No.                           título                                                    sinopse                           ...
No.                            título                                                sinopse                              ...
No.                            título                                               sinopse                               ...
No.                            título                               sinopse                                               ...
No.                             título                                                     sinopse                        ...
No.                             título                                                sinopse                             ...
No.                             título                                        sinopse                                     ...
No.                               título                                                   sinopse                        ...
No.                           título                                                sinopse                               ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sinopses

1.493 visualizações

Publicada em

Sinopses II CTV

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sinopses

  1. 1. No. título sinopse ficha técnica tema 1 A Árvore da Vida - HumanoMar A carnaúba alimenta, veste e abriga o povo Tapeba a Título da Obra: A árvore da vida / Ano da Produção: 2008 / séculos. Hoje os grandes carnaubais estão na mão de Estado: Ceará / Duração: 10' 41'' posseiros. A Terra demarcada pela FUNAI ainda não foi homologada. É neste cenário conflituoso que o índio José Augusto parte todos os dias para tirar dos carnaubais o seu sustento. 2 A Era do Ouro - HumanoMar O ouro, sua febre, seu encantamento. Traz angústias, Título da Obra: A era do ouro / Ano da Produção: 2008 / festas e perigos. Dragas que reviram rios pelo avesso; o Cidade: Mutum-Paraná Estado: RO / Duração: 13' 18'' ouro ressurge e traz a riqueza aparentemente fácil: rápido vem, veloz se vai e o aventureiro volta ao ponto de partida. 3 Até Quando Um homem acorda, de repente, e percebe que o planeta Título da Obra: Até quando? / Ano da Produção: 2010 / EA/consumo está morrendo. Quanto tempo ainda resta? Cidade/ Estado: Rio de Janeiro/ RJ / Duração: 3' 46'' / Produção:Turma de Cinema de Animação 2009/02 4 Bem de Raiz - videodiagnóstico HumanoMar - Garimpo de Bem de Raiz é uma série audiovisual de cinco episódios Título da Obra: Garimpo de Cassiteirta / Ano da Produção: Garimpo de Cassiterita Cassiterita sobre as condições de vida e as expectativas das 2008 / Cidade/ Estado: Rondônia/ Duração: 14' 05" / populações atingidas pela instalação do AHE Jirau no Rio Roteiro e edição: Josinaldo Medeiros e Luisa Pitanga Madeira. Está série faz parte do “Estudo Complementar Qualitativo de Aspectos Socioeconômicos e Culturais das Localidades da Área de Influência do AHE Jirau, diagnóstico produzido durante a elaboração do Programa Básico Ambiental (PBA), no âmbito do licenciamento do AHE Jirau. 5 Bem de Raiz - videodiagnóstico HumanoMar - Pesca Artesanal Bem de Raiz é uma série audiovisual de cinco episódios Título da Obra: Pesca Artesanal / Ano da Produção: 2008 / pesca artesanal sobre as condições de vida e as expectativas das Cidade/ Estado: Rondônia/ Duração: 9' 57" / Edição: Paulo populações atingidas pela instalação do AHE Jirau no Rio Mainhard Madeira. Está série faz parte do “Estudo Complementar Qualitativo de Aspectos Socioeconômicos e Culturais das Localidades da Área de Influência do AHE Jirau, diagnóstico produzido durante a elaboração do Programa Básico Ambiental (PBA), no âmbito do licenciamento do AHE Jirau. 6 Bem de Raiz - videodiagnóstico HumanoMar - População Rural Bem de Raiz é uma série audiovisual de cinco episódios Título da Obra: População Rural e Ribeirinha / Ano da população rural e ribeirinha e Ribeirinha sobre as condições de vida e as expectativas das Produção: 2008 / Cidade/ Estado: Rondônia/ Duração: 13' populações atingidas pela instalação do AHE Jirau no Rio 49" Edição: Rafael Mazza Madeira. Está série faz parte do “Estudo Complementar Qualitativo de Aspectos Socioeconômicos e Culturais das Localidades da Área de Influência do AHE Jirau, diagnóstico produzido durante a elaboração do Programa Básico Ambiental (PBA), no âmbito do licenciamento do AHE Jirau. 7 Bem de Raiz - videodiagnóstico HumanoMar - População Bem de Raiz é uma série audiovisual de cinco episódios Título da Obra: População Urbana / Ano da Produção: população urbana Urbana sobre as condições de vida e as expectativas das 2008 / Cidade/ Estado: Rondônia/ Duração: 12' 53" populações atingidas pela instalação do AHE Jirau no Rio Madeira. Está série faz parte do “Estudo Complementar Qualitativo de Aspectos Socioeconômicos e Culturais das Localidades da Área de Influência do AHE Jirau, diagnóstico produzido durante a elaboração do Programa Básico Ambiental (PBA), no âmbito do licenciamento do AHE Jirau Sinopses Página 1
