VITAMINAS
HIDROSSOLÚVEIS
TIAMINA OU
VITAMINA B1
TIAMINA OU VITAMINA B1
Histórico:
• Primeira vitamina a ser descoberta
• O beribéri era conhecido entre os
consumidores de...
FONTES
CARÊNCIA
Beribéri
• Fadiga
• Fraqueza muscular
• Anorexia
• Perda de peso
• Alterações mentais: confusão ou irritabilidade...
INTOXICAÇÃO
• Inapetência
• Baixa aceitação da dieta
• Consequente perda de peso
• Confusão mental
• Fraqueza muscular
Cas...
RIBOFLAVINA OU
VITAMINA B2
RIBOFLAVINA OU VITAMINA B2
Histórico:
• Depois de ser confundida com a vitamina B1, foi finalmente descoberta em 1937
Funç...
FONTES
•Vegetais
• Folhas verde escuras
CARÊNCIA
• Arriboflavinose
• Geralmente acompanhada de outras deficiências de nutrientes
• Pode levar a deficiências de vi...
INTOXICAÇÃO
• Raramente pode ocorrer excesso
Se ocorrer:
• Coceiras
• Sensação de queimação na pele
NIACINA OU VITAMINA
B3
NIACINA OU VITAMINA B3
Histórico:
• Sua descoberta está ligada com a história do Pelagra
• Esta doença era difundida duran...
FONTES
• Alimentos ricos em proteínas
CARÊNCIA
• Pelagra
• Depressão
• Apatia
• Dor de cabeça
• Fadiga
• Perda de memória
• Problemas crescentes confusão mental...
INTOXICAÇÃO
• Não é provável que a pessoa tenha níveis tóxicos a partir de fontes alimentares
• No entanto, a suplementaçã...
ÁCIDO PANTOTENATO
OU VITAMINA B5
ÁCIDO PANTOTENATO OU VITAMINA
B5
Histórico:
• Descoberta por Lipman
• Composto por uma molécula crucial para
funcionamento...
FONTES
• Incluem frango, carne, peixe, cereais
integrais, legumes, brócolis e iogurte
CARÊNCIA
• Muito comum nos alimentos
• Raro acontecer carência
Se ocorrer:
• Irritabilidade
• Fadiga
• Apatia
• Dormência ...
INTOXICAÇÃO
• Não há nenhum nível de toxidade conhecido
VITAMINA B6
VITAMINA B6
Entre 1930 e 1935 pesquisadores descreveram um fator vitamina B6
A natureza complexa da vitamina B foi esclare...
FUNÇÕES
Metabolismo de proteínas, gordura, e carboidratos
PLP tem um importante papel no metabolismo
O fosfato de piridoxa...
INTOXICAÇÃO
Tem baixa toxicidade aguda
Ataxia (irregularidade da coordenação muscular)
Neuropatia sensorial (dano no siste...
DIGESTÃO E METABOLISMO
A absorção ocorre mais precisamente no jejuno e no íleo
Grande parte da vitamina B6 absorvida é tra...
NECESSIDADES NUTRICIONAIS
RDA - 1,3 mg diários para adultos
RDA - 0,5 mg diários para crianças
SINTOMAS E SINAIS DE
DEFICIÊNCIA
Rara, é mais provável e associada à deficiência de outros nutrientes
Uma dieta deficiente...
Lesões seborréias nos olhos, nariz e boca
Glossite e estomatite
•Baixa imunidade
•Anemia
FONTES ALIMENTARES
Origem animal – vísceras, carne de porco, leite e ovos
Origem vegetal - batata inglesa, aveia, banana, ...
Ácido Fólico (VitaminaB9)
HISTÓRICO
1930 – Wills, Londres, “fator hematopoiético” encontrado na levedura capaz de curar anemia macrocítica
tropical ...
Função
• Essencial para a biossíntese de ácidos nucléicos e para a maturação das hemácias.
• Atua em associação com a Vita...
