SlideShare uma empresa Scribd logo

Portugues 6 ano 2º teste

Teste de português 6º ano sobre contos tradicionais (fábulas)

1 de 5
Baixar para ler offline
Grupo I
Parte A
Lê o texto com muita atenção.
O burro carregado de sal
Havia um homem que fazia comércio entre Atenas e a planície da Ática, a região cuja capital é aquela cidade.
Abastecia de sal, peixe e outros produtos os aldeãos, recebendo em troca lã, óleo e queijos. Para transportar a
mercadoria de um lado para outro, utilizava dois burros. Os pobres animais viajavam sempre carregados até mais
não e, como se isso não bastasse, tinham de percorrer atalhos pedregosos, subir e descer por maus e íngremes
caminhos e passar a vau rios e riachos, já que, naquela época, as pontes eram uma raridade.
Certa vez, a pequena caravana atravessava um rio quando um dos burros, o mais velho, escorregou numa
pedra coberta de musgo, perdeu o equilíbrio e caiu à água que, naquele lugar, era um pouco mais funda.
O mercador acorreu imediatamente e começou a puxá-lo pela rédea. Contudo, apesar dos seus esforços,
demorou a pô-lo de pé outra vez. Quando o conseguiu, constatou algo surpreendente: o fardo estava reduzido a
menos de metade do que era!
Com efeito, o burro mais velho transportava dois sacos de sal, que se dissolveu em grande parte devido
àquele mergulho inesperado.
Algumas horas de caminho mais tarde, o homem e os seus animais chegaram diante de um outro curso de
água. Foi então que o jovem burro, que antes do incidente suportara com paciência a fadiga, já não podendo mais
com tanto peso e vendo o seu companheiro leve e fresco, teve uma ideia que lhe pareceu extraordinária: “E se
também eu fingisse escorregar na corrente? É isso mesmo! O meu dono não vai desconfiar que eu o terei feito de
propósito…”
Se bem o pensou, melhor o fez.
Ao chegarem bem a meio do vau, o burro mais carregado parou um instante, vacilou e caiu como uma pedra
na água.
O dono veio imediatamente em seu socorro e começou a puxá-lo pela rédea, mas ele fincou os cascos no
fundo e começou a fazer resistência.
“Seria louco se deixasse que me tirassem já daqui” – pensava. – “O meu companheiro esteve um bom
bocado na água antes de ficar mais leve.”
O que era estranho é que se sentia cada vez mais pesado. O fardo que trazia sobre o lombo estava a tornar-
se um peso insuportável, um carrego que só o empurrava para baixo, cada vez mais para o fundo… Assim, por
não saber que a sua carga era de peixe seco e de esponjas e não de sal, como a do amigo, o nosso burro afogou-
se miseravelmente.
Segundo alguns, esta fábula ensina-nos que frequentemente os homens cavam a sua ruína com as suas
próprias mãos; segundo outros, quer antes dizer-nos que aquilo que é bom para um pode ser prejudicial para
outro.
Esopo,As Mais Belas Fábulas de Esopo, Ed. Civilização, 1995
Ficha de Avaliação de
Português 6º Ano
Responde ao que te é pedido sobre o texto que acabaste de ler, seguindo as orientações que te são
dadas.
1. O texto que acabaste de ler é uma fábula.
1.1. Assinala apenas as afirmações corretas em relação às fábulas.
a. As fábulas são narrativas em prosa ou em verso.
b. Esta fábula foi escrita por La Fontaine.
c. Neste tipo de narrativa, as personagens são geralmente animais, que falam e agem como pessoas.
d. Normalmente, iniciam-se com uma moralidade.
e. Nesta fábula, a moralidade pode ter mais que uma interpretação.
1.2. O comerciante transportava as suas mercadorias
a. utilizando, apenas, um dos burros. b. utilizando, principalmente, um dos burros.
c. utilizando, sempre, os dois burros.
1.3. Certo dia, o burro mais velho caiu à agua,
a. porque o empurraram. b. porque se desequilibrou. c. porque partiu uma pata.
1.4. A mercadoria ficou reduzida, porque
a. o burro a espalhou pela água. b. o sal é uma matéria solúvel. c. o mergulho foi inesperado.
1.5. Mais adiante, o burro mais jovem
a. sentiu que estava quase a cair. b. pediu para lhe aliviarem a carga.
c. pensou em enganar o dono.
1.6. O burro afogou-se, porque
a. a sua carga aumentou de peso. b. a inveja também pesa. c. não sabia o que transportava.
2. O burro mais jovem começou a sentir-se numa situação de desigualdade.
2.1. Comprova esta afirmação, transcrevendo uma frase do texto.
_________________________________________________________________________________________
2.2. Que sinais auxiliares de escrita são utilizados para assinalar o pensamento do burro?
_________________________________________________________________________________________
3. O burro mais jovem caiu à água.
3.1. Transcreve a palavra que prova que o dono o socorreu com prontidão.
_________________________________________________________________________________________
3.2. Quem dificultou essa ajuda? Justifica a tua resposta.
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
4. O raciocínio que o burro fez depois da queda foi-lhe
a. favorável b. fatal
4.1. Transcreve uma frase do texto que comprove a tua escolha.
_________________________________________________________________________________________
5. Esta fábula termina com duas moralidades. Qual te parece ser a mais adequada? Justifica a tua resposta.
________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
Parte B
Lê, agora, este texto publicado no sítio da Associação para o Estudo e Proteção do Gado Asinino.
Passeios em burro pelas terras de Miranda
A AEPGA propõe-lhe a realização de passeios em burro à descoberta da natureza e aldeias
tradicionais do Planalto Mirandês, Parque Natural do Douro Internacional e Vale do Rio Sabor, com
partida desde os Centros da AEPGA – “O Palheirico” em Atenor ou do Centro de Atividades
Asinoterapêuticas em Pena Branca.
Mais do que um meio de transporte, ideal para transportar sacos e mochilas, o burro será o seu
companheiro de viagem, numa variedade de ofertas em descoberta das terras de Trás-os-Montes.
Rapidamente se aperceberá de que uma relação amigável será estabelecida entre si e o seu novo
companheiro de viagem… isto para nem sequer falar das crianças que ficam rendidas a partir do primeiro
contacto.
Poderá escolher entre duas diferentes modalidades de passeios, conforme a disponibilidade que tenha
para passear por estas terras – Passeios de Longa Duração e Passeios de Curta Duração.
Passeios de Longa Duração LD
Os passeios de longa duração LD (2 a 5 dias) destinam-se a grupos de participantes de 6 a 15 pessoas
e incluem o acompanhamento por um guia, o aluguer dos burros (1 burro para 2-3 pessoas), alimentação
e dormida (opcional), e regresso ao ponto de partida em burro ou carrinha.
Passeios de Curta Duração CD
Os passeios de curta duração CD (1 a 8 horas) realizam-se em volta de Atenor ou Pena Branca, para
grupos sem número mínimo de participantes, e incluem o acompanhamento por um guia e o aluguer dos
burros (1 burro para 1-3 pessoas). Poderá ainda ser incluída uma merenda para o meio do dia.
Dificuldade
Fácil: Acessível a todos. Esforço diário até 4 horas com várias pausas para descanso.
Médio: Acessível à maioria das pessoas sendo essencial gozar de boa saúde e gostar de boas
caminhadas. Esforço diário de 4 a 6 horas com pausas para descanso. É acessível a pessoas com
hábitos sedentários, mas que gostem de atividade.
Difícil: Pessoas praticando atividade física com regularidade ou habituados a grandes caminhadas com
desníveis acentuados. Esforço diário de 5 a 6 horas, havendo a possibilidade de existir alguma etapa
mais longa. Acessível a pessoas vigorosas, com espírito de aventura e com grande motivação para o
percurso.
in http://www.aepga.pt(texto com supressões;consultado em 11-01-2012)
6. Completa o quadro após a leitura do texto.
Sigla da associação organizadora
dos passeios
Objetivos do passeio
Locais de visita
Locais de partida dos
passeios
Tipos de passeio
Graus de dificuldade
7. Relê, apenas, a parte do texto respeitante aos tipos de passeio. Assinala as afirmações corretas e corrige as
falsas.
a. Os passeios LD destinam-se, apenas, a grupos de 15 pessoas.
b. Estes passeios incluem obrigatoriamente um guia, alimentação e dormida.
c. O aluguer do burro é pago à parte.
d. Os passeios CD realizam-se pelas redondezas.
e. Não existe limitação de número mínimo de participantes por grupo nos passeios CD.
f. O regresso do passeio CD será feito em burro ou numa carrinha.
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________
8. Num pequeno texto, indica qual a modalidade de passeio que escolherias, incluindo o grau de dificuldade e
justificando a tua escolha.
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________
Grupo II
Responde aos itens que se seguem de acordo com as orientações que te são dadas.
1. Lê o seguinte parágrafo.
Havia um comerciante que vendia a sua mercadoria aos aldeãos. Para transportar a sua mercadoria de um lado
para o outro, o comerciante utilizava dois burros. O homem não dava descanso aos dois burros.
Reescreve o parágrafo, substituindo as palavras sublinhadas por pronomes pessoais.
__________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________
2. Nas frases seguintes, destacámos os pronomes pessoais. Sublinha apenas o pronome pessoal reflexo.
Ele carregou-os com muitos sacos, sem lhes dar a oportunidade de descansarem. Um dos burros encostou-se a
uma árvore, mas o dono empurrou-o.
3. Indica a subclasse de todos os determinantes sublinhados.
Aqueles burros tinham uma vida dura. O seu dono carregava-os sem lhes perguntar: “Que peso aguentas?”
Artigo definido Artigo indefinido Demonstrativo Possessivo Interrogativo
4. Preenche o quadro com as informações relativas à forma verbal sublinhada na frase seguinte:
O burro levava um grande fardo sobre o lombo.
Infinitivo _______________________________
Conjugação ____________________________
Tempo e modo _________________________
Pessoa e número _______________________
5. Identifica o tipo das frases no quadro abaixo.
Frase Tipo de frase
a. O comerciante transportava a mercadoria em dois burros.
b. Pobres animais que iam tão carregados!
c. Não devia ser permitido carregar tanto peso.
d. E se ele escorregasse na corrente?
e. Vá lá, levanta-te,querido burrinho!
f. Não saias da água sem a carga.
Grupo III
Escreve uma história, de 140 a 200 palavras, em que um burro seja a personagem principal. Não te esqueças de
planificar o teu texto:
• Introdução – situa a narrativa no tempo e no espaço; apresenta e caracteriza a(s) personagem(ns).
• Desenvolvimento – narra os acontecimentos / problemas / peripécias.
• Conclusão – redige um final adequado para a história.
Depois de escreveres o texto:
• revê-o com atenção;
• certifica-te de que respeitaste o que te é pedido.

