Investigação




       Ferramentas Web 2.0




Otília Carvalho




Julho, 2009
Índice
      Índice                                                                       i
     1.     Introdução        ...
12.5.     The National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) no Second
  Life                                     ...
1. Introdução
       Ao longo do tempo temos vindo a informatizar tudo aquilo que nos rodeia e é a partir
daí que surgem n...
2. Requisitos
        Este projecto tem como objectivo colocar a Empresa no centro de uma rede social
para que seja possív...
3. Resumo
       Perante os objectivos propostos para esta investigação comecei com a recolha de
informação diversificada ...
4. O que nos permitem estas ferramentas
       Para além de alguns aspectos que vou mencionar ao referir algumas ferrament...
5. Desvantagens destas ferramentas
      Condicionam a rede social à interacção pessoal.
      Trazem grandes vantagens ma...
6. Wikis
        A tecnologia Wiki permite aos utilizadores partilhar e pesquisar informação para além
de a poder modifica...
7. Redes Sociais


7.1. Twitter
      Em Março de 2006 surgiu o Twitter. Neste serviço os utilizadores respondem à pergunt...
7.1.1 Twitter vai verificar perfis falsos
        De acordo com informações divulgadas a 9 de Junho de 2009 o Twitter vai ...
7.2. Facebook
      Projecto lançado em Fevereiro de 2004 que inicialmente apenas permitia posts de textos
passou mais tar...
7.2.1 Microsoft introduziu o Facebook no Windows Mobile
         Para que cada vez mais os utilizadores do Windows Mobile ...
7.3. Ning
      Este projecto surgiu em Outubro de 2004 trouxe-nos uma nova experiência online, onde
podemos partilhar int...
Serviços Google integrados:




7.4. Linkedin
        Um serviço muito semelhante ao Facebook onde mais de 40 milhões de p...
7.5. Quais as redes sociais mais utilizadas
       Com tantas redes sociais disponíveis é importante saber quais as mais u...
Quais as 25 redes mais utilizadas, em termos de visitas?




7.6. Redes sociais nas Empresas
        Os consumidores rapid...
7.7. Redes sociais como uma mais-valia para o
recrutamento
      Ter um perfil no Hi5 (http://pt.wikipedia.org/wiki/Hi5), ...
8. Social Bookmarking


8.1. Delicious
       Mais que uma ferramenta de busca que permite encontrar bookmarks sobre qualq...
9. Software Social


9.1. YouTube
      É o site mais popular deste tipo, iniciou em Fevereiro de 2005 e permite aos seus
...
10. Ambientes Virtuais


10.1. Second Life
        Nos dias de hoje as redes sociais são cada vez mais utilizadas em empre...
10.2. Divulgar oportunidades no Second Life
        Para procurar oportunidades em empresas uma opção é as feiras de recru...
11. Google Wave
      Projecto       anunciado         em          28      de       Maio     de       2009
(http://wave.go...
12. Casos de sucesso


12.1. Ferramentas Web 2.0 no ensino
        Tal como para as empresas é importante utilizar este ti...
da conta do Twitter. Pode-se enviar mensagens a qualquer momento, com o pré registo, para o
número 3200 e cada sms enviado...
Uma boa solução é o mundo virtual.




12.5. The             National            Oceanic            and          Atmospher...
12.6. NASA no Twitter, Facebook, YouTube, Second
Life…
       Um dos desafios da NASA era mudar a percepção de que o seu t...
12.7. Microsoft integra Facebook, Twitter e Last.fm no
Xbox live
      Segundo uma noticia divulgada pelo ibtimes dia 2 de...
13. Conclusão
        Comunicar é a base para tudo, seja de que forma for, escrita, por gestos, através de
uma expressão f...
Para além destas ferramentas, a utilização de wikis, social bookmarking e software
social são uma grande ajuda no desenvol...
Referências WWW

[01]      http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1387602&idCanal=4870
[02]      http://www.spa...
[23]    http://secondlifegrid.net/gs/get-started
[24]    http://wiki.beingpeterkim.com/
[25]    http://www.readwriteweb.co...
[54]   http://aeiou.expresso.pt/quanto_valem_140_caracteres=f503222
[55]   http://ultimahora.publico.pt/noticia.aspx?id=13...
Ferramentas Web2.0
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ferramentas Web2.0

3.382 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.382
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
61
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ferramentas Web2.0

