Motivações Estratégicas para a Gestão do Conhecimento

908 visualizações

Publicada em

Módulo: EThICS 904.006.00_Motivações Estratégicas
Tópico: GESTÃO DO CONHECIMENTO
Assunto: Motivações Estratégicas para a Gestão do Conhecimento
Escopo:

A Revolução Noolítica
A Era do Conhecimento
As Bases do Pensamento
Forças Motivacionais e Transformadoras
Efeitos da Evolução das TICs
A Geografia e a Topologia da Rede
O Valor Agregado pelo Conhecimento
Temas Dominantes da Atenção da Alta Administração
Os Conhecimentos e os Negócios
O que é Conhecimento?
Capacitação para o Conhecimento: Premissas Básicas
Tipos de Conhecimento: Tácito x Explícito
Desenvolvimento de Competências Pessoais
Competências Pessoais e Campos de Atuação
O que é a Gestão do Conhecimento?
Desafios e Respostas
Dinâmica da Aplicação Estratégica do Conhecimento
Ciclo Integrado de Planejamento, Ação e Revisão
Cenário Ambiental da Empresa
Modelo de Desenvolvimento da Empresa na Criação do Conhecimento
Processos Evolutivos para a Capacitação
Objetivos e Processos Estratégicos
Exemplos de Aplicações Estratégicas
Referencial Estratégico para o Conhecimento

Publicada em: Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
908
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Motivações Estratégicas para a Gestão do Conhecimento

  1. 1. Engenharia EThICS Tecnologia, Inteligência ENGINEERING Consultoria & Sistemas EThICS 904.006.00 GESTÃO DO CONHECIMENTO - Motivações Estratégicas - Por quê eu devo saber o que eu não sei? Por quê Por quê eles eles devem devem saber o que saber o que eu não sei? eu sei? Antonio Sallum Librelato a.sallum@uol.com.br - (12) 3941 8277 Agosto/20037/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 1
  2. 2. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: Pierre Lévy – A Conexão Planetária A Revolução Noolítica Os Primórdios: Homo sapiens sapiens - Sedentários Invenção da linguagem. A Dispersão no Paleolítico: Nômades Conquista de novos territórios. Divergência de línguas. A Revolução Neolítica: Sedentários Invenção da agricultura, da cidade, do Estado e da escrita. Novo espaço-tempo: territórios, impérios, história. Os Tempos Modernos: Mobilidade física Expansão do conhecimento científico: nova apreensão do espaço. Aperfeiçoamento das comunicações. Planetarização. A Revolução Noolítica: Conexão planetária Coletividade conectada em rede. A inteligência coletiva. Domínio das tecnologias intelectuais. Ausência de fronteiras.7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 2
  3. 3. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: Peter Drucker – Post-Capitalist Society A Era do Conhecimento As Três Fases da Transformação do Conhecimento Fase 1: A Era do Iluminismo (antes do Século 15) A busca do conhecimento para conhecer, compreender e ter sabedoria Culmina com o Renascimento e os Enciclopedistas Fase 2: A Era Industrial (~ Século 18) A invenção da tecnologia O conhecimento organizado, sistemático e aplicado Fase 3: A Era do Conhecimento (~ Século 19) Frederick Taylor (~1881): a organização científica do trabalho O conhecimento sobre o conhecimento Peter Drucker: “Suprir conhecimento para descobrir como o conhecimento existente pode ser melhor aplicado para produzir resultados é, efetivamente, o que nós designamos como gestão”7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 3
  4. 4. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: Verna Allee – The Knowledge Evolution As Bases do Pensamento EVOLUÇÃO DAS FORMAS DE PENSAMENTO ASPECTOS PENSAMENTO TRADICIONAL NOVO PENSAMENTO Fundamentos Científicos Física Newtoniana Física Quântica Monocrônico Policrônico O Tempo é .... (uma coisa de cada vez...) (muitas coisas simultaneamente) Nós Compreendemos ... Dissecando em partes Vendo em termos do todo Possível de ser conhecida A Informação é ... Infinita e ilimitada definitivamente O Crescimento é ... Linear, gerenciado Orgânico, caótico Meios de Gestão Controle, previsibilidade Insight e participação Os Trabalhadores são ... Especializados, segmentados Multifacetados, sempre aprendendo A Motivação Deriva de ... Forças e influências externas Criatividade intrínseca O Conhecimento é ... Individual Coletivo A Organização é ... Por design Emergente A Vida Prospera Através de ... Competição Cooperação A Mudança é ... Algo do que se reclamar Tudo por aí7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 4