  2. 2. No. título sinopse ficha técnica tema 8 Bem de Raiz - videodiagnóstico HumanoMar - Saúde Bem de Raiz é uma série audiovisual de cinco episódios Título da Obra: Saúde / Ano da Produção: 2008 / Cidade/ saúde sobre as condições de vida e as expectativas das Estado: Rondônia/ Duração: 24' 06" / Edição: Igor populações atingidas pela instalação do AHE Jirau no Rio Barradas Madeira. Está série faz parte do “Estudo Complementar Qualitativo de Aspectos Socioeconômicos e Culturais das Localidades da Área de Influência do AHE Jirau, diagnóstico produzido durante a elaboração do Programa Básico Ambiental (PBA), no âmbito do licenciamento do AHE Jirau. 9 Bode Rei Cabra Rainha No semi-árido brasileiro, no ambiente da Caatinga, é Título da obra: Bode rei, cabra rainha / Ano da produção: costume dizer-se que "não é o homem quem cria o bode, 2008 / Cidade/ Estado: / Duração: 48 min / Produção: mas o bode que cria o homem". Diz-se também, que Super Filmes "porco, galinha e bode são a poupança do pobre" e que "do bode se aproveita até o berro". O sertão nordestino é o império do bode e da cabra. Ali, eles são os principais provedores de proteína animal para a maioria da população. Apesar de totalizarem cerca de 11 milhões de animais, sendo fundamentais para a sobrevivência das famílias que ainda resistem nas áreas rurais, os caprinos permanecem na clandestinidade da economia do país. Desde a antiguidade sabe-se que bodes e cabras são excelentes para produzir para o homem: leite, pele e carne, nessa ordem. Depois de quase 500 anos vivendo em sua poderosa invisibilidade, os milhões de cabras e bodes espalhados pelo Brasil começam a aparecer. BODE REI, CABRA RAINHA é um documentário onde os personagens principais são os bodes e as cabras; os coadjuvantes, seus humanos companheiros; e o cenário, a paisagem cultural e física do Nordeste brasileiro. 10 BR nas Aldeias - HumanoMar A BR 22 corta a terra do povo Tapeba ao meio, trazendo Título da Obra: BR nas aldeias / Ano da Produção: 2008 / risco de vida a comunidade e dificultando acesso às fontes Cidade/ Estado: Ceará / Duração: 15' 42'' de água. Sua ampliação é vista pelos não-índios como peça fundamental para o desenvolvimento do Estado do Ceará. Os Tapebas não são contra o desenvolvimento, mas acreditam que o mesmo deve respeitar o meio ambiente, a vida e cultura indígena. 11 Caminho das Águas 1- Panorama da água na natureza. 2- Como o Rio Grande Título da obra: Caminho das águas / Cidade / Estado: Rio do Sul gerencia suas águas. 3- Região hidrográfica do Rio grande do Sul/ RS/ Tempo de duração: 22' 07'' Uruguai. 4- Região higrográfica do Guaíba. 5- Região hidrográfica da bacia litorâneas. 6- Como preservar os serviços ambientais? 12 Comunidade Boca do Mamirauá: Um pouco da nossa vida por O filme retrata alguns aspectos do cotidiano de uma Título da obra: Um pouco da nossa vida por nós Amazônia/comunidade/rádio comunitária nós mesmos... comunidade ribeirinha da Amazônia, a maior floresta mesmos.../ Ano da produção: 2009 / Cidade / Estado: tropical do mundo. Os temas tratados são: A Cheia de Uarini/AM / Tempo de duração: 15' 20'' / Produção: 2009, uma das experiências mais difíceis por que Moradores da Comunidade Boca do Mamirauá passaram desde que se fixaram no local; a mudança da sede do Chapéu da Palha, um espaço dedicado à venda do artesanato produzido na própria Comunidade; e por fim, a Rádio Comunitária, um importanate instrumento de Comunicação para os ribeirinhos da região. Quem conta essa história são os próprios moradores da Comunidade Boca do Mamirauá, que fica na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, no Amazonas. Sinopses Página 2
  3. 3. No. título sinopse ficha técnica tema 13 Copos O vídeo mostra um diálogo entre um copo descartável e Título da obra: Copos / Ano de produção: 2009 / Cidade/ EA/A3P um copo plástico, onde são contados os benefícios e Estado: Santos/SP / Duração: 2' 36'' / Produção: Grupo de malefícios de cada personagem dando ênfase ao jovens do Programa Municipal de Valorização do Jovem - desperdício do copo descartável. Centro da Juventude Zona Orla, intermediária e Região Central Histórica - PMS. 14 Da Margem ao Centro: o outro lado do desenvolvimento No foco do filme está a contraditória realidade das Baías Título da obra: Da Margem ao Centro: o outro lado do desenv./pesca/espec. imobiliária de Septiba e da Ilha Grande, no Rio de Janeiro. O desenvolvimento/ Ano da produção: 2009 / Cidade / "progresso" tem colocado em risco cenários onde a Estado: Rio de Janeiro/ RJ / Tempo de duração: 34 min / natureza cultivou a beleza e o vigor das mais diversas Produção: Instituto Políticas Alternativas para o Cone Sul formas de vida. A expansão de grandes projetos privados (PACS) tem colocado em risco direitos essenciais das populações. "Da margem ao centro - o outro lado do desenvolvimento" mostra de forma sensível a sabedoria e a simpatia de pessoas que resistem à poluição atmosférica, à contaminação das águas, ao extermínio da mata atlântica, dos manguezais e da fauna marinha. O filme denuncia, emociona e encanta ao provar que existe outro modelo de desenvolvimento possível. 