  1. 1. Investigação Ferramentas Web 2.0 Otília Carvalho Julho, 2009
  2. 2. Índice Índice i 1. Introdução 1 2. Requisitos 2 3. Resumo 3 4. O que nos permitem estas ferramentas 4 5. Desvantagens destas ferramentas 5 6. Wikis 6 7. Redes Sociais 7 7.1. Twitter 7 7.1.1 Twitter vai verificar perfis falsos 8 7.1.2 Twitter deve lançar ferramentas para negócios até ao fim do ano............8 7.2. Facebook 9 7.2.1 Microsoft introduziu o Facebook no Windows Mobile 10 7.3. Ning 11 7.4. Linkedin 12 7.5. Quais as redes sociais mais utilizadas 13 7.6. Redes sociais nas Empresas 14 7.7. Redes sociais como uma mais-valia para o recrutamento 15 8. Social Bookmarking 16 8.1. Delicious 16 9. Software Social 17 9.1. YouTube 17 9.2. Blog 17 10. Ambientes Virtuais 18 10.1. Second Life 18 10.2. Divulgar oportunidades no Second Life 19 11. Google Wave 20 12. Casos de sucesso 21 12.1. Ferramentas Web 2.0 no ensino 21 12.2. Como explora a tmn estes serviços 21 12.3. IBM no Second Life 22 12.4. Northrop Corporation (NGC) no Second Life 22 i
  3. 3. 12.5. The National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) no Second Life 23 12.6. NASA no Twitter, Facebook, YouTube, Second Life… 24 12.7. Microsoft integra Facebook, Twitter e Last.fm no Xbox live 25 13. Conclusão 26 Referências WWW 28 ii
  4. 4. 1. Introdução Ao longo do tempo temos vindo a informatizar tudo aquilo que nos rodeia e é a partir daí que surgem novas ferramentas que nos facilitam o trabalho no dia-a-dia. Surge então, em 2004, o termo Web 2.0 que engloba diversas ferramentas que em comum nos permitem comunicar. Perante estas ferramentas distinguem-se diversos aspectos consoante o que cada uma nos permite fazer. Para distinguir estas ferramentas de uma forma geral pode-se criar grupos conforme as características gerais que estas apresentam. Pode-se por isso dizer que existem as ferramentas de escrita colaborativa (como wiki e Google Docs), as redes sociais (como Facebook, Myspace e Linkedin), social bookmarking (Delicious e Digg por exemplo), software social (como Blogs e o YouTube) e ambientes virtuais (como Second Life). Aqui vou então abordar o que há de comum, que como já mencionei é a comunicação, ou seja a partilha de informação entre amigos, família, colegas de trabalho entre outros de diferentes formas conforme a ferramenta que se utiliza. Refiro também informação acerca de alguns exemplos de organizações que utilizam este tipo de ferramentas, bem como as vantagens e desvantagens que delas advém. 1
  5. 5. 2. Requisitos Este projecto tem como objectivo colocar a Empresa no centro de uma rede social para que seja possível dinamizar a interacção com os colaboradores, accionistas, fornecedores e clientes, interligar empresas, pessoas e projectos e obter informações sobre os interesses de cada um. Pretende-se captar a atenção de novos colaboradores dando-lhes a conhecer a cultura da empresa, divulgar produtos e serviços para que seja possível chegar a novas audiências e atingir o nosso público-alvo e divulgar eventos e iniciativas para que as pessoas se declarem como apoiantes de causas e possam participar nas actividades que pretenderem. Desta forma, iniciou-se este projecto com uma pesquisa acerca de algumas ferramentas disponíveis que tem interesse para a Empresa identificando vantagens e desvantagens e exemplificando com alguns casos práticos de utilização destas ferramentas. 2
  6. 6. 3. Resumo Perante os objectivos propostos para esta investigação comecei com a recolha de informação diversificada acerca das possíveis ferramentas ao desenvolvimento do projecto, esta informação foi organizada num wiki (https://rsinvest.wiki.zoho.com/) para posteriormente filtrar o que é mais relevante e desta forma organizar a informação em artigos publicados num blog (http://rsinvestart.blogspot.com/). Para além destas duas ferramentas, no decorrer da investigação, utilizei também o Delicious que me permitiu organizar por títulos as referências www consultadas para um fácil acesso sempre que preciso. Desta forma, organizei este documento onde apresento de seguida várias características das ferramentas estudadas, exemplos que fundamentam essas características, como são utilizadas, aspectos positivos e negativos e que empresas as utilizam. 3
  7. 7. 4. O que nos permitem estas ferramentas Para além de alguns aspectos que vou mencionar ao referir algumas ferramentas (Wikis, Twitter, Facebook, Ning, Linkedin, Delicious, YouTube, Blog, Second Life) é importante falar sobre o impacto destas para uma empresa. O que nos traz então este tipo de comunicação? Acesso fácil e rápido ao conhecimento, com a partilha de experiências, habilidades e capacidades, pode-se assim facilmente localizar informação dentro de uma empresa. Comunicação, todos nós gostamos de conversar e trocar ideias, por que não trazer esse hábito para dentro da empresa? Permitir uma comunicação sem intermediários. Inovação, um ambiente colaborativo permite às pessoas, independentemente das suas posições dentro da empresa, expor as suas ideias e comentar o que pode trazer um ponto de vista diferente e muito útil. Quebra da barreira geográfica e hierárquica, permite o relacionamento de pessoas que estão distantes fisicamente, em locais com fusos horários distintos e diferentes idiomas ou com uma hierarquia formal que por vezes se torna numa barreira. Identidade pessoal, facilita ao funcionário a criação de uma marca pela qual ele deseja ser conhecido na empresa, mediante actividades, relacionamentos, capacidade de expor conhecimento, ideias e propostas que apresenta. Colaboração, referências e testemunhos são muito úteis no dia-a-dia de uma empresa, com redes sociais podemos expor referências encontradas, partilhar experiências e deixar tudo registado. Simples, grátis e fácil de usar, traz uma característica muito importante às empresas e que as pessoas gostam, a transparência. 4
