José luiz

666 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
666
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
45
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

José luiz

  1. 1. Reflexões sobre o p o t e n c i a l e o e s t r a t é g i c o no turismo José Luiz Almeida Costa Agosto / 2011 ?
  2. 2. “ A indústria do século XXI” <ul><li>O turismo deixou de ser uma </li></ul><ul><li>atividade artesanal </li></ul><ul><li>(atividade espontânea) </li></ul><ul><li>para se tornar um </li></ul><ul><li>ramo de negócio economicamente </li></ul><ul><li>autossustentado </li></ul><ul><li>que oferece </li></ul><ul><li>produtos e serviços em série, </li></ul><ul><li>altamente segmentados, </li></ul><ul><li>cada vez mais agenciado </li></ul><ul><li>por operadores turísticos. </li></ul>
  3. 3. Turismo artesanal X turismo industrial X artesanal industrial
  4. 4. Questão relevante: Enquanto o termo “ potencial turístico” for o mais utilizado para identificar um lugar, é porque ainda não alcançou a sua “ maioridade turística”.
  5. 5. Por força da Lei Estatuto das Cidades Sabará é obrigada a transformar a sua vocação turística em realidade por ser “ integrante de áreas de especial interesse turístico ”
  6. 6. definições <ul><li>Potencial: </li></ul><ul><li>POSSÍVEL; VIRTUAL; </li></ul><ul><li>Que pode vir a ser : Tinha um grande talento potencial, ainda não explorado; </li></ul><ul><li>Que existe como potencialidade, não como realidade; </li></ul><ul><li>Estratégico: </li></ul><ul><li>Arte de utilizar os meios de que se dispõe para conseguir alcançar certos objetivos : </li></ul><ul><li>Planejamento de ações , jogadas, medidas etc. visando a um objetivo, e procurando levar em consideração todas as variáveis possíveis </li></ul>
  7. 7. P o t e n c i a l t u r í s t i c o ?
  8. 8. E s t r a t é g i a t u r í s t i c a
  9. 9. Capitalismo turístico
  10. 10. Diferenciais turísticas <ul><li>Vantagens Comparativas </li></ul><ul><li>ênfase em: </li></ul><ul><li>Atrações naturais, culturais e patrimoniais. </li></ul><ul><li>Eventos, negócios. </li></ul><ul><li>Turismo contemplativo </li></ul><ul><li>Vantagens Competitivas : </li></ul><ul><li>ênfase em: </li></ul><ul><li>Atrações de engenharia sofisticada. </li></ul><ul><li>Logística favorecida. </li></ul><ul><li>Turismo interativo. </li></ul>X
  11. 11. Cidades turísticas com estratégias competitivas
  12. 12. Diferenças entre os receptivos turísticos <ul><li>Turismo estratégico </li></ul><ul><li>Seja bem-vindo! </li></ul><ul><li>Estamos esperando por você. </li></ul><ul><li>Turismo em potencial </li></ul><ul><li>Será que vamos </li></ul><ul><li>por ali ??? </li></ul>
  13. 13. Mega tendências comportamentais do turista
  14. 14. *Lembrando que estar turista é deixar-se Viver, temporariamente, um estado de espírito lúdico.
  15. 15. A era do acesso Acessar é melhor do que ter
  16. 16. a era do acesso acessar é melhor do que ter <ul><li>Acessar culturas como commodities turísticas </li></ul><ul><li>Acessar créditos ilimitados </li></ul><ul><li>Acessar redes e compartilhar experiências </li></ul><ul><li>Acesso à bens de valor intangíveis </li></ul><ul><li>Acesso ilimitado ao conhecimento difuso </li></ul><ul><li>(construção da inteligência coletiva) </li></ul>Turistas querem sentir-se árabes na terra dos árabes
  17. 17. a era do acesso acessar é melhor do que ter <ul><li>Acessar culturas como commodities turísticas </li></ul><ul><li>Acessar créditos ilimitados </li></ul><ul><li>Acessar redes e compartilhar experiências </li></ul><ul><li>Acesso à bens de valor intangíveis </li></ul><ul><li>Acesso ilimitado ao conhecimento difuso </li></ul><ul><li>(construção da inteligência coletiva) </li></ul>O valor do amanhã é relativo
  18. 18. a era do acesso acessar é melhor do que ter <ul><li>Acessar culturas como commodities turísticas </li></ul><ul><li>Acessar créditos ilimitados </li></ul><ul><li>Acessar redes e compartilhar experiências </li></ul><ul><li>Acesso à bens de valor intangíveis </li></ul><ul><li>Acesso ilimitado ao conhecimento difuso </li></ul><ul><li>(construção da inteligência coletiva) </li></ul>Marketing viral
  19. 19. a era do acesso acessar é melhor do que ter <ul><li>Acessar culturas como commodities turísticas </li></ul><ul><li>Acessar créditos ilimitados </li></ul><ul><li>Acessar redes e compartilhar experiências </li></ul><ul><li>Acesso à bens de valor intangíveis </li></ul><ul><li>Acesso ilimitado ao conhecimento difuso </li></ul><ul><li>(construção da inteligência coletiva) </li></ul>Explorar novas possibilidades de bem-estar
  20. 20. a era do acesso acessar é melhor do que ter <ul><li>Acessar culturas como commodities turísticas </li></ul><ul><li>Acessar créditos ilimitados </li></ul><ul><li>Acessar redes e compartilhar experiências </li></ul><ul><li>Acesso à bens de valor intangíveis </li></ul><ul><li>Acesso ilimitado ao conhecimento difuso </li></ul><ul><li>(construção da inteligência coletiva) </li></ul>Pensar complexo
  21. 21. O acesso ilimitado ao conhecimento difuso e a “ansiedade da informação”
  22. 22. Ansiedade da informação turística <ul><li>texto </li></ul><ul><li>contexto </li></ul><ul><li>hipertexto </li></ul>Local Histórico Global
  23. 23. Texto – Contexto - Hipertexto <ul><li>Agregar valor à informação </li></ul><ul><li>“ Obra do mestre Aleijadinho onde é demonstrada as suas habilidades de esculpir formas anatômicas, comparáveis as encontradas na estátua de David – de Michelangelo / Florência – Itália.” </li></ul>
  24. 24. Texto – Contexto - Hipertexto Agregar valor à informação “ A exuberância de formas e a dramaticidade são as características principais do barroco. O barroco evoca o gosto pela movimentação das formas e pelo jogo incessante de planos. Revela a dualidade intrínseca do homem da época, ligado aos ideais humanistas mas preso à realidade do Absolutismo e da Contra-Reforma. Mais do que um estilo artístico, expressou um modo de ser.”
  25. 25. O potencial e o estratégico no turismo em Sabará
  26. 26. Miopia e Hipermetropia <ul><li>- dificuldade de enxergar longe- </li></ul><ul><li>Grande extensão da BR-381 no território de Sabará e nenhuma placa de propaganda turística. </li></ul><ul><li>-dificuldade de enxergar perto- </li></ul><ul><li>Legislação municipal que proíbe a instalação de placas publicitárias. </li></ul>
  27. 27. Descentralização turística <ul><li>Criar estratégias turísticas para a descentralização dos pontos turísticos de Sabará: </li></ul><ul><li>Ravena </li></ul><ul><li>Marzagão </li></ul><ul><li>General Carneiro </li></ul><ul><li>Alvorada </li></ul><ul><li>Borges </li></ul><ul><li>Nossa Senhora de Fátima </li></ul>
  28. 28. Potencial Possibilidades Estratégicas <ul><li>Tornar o turismo local mais interativo e menos contemplativo. </li></ul><ul><li>Aumentar a FIB (Felicidade Interna Bruta) da população. </li></ul><ul><li>Aumentar a participação do turismo no PIB local. </li></ul>
  29. 29. Possibilidades estratégicas <ul><li>Contar a importância do ouro ao longo da história da Humanidade. </li></ul><ul><li>Incubadora ‘Instituto do Ora Pro Nobis’ para desenvolvimento de produtos fitoterápicos, complementos alimentícios e de beleza. </li></ul><ul><li>Venda de mudas da “jabuticaba Sabará”. </li></ul><ul><li>Táxi Tour (roteiros pré-estabelecidos e preços tabelados, motoristas capacitados) </li></ul>
  30. 30. Aumentar a FIB sabarense Aqui você é feliz
  31. 31. Felicidade Interna Bruta <ul><li>Aumentar o grau de bem-estar dos sabarenses . </li></ul><ul><li>Justificativas : </li></ul><ul><li>sentimento de pertencimento em baixa; </li></ul><ul><li>status de cidade-dormitório; </li></ul><ul><li>relação ganha-ganha com o turismo não esclarecida. </li></ul>
  32. 32. Lei indutora do PIB turístico <ul><li>Estatuto </li></ul><ul><li>da Micro e da Pequena </li></ul><ul><li>Empresa Turística de Sabará </li></ul><ul><li>Base legal: -Lei Complementar 123/06 e </li></ul><ul><li>-Fundamentos Constitucionais . </li></ul>
  33. 33. Princípios legais concedidos à MPE <ul><li>tratamento diferenciado e favorecido (inclusive na obtenção de alvarás) </li></ul><ul><li>fiscalização orientadora (não punitiva) </li></ul><ul><li>vantagens tributárias e simplificação contábil. </li></ul><ul><li>prioridade nas compras governamentais. </li></ul><ul><li>simplificação das relações de trabalho e do acesso à justiça do trabalho. </li></ul><ul><li>acesso à garantias creditícias públicas. </li></ul><ul><li>estímulo à inovação. </li></ul><ul><li>incentivo ao associativo. </li></ul><ul><li>Micro Empreendedor Individual. </li></ul>
  34. 34. Concluindo ... Reflexões sobre Potencial X Estratégia
  35. 35. Potencial X Estratégico (em versos) <ul><li>“ Quem sabe </li></ul><ul><li>faz a hora </li></ul><ul><li>não espera acontecer” </li></ul><ul><li>“ Deitado eternamente </li></ul><ul><li>em berço esplêndido.” </li></ul>
  36. 36. Obrigado [email_address]

×