SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 32
Baixar para ler offline
Brasília, 11 de dezembro de 2014
www.agrosatelite.com.br
Perspectivas para a construção de um projeto
Pastosat
Bernardo Rudorff
Workshop: Radiografia das Pastagens no Brasil
O Canasat é o único projeto brasileiro de
monitoramento agrícola com imagens de
satélite em escala regional. Foi iniciado na
safra 2003/2004 pelo Instituto Nacional de
Pesquisas Espaciais. Desde então vem
sendo atualizado anualmente fornecendo
informações sobre a área cultivada com
cana indicando as novas áreas plantadas e
as áreas em reforma. Atualmente o
mapeamento é realizado pela Agrosatélite.
A estimativa de área do cultivo da cana-de-
açúcar de toda a região Centro-Sul fornece
uma base de dados sólida para a tomada
de decisões do setor sucroenergético,
principalmente para a União da Indústria
de Cana-de-Açúcar – UNICA.
INÍCIO
Ao longo dos anos foram surgindo
demandas específicas do setor e o
Canasat, além de fornecer a estimativa da
área de cana-de-açúcar disponível para
colheita no início da safra, passou a
identificar o tipo de colheita com e sem o
uso do fogo, no estado de São Paulo e a
mudança de uso do solo em decorrência
da expansão da cana-de-açúcar em toda a
região Centro-Sul do país.
Mais recentemente, o Canasat tem servido
como base para o monitoramento da
condição do canavial, fornecendo
indicativos quinzenais da disponibilidade
de biomassa no campo.
EVOLUÇÃO
0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014
Milhõesdeha
Ao longo dos últimos 12 anos o Canasat
gerou um expressivo volume de dados
que permite entender a recente dinâmica
do cultivo da cana-de-açúcar na região
Centro-Sul. Esta região é responsável por
90% da produção nacional de cana cuja
área cultivada passou de 4 milhões de ha
em 2003 para 10 milhões de ha em 2014.
Durante o período de maior expansão
entre 2005 e 2012 a cana expandiu 64,2%
sobre pasto, 33,5% sobre culturas anuais,
2% sobre citros e 0,3% sobre mata nativa.
HISTÓRICO DE DADOS
Evolução da área de cana cultivada
F onte de dados safra 2003 a 2013: INPE
SAFRA 2002/2003
Cultura anual - 1 Safra
Cultura anual - 2 Safras
Cana-de-Açúcar
SAFRA 2010/2011
Cultura anual - 1 Safra
Cultura anual - 2 Safras
Cana-de-Açúcar
SÃO PAULO – Barretos: SAFRA 2002/2003
1
Cultura anual - 1 Safra Cultura anual - 2 Safras Cana-de-Açúcar
SÃO PAULO – Barretos: SAFRA 2010/2011
1
Cultura anual - 1 Safra Cultura anual - 2 Safras Cana-de-Açúcar
SÃO PAULO – Araçatuba: SAFRA 2002/2003
Cultura anual - 1 Safra Cultura anual - 2 Safras Cana-de-Açúcar
SÃO PAULO – Araçatuba: SAFRA 2010/2011
Cultura anual - 1 Safra Cultura anual - 2 Safras Cana-de-Açúcar
Monitoramento da colheita de cana
Monitoramento da colheita de cana
As estimativas de área do
Canasat fornecem a base
para a elaboração das
estatísticas de produção de
cana divulgadas pela
UNICA. Em safras de
franco crescimento, como
em 2007/08 e 2008/09, e
em safras de intensa
reforma dos canaviais,
como em 2012/13 e
2013/14, tais estimativas
foram fundamentais para
apurar as expectativas do
setor.
IMPORTÂNCIA
O monitoramento do tipo
de colheita com e sem
queima, realizado no
âmbito do Canasat, é uma
importante ferramenta
para verificar a aderência
dos produtores de cana-
de-açúcar ao Protocolo
Etanol Verde, firmado em
2007 entre a Secretaria do
Meio Ambiente do Estado
de São Paulo e o setor
sucroenergético.
Desde a última safra, o
Canasat tem sido utilizado
como base para um
sistema de monitoramento
das condições do canavial
por meio do índice de
vegetação de imagens.
para auxiliar na estimativa
de produtividade dos
canaviais e tem sido
amplamente utilizado pelo
setor sucroenergético.
IMPORTÂNCIA
O mapeamento da mu-
dança de uso da terra,
decorrente da expansão da
cana-de-açúcar na região
Centro-Sul do Brasil, mos-
trou que apenas 0,33%
ocorreu sobre matas
nativas. Este resultado foi
fundamental para demons-
trar a sustentabilidade do
etanol brasileiro, que foi
classificado como biocom-
bustível avançado pela
Agência de Proteção Ambi-
ental dos Estados Unidos
(EPA), abrindo o mercado
norte americano.
Bernardo Rudorff
+55 48 8862-7678
bernardo@agrosatelite.com.br
www.agrosatelite.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