  8. 8. 5. Desvantagens destas ferramentas Condicionam a rede social à interacção pessoal. Trazem grandes vantagens mas também podem trazer alguns riscos. Um levantamento divulgado pela empresa de segurança Sophos revela que cerca de 63% dos administradores temem que as pessoas compartilhem informações sobre as empresas e metade das empresas pesquisadas relataram que as suas redes foram objecto de spam ou ataques phishing por meio de redes sociais. O Facebook, por exemplo, continua a ser a maior rede social de risco para empresas (diz o chefe de segurança Sophos Graham Cluley especialista) devido à sua popularidade (cerca de 200 milhões de utilizadores), e onde há pessoas há criminosos. Agora um ponto muito importante é o público-alvo, se uma empresa decide acompanhar estas novas tecnologias mas não pensa sobre o seu objectivo e quais os potenciais clientes isto pode ser um erro e perda de tempo. 5
  9. 9. 6. Wikis A tecnologia Wiki permite aos utilizadores partilhar e pesquisar informação para além de a poder modificar ao longo do tempo. Uma característica relevante é a facilidade com que as páginas são criadas e alteradas numa linguagem muito simples. A maioria dos Wikis estão abertos ao público com ou sem registo de utilizador obrigatório e disponibilizam mecanismos como MediaWiki (http://www.mediawiki.org/), MoinMoin (http://moinmo.in/), UseModWiki (http://www.usemod.com/cgi-bin/wiki.pl) e TWiki (http://www.twiki.org/) que limitam o acesso à publicação (pelo bloqueio do endereço). Um dos problemas com esta tecnologia é o vandalismo e a incoerência da informação, uma vez que estes artigos são feitos por pessoas que nem sempre são especialistas no assunto e como não há uma verificação então podemos estar a consultar informação errada. Este tipo de tecnologia é assim uma mais-valia para o desenvolvimento de projectos pois permite uma maior colaboração da equipa uma vez que as pessoas envolvidas podem colocar e editar informação numa Wiki para que todos possam ver essa informação e até obter ideias de outras pessoas que estejam fora do projecto. 6
  10. 10. 7. Redes Sociais 7.1. Twitter Em Março de 2006 surgiu o Twitter. Neste serviço os utilizadores respondem à pergunta What are you doing, ao escrever mensagens de no máximo 140 caracteres. Posso adicionar seguidores à minha página pessoal e desta forma ver as mensagens que estes escrevem, a não ser que sejam privadas e não sejam direccionadas a mim. Todos nós fazemos pesquisas no Google e encontramos muita informação disponível, a vantagem do Twitter em relação a isto é que já há uma filtragem de informação feita pelos utilizadores o que nos permite ter acesso rápido à informação certa, no entanto, tem por desvantagem funcionar em tempo real. Segundo um artigo publicado dia 29 de Março de 2009 o Twitter apresentou um crescimento notório desde Fevereiro de 2008 até Fevereiro de 2009, pois de 475 mil utilizadores passou para 7 milhões, o que supõe um crescimento de 1383 por cento em número de visitantes. De acordo com alguns dados publicados em 12 de Março de 2009 em Portugal o Twitter está em 6º lugar na lista dos 10 países que mais aderiram ao serviço. Falta saber se é "moda ou uma realidade para ficar". Utilizadores do Twitter em Portugal: http://www.censustwitter.com/ Países que demonstram interesse no Twitter, de Março de 2009, Portugal em 6º lugar. 7
  11. 11. 7.1.1 Twitter vai verificar perfis falsos De acordo com informações divulgadas a 9 de Junho de 2009 o Twitter vai verificar perfis de utilizadores falsos. Para isso vai testar uma ferramenta que verifica se os perfis (apenas alguns) são verdadeiros para que acabem os dados falsos nas contas. Vão começar por verificar as contas de utilizadores famosos pois são mais propensas à falsificação, assim estes serão os primeiros a receber um selo de "Conta Verificada". 7.1.2 Twitter deve lançar ferramentas para negócios até ao fim do ano O Twitter está menos interessado em obter dinheiro através da publicidade e mais disposto a conseguir gerar lucros através da oferta de serviços premium para usos comerciais do Twitter, foi indicado inicialmente por Biz Stone o cofundador do site. No entanto, no dia 18 de Junho de 2009 anunciou que o Twitter se prepara para lançar até ao fim do ano ferramentas e serviços pagos voltados para empresas. Pois vê aqui uma forma de progredir com a qual as empresas podem melhorar. Para isso vão começar por recolher informações acerca de como as pessoas utilizam o serviço e numa segunda fase será o lançamento de ferramentas e serviços além de microblogs gratuitos, concentrando-se em empresas que queiram usar o Twitter para mandar mensagens para clientes. 8
