Casa do Povo de Sonim
Boletim Informativo N.º 1 - Casa do Povo de Sonim - Edição Trimestral - Janeiro de 2010 - Distribuiç...
EDITORIAL
Carlos Neves
A primeira edição do Boletim da Casa do
Povo de Sonim marca uma nova etapa da
instituição,emquepret...
HISTÓRIAS DE UMA VIDA -As peripécias do Padre Albino
QUAL É COISA QUAL É ELA …
Mal entra em casa se põe logo a janela?
Adi...
ESPAÇO MUSEU NA CASA DO POVO
DE SONIM
www.casadopovodesonim.blogspot.pt
CONCURSO DE CARETOS - 14 DE FEVEREIRO
EVENTOS/ FES...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Boletim informativo

744 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
744
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
72
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Boletim informativo

  1. 1. Casa do Povo de Sonim Boletim Informativo N.º 1 - Casa do Povo de Sonim - Edição Trimestral - Janeiro de 2010 - Distribuição Gratuita INCENTIVO À FORMAÇÃO Cursos de Formação Estão abertas as ins- crições para dois cursos de formação que vão decorrer na aldeia de Sonim. Os interessados po- dem inscrever-se no Curso de Formação Modular, com a dura- ção de 2 meses em horário pós-laboral. Decorrem, ainda, ins- crições para o curso CET, em horário laboral que dá equivalência ao 9º ano de escolaridade com saída profissional. Estes cursos possibili- tam adquirir competên- cias no sentido de ob- ter mais habilitações. CONCURSO DE CARETOS Animação no Carnaval de Sonim Para revitalizar as tradições carnavalescas da nossa ter- ra, a Casa do Povo de Sonim promove o 1º Concurso de Caretos, uma iniciativa que conta com o apoio e colabo- ração do Grupo Etnográfico da Casa do Povo de Sonim. Desta forma, pretende- mos trazer à memória das pessoas as máscaras que, num passado recen- te, se faziam para escon- der as caras no Carnaval. ESPAÇO MUSEU NA CASA DO POVO Remodelação do edifício EDITORIAL 2 CASA DO POVO PROMO- VE A FORMAÇÃO 2 HISTÓRIAS DE UMA VIDA 3 MUSEU NA CASA DO POVO DE SONIM 4 CONCURSO DE CARETOS 4 SUMÁRIO: A Casa do Povo de Sonim vai candidatar-se a um projecto para a melhoria das condições do edifício. Produzidoeengarrafadopor:FernandoVicenteBacalhauFaria BairroAltonº17,5430-272Sonim,Valpaços Telf:278759215Telm:966224323@:vinhosxalana@hotmail.com Atendimento Médico 1 vez por mês Atendimento Enfermeiro Horário: Segundas-feiras às 15h Quintas-feiras às 15h
  2. 2. EDITORIAL Carlos Neves A primeira edição do Boletim da Casa do Povo de Sonim marca uma nova etapa da instituição,emquepretendemosiraoencon- tro das necessidades da população e man- tê-las informadas sobre os projectos para o desenvolvimento da nossa terra. Aposta- mos no lançamento desta publicação como forma de informar não só os sócios da Casa do Povo de Sonim, mas todos os que es- tão dentro e fora da comunidade Soniense. Trata-se de um espaço de informação, mas também de divulgação de um leque de actividades e projectos que preten- demos concretizar a curto e longo pra- zo. Queremos que seja, no fundo, um espaço de cultura e de demonstração das potencialidades da nossa aldeia e da nossa gente. Desejamos a todos um Próspero Ano de 2010, repleto de saúde. MENSAGEM DA DIRECÇÃO Bruno Salvador Face aos novos desafios e conjunturas que se impõem dia- riamente às instituições de carácter local, são vários os fac- tores que levaram a nova direcção da Casa do Povo a assumir mais e maiores apostas, procurando dotar as actividades que promovemos e fomentamos de maior dinamismo e robustez. Este boletim que agora publicamos é exemplo disso mesmo. Procuramos veicular mais e melhor informação à população soniense, em particular, e aos valpacenses em geral, no que concerne à nossa história, cultura, tradições e actualidades. Diligenciando uma união colectiva na prossecução de projectos de benefício comum, a Casa do Povo de Sonim, procura coo- perar com a Junta de Freguesia, Comissão de Festas, Comis- são Fabriqueira, Banda de Música, Rancho Etnográfico entre outras, na demanda das melhores soluções para a freguesia. Neste contexto, foram já várias as reuniões com a Câmara Mu- nicipal, Junta de Freguesia e Pároco Local, no sentido de dar seguimento ao processo do Lar de Terceira Idade de Sonim, ha- vendo total abertura, compreensão e disponibilidade