Recomendados

Ficha sobre o século e os primeiros povos
Ficha sobre o século e os primeiros povosFicha sobre o século e os primeiros povos
Ficha sobre o século e os primeiros povosKlasse A
 
Ciências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodo
Ciências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodoCiências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodo
Ciências Natureza Teste 5 Ano 1ºPeriodoJoana Gaspar
 
Ficha de trabalho sobre determinantes
Ficha de trabalho sobre determinantesFicha de trabalho sobre determinantes
Ficha de trabalho sobre determinantesCristina Sabino
 
Ficha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivosFicha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivosCentral Didática
 
Ficha 3ª e 4ª dinastia
Ficha 3ª e 4ª dinastiaFicha 3ª e 4ª dinastia
Ficha 3ª e 4ª dinastiaSandra Madeira
 
Gramatica - Fichas
Gramatica - FichasGramatica - Fichas
Gramatica - Fichasguest899e50
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º anoFicha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º anoAna Tapadinhas
 
Ficha adjetivo
Ficha adjetivoFicha adjetivo
Ficha adjetivoFlor Lima
 
testes avaliação inglês 6º ano.pdf
testes avaliação inglês 6º ano.pdftestes avaliação inglês 6º ano.pdf
testes avaliação inglês 6º ano.pdflnl2000
 
Ficha formativa present simple vs present continuos (2)
Ficha formativa   present simple vs present continuos (2)Ficha formativa   present simple vs present continuos (2)
Ficha formativa present simple vs present continuos (2)Ângela Ferreira
 
Ficha de trabalho global de gramática 6º ano
Ficha de trabalho global de gramática 6º anoFicha de trabalho global de gramática 6º ano
Ficha de trabalho global de gramática 6º anoGisela Alves
 
Fq7 teste 2-Editora ASA
Fq7 teste 2-Editora ASAFq7 teste 2-Editora ASA
Fq7 teste 2-Editora ASACristina Lopes
 
Teste diagnostico-portugues-5ano
Teste diagnostico-portugues-5anoTeste diagnostico-portugues-5ano
Teste diagnostico-portugues-5ano6066
 
Ficha n.º 1
Ficha n.º 1Ficha n.º 1
Ficha n.º 1f982
 
132790646 fichas-de-avaliacao-matematica-4-ano
132790646 fichas-de-avaliacao-matematica-4-ano132790646 fichas-de-avaliacao-matematica-4-ano
132790646 fichas-de-avaliacao-matematica-4-anoSónia Venda
 
Resumos de ciências 5º ano 1º teste 1º período
Resumos de ciências 5º ano 1º teste 1º períodoResumos de ciências 5º ano 1º teste 1º período
Resumos de ciências 5º ano 1º teste 1º períodoAcima da Média
 
Ficha de trabalho classes de palavras pronome
Ficha de trabalho classes de palavras   pronomeFicha de trabalho classes de palavras   pronome
Ficha de trabalho classes de palavras pronomeLuis Martins
 
Ae estudo do meio - alfa
Ae   estudo do meio - alfaAe   estudo do meio - alfa
Ae estudo do meio - alfaSílvia Rocha
 
Estudo do meio primeiros povos
Estudo do meio primeiros povosEstudo do meio primeiros povos
Estudo do meio primeiros povosLaura Dias
 
Ficha dos determinantes possessivos e demonstrativos
Ficha dos determinantes possessivos e demonstrativosFicha dos determinantes possessivos e demonstrativos
Ficha dos determinantes possessivos e demonstrativosInês Robalo
 

Mais procurados (20)

Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º anoFicha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
Ficha de estudo do meio - 1ª dinastia - 4º ano
 
Ficha adjetivo
Ficha adjetivoFicha adjetivo
Ficha adjetivo
 
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)
 
Teste sumativo 1
Teste sumativo 1Teste sumativo 1
Teste sumativo 1
 
testes avaliação inglês 6º ano.pdf
testes avaliação inglês 6º ano.pdftestes avaliação inglês 6º ano.pdf
testes avaliação inglês 6º ano.pdf
 
Ficha formativa present simple vs present continuos (2)
Ficha formativa   present simple vs present continuos (2)Ficha formativa   present simple vs present continuos (2)
Ficha formativa present simple vs present continuos (2)
 
Teste de frances 7º ano
Teste de frances 7º anoTeste de frances 7º ano
Teste de frances 7º ano
 
Ficha de trabalho global de gramática 6º ano
Ficha de trabalho global de gramática 6º anoFicha de trabalho global de gramática 6º ano
Ficha de trabalho global de gramática 6º ano
 
Fq7 teste 2-Editora ASA
Fq7 teste 2-Editora ASAFq7 teste 2-Editora ASA
Fq7 teste 2-Editora ASA
 
Hgp 2
Hgp 2Hgp 2
Hgp 2
 
Teste diagnostico-portugues-5ano
Teste diagnostico-portugues-5anoTeste diagnostico-portugues-5ano
Teste diagnostico-portugues-5ano
 
Ficha n.º 1
Ficha n.º 1Ficha n.º 1
Ficha n.º 1
 
Fichas estudo do meio
Fichas estudo do meioFichas estudo do meio
Fichas estudo do meio
 
132790646 fichas-de-avaliacao-matematica-4-ano
132790646 fichas-de-avaliacao-matematica-4-ano132790646 fichas-de-avaliacao-matematica-4-ano
132790646 fichas-de-avaliacao-matematica-4-ano
 
Resumos de ciências 5º ano 1º teste 1º período
Resumos de ciências 5º ano 1º teste 1º períodoResumos de ciências 5º ano 1º teste 1º período
Resumos de ciências 5º ano 1º teste 1º período
 
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivoFicha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
 
Ficha de trabalho classes de palavras pronome
Ficha de trabalho classes de palavras   pronomeFicha de trabalho classes de palavras   pronome
Ficha de trabalho classes de palavras pronome
 
Ae estudo do meio - alfa
Ae   estudo do meio - alfaAe   estudo do meio - alfa
Ae estudo do meio - alfa
 
Estudo do meio primeiros povos
Estudo do meio primeiros povosEstudo do meio primeiros povos
Estudo do meio primeiros povos
 
Ficha dos determinantes possessivos e demonstrativos
Ficha dos determinantes possessivos e demonstrativosFicha dos determinantes possessivos e demonstrativos
Ficha dos determinantes possessivos e demonstrativos
 

Destaque

Modelo de teste português
Modelo de teste portuguêsModelo de teste português
Modelo de teste portuguêsMafalda Portas
 
Ficha Português tipo exame 6º ano
Ficha Português tipo exame 6º anoFicha Português tipo exame 6º ano
Ficha Português tipo exame 6º anopatriciacruz80
 
Teste diagnostico-portugues-5ano
Teste diagnostico-portugues-5anoTeste diagnostico-portugues-5ano
Teste diagnostico-portugues-5anoSandra Nunes
 
Ficha avaliacao 5º_a_minha_irma_rosa
Ficha avaliacao 5º_a_minha_irma_rosaFicha avaliacao 5º_a_minha_irma_rosa
Ficha avaliacao 5º_a_minha_irma_rosaRute Almeida
 
Ficha de avaliação 2 2º periodo
Ficha de avaliação 2 2º periodoFicha de avaliação 2 2º periodo
Ficha de avaliação 2 2º periodoLuis Martins
 
Ficha de avaliação diagnóstica Lp - Príncipe com Orelhas de Burro
Ficha de avaliação diagnóstica Lp  - Príncipe com Orelhas de BurroFicha de avaliação diagnóstica Lp  - Príncipe com Orelhas de Burro
Ficha de avaliação diagnóstica Lp - Príncipe com Orelhas de BurroCentral Didática
 
Aventuras de João sem medo
Aventuras de João sem medo Aventuras de João sem medo
Aventuras de João sem medo Maria Gomes
 
Ficha «O príncipe com orelhas de burro» de Adolfo Coelho
Ficha «O príncipe com orelhas de burro» de Adolfo CoelhoFicha «O príncipe com orelhas de burro» de Adolfo Coelho
Ficha «O príncipe com orelhas de burro» de Adolfo CoelhoSilvia Barrocal
 
Fator abiótico - água e solo
Fator abiótico - água e soloFator abiótico - água e solo
Fator abiótico - água e solobiogeopoetaalberto
 
Verbos: Ficha de Trabalho
Verbos: Ficha de TrabalhoVerbos: Ficha de Trabalho
Verbos: Ficha de TrabalhoA. Simoes
 
Conto Tradicional
Conto TradicionalConto Tradicional
Conto TradicionalVanda Mata
 
Ficha trabalho de Língua Portuguesa - Frei João sem Cuidados
Ficha trabalho de Língua Portuguesa - Frei João sem CuidadosFicha trabalho de Língua Portuguesa - Frei João sem Cuidados
Ficha trabalho de Língua Portuguesa - Frei João sem CuidadosCentral Didática
 
"Comprar, comprar, comprar" de Luísa Ducla Soares
"Comprar, comprar, comprar" de Luísa Ducla Soares"Comprar, comprar, comprar" de Luísa Ducla Soares
"Comprar, comprar, comprar" de Luísa Ducla SoaresCentral Didática
 
Tratamento De áGuas Residuais
Tratamento De áGuas ResiduaisTratamento De áGuas Residuais
Tratamento De áGuas Residuaisguest3c1e728
 

Destaque (20)

Modelo de teste português
Modelo de teste portuguêsModelo de teste português
Modelo de teste português
 
Testes 6º ano etapas
Testes 6º ano etapasTestes 6º ano etapas
Testes 6º ano etapas
 
6º ano teste 2
6º ano teste 26º ano teste 2
6º ano teste 2
 
Ficha Português tipo exame 6º ano
Ficha Português tipo exame 6º anoFicha Português tipo exame 6º ano
Ficha Português tipo exame 6º ano
 
6ano portugues 2006
6ano portugues 20066ano portugues 2006
6ano portugues 2006
 
Teste diagnostico-portugues-5ano
Teste diagnostico-portugues-5anoTeste diagnostico-portugues-5ano
Teste diagnostico-portugues-5ano
 
Ficha avaliacao 5º_a_minha_irma_rosa
Ficha avaliacao 5º_a_minha_irma_rosaFicha avaliacao 5º_a_minha_irma_rosa
Ficha avaliacao 5º_a_minha_irma_rosa
 
Ficha de avaliação 2 2º periodo
Ficha de avaliação 2 2º periodoFicha de avaliação 2 2º periodo
Ficha de avaliação 2 2º periodo
 
Ficha de avaliação diagnóstica Lp - Príncipe com Orelhas de Burro
Ficha de avaliação diagnóstica Lp  - Príncipe com Orelhas de BurroFicha de avaliação diagnóstica Lp  - Príncipe com Orelhas de Burro
Ficha de avaliação diagnóstica Lp - Príncipe com Orelhas de Burro
 
Aventuras de João sem medo
Aventuras de João sem medo Aventuras de João sem medo
Aventuras de João sem medo
 
Ficha «O príncipe com orelhas de burro» de Adolfo Coelho
Ficha «O príncipe com orelhas de burro» de Adolfo CoelhoFicha «O príncipe com orelhas de burro» de Adolfo Coelho
Ficha «O príncipe com orelhas de burro» de Adolfo Coelho
 
A água
A águaA água
A água
 
Ana Margarida
Ana MargaridaAna Margarida
Ana Margarida
 
Fator abiótico - água e solo
Fator abiótico - água e soloFator abiótico - água e solo
Fator abiótico - água e solo
 
Verbos: Ficha de Trabalho
Verbos: Ficha de TrabalhoVerbos: Ficha de Trabalho
Verbos: Ficha de Trabalho
 
Conto Tradicional
Conto TradicionalConto Tradicional
Conto Tradicional
 
Ficha trabalho de Língua Portuguesa - Frei João sem Cuidados
Ficha trabalho de Língua Portuguesa - Frei João sem CuidadosFicha trabalho de Língua Portuguesa - Frei João sem Cuidados
Ficha trabalho de Língua Portuguesa - Frei João sem Cuidados
 
"Comprar, comprar, comprar" de Luísa Ducla Soares
"Comprar, comprar, comprar" de Luísa Ducla Soares"Comprar, comprar, comprar" de Luísa Ducla Soares
"Comprar, comprar, comprar" de Luísa Ducla Soares
 
Tratamento De áGuas Residuais
Tratamento De áGuas ResiduaisTratamento De áGuas Residuais
Tratamento De áGuas Residuais
 
Gramatica 5ºano
Gramatica 5ºanoGramatica 5ºano
Gramatica 5ºano
 

Semelhante a Portugues 6 ano 2º teste

Teste 2A - 6.º Ano - novembro - 2023-2024.docx
Teste 2A - 6.º Ano - novembro - 2023-2024.docxTeste 2A - 6.º Ano - novembro - 2023-2024.docx
Teste 2A - 6.º Ano - novembro - 2023-2024.docxMiranda Goreti
 
A Heróica Pesca do Bacalhau, fado e receitas
A Heróica Pesca do Bacalhau, fado e receitasA Heróica Pesca do Bacalhau, fado e receitas
A Heróica Pesca do Bacalhau, fado e receitasMarcelo Paiva
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhaumariacferreira
 
A heróica pesca do bacalhau
A heróica pesca do bacalhauA heróica pesca do bacalhau
A heróica pesca do bacalhauUmberto Pacheco
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhaumariacferreira
 
Uma gaivota e_gato_ensinou_a_voar_obra_integral_net
Uma gaivota e_gato_ensinou_a_voar_obra_integral_netUma gaivota e_gato_ensinou_a_voar_obra_integral_net
Uma gaivota e_gato_ensinou_a_voar_obra_integral_netMaria Viegas
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauPelo Siro
 
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei a.s franchiniMaureen Bruxa
 
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei a.s franchiniDenilza Willian
 
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini 2
100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini 2100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini 2
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini 2Catarina Cartaxo
 
Até Onde Vai A Amizade
Até Onde Vai A AmizadeAté Onde Vai A Amizade
Até Onde Vai A AmizadeDoni Cia
 
Ate onde vai_a_sua_amizade sal
Ate onde vai_a_sua_amizade salAte onde vai_a_sua_amizade sal
Ate onde vai_a_sua_amizade salCycyro Soares
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauaipaf
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauEliv Martin
 

Semelhante a Portugues 6 ano 2º teste (20)

Teste 2A - 6.º Ano - novembro - 2023-2024.docx
Teste 2A - 6.º Ano - novembro - 2023-2024.docxTeste 2A - 6.º Ano - novembro - 2023-2024.docx
Teste 2A - 6.º Ano - novembro - 2023-2024.docx
 
A Heróica Pesca do Bacalhau, fado e receitas
A Heróica Pesca do Bacalhau, fado e receitasA Heróica Pesca do Bacalhau, fado e receitas
A Heróica Pesca do Bacalhau, fado e receitas
 
A Heroica Pesca Do Bacalhau
A Heroica Pesca Do BacalhauA Heroica Pesca Do Bacalhau
A Heroica Pesca Do Bacalhau
 
A Heroica Pesca Do Bacalhau
A Heroica Pesca Do BacalhauA Heroica Pesca Do Bacalhau
A Heroica Pesca Do Bacalhau
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
 
Beethoven em japonês
Beethoven em japonêsBeethoven em japonês
Beethoven em japonês
 
A heróica pesca do bacalhau
A heróica pesca do bacalhauA heróica pesca do bacalhau
A heróica pesca do bacalhau
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
 
Uma gaivota e_gato_ensinou_a_voar_obra_integral_net
Uma gaivota e_gato_ensinou_a_voar_obra_integral_netUma gaivota e_gato_ensinou_a_voar_obra_integral_net
Uma gaivota e_gato_ensinou_a_voar_obra_integral_net
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
 
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini
 
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini
 
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini 2
100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini 2100 lendas do folclore brasilei   a.s franchini 2
100 lendas do folclore brasilei a.s franchini 2
 
Até Onde Vai A Amizade
Até Onde Vai A AmizadeAté Onde Vai A Amizade
Até Onde Vai A Amizade
 
Ate onde vai_a_sua_amizade sal
Ate onde vai_a_sua_amizade salAte onde vai_a_sua_amizade sal
Ate onde vai_a_sua_amizade sal
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
 

Último

01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 

Último (20)

01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
Namorar não és ser don .
Namorar não és ser don                  .Namorar não és ser don                  .
Namorar não és ser don .
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 

Portugues 6 ano 2º teste

  • 1. Grupo I Parte A Lê o texto com muita atenção. O burro carregado de sal Havia um homem que fazia comércio entre Atenas e a planície da Ática, a região cuja capital é aquela cidade. Abastecia de sal, peixe e outros produtos os aldeãos, recebendo em troca lã, óleo e queijos. Para transportar a mercadoria de um lado para outro, utilizava dois burros. Os pobres animais viajavam sempre carregados até mais não e, como se isso não bastasse, tinham de percorrer atalhos pedregosos, subir e descer por maus e íngremes caminhos e passar a vau rios e riachos, já que, naquela época, as pontes eram uma raridade. Certa vez, a pequena caravana atravessava um rio quando um dos burros, o mais velho, escorregou numa pedra coberta de musgo, perdeu o equilíbrio e caiu à água que, naquele lugar, era um pouco mais funda. O mercador acorreu imediatamente e começou a puxá-lo pela rédea. Contudo, apesar dos seus esforços, demorou a pô-lo de pé outra vez. Quando o conseguiu, constatou algo surpreendente: o fardo estava reduzido a menos de metade do que era! Com efeito, o burro mais velho transportava dois sacos de sal, que se dissolveu em grande parte devido àquele mergulho inesperado. Algumas horas de caminho mais tarde, o homem e os seus animais chegaram diante de um outro curso de água. Foi então que o jovem burro, que antes do incidente suportara com paciência a fadiga, já não podendo mais com tanto peso e vendo o seu companheiro leve e fresco, teve uma ideia que lhe pareceu extraordinária: “E se também eu fingisse escorregar na corrente? É isso mesmo! O meu dono não vai desconfiar que eu o terei feito de propósito…” Se bem o pensou, melhor o fez. Ao chegarem bem a meio do vau, o burro mais carregado parou um instante, vacilou e caiu como uma pedra na água. O dono veio imediatamente em seu socorro e começou a puxá-lo pela rédea, mas ele fincou os cascos no fundo e começou a fazer resistência. “Seria louco se deixasse que me tirassem já daqui” – pensava. – “O meu companheiro esteve um bom bocado na água antes de ficar mais leve.” O que era estranho é que se sentia cada vez mais pesado. O fardo que trazia sobre o lombo estava a tornar- se um peso insuportável, um carrego que só o empurrava para baixo, cada vez mais para o fundo… Assim, por não saber que a sua carga era de peixe seco e de esponjas e não de sal, como a do amigo, o nosso burro afogou- se miseravelmente. Segundo alguns, esta fábula ensina-nos que frequentemente os homens cavam a sua ruína com as suas próprias mãos; segundo outros, quer antes dizer-nos que aquilo que é bom para um pode ser prejudicial para outro. Esopo,As Mais Belas Fábulas de Esopo, Ed. Civilização, 1995 Ficha de Avaliação de Português 6º Ano
  • 2. Responde ao que te é pedido sobre o texto que acabaste de ler, seguindo as orientações que te são dadas. 1. O texto que acabaste de ler é uma fábula. 1.1. Assinala apenas as afirmações corretas em relação às fábulas. a. As fábulas são narrativas em prosa ou em verso. b. Esta fábula foi escrita por La Fontaine. c. Neste tipo de narrativa, as personagens são geralmente animais, que falam e agem como pessoas. d. Normalmente, iniciam-se com uma moralidade. e. Nesta fábula, a moralidade pode ter mais que uma interpretação. 1.2. O comerciante transportava as suas mercadorias a. utilizando, apenas, um dos burros. b. utilizando, principalmente, um dos burros. c. utilizando, sempre, os dois burros. 1.3. Certo dia, o burro mais velho caiu à agua, a. porque o empurraram. b. porque se desequilibrou. c. porque partiu uma pata. 1.4. A mercadoria ficou reduzida, porque a. o burro a espalhou pela água. b. o sal é uma matéria solúvel. c. o mergulho foi inesperado. 1.5. Mais adiante, o burro mais jovem a. sentiu que estava quase a cair. b. pediu para lhe aliviarem a carga. c. pensou em enganar o dono. 1.6. O burro afogou-se, porque a. a sua carga aumentou de peso. b. a inveja também pesa. c. não sabia o que transportava. 2. O burro mais jovem começou a sentir-se numa situação de desigualdade. 2.1. Comprova esta afirmação, transcrevendo uma frase do texto. _________________________________________________________________________________________ 2.2. Que sinais auxiliares de escrita são utilizados para assinalar o pensamento do burro? _________________________________________________________________________________________ 3. O burro mais jovem caiu à água. 3.1. Transcreve a palavra que prova que o dono o socorreu com prontidão. _________________________________________________________________________________________ 3.2. Quem dificultou essa ajuda? Justifica a tua resposta. _________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________ 4. O raciocínio que o burro fez depois da queda foi-lhe a. favorável b. fatal 4.1. Transcreve uma frase do texto que comprove a tua escolha. _________________________________________________________________________________________
  • 3. 5. Esta fábula termina com duas moralidades. Qual te parece ser a mais adequada? Justifica a tua resposta. ________ _________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________ Parte B Lê, agora, este texto publicado no sítio da Associação para o Estudo e Proteção do Gado Asinino. Passeios em burro pelas terras de Miranda A AEPGA propõe-lhe a realização de passeios em burro à descoberta da natureza e aldeias tradicionais do Planalto Mirandês, Parque Natural do Douro Internacional e Vale do Rio Sabor, com partida desde os Centros da AEPGA – “O Palheirico” em Atenor ou do Centro de Atividades Asinoterapêuticas em Pena Branca. Mais do que um meio de transporte, ideal para transportar sacos e mochilas, o burro será o seu companheiro de viagem, numa variedade de ofertas em descoberta das terras de Trás-os-Montes. Rapidamente se aperceberá de que uma relação amigável será estabelecida entre si e o seu novo companheiro de viagem… isto para nem sequer falar das crianças que ficam rendidas a partir do primeiro contacto. Poderá escolher entre duas diferentes modalidades de passeios, conforme a disponibilidade que tenha para passear por estas terras – Passeios de Longa Duração e Passeios de Curta Duração. Passeios de Longa Duração LD Os passeios de longa duração LD (2 a 5 dias) destinam-se a grupos de participantes de 6 a 15 pessoas e incluem o acompanhamento por um guia, o aluguer dos burros (1 burro para 2-3 pessoas), alimentação e dormida (opcional), e regresso ao ponto de partida em burro ou carrinha. Passeios de Curta Duração CD Os passeios de curta duração CD (1 a 8 horas) realizam-se em volta de Atenor ou Pena Branca, para grupos sem número mínimo de participantes, e incluem o acompanhamento por um guia e o aluguer dos burros (1 burro para 1-3 pessoas). Poderá ainda ser incluída uma merenda para o meio do dia. Dificuldade Fácil: Acessível a todos. Esforço diário até 4 horas com várias pausas para descanso. Médio: Acessível à maioria das pessoas sendo essencial gozar de boa saúde e gostar de boas caminhadas. Esforço diário de 4 a 6 horas com pausas para descanso. É acessível a pessoas com hábitos sedentários, mas que gostem de atividade. Difícil: Pessoas praticando atividade física com regularidade ou habituados a grandes caminhadas com desníveis acentuados. Esforço diário de 5 a 6 horas, havendo a possibilidade de existir alguma etapa mais longa. Acessível a pessoas vigorosas, com espírito de aventura e com grande motivação para o percurso. in http://www.aepga.pt(texto com supressões;consultado em 11-01-2012)
  • 4. 6. Completa o quadro após a leitura do texto. Sigla da associação organizadora dos passeios Objetivos do passeio Locais de visita Locais de partida dos passeios Tipos de passeio Graus de dificuldade 7. Relê, apenas, a parte do texto respeitante aos tipos de passeio. Assinala as afirmações corretas e corrige as falsas. a. Os passeios LD destinam-se, apenas, a grupos de 15 pessoas. b. Estes passeios incluem obrigatoriamente um guia, alimentação e dormida. c. O aluguer do burro é pago à parte. d. Os passeios CD realizam-se pelas redondezas. e. Não existe limitação de número mínimo de participantes por grupo nos passeios CD. f. O regresso do passeio CD será feito em burro ou numa carrinha. __________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________________ 8. Num pequeno texto, indica qual a modalidade de passeio que escolherias, incluindo o grau de dificuldade e justificando a tua escolha. _________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________ Grupo II Responde aos itens que se seguem de acordo com as orientações que te são dadas. 1. Lê o seguinte parágrafo. Havia um comerciante que vendia a sua mercadoria aos aldeãos. Para transportar a sua mercadoria de um lado para o outro, o comerciante utilizava dois burros. O homem não dava descanso aos dois burros. Reescreve o parágrafo, substituindo as palavras sublinhadas por pronomes pessoais. __________________________________________________________________________________________ ________________________________________________________________________________________ 2. Nas frases seguintes, destacámos os pronomes pessoais. Sublinha apenas o pronome pessoal reflexo.
  • 5. Ele carregou-os com muitos sacos, sem lhes dar a oportunidade de descansarem. Um dos burros encostou-se a uma árvore, mas o dono empurrou-o. 3. Indica a subclasse de todos os determinantes sublinhados. Aqueles burros tinham uma vida dura. O seu dono carregava-os sem lhes perguntar: “Que peso aguentas?” Artigo definido Artigo indefinido Demonstrativo Possessivo Interrogativo 4. Preenche o quadro com as informações relativas à forma verbal sublinhada na frase seguinte: O burro levava um grande fardo sobre o lombo. Infinitivo _______________________________ Conjugação ____________________________ Tempo e modo _________________________ Pessoa e número _______________________ 5. Identifica o tipo das frases no quadro abaixo. Frase Tipo de frase a. O comerciante transportava a mercadoria em dois burros. b. Pobres animais que iam tão carregados! c. Não devia ser permitido carregar tanto peso. d. E se ele escorregasse na corrente? e. Vá lá, levanta-te,querido burrinho! f. Não saias da água sem a carga. Grupo III Escreve uma história, de 140 a 200 palavras, em que um burro seja a personagem principal. Não te esqueças de planificar o teu texto: • Introdução – situa a narrativa no tempo e no espaço; apresenta e caracteriza a(s) personagem(ns). • Desenvolvimento – narra os acontecimentos / problemas / peripécias. • Conclusão – redige um final adequado para a história. Depois de escreveres o texto: • revê-o com atenção; • certifica-te de que respeitaste o que te é pedido.