15 Das Margens da História às Margens do Purus... A Reserva Extrativista Arapixi é uma unidade de Título da obra: Das Margens da História às Margens do UC/comunidade Conservação, criada através de Decreto Presidencial s/n Purus / Ano da produção: 2009 / Cidade/ Estado: Boca do do dia 21 de junho de 2006, no município de Boca do Acre - Amazonas/ Duração: 22 min / Acre, Estado Amazonas. Com uma área aproximada de 134 mil hectares, residem na região cerca de 150 famílias às margens do Rio Purus e seus lagos de várzea. Esta população tem em seu cotidiano um rico conhecimento da relação com a natureza, a esperança de que esse conhecimento seja o ponto de partida para o acesso aos seus direitos e muitas histórias para contar... 16 Desenho - Perigos no caminho das tartarugas O desenho animado é um roteiro da publicação Título da obra: Clubinho da Tartaruga em: Perigos no EA/infantil/salvar tartarugas Almanaque Clubinho da Tartaruga (Edição Especial caminho das Tartarugas / Ano da produção: 2009 / CENAQUA/ IBAMA,1998. Reimpressão Cidade/ Estado: Goiânia/GO / Duração: 8' 33'' / Produção: RAN/ICMBIO,2008, Edições IBAMA). O conteúdo Mandra Filmes apresenta o Projeto Quelônios da Amazônia - PQA e sua trajetória, cvaracteriza a metodologia de trabalho e apresenta os resultados positivos para conservação dos quelônios da amazônia. Apresenta a proposta do Projeto Clubinho da Tartaruga por meio de um enredo literário com a Turma do Clubinho da Tartaruga e dos personagens Pedoc e Nemis. Incentiva a participação infantil para as questões ambientais a partir das tartarugas. Acompanham o desenho animado dois jogos interativos (game flash player 9.0). 17 Detetives do Rio O que é meio ambiente? Qual a importância da água? Título da obra: Detetives do rio / Ano da produção: 2008 / água/rio Qual a história do rio Paraguai? O que as pessoas sabem Cidade/ Estado: Corumbá/Mato Grosso do Sul/ Duração: sobre ele? O que eu sei sobre ele? Estes foram alguns dos 7' 04'' / Autoria e direção: Ana Maria Almeida Rosa / questionamentos que guiaram as Oficinas de Educação Roteiro e edição: Luiza Almeida Rosa Ambiental realizadas com um grupo de crianças brasileiras e bilivianas, alunas da Escola de Arte Moinho Cultural Sul - Americano, no município de Corumbá - Mato Grosso do Sul, lugar onde a água, representada pelo rio, é elemento bastante presente na construção e organização do espaço geográfico regional. Este vídeo nos leva a uma breve viagem a esta realidade experienciada. Um breve relato, por meio de vídeos, fotos, desenhos e depoimentos, das percepções e interpretações que envolvem uma paisagem. Sinopses Página 3
  4. 4. No. título sinopse ficha técnica tema 18 Elos da Água O vídeo "Elos da Água" foi criado com o objetivo de Título da obra: Elos da Água / Ano da produção: 2009 / água/consumo sensibilizar autoridades, estudantes e público em geral, Duração: 9 min / Produção: Planetária e tijd Realização: para o problema da diminuição da quantidade de água de Elo ambiental nascentes, corregos e rios, provocada pela falta de planejamento no uso e ocupação do solo. O processo de recarga dos mananciais é apresentado de forma bastante didática, intercalando-se ilustrações com intrevistas de especialistas e depoimentos da comunidade. Os municípios filmados são das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí- PCJ, mas trata-se de um problema que se estende por diversas regiões do Brasil e do mundo. 19 Ícaraí em Ruinas A produção tem como objetivo mostrar como a praia de Título da obra: Icaraí em ruinas / Ano da produção: 2010 / avanço do mar/turismo Icaraí vem sofrendo com o avanço do mar a partir de Cidade/Estado: Fortaleza/ Ceará / Duração: 9 minutos e relatos locais, (comerciantes, banhistas, surfistas e 10 segundos / Produção: Realização GIA (Grupo de moradores). A praia de Icaraí se localiza no município de interesse ambiental e anabol (a) Filmes. Edição: Alex Caucaia, região metropolitana de Fortaleza, uma praia Fedox / Imagens: Ícaro Maia / Fotografia: Diego Niobre / mundialmente frequentada no passado. Produção: Mariana Navarro. 20 Jardim Botânico O Jardim Botânico de Brasília possui 4500 hectares de Título da obra: Jardim Botânico de Brasília / Ano da UC/Cerrado unidade de conservação do cerrado brasileiro aberto ao produção: 2008 / Cidade / Estado: Brasília/DF / Tempo de público. É um lugar de rara beleza do cerrado que cerca o duração: 13' 27'' / Produção: UnBTV- Centro de Produção planalto central. Criado em 8 de março de 1985, o JBB Cultural e Educativa passou por muitas reformas a fim de alcançar os objetivos almejados: ser uma área protegida do cerrado, um espaço de pesquisa, educação ambiental e lazer para a população. 