120712 13-wbeef-sust-arnaldo-carneiro
120712 13-wbeef-sust-arnaldo-carneiro120712 13-wbeef-sust-arnaldo-carneiro
120712 13-wbeef-sust-arnaldo-carneiro
AgroTalento
 
Cepea trigo ago10
Cepea trigo ago10Cepea trigo ago10
Cepea trigo ago10
mmaob
 
[Palestra] Marcelo Pimenta: Fatores determinante da produtividade à pasto - F...
[Palestra] Marcelo Pimenta: Fatores determinante da produtividade à pasto - F...[Palestra] Marcelo Pimenta: Fatores determinante da produtividade à pasto - F...
[Palestra] Marcelo Pimenta: Fatores determinante da produtividade à pasto - F...
AgroTalento
 
Pesquisador lança livro sobre classificação e manejo dos solos tropicais
Pesquisador lança livro sobre classificação e manejo dos solos tropicaisPesquisador lança livro sobre classificação e manejo dos solos tropicais
Pesquisador lança livro sobre classificação e manejo dos solos tropicais
Agricultura Sao Paulo
 
desmatamento ilegal fornece 60
 desmatamento ilegal fornece 60 desmatamento ilegal fornece 60
desmatamento ilegal fornece 60
Cassiano Fonseca
 

Mais procurados (20)

Consorcio milho safrinha_e_braquiaria_resumo
Consorcio milho safrinha_e_braquiaria_resumoConsorcio milho safrinha_e_braquiaria_resumo
Consorcio milho safrinha_e_braquiaria_resumo
 
Fazenda a venda Minas Gerais-Araxá-Tapira,Triângulo Mineiro, 653,4 hect. Pecu...
Fazenda a venda Minas Gerais-Araxá-Tapira,Triângulo Mineiro, 653,4 hect. Pecu...Fazenda a venda Minas Gerais-Araxá-Tapira,Triângulo Mineiro, 653,4 hect. Pecu...
Fazenda a venda Minas Gerais-Araxá-Tapira,Triângulo Mineiro, 653,4 hect. Pecu...
 
ATLAS DOS REMANESCENTES FLORESTAIS DA MATA ATLÂNTICA PERÍODO 2013-2014
ATLAS DOS REMANESCENTES FLORESTAIS DA MATA ATLÂNTICA PERÍODO 2013-2014ATLAS DOS REMANESCENTES FLORESTAIS DA MATA ATLÂNTICA PERÍODO 2013-2014
ATLAS DOS REMANESCENTES FLORESTAIS DA MATA ATLÂNTICA PERÍODO 2013-2014
 
Agricultura Prof Edu Gonzaga 2011
Agricultura Prof Edu Gonzaga 2011Agricultura Prof Edu Gonzaga 2011
Agricultura Prof Edu Gonzaga 2011
 