Deficiência na gravidez
• O folato é um nutriente envolvido na síntese de DNA e RNA, na proliferação de tecidos maternos
(...
Fontes Alimentares
ONDE ENCONTRAR ÁCIDO FÓLICO?
Vegetais de folhas verdes, fígado, carne bovina magra, trigo,
aspargos, ov...
INGESTÃO RECOMENDADA
• Adultos saudáveis: 400 mcg por dia.
• Gestantes: 600 mcg por dia.
Alimentos Peso Quantidade
de ácid...
Suplementação
• Pode ser encontrado em farmácias em forma de suplemento medicamentoso,
comprimido, solução ou gotas.
• Nom...
REFERÊNCIAS
FONTE:Portal da educação
THAME, Gizele; SHINOHARA, Elvira Maria Guerra; SANTOS, Hosana Gonçalves
dos e MORON, ...
VITAMINA B12
HISTÓRIA
l Sinônimos: Vitamina B12,
Cianobalamina e Fator intrínseco.
l 1820 - Anemia mortal: Anemia
perniciosa
l 1926 - c...
CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS
lCobalamina: nome genérico da Vit. B12 (fator
extrínseco)
lSubstância vermelha (cobalto), cristal...
FUNÇÕES
Vários papéis fisiológicos a nível celular:
- Essencial para metabolismo normal de todas as
células, médula óssea...
FONTES
Alimentos de origem animal :
Alimentos de origem vegetal não contêm a vitamina.
SINAIS NA CARÊNCIA
Na carência de cianocobalamina (B12) á alterações hematológicas, ocorrendo a
redução da B12 nas hemácia...
SINAIS NA CARÊNCIA
Laboratorialmente:
Sangue e fígado
Lacta-todiidrogenase no soro
Excreção do metilmalonato
No sangue 1 a...
NECESSIDADES NUTRICIONAIS
Anemia perciniosa: preferência com doses parenterais de 10 a 20 mcg até 4 vezes
por dia.
A FAO/O...
EFEITOS TÓXICOS
Reações alérgicas injeção intra-muscular
Maturação das células, aumentando a degradação do ácido nucléico ...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICA
http://pt.scribd.com/doc/159932869/Tabela-de-Composicao-Quimica-
dos-Alimentos-Guilherme-Franco#...
VITAMINA C
VITAMINA C OU ÁCIDO
ASCÓRBICOVitamina Hidrosolúvel
Termolábil
Frequente em frutas cítricas
Seres Humanos e outros primatas...
VITAMINA C
• 1515 A.C. os egípcios tinham conhecimento do
escorbuto
• Gregos e romanos tiveram suas forças militares
dizim...
VITAMINA C
• Final da idade média
o Norte e centro da Europa
• Século XVIII
James Lind
• Médico escocês da marinha britânica
• 1747 documentou a ingestão de sucos
Cítricos no tratamento do escorbuto
James Lind
• Os resultados de sua experiência foram
Foram publicados em 1753
• Em 1795 , ingestão diária de sumos de
Fruta...
Em 1911, o bioquímico polonês Casimir Funk utilizou pela primeira
vez o termo vitamina para se referir a certas substância...
DIGESTÃO E
METABOLISMO
A absorção do ácido ascórbico ocorre no jejuno e no íleo
A vitamina C é transportada no plasma sob ...
FUNÇÕES DA VITAMINA C
Absorção do ferro
Biossíntese da carnitina e norepinefrina
funciona como antioxidante nas células...
Principais fontes de vitamina C
(Fonte: Eric Liberato gregório)
laranja
DOSE DIÁRIA RECOMENDADA
Crianças 4-8 25 mg/dia
Homens 19-30 90 mg/dia
Mulheres 19-30 75 mg/dia
Gestantes 19-30 85 mg/dia
L...
Os sinais de deficiência, só se desenvolvem após 4 a 6 meses de baixa
ingestão ( que 10 mg/dia), quando as concentrações p...
ESCORBUTO
Caracteriza- se pela
deficiência na formação
do colágeno, dando
lugar a uma elevada
fragilidade nos capilares
sa...
