O que é demais, é moléstia!
Escola Básica de S. Luís
Turma s4D
Profª Esmeralda Oliveira
Era uma vez, um menino chamado Arroba.
Era moreno, alto e magro, com lindos
olhos azuis e muito responsável, bom
aluno, in...
Um dia, o Arroba decidiu ir à casa
do João e convidá-lo para jogar
futebol no parque.
No quarto…
O Arroba saiu e prometeu voltar no dia seguinte.
Pelo caminho, o Arroba pensou…
Assim que chegou a casa, telefonou logo à Madalena…
Na tarde seguinte, a Madalena e o Arroba foram a casa do João.
Bateram à porta …
…e perguntaram à mãe do João:
No quarto do João…
No dia seguinte o Arroba foi à casa do João, levou um
tabuleiro de xadrez…
Passada uma hora, o João perguntou:
Eles foram para a sala de trabalho,
ligaram o computador e no google, o
Arroba disse:
- Agora escreve: http://www.pmate.ua...
Quando os amigos virtuais souberam que o João passou a
utilizar melhor o computador tentaram arruinar a sua vida e
para is...
Dias depois, o
Arroba foi a casa
do João e tirou-
lhe o computador
e o Tablet e
disse:
Conclusão
O João tomou consciência que iria ficar com problemas de
visão, com dores de cabeça repetidas, se continuasse as...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seguranet desafio1-s4d-faro

333 visualizações

Publicada em

Participação da turma s4D no Desafio I do Projeto Seguranet.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
333
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seguranet desafio1-s4d-faro

  1. 1. O que é demais, é moléstia! Escola Básica de S. Luís Turma s4D Profª Esmeralda Oliveira
  2. 2. Era uma vez, um menino chamado Arroba. Era moreno, alto e magro, com lindos olhos azuis e muito responsável, bom aluno, inteligente e bom amigo. O Arroba era admirado por todos por ser solidário para com os colegas. O João era uma “máquina” na utilização dos computadores, do Tablet e restantes dispositivos informáticos. Ele estava sempre a jogar jogos eletrónicos e raramente aparecia no parque para jogar à bola.
  3. 3. Um dia, o Arroba decidiu ir à casa do João e convidá-lo para jogar futebol no parque.
  4. 4. No quarto… O Arroba saiu e prometeu voltar no dia seguinte.
  5. 5. Pelo caminho, o Arroba pensou…
  6. 6. Assim que chegou a casa, telefonou logo à Madalena…
  7. 7. Na tarde seguinte, a Madalena e o Arroba foram a casa do João. Bateram à porta …
  8. 8. …e perguntaram à mãe do João:
  9. 9. No quarto do João…
  10. 10. No dia seguinte o Arroba foi à casa do João, levou um tabuleiro de xadrez…
  11. 11. Passada uma hora, o João perguntou:
  12. 12. Eles foram para a sala de trabalho, ligaram o computador e no google, o Arroba disse: - Agora escreve: http://www.pmate.ua.pt
  13. 13. Quando os amigos virtuais souberam que o João passou a utilizar melhor o computador tentaram arruinar a sua vida e para isso criaram um site igualzinho para que o João ao clicar no endereço, fosse parar ao jogo Tristen Liquen, “lobos espaciais”. Assim que o João fez login foi direcionado para o site do seu jogo preferido e a partir dali tudo o que o Arroba disse foi "pelo cano abaixo" porque ele passou a noite toda a jogar. No dia seguinte, deixou-se dormir no meio das aulas e ficou de castigo durante uma semana. Mas mesmo assim ficou nessa noite até muito tarde no computador, a jogar.
  14. 14. Dias depois, o Arroba foi a casa do João e tirou- lhe o computador e o Tablet e disse:
  15. 15. Conclusão O João tomou consciência que iria ficar com problemas de visão, com dores de cabeça repetidas, se continuasse assim e até podia ter uma depressão como a Madalena. •Viu as desvantagens de usar em excesso de tempo o computador, o telemóvel, Tablet, a playstation, pois teve más notas, foi vítima de bullying e enviaram um vírus que infetou o seu computador. • Viu que não tinha amigos verdadeiros na internet. •Compreendeu que os verdadeiros amigos estavam ao pé dele e começou a usar os dispositivos eletrónicos com moderação e juízo.

×