  12. 12. 7.2. Facebook Projecto lançado em Fevereiro de 2004 que inicialmente apenas permitia posts de textos passou mais tarde a facultar outros recursos que descrevo de seguida. O Mural que é o espaço na página de perfil do utilizador que permite aos "amigos" deixar mensagens, este espaço é visível para qualquer pessoa com permissão para ver o perfil completo, no entanto se as mensagens forem privadas são salvas no Message e enviadas à caixa de entrada do utilizador sendo por isso apenas visíveis pelo destinatário e remetente. Ao registarem-se no site cada utilizador recebe um gift que pode enviar para quem quiser e se pretender mais gifts pode comprar na Facebook's virtual gift shop. O Marketplace que permite aos utilizadores publicar gratuitamente e em diferentes formatos classificados dentro das seguintes categorias For Sale, Housing, Jobs e Other. Nas actualizações recentes há um recurso denominado Status que permite aos utilizadores informar os "amigos" e membros da comunidade (pois os utilizadores podem juntar- se a uma ou mais redes como um local de trabalho ou região geográfica) do estado actual das suas acções. Facebook events uma forma de comunicar os próximos eventos da comunidade e organizar encontros sociais e o Chat, que permite ao utilizador interagir com os “amigos”. Depois é lançada a plataforma Facebook que permite criar aplicações que interajam com os recursos internos do Facebook, permitindo disponibilizar jogos como xadrez e scrabble e partilhar vídeos dentro do Facebook. Com mais de 58 milhões de utilizadores é o maior site de fotografias dos Estados Unidos em que as pessoas gastam em média 19 minutos por dia. Apresento de seguida uma imagem ilustrativa das características desta ferramenta. 9
  13. 13. 7.2.1 Microsoft introduziu o Facebook no Windows Mobile Para que cada vez mais os utilizadores do Windows Mobile possam estar actualizados com as noticias e posts existentes no Facebook a Microsoft desenvolveu uma aplicação Facebook para o Windows Mobile 6 phone. Assim os utilizadores podem enviar mensagens ou ligar a qualquer pessoa na sua lista de amigos, fazer upload de imagens e vídeos para o seu Windows Mobile directamente do Facebook, gerir o seu perfil e inserir e consultar informação a qualquer hora e em qualquer lugar. 10
  14. 14. 7.3. Ning Este projecto surgiu em Outubro de 2004 trouxe-nos uma nova experiência online, onde podemos partilhar interesses específicos sem custo e sem esforço de forma organizada. Com suporte de vídeos, blogs, fotos, fóruns, chat e outras funcionalidades normais nas redes sociais, o Ning inclui também a possibilidade de podermos ser nós a desenvolver características para adicionar na nossa rede social. Outra funcionalidade que nos apresenta é a capacidade de integrar a rede Ning com vários serviços, como por exemplo Serviços do Google. E para além desta permite criar uma conta em que os utilizadores só tenham acesso por convite, e para isso pede um email e password. Criar uma rede social, exemplo: 11
  15. 15. Serviços Google integrados: 7.4. Linkedin Um serviço muito semelhante ao Facebook onde mais de 40 milhões de profissionais usam o Linkedin para obter informações, ideias e oportunidades. Os utilizadores podem usufruir deste serviço para procurar trabalho, pessoas e oportunidades de negócio recomendadas por outras pessoas na sua lista de contactos ou ainda um empregador procurar possíveis candidatos. Desta forma, o Linkedin é utilizado com diferentes objectivos, e para além dos referidos acima também possibilita encontrar pessoas para recrutar (ao pesquisar pelo empregador actual ou passado utilizando InMail (http://inmail.insite.com.br/)), compra de publicidade e trabalho em rede. Isto segundo informações divulgadas por pessoas que utilizam a rede e afirmam que esta é um óptimo local para construir e desenvolver relacionamentos estratégicos a longo prazo. 12
  16. 16. 7.5. Quais as redes sociais mais utilizadas Com tantas redes sociais disponíveis é importante saber quais as mais utilizadas em diversos países no mundo. Esta análise, representada no mapa que se segue, foi elaborada comparando os dados de tráfego das maiores redes sociais online e com base em resultados disponibilizados pela comScore (http://www.comscore.com/). Qual a situação actual? (Dados de Junho de 2009) 13
  17. 17. Quais as 25 redes mais utilizadas, em termos de visitas? 7.6. Redes sociais nas Empresas Os consumidores rapidamente mudam as suas expectativas em relação ao produto. Deste modo, como há cada vez mais pessoas a utilizar redes sociais este tipo de comunicação está a tornar-se também um meio importante para as empresas chegarem aos seus clientes. Uma vez que os clientes estão familiarizados com estes serviços as empresas podem utiliza- los para interagir com eles e com os seus parceiros. As redes sociais são uma ferramenta de marketing muito atractiva, com as quais é possível mudar a forma como se relaciona a marca, os produtos e os serviços. Ao criar um perfil para uma empresa e usar estes serviços para deixar informações sobre actividades, produtos, entre outras coisas os utilizadores podem comentar, fazer perguntas, relatar problemas ou sugerir ideias. Assim a empresa pode prestar alguma assistência ao responder a estas questões. Por outro lado, as empresas podem juntar-se a uma ou mais comunidades e assim deixar comentários sobre as suas opiniões oficiais, o que vai desenvolver o seu perfil (a sua reputação). 14
