Homenagem ao papagaio verde

674 visualizações

Publicada em

Exercícios de leitura e escrita

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
674
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Homenagem ao papagaio verde

  1. 1. Homenagem ao Papagaio Verde Jorge de Sena
  2. 2. T. 1 – Página 89  Características que permitem diferenciar os papagaios. Cinzento Verde • O tamanho • Mais pequeno do que o verde. • Capacidade de falar • Mais desenvolvida no papagaio cinzento do que no verde.
  3. 3. T. 1 – Página 89  Caracterização psicológica dos papagaios. • Cinzento • Não apreciava a companhia das pessoas – l.16 • Na sua solidão gostava de falar sozinho, repetindo tudo o que sabia dizer. – ll. 15,16 • Tinha um modo de olhar simpático. – l. 17 • Era resignado em relação ao seu estatuto de pássaro acorrentadol.18. • Verde • Era capaz de selecionar as suas amizades como os seus ódios prediletos. - l.20 • Tinha um caráter expansivo e espetacular. l.20 • Começou a revelar aversão ao género humano (no qual ele incluía o Cinzento), de tal modo que era capaz de atacar à bicada quem lhe aparecesse. ll.21-25
  4. 4. T. 1 – Página 89  Relação entre o menino e o Papagaio Verde.  A relação entre o menino e o Papagaio Verde era boa. À medida que foi crescendo a animosidade pelos adultos, o pássaro desenvolveu pelo narrador «uma dedicada e veemente amizade».
  5. 5. T. 2 – Página 93  Justificação de tipo de frase utilizado. « O Papagaio estava solto!»  A frase do tipo exclamativo revela a surpresa do menino por ver o papagaio solto, por outro lado, evidencia também a sua alegria pela perspetiva de se poder aproximar do animal.
  6. 6. T. 2 – Página 93  Ação principal /secundárias Ação principal • Aventuras do menino com o papagaio solto, as tropelias que ambos cometem. Ação secundária • A partida do pai e as despedidas. • Referência às aulas de música na casa de D.ª Antonieta.
  7. 7. T. 2 – Página 93  Comicidade do texto  O comportamento histérico da mãe e das criadas que fugiram para o corredor, espreitando pela porta entreaberta o que acontecia com o menino e o papagaio.  O receio geral dos presentes perante o «bico desmedido» que o papagaio lhe exibia. ll.36-37  O menino que toca piano de forma desenfreada e a dança e os “cânticos” do papagaio ao mesmo tempo que defeca em cima de um banco.
  8. 8. T. 3 – Página 97  Comportamento da mãe e das criadas.  Tanto a mãe do narrador como as criadas não impediam as tropelias do menino e do papagaio , chegando mesmo a refugiar-se em determinados espaços da casa, pois tinham muito medo do papagaio.
  9. 9. T. 3 – Página 97  Relação dos papagaios / personificação.  Os papagaios, na presença um do outro, apresentam comportamentos e sentimentos próprios dos adultos. O Cinzento, quando via o menino com o Papagaio Verde, mostrava-se pasmado. Por outro lado, este não perdia uma oportunidade para arreliar o Cinzento com «gritinhos e mordidelas carinhosas» na orelha do narrador. O Cinzento vingava-se «depenicando ostensivamente, mas sem apetite» as iguarias deixadas na sua gaiola pela mãe e as criadas.
  10. 10. T. 3 – Página 97  Ataque do Papagaio Verde  Desencadeado por uma ordem do menino, o Papagaio Verde sovou o Papagaio Cinzento, para além de lhe ter destruído a gaiola.  Revela desprezo.  Ato de vingança pelas humilhações infligidas pelo Cinzento quando este depenicava «ostensivamente, mas sem apetite, os requintes de gastronomia papagaial».
  11. 11. Exercício de vocabulário

×