das partes, para encontrar a melhor solução possível. Nada mais poden- do fazer , a Casa do Povo aguarda que os responsáveis pos- sam ajuizar da melhor forma, tendo em conta os Sonienses. É nossa preocupação a recuperação de valores regionais em ex- tinção, os quais gostaríamos de reavivar. No contexto da quadra carnavalesca, propusemo-nos recriar a imagem do típico ”Careto” de Sonim, com todas as suas vestes e características. No contexto da formação, foram já estabelecidos protocolos com o IPJ de Vila Real, com o propósito de proporcionar aos Sonienses a possibi- lidade de frequentarem cursos financiados pela União Europeia. Para além destas actividades, a Casa do Povo continuará a pro- porcionar assistência médica à população de Sonim em Geral. Acreditando que todo o nosso trabalho é válido, e que pode- remos contribuir para o crescimento cultural da nossa terra. Estaremos sempre prontos para nos apoiarmos mutuamente. CASA DO POVO PROMOVE A FORMAÇÃO A Casa do Povo de Sonim propôs-se realizar cursos de formação na freguesia. Estão abertas as inscrições para o Curso de For- mação Modular em horário pós-laboral, que se destina a todos os interessados que preencham os requisitos mínimos para frequen- tarem esta formação: idade igual ou superior a 18 anos, ter habili- tação inferior ao 9º ano. Decorrem em simultâneo inscrições para o curso EFA, com a duração de um ano, que dá equivalência ao 9º ano de escolaridade. Os formandos recebem, ainda, uma bol- sa mensal no valor de €407,41 euros e subsídio de alimentação. Para se inscrever, dirija-se à Casa do Povo de Sonim ou con- tacte os responsáveis.Inscrições abertas até 30 de Janeiro. e - m a i l : n c x c o n s t r u ç õ e s @ h o t m a i l . c o m R u a d o E s t á d i o d a C r u z E d i f í c i o T e r r a Q u e n t e , b l 1 r / c 5 4 3 0 - 4 6 1 V a l p a ç o s T e l / F a x . 2 7 8 7 2 9 4 3 0 T l m . 9 6 2 8 8 3 1 1 2
  3. 3. HISTÓRIAS DE UMA VIDA -As peripécias do Padre Albino QUAL É COISA QUAL É ELA … Mal entra em casa se põe logo a janela? Adivinhe ou descubra na Próxima Edição ou atraves do Blog ANIVERSÁRIOSJANEIRO Almor José Borges Ana Luisa Farias Paulino Jorge António Costa Armando Alves de Sousa Armando Pessoa Belmira Conceição Fernandes Teixeira Belmira da Graça Goneta da Silva Sousa Carlos Rodrigues Brites Cecília da Conceição Martinho Elisabeth Palmira Teixeira Súcia 19/01/1934 08/01/1975 08/01/1925 13/01/1934 22/01/1926 26/01/1942 08/03/1936 11/01/1976 02/01/1934 01/01/1953 Isilda da Conceição Silva Sousa José Augusto Passarinho Teixeira José David Ferreira da Silva José Faria Maria Odete Paula Matias Cardoso Patrocínia da Fonseca Nogueira Rui Miguel Cardoso Pires Salvador Alpande Vilar Sandra Cristina Cardoso Pires Brites Teodoro Cardoso Pires 29/01/1944 27/01/1952 20/01/1950 07/01/1925 08/01/1954 15/01/1948 30/01/1968 13/01/1946 29/01/1977 23/01/1941 FEVEREIRO Ângelo Pereira da Silva António Joaquim Pessoa da Silva Bruno Filipe Teixeira Salvador Carla Sofia Brites Mota Oliveira 02/02/1941 02/02/1928 24/02/1977 09/02/1972 Glória Bobadela Alves José David da Silva Marcelo José Rito Teixeira Maria de Lurdes Pessoa Teixeira Marto 02/02/1928 11/02/1944 05/02/1956 23/02/1957 MARÇO Ana Virgínia Ferreira da Silva Artur Paulino Ferreira Diamantina Silva Pessoa Diamantino de Sousa Martins Francisco Teixeira Costa (Afonso) João José Areias Gomes João Maria Pona José Fernando Matias Costa Lúcia Augusta Lima Farias Paulino 01/03/1937 12/03/1940 09/03/1924 18/03/1948 14/03/1927 31/03/1940 28/03/1910 21/03/1963 05/03/1949 Luís Batista Teixeira Lurdes de Sousa Bacalhau Maria da Assunção Sousa Maria Faria Sousa Maria Gorete Ferreira Gomes Maria Manuela Teixeira Súcia Mariana Rito Olinda dos Anjos Batista Sousa 13/03/1949 05/03/1928 01/03/1937 03/03/1925 08/03/1977 03/03/1954 09/03/1932 11/03/1939 Quem nunca ouviu falar desta perso- nalidade rara de seu nome Padre Albino Neves? Este pequeno mo- mento relata uma das muitas peripé- cias deste ilustre Homem, que per- manece na memória da maioria dos seus conterrâneos. O Padre Albino foi, durante vários anos, o responsável por rezar a missa na igreja matriz de Sonim, até que surgiram rumores da sua envolvência com uma paro- quiana, altura em que o bispo lhe retirou a Congra (fre- guesia). Na sequência desta decisão, passou a pregar na capela mandada erguer pelo seu pai, Padre João Pires, à Senhora dos Milagres. As pessoas que iam à missa ainda recebiam esmola, visto que o Padre Albino sempre foi um Homem solidário com os mais pobres. Entretanto, o pároco entrou numa galanteada eleição à Junta de Freguesia de Sonim, tendo como opositor Joa- quim Maria Pinto Rodrigues, o homem que, em tempos, mandara reconstruir a igreja depois de ter sido consumida pelas chamas. No entanto, esta obra de caridade não foi suficiente para reunir a maioria dos votos e a vitória foi alcançada pelo defensor dos mais pobres: o Padre Albino. Durante a corrida à Junta, Pinto Rodrigues ainda tentou enfraquecer o seu adversário, dizendo que o pároco ainda haveriadeirpediresmolaefazertorgo(queimava-seaurze para fazer carvão para o ferreiro) para o Cabeço do Marco, para se sustentar a si e à sua família, mas sem sucesso. Após a vitória, o Padre Albino chamou a banda de mú- sica a sua casa, para festejar, mandou virar o bombo e encheu-o com uma rasa de libras. Em jeito de respos- ta ao perdulário gracejou: “enquanto tiver destas (libras) não preciso de ir fazer torgo para o Cabeço do Marco”. Isaura Pataleia Fernando Pessoa - 962 888 944 Tel/Fax - 278 759 227 enconstasdesonim@iol.ptTel. 278 710 170 Albergaria.valpacos@sapo.pt Envie-nos a sua opinião e sugestões para: casadopovodesonim@hotmail.com ou www.casadopovodesonim@blogspot.pt
  4. 4. ESPAÇO MUSEU NA CASA DO POVO DE SONIM www.casadopovodesonim.blogspot.pt CONCURSO DE CARETOS - 14 DE FEVEREIRO EVENTOS/ FESTIVIDADES: FICHA TÉCNICA Director: Carlos Augusto Neves Chefe de Redacção: Lúcia Cardoso Pires Tiragem: 500 Tendo em vista os objectivos que a nova Direcção se propôs cumprir para o triénio 2010/2012, a Casa do Povo de Sonim candidatou-se a uma TNS - Trabalhos de Na- tureza Simples, que poderá ascender aos 100 mil euros. Através deste projecto, pretende-se criar as condições necessárias para a prática de actividades culturais e re- creativas, que passam pela criação de um “Espaço Mu- seu”, destinado às tradições, usos, costumes e artefac- tos locais, e de um “ Espaço de Exposições”, que permita receber mostras de artes, desde a pintura, à escultura, passandopelafotografiaoudesenho.Aideiaétornareste espaço ainda mais acolhedor e com dinamismo cultural. A Casa do Povo de Sonim pretende dar uso e, estar a par das novas ferramentas tecnológicas. Foi cria- do recentemente um blog (folha de internet de informação variada) da Casa do Povo de Sonim, no qual poderá encontrar alguns conteúdos com informação relativa às actividades desta instituição, assim como intervir, com a sua opinião ou através da sua votação, em alguns assuntos que fazem parte do nosso quotidiano. Pomos assim à sua disposição uma ferramenta onde poderá opinar sobre os mais variados temas em exposição. Está ainda, em preparação a criação de um site de internet para esta instituição. Trazer à memória das pessoas os disfar- ces que, num passado recente, eram criados para esconder as caras no Carnaval é o ob- jectivo do 1º Concurso de Caretos de Sonim. Esta iniciativa é organizada pela Casa do Povo de Sonim, com o apoio da Câmara Mu- nicipal de Valpaços e colaboração do Gru- po Etnográfico da Casa do Povo de Sonim e . Esta é uma forma de revitalizar uma tradição enrai- zada na nossa terra e, ao mesmo tempo, transmiti- la às gerações mais jovens, para que estes conti- nuem a preservar a identidade das nossas gentes. São muitas as memórias guardadas pelos mais antigos sobre as tradições carnavalescas na aldeia de Sonim. Neste concurso serão pre- miadas as ideias mais originais, que consi- gam mostrar a tradição do Carnaval Soniense. Café Cristina Pespectiva tridimensional para o Piso Térreo 6 de Janeiro — Dia de Reis »Cantar das Janeiras, pelo Grupo Etnográfico da Casa do Povo de Sonim. 14 de Fevereiro — Leilão anual, para as festividades em honra do Sr. Do Bonfim. Concurso de Caretos/Desfile de Caretos com o Grupo Etnográfico da Casa do Povo de Sonim. 16 de Fevereiro — Carnaval. 20 de Março — Chegada da Primavera. 28 de Março — Mudança da hora (à 1 hora da manhã, adiante 60 minutos ao seu relógio). • • • • •

×