Processo Criativo

2.610 visualizações

Publicada em

Síntese da metodologia projectual para Design.

Publicada em: Design
2 comentários
10 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Obrigado Leonardo, vou rever assim que poder.
    Este exercício foi para já uma base muito aberta das fases que acho que devemos prever. Se este ano conseguir tempo e motivação espero conseguir detalhar cada uma das fases.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Trabalho na Nagem.com.br, sou formado em Com. Social Public. e Prop. Gostei muito da apresentação e da maneira como o processo é organizado/detalhado.

    Só uns detalhes: nas palavras PLANEJAMENTO (slide 13), PLANEJADOR (slide 21) e PLANEJAR (slide 25) , faltam a letra J.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.610
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
79
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
183
Comentários
2
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Processo Criativo

  1. 1. PROCESSO CRIATIVOMetodologia para planear a criatividade
  2. 2. TODOS OS PROBLEMAS TÊM UMA SOLUÇÃO.OS QUE NÃO TÊM SÃO IMPOSSIBILIDADES. — Bruno Munari
  3. 3. PProblema S Solução
  4. 4. PProblemaDP CP RD AD CDefinição Componentes Recolha Análise Criatividadedo Problema do Problema de Dados dos DadosMT EMateriais Experimentação M Modelo V Verificação DF Desenhose Tecnologias Funcionais S Solução
  5. 5. P ProblemaIDENTIFICAR O PROBLEMASintetizar o problema de modoa ser enunciado numa simples frase.
  6. 6. DP Definição do ProblemaDEFINIR O PROBLEMA- Para Quem?- Quanto Tempo?
  7. 7. DP Definição do ProblemaPARA QUEM?Identificar o cliente alvo.
  8. 8. DP Definição do ProblemaQUANTO TEMPO?Identificar o tempo disponívelpara resolver o problema.
  9. 9. CP Componentes do ProblemaCOMPONENTES DO PROBLEMAIdentificar todos os recursos disponíveis paraa resolução do problema. Sejam eles recursoshumanos ou materiais.
  10. 10. RD Recolha de DadosRECOLHA DE DADOSRecolher todos os dados relacionadoscom o target e com o problema.Fazer a devida análise cultural do target.Esses dados deveram resultar eminformação imagética.
  11. 11. AD Análise dos DadosANÁLISE DOS DADOSBRAINSTORM:- Transformar os dados recolhidos em informação;- Transformar a informação em argumentos;- Confrontar argumentos de modo a resultar em ideias;- Definir o caminho para atingir a ideia.
  12. 12. AD Análise dos DadosANÁLISE DOS DADOSBRIEF:- Insight: Enunciar o caminho ideológico definido:visão, missão, valores, personalidade;- Objectivo: Porque o fazemos;- Target: Resumo da análise cultural;- Onde: Local de destino.
  13. 13. AD Análise dos DadosANÁLISE DE DADOSPLANEAMENTO:Enunciar os recursos materiais e humanosdisponíveis para a resolução do problema.
  14. 14. C CriatividadeCRIATIVIDADEMaterialização de uma ideiaequilibrando os valores estéticos e funcionais.
  15. 15. MT Materiais e TecnologiasMATERIAIS E TECNOLOGIASLevantamento dos materiais e tecnologiasque podem ajudar a resolver o problema.
  16. 16. E ExperimentaçãoEXPERIMENTAÇÃOPrimeira prova, ensaio ou protótipo.
  17. 17. M ModeloMODELOA prova ou protótipo quase final.Cumpre o caminho ideológico, estabeleceum bom equilibrio entre estética e funcionalidade.Apenas carece de ser arte-finalizado.
  18. 18. VVerificaçãoVERIFICAÇÃOTestar se todos os pontos de concretizaçãoforam cumpridos segundo a idealização.
  19. 19. DF Desenhos funcionaisDESENHOS FUNCIONAISPor outras palavras, é arte-finalizaro modelo de modo a tornar-se nasolução.
  20. 20. S SoluçãoSOLUÇÃOConcretização final.Análise da vida do produto e recolha dainformação importante, para optimizaro processo de criação futuro.
  21. 21. UM DESIGNER É UM PLANEADORCOM UM SENTIDO ESTÉTICO. — Bruno Munari
  22. 22. IDEIAS A RETERA análise cultural poupa muito temponas fases posteriores e é a base paracriar argumentos sustentados.
  23. 23. IDEIAS A RETEROs conceitos não são ideias,os conceitos para um designer são preconceitos.
  24. 24. IDEIAS A RETERTodos os argumentose ideias são válidos.
  25. 25. IDEIAS A RETERNenhum plano resulta na perfeição,mas não é por isso que deixamos de planear.Devemos assumir o planeamento como um guiae não como futurologia.
  26. 26. IDEIAS A RETERO cliente é uma ferramenta útilpara nos responder a questões imagéticas.
  27. 27. IDEIAS A RETERTodos os desafios em Designcom maior ou menor complexidade,necessitam de todas estas fasesde modo a responder com a melhor solução.
  28. 28. IDEIAS A RETERO problema não se resolve por si só,no entanto, contém todos os elementospara sua solução.

×