visual
impressa.
– Exemplos de produtos do trabalho de um designer gráfico são as
páginas diagramadas de um livro ou uma revista, a configuração visual
de uma embalagem, logotipos de empresas e instituições, fontes
tipográficas, entre outros.
– O escopo de sua atividade pode também se estender à reflexão das
possibilidades de estruturação visual das mensagens e sua
repercussão social: assim como um arquiteto não apenas projeta
edifícios mas também reflete acerca da organização do contexto
urbanístico de um assentamento humano, é papel do designer gráfico
não apenas desenvolver soluções visuais de comunicação, mas
também refletir acerca do atual âmbito de produção e consumo de
mensagens.
• PROGRAMADOR WEB
– Um profissional de programação web é
responsável pelo desenvolvimento de sites,
portais, fóruns e aplicações voltadas para o
ambiente da internet. Normalmente estes serviços
podem ser acessados por meio de um navegador
e ficam hospedados em servidores web.
• PROGRAMADOR
– Um programador pode ser alguém que
desenvolve ou faz manutenção de software em
um grande sistema mainframe ou alguém que
desenvolve software primariamente para uso em
computadores pessoais.
PROFISSIONAL DE INFORMÁTICA -
ÁREAS DE ATUAÇÃO
• Desenvolvimento de Sistemas de Informação: Os sistemas
de informação compreendem o conjunto de hardware e
software que processam, armazenam e divulgam as
informações de uma organização.
• O desenvolvimento destes sistemas requer a análise dos
modelos de negócios utilizados pela organização e a
elaboração de uma solução computacional técnica e
economicamente viável.
• Esta formação permite ao futuro profissional atuar em
qualquer organização que utilize Tecnologia da Informação.
• Nestas organizações ele pode assumir cargos e funções de
Engenheiro de Software, Analista de Sistemas, Gerente de
Projetos, Gerente de Tecnologia da Informação, dentre
vários outros.
• Desenvolvimento de Software Básico e Aplicativo:
Software básico e aplicativo são denominações dadas
aos programas de computadores de uso geral, não
restrito a uma única organização.
• São exemplos de software básico: os editores de texto,
planilhas eletrônicas, browsers, compiladores, etc.
• São exemplos de aplicativos: software para gestão de
documentos, Workflow, etc.
• A formação ampla e sólida em Linguagens de
Programação e Engenharia de Software oferecida pelo
curso permite ao egresso atuar no design,
implementação e avaliação destes produtos.
• As ofertas de empregos para estas competências estão
nas organizações em geral, especialmente em
empresas de desenvolvimento de software.
• Redes de Computadores: A instalação de sistemas
computacionais em empresas requer o projeto,
implantação e gerência de uma rede de computadores.
• Esta atividade hoje é essencial em quase todas as
empresas que utilizam Tecnologia da Informação, o
que garante um amplo mercado de trabalho.
• A atividade permanente de gerência da rede para
garantir o seu pleno funcionamento e a segurança e
integridade dos seus componentes requer um
profissional altamente capacitado e esse profissional
pode contar com uma boa remuneração no mercado
de trabalho.
• Solução de problemas relacionados com a interação
entre usuário e sistemas: O foco no desenvolvimento
de sistemas computacionais não deve estar restrito ao
sistema em si.
• Ele deve ser amplo, centrado nas pessoas que irão
utilizá-lo e no contexto onde está inserido.
• O curso aborda os aspectos teóricos envolvidos na
interação homem-computador e nas soluções para
melhorar a usabilidade e a acessibilidade destes
sistemas.
• Esta competência capacita o aluno formado a atuar em
empresas que produzam hardware ou software ou que
utilizam sistemas computacionais na realização de suas
atividades.
• Elaboração de modelos matemáticos e algoritmos para solução de
problemas: Em muitos casos, o desenvolvimento de um sistema
computacional requer o entendimento de um problema, a
elaboração de um modelo matemático e construção de um
algoritmo que possibilite a sua implementação num computador.
• Neste processo está a essência da computação como ciência e é
fundamental ao profissional o domínio desta competência.
• Esta formação capacita o egresso a trabalhar em empresas cuja
atividade fim não seja a computação, mas que necessita
desenvolver sistemas para as suas necessidades específicas.
• São exemplos os sistemas para engenharia, sistemas científicos,
sistemas para a área do petróleo, sistemas para meteorologia, etc.
• Ensino, pesquisa e pós-graduação: O aluno
formado no curso também está preparado para
atuar no ensino, na pesquisa e/ou realizar uma
pós-graduação nesta área para que possa
aperfeiçoar e expandir os seus conhecimentos.
• Nesta atuação profissional, é possível trabalhar
em universidades ou centros de pesquisa para
contribuir com novas descobertas teóricas e
tecnológicas na ciência da computação.
FUNÇÕES QUE OS EGRESSOS PODERÃO EXERCER NO MERCADO DE
TRABALHO
• Engenheiro de Software;
• Analista de Sistemas e Projetista de Software;
• Gerente de Projetos;
• Gerente de Tecnologia da Informação;
• Analista de Banco de Dados;
• Analista de Rede;
• Programador de sistemas de médio e grande porte;
• Empreendedor;
• Consultor;
• Pesquisador na área de computação;
• Profissional da carreira acadêmica
• Desenvolvedor nas diferentes áreas tecnológicas da computação tais
como: redes, banco de dados, sistemas operacionais, realidade virtual,
inteligência artificial, computação gráfica, programação WEB, multimídia,
sistemas distribuídos, etc.
Aula 1  dsi