SINTOMAS
Hemorragias nasais e bucais
Amolecimento das gengivas
Perda dos dentes
Exaustão e fraqueza
Inchaço dos braços e p...
Ocorrência
Crianças entre 6 meses e dois anos de idade
Adultos com baixa ingestão de frutas e vegetais
Tratamento
Doses el...
RECOMENDAÇÃO MÁXIMA
TOLERÁVEL
Crianças 4-8 650 mg/dia
Homens 19-30 2000 mg/dia
Mulheres 19-30 2000 mg/dia
Gestantes 19-30 ...
TOXIDADE
Doses de 2g ou mais podem causar:
Gastroenterite
Diarreia osmótica
Pode afetar as disponibilidade de vit. B12 dos...
OBRIGADA!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vitaminas hidrossolúveis

508 visualizações

Publicada em

Vitaminas hidrossolúveis

Publicada em: Estilo de vida
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
508
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vitaminas hidrossolúveis

  1. 1. VITAMINAS HIDROSSOLÚVEIS
  2. 2. TIAMINA OU VITAMINA B1
  3. 3. TIAMINA OU VITAMINA B1 Histórico: • Primeira vitamina a ser descoberta • O beribéri era conhecido entre os consumidores de arroz na China de 2600 a.C • Somente em 1885 que sua origem nutricional foi comprovada •A tiamina só foi identificada em 1910 Funções: • Ajuda as células a produzir energia a partir de carboidratos • Essencial para funcionamento do coração • Músculos • Sistema nervoso • Desempenha papel na condução de impulsos nervosos • Contração muscular
  4. 4. FONTES
  5. 5. CARÊNCIA Beribéri • Fadiga • Fraqueza muscular • Anorexia • Perda de peso • Alterações mentais: confusão ou irritabilidade • Complicações do sistema nervoso e cardiovascular grave • Insuficiência cardíaca em lactentes • Mais frequente em países em desenvolvimento
  6. 6. INTOXICAÇÃO • Inapetência • Baixa aceitação da dieta • Consequente perda de peso • Confusão mental • Fraqueza muscular Casos mais graves: • Comprometimento do coração
  7. 7. RIBOFLAVINA OU VITAMINA B2
  8. 8. RIBOFLAVINA OU VITAMINA B2 Histórico: • Depois de ser confundida com a vitamina B1, foi finalmente descoberta em 1937 Funções: • Essencial para o metabolismo das gorduras, carboidratos e proteínas • Atua no sistema respiratório e auxilia nos processos oxidativos • Ajuda a produzir energia em todas as células do corpo • A luz ultravioleta, como a luz solar, destrói riboflavina
  9. 9. FONTES •Vegetais • Folhas verde escuras
  10. 10. CARÊNCIA • Arriboflavinose • Geralmente acompanhada de outras deficiências de nutrientes • Pode levar a deficiências de vitamina B6 e niacina Sintomas: • Dor de garganta • Língua magenta • Rachaduras e feridas do lado de fora da boca • Pele seca e escamosa
  11. 11. INTOXICAÇÃO • Raramente pode ocorrer excesso Se ocorrer: • Coceiras • Sensação de queimação na pele
  12. 12. NIACINA OU VITAMINA B3
  13. 13. NIACINA OU VITAMINA B3 Histórico: • Sua descoberta está ligada com a história do Pelagra • Esta doença era difundida durante toda a história da humanidade • Entre povos empobrecidos • Dieta consistia quase inteiramente em produtos do milho Funções: • Importante para a manutenção do equilíbrio da pele e sistema nervoso • Importância relevante ao bom funcionamento do sistema digestório • Ajuda o corpo a produzir energia a partir de alimentos • Participa de uma série de reações bioquímicas no corpo
  14. 14. FONTES • Alimentos ricos em proteínas
  15. 15. CARÊNCIA • Pelagra • Depressão • Apatia • Dor de cabeça • Fadiga • Perda de memória • Problemas crescentes confusão mental, diarreia e da pele. • Sua deficiência não é vista com frequência em países industrializados • Exceto em indivíduos com alcoolismo crônico • Perturbam a conversão do triptofano em niacina
  16. 16. INTOXICAÇÃO • Não é provável que a pessoa tenha níveis tóxicos a partir de fontes alimentares • No entanto, a suplementação em doses elevadas pode causar: • Pele avermelhada • Náuseas e vômitos • Danos ao fígado
  17. 17. ÁCIDO PANTOTENATO OU VITAMINA B5
  18. 18. ÁCIDO PANTOTENATO OU VITAMINA B5 Histórico: • Descoberta por Lipman • Composto por uma molécula crucial para funcionamento da produção de energia células (a coenzima A) • Foi recompensada com o Prêmio Nobel Química em 1953, o qual destaca a importância da vitamina Funções: • Necessária para quebrar nutrientes na nossa alimentação em energia para as células • Produção de hormônios • Estimula crescimento • Manutenção da pele, cabelo, unhas, tecido conjuntivo • Construção de anticorpos • Reduz colesterol e triglicérides • Papel eficaz na proteção da pele
  19. 19. FONTES • Incluem frango, carne, peixe, cereais integrais, legumes, brócolis e iogurte
  20. 20. CARÊNCIA • Muito comum nos alimentos • Raro acontecer carência Se ocorrer: • Irritabilidade • Fadiga • Apatia • Dormência e formigamento das extremidades • Cãibras musculares • Náuseas e vômitos
  21. 21. INTOXICAÇÃO • Não há nenhum nível de toxidade conhecido
  22. 22. VITAMINA B6
  23. 23. VITAMINA B6 Entre 1930 e 1935 pesquisadores descreveram um fator vitamina B6 A natureza complexa da vitamina B foi esclarecida para que Birch e Col concluíssem que um tipo de dermatite em ratos era devido a falta de vitamina B6 Piridoxamina (amina) Piridoxal (aldeído) Piridoxol (álcool)
  24. 24. FUNÇÕES Metabolismo de proteínas, gordura, e carboidratos PLP tem um importante papel no metabolismo O fosfato de piridoxal atua nas reações de degradação não oxidativa de aminoácidos, incluindo: Transaminação (transferência do grupo amino NH2) Desaminação (remoção de grupos amino) Dessulfuração (transferência do grupo sulfidrila)
  25. 25. INTOXICAÇÃO Tem baixa toxicidade aguda Ataxia (irregularidade da coordenação muscular) Neuropatia sensorial (dano no sistema nervoso periférico)
  26. 26. DIGESTÃO E METABOLISMO A absorção ocorre mais precisamente no jejuno e no íleo Grande parte da vitamina B6 absorvida é transportada através da circulação sangüínea para o fígado, onde é metabolizada em sua forma ativa e distribuída para outros tecidos
  27. 27. NECESSIDADES NUTRICIONAIS RDA - 1,3 mg diários para adultos RDA - 0,5 mg diários para crianças
  28. 28. SINTOMAS E SINAIS DE DEFICIÊNCIA Rara, é mais provável e associada à deficiência de outros nutrientes Uma dieta deficiente de piridoxina tem uma menor concentração de piridoxal-5’- fosfato (PALP) Deficiência leva a tremor convulsivo (o PALP apresenta papel claro na produção de aminas necessárias para a transmissão sináptica de estímulos)
  29. 29. Lesões seborréias nos olhos, nariz e boca Glossite e estomatite •Baixa imunidade •Anemia
  30. 30. FONTES ALIMENTARES Origem animal – vísceras, carne de porco, leite e ovos Origem vegetal - batata inglesa, aveia, banana, gérmen de trigo
  31. 31. Ácido Fólico (VitaminaB9)
  32. 32. HISTÓRICO 1930 – Wills, Londres, “fator hematopoiético” encontrado na levedura capaz de curar anemia macrocítica tropical da Índia (fator Wills) • Fator hematopoiético encontrado em fígado curaram anemia perniciosa • 1941 – Mitchell et al.: fator de crescimento do espinafre • 1943– isolamento da vitamina • Ácido fólico = ácido pteroilglutâmico • Folato = nome genérico para todas as forma
  33. 33. Função • Essencial para a biossíntese de ácidos nucléicos e para a maturação das hemácias. • Atua em associação com a Vitamina B12 para a síntese de DNA. • Absorvida no intestino delgado, armazenada no tecido hepático (50%) e excretada na urina e fezes. • Estável à luz solar quando em solução e instável ao calor em meio ácido. Deficiência SUA DEFICIÊNCIA PODE CAUSAR: • Doença inflamatória intestinal • Câncer • Queimaduras • Doença hepática • Consumo excessivo de álcool.
  34. 34. Deficiência na gravidez • O folato é um nutriente envolvido na síntese de DNA e RNA, na proliferação de tecidos maternos (especialmente o mamário), no crescimento fetal e placentário e no desenvolvimento do sistema nervoso do concepto. A deficiência de folato está associada aos defeitos do fechamento do tubo neural e outras malformações fetais, ao aborto, ao parto prematuro e ao descolamento prematuro da placenta. FATORES DE RISCO PARA A DEFICIÊNCIA DO ÁCIDO FÓLICO: - Multiparidade. - Gemelaridade. - Hiperemese gravídica (redução da ingestão alimentar). - Adolescência (aumento do metabolismo, dieta inadequada). - Infecção do trato urinário. - Hemólise (consumo de folato aumentado pela medula) Dietas inadequadas. - Estados de má absorção nutricional.
  35. 35. Fontes Alimentares ONDE ENCONTRAR ÁCIDO FÓLICO? Vegetais de folhas verdes, fígado, carne bovina magra, trigo, aspargos, ovos, peixes, feijões secos, lentilhas, feijão de corda, brócolis, couves, leveduras.
  36. 36. INGESTÃO RECOMENDADA • Adultos saudáveis: 400 mcg por dia. • Gestantes: 600 mcg por dia. Alimentos Peso Quantidade de ácido fólico Energia Fígado de galinha cozido 100 g 770 mcg 136 calorias Fígado de peru cozido 100 g 666 mcg 139 calorias Levedo de cerveja 16 g 626 mcg 55 calorias Fígado de boi cozido 100 g 220 mcg 160 calorias Lentilhas 99 g 179 mcg 108 calorias Quiabo cozido 92 g 134 mcg 35 calorias Feijão-preto cozido 86 g 128 mcg 100 calorias Espinafre cozido 95 g 103 mcg 17 calorias Soja verde cozida 90 g 100 mcg 144 calorias Macarrão 140 g 98 mcg 141 calorias
  37. 37. Suplementação • Pode ser encontrado em farmácias em forma de suplemento medicamentoso, comprimido, solução ou gotas. • Nomes comerciais: Folicil, Enfol, Folacin, Acfol ou Endofolin. • Média de preço: R$7 a R$22. Intoxicação • Ácido fólico nos alimentos não oferece risco de intoxicação. • Porém não deve ultrapassar 1000 microgramas por dia, pois pode dificultar a detecção de deficiência de Vitamina B12.
  38. 38. REFERÊNCIAS FONTE:Portal da educação THAME, Gizele; SHINOHARA, Elvira Maria Guerra; SANTOS, Hosana Gonçalves dos e MORON, Antonio Fernandes.Folato, vitamina B12 e ferritina sérica e defeitos do tubo neural. Rev. Bras. Ginecol. Obstet. [online]. 1998, vol.20, n.8, pp. 449-453. ALABURDA, Janete e SHUNDO, Luzia. Ácido fólico e fortificação de alimentos. Rev. Inst. Adolfo Lutz (Impr.) [online]. 2007, vol.66, n.2, pp. 95-102. CATHARINO, Rodrigo Ramos; GODOY, Helena Teixeira e LIMA-PALLONE, Juliana Azevedo.Metodologia analítica para determinação de folatos e ácido fólico em alimentos.Quím. Nova [online]. 2006, vol.29, n.5, pp. 972-976.
  39. 39. VITAMINA B12
  40. 40. HISTÓRIA l Sinônimos: Vitamina B12, Cianobalamina e Fator intrínseco. l 1820 - Anemia mortal: Anemia perniciosa l 1926 - cura com fígado (prêmio Nobel de medicina por Minot e Murphy) l 1936 - tratamento com figado devido ao ferro l 1948 - princípio ativo no fígado:
  41. 41. CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS lCobalamina: nome genérico da Vit. B12 (fator extrínseco) lSubstância vermelha (cobalto), cristalina, solúvel em água lDestruição: ácidos, álcalis, luz e agentes oxidantes ou redutores lMuito instável: 70% de perda durante o cozimento lProduzidas por bactérias e encontradas em todos os tecidos animais lCianocobalamina: forma mais estável, produzida
  42. 42. FUNÇÕES Vários papéis fisiológicos a nível celular: - Essencial para metabolismo normal de todas as células, médula óssea e tecido nervoso; - Participa com o ácido fólico, colina e metionina na transferência de grupos metil na síntese de ácidos nucléicos, de purinas e piriminas intermediárias; - Coenzimas cobalamina são necessárias para redução de RNA e DNA na promoção do crescimento e maturação dos eritrócitos; - Atua na formação de mielina.
  43. 43. FONTES Alimentos de origem animal : Alimentos de origem vegetal não contêm a vitamina.
  44. 44. SINAIS NA CARÊNCIA Na carência de cianocobalamina (B12) á alterações hematológicas, ocorrendo a redução da B12 nas hemácias e plasma sanguíneo e concorrentemente a histidina aumenta a excreção da B12 na urina. A anemia perciniosa se caracteriza por defeitos da hemato-poiese com repercussão no quadro hematológico, sendo uma anemia macrocítica. Alterações neurológicos paralisia progressiva
  45. 45. SINAIS NA CARÊNCIA Laboratorialmente: Sangue e fígado Lacta-todiidrogenase no soro Excreção do metilmalonato No sangue 1 a 10%, Plasma sanguíneo 200 a 900 pg/ml sendo a média 450 pg/ml, Considerando que a média capacidade de ligação da B12 atinge cerca de 1,850 pg/ml
  46. 46. NECESSIDADES NUTRICIONAIS Anemia perciniosa: preferência com doses parenterais de 10 a 20 mcg até 4 vezes por dia. A FAO/OMS recomenda: Gestação 3 mcg/dia Lac-tantes 2,5 mcg/dia Acima de 10 anos 2 mcg/dia
  47. 47. EFEITOS TÓXICOS Reações alérgicas injeção intra-muscular Maturação das células, aumentando a degradação do ácido nucléico e Incremento do ácido úrico, podendo resultar em gota. OBS: A vitamina B12 não deve ser dada antes de um diagnóstico bem fundamentado ser estabelecido, pela possibilidade de mascarar sintomas de degeneração subaguda da medula espinhal.