  18. 18. 7.7. Redes sociais como uma mais-valia para o recrutamento Ter um perfil no Hi5 (http://pt.wikipedia.org/wiki/Hi5), Facebook, Twitter, ou em qualquer outra rede social, pode ser uma mais-valia aquando o recrutamento. As empresas dão cada vez mais importância a informações que não são abordadas numa entrevista e deste modo é cada vez maior o número de organizações a recrutar através deste tipo de redes. A utilização destas redes traz-nos grandes vantagens como por exemplo acessibilidade imediata a um conjunto de informações relativas a candidatos que podem acelerar a fase de identificação de candidatos interessantes ou a interacção com o nosso público-alvo. Como cada rede social se identifica com determinado tipo de utilizadores quando se procuram pessoas mais qualificadas algumas organizações utilizam o Linkedin, Plaxo (http://en.wikipedia.org/wiki/Plaxo), Unyk (http://en.wikipedia.org/wiki/Unyk) ou Star Tracker (http://www.thestartracker.com/privacy.asp), por outro lado para funções outsourcing e trabalho temporário procuram sítios como o Facebook ou Hi5 com populações mais jovens. Assim no momento da entrevista, como já tem algum conhecimento sobre o perfil do candidato através destas redes, a pessoa que estiver a entrevistar pode direccionar a entrevista de acordo com o que sabe acerca do candidato e assim esclarecer algumas dúvidas. 15
  19. 19. 8. Social Bookmarking 8.1. Delicious Mais que uma ferramenta de busca que permite encontrar bookmarks sobre qualquer assunto é também uma ferramenta para arquivar e catalogar sites para poder consulta-los em qualquer hora e lugar. Assim podemos partilhar os nossos bookmarks com quem quisermos e visualizar os que de outros membros estejam públicos. O Delicious possui uma barra de ferramentas que facilita a sua utilização. Após instalada permite aceder rapidamente aos nossos bookmarks, à página oficial do Delicious e adicionar novos sites para os quais podemos criar tags e fazer uma breve descrição. 16
  20. 20. 9. Software Social 9.1. YouTube É o site mais popular deste tipo, iniciou em Fevereiro de 2005 e permite aos seus utilizadores carregarem e partilharem vídeos em formato digital. Utiliza o formato Adobe Flash (http://get.adobe.com/flashplayer/) para disponibilizar o conteúdo, guarda variados filmes e videoclipes e permite através de mecanismos desenvolvidos pelo site disponibilizar o material encontrado no YouTube em blogs e sites pessoais. Uma boa forma de expandir o mercado de publicidade de vídeos através do AdSense (http://www.google.com/adsense/), um serviço de publicidade oferecido pelo Google. 9.2. Blog Um diário online ou informações sobre um assunto em particular, uma combinação de textos, imagens, música e links, um Blog é pois um site onde publicamos artigos organizados de forma cronológica inversa com uma actualização rápida, que outros utilizadores podem comentar e assim exprimir a sua opinião gerando por exemplo o debate de ideias. 17
  21. 21. 10. Ambientes Virtuais 10.1. Second Life Nos dias de hoje as redes sociais são cada vez mais utilizadas em empresas por diversas razões. Desta forma recorrem também ao ambiente virtual Second Life que lhes traz alguns benefícios para o desenvolvimento da empresa. Com este investimento estas organizações aumentam a produtividade uma vez que podem focar neste ambiente tarefas internas como formação, educação e simulação ou até interagir com os seus clientes ou estudantes através de de entrevistas, recrutamento e investigação acerca do produto. Uma boa forma de aumentar a produtividade é também a criação de protótipos do equipamento ou processos de negócio. Desta forma podem reduzir os custos das deslocações substituindo a interacção no Second life pelos eventos e reuniões. O trabalho em grupo é uma mais-valia e para que este corra bem é preciso que haja colaboração, esta característica é pois mais um benefício que nos trás o Second Life uma vez que este permite participantes em diferentes ambientes e locais a colaborar em tempo real. Comunicar permite-nos partilhar experiências, emitir opiniões, debater ideias e muito mais. Para o fazer existem diversas formas como por exemplo através de imagens, voz, texto, video. No Second Life estão também presentes estas formas de comunicação que permitem melhorar a comunicação tanto em grupo como em privado. Esta plataforma permite, por exemplo, após uma reunião continuar a comunicação sem ser necessário recorrer a emails pois permite chat, suporta várias línguas e disponibiliza tradutores. Dentro de cada organização é muito importante o contacto com os clientes e a audiência, mas também o custo do negócio. No Second Life é possível criar grupos de reflexão, procurar clientes e obter feedback, recrutar, entrevistar, conhecer parceiros, entre outras práticas. Desta forma, ao criar um espaço privado ou público onde possa haver colaboração e comunicação é possível conduzir a equipa de um projecto através de um protótipo, o que possibilita encontrar problemas antes da concepção e consequentemente reduzir os custos do projecto. 18