Apresentação Emater-MG Panorama da Cafeicultura Mineira - Agrocafé 2012
Apresentação Emater-MG  Panorama da Cafeicultura Mineira - Agrocafé 2012Apresentação Emater-MG  Panorama da Cafeicultura Mineira - Agrocafé 2012
Apresentação Emater-MG Panorama da Cafeicultura Mineira - Agrocafé 2012
 
Análise temporal de municípios produtores de cana-de-açúcar no estado de São ...
Análise temporal de municípios produtores de cana-de-açúcar no estado de São ...Análise temporal de municípios produtores de cana-de-açúcar no estado de São ...
Análise temporal de municípios produtores de cana-de-açúcar no estado de São ...
 
Snct sebrae pe - lacteos - visao de futuro - v 05 - oct 26 2016
Snct   sebrae pe - lacteos - visao de futuro - v 05 - oct 26 2016Snct   sebrae pe - lacteos - visao de futuro - v 05 - oct 26 2016
Snct sebrae pe - lacteos - visao de futuro - v 05 - oct 26 2016
 
120712 13-wbeef-sust-arnaldo-carneiro
120712 13-wbeef-sust-arnaldo-carneiro120712 13-wbeef-sust-arnaldo-carneiro
120712 13-wbeef-sust-arnaldo-carneiro
 
28. sustentabilidade da soja brasileira ufv
28. sustentabilidade da soja brasileira ufv28. sustentabilidade da soja brasileira ufv
28. sustentabilidade da soja brasileira ufv
 
Agua para a Agricultura no Brasil. AIBA Zanella
Agua para a Agricultura no Brasil. AIBA ZanellaAgua para a Agricultura no Brasil. AIBA Zanella
Agua para a Agricultura no Brasil. AIBA Zanella
 
Cepea trigo ago10
Cepea trigo ago10Cepea trigo ago10
Cepea trigo ago10
 
A Cafeicultura na Bahia por Roberto Muniz Agrocafé 2010 Seagri
A Cafeicultura na Bahia por Roberto Muniz Agrocafé 2010 SeagriA Cafeicultura na Bahia por Roberto Muniz Agrocafé 2010 Seagri
A Cafeicultura na Bahia por Roberto Muniz Agrocafé 2010 Seagri
 
GEOGRAFIA Economia do Mato Grosso do Sul Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.bl...
GEOGRAFIA Economia do Mato Grosso do Sul Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.bl...GEOGRAFIA Economia do Mato Grosso do Sul Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.bl...
GEOGRAFIA Economia do Mato Grosso do Sul Marco Aurelio Gondim [www.mgondim.bl...
 
[Palestra] Marcelo Pimenta: Fatores determinante da produtividade à pasto - F...
[Palestra] Marcelo Pimenta: Fatores determinante da produtividade à pasto - F...[Palestra] Marcelo Pimenta: Fatores determinante da produtividade à pasto - F...
[Palestra] Marcelo Pimenta: Fatores determinante da produtividade à pasto - F...
 
Pesquisador lança livro sobre classificação e manejo dos solos tropicais
Pesquisador lança livro sobre classificação e manejo dos solos tropicaisPesquisador lança livro sobre classificação e manejo dos solos tropicais
Pesquisador lança livro sobre classificação e manejo dos solos tropicais
 
Apresentacao soja plus_mateus
Apresentacao soja plus_mateusApresentacao soja plus_mateus
Apresentacao soja plus_mateus
 
desmatamento ilegal fornece 60
 desmatamento ilegal fornece 60 desmatamento ilegal fornece 60
desmatamento ilegal fornece 60
 
Irriger
IrrigerIrriger
Irriger
 
Rpa v00
Rpa v00Rpa v00
Rpa v00
 
VANT no Planejamento de uso e ocupação do solo
VANT no Planejamento de uso e ocupação do soloVANT no Planejamento de uso e ocupação do solo
VANT no Planejamento de uso e ocupação do solo
 

Destaque

Destaque (20)

The IPCC Fifth Assessment Report and its implications to Latin American - Seb...
The IPCC Fifth Assessment Report and its implications to Latin American - Seb...The IPCC Fifth Assessment Report and its implications to Latin American - Seb...
The IPCC Fifth Assessment Report and its implications to Latin American - Seb...
 
Cenários de Mudanças Climáticas: Regionalização (‘downscaling’)
Cenários de Mudanças Climáticas: Regionalização (‘downscaling’)Cenários de Mudanças Climáticas: Regionalização (‘downscaling’)
Cenários de Mudanças Climáticas: Regionalização (‘downscaling’)
 
XIIENEE - Acordos internacionais - Satélites
XIIENEE - Acordos internacionais - SatélitesXIIENEE - Acordos internacionais - Satélites
XIIENEE - Acordos internacionais - Satélites
 
Brasil 2040 - COP20 - Natalie Unterstell
Brasil 2040 - COP20 - Natalie UnterstellBrasil 2040 - COP20 - Natalie Unterstell
Brasil 2040 - COP20 - Natalie Unterstell
 
República Dominicana: Caso Boca de Cachón, “Infraestructura Resiliente” - Oma...
República Dominicana: Caso Boca de Cachón, “Infraestructura Resiliente” - Oma...República Dominicana: Caso Boca de Cachón, “Infraestructura Resiliente” - Oma...
República Dominicana: Caso Boca de Cachón, “Infraestructura Resiliente” - Oma...
 
Adaptação à Mudança do Clima - Sistema Energético Brasileiro - coppetec
Adaptação à Mudança do Clima - Sistema Energético Brasileiro - coppetecAdaptação à Mudança do Clima - Sistema Energético Brasileiro - coppetec
Adaptação à Mudança do Clima - Sistema Energético Brasileiro - coppetec
 
Modelagem Climática - Apresentação dos cenários IPCC AR4 e AR5 e consideraçõe...
Modelagem Climática - Apresentação dos cenários IPCC AR4 e AR5 e consideraçõe...Modelagem Climática - Apresentação dos cenários IPCC AR4 e AR5 e consideraçõe...
Modelagem Climática - Apresentação dos cenários IPCC AR4 e AR5 e consideraçõe...
 
Parte VI - Impactos das mudanças de clima no processo de alocação de água... ...
Parte VI - Impactos das mudanças de clima no processo de alocação de água... ...Parte VI - Impactos das mudanças de clima no processo de alocação de água... ...
Parte VI - Impactos das mudanças de clima no processo de alocação de água... ...
 
Cenários de mudanças climáticas
Cenários de mudanças climáticasCenários de mudanças climáticas
Cenários de mudanças climáticas
 
Modelo de Uso da Terra para Agricultura (BLUM)
Modelo de Uso da Terra para Agricultura (BLUM)Modelo de Uso da Terra para Agricultura (BLUM)
Modelo de Uso da Terra para Agricultura (BLUM)
 
Radiografia das Pastagens - Observatório Agricultura de Baixo Carbono, mudanç...
Radiografia das Pastagens - Observatório Agricultura de Baixo Carbono, mudanç...Radiografia das Pastagens - Observatório Agricultura de Baixo Carbono, mudanç...
Radiografia das Pastagens - Observatório Agricultura de Baixo Carbono, mudanç...
 
Cenários de Mudanças Climáticas: Regionalização ("downscaling")
Cenários de Mudanças Climáticas: Regionalização ("downscaling")Cenários de Mudanças Climáticas: Regionalização ("downscaling")
Cenários de Mudanças Climáticas: Regionalização ("downscaling")
 
Hidrologia & Recursos Hídricos
Hidrologia & Recursos HídricosHidrologia & Recursos Hídricos
Hidrologia & Recursos Hídricos
 
Parte V Cenários de Mudanças Climáticas
Parte V   Cenários de Mudanças Climáticas Parte V   Cenários de Mudanças Climáticas
Parte V Cenários de Mudanças Climáticas
 
Influência dos modelos climáticos na saúde humana
Influência dos modelos climáticos na saúde humanaInfluência dos modelos climáticos na saúde humana
Influência dos modelos climáticos na saúde humana
 
Vulnerabilidade e adaptação na costa brasileira
Vulnerabilidade e adaptação na costa brasileiraVulnerabilidade e adaptação na costa brasileira
Vulnerabilidade e adaptação na costa brasileira
 
Programa Nuclear Brasileiro: História e importância
Programa Nuclear Brasileiro: História e importânciaPrograma Nuclear Brasileiro: História e importância
Programa Nuclear Brasileiro: História e importância
 
Mapeamento qualitativo das pastagens do Brasil
Mapeamento qualitativo das pastagens do Brasil Mapeamento qualitativo das pastagens do Brasil
Mapeamento qualitativo das pastagens do Brasil
 
Crédito ABC – Recuperação de Pastagens: Resultados, Perspectivas e Gargalos
Crédito ABC – Recuperação de Pastagens: Resultados, Perspectivas e GargalosCrédito ABC – Recuperação de Pastagens: Resultados, Perspectivas e Gargalos
Crédito ABC – Recuperação de Pastagens: Resultados, Perspectivas e Gargalos
 
Estudos de longo prazo 2050
Estudos de longo prazo 2050Estudos de longo prazo 2050
Estudos de longo prazo 2050
 

Semelhante a Perspectivas para a construção de um projeto - Pastosat

Levantamento safra café Conab - maio 2011
Levantamento safra café Conab - maio 2011Levantamento safra café Conab - maio 2011
Levantamento safra café Conab - maio 2011
nataliafernandes
 
Primeira Estimativa Safra Brasileira de Cafe Janeiro 2013
Primeira Estimativa Safra Brasileira de Cafe Janeiro 2013Primeira Estimativa Safra Brasileira de Cafe Janeiro 2013
Primeira Estimativa Safra Brasileira de Cafe Janeiro 2013
Revista Cafeicultura
 
Conab 1ª estimativa da produção de café para a safra 2013 2014
Conab 1ª estimativa da produção de café para a safra 2013 2014Conab 1ª estimativa da produção de café para a safra 2013 2014
Conab 1ª estimativa da produção de café para a safra 2013 2014
Luiz Valeriano
 
Variedades de cana estão devendo...
Variedades de cana estão devendo...Variedades de cana estão devendo...
Variedades de cana estão devendo...
Agricultura Sao Paulo
 

Semelhante a Perspectivas para a construção de um projeto - Pastosat (20)

Estimativa da Conab, estima-se uma safra de 47,5 milhões de sacas em 2013.
Estimativa da Conab, estima-se uma safra de 47,5 milhões de sacas em 2013.Estimativa da Conab, estima-se uma safra de 47,5 milhões de sacas em 2013.
Estimativa da Conab, estima-se uma safra de 47,5 milhões de sacas em 2013.
 
Levantamento da Safra de Café 2015 - Procafé e CNC
Levantamento da Safra de Café 2015 - Procafé e CNC Levantamento da Safra de Café 2015 - Procafé e CNC
Levantamento da Safra de Café 2015 - Procafé e CNC
 
Levantamento procafé cnc - safra 2015
Levantamento  procafé   cnc - safra 2015Levantamento  procafé   cnc - safra 2015
Levantamento procafé cnc - safra 2015
 
Clipping cnc 21092016 versão de impressão
Clipping cnc 21092016   versão de impressãoClipping cnc 21092016   versão de impressão
Clipping cnc 21092016 versão de impressão
 
Levantamento safra café Conab - maio 2011
Levantamento safra café Conab - maio 2011Levantamento safra café Conab - maio 2011
Levantamento safra café Conab - maio 2011
 
Projeto de Recuperação de Áreas de Produção e Pastagens Degradadas no Bioma A...
Projeto de Recuperação de Áreas de Produção e Pastagens Degradadas no Bioma A...Projeto de Recuperação de Áreas de Produção e Pastagens Degradadas no Bioma A...
Projeto de Recuperação de Áreas de Produção e Pastagens Degradadas no Bioma A...
 
painel7_Eduardo.ppt
painel7_Eduardo.pptpainel7_Eduardo.ppt
painel7_Eduardo.ppt
 
4 levantamento da safra brasileira de grãos - Conab
4 levantamento da safra brasileira de grãos - Conab4 levantamento da safra brasileira de grãos - Conab
4 levantamento da safra brasileira de grãos - Conab
 
Utilização de séries temporais de imagens AVHRR/NOAA no apoio à estimativa op...
Utilização de séries temporais de imagens AVHRR/NOAA no apoio à estimativa op...Utilização de séries temporais de imagens AVHRR/NOAA no apoio à estimativa op...
Utilização de séries temporais de imagens AVHRR/NOAA no apoio à estimativa op...
 
Produção agrop cap2
Produção agrop cap2Produção agrop cap2
Produção agrop cap2
 
Primeira Estimativa Safra Brasileira de Cafe Janeiro 2013
Primeira Estimativa Safra Brasileira de Cafe Janeiro 2013Primeira Estimativa Safra Brasileira de Cafe Janeiro 2013
Primeira Estimativa Safra Brasileira de Cafe Janeiro 2013
 
Conab 1ª estimativa da produção de café para a safra 2013 2014
Conab 1ª estimativa da produção de café para a safra 2013 2014Conab 1ª estimativa da produção de café para a safra 2013 2014
Conab 1ª estimativa da produção de café para a safra 2013 2014
 
A Cafeicultura no Espírito Santo por Evair Mello
A Cafeicultura no  Espírito Santo por Evair MelloA Cafeicultura no  Espírito Santo por Evair Mello
A Cafeicultura no Espírito Santo por Evair Mello
 
Clipping cnc 18082014 versao de impressao
Clipping cnc 18082014   versao de impressaoClipping cnc 18082014   versao de impressao
Clipping cnc 18082014 versao de impressao
 
Diretriz
DiretrizDiretriz
Diretriz
 
Clipping cnc 05112014 versao de impressao
Clipping cnc 05112014   versao de impressaoClipping cnc 05112014   versao de impressao
Clipping cnc 05112014 versao de impressao
 
3º levantamento da produção nacional de café do ciclo 2010/2011
3º levantamento da produção nacional de café do ciclo 2010/20113º levantamento da produção nacional de café do ciclo 2010/2011
3º levantamento da produção nacional de café do ciclo 2010/2011
 
Clipping cnc 08052014 versao de impressao
Clipping cnc 08052014   versao de impressaoClipping cnc 08052014   versao de impressao
Clipping cnc 08052014 versao de impressao
 
Clipping cnc 15e16072015 versão de impressão
Clipping cnc 15e16072015   versão de impressãoClipping cnc 15e16072015   versão de impressão
Clipping cnc 15e16072015 versão de impressão
 
Variedades de cana estão devendo...
Variedades de cana estão devendo...Variedades de cana estão devendo...
Variedades de cana estão devendo...
 

Mais de SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República

Mais de SAE - Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (16)

Adaptação à Mudança do Clima - Agricultura - Embrapa Modelagem Agroambiental
Adaptação à Mudança do Clima - Agricultura - Embrapa Modelagem AgroambientalAdaptação à Mudança do Clima - Agricultura - Embrapa Modelagem Agroambiental
Adaptação à Mudança do Clima - Agricultura - Embrapa Modelagem Agroambiental
 
Análise da Mudança Climática no Setor Elétrico - funceme - ufce
Análise da Mudança Climática no Setor Elétrico - funceme - ufceAnálise da Mudança Climática no Setor Elétrico - funceme - ufce
Análise da Mudança Climática no Setor Elétrico - funceme - ufce
 
Blogs para clipping
Blogs para clippingBlogs para clipping
Blogs para clipping
 
Modelos de assistência técnica e gerencial na pecuária
Modelos de assistência técnica e gerencial na pecuáriaModelos de assistência técnica e gerencial na pecuária
Modelos de assistência técnica e gerencial na pecuária
 
Rally da Pecuária
Rally da PecuáriaRally da Pecuária
Rally da Pecuária
 
Trajetória do Índice Vegetativo da Cana em Mato Grosso do Sul - Safra 2014/15...
Trajetória do Índice Vegetativo da Cana em Mato Grosso do Sul - Safra 2014/15...Trajetória do Índice Vegetativo da Cana em Mato Grosso do Sul - Safra 2014/15...
Trajetória do Índice Vegetativo da Cana em Mato Grosso do Sul - Safra 2014/15...
 
Cenários da pecuária bovina de corte
Cenários da pecuária bovina de corte Cenários da pecuária bovina de corte
Cenários da pecuária bovina de corte
 
Grupo de trabalho Pecuária Sustentável - Compromissos, ações e resultados
Grupo de trabalho Pecuária Sustentável - Compromissos, ações e resultadosGrupo de trabalho Pecuária Sustentável - Compromissos, ações e resultados
Grupo de trabalho Pecuária Sustentável - Compromissos, ações e resultados
 
Adaptação Amazonas - SAE/PR na COP20
Adaptação Amazonas - SAE/PR na COP20Adaptação Amazonas - SAE/PR na COP20
Adaptação Amazonas - SAE/PR na COP20
 
Mechanism of Early & further action, "currency climate" and "Bretton Woods lo...
Mechanism of Early & further action, "currency climate" and "Bretton Woods lo...Mechanism of Early & further action, "currency climate" and "Bretton Woods lo...
Mechanism of Early & further action, "currency climate" and "Bretton Woods lo...
 
Texto 2 concept note workshop-1
Texto 2   concept note workshop-1Texto 2   concept note workshop-1
Texto 2 concept note workshop-1
 
Low-carbon investment and sustainable growth
Low-carbon investment and sustainable growthLow-carbon investment and sustainable growth
Low-carbon investment and sustainable growth
 
Texto 1 executive-summary-concept-note- draft 2. doc
Texto 1   executive-summary-concept-note- draft 2. docTexto 1   executive-summary-concept-note- draft 2. doc
Texto 1 executive-summary-concept-note- draft 2. doc
 
Mudanças do Clima e os Impactos nas Cidades
Mudanças do Clima e os Impactos nas CidadesMudanças do Clima e os Impactos nas Cidades
Mudanças do Clima e os Impactos nas Cidades
 
Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio
Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do MilênioRelatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio
Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio
 
Desenvolvimento Inclusivo Sustentável? As Novas Transformações Brasileiras po...
Desenvolvimento Inclusivo Sustentável? As Novas Transformações Brasileiras po...Desenvolvimento Inclusivo Sustentável? As Novas Transformações Brasileiras po...
Desenvolvimento Inclusivo Sustentável? As Novas Transformações Brasileiras po...
 

Perspectivas para a construção de um projeto - Pastosat

  • 1. Brasília, 11 de dezembro de 2014 www.agrosatelite.com.br Perspectivas para a construção de um projeto Pastosat Bernardo Rudorff Workshop: Radiografia das Pastagens no Brasil
  • 2.
  • 3. O Canasat é o único projeto brasileiro de monitoramento agrícola com imagens de satélite em escala regional. Foi iniciado na safra 2003/2004 pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Desde então vem sendo atualizado anualmente fornecendo informações sobre a área cultivada com cana indicando as novas áreas plantadas e as áreas em reforma. Atualmente o mapeamento é realizado pela Agrosatélite. A estimativa de área do cultivo da cana-de- açúcar de toda a região Centro-Sul fornece uma base de dados sólida para a tomada de decisões do setor sucroenergético, principalmente para a União da Indústria de Cana-de-Açúcar – UNICA. INÍCIO
  • 4. Ao longo dos anos foram surgindo demandas específicas do setor e o Canasat, além de fornecer a estimativa da área de cana-de-açúcar disponível para colheita no início da safra, passou a identificar o tipo de colheita com e sem o uso do fogo, no estado de São Paulo e a mudança de uso do solo em decorrência da expansão da cana-de-açúcar em toda a região Centro-Sul do país. Mais recentemente, o Canasat tem servido como base para o monitoramento da condição do canavial, fornecendo indicativos quinzenais da disponibilidade de biomassa no campo. EVOLUÇÃO
  • 5. 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Milhõesdeha Ao longo dos últimos 12 anos o Canasat gerou um expressivo volume de dados que permite entender a recente dinâmica do cultivo da cana-de-açúcar na região Centro-Sul. Esta região é responsável por 90% da produção nacional de cana cuja área cultivada passou de 4 milhões de ha em 2003 para 10 milhões de ha em 2014. Durante o período de maior expansão entre 2005 e 2012 a cana expandiu 64,2% sobre pasto, 33,5% sobre culturas anuais, 2% sobre citros e 0,3% sobre mata nativa. HISTÓRICO DE DADOS Evolução da área de cana cultivada F onte de dados safra 2003 a 2013: INPE
  • 6. SAFRA 2002/2003 Cultura anual - 1 Safra Cultura anual - 2 Safras Cana-de-Açúcar
  • 7. SAFRA 2010/2011 Cultura anual - 1 Safra Cultura anual - 2 Safras Cana-de-Açúcar
  • 8. SÃO PAULO – Barretos: SAFRA 2002/2003 1 Cultura anual - 1 Safra Cultura anual - 2 Safras Cana-de-Açúcar
  • 9. SÃO PAULO – Barretos: SAFRA 2010/2011 1 Cultura anual - 1 Safra Cultura anual - 2 Safras Cana-de-Açúcar
  • 10. SÃO PAULO – Araçatuba: SAFRA 2002/2003 Cultura anual - 1 Safra Cultura anual - 2 Safras Cana-de-Açúcar
  • 11. SÃO PAULO – Araçatuba: SAFRA 2010/2011 Cultura anual - 1 Safra Cultura anual - 2 Safras Cana-de-Açúcar
  • 14. As estimativas de área do Canasat fornecem a base para a elaboração das estatísticas de produção de cana divulgadas pela UNICA. Em safras de franco crescimento, como em 2007/08 e 2008/09, e em safras de intensa reforma dos canaviais, como em 2012/13 e 2013/14, tais estimativas foram fundamentais para apurar as expectativas do setor. IMPORTÂNCIA O monitoramento do tipo de colheita com e sem queima, realizado no âmbito do Canasat, é uma importante ferramenta para verificar a aderência dos produtores de cana- de-açúcar ao Protocolo Etanol Verde, firmado em 2007 entre a Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo e o setor sucroenergético.
  • 15. Desde a última safra, o Canasat tem sido utilizado como base para um sistema de monitoramento das condições do canavial por meio do índice de vegetação de imagens. para auxiliar na estimativa de produtividade dos canaviais e tem sido amplamente utilizado pelo setor sucroenergético. IMPORTÂNCIA O mapeamento da mu- dança de uso da terra, decorrente da expansão da cana-de-açúcar na região Centro-Sul do Brasil, mos- trou que apenas 0,33% ocorreu sobre matas nativas. Este resultado foi fundamental para demons- trar a sustentabilidade do etanol brasileiro, que foi classificado como biocom- bustível avançado pela Agência de Proteção Ambi- ental dos Estados Unidos (EPA), abrindo o mercado norte americano.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32. Bernardo Rudorff +55 48 8862-7678 bernardo@agrosatelite.com.br www.agrosatelite.com.br