  5. 5. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Autoria de Antonio Sallum Librelato Forças Motivacionais e Transformadoras Transformações sócio-econômicas Desenvolvimento científico e tecnológico Novas necessidades, capacidades e Novas tecnologias de comunicação, novos limites acesso e processamento Oferta e demanda de bens e serviços Criação de redes integradas, de alta com maior valor agregado de velocidade e cobertura global informação Aumento das necessidades de •VELOCIDADE tomar decisões cada vez mais complexas e abrangentes, em •CONECTIVIDADE intervalos cada vez menores •INTANGIBILIDADE DEMANDA POR MAIS CONHECIMENTO!7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 5
  6. 6. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: Davis, S. e Meyer, C. – BLUR Efeitos da Evolução das TICs Velocidade: “eliminação do tempo” Todos os aspectos que envolvem negócios e a organização ocorrem e mudam em tempo real e a qualquer hora. Conectividade: “eliminação do espaço” Tudo vai se conectando eletronicamente: produtos, pessoas, empresas, países, enfim, qualquer coisa. Intangibilidade: “valorização do conhecimento” Toda proposta possui valor econômico tangível e intangível. O valor do intangível cresce mais rapidamente.TICs = Tecnologias da Informação e da Comunicação7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 6
  7. 7. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 A Geografia e a Topologia da Rede Internet hosts – Jan 1999 Copyright 1999 Matrix Information and Directory Services (MIDS) http://www.mids.org/7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 7
  8. 8. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Autoria de Antonio Sallum Librelato O Valor Agregado pelo Conhecimento Poder intelectual da organização, codificado e Capital Intelectual colocado em forma explícita transferível, como um Exemplo baseado em um caso real software ou documento. Valor dos relacionamentos dos trabalhadores e seus conhecimentos tácitos - a experiência acumulada Capital Humano Ativo mas não articulada que norteia as grandes e Capital Monetário pequenas escolhas. Financeiro Experiência e a qualificação organizacionais Ativo Capital Estrutural incorporadas aos processos, às políticas e aos ($20M) Físico sistemas. Capital Hum ano ($110M) Valor de Capital de Clientela Mercado ($140M) ($350M) Capital Capital de Processos Intelectual ($30M) Capital Estrutural ($330M) ($220M) Capital Propriedades Organizacional ($80M) Intelectuais ($38M) Capital de Inovação (50M) Ativos Intangíveis ($12M)7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 8
  9. 9. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: von Krogh, Georg: “Knowledge Strategy” Temas Dominantes da Atenção da Alta Administração Período 1950´s 1960´s 1970´s 1980´s 1990´s 2000´s Controle Planejamento Alianças Funcional de Longo Prazo Sinergias Estratégicas Gestão do Conhecimento Orçamento Diversificação Planejamento Gestão Transformação Estratégico Estratégica Corporativa Customização Responsabilidade Crescimento TQM Competências em massa Executiva Essencias (Core Alocação de Cultura Competence) Temas Recursos Organizacional Organizações Reengenharia Virtuais Desenvolvimento dos Processos Organizacional de Negócios Marketing Valor de Inovação Acionistas Organizações Globalização em Rede Downsizing Foco do Adaptação/ Desenv Controle Diversidade Competição Inteligência Alocação de Redução / Tamanho Corporat Recursos A História explica o surgimento da Gestão do Conhecimento7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 9
  10. 10. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: Krogh, Ichijo e Nonaka, “Facilitando a Criação do Conhecimento” Os Conhecimentos e os Negócios Desenvolvimento de Novos Arriscado, mas CONHECIMENTOS novos produtos; inovação estrategicamente muito independente das importante. operações existentes. Existentes Nova plataforma de Inovação dos processos. negócios; depende de alianças ou parcerias. Existentes Novos NEGÓCIOS Relação entre Objetivos Estratégicos e Conhecimento7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 10
  11. 11. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: I. Nonaka, H. Takeushi – Criação do Conhecimento na Empresa O que é Conhecimento? Platão, em Ménon, Pédon e Teeteto: “Conhecimento é crença verdadeira e justificada” • Para que o Indivíduo A tenha o conhecimento de uma Proposição P, é necessário e suficiente que: (a) P seja verdadeira (condição de verdade); (b) A precisa acreditar que P é verdadeira (condição de crença); (c) A crença de A de que P é verdadeira precisa ser justificada (condição de justificação).7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 11
  12. 12. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: Krogh, Ichijo e Nonaka, “Facilitando a Criação do Conhecimento” Capacitação para o Conhecimento Premissas Básicas 1. Conhecimento é crença verdadeira e justificada, é individual e social, é tácito e explícito. 2. O conhecimento depende da perspectiva individual. 3. A criação do conhecimento é arte, não ciência.7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 12
  13. 13. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: I. Nonaka, H. Takeushi – Criação do Conhecimento na Empresa Tipos de Conhecimento: Tácito x Explícito Conhecimento Tácito Conhecimento Explícito (Subjetivo) (Objetivo)Conhecimento pessoal, específico a um contexto.Reside num indivíduo. Se vincula aos sentidos, à capacidade de expressão corporal, à percepção Conhecimento formal, codificado, transferido de individual, às experiências físicas, às regras uma pessoa à outra de forma sistemática. práticas e à intuição e ao insight. Centrado em modelos mentais. Transferido através do convívio entre mestre e Transferido através de documentos, imagens e aprendiz, do fazer junto, da mentorização, da outros processos deliberados de comunicação. experimentação. Conhecimento da experiência Conhecimento da racionalidade (corpo) (mente) Conhecimento simultâneo Conhecimento seqüencial (aqui e agora) (lá e então) Conhecimento análogo Conhecimento digital (prática) (teoria)7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 13
  14. 14. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Autoria de Antonio Sallum Librelato Desenvolvimento de Competências Pessoais Competência: é o conjunto de: Conhecimentos explícitos Conhecimentos tácitos Habilidades Experiências Julgamento de Valor Talentos e Atitudes Rede social7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 14
  15. 15. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: Sveiby, K. E., “A nova riqueza das organizações” Competências Pessoais e Campos de Atuação Maior PROFISSIONAL LÍDER PROFISSIONAL COMPETÊNCIA Menor PESSOAL DE GERENTE SUPORTE Menor Maior COMPETÊNCIA ORGANIZACIONAL7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 15
  16. 16. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: Krogh, Ichijo e Nonaka, “Facilitando a Criação do Conhecimento” O que é a Gestão do Conhecimento? Gestão do Conhecimento é uma estratégia consciente de: Obter o conhecimento correto, para as pessoas certas, no tempo certo e Ajudar as pessoas a compartilhar e colocar em ação o conhecimento, objetivando a melhoria do desempenho organizacional. O que a Gestão do Conhecimento NÃO é Gestão do Conhecimento NÃO é: Abundância de dados e de informação Gestão da informação Bancos de dados Tecnologia da Informação Controle da criação e da transferência do conhecimento7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 16
  17. 17. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: von Krogh, Georg: “Knowledge Strategy” Desafios e Respostas DESAFIOS AOS NEGÓCIOS RESPOSTAS DA GESTÃO DO (1990´s E 2000´s) CONHECIMENTO O QUE ACABAMOS OBTENDO... O QUE DEVERÍAMOS ESTAR FAZENDO... Formas complexas da estrutura organizacional criaram "Ilhas de Identificação e transferência globais do Conhecimento" nas operações de negócios conhecimento. internacionais. O crescente número de alianças Gestão das interfaces e um claro estratégicas fazem do vazamento do programa de transferência do conhecimento uma preocupação real. conhecimento. Rápida mudança na taxa de introdução de Captura do conhecimento sobre o novos produtos e na preferência dos consumidor e o cliente. consumidores. "Visualização do conhecimento" e criação A indistinção entre as fronteiras da de conhecimentos permitem que as indústria traz demandas para a criação de companhias se tornem proativas em conhecimentos ambientes industriais mutáveis.7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 17
  18. 18. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: von Krogh, Georg: “Knowledge Strategy” Desafios e Respostas DESAFIOS AOS NEGÓCIOS RESPOSTAS DA GESTÃO DO (1990´s E 2000´s) CONHECIMENTO O QUE ACABAMOS OBTENDO... O QUE DEVERÍAMOS ESTAR FAZENDO... Grandes discrepâncias entre o valor de Visualização do capital intelectual. mercado e o valor tangível contábil. TQM e BPR implicaram em competividade O conhecimento pode ser valioso, único e ao nível do melhor possível, não sendo difícil de copiar ou imitar. mais fator de distinção. O downsizing levou à perda de conhecimentos valiosos. Captura dos conhecimentos individuais e Aumento da mobilidade dos empregados e organizacionais para uso posterior. redes profissionais mais fortes. Fusões e downsizing desmotivaram o A criação e a combinação de comportamento inovador, trazendo baixas conhecimentos é a fonte chave de taxas de introdução de novos produtos. inovações.7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 18
  19. 19. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Autoria de Antonio Sallum Librelato Dinâmica da Aplicação Estratégica do Conhecimento Passado Próximo Passado Imediato Hoje Futuro Visão de Ameaças e •FATOS TENDÊNCIAS Oportunidades •OPINIÕES AÇÃO Futuras •EQUÍVOCOS SABEDORIA PREVENTIVA •… Ações Preventivas •... Estratégicas Assuntos Alerta Avançado Visões de Ameaças e Fontes Oportunidades Futuras Amigos TV Fatos Escolas Futuros Jornais Colegas Previsões e Análises de Favoráveis Revistass Tendências etc. Tempo Análise e Síntese de Dias Dados Meses Anos Mosaico de Dados Coleta & Processamento FLUXO DE DADOS DADOS de Dados7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 19
  20. 20. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Autoria de Antonio Sallum Librelato Ciclo Integrado de Planejamento, Ação e Revisão Meio Meio Ambiente Ambiente Interno Externo INTELIGÊNCIA COMPETITIVA, GESTÃO DA INFORMAÇÃO & GESTÃO DO CONHECIMENTO Dados e Percepções RACIOCÍNIO PLANEJAMENTO PLANEJAMENTO PLANEJAMENTO AÇÕES ESTRATÉGICO ESTRATÉGICO TÁTICO OPERACIONAL OPERACIONAIS Perfil Plano Plano Plano Operacional Resultados Estratégico Estratégico Tático Resultados Esperados Obtidos7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 20
  21. 21. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: Albrecht, Karl: “Radar Corporativo” Cenário Ambiental da Empresa Geofísico Cliente/ Consumidor Jurídico Competitivo EMPRESA Político Econômico Social Tecnológico7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 21
  22. 22. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: Krogh, Ichijo e Nonaka, “Facilitando a Criação do Conhecimento” Modelo de Inovadoras Desenvolvimento da Empresa na Criação do Prospectoras de Eficiência Conhecimento Conteúdo Foco no Minimizadoras de Riscos 1 2 3 Foco nos Foco em Novos Conhecimentos Conhecimentos Existentes7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 22
  23. 23. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: von Krogh, Georg: “Knowledge Strategy” Processos Evolutivos para a Capacitação A ANATOMIA DOS PROCESSOS DE CONHECIMENTO LOCALIZAÇÃO E TRANSFERÊNCIA E CRIAÇÃO CAPTAÇÃO COMPARTILHAMENTO Transferir ou trocar Gerar novos Localizar e capturar o conhecimentos tácitos conhecimentos tácitos conhecimento e explícitos entre e explícitos através de existente. indivíduos e grupos. indivíduos e grupos.7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 23
  24. 24. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: von Krogh, Georg: “Knowledge Strategy” Objetivos e Processos Estratégicos ESTRUTURA OBJETIVOS ESTRATÉGICA DO EFICIÊNCIA DAS GESTÃO DOS RISCOS INOVAÇÃO CONHECIMENTO OPERAÇÕES Aprender com parceiros e Capturar o conhecimento competidores como Capturar novos processos de LOCALIZAÇÃO E dos experts antes que administrar os processos do negócios e idéias inovadoras CAPTAÇÃO deixem a organização. negócio mais através das empresas. CONHECIMENTO PROCESSOS DO eficientemente. Compartilhar os Evitar a sobrecarga dos Adaptar um novo produto TRANSFERÊNCIA E procedimentos mais recursos locais, transferindo para outras partes da COMPARTILHAMENTO pessoal-chave sob demanda. eficientes das operações companhia. locais. Criar conhecimento Aprender com seus projetos profundo para desenvolver Melhorar os processos de CRIAÇÃO para evitar repetição de inovações radicais e negócios locais. erros. melhorias de processos de uma forma sustentável.7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 24
  25. 25. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Adaptado de: von Krogh, Georg: “Knowledge Strategy” Exemplos de Aplicações Estratégicas ESTRUTURA OBJETIVOS ESTRATÉGICA DO EFICIÊNCIA DAS GESTÃO DOS RISCOS INOVAÇÃO CONHECIMENTO OPERAÇÕES Cia. de Bens de Consumo: a NBIC: captação de Cia. de Alimentos: a captação captação de conhecimento sobre conhecimentos sobre as LOCALIZAÇÃO E de conhecimento sobre a construção de manufaturas preferências de clientes trouxe CAPTAÇÃO microbiologia diminuiu o risco de trouxe 50% de economia de um substancial aumento na CONHECIMENTO contaminação dos alimentos. tempo na construção de novas qualidade e na quantidade de PROCESSOS DO plantas. inovações nas bicicletas. Roche: o compartilhamento do Fujitsu: o compartilhamento do conhecimento sobre Chevron: compartilhamento das conhecimento e das inovações TRANSFERÊNCIA E competidores-chave em toda a melhores práticas entre as foi acelerado pelo COMPARTILHAMENTO companhia reduziu o risco refinarias de petóleo trouxe desenvolvimento de um mercado competitivo, pelo melhor preparo economias de 160M USD. interno de conhecimentos. dos gerentes. Olivetti: criou uma nova base Swatch: o uso intenso do de conhecimentos em conhecimento sobre os estilos da Hydro: o pré-aquecimento do computadores pessoais, moda permitiu uma inovação CRIAÇÃO alumínio levou a 30% de reduzindo o risco da radical de produtos e 30% de estoques intermediários. superdependência nas máquinas aumento na renda, em menos de escrever. de quatro anos.7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 25
  26. 26. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas - EThICS 904.006.00 Adaptado de: Krogh, Ichijo e Nonaka, “Facilitando a Criação do Conhecimento” Referencial Estratégico para o ConhecimentoELEMENTOS ESTRATÉGICOS ESTRATÉGIA DE SOBREVIVÊNCIA ESTRATÉGIA DE AVANÇO Rentabilidade corrente Rentabilidade futura Não implementada pelos concorrentes Não implementada pelos concorrentes Vantagem Competitiva Os que tentam não conseguem reproduzir Os que tentam não conseguem reproduzir as vantagens originais as vantagens originais Economias de escala Economias de escala potenciais Fontes da Vantagem Economias de escopo Economias de escopo potenciais Competitiva Diferenciação produto/serviço Diferenciação potencial produto/serviço Novos conhecimentos para a inovação dos Valioso, difícil de imitar, difícil de substituir processos/produtos Papel do Conhecimento Exclusivo ou público Capacidade de transferência às vezes é Novos conhecimentos transferíveis mais importante que o conteúdoImportantes Processos de Transferência de conhecimento Criação de conhecimento Conhecimento Melhoria contínua Inovação radical Rentabilidade futura superior à média Resultados Rentabilidade superior à média setorial setorial7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 26
  27. 27. EThICS GESTÃO DO CONHECIMENTO ENGINEERING - Motivações Estratégicas -EThICS 904.006.00 Autoria de Antonio Sallum Librelato Vamos criar e compartilhar o Vamos criar e conhecimento! compartilhar o Vamos criar e conhecimento! compartilhar o conhecimento! Contexto Solicitude! Capacitante! A razão para a criação e a transferência do conhecimento é a necessidade de agir estratégicamente, tanto pessoal quanto coletivamente. O compartilhamento do conhecimento cria sinergismos para a ação. Compartilhar ajuda a criar confiança entre os membros da organização. É o resultado da boa gestão do conhecimento: Obter o conhecimento correto, para as pessoas certas, no tempo certo e Ajudar as pessoas a compartilhar e colocar em ação o conhecimento, objetivando a melhoria do desempenho organizacional.7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 27
  28. 28. Engenharia EThICS Tecnologia, Inteligência ENGINEERING Consultoria & Sistemas EThICS 904.006.00 SERVIÇOS Consultoria Assessoria Estudo, Análise e Diagnóstico Planejamento Pesquisa & Desenvolvimento Implementação Treinamento Mentoração ENGENHARIA ESTRATÉGIA& TECNOLOGIA ÁREAS DE ATUAÇÃO ORGANIZACIONAL Antonio Sallum Librelato – Diretor (12) 3941 8277 - a.sallum@uol.com.br7/3/2009 Propriedade Intelectual de EThICS Engineering 28

×