  22. 22. 10.2. Divulgar oportunidades no Second Life Para procurar oportunidades em empresas uma opção é as feiras de recrutamento onde se pode conhecer mais a fundo os programas de estágio e outras oportunidades oferecidas. Agora com os avanços tecnológicos surgem os espaços virtuais, como o Second Life, em que o utilizador pode aceder ao material disponibilizado para visualização, com textos informativos, vídeos e vagas disponibilizadas, além de interagir com o público. Este meio virtual atrai muita gente, é acessível a partir de qualquer computador em qualquer lugar a qualquer altura e possibilita oportunidades iguais para pessoas de qualquer lugar, para além de atrair para as empresas uma maior quantidade e qualidade de talentos. Desta forma, o mercado demonstra um grande interesse pois as empresas podem divulgar vagas com maior qualidade no processo de recrutamento e custos reduzidos. 19
  23. 23. 11. Google Wave Projecto anunciado em 28 de Maio de 2009 (http://wave.google.com/help/wave/about.html), uma plataforma para Web cuja intenção é unir serviços como email, instant messaging, wiki e social networking num único ambiente a funcionar a partir de qualquer browser, e qualquer sistema operacional. As pessoas podem comunicar e trabalhar em conjunto com texto formatado, fotos, vídeos, mapas e muito mais. Qualquer participante pode responder em qualquer ponto da mensagem, editar conteúdo e adicionar participantes. Possui avançados sistemas de correcção ortográfica e tradução instantânea em chats. Permite envio de mensagens privadas e deve ser lançado no final do ano de 2009. 20
  24. 24. 12. Casos de sucesso 12.1. Ferramentas Web 2.0 no ensino Tal como para as empresas é importante utilizar este tipo de ferramentas para interagir com os clientes e os parceiros porque hoje em dia a maioria das pessoas estão familiarizadas com estes serviços também no ensino isto se torna útil. Conforme as características apresentadas anteriormente sobre o YouTube, Blog, Delicious podemos verificar que estas ferramentas são muito úteis para a educação, pois trazem interacção, uma vez que postar e comentar contribui para desenvolver o espírito crítico e aumentar o nível de interacção social e de aprendizagem online. Para além destas 3 ferramentas também são muito úteis por exemplo o Flickr (http://www.flickr.com/) que permite partilha de imagens e possibilita a criação de álbuns para armazenamento de fotografias, bem como a divulgação de vídeos provenientes por exemplo do YouTube que podem ser assistidos, carregados, compartilhados e divulgados em blogs pelos utilizadores. Ou também o Goowy (http://www.goowy.com/) que é um ambiente de trabalho online, que integra uma conta de email, calendário, bloco de notas, gere favoritos e possibilita armazenar todo o tipo de documentos dando ao utilizador a oportunidade de escolher se os mantém públicos ou privados. 12.2. Como explora a tmn estes serviços Divulgar e cativar é do interesse de todas as empresas e a tmn não é excepção, por isso utiliza serviços como Facebook, Twitter, YouTube e Vídeos na Sapo. Desta forma, utiliza vídeos na Sapo e YouTube com publicidade ao produto e permite ao utilizador dar a sua opinião e partilhar o vídeo com os amigos. No Facebook deixa informação publicitária sobre eventos, promoções, ofertas promocionais, passatempos, etc. E com o auxílio do Google maps deixa a indicação das localizações dos eventos que vão decorrer, mencionando no mapa locais de estacionamento ou campismo e ainda paragens para possíveis transportes para outros locais de interesse. No Twitter, com um fundo alusivo ao tarifário moche, utilizam frases apelativas para divulgar eventos, produtos, promoções, etc. A tmn permite agora enviar e receber mensagens 21
  25. 25. da conta do Twitter. Pode-se enviar mensagens a qualquer momento, com o pré registo, para o número 3200 e cada sms enviado tem um custo de 5 cêntimos. Há ainda a possibilidade de receber todas as mensagens direccionadas à pessoa ou mensagens de pessoas com quem esteja relacionado gratuitamente numa fase promocional. E para garantir que ninguém utiliza o seu número pode-se configurar um pin. 12.3. IBM no Second Life O mundo virtual é uma excelente forma para mostrar a realidade e se queremos vender um produto ou recrutar colaboradores nada melhor do que mostrar ao cliente como funciona e ele poder experimentar ou mostrar ao candidato como funciona a empresa. E o Second Life, que apresenta um crescimento de 30% desde Setembro de 2008 e com 1,3 milhões de utilizadores regulares, oferece-nos isso. As empresas reúnem-se neste mundo virtual e assim reduzem as despesas. Foi nisto que a IBM apostou e com sucesso pois assim reduziu centenas de milhares de dólares em viagens e reuniões. Numa reunião virtual conseguem reunir 250 trabalhadores e economizaram $350 na primeira conferência. 12.4. Northrop Corporation (NGC) no Second Life Testar um produto e fazer simulações nem sempre á fácil, desta forma para a NGC o Second Life foi uma boa solução. Permitiu à empresa de uma forma simples e barata protótipos de produtos, conduzir simulações e treinar trabalhadores em ambientes que são supostamente perigosos, caros ou impossíveis fisicamente. Por exemplo a máquina apresentada a seguir custa milhares de dólares só a transportar para os locais de treino para além de ser perigosa. 22
  26. 26. Uma boa solução é o mundo virtual. 12.5. The National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) no Second Life NOAA pretende que a sociedade esteja informada e que compreenda o papel dos oceanos, costas e da atmosfera no sistema global para que sejam tomadas melhores decisões a nível social e económico. Ao incorporar o Second Life nos seus meios de comunicação, programas educacionais, eventos, simulações e exposições, NOAA tem encontrado uma forma de chegar a novos públicos. De facto, 40 por cento dos visitantes da NOAA no Second Life afirmaram que não tinham ouvido falar da organização, antes da visita ao Second Life. Mais de 47.000 utilizadores do YouTube tem acompanhado a demonstração do tsunami no mundo virtual. 23
  27. 27. 12.6. NASA no Twitter, Facebook, YouTube, Second Life… Um dos desafios da NASA era mudar a percepção de que o seu trabalho se limitava a missões espaciais para outros planetas e envio de satélites para fotografar Marte. Para isso, além das notícias de missões espaciais era preciso divulgar os projectos voltados para a própria Terra, como pesquisas sobre o meio ambiente e desenvolvimento de tecnologias que serão usadas no dia-a-dia das pessoas. Há cerca de 4 anos começaram a utilizar redes sociais para compartilhar, arquivar e trocar informações com os americanos. Actualmente, a agência tem mais de 32 perfis oficiais no Twitter, 23 comunidades no Facebook, 5 perfis no MySpace, 12 canais no YouTube e 4 ilhas no mundo virtual Second Life. Estima-se que o acesso ao site da agência pode chegar a 350 milhões de pessoas por ano. Grandes exemplos de rapidez e transparência das redes sociais como ferramenta para gestão do conhecimento são as mensagens em tempo real no Twitter sobre a sonda espacial Phonix em Marte ou sobre as missões NASA (http://twitter.com/nasa). O que fizeram para incentivar a participação dos utilizadores? Para além dos fóruns a agência criou um perfil para os seus astronautas e missões em andamento, permitindo maior interacção com o publico através das redes sociais. Por exemplo no Facebook tem o perfil dos seus principais astronautas em missão e para além de tirarem dúvidas contam um pouco acerca da missão. No Second Life organizam eventos com astronautas em que as pessoas podem participar e conversar com os profissionais. Para chegar a este sucesso e escolher as redes sociais que utilizam fizeram primeiro uma análise sobre a qual tiveram em conta não só o número de participantes mas também a procura de conhecimento, vontade de aprendizado e troca de informações. NASA no Second Life, exemplo: 24
  28. 28. 12.7. Microsoft integra Facebook, Twitter e Last.fm no Xbox live Segundo uma noticia divulgada pelo ibtimes dia 2 de Junho de 2009, a Microsoft planeia aumentar as ferramentas sociais e de entretenimento na sua consola Xbox 360 integrando serviço de música através da rádio Last.fm, site da rede social Facebook e serviço de microblogging, Twitter, á comunidade online do Xbox Live. Assim os utilizadores deste serviço serão capazes de guardar tabelas e comunicar com amigos ao utilizar serviços sociais sem precisar de um computador. “Isto expande o alcance do Xbox Live”, disse Shane Kim, vice-presidente de Estratégia e Negócio de Video Games na Microsoft. “Temos estado a fazer esforços no sentido de tornar vivo o Xbox na próxima geração de entretenimento e internet”. 25
  29. 29. 13. Conclusão Comunicar é a base para tudo, seja de que forma for, escrita, por gestos, através de uma expressão facial, por imagens, vídeos ou qualquer outra forma é essencial para uma boa interacção. Nas empresas isto não é excepção pois é preciso cativar e contactar com clientes, fornecedores, colaboradores e accionistas por isso é preciso estar sempre a pensar na melhor forma para o fazer. É assim importante referir algumas desvantagens da utilização deste tipo de ferramentas, por exemplo se uma empresa pretender acompanhar estas novas tecnologias primeiro tem que pensar qual o seu objectivo e quais os seus potenciais clientes. Outra razão para algumas organizações não aderirem a esta prática é por recear que as pessoas compartilhem informações confidenciais. Desta forma, após a recolha, análise e organização de informação e tendo em conta os objectivos da empresa, sugeria a utilização do Ning pelas suas características que apelam a que as pessoas criem a sua própria rede de acordo com os seus interesses. No entanto, o Facebook é a rede social mais utilizada em diversos países e tendo em conta que se pretende chegar a novas audiências isto é uma mais-valia. E o Linkedin é muito utilizado por profissionais. Assim seria uma boa prática recorrer a todas estas características e tirar o melhor partido delas para que se circunde uma maior área de forma a chegar e acompanhar mais pessoas. Agora um ponto importante referir aqui é o facto de o acesso a estes serviços serem gratuitos, no entanto, seria necessário gerir a rede e por isso algum trabalho por parte de uma pessoa, o que já traz algumas despesas. Outra sugestão é o Second Life que com tantos casos de sucesso da utilização deste ambiente virtual e com tudo o que nos oferece parece-me uma boa opção para chegar a um público de todas as idades e dinamizar a interacção da empresa com algo novo a oferecer porque as pessoas gostam é de novidades. Podia-se criar a “Empresa” no Second Life e assim fazer actividades, reuniões, dar formação, divulgar eventos e outras actividades e por exemplo fazer simulações para que houvesse não só uma maior interacção com o cliente mas também com outras pessoas que podiam testar o produto e dar a sua opinião. Este recurso, já se torna mais dispendioso, por que para além de ser necessário uma pessoa a gerir este ambiente virtual é também necessário um investimento que varia de acordo com os objectivos. 26