21 Jovens lideranças ambientais Um projeto aprovado pela ONU, jovens tentam mudar o Título da Obra: Jovens lideranças ambientais / Ano da EA meio ambiente em que vivem a partir de ações Produção: 2010 / Cidade/ Estado: Santo André/ SP / comunitárias e envolventes e se tornam lideranças na Duração: 6' 24'' comunidade onmde moram. 22 Mãe Terra - HumanoMar A cultura Tapeba enfrenta a quinhentos anos formas Título da Obra: Mãe Terra/ Ano da Produção: 2008 / compulsórias de contato com a civilização e suas políticas Cidade/ Estado: Ceará / Duração: 15' 11'' camufladas de escravização e etnocídio. Quais os desafios que o conhecimento tradicional tem diante de valores atuais? A força do toré, das ervas medicinais e das rezas pode ser a resposta. 23 Manejo Agroecológico da Caatinga Vídeo que documenta ações, do Movimento Minha Terra, Título da obra: MAC: Manejo Agroecológico da Caatinga / caatinga/agricultura familiar desenvolvidas no território do m,édio sertão alagoano, Ano da produção: 2007 / Cidade / Estado: Maceió/ onde pequenos agricultores, sociedade civil organizada e Alagoas / Tempo de duração: 27' 18'' / Autor: Glauber poder público trabalham de forma organizada e mostra Xavier e André Lima / Roteiro e Direção: Glauber Xavier e como pode ser bela a caatinga. André Lima / Direção de Fotografia: Glauber Xavier / Narração: André lima / Montagem e Edição: Glauber Xavier / Produção: Movimento Minha Terra, Saudáveis Subversivos, Quarto dos Fundos, Estúdio Concha Acústica, Comunica. 24 Manuelzão - A expedição e a população A expedição Manuelzão desce o Rio das Velhas levantou Título: A Expedição e a população / Duração: 8 minutos / as principais reivindicações da população ribeirinha, Idealização: Coordenação Projeto Manuelzão: Apolo estimulando a sua participação nos comitês Manuelzão Heringer Lisboa, Marcus Vinícius polignano, Antônio dos afluentes do Velhas. Informou e mobilizou toda a Thomaz Mata, Carlos Alberto Mascarenhas, Elton Antunes população através dos meios de comunicação, da e Rogério Sepúlveda / Produção do Vídeo: Casca Grossa divulgação de mapas das diversas regiões da bacia, Vídeo / Textos: Eugênio Goulart / Direção e Edição de apontando para a necessidade do trabalho conjunto para o Imagens: Rodrigo de Angelis sucesso da Expedição. Promoveu, nas sedes municipais, distritais e povoados banhados pelo Rio das Velhas, palestras abertas ao público e eventos performáticos em que os caiaqueiros e coordenadores do Projeto Manuelzão abordaram temáticas locais vinculadas à relação entre a Saúde, a Educação, a Cidadania e o Meio Ambiente; Sinopses Página 4
  5. 5. No. título sinopse ficha técnica tema 25 Manuelzão - A riqueza cultural desde as montanhas até o sertãoO Rio das Velhas carrega em si a história do Brasil Colônia, das Título: A riqueza Cultural desde as montanhas até o sertão comunidade quilombola mineiro explorações de ouro e pedras preciosas, da escravidão e da mineiro / Duração: 8 minutos / Idealização: Coordenação Projeto religiosidade. A bacia foi cenário inspirador de obras literárias Manuelzão: Apolo Heringer Lisboa, Marcus Vinícius polignano, como as de Guimarães Rosa. A Expedição Manuelzão desce o Antônio Thomaz Mata, Carlos Alberto Mascarenhas, Elton Rio das Velhas foi palco de riqueza cultural muito grande, Antunes e Rogério Sepúlveda / Produção do Vídeo: Casca presente da nascente à foz da bacia. Grossa Vídeo / Textos: Eugênio Goulart / Direção e Edição de Imagens: Rodrigo de Angelis 26 Manuelzão - Expedição curimatai Do dia 19 a 23 de abril de 2006, o Projeto Manuelzão Titulo: Resumo Expedição Rio Cirumataí/ 2006 / Duração: 10 juntamente com as Prefeituras dos Municípios que fazem parte minutos / Idealização: Coordenação Projeto Manuelzão: Apolo da Bacia do Rio Curimataí, realizaram mais uma expedição. Ela Heringer Lisboa, Marcus Vinícius polignano, Antônio Thomaz teve como objetivo formalizar a criação do Subcomitê da Bacia Mata, Carlos Alberto Mascarenhas, Elton Antunes e Rogério do Rio Curimataí, mobilizar os habitantes dos municípios, Sepúlveda / Produção do Vídeo: Casca Grossa Vídeo / Direção distritos e comunidades ribeirinhas para o problema da e Edição de Imagens: Rodrigo de Angelis contaminação dos córregos, ribeirões e rios, para a necessidade de preservação e da “volta do peixe” ao rio como indicador da qualidade das águas. Além desses objetivos a expedição buscou criar oportunidades de promover e reforçar o relacionamento entre as diversas comunidades, escolas, associações e empresas presentes na região, valorizando sempre as manifestações e os grupos culturais de cada cidade. 27 Manuelzão - Expedição Ribeirão da Mata O Projeto Manuelzão iniciou no sábado, dia 21 de outubro de Título: Resumo Expedição Ribeirão da Mata / 2006 / Duração: 2006, mais uma expedição para sensibilizar a população 17 minutos / Idealização: Coordenação Projeto Manuelzão: ribeirinha sobre a necessidade de revitalizar os cursos d´água Apolo Heringer Lisboa, Marcus Vinícius polignano, Antônio integrantes da Bacia do Rio das Velhas. Até o dia 27, os Thomaz Mata, Carlos Alberto Mascarenhas, Elton Antunes e integrantes do projeto percorreram trechos do Ribeirão da Rogério Sepúlveda / Produção do Vídeo: Casca Grossa Vídeo / Mata, entre os municípios de Esmeraldas e Santa Luzia. Para Direção e Edição de Imagens: Rodrigo de Angelis essa expedição foram planejadas duas equipes, uma composta por caiaqueiros, para percorrer toda a extensão da bacia, e a outra percorrerá o trajeto por terra. Nas paradas, a equipe dos caiaques foi recebida pelos alunos das escolas e pela comunidade. Nos municípios que fazem parte da bacia, as duas equipes desenvolveram atividades culturais, plantio de mudas e exibição dos vídeos de outras expedições do Projeto. 28 Manuelzão - Expedição Rio das Velhas Conhecer a realidade de um rio de seu melhor ângulo: o de Título: Resumo Expedição Rio das Velhas/ 2003 / Duração: 12 dentro. Essa foi a proposta da Expedição Manuelzão desce o minutos / Idealização: Coordenação Projeto Manuelzão: Apolo Rio das Velhas, realizada pelo Projeto Manuelzão em 2003. Heringer Lisboa, Marcus Vinícius polignano, Antônio Thomaz Três navegadores percorreram de caiaque todo o curso do rio, Mata, Carlos Alberto Mascarenhas, Elton Antunes e Rogério em seus 804 quilômetros, indo da nascente, na Cachoeira das Sepúlveda / Produção do Vídeo: Casca Grossa Vídeo / Direção Andorinhas, em Ouro Preto, até a foz, no São Francisco, em e Edição de Imagens: Rodrigo de Angelis Barra do Guaicuí. Paralelamente à descida, foram realizadas caminhadas, palestras e apresentações culturais, como teatro e música, nas cidades. Cerca de 70 mil pessoas tiveram contato direto com a Expedição, em saudações nas margens dos rios, pontes e nos eventos organizados por escolas, Núcleos Manuelzão locais e prefeituras. 29 Manuelzão - Expedição Tauqaruçu Sensibilizar e mobilizar os habitantes dos municípios, distritos e Título: Resumo Expedição Rio Taquaraçu/ 2005 / Duração: 8 comunidades ribeirinhas para a recuperação da bacia do Rio minutos / Idealização: Coordenação Projeto Manuelzão: Apolo Taquaraçu. Essa foi a proposta da Expedição Manuelzão desce Heringer Lisboa, Marcus Vinícius polignano, Antônio Thomaz o Rio Taquaraçu, realizada entre os dias 28 de setembro e 3 de Mata, Carlos Alberto Mascarenhas, Elton Antunes e Rogério outubro de 2005. A expedição, organizada pelo Núcleo Sepúlveda / Produção do Vídeo: Casca Grossa Vídeo / Direção Manuelzão da sub-bacia do Rio, teve atividades em Nova e Edição de Imagens: Rodrigo de Angelis União, Caeté, Taquaraçu de Minas, Santa Luzia e Jaboticatubas. Sinopses Página 5
  6. 6. No. título sinopse ficha técnica tema 30 Manuelzão - Histórias e "causos" da beira do rio Durante quase trezentos anos, o Rio das Velhas foi a Título: Histórias e Causos da beira do rio / Duração: 7 principal estrada de minas Gerais. A transmissão das minutos / Idealização: Coordenação Projeto Manuelzão: lendas e das culturas antigas se realizavam às margens Apolo Heringer Lisboa, Marcus Vinícius polignano, Antônio dos rios. Sua transmissão permanece até hoje por meio da Thomaz Mata, Carlos Alberto Mascarenhas, Elton Antunes história oral, passada de geração a geração. e Rogério Sepúlveda / Produção do Vídeo: Casca Grossa Vídeo / Textos: Eugênio Goulart / Direção e Edição de Imagens: Rodrigo de Angelis 31 Manuelzão - Navegando o Rio das Velhas Percorrer todo o curso do Rio das Velhas, em seus 800 Título: Compacto do Documentário da Expedição quilômetros. Esta foi a proposta da expedição que o Manuelzão Desce o Rio das Velhas / Duração: 12 minutos Projeto Manuelzão realizou do dia 12 de setembro a 11 de / Idealização: Coordenação Projeto Manuelzão: Apolo outubro de 2003. Três navegadores desceram de caiaque Heringer Lisboa, Marcus Vinícius Polignano, Antônio o rio, indo da nascente, na Cachoeira das Andorinhas em Thomaz Mata, Carlos Alberto Mascarenhas, Elton Antunes Ouro Preto, até a foz, no São Francisco em Barra do e Rogério Sepúlveda / Produção do Vídeo: Casca Grossa Guaicuí. Paralelamente à descida, aconteceram vários Vídeo / Textos: Eugênio Goulart / Direção e Edição de eventos, como caminhadas, palestras, apresentações de Imagens: Rodrigo de Angelis teatro e música nos municípios às margens do rio. O objetivo era mobilizar a população, despertando a noção de pertencimento à bacia hidrográfica do Velhas e alertando para a necessidade de revitalizar este ambiente. 32 Manuelzão - O patrimônio natural e a degradação do rio Na expedição Manuelzão desce o Rio das Velhas, o Título: O Patrimônio Natural e a degradação do Rio / Projeto Manuelzão assumiu o papel correspondente a uma Duração: 8 minutos / Idealização: Coordenação Projeto agência de desenvolvimento regional com eixo na gestão Manuelzão: Apolo Heringer Lisboa, Marcus Vinícius ambiental das águas e no desenvolvimento sustentável. Polignano, Antônio Thomaz Mata, Carlos Alberto Os caiaqueiros, seguindo a sua rota fluvial, executaram Mascarenhas, Elton Antunes e Rogério Sepúlveda / uma delicada costura entre os pólos municipais e as sub- Produção do Vídeo: Casca Grossa Vídeo / Textos: bacias hidrográficas onde atua o Projeto Manuelzão. Foi Eugênio Goulart / Direção e Edição de Imagens: Rodrigo verificado que a capital mineira, juntamente com sua de Angelis região metropolitana, é a maior responsável pela poluição da Bacia do Rio das Velhas, principalmente por meio dos ribeirões Arrudas e da Onça. Apesar do cenário negativo, a coordenação do Projeto acredita que é possível mudar. 33 Máquinas O filme trata do caos do trânsito das grandes cidades. É Título da Obra: "Máquinas"/ Ano da Produção: 2009 / desenvolvimento um apelo à sociedade,mostrando a supremacia das Cidade/ Estado: Santos/SP/ Duração: 2' 20'' / Produção: máquinas, no caso, dos automóveis, em todos os lugares, Grupo de jovens do Programa Municipal de Valorização do ocupando o espaço das próprias pessoas. Jovem- Centro da Juventude Zona Orla, intermediária e Região Central Histórica- PMS. 34 Mutum até Debaixo D'Água - HumanoMar A construção de uma barragem. Jovens empunham Título da Obra: Mutum até debaixo d'água / Ano da cêmeras e realizam uma filme antes do alagamento: viram Produção: 2008 / Cidade: Mutum-Paraná Estado: RO / os olhos para seu próprio universo em busca de Duração: 14' 25'' patrimônios perdidos, histórias escondidas e expectativas do futuro de uma cidade que em breve estará submersa. 35 Mutum-Madeira - HumanoMar Antes árvores, agora tabuas. Serra gira e movimenta uma Título da Obra: Mutum -Madeira/ Ano da Produção: 2008 / cidade feita de madeira. Quem destrói a floresta? Cidade: Mutum-Paraná Estado: RO / Duração: 12' 09'' Madeireiros: Vilões ou mocinhos? Serra que corta, serra que desmata, serra que alimenta, serra que constrói casa e sonhos. Sinopses Página 6
  7. 7. No. título sinopse ficha técnica tema 36 Não Mangue de Mim Não mangue de mim narra a história da intricada relação Título da obra: Não mangue de mim / Ano da produção: desenv./especulação imobiliária/cultura local de homens e orixás com o manguezal, berçário da vida 2008 / Cidade / Estado: Aracati/CE / Tempo de duração: marinha e substrato de cosmologias afro-brasileiras. Da 19' 13'' / Produção: Jaco Galdino e Anerivan Reinalda / lama do mangue. Nanã molda diversas formas de vida; Direção: Jaco Galdino / Montagem: Galdi Valentim das aguás do rio brota a bela Oxum e no encontro com o mar, reina majestosa Yemanjá. Em terra firme, moradores das regiões ribeirinhas celebram São Benedito com o Samba de roda e festejam um novo casal com o embarreiro, ritual coletivo de erguimento de casas de taipa, regado a muita feijoada, cachaça e cantoria. Mas as terras férteis e abundantes dos manguezais de Caravelas estão sendo visitadas por ionescrupulósos que aí pretendem erguer uma grande indústria. Os moradores, ajudados pelo caipora e outros entes invisíveis, resolvem se erguer e dizer não. Não mangue de mim revela a um só tempo toda a força e delicadeza dos laços que unem as pessoas entre si, em defesa de seu modo de vida, e o poder ou axé que essas lutas ganham quando abençoadas pelos seus orixás. Este filme é mais uma produção de vídeo independente ligado ao Cine Clube Cravelas, no extremo sul baiano. 37 O assobiador - HumanoMar Diante do maior empreendimento do estado do ceará, o Título da Obra: O assobiador / Ano da Produção: 2008 / povo Anacé resgata sua história, fortalece suas raízes e Cidade/ Estado: Ceará / Duração: 13' 59'' enfrenta preconceitos na defesa de sua identidade, de seu território, de sua fauna e flora e de seus encantados. Pisa no chão com força e com fé. Índio guerreiro é o índio Anacé. 38 Paupereiro conta o ABCerrado, a Matemática Esse documentário apresenta os projetos educacionais Título da obra: Paupeiro contra o ABCerrado, a Matemática EA desenvolvidos pelo professor Paulo Flávio Pereira em e o Bicho Cerrador / Ano da produção: 2004 / Cidade / escolas da rede oficial de ensino do Distrito Federal. Todos Estado: Brasília/DF / Tempo de duração: 15' 58'' / esses projetos tem como base a realidade imediata, o Produção: Olhar Multimídia Filmes contexto sócio-cultural e o meio ambiente dos alunos e o eixo central é através da arte e seus elementos de linguagem. 39 Projeto Agroflorestal da Aldeia de Wassu Cocal Vídeo que apresenta o Projeto Agroflorestal da Aldeia Título da obra: PAWC - Projeto Agroflorestal sa Aldeia sistema agroflorestal em aldeia indígena Wassu Cocal na cidade de Joaquim Gomes- AL. O projeto Wassu Cocal/ Ano da produção: 2008 / Cidade/ Estado: foi desenvolvido em parceria entre o povo Wassu Cocal e o Maceió/ AL / Duração: 17' 35'' / Autor: Galuber Xavier e Movimento Minha Terra e mostra as soluções de André Lima / Roteiro e Direção: Glauber Xavier e André agroflorestação incorporadas na recente luta do povo Lima / Direção e Fotografia: Glauber Xavier / Narração: Wassu para iniciar o reflorestamento de sua terra André Lima / Música:Indíos Wassu Cocal e Gato Zarolho / desgastada pela agropecuária e pelo cultivo da cana de Técnico de Estúdio: Dácio Messias / Som Direto e açúcar pelos antigos latifundiários que antes ocuparam Finalização de Áudio: Daniel Carvalho / Montagem e suas terras. A música é dos próprios índios Wassu e da Edição: Glauber Xavier / Produção: Movimento Minha banda Gato Zarolho. Terra, Saudáveis Subversivos, Quarto dos Fundos, Estúdio Concha Acústica, Comunica. 40 Projeto Ecoagreste Registro do projeto de agroecologia para o Título da obra: Projeto Ecoagreste / Ano da produção: agroecologia/ desenvolvimento familiar, realizado pelo Movimento Minha 2007 / Cidade/ Estado: Maceió/ AL / Duração: 16' 41'' / Terra, nos municípios da Arapiraca, Feira Grande, Girau Autor: Galuber Xavier / Roteiro e Direção: Glauber Xavier e do Ponciano, Lagoa da Canoa e Limoeiro de Anadia. André Lima / Direção e Fotografia: Glauber Xavier / Narração: André Lima / Montagem e Edição: Glauber Xavier / Produção: Movimento Minha Terra, Saudáveis Subversivos, Quarto dos Fundos, Estúdio Concha Acústica, Comunica 41 Quebrou a Língua Gente, cultura, cidadania, e esperança - uma visão dos Título da obra: Quebrou a língua/ Ano da produção: 2007 / agroecologia/comunidade assentamentos de reforma agrária do Estado de Goiás Cidade / Estado: Goiás / Tempo de duração: 28 min / Coordenador da produção: Elias Rodrigues Sinopses Página 7
  8. 8. No. título sinopse ficha técnica tema 42 Resistir e Saber Cuidar O MST congrega atualmente mais de 300 mil famílias em Título da obra: Resistir e saber cuidar / Ano da produção: agroecologia/comunidade 23 estados do Brasil. Experiências agroecológicas ricas e 2006 / Cidade / Estado: / Tempo de duração: 35 min / diversificadas vem sendo desenvolvidas nos Produzido por: Triângulo Produções / Direção e roteiro: assentamentos de reforma agrária. Com muito trabalho, Cecília Figueiredo / Edição: Mariana Sussekind / Imgens: sabedoria, organização e luta, o povo vem demonstrando Fábio Serfaty e Cecília Figueiredo / Música: Fábio Carvalho que uma nova agricultura é possível, promovendo a soberania alimentar e valorizando as culturas populares, em contraposição ao modelo hegemônico no Brasil, baseado no latifúndio e na exploração predatória da natureza e dos seres humanos. Este vídeo mostra algumas dessas experiencias agroecológicas. São sementes de esperança. Inspiram nosso povo a construir o futuro de suas comunidades e do país com dignidade. 43 Revitalização do Rio Sitiá. Eu faço parte Este DVD reúne o conjunto das ações do IC na Título da obra: Revitalização do Rio Sitiá - Eu faço parte - materialização do projeto "Ampliação e monitoramento da Projeto de ampliação e monitoramento de mata ciliar na Mata Ciliar na Micro-Bacia do Rio Sitiá" no Município de micro bacia do rio Sitiá / Ano da produção: 2009 / Quixadá-CE, com o apoio do Fundo de Direitos Difusos Duração: 29 min / Coordenador de produção: Osvaldo (FDD), no Ministério da Justiça- Convênio 027/2008 Alves de Andrade Filho 44 Saberes Caiçaras: a reinvenção da cultura caiçara no município O filme, produzido por jovens caiçaras do município de Título da obra: Saberes Caiçaras: a reinvenção da cultura de Cananéia/SP Cananéia- SP, evidencia importantes aspectos da cultura caiçara no município de Cananéia/ SP/ Ano da produção: caiçara com um olhar crítico e motivador. Faz um registro 2008 / Cidade / Estado: Cananéia/SP/ Tempo de duração: do diálogo entre gerações que contam como as mudanças 33'17'' min / Autor: Coletivo Jovem Caiçara / Produção: socioambientais, culturais e econômicas afetaram e afetam Cleber Rocha Chiquinho os modos de vida dessa população tradicional, além de mostrar as adaptações que as comunidades desenvolveram para manter vivo e presente os saberes e fazeres caiçaras. 45 Saindo da Lixeira: alma ambiental Conjunto José Bonifácio, Itaquera, Zona Leste de São Título da Obra: Saindo da lixeira: alma ambiental / Ano da reciclagem Paulo. Em meio à crise financeira mundial, o vídeo Produção: 2009 / Cidade/ Estado: São Paulo / Duração: documenta o dia-a-dia da catação e coleta de resíduos, 46' 02'' Direção: Filipe Freitas / Produção: Filipe Freitas trazendo à tona o olhar, os desafios e os sentimentos das gênero Documentário pessoas que vivem da reciclagem. Abordando a complexa realização Grupo Alma Ambiental problemática do lixo em São Paulo, o vídeo tem como pano de fundo a ação artística e educativa do Grupo Alma Ambiental, formado por jovens do bairro que agem para sensibilizar e mobilizar a população, incentivando a autonomia a partir de uma nova consciência. 46 Sala Verde Cananéia/SP Documentário produzido através de processo Título da obra: Sala Verde Cananéia / Ano da produção: educomunicativo, entre o a Sala Verde Cananéia, a 2008 / Cidade/Estado: Cananéia/SP / Duração: 07’06” / Empresa Brasileira de Comunicação - EBC e o Produção: Sala Verde Cananéia, Empresa Brasil de Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Comunicação - EBC e Ministério do Meio Ambiente - MMA Meio Ambiente – MMA. O filme mostra um pouco das ações colaborativas que existem entre os grupos, coletivos e espaços educadores do município de Cananéia, litoral sul de São Paulo, são eles: a Sala Verde Cananéia, o Ponto de Cultura Caiçaras, a Rede Cananéia, o Coletivo Jovem Caiçara e o Coletivo Educador do Lagamar. O vídeo foi apresentado como pauta das Salas Verdes na reunião com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa - CPLP, ocorrida em 2008 em Angola, na África. O documentário atende também a necessidade de um programa piloto para a proposta de capacitação em produção audiovisual das 390 Salas Verdes, que vem sendo desenhada entre Empresa Brasileira de Comunicação, Ministério do Meio Ambiente, e articulado com o Ministério da Cultura. 47 Sala Verde Maragogipe Sinopses Página 8
  9. 9. No. título sinopse ficha técnica tema 48 Semente Urbana A semente de vida que brota perante o concreto Título da Obra: Semente Urbana/ Ano da Produção: 2009 / sobrevivência/resistência Cidade/ Estado: Rio de Janeiro/RJ / Duração: 1' 00'' / Produção: Turma expressões de vídeos em celular 49 Sid Sementinha Ciente de seu compromisso com a preservação ambiental Título da Obra: Sid Sementinha / Ano de produção: 2009 / EA o SIMECS, Sindicato da Indústrias Metalurgicas, Cidade: Caxias do Sul / Duração: 6' 30'' / Produção: CDI Mecanicas e de Material Elétrico de Caxias do Sul, através Comunicação Digital Inteligente / Autor: SIMECS / da sua Comissão de Meio Ambiente, lança este importante Direção: Airton Soares / Edição: Fabrício Barros / Roteiro: trabalho voltado para crianças que tem como objetivo servir Ricardo Fernandes para uma reflexão social a respeito da necessidade de preservarmos o mEio Ambiente e garantirmos um futuro melhor às próximas gerações. Ao apresentar o SIMECS AMBIENTAL apresentamos o personagem Sid Sementinha, protagonista deste vídeo, que dá dicas de como preservarmos o meio ambiente através de nosso dia- a-dia. O vídeo foi produzido especialmente para um público infantil de 3 a 10 anos e trata de situações cotidianas da relação das crianças com sua família, cidade e escola, sempre mostrando exemplos de ação sem prejudicar o meio ambiente. 50 SOS Jaú – Dia Mundial da Água 2010: Água limpa para um O filme é parte da comemoração do Dia Mundial da Água Título da obra: SOS Jaú/ Ano da produção: 2010 / Cidade mundo sustentável em Ibiraci, tendo como tema os impactos ambientais que / Estado: Ibiraci/MG / Tempo de duração: 22' 28'' / Autor: alteram a história da pesca na nossa região e levaram o Sala Verde - Centro de Educação Ambiental Seriema / jaú ao atual risco de extinção na bacia do Rio Grande. Direção: José Limonti Jr. e Dgianni D. Andrade Neves / Roteiro: José Limonti Jr. / Edição: Welington Teuto e Fernando Lago / Produção: Oscip PROBRIG (Protetores da Bacia do Rio Grande) e Sala Verde (Prefeitura Municipal de Ibiraci) 51 Um passeio entre contrastes O filme apresenta a realidade de uma pequena Área Título da Obra: Parque Natural Municipal da Ronda: Um UC Protegida municipal, com todos os seus potenciais, passeio entre contrastes / Ano da Produção: 2008 / problemas e desafios. Para mostrar o que ocorre na área, Cidade/ Estado: São Francisco de Paula/RS / Duração: 18' utiliza a abordagem de levar o expevtador a um "passeio" 54'' / Produção: Equipe do Ecoserra Edição 2008 pelo local. 52 Visitação ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros O parque Nacional da Chapada do Veadeiros, criado em Título da obra: Visitação ao Parque Nacional da Chapada UC/Cerrado 1961, protege uma área de 65.514 ha do Cerrado de dos Veadeiros/ Ano da produção: 2008 / Cidade / Estado: altitude. São diversas formações vegetais; centenas de Brasília/DF / Tempo de duração: 12' 28'' / Produção: nascentes e curso d'água, rochas com mais de um bilão UnBTV- Centro de Produção Cultural e Educativa de anos, além de paisagens de rara beleza, com feições que se alteram ao longo do ano. O Parque tembém preserva áreas de antigos garimpos, como parte da história local e foi declarado Patrimônio Mundial da Natural em 2001 pela UNESCO. Além da conservação, o Parque tem como objetivos a pesquisa científica, a educação ambiental e a visitação pública. A caminhada e banhos de cachoeira são as principais atividades no Parque nas imensas paisagens da Chapada numa viagem pelo Cerrado brasileiro em antigas rotas usadas por garimpeiros, que hoje são utilizados pelos visitantes como fizeram os alunos do curso de Pedagogia da Universidade de Brasília. Sinopses Página 9

×