  48. 48. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICA http://pt.scribd.com/doc/159932869/Tabela-de-Composicao-Quimica- dos-Alimentos-Guilherme-Franco#scribd
  49. 49. VITAMINA C
  50. 50. VITAMINA C OU ÁCIDO ASCÓRBICOVitamina Hidrosolúvel Termolábil Frequente em frutas cítricas Seres Humanos e outros primatas são os únicos mamíferos que não sintetizam o AA Encontra-se na natureza sob duas formas: Reduzida ou Oxidada (ácido deidroascórbico) Gulonolactona-oxidase
  51. 51. VITAMINA C • 1515 A.C. os egípcios tinham conhecimento do escorbuto • Gregos e romanos tiveram suas forças militares dizimadas pela doença
  52. 52. VITAMINA C • Final da idade média o Norte e centro da Europa • Século XVIII
  53. 53. James Lind • Médico escocês da marinha britânica • 1747 documentou a ingestão de sucos Cítricos no tratamento do escorbuto
  54. 54. James Lind • Os resultados de sua experiência foram Foram publicados em 1753 • Em 1795 , ingestão diária de sumos de Frutas cítricas na Marinha Britânica
  55. 55. Em 1911, o bioquímico polonês Casimir Funk utilizou pela primeira vez o termo vitamina para se referir a certas substâncias alimentares imprescindíveis à saúde.  vital amin = Amina Vital, que deu origem à palavra vitamina Em 1919 Drummond propôs chamar o fator antiescorbútico de "C“ Em 1928, o cientista húngaro Albert von Szent-Gyorgyi descobriu e isolou o fator antiescorbuto em vários alimentos, denominando-o vitamina C
  56. 56. DIGESTÃO E METABOLISMO A absorção do ácido ascórbico ocorre no jejuno e no íleo A vitamina C é transportada no plasma sob a forma de um ânion livre, sendo transferida por difusão simples no interior dos leucócitos e dos eritrócitos Distribui-se amplamente em todos os tecidos do organismo Tecidos como a glândula supra-renal, a hipófise e a retina, são ricos em ácido ascórbico O fígado, os pulmões, o pâncreas e os leucócitos têm teores médios
  57. 57. FUNÇÕES DA VITAMINA C Absorção do ferro Biossíntese da carnitina e norepinefrina funciona como antioxidante nas células. O AA é co-fator para duas enzimas essenciais na biossíntese do colágeno: prolina- hidroxilase e lisina-hidroxilase  Anticarcinogênico, inibi a formação de nitrosaminas in vivo a partir de nitratos e nitritos Está também envolvida na cicatrização, fraturas, contusões, hemorragias puntiformes e sangramentos gengivais
  58. 58. Principais fontes de vitamina C (Fonte: Eric Liberato gregório) laranja
  59. 59. DOSE DIÁRIA RECOMENDADA Crianças 4-8 25 mg/dia Homens 19-30 90 mg/dia Mulheres 19-30 75 mg/dia Gestantes 19-30 85 mg/dia Lactantes 19-30 120 mg/dia RDA/AI
  60. 60. Os sinais de deficiência, só se desenvolvem após 4 a 6 meses de baixa ingestão ( que 10 mg/dia), quando as concentrações plasmáticas e dos tecidos diminuem consideravelmente Os primeiros sintomas de deficiência são Equimoses e petéquias na pele Hemorragia ocular Histeria e depressão Perda de apetite • Sonolência • Falta de energia nos membros e circulações DEFICIÊNCIA
  61. 61. ESCORBUTO Caracteriza- se pela deficiência na formação do colágeno, dando lugar a uma elevada fragilidade nos capilares sanguíneos
  62. 62. SINTOMAS Hemorragias nasais e bucais Amolecimento das gengivas Perda dos dentes Exaustão e fraqueza Inchaço dos braços e pernas (Edema) Petéquias e equimoses Dores musculares e nas articulações Lesões na íntima das artérias Demora na cura de feridas e infecções Morte
  63. 63. Ocorrência Crianças entre 6 meses e dois anos de idade Adultos com baixa ingestão de frutas e vegetais Tratamento Doses elevadas de ácido ascórbico (300 a 500 mg/dia) por 4 a 5 semanas
  64. 64. RECOMENDAÇÃO MÁXIMA TOLERÁVEL Crianças 4-8 650 mg/dia Homens 19-30 2000 mg/dia Mulheres 19-30 2000 mg/dia Gestantes 19-30 2000 mg/dia Lactantes 19-30 2000 mg/dia UL
  65. 65. TOXIDADE Doses de 2g ou mais podem causar: Gastroenterite Diarreia osmótica Pode afetar as disponibilidade de vit. B12 dos alimentos, podendo levar a sua deficiência Efeitos relacionados ao consumo excessivo Distúrbios gastrointestinais Cálculos renais Absorção excessiva de ferro
  66. 66. OBRIGADA!

×