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (10)

ProIndústria 2018 - dia 24 - H201 - A01
ProIndústria 2018 - dia 24 - H201 - A01ProIndústria 2018 - dia 24 - H201 - A01
ProIndústria 2018 - dia 24 - H201 - A01
 
ProIndústria2018 - Sala Alfa - A05
ProIndústria2018 - Sala Alfa - A05ProIndústria2018 - Sala Alfa - A05
ProIndústria2018 - Sala Alfa - A05
 
ProIndústria 2018 - dia 23 - H201 - A06
ProIndústria 2018 - dia 23 - H201 - A06ProIndústria 2018 - dia 23 - H201 - A06
ProIndústria 2018 - dia 23 - H201 - A06
 
7º Epicentro 2010 com Júlio César - Tecnologia X Pessoas - Para onde caminha ...
7º Epicentro 2010 com Júlio César - Tecnologia X Pessoas - Para onde caminha ...7º Epicentro 2010 com Júlio César - Tecnologia X Pessoas - Para onde caminha ...
7º Epicentro 2010 com Júlio César - Tecnologia X Pessoas - Para onde caminha ...
 
Apr ENEI Outubro 2008
Apr ENEI Outubro 2008Apr ENEI Outubro 2008
Apr ENEI Outubro 2008
 
PIF2019 - A08 - Marcelo Peres - Partnervision
PIF2019 - A08 - Marcelo Peres - PartnervisionPIF2019 - A08 - Marcelo Peres - Partnervision
PIF2019 - A08 - Marcelo Peres - Partnervision
 
ProIndústria 2018 - dia 24 - H201 - A07
ProIndústria 2018 - dia 24 - H201 - A07ProIndústria 2018 - dia 24 - H201 - A07
ProIndústria 2018 - dia 24 - H201 - A07
 
O futuro do cio na economia digital
O futuro do cio na economia digitalO futuro do cio na economia digital
O futuro do cio na economia digital
 
Governança de Mobilidade - BinarioMobile
Governança de Mobilidade - BinarioMobileGovernança de Mobilidade - BinarioMobile
Governança de Mobilidade - BinarioMobile
 
Indústria 4.0
Indústria 4.0Indústria 4.0
Indústria 4.0
 

Semelhante a Aula 1 dsi

Apresentação (resumido) oxti
Apresentação (resumido)   oxtiApresentação (resumido)   oxti
Apresentação (resumido) oxti
OXTI
 
“Guia de Profissões – Tecnologia” - Marcelo Pereira Bergamaschi
“Guia de Profissões – Tecnologia” - Marcelo Pereira Bergamaschi “Guia de Profissões – Tecnologia” - Marcelo Pereira Bergamaschi
“Guia de Profissões – Tecnologia” - Marcelo Pereira Bergamaschi
Microsoft
 
WORKHUB_Apresentação INVEST_2022 1118.pdf
WORKHUB_Apresentação INVEST_2022 1118.pdfWORKHUB_Apresentação INVEST_2022 1118.pdf
WORKHUB_Apresentação INVEST_2022 1118.pdf
Felipe Lima da Costa
 
123456789987654321
123456789987654321123456789987654321
123456789987654321
LDS-Labs
 
Potencializando as Casas de Software com nossa Fábrica de Software
Potencializando as Casas de Software com nossa Fábrica de SoftwarePotencializando as Casas de Software com nossa Fábrica de Software
Potencializando as Casas de Software com nossa Fábrica de Software
GeneXus
 

Semelhante a Aula 1 dsi (20)

Aspectos Atuais em Sistemas de Informação
Aspectos Atuais em Sistemas de InformaçãoAspectos Atuais em Sistemas de Informação
Aspectos Atuais em Sistemas de Informação
 
Mercado e Tendências em Tecnologia da Informação
Mercado e Tendências em Tecnologia da InformaçãoMercado e Tendências em Tecnologia da Informação
Mercado e Tendências em Tecnologia da Informação
 
Carreira em T.I. - Walter Dias
Carreira em T.I. - Walter DiasCarreira em T.I. - Walter Dias
Carreira em T.I. - Walter Dias
 
Profissional de sistemas de informação
Profissional de sistemas de informaçãoProfissional de sistemas de informação
Profissional de sistemas de informação
 
Perspectivas Atuais e Tendências em Sistemas de Informação
Perspectivas Atuais e Tendências em Sistemas de InformaçãoPerspectivas Atuais e Tendências em Sistemas de Informação
Perspectivas Atuais e Tendências em Sistemas de Informação
 
Mercado De Trabalho
Mercado De TrabalhoMercado De Trabalho
Mercado De Trabalho
 
Informatica
InformaticaInformatica
Informatica
 
AE Rio 2011 - Desafio da implantação de arquitetura de TI
AE Rio 2011 - Desafio da implantação de arquitetura de TIAE Rio 2011 - Desafio da implantação de arquitetura de TI
AE Rio 2011 - Desafio da implantação de arquitetura de TI
 
Apresentação (resumido) oxti
Apresentação (resumido)   oxtiApresentação (resumido)   oxti
Apresentação (resumido) oxti
 
“Guia de Profissões – Tecnologia” - Marcelo Pereira Bergamaschi
“Guia de Profissões – Tecnologia” - Marcelo Pereira Bergamaschi “Guia de Profissões – Tecnologia” - Marcelo Pereira Bergamaschi
“Guia de Profissões – Tecnologia” - Marcelo Pereira Bergamaschi
 
A TOTVS
A TOTVS A TOTVS
A TOTVS
 
WORKHUB_Apresentação INVEST_2022 1118.pdf
WORKHUB_Apresentação INVEST_2022 1118.pdfWORKHUB_Apresentação INVEST_2022 1118.pdf
WORKHUB_Apresentação INVEST_2022 1118.pdf
 
WORKHUB_Apresentação INVEST_2022 1118.pdf
WORKHUB_Apresentação INVEST_2022 1118.pdfWORKHUB_Apresentação INVEST_2022 1118.pdf
WORKHUB_Apresentação INVEST_2022 1118.pdf
 
Palestra na SERASA sobre Tecnologia e Inovação
Palestra na SERASA sobre Tecnologia e InovaçãoPalestra na SERASA sobre Tecnologia e Inovação
Palestra na SERASA sobre Tecnologia e Inovação
 
123456789987654321
123456789987654321123456789987654321
123456789987654321
 
O profissional e Carreiras de TI
O profissional e Carreiras de TIO profissional e Carreiras de TI
O profissional e Carreiras de TI
 
O Mercado e o Profissional de TI - Senac Americana - 20/09/2011
O Mercado e o Profissional de TI - Senac Americana - 20/09/2011O Mercado e o Profissional de TI - Senac Americana - 20/09/2011
O Mercado e o Profissional de TI - Senac Americana - 20/09/2011
 
Apresentação Executiva S2it
Apresentação Executiva S2itApresentação Executiva S2it
Apresentação Executiva S2it
 
TIBCO Now 2010 (RJ e SP) - Case Localiza
TIBCO Now 2010 (RJ e SP)  - Case Localiza TIBCO Now 2010 (RJ e SP)  - Case Localiza
TIBCO Now 2010 (RJ e SP) - Case Localiza
 
Potencializando as Casas de Software com nossa Fábrica de Software
Potencializando as Casas de Software com nossa Fábrica de SoftwarePotencializando as Casas de Software com nossa Fábrica de Software
Potencializando as Casas de Software com nossa Fábrica de Software
 

Aula 1 dsi

  • 1. Mercado de Trabalho • 2022 haverá carência de 600 mil profissionais da área de TI
  • 2. Mercado de Trabalho • Nos últimos anos foram gerados na AL 630 mil vagas em TI, 47% no Brasil • 40mil vagas no mercado brasileiro de tecnologia NÃO são preenchidas por falta de qualificação profissional (dado da ASSESPRO- SP, Associação Brasileira das Empresas de TI) • Para desenvolvimento de software, o país tem 15mil vagas abertas sem profissionais disponíveis
  • 3. Mercado de Trabalho • Estima-se que existam entre 7 a 10mil vagas abertas para profissionais que atuem com plataformas Microsoft, seja na área de desenvolvimento ou de infra-estrutura. • Para suprir essa demanda, a Microsoft intensifica treinamento de parceiros e aposta em alianças com entidades educacionais.
  • 4. Mercado de Trabalho • Fuvest: BCC (IME/USP) – 2001 – 61 candidatos por vaga – 2008 – 15 candidatos por vaga – 2008 – 12 candidatos por vaga – 2019 - 06 candidatos por vaga • Nos últimos 5 anos, a procura por cursos de TI caiu 30%
  • 5. Mercado de Trabalho • Cursos rápidos suprem demandas imediatas e técnicas • Problema em encontrar profissionais em níveis hierárquicos mais altos (formação superior) • Líderes e gestores precisam pensar do ponto de vista dos negócios • 58,9% das empresas brasileiras não têm planejamento de carreira para profissionais de TI
  • 6. Mercado de Trabalho • Fontes das Carências de Profissionais – Falta de qualificação e habilidades apropriadas. Lacuna entre o que a universidade oferece e o que o mercado precisa. – Incapacidade de atingir as expectativas salariais – Dificuldade de recrutar e reter talentos.
  • 7. Carreira • Perfil do Profissional de TI – Conhecimento técnico aprofundado – Começar cedo – Atualização constante – Networking
  • 8. Carreira • Evolução das Funções em TI – “Commoditização” da tecnologia – Necessidade de uma profunda capacidade tecnológica para automatizar um processo de negócio – Desvinculação de departamentos de TI
  • 9. Carreira • Evolução das Funções em TI – Foco em negócio e processos – Alinhamento da TI com as operações e processos – Continua a necessidade de alto conhecimento técnico
  • 10. Carreira • Evolução das Funções em TI Desenvolvedor de software Administrador de Rede e Segurança Analista de Redes/Wireless Analista de Suporte Web Developer Arquiteto de Produto/Serviço Especialista em Privacidade Eletrônica Analista de Mobilidade Analista de Suporte de Alta Disponibilidade Arquiteto da Informação
  • 11. Carreira • Outsourcing • Globalização • Redução do custo da tecnologia WAN • Manutenção de profissionais experientes em negócio, capazes de atuar como parceiros em cada departamento e de propor soluções
  • 12. Carreira • Características do Profissional de TI – Sólida carreira acadêmica – Conhecimento de mais de um idioma – Certificação de mercado – Iniciativa para a pesquisa (perfil investigativo) – Raciocínio Lógico
  • 13. Carreira • Perfil do Profissional de TI – Software como Serviço (SaaS) – Outsourcing – Offshoring
  • 14. Tecnologias Emergentes • Virtualização – Capacidade de rodar, em uma mesma máquina física, diferentes estações lógicas – ou virtuais
  • 15. Tecnologias Emergentes • Virutalização – O conceito de virtualização define que um único equipamento (microcomputador) possa executar ao mesmo tempo, ou não, vários sistemas operacionais – Com esta técnica, um único processamento pode funcionar como se fossem vários processadores trabalhando em paralelo, permitindo ao computador rodar vários sistemas operacionais ao mesmo tempo
  • 16. Tecnologias Emergentes • Business Intelligence – Ajudar líderes de negócios a tomar decisões mais rápidas, melhores e bem informadas
  • 17. Tecnologias Emergentes • Arquitetura Orientada a Web – Tecnologia Gears (Google), que permite aos desenvolvedores criar aplicativos de Internet que possam também trabalhar off-line – O elemento comum das ações consiste em uma visão do futuro do software que combina as características dos aplicativos online com o software do desktop para criar um modelo híbrido
  • 18. Tecnologias Emergentes • SOA – Service Oriented Architecture, o termo SOA não se refere exatamente a uma tecnologia ou um produto, mas sim a um conceito de metodologia de desenvolvimento que pode ser entendida como uma evolução da tradicional arquitetura orientada a objetos – Na língua dos negócios, trata-se de uma jornada de longo prazo que permite as companhias aproveitar as aplicações já existentes em TI, inclusive em sistemas legados, para fazer a integração com os novos processos de negócios. Outra vantagem da SOA é a redução do tempo no desenvolvimento das novas aplicações de negócios
  • 19. Tecnologias Emergentes • Web 2.0 – Estudo mostra que 25% das empresas nos EUA estão usando Web 2.0 – Empresas devem investir em wikis, blogs, redes sociais, mashups corporativos e ferramentas colaborativas
  • 20. Tecnologias Emergentes • Web 2.0 – Web dinâmica – Plataforma web – Compartilhamento e colaboração – Foco no conteúdo – Software como serviço – Conteúdo participativo e democrático – Realimentação constante de informação
  • 21. Tecnologias Emergentes • Mobile Computing – Motorola procura desenvolvedores para o Android – IPhone, Android e Windows Mobile Internet móvel 2008 2009 2010 2011 Usuários de Internet no Celular 489,9 Milhões de usuários 596,4 Milhões de usuários 757,1 Milhões de usuários 982,4 Milhões de usuários Usuários de busca no celular 410,7 Milhões de usuários 516,8 Milhões de usuários 672,3 Milhões de usuários 901,1 Milhões de usuários Receita de buscas no celular $ 221,3 Milhões $ 580,3 Milhões $ 1.1 Bilhão $ 2,3 Bilhões
  • 22. Tecnologias Emergentes • Padrões Web – World Wide Web Consortium (W3C) – Consórcio de empresas de tecnologia, atualmente com cerca de 500 membros – Fundado por TIM Berners-Lee em 1994 para levar a Web ao seu potencial máximo, por meio do desenvolvimento de protocolos comuns e fóruns abertos que promovem sua evolução e asseguram a sua interoperabilidade
  • 23. Tecnologias Emergentes • Em 2014 o comércio eletrônico fechou o ano com um faturamento de R$ 8,2 bi. • Em 2020 o comercio eletrônico fechou o ano com faturamento de 15 bi. – 3,7 milhões de novos clientes (primeira compra)
  • 24. Tecnologias Emergentes • Cloud Computing – Pode ser definido como um modelo no qual a computação (processamento, armazenamento e softwares) está em algum lugar da rede e é acessada remotamente, via Internet – Não há a necessidade de instalação de programas serviços e armazenamentos de dados, mas apenas os dispositivos de entrada (teclado, mouse) e saída (monitor) para os usuários
  • 25. Desenvolvimento de software • O que aprender? – Plataforma Desktop/Web/Hibrida – Frameworks – Padrões de Projeto (Design Patterns) – Metodologias Ágeis (Srcum, XP, OpenUP) – Arquitetura de Software – Orientação a Objetos!!!!
  • 26. Visão de Futuro • Estima-se que o crescimento da área de TI nesta década fique acima de 10% • A produção de softwares deverá gerar 600.000 novos empregos a partir de 2020 • As exportações do setor mais de US$ 3,5 bilhões, enquanto a área de TI deverá alcançar faturamento adicional superior a US$ 1 bilhão
  • 27. Visão de Futuro • O setor de TI e de Software conta com ± 20 mil empresas • A política de Investimento Produtivo visa acelerar o investimento no setor, estimular a inovação, ampliar a inserção internacional do Brasil nessa área aumentando o número de micro crédito e pequenas empresas exportadoras do setor
  • 28. Visão de Futuro • O Comércio eletrônico brasileiro vem crescendo a uma média anual de 40% • O varejo online deve movimentar mais de R$ 50 bilhões
  • 29. Visão de Futuro • Investimento maciço federal em formação tecnologica (IFETs) • Quem vai gerenciar essa mão de obra????
  • 30. Visão de Futuro E ai??? ONDE VOCÊ ESTARÁ???
  • 31. Sistemas de Informação Ciência da Computação Administração Sistemas de Informação
  • 32. Sistemas de Informação • A informação é tudo!!! • A eficiência dos sistemas não é medida pela informatização, mas pela qualidade e eficiência dos métodos, assegurando a informação desejada, confiável e no tempo certo • Sistemas de Informação são peças fundamentais na vida das empresas, não apenas na elaboração de relatórios, mas fazem parte de todos os departamentos e atividades da companhia.
  • 33. Sistemas de Informação • No mercado brasileiro atual, com crescimento exponencial das exigências dos consumidores, concorrência em massa e pressão de potenciais produtos e serviços que substituam os nossos, a conscientização para a Qualidade e o reconhecimento da sua importância é fundamental para a sobrevivência da nossa empresa.
  • 34. Sistemas de Informação • Portanto, a implementação e manutenção de sistemas e metodologias passam a constituir um fator crítico de sucesso para as empresas que pretendam melhorar o seu desempenho operacional, otimizando processos e recursos e, conseqüentemente, aumentando a sua produtividade e competitividade.
  • 35. Sistemas de Informação • Para os profissionais do meio de TI não é novidade que, para suportar todas essas exigências, é necessário uma área de TI capaz de suportá-las. • Mas... O que é capaz de proporcionar todas essas “melhorias”? • Enganam-se aqueles que pensam que são as máquinas... Na verdade não é “o que” e sim “os quens”. • Profissionais atualizados e certificados em relação às melhores práticas de serviços. Luciana Bonano
  • 36. Curso de Sistemas de Informação • Objetivos: – Formar profissionais capazes de atuar nas organizações para implantar, desenvolver, implementar e gerenciar soluções de tecnologia da informação – Disponibilizando sólida formação em Ciência da Computação e básica em Administração de Empresas
  • 37. Áreas de Atuação em Informática • ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS – O Administrador de banco de dados (DBA - DataBase Administrator) é responsável por manter e gerenciar bancos de dados, ou sistema de banco de dados. Este profissional gerencia, atualiza, monitora o centro das informações de um sistema.
  • 38. • ANALISTA DE REDES – O analista de redes ou administrador de redes tem a incumbência de gerenciar a rede local, bem como recursos computacionais diretamente relacionados à rede. – O Perfil deste profissional deve possuir curso técnico ou superior em Redes de Computadores, Ciência da Computação ou equivalente, e/ou ser uma pessoa com grande experiência na área de informática. – É importante que seja familiarizado com os equipamentos e software com os quais trabalha, tendo como forma de comprovação as tão valorizadas certificações, emitidas por grandes empresas através de provas. – Exemplos são as MCP, MCSA e MCSE, certificações profissionais da Microsoft; – E também a famosa Formação Cisco-CCNA, vista por muitos profissionais como requisito obrigatório para quem deseja garantir sua vaga no mercado de grandes empresas, em início de carreira.
  • 39. • ANALISTA DE SEGURANÇA – Responsável pela segurança da rede (equipamento, sistemas operacionais de servidores e clientes e programas utilizados). – Também monitora tentativas de invasão e uso indevido dos recursos da rede, além de definir e manter as regras de uso dos recursos computacionais da empresa.
  • 40. • ANALISTA DE SISTEMAS – O analista de sistemas ou atualmente mais conhecido como sistematizador de informações, é aquele que tem como finalidade realizar estudos de processos computacionais para encontrar o melhor e mais racional caminho para que a informação virtual possa ser processada. – Este profissional estuda os diversos sistemas existentes entre hardwares e softwares e o usuário final, incluindo seus comportamentos e aplicações.
  • 41. • ANALISTA DE SUPORTE – O analista de suporte é um profissional de TI especialista em tecnologias, constantemente atualizado com novidades mercadológicas de Hardware e Software. – Cuida da manutenção da estrutura física de computadores, da estrutura de Rede de área local de computadores e de sistemas operacionais. – Ainda segundo Antonio B Duarte Jr, diretor da Arth Informática, o Analista de Suporte é também um gestor de pessoas e relacionamentos.
  • 42. • DESIGNER – O designer gráfico é o profissional habilitado a efetuar atividades relacionadas ao design gráfico. Logo, o designer gráfico é aquele profissional que traz ordem estrutural e forma à informação visual impressa. – Exemplos de produtos do trabalho de um designer gráfico são as páginas diagramadas de um livro ou uma revista, a configuração visual de uma embalagem, logotipos de empresas e instituições, fontes tipográficas, entre outros. – O escopo de sua atividade pode também se estender à reflexão das possibilidades de estruturação visual das mensagens e sua repercussão social: assim como um arquiteto não apenas projeta edifícios mas também reflete acerca da organização do contexto urbanístico de um assentamento humano, é papel do designer gráfico não apenas desenvolver soluções visuais de comunicação, mas também refletir acerca do atual âmbito de produção e consumo de mensagens.
  • 43. • PROGRAMADOR WEB – Um profissional de programação web é responsável pelo desenvolvimento de sites, portais, fóruns e aplicações voltadas para o ambiente da internet. Normalmente estes serviços podem ser acessados por meio de um navegador e ficam hospedados em servidores web.
  • 44. • PROGRAMADOR – Um programador pode ser alguém que desenvolve ou faz manutenção de software em um grande sistema mainframe ou alguém que desenvolve software primariamente para uso em computadores pessoais.
  • 45. PROFISSIONAL DE INFORMÁTICA - ÁREAS DE ATUAÇÃO • Desenvolvimento de Sistemas de Informação: Os sistemas de informação compreendem o conjunto de hardware e software que processam, armazenam e divulgam as informações de uma organização. • O desenvolvimento destes sistemas requer a análise dos modelos de negócios utilizados pela organização e a elaboração de uma solução computacional técnica e economicamente viável. • Esta formação permite ao futuro profissional atuar em qualquer organização que utilize Tecnologia da Informação. • Nestas organizações ele pode assumir cargos e funções de Engenheiro de Software, Analista de Sistemas, Gerente de Projetos, Gerente de Tecnologia da Informação, dentre vários outros.
  • 46. • Desenvolvimento de Software Básico e Aplicativo: Software básico e aplicativo são denominações dadas aos programas de computadores de uso geral, não restrito a uma única organização. • São exemplos de software básico: os editores de texto, planilhas eletrônicas, browsers, compiladores, etc. • São exemplos de aplicativos: software para gestão de documentos, Workflow, etc. • A formação ampla e sólida em Linguagens de Programação e Engenharia de Software oferecida pelo curso permite ao egresso atuar no design, implementação e avaliação destes produtos. • As ofertas de empregos para estas competências estão nas organizações em geral, especialmente em empresas de desenvolvimento de software.
  • 47. • Redes de Computadores: A instalação de sistemas computacionais em empresas requer o projeto, implantação e gerência de uma rede de computadores. • Esta atividade hoje é essencial em quase todas as empresas que utilizam Tecnologia da Informação, o que garante um amplo mercado de trabalho. • A atividade permanente de gerência da rede para garantir o seu pleno funcionamento e a segurança e integridade dos seus componentes requer um profissional altamente capacitado e esse profissional pode contar com uma boa remuneração no mercado de trabalho.
  • 48. • Solução de problemas relacionados com a interação entre usuário e sistemas: O foco no desenvolvimento de sistemas computacionais não deve estar restrito ao sistema em si. • Ele deve ser amplo, centrado nas pessoas que irão utilizá-lo e no contexto onde está inserido. • O curso aborda os aspectos teóricos envolvidos na interação homem-computador e nas soluções para melhorar a usabilidade e a acessibilidade destes sistemas. • Esta competência capacita o aluno formado a atuar em empresas que produzam hardware ou software ou que utilizam sistemas computacionais na realização de suas atividades.
  • 49. • Elaboração de modelos matemáticos e algoritmos para solução de problemas: Em muitos casos, o desenvolvimento de um sistema computacional requer o entendimento de um problema, a elaboração de um modelo matemático e construção de um algoritmo que possibilite a sua implementação num computador. • Neste processo está a essência da computação como ciência e é fundamental ao profissional o domínio desta competência. • Esta formação capacita o egresso a trabalhar em empresas cuja atividade fim não seja a computação, mas que necessita desenvolver sistemas para as suas necessidades específicas. • São exemplos os sistemas para engenharia, sistemas científicos, sistemas para a área do petróleo, sistemas para meteorologia, etc.
  • 50. • Ensino, pesquisa e pós-graduação: O aluno formado no curso também está preparado para atuar no ensino, na pesquisa e/ou realizar uma pós-graduação nesta área para que possa aperfeiçoar e expandir os seus conhecimentos. • Nesta atuação profissional, é possível trabalhar em universidades ou centros de pesquisa para contribuir com novas descobertas teóricas e tecnológicas na ciência da computação.
  • 51. FUNÇÕES QUE OS EGRESSOS PODERÃO EXERCER NO MERCADO DE TRABALHO • Engenheiro de Software; • Analista de Sistemas e Projetista de Software; • Gerente de Projetos; • Gerente de Tecnologia da Informação; • Analista de Banco de Dados; • Analista de Rede; • Programador de sistemas de médio e grande porte; • Empreendedor; • Consultor; • Pesquisador na área de computação; • Profissional da carreira acadêmica • Desenvolvedor nas diferentes áreas tecnológicas da computação tais como: redes, banco de dados, sistemas operacionais, realidade virtual, inteligência artificial, computação gráfica, programação WEB, multimídia, sistemas distribuídos, etc.