  30. 30. Para além destas ferramentas, a utilização de wikis, social bookmarking e software social são uma grande ajuda no desenvolvimento de projectos, não só para a equipa como também para o cliente que pode acompanhar o seu desenvolvimento mais de perto. Para finalizar acho importante referir que talvez no final do ano sairá uma nova ferramenta Google Wave que vai disponibilizar muitas características vantajosas para as empresas, para além de ser uma novidade e talvez cresça significativa e rapidamente. 27
  31. 31. Referências WWW [01] http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1387602&idCanal=4870 [02] http://www.spacetoday.org/NASA/SecondLife/NASA_SecondLife.html [03] http://www.pplware.com/2009/06/22/esta-disposto-a-pagar-para-ter-servicos- no-twitter/ [04] http://mashable.com/2009/04/15/social-media-seo/ [05] http://www.blogwmp.com/redes-sociais-com-sucesso-na-internet-em-portugal/ [06] http://aeiou.expressoemprego.pt/scripts/Actueel/display-article.asp?ID=2106 [07] http://www.rbw.com.br/site/2007/site/novosite/wordpress/?cat=27 [08] http://casesdesucesso.wordpress.com/?tag=facebook [09] http://flammarion.wordpress.com/2009/06/01/case-nasa-midias-sociais-como- ferramenta-para-a-gestao-do-conhecimento/ [10] http://www.theconversationalcorporation.com/ebook1/ [11] http://www.techcrunch.com/2009/06/07/a-map-of-social-network-dominance/ [12] http://gigaom.com/2009/05/08/microsoft-introduces-facebook-for-windows- mobile-finally/ [13] http://br.ibtimes.com/articles/20090602/microsoft-integra-facebook-twitter-last- xbox-live.htm [14] http://www.iep.uminho.pt/encontro.web2/ [15] http://twitterportugal.com/blog/youtube-liga-se-a-twitter-facebook-e-google- reader/ [16] http://econsultancy.com/blog/3982-10-superb-social-media-presentations [17] http://twitterportugal.com/blog/twitter-mais-numeros/ [18]http://www.computerworld.com/action/article.do? command=viewArticleBasic&articleId=9076678 [19] http://www.newscientist.com/blogs/shortsharpscience/2009/04/the-discreet- harm-of-social-ne.html [20] http://www.beingpeterkim.com/2009/03/smm-wiki-analysis.html [21] http://secondlifegrid.net/technology-programs/best-virtual-world-technology [22] http://secondlifegrid.net/spt/virtual-world-support-programs 28
  32. 32. [23] http://secondlifegrid.net/gs/get-started [24] http://wiki.beingpeterkim.com/ [25] http://www.readwriteweb.com/archives/study_social_media_presence.php [26] http://buzzgap.wordpress.com/2009/06/03/social-media-business-strategy/ [27] http://blogs.zdnet.com/feeds/?p=1197 [28] http://mashable.com/2009/05/28/google-wave-guide/ [29] http://blog.linkedin.com/2007/07/25/ten-ways-to-use/ [30] http://social-networking-websites-review.toptenreviews.com/ [31] http://humanresources.about.com/od/recruiting/a/recruit_linked.htm [32] http://en.wikipedia.org/wiki/LinkedIn [33] http://www.networkworld.com/news/2008/071508-employees-social- networking.html [34] http://wiki.beingpeterkim.com/ [35] http://www.readwriteweb.com/archives/study_social_media_presence.php [36] http://buzzgap.wordpress.com/2009/06/03/social-media-business-strategy/ [37] http://blogs.zdnet.com/feeds/?p=1197 [38] http://mashable.com/2009/05/28/google-wave-guide/ [39] http://blog.linkedin.com/2007/07/25/ten-ways-to-use/ [40] http://social-networking-websites-review.toptenreviews.com/ [41] http://radar.oreilly.com/2009/05/google-wave-what-might-email-l.html [42] http://code.google.com/intl/pt/apis/wave/extensions/gadgets/guide.html [43] http://googleblog.blogspot.com/2009/05/went-walkabout-brought-back-google- wave.html [44] http://www.andreavascellari.com/?p=2750 [45] http://blogs.zdnet.com/Hinchcliffe/?p=400 [46] http://www.slideshare.net/leebryant/getting-started-with-business-social- networking-presentation?type=powerpoint [47] http://developer.ning.com/notes/index/allNotes [48] http://www.tourcms.com/blog/2008/07/18/using-the-ning-platform-to-power- your-travel-website-cheapflights-have/ [49] http://www.techcrunch.com/2007/02/26/ning-in-full/ [50] http://www.ikiw.org/2008/01/08/7-effective-wiki-uses-and-the-companies-that- benefit-from-them/ [51] http://www.papaposts.com/showthread.php?t=892 [52] http://semanadoispontozero.blogspot.com/2009/04/jornalistam-aderem-ao- twitter.html [53] http://www.ipjornal.com/noticias/416527_twitter-atacado-novamente.html 29
  33. 33. [54] http://aeiou.expresso.pt/quanto_valem_140_caracteres=f503222 [55] http://ultimahora.publico.pt/noticia.aspx?id=1382768 [56] http://www.censustwitter.com/ [57] http://on10.net/blogs/sarahintampa/List-of-Official-Microsoft-Twitter-Accounts/ [58] http://ezinearticles.com/?Using-Social-Networking-to-Market-a-Service- Company&id=2375934 [59] http://www.ning.com/main/createyourown?source=networkapplications [60] http://pt.wikipedia.org/wiki/Facebook [61] http://pt.wikipedia.org/wiki/Wiki [62] http://ultimahora.publico.pt/noticia.aspx?id=1382561&idCanal=4870 [63] http://www.blogwmp.com/tag/twitter/ [64] http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1366016&idCanal=14 [65] http://twitter.com/google [66] http://2.0.bloguite.com/microblogging/twitter-que-paises-mais-se-interessam- pelo-fenomeno.html [67] http://www.comunicamos.org/web/twitter/twitter-e-as-instituicoes-portuguesas [68] http://escoladeredes.ning.com/video/dicas-do-algarra-para-usar-o 30

×