SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 82
Engenharia e Gestão do Conhecimento 
no Planejamento Estratégico 
Organizacional 
EGC/UFSC e Instituto Stela 
Roberto C. S. Pacheco 
Rede Nacional de Pesquisa - RNP 
Rio de Janeiro, 7 de agosto de 2014
Por que 
E-Science e 
cyberinfraestructure 
Posicionamento 
estratégico e GC 
na RNP 
Para 
quem 
CT&I 
e-Gov 
Energia 
Capital humano 
Setor 
financeiro 
Compliance 
Apoio 
industrial 
Coprodução de 
conhecimento 
Como 
Como criamos 
Sistemas de 
conhecimento 
O que 
Conhecimento 
Gestão do 
conhecimento 
Engenharia do 
conhecimento 
Quem 
EGC/UFSC 
Instituto Stela
QUEM SOMOS
EGC/UFSC 
Programa de PG em Engenharia 
e Gestão do Conhecimento 
Criado em 2004 
35 Doutores de diversas áreas 
(Psicologia, Administração, Engenharias, Computação, Semiótica, Educação) 
700 candidatos para 60 ingressantes por ano 
(30 mestrado e 30 doutorado) 
Conceito 5 na CAPES
1969 1985 
1989 1991 1995 2004 
Criação do 
Planejamento 
Áreas de IA, 
Doutorado 
Doutorado 
PPG em 
Estratégico 
Gestão 
em Eng. 
em Eng. 
Eng. Prod. 
EaD e Conceito 
Qualidade, 
Produção 
Produção 
UFSC 
CAPES 
Ergonomia 
Criação do 
EGC 
Visão da 
engenharia de 
produção 
associada à 
engenharia 
industrial 
Visão da Eng. de produção com 
cognição e da Inteligência Aplicada, 
educação e sistema de produção, 
qualidade, gestão ambiental, 
empreendedorismo, inovação. 
Visão do conhecimento como fator 
central de agregação de valores 
organizacionais e posicionamento 
da GC, EC e MC como 
interdisciplinas 
Sociedade industrial Sociedade da informação Sociedade do conhecimento 
2010 
Conceito 5 
(CAPES) 
Quem somos 
Histórico da EGC/UFSC 
Como evoluiu nossa visão sobre GC e EC na cronologia da EC 
2008 
APPs-UE
EGC/UFSC 
Temáticas de mestrado e doutorado em cada área de concentração
Com quem cooperamos? 
Jorge de Sábato 
Governo 
Setor 
Produtivo 
Infra-estrutura 
científico-tecnológica 
Triângulo de Sábato 
Governo 
Henry 
Etzkowitz 
Loe 
Leydesdorff 
Hélice Tríplice Modelo Sistêmico 
EGC se posiciona como elo em sistemas de inovação e acredita na 
coprodução com múltiplas matizes institucionais
Desafios organizacionais em GC 
• Conhecimento como fator gerador 
de valor organizacional 
• Como tratar dos processos e dos 
ativos organizacionais ligados ao 
conhecimento? 
• Conhecimento é objeto da 
engenharia, da gestão e da mídia. 
• Desafio de conhecimento 
• Experiências em GC 
• Papel estratégico da TI 
• Universidade corporativa 
• Programa de competências 
• Gestão da inovação 
• Memória Organizacional 
• ...
Arranjo institucional para P&D&I 
Formação & Pesquisa 
• Competências em domínios 
• Competências em EGMC 
• Projetos conjuntos 
• Eventos conjuntos 
• Formação de quadros 
• Redes de pesquisa 
Inovação 
• Desafios 
organizacionais 
• Formação de quadros 
• Capacitação em EGMC 
• Projetos conjuntos 
• Inserção de egressos 
P&D 
• Projetos conjuntos 
• Formação de quadros 
• Tecnologias EGMC 
• Competências EGMC 
• Soluções EGMC 
• Inserção de egressos 
Universidades Institutos Empresas 
P&D&I 
• Fomento a P&D 
• Desafios em EGMC 
• Projetos conjuntos 
• Formação de quadros 
• Inserção de egressos 
• Capacitação em EGMC 
Governo e 
Organizações 
Paragovernamentais 
Sistemas de inovação e o conhecimento 
(coletivos, redes, organizacionais, regionais, nacionais)
Instituto Stela 
(desde 2002) 
2012 
2008 
2007 
• Instituto de pesquisa sem fins econômicos 
• OSCIP 
• P&D in TIC e em Engenharia do conhecimento 
• Cerca de 60 colaboradores 
• Referência no País em governo eletrônico
Instituto Stela 
(desde 2002) 
Governo: C&T, inovação, 
educação superior, meio 
ambiente, saúde. 
Mais de 6 milhões de usuários 
ICTIs: gestão estratégica de 
informação em CT&I 
25 instituições 
Empresas: inovação aberta e 
gestão estratégica de 
informação corporativa
Por que 
E-Science e 
cyberinfraestructure 
Posicionamento 
estratégico e GC 
na RNP 
Para 
quem 
CT&I 
e-Gov 
Energia 
Capital humano 
Setor financeiro 
Compliance 
Apoio industrial 
Coprodução de 
conhecimento 
Como 
Como criamos 
Sistemas de 
conhecimento 
O que 
Conhecimento 
Gestão do 
conhecimento 
Engenharia do 
conhecimento 
Quem 
EGC/UFSC 
Instituto Stela
O QUE É CONHECIMENTO? 
REFERENCIAL CONCEITUAL DE NOSSAS SOLUÇÕES
O que é o Conhecimento? 
Epistemologias do conhecimento 
Venzin, M.; Krogh, G. and Roos, J. Future Research into Knowledge 
Manegement, In Knowing in Firms”, org. Von Krogh and Dirk Kleine, 1998. 
Cognitivistas 
Conhecimento é uma entidade (dados) fixa e representável, estocável em 
computadores, bases de dados, arquivos ou manuais e, portanto, 
conhecimento pode ser compartilhado em uma organização. 
Herbert Simon Noam Chomsky Marvin Minsky
O que é o Conhecimento? 
Epistemologias do conhecimento 
Visão cognitivista 
Organizações e humanos são “máquinas” de lógica e dedução. 
Para que possam sobreviver em um mundo de incertezas, as 
organizações precisam antecipar a forma do futuro, gerarem 
alternativas de operação efetiva e implementarem planos rápidos 
e efetivos. 
Representação – visão de futuro 
Cenários – substituem intuição por dados objetivos (base 
de clientes, regras, projetos, livros) 
Implementação – regras de referência, com políticas de 
atualização e busca de consenso. Herbert Simon 
SIMON, H (1993). Strategy and organization evolution. Strategic Management Journal, 14:131-42
Venzin, M.; Krogh, G. and Roos, J. Future Research into Knowledge 
Manegement, In Knowing in Firms”, org. Von Krogh and Dirk Kleine, 1998. 
Conexionistas 
Conhecimento está nas conexões de especialistas e é orientado à 
resolução de problemas. Conhecimento é interdependente da rede de 
componentes interconectados. 
Bruce Kogut Udo Zander 
O que é o Conhecimento? 
Epistemologias do conhecimento 
Etienne Wenger
O que é o Conhecimento? 
Epistemologias do conhecimento 
Visão Conexionista 
Conhecimento organizacional é um estado de sistema de 
indivíduos interconectados. 
• competência dos indivíduos 
• princípios organizacionais 
• relações entre indivíduos e grupos 
Para crescer sua capacidade de transferir e compartilhar 
conhecimento, a organização deve desenvolver princípios e 
mecanismos pelos quais as tecnologias podem ser codificadas 
em linguagens acessíveis para um amplo círculo de indivíduos. 
Zander, U and Kogut, B. (1995), Knowledge and the speed of the transfer and 
imitation of organizationa capabilities: an empirical test. Organizational 
Science, 6 (1), 76-92) 
Udo Zander 
Bruce Kogut
Autopoéticos 
Conhecimento é resultado da transformação de informação feita pelo 
indivíduo, a partir de suas experiências e observações. 
Maturana e Varela Nonaka e Takeuchi 
Venzin, M.; Krogh, G. and Roos, J. Future Research into Knowledge 
Manegement, In Knowing in Firms”, org. Von Krogh and Dirk Kleine, 1998. 
O que é o Conhecimento? 
Epistemologias do conhecimento
O que é o Conhecimento? 
Epistemologias do conhecimento 
Visão Autopoética 
• Somente dados são transmitidos entre indivíduos. 
• A transformação de dados em informação se dá por contexto. 
Uma organização é um organismo vivo e não uma máquina de 
processamento de informações. Somente o que é considerado 
verdadeiro e crível por indivíduos é conhecimento 
Nonaka Takeuchi 
Nonaka, I. and Takeuchi, H. The Knowledge-Creating Company: how japanese companies create 
the dynamics of innovation. New York. Oxford University Press. 1995
Conhecimento Cognitivistas Conexionistas Autopoéticos 
Onde está? 
Pessoas, 
computadores, 
manuais, livros 
Conexão entre 
especialistas 
Nos indivíduos e no 
grupo 
Cognitivistas Conexionistas Autopoéticos 
Como ele é Explícito ou implícito Rede Tácito ou explícito 
Onde investir 
Em ativos de 
conhecimento 
Em ligações dentro 
e fora da empresa 
Em pessoas 
Epistemologias do conhecimento 
Está tanto em 
agentes 
humanos como 
artificiais 
Está na rede de 
pessoas 
Está nos 
indivíduos e 
no grupo
Conhecimento é conteúdo ou processo efetivado 
por agentes humanos ou artificiais em atividades de 
geração de valor científico, econômico, social ou 
cultural. 
Pacheco, 2014 
O que é o Conhecimento? 
Para nossa visão de Engenharia do Conhecimento... 
Propósito: geração de valor 
Forma: conteúdo ou processo 
Local: tanto na mente humana quanto em artefatos 
Fonte: indivíduos, grupos, organizações, redes, regiões e países (inovação) 
Epistemologia: convergência das três: 
Cognitivista: conhecimento pode ser conteúdo e estar em artefatos. 
Conexionista: rede e comunicação são essenciais na geração de valor. 
Autopoético: a criação de conhecimento se dá (principalmente) por humanos
Conhecimento pode estar nas formas 
tácita (know how – habilidades e experiências) 
implícita (i.e., acrescida de know why e, portanto, explicitável e documentável) ou 
explícita (know what – identificada, representada e armazenada) 
Pacheco, 2014 
Como é o Conhecimento? 
As diferentes aparências do conhecimento
Onde está o Conhecimento Organizacional? 
Níveis de lócus do conhecimento organizacional 
Organização 
Competências 
Organizacionais 
Competências 
Essenciais 
Grupo 
Conhecimentos 
Processos de 
Conhecimento 
Indivíduo 
Conhecimentos 
Habilidades 
Atitudes 
“O sistema de aprendizagem organizacional é composto pelo conhecimento em processo contínuo de 
evolução armazenado nas pessoas, grupos e na organização e se constitui na infraestrutura fundamental 
que apóia a formulação e a implementação de estratégias de uma organização 
(Vera & Crossan, 2005, p. 123).” – Steil, 2009
Inter e multidisciplinaridade 
Disciplinas contribuem para a compreensão do conhecimento 
Onde está o conhecimento? 
Quem me ajuda a 
compreendê-lo? 
País/Região 
Cluster 
Organização 
Rede 
Equipe 
Indivíduo
Por que 
E-Science e 
cyberinfraestructure 
Posicionamento 
estratégico e GC 
na RNP 
Para 
quem 
CT&I 
e-Gov 
Energia 
Capital humano 
Setor financeiro 
Compliance 
Apoio industrial 
Coprodução de 
conhecimento 
Como 
Como criamos 
Sistemas de 
conhecimento 
O que 
Conhecimento 
Gestão do 
conhecimento 
Engenharia do 
conhecimento 
Quem 
EGC/UFSC 
Instituto Stela
O QUE É GC? 
REFERENCIAL METODOLÓGICO DE NOSSAS SOLUÇÕES
O que é GC para nós? 
Combinamos as visões de processos e conteúdos 
GC é uma disciplina que estabelece meios para a organização gerir seus 
ativos intangíveis, percebidos tanto como resultados de suas atividades 
(Conteúdo) como nas atividades exercidas por seus indivíduos (Processos). 
Fonte: Pacheco, 2013
Como fazer GC? 
Múltiplas abordagens para a GC 
Por que diversos modelos e frameworks para implementar a GC? 
1. Perspectiva com que concebe os intangíveis (Conteúdo e Processos) 
2. Diversidade de práticas e técnicas para exercê-la 
3. Diversidade de dimensões organizacionais onde se aplica 
(ex. inovação, competências, liderança, memória, aprendizagem, etc.) 
4. Diversidade de processos de conhecimento 
(ex. auditoria, criação, retenção/memória) 
5. Propósito/estágio da GC (avaliação, difusão, etc.) 
6. Setor (domínio) da organização (ex. engenharia, finanças) 
7. Natureza da organização (público, privado) 
Adoção incremental da GC 
Fonte:APQC roadmap do KM 
(2003) 
Método OKA - Avaliação de GC 
Fonte:Fresneda (2009) 
Modelo de Choo (1998) 
Fonte:Dalkir (2005) 
Práticas e tecnologias GC 
Fonte: Terra (2008) 
Alinhamento de estratégias 
Fonte:APO KM Facilitator’s guide (2009) 
Modelo MGCAPB 
Fonte:Batista (2012)
Qual é o futuro da GC? 
A era em que vivemos 
A convergência de mídias está nos 
levando a uma “renascença digital”, 
com impactos sociais, políticos, 
econômicos, legais, produtivos e culturais. Henry Jenkis - 2006 
All commons have to do with shared 
understandings, with people coming and 
communicating with each other and making 
decisions and grows - the best ones they can, 
using their shared knowledge in order to 
managing to sustainable resources. 
Charlotte Hess - 2013
Qual é o futuro da GC? 
A era em que vivemos
Um dos principais fatores organizacionais 
que afetarão performance e competitividade 
será a maturidade da gestão do 
conhecimento organizacional. 
Qual é o futuro da GC? 
Fatores estratégicos em projetos de GC 
Carla O’Dell Cindy Hubert 
http://www.slideshare.net/SIKM/trends-in-knowledge-management-16604522
Por que 
E-Science e 
cyberinfraestructure 
Posicionamento 
estratégico e GC 
na RNP 
Para 
quem 
CT&I 
e-Gov 
Energia 
Capital humano 
Setor financeiro 
Compliance 
Apoio industrial 
Coprodução de 
conhecimento 
Como 
Como criamos 
Sistemas de 
conhecimento 
O que 
Conhecimento 
Gestão do 
conhecimento 
Engenharia do 
conhecimento 
Quem 
EGC/UFSC 
Instituto Stela
O QUE É EC? 
REFERENCIAL METODOLÓGICO DE NOSSAS SOLUÇÕES
Disciplina que se dedica à modelagem de conhecimento e à 
criação e inserção de sistemas de conhecimento nas 
organizações. 
Fonte: PACHECO (2013) Fonte: KNUBLAUCH (2002) 
Como ramo da Inteligência Artificial, EC era 
uma subdisciplina dedicada à criação de 
sistemas especialistas 
Em uma visão mais contemporânea, a EC se tornou 
uma disciplina, que tem na IA uma de suas 
disciplinas de contribuição e na GC e em outras 
áreas organizacionais fontes de demanda por 
sistemas de conhecimento.
conhecimento organizacional e sua 
relação com os conhecimentos individuais e 
coletivos, observados tanto nas dimensões 
de processo como de conteúdo 
GC se relaciona com a estratégia da 
organização e prevê meios e práticas 
de colocar o conhecimento como fator 
de produção organizacional 
GC focaliza processos e as atividades 
desempenhadas por indivíduos para 
buscar meios de melhorar a 
performance organizacional 
GC se relaciona com gestão da informação, quando 
focaliza a dimensão conteúdo e quando prevê as TIC 
como instrumentos de apoio às suas práticas
Por que 
E-Science e 
cyberinfraestructure 
Posicionamento 
estratégico e GC 
na RNP 
Para 
quem 
CT&I 
e-Gov 
Energia 
Capital humano 
Setor financeiro 
Compliance 
Apoio industrial 
Coprodução de 
conhecimento 
Como 
Como criamos 
Sistemas de 
conhecimento 
O que 
Conhecimento 
Gestão do 
conhecimento 
Engenharia do 
conhecimento 
Quem 
EGC/UFSC 
Instituto Stela
COMO CRIAMOS SISTEMAS DE 
CONHECIMENTO 
ENGENHARIA DO CONHECIMENTO
Ação Organizacional 
e Processos da 
Gestão do 
Conhecimento 
Benefício Beneficiado 
Memória 
Organizacional. 
Armazenamento, captura, 
acesso, coleta, retenção, 
transformação e 
formalização de 
conhecimento 
 Catálogo de produção técnico-científica 
 Memória das competências organizacionais 
 Produção de anuário temático sobre o setor agropecuário 
EERs 
OEADS 
OIAGRO 
Gestão por 
competências. Criação 
de conhecimento. 
Utilização, aplicação, uso. 
Reutilização de 
conhecimento. Avaliação de 
conhecimento 
 Identificação de perfil profissional 
 Localização de especialistas, segundo rede de articulação, 
experiência em projetos, produção técnico-científica, etc. 
 Identificação, análise e compartilhamento de práticas 
profissionais 
 Identificação de hiatos de competência regionais ou locais e 
definição de iniciativas de capacitação e de desenvolvimento de 
competências; 
EERs 
OEADS 
OIAGRO 
Metodologia Stela: Do espaço do problema à solução
Metodologia Stela: como fazemos nossa Engenharia do Conhecimento? 
Gestão da 
expertise 
Compliance 
Governança 
corporativa 
Governança 
Pública 
Gestão da 
Inovação 
Governo 
eletrônico 
Responsabilidade 
Social 
Gestão do 
conhecimento 
Fonte : Instituto Stela© 
Pressupostos da 
metodologia EC: 
1. Contexto: EC tem 
inserção no contexto 
estratégico da 
organização (via GC 
ou disciplina 
organizacional 
correlata) 
2. Ciclo de vida: 
Sistemas de 
conhecimento (SC) 
devem ter ciclos de 
vida extensíveis e 
duradouros 
3. Visão de projeto: SC 
são antropocêntricos 
e suportam processos 
intensivos em 
conhecimento 
A TI é apenas um dos 
elementos que devem 
ser alinhados. SCs não 
são SIs.
Por que 
E-Science e 
cyberinfraestructure 
Posicionamento 
estratégico e GC 
na RNP 
Para 
quem 
CT&I 
e-Gov 
Energia 
Capital humano 
Setor financeiro 
Compliance 
Apoio industrial 
Coprodução de 
conhecimento 
Como 
Como criamos 
Sistemas de 
conhecimento 
O que 
Conhecimento 
Gestão do 
conhecimento 
Engenharia do 
conhecimento 
Quem 
EGC/UFSC 
Instituto Stela
SISTEMAS DE CONHECIMENTO EM CT&I 
PLATAFORMA LATTES 
PORTAL INOVAÇÃO 
PLATAFORMA AQUARIUS
Plataforma Lattes – Desafio organizacional 
Como alinhar mapeamento das competências nacionais em CT&I com seu fomento? 
Questões estratégicas sobre o conhecimento organizacional 
(CNPq) - 1999
Plataforma Lattes - Construtos 
Elementos metodológicos foram decisivos 
Visão sistêmica Arquitetura abrangente 
Internacionalização 
Metodologia e-Gov 
Padronização 
(30 IES, CAPES, FAPESP)
Desafio de conhecimento organizacional 
Resultados 
“The Brazilian experience with 
the Lattes Database is a 
powerful example of good 
practice. This provides high-quality 
data on about 1.6 million 
researchers and about 4,000 
institutions. (…) 
The result is one of the 
cleanest researcher 
databases in existence.“ 
Nature 25/03/2010 
http://nirpa.org/wp-content/uploads/2010/04/11.-Julia_Lane1.pdf
Mapeamento de expertises externas, a partir da exploração de 
fontes de dados públicas 
EXPERTISES EM INOVAÇÃO ABERTA 
SETORES DE SAÚDE E ENGENHARIA MECÂNICA 
MERCK E ABCM
Desafio de conhecimento organizacional 
Como saber se um país tem competências em áreas de interesse estratégico de nossa 
organização? 
Áreas de interesse da MERCK 
Temas sem interesse 
Gestão estratégica de 
expertises externas à 
organização 
1. Quem tem expertises que nos 
interessa? 
2. Quem tem expertises que não nos 
interessa? 
3. Qual é o grau de aderência entre 
essas expertises e nossos 
interesses? 
4. Qual é a experiência dessas 
expertises em problemas de nosso 
interesse? 
5. Qual é o potencial de interesse 
dessas expertises em trabalhar 
conosco?
Processo de conhecimento 
Buscando competências em uma base nacional para apoio à inovação aberta 
Como buscar informações 
estratégicas? 
O Portal Inovação faz mapeamento 
de todas as competências atuais no 
País (incluindo a Plataforma Lattes). 
Permite busca por termos, com 
filtros por titulação e região. 
Cada termo está estatisticamente 
relacionado a outros termos, o que 
permite, não somente localizar 
competências geograficamente, 
como contextualizar seus focos de 
atuação. 
www.portalinovacao.mct.gov.br
Descoberta de conhecimento estratégico 
Mapa de conhecimentos das competências encontradas no País 
Como? 
Para cada tema de 
interesse da empresa, 
com base nas buscas 
realizadas, é possível 
montar um mapa de 
termos 
correlacionados e, 
com isso, ter-se uma 
visão espacial da 
densidades e do foco 
de atuação das 
competências no 
País. 
RESULTADO: os 
laboratórios MERCK 
incluíram o Brasil na 
relação de países 
para cooperação. 
Exemplo: mapa de correlações de antibacterial
Conhecimento Estratégico em Engenharia 
4.200 currículos de doutores em Engenharia Mecânica 
Thermal 
Sciences 
Structural Integrity 
Fracture mechanics 
Refrigeration 
Air conditioning 
Nonlinear 
Phenomena 
Product 
Heating 
Ventilation 
Engineering 
Mechatronics 
Bioengineering 
Thermal 
Sciences 
Soil Mechanics 
Thermal 
Sciences 
Dynamics 
Manufacturing 
Engineering 
Fluid 
Mechanics 
Computational 
Mechanics
Conhecimento Estratégico em Engenharia - BIOMECÂNICA 
4.200 currículos de doutores em Engenharia Mecânica 
Perspectivas 2007 – Exemplo 
Knowledge map in the 
Biomecânica Commitee 
Flexible 
Structures 
All terms considered 
BIOMECHANICS 
ROBOTICS 
BIOENGINEERING 
Biomaterials 
Dynamic 
Structures
Como as plataformas e-Gov podem potencializar o Novo Serviço Público? 
GOVERNO ELETRÔNICO CONTEMPORÂNEO 
PLATAFORMA AQUARIUS 
(SUBPROJETO ARQUITETURA) 
CGEE E MCTI
Plataforma Aquarius – Desafio organizacional 
Como utilizar todas as bases nacionais de CT&I para tomada de decisão estratégica? 
Strategic information control room 
Bases de dados públicas podem ser base de uma plataforma para 
integrada para apoiar tanto governo como sociedade?
Pacheco et. al. 2012 
Fundos Setoriais 
Como foram os perfis de investimentos nos fundos setoriais?
Pacheco et. al. 2012 
Fundos Setoriais 
Em que conhecimentos investimentos?
Bases conceituais 
Metodologia e-Governança: arquiteturas e-Gov devem ser multi-camadas 
ABRANGÊNCIA DO E-GOV 
Fonte: Pacheco et al., 2013
Bases conceituais 
Metodologia e-Governança: arquiteturas e-Gov devem ser multi-camadas 
Fonte: Pacheco et al., 2013
Por que 
E-Science e 
cyberinfraestructure 
Posicionamento 
estratégico e GC 
na RNP 
Para 
quem 
CT&I 
e-Gov 
Energia 
Capital 
humano 
Setor financeiro 
Compliance 
Apoio industrial 
Coprodução de 
conhecimento 
Como 
Como criamos 
Sistemas de 
conhecimento 
O que 
Conhecimento 
Gestão do 
conhecimento 
Engenharia do 
conhecimento 
Quem 
EGC/UFSC 
Instituto Stela
Alinhamento Estratégico e Retenção do Conhecimento 
GESTÃO ESTRATÉGICA 
DO CAPITAL HUMANO 
SETOR ELÉTRICO (SIMULAÇÃO) 
CONCESSIONÁRIA DE ENERGI
Desafio de conhecimento organizacional 
Como conectar conhecimentos e competências com nossos processos? 
Questões estratégicas sobre o conhecimento organizacional
Desafio de conhecimento organizacional 
Identificar e mitigar o risco de perda de conhecimento (análise p/ processos) 
Risco organizacional estratificado por processo.
Análise de conhecimento por processo 
Conhecimentos, capital humano e relacional e impacto organizacional 
Para cada processo: 
• Conhecimentos 
associados 
• Análise de ilhas 
• Análise de fluxo de 
conhecimento 
• Previsão de impacto 
nos indicadores de 
resultado da perda 
eminente de pessoas 
(ex. previsão para 
aposentadorias 
associadas às tarefas 
selecionadas).
Por que 
E-Science e 
cyberinfraestructure 
Posicionamento 
estratégico e GC 
na RNP 
Para 
quem 
CT&I 
e-Gov 
Energia 
Capital 
humano 
Setor 
financeiro 
Compliance 
Apoio industrial 
Coprodução de 
conhecimento 
Como 
Como criamos 
Sistemas de 
conhecimento 
O que 
Conhecimento 
Gestão do 
conhecimento 
Engenharia do 
conhecimento 
Quem 
EGC/UFSC 
Instituto Stela
Integridade e valores organizacionais 
COMPLIANCE E REGULAÇÃO 
SETOR FINANCEIRO (SIMULAÇÃO)
Desafio de conhecimento organizacional 
Como promover integridade e alinhamento diante da regulação 
Questões estratégicas sobre o conhecimento organizacional
Análise de conhecimento por processo 
Gestão da ética e dos valores organizacionais de um banco privado 
A partir do processamento dos relatos registrados nas centrais de atendimento 
e de denúncia, são inferidos os indicadores dos padrões éticos e de 
alinhamento da organização.
Análise de conhecimento por processo 
Gestão da ética e dos valores organizacionais de um banco privado 
O detalhamento das infrações dos valores 
organizacionais é apresentado sob diferentes 
perspectivas para possibilitar a definição de 
políticas e ações de intervenção na operação da 
organização.
Análise de conhecimento por processo 
Gestão da ética e dos valores organizacionais de um banco privado 
Resultado de uma busca por 
“assédio” em todas as bases de 
dados e documentos geridos 
pelas diversas equipes que 
registram as manifestações e as 
medidas disciplinares
Por que 
E-Science e 
cyberinfraestructure 
Posicionamento 
estratégico e GC 
na RNP 
Para 
quem 
CT&I 
e-Gov 
Energia 
Capital 
humano 
Setor 
financeiro 
Compliance 
Apoio 
industrial 
Coprodução de 
conhecimento 
Como 
Como criamos 
Sistemas de 
conhecimento 
O que 
Conhecimento 
Gestão do 
conhecimento 
Engenharia do 
conhecimento 
Quem 
EGC/UFSC 
Instituto Stela
Diretório de competências 
Mapeamento e alinhamento de expertises ao portfólio organizacional 
COPRODUÇÃO DE CONHECIMENTO 
SETOR DE APOIO AOS SEGMENTOS INDUSTRIAIS 
SESI/BAHIA
Desafio de conhecimento organizacional 
Como mapear e alinhar competências ao portfólio da organização? 
Questões estratégicas sobre o conhecimento organizacional
Análise do conhecimento organizacional 
Referencial (Framework) para apoiar a gestão do capital humano 
Fases para o mapeamento e 
análise organizacional para 
efetivar o sistema de 
conhecimento de apoio à 
gestão do capital humano da 
organização 
1. Quais conhecimentos? 
2. Para que? 
3. Onde aplicar? 
4. Como engajar e manter?
Sistema de conhecimento organizacional 
Construção colaborativa, apoiada em metodologias e em design thinking
Sistema de conhecimento organizacional 
Instrumentalizando os processos cotidianos da organização (Ubiquidade)
Sistema de conhecimento organizacional 
Atendendo aos diferentes stakeholders (perfis) partícipes da coprodução
Sistema de 
conhecimento 
organizacional 
Promovendo círculos de 
coprodução em atividades do 
cotidiano da organização
Sistema de 
conhecimento 
organizacional 
Criando e mantendo a 
ontologia/taxonomia 
organizacional
Por que 
E-Science e 
cyberinfraestructure 
Posicionamento 
estratégico 
Para 
quem 
CT&I 
e-Gov 
Energia 
Capital humano 
Setor 
financeiro 
Compliance 
Apoio 
industrial 
Coprodução de 
conhecimento 
Como 
Como criamos 
Sistemas de 
conhecimento 
O que 
Conhecimento 
Gestão do 
conhecimento 
Engenharia do 
conhecimento 
Quem 
EGC/UFSC 
Instituto Stela
E-Science e Cyberinfraestructure 
Cyberinfraestructure (CI) provê serviços, 
recursos, ferramentas e soluções para 
cientistas e engenheiros produzirem ciência 
para o avanço de grandes desafios nacionais. 
CI provê recursos, dados, redes, processos, 
semântica, aplicações e, principalmente, 
colaboração de pesquisadores 
Atkins, 2003 
http://www.evl.uic.edu/core.php?mod=4&type=1&indi=389 
e-Science é o uso de recursos eletrônicos – instrumentos, sensores, 
bases de dados, métodos computacionais, computadores – por cientistas 
trabalhando colaborativamente em grandes equipes de projetos 
distribuídas, para resolver problemas científicos. 
Greenwood, Gobble, Stevens, Zhao, Addis, 2003
Por que 
E-Science e 
cyberinfraestructure 
Posicionamento 
estratégico e GC 
na RNP 
Para 
quem 
CT&I 
e-Gov 
Energia 
Capital humano 
Setor 
financeiro 
Compliance 
Apoio 
industrial 
Coprodução de 
conhecimento 
Como 
Como criamos 
Sistemas de 
conhecimento 
O que 
Conhecimento 
Gestão do 
conhecimento 
Engenharia do 
conhecimento 
Quem 
EGC/UFSC 
Instituto Stela
GC e Posicionamento Estratégico 
Como a GC pode ajudar a promover o 
uso inovador de redes avançadas no Brasil? 
Inter-organizacional 
Intra-organizacional 
GC no portfólio 
Memória organizacional 
Gestão por competências 
Práticas de GC 
... 
Capital relacional 
Alinhamento planos de CT&I 
Posicionamento e inovação 
... 
Prover Cyberinfraestructure 
para promover e-Science no País
Engenharia e Gestão do 
Conhecimento no Planejamento 
Estratégico Organizacional 
EGC/UFSC e Instituto Stela 
Roberto C. S. Pacheco 
pacheco@egc.ufsc.br 
Rede Nacional de Pesquisa - RNP 
Rio de Janeiro, 7 de agosto de 2014
Gestão estratégica do Conhecimento na Rede Nacional de Pesquisa (RNP)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 12 - Gestão do Conhecimento
Aula 12 - Gestão do ConhecimentoAula 12 - Gestão do Conhecimento
Aula 12 - Gestão do ConhecimentoFilipo Mór
 
Gestão do Conhecimento
Gestão do ConhecimentoGestão do Conhecimento
Gestão do ConhecimentoElvis Fusco
 
Aula gestão do conhecimento e capital intele ctual
Aula gestão do conhecimento e capital intele ctual Aula gestão do conhecimento e capital intele ctual
Aula gestão do conhecimento e capital intele ctual Helena Reis
 
Gestão do Conhecimento
Gestão do ConhecimentoGestão do Conhecimento
Gestão do ConhecimentoHudson Augusto
 
Gestão, Engenharia e Coprodução de Conhecimento na Sociedade Contemporânea
Gestão, Engenharia e Coprodução de Conhecimento na Sociedade ContemporâneaGestão, Engenharia e Coprodução de Conhecimento na Sociedade Contemporânea
Gestão, Engenharia e Coprodução de Conhecimento na Sociedade ContemporâneaRoberto C. S. Pacheco
 
Gestão do conhecimento FIA - 2011
Gestão do conhecimento FIA - 2011Gestão do conhecimento FIA - 2011
Gestão do conhecimento FIA - 2011Jose Claudio Terra
 
GESTÃO DO CONHECIMENTO
GESTÃO DO CONHECIMENTO GESTÃO DO CONHECIMENTO
GESTÃO DO CONHECIMENTO Sabrina Mariana
 
Aula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTO
Aula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTOAula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTO
Aula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTOsionara14
 
Novas abordagens para a Gestão do Conhecimento
Novas abordagens para a Gestão do ConhecimentoNovas abordagens para a Gestão do Conhecimento
Novas abordagens para a Gestão do ConhecimentoLuis Borges Gouveia
 
Gerenciamento Do Conhecimento
Gerenciamento Do ConhecimentoGerenciamento Do Conhecimento
Gerenciamento Do ConhecimentoAgência EG
 
Gestão do conhecimento empresarial
Gestão do conhecimento empresarialGestão do conhecimento empresarial
Gestão do conhecimento empresarialRapport Assessoria
 
CKO - O Profissional de Gestão do Conhecimento (GC) e suas funções
CKO - O Profissional de Gestão do Conhecimento (GC) e suas funçõesCKO - O Profissional de Gestão do Conhecimento (GC) e suas funções
CKO - O Profissional de Gestão do Conhecimento (GC) e suas funçõesNei Grando
 
Gestão do conhecimento
Gestão do conhecimentoGestão do conhecimento
Gestão do conhecimentoJoão Geroldo
 
Apresentação árvore do conhecimento - final 2
Apresentação   árvore do conhecimento - final 2Apresentação   árvore do conhecimento - final 2
Apresentação árvore do conhecimento - final 2Sabrina Mariana
 
Gestão do conhecimento
Gestão do conhecimentoGestão do conhecimento
Gestão do conhecimentoFaseLog
 
Engenharia e Gestão do Conhecimento - UFSC
Engenharia e Gestão do Conhecimento - UFSCEngenharia e Gestão do Conhecimento - UFSC
Engenharia e Gestão do Conhecimento - UFSCRoberto C. S. Pacheco
 
Gestão do conhecimento - SBGC e Correios
Gestão do conhecimento - SBGC e CorreiosGestão do conhecimento - SBGC e Correios
Gestão do conhecimento - SBGC e CorreiosNei Grando
 

Mais procurados (20)

Saúde Gov Sp
Saúde Gov SpSaúde Gov Sp
Saúde Gov Sp
 
Aula 12 - Gestão do Conhecimento
Aula 12 - Gestão do ConhecimentoAula 12 - Gestão do Conhecimento
Aula 12 - Gestão do Conhecimento
 
Gestão do Conhecimento
Gestão do ConhecimentoGestão do Conhecimento
Gestão do Conhecimento
 
Aula gestão do conhecimento e capital intele ctual
Aula gestão do conhecimento e capital intele ctual Aula gestão do conhecimento e capital intele ctual
Aula gestão do conhecimento e capital intele ctual
 
Gestão do Conhecimento
Gestão do ConhecimentoGestão do Conhecimento
Gestão do Conhecimento
 
Engenharia e Gestão do Conhecimento: Conceitos e Cases
Engenharia e Gestão do Conhecimento: Conceitos e CasesEngenharia e Gestão do Conhecimento: Conceitos e Cases
Engenharia e Gestão do Conhecimento: Conceitos e Cases
 
Gestão, Engenharia e Coprodução de Conhecimento na Sociedade Contemporânea
Gestão, Engenharia e Coprodução de Conhecimento na Sociedade ContemporâneaGestão, Engenharia e Coprodução de Conhecimento na Sociedade Contemporânea
Gestão, Engenharia e Coprodução de Conhecimento na Sociedade Contemporânea
 
Gestão do conhecimento FIA - 2011
Gestão do conhecimento FIA - 2011Gestão do conhecimento FIA - 2011
Gestão do conhecimento FIA - 2011
 
GESTÃO DO CONHECIMENTO
GESTÃO DO CONHECIMENTO GESTÃO DO CONHECIMENTO
GESTÃO DO CONHECIMENTO
 
Aula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTO
Aula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTOAula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTO
Aula TI 4 - GESTÃO DO CONHECIMENTO
 
Novas abordagens para a Gestão do Conhecimento
Novas abordagens para a Gestão do ConhecimentoNovas abordagens para a Gestão do Conhecimento
Novas abordagens para a Gestão do Conhecimento
 
Gerenciamento Do Conhecimento
Gerenciamento Do ConhecimentoGerenciamento Do Conhecimento
Gerenciamento Do Conhecimento
 
Gestão do conhecimento empresarial
Gestão do conhecimento empresarialGestão do conhecimento empresarial
Gestão do conhecimento empresarial
 
CKO - O Profissional de Gestão do Conhecimento (GC) e suas funções
CKO - O Profissional de Gestão do Conhecimento (GC) e suas funçõesCKO - O Profissional de Gestão do Conhecimento (GC) e suas funções
CKO - O Profissional de Gestão do Conhecimento (GC) e suas funções
 
Gestão do conhecimento
Gestão do conhecimentoGestão do conhecimento
Gestão do conhecimento
 
Apresentação árvore do conhecimento - final 2
Apresentação   árvore do conhecimento - final 2Apresentação   árvore do conhecimento - final 2
Apresentação árvore do conhecimento - final 2
 
Gestão do conhecimento
Gestão do conhecimentoGestão do conhecimento
Gestão do conhecimento
 
Palestra gc ulbra
Palestra gc ulbraPalestra gc ulbra
Palestra gc ulbra
 
Engenharia e Gestão do Conhecimento - UFSC
Engenharia e Gestão do Conhecimento - UFSCEngenharia e Gestão do Conhecimento - UFSC
Engenharia e Gestão do Conhecimento - UFSC
 
Gestão do conhecimento - SBGC e Correios
Gestão do conhecimento - SBGC e CorreiosGestão do conhecimento - SBGC e Correios
Gestão do conhecimento - SBGC e Correios
 

Semelhante a Gestão estratégica do Conhecimento na Rede Nacional de Pesquisa (RNP)

Gestão e Engenharia do Conhecimento e setor publico
Gestão e Engenharia do Conhecimento e setor publicoGestão e Engenharia do Conhecimento e setor publico
Gestão e Engenharia do Conhecimento e setor publicoRoberto C. S. Pacheco
 
Conhecimento Inter e Transdisciplinar
Conhecimento Inter e TransdisciplinarConhecimento Inter e Transdisciplinar
Conhecimento Inter e TransdisciplinarRoberto C. S. Pacheco
 
Gestão e Engenharia do Conhecimento: Perspectivas e Resultados Empresariais
Gestão e Engenharia do Conhecimento: Perspectivas e Resultados EmpresariaisGestão e Engenharia do Conhecimento: Perspectivas e Resultados Empresariais
Gestão e Engenharia do Conhecimento: Perspectivas e Resultados EmpresariaisRoberto C. S. Pacheco
 
Uso de ferramentas livres na Gestão do Conhecimento
Uso de ferramentas livres na Gestão do ConhecimentoUso de ferramentas livres na Gestão do Conhecimento
Uso de ferramentas livres na Gestão do ConhecimentoUEPA
 
Apresentação Capacitação Gsi2009
Apresentação Capacitação Gsi2009Apresentação Capacitação Gsi2009
Apresentação Capacitação Gsi2009inovaDay .
 
Coprodução e Cocriação em Ciência
Coprodução e Cocriação em CiênciaCoprodução e Cocriação em Ciência
Coprodução e Cocriação em CiênciaRoberto C. S. Pacheco
 
Techmining e Expertise Location: gestão estratégica do conhecimento organizac...
Techmining e Expertise Location: gestão estratégica do conhecimento organizac...Techmining e Expertise Location: gestão estratégica do conhecimento organizac...
Techmining e Expertise Location: gestão estratégica do conhecimento organizac...Roberto C. S. Pacheco
 
Programa de Pós-Graduação em Engenharia do Conhecimento - Aula Inaugural
Programa de Pós-Graduação em Engenharia do Conhecimento - Aula InauguralPrograma de Pós-Graduação em Engenharia do Conhecimento - Aula Inaugural
Programa de Pós-Graduação em Engenharia do Conhecimento - Aula InauguralRoberto C. S. Pacheco
 
Gestao do conhecimento
Gestao do conhecimentoGestao do conhecimento
Gestao do conhecimentoCharlley Luz
 
Redes Sociais e Novas TDICS Uni BH
Redes Sociais e Novas TDICS Uni BHRedes Sociais e Novas TDICS Uni BH
Redes Sociais e Novas TDICS Uni BHAlexandre Oliveira
 
[2011] atelier de projetos @ cpeje
[2011] atelier de projetos @ cpeje[2011] atelier de projetos @ cpeje
[2011] atelier de projetos @ cpejeUFPE
 
Diagnósticos de Maturidade e plano de ação de Gestão do Conhecimento.
Diagnósticos de Maturidade e plano de ação de Gestão do Conhecimento.Diagnósticos de Maturidade e plano de ação de Gestão do Conhecimento.
Diagnósticos de Maturidade e plano de ação de Gestão do Conhecimento.Patrícia de Sá Freire, PhD. Eng.
 
Gestão do conhecimento empresarial no Brasil: aprendizados e futuro
Gestão do conhecimento empresarial no Brasil: aprendizados e futuroGestão do conhecimento empresarial no Brasil: aprendizados e futuro
Gestão do conhecimento empresarial no Brasil: aprendizados e futuroRoberto C. S. Pacheco
 
Gestão estratégica
Gestão estratégicaGestão estratégica
Gestão estratégicaEder Nogueira
 
Palestra-GC-HCPA-11-09-2015.pdf
Palestra-GC-HCPA-11-09-2015.pdfPalestra-GC-HCPA-11-09-2015.pdf
Palestra-GC-HCPA-11-09-2015.pdfApebNetherlands
 

Semelhante a Gestão estratégica do Conhecimento na Rede Nacional de Pesquisa (RNP) (20)

Gestão e Engenharia do Conhecimento e setor publico
Gestão e Engenharia do Conhecimento e setor publicoGestão e Engenharia do Conhecimento e setor publico
Gestão e Engenharia do Conhecimento e setor publico
 
Conhecimento Inter e Transdisciplinar
Conhecimento Inter e TransdisciplinarConhecimento Inter e Transdisciplinar
Conhecimento Inter e Transdisciplinar
 
Gestão e Engenharia do Conhecimento: Perspectivas e Resultados Empresariais
Gestão e Engenharia do Conhecimento: Perspectivas e Resultados EmpresariaisGestão e Engenharia do Conhecimento: Perspectivas e Resultados Empresariais
Gestão e Engenharia do Conhecimento: Perspectivas e Resultados Empresariais
 
Uso de ferramentas livres na Gestão do Conhecimento
Uso de ferramentas livres na Gestão do ConhecimentoUso de ferramentas livres na Gestão do Conhecimento
Uso de ferramentas livres na Gestão do Conhecimento
 
Apresentação Capacitação Gsi2009
Apresentação Capacitação Gsi2009Apresentação Capacitação Gsi2009
Apresentação Capacitação Gsi2009
 
Introdução da Gestão do Conhecimento nas Organizações
Introdução da Gestão do Conhecimento nas OrganizaçõesIntrodução da Gestão do Conhecimento nas Organizações
Introdução da Gestão do Conhecimento nas Organizações
 
Coprodução e Cocriação em Ciência
Coprodução e Cocriação em CiênciaCoprodução e Cocriação em Ciência
Coprodução e Cocriação em Ciência
 
Techmining e Expertise Location: gestão estratégica do conhecimento organizac...
Techmining e Expertise Location: gestão estratégica do conhecimento organizac...Techmining e Expertise Location: gestão estratégica do conhecimento organizac...
Techmining e Expertise Location: gestão estratégica do conhecimento organizac...
 
Programa de Pós-Graduação em Engenharia do Conhecimento - Aula Inaugural
Programa de Pós-Graduação em Engenharia do Conhecimento - Aula InauguralPrograma de Pós-Graduação em Engenharia do Conhecimento - Aula Inaugural
Programa de Pós-Graduação em Engenharia do Conhecimento - Aula Inaugural
 
Pós-graduação e inovação
Pós-graduação e inovaçãoPós-graduação e inovação
Pós-graduação e inovação
 
Gestao do conhecimento
Gestao do conhecimentoGestao do conhecimento
Gestao do conhecimento
 
Redes Sociais e Novas TDICS Uni BH
Redes Sociais e Novas TDICS Uni BHRedes Sociais e Novas TDICS Uni BH
Redes Sociais e Novas TDICS Uni BH
 
[2011] atelier de projetos @ cpeje
[2011] atelier de projetos @ cpeje[2011] atelier de projetos @ cpeje
[2011] atelier de projetos @ cpeje
 
Pps
PpsPps
Pps
 
Fechamento: World Café:qual foi o nosso aprendizado e visão sistêmica do fu...
Fechamento: World Café:qual foi o nosso aprendizado  e  visão sistêmica do fu...Fechamento: World Café:qual foi o nosso aprendizado  e  visão sistêmica do fu...
Fechamento: World Café:qual foi o nosso aprendizado e visão sistêmica do fu...
 
Diagnósticos de Maturidade e plano de ação de Gestão do Conhecimento.
Diagnósticos de Maturidade e plano de ação de Gestão do Conhecimento.Diagnósticos de Maturidade e plano de ação de Gestão do Conhecimento.
Diagnósticos de Maturidade e plano de ação de Gestão do Conhecimento.
 
Gestão do conhecimento empresarial no Brasil: aprendizados e futuro
Gestão do conhecimento empresarial no Brasil: aprendizados e futuroGestão do conhecimento empresarial no Brasil: aprendizados e futuro
Gestão do conhecimento empresarial no Brasil: aprendizados e futuro
 
Gestao conhecimento
Gestao conhecimentoGestao conhecimento
Gestao conhecimento
 
Gestão estratégica
Gestão estratégicaGestão estratégica
Gestão estratégica
 
Palestra-GC-HCPA-11-09-2015.pdf
Palestra-GC-HCPA-11-09-2015.pdfPalestra-GC-HCPA-11-09-2015.pdf
Palestra-GC-HCPA-11-09-2015.pdf
 

Mais de Roberto C. S. Pacheco

Plataforma Intelitengia: solução integrada para o fomento estadual em CTI bas...
Plataforma Intelitengia: solução integrada para o fomento estadual em CTI bas...Plataforma Intelitengia: solução integrada para o fomento estadual em CTI bas...
Plataforma Intelitengia: solução integrada para o fomento estadual em CTI bas...Roberto C. S. Pacheco
 
Educação Digital e Desafios Contemporâneos
Educação Digital e Desafios ContemporâneosEducação Digital e Desafios Contemporâneos
Educação Digital e Desafios ContemporâneosRoberto C. S. Pacheco
 
Plataforma Lattes : presente e futuro
Plataforma Lattes : presente e futuroPlataforma Lattes : presente e futuro
Plataforma Lattes : presente e futuroRoberto C. S. Pacheco
 
Futuro (da Universidade) e (Programa) Future-se
Futuro (da Universidade) e (Programa) Future-seFuturo (da Universidade) e (Programa) Future-se
Futuro (da Universidade) e (Programa) Future-seRoberto C. S. Pacheco
 
Commons e Commons digitais como Ativos Intangíveis Coletivos
Commons e Commons digitais como Ativos Intangíveis ColetivosCommons e Commons digitais como Ativos Intangíveis Coletivos
Commons e Commons digitais como Ativos Intangíveis ColetivosRoberto C. S. Pacheco
 
Interdisciplinaridade e Sustentabilidade: a contribuição dos Commons
Interdisciplinaridade e Sustentabilidade: a contribuição dos CommonsInterdisciplinaridade e Sustentabilidade: a contribuição dos Commons
Interdisciplinaridade e Sustentabilidade: a contribuição dos CommonsRoberto C. S. Pacheco
 
Empreendedorismo e Inovação na Educação Superior
Empreendedorismo e Inovação na Educação SuperiorEmpreendedorismo e Inovação na Educação Superior
Empreendedorismo e Inovação na Educação SuperiorRoberto C. S. Pacheco
 
CONFAP CRIS: Plataforma CRIS de Fundações Estaduais de Amparo a Pesquisa
CONFAP CRIS: Plataforma CRIS de Fundações Estaduais de Amparo a PesquisaCONFAP CRIS: Plataforma CRIS de Fundações Estaduais de Amparo a Pesquisa
CONFAP CRIS: Plataforma CRIS de Fundações Estaduais de Amparo a PesquisaRoberto C. S. Pacheco
 
Public Management and ST&I Governance Based on Intellectual Capital and Socia...
Public Management and ST&I Governance Based on Intellectual Capital and Socia...Public Management and ST&I Governance Based on Intellectual Capital and Socia...
Public Management and ST&I Governance Based on Intellectual Capital and Socia...Roberto C. S. Pacheco
 
Repositório de Produção Intelectual para Programas Profissionais
Repositório de Produção Intelectual para Programas ProfissionaisRepositório de Produção Intelectual para Programas Profissionais
Repositório de Produção Intelectual para Programas ProfissionaisRoberto C. S. Pacheco
 
Doutorados profissionais: oportunidades e desafios
Doutorados profissionais: oportunidades e desafiosDoutorados profissionais: oportunidades e desafios
Doutorados profissionais: oportunidades e desafiosRoberto C. S. Pacheco
 
Mapeando e construindo indicadores para avaliar a pós-graduação
Mapeando e construindo indicadores para avaliar a pós-graduação Mapeando e construindo indicadores para avaliar a pós-graduação
Mapeando e construindo indicadores para avaliar a pós-graduação Roberto C. S. Pacheco
 
Produção Científica na Região Sul (SC) e contexto no País e no Exterior
Produção Científica na Região Sul (SC) e contexto no País e no ExteriorProdução Científica na Região Sul (SC) e contexto no País e no Exterior
Produção Científica na Região Sul (SC) e contexto no País e no ExteriorRoberto C. S. Pacheco
 
Repositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliação
Repositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliaçãoRepositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliação
Repositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliaçãoRoberto C. S. Pacheco
 
Internacionalização na Graduação: reflexões no Fórum Sul de Pró-Reitores de G...
Internacionalização na Graduação: reflexões no Fórum Sul de Pró-Reitores de G...Internacionalização na Graduação: reflexões no Fórum Sul de Pró-Reitores de G...
Internacionalização na Graduação: reflexões no Fórum Sul de Pró-Reitores de G...Roberto C. S. Pacheco
 
Plataformas eGov em CTI: experiências nacionais e internacionais
Plataformas eGov em CTI: experiências nacionais e internacionaisPlataformas eGov em CTI: experiências nacionais e internacionais
Plataformas eGov em CTI: experiências nacionais e internacionaisRoberto C. S. Pacheco
 
Desafios da Ciência Digital e Sistemas de Informação para a Pós-Graduação
Desafios da Ciência Digital e Sistemas de Informação para a Pós-GraduaçãoDesafios da Ciência Digital e Sistemas de Informação para a Pós-Graduação
Desafios da Ciência Digital e Sistemas de Informação para a Pós-GraduaçãoRoberto C. S. Pacheco
 

Mais de Roberto C. S. Pacheco (20)

Capacitação e Coprodução
Capacitação e CoproduçãoCapacitação e Coprodução
Capacitação e Coprodução
 
Plataforma Intelitengia: solução integrada para o fomento estadual em CTI bas...
Plataforma Intelitengia: solução integrada para o fomento estadual em CTI bas...Plataforma Intelitengia: solução integrada para o fomento estadual em CTI bas...
Plataforma Intelitengia: solução integrada para o fomento estadual em CTI bas...
 
Educação Digital e Desafios Contemporâneos
Educação Digital e Desafios ContemporâneosEducação Digital e Desafios Contemporâneos
Educação Digital e Desafios Contemporâneos
 
Plataforma Lattes : presente e futuro
Plataforma Lattes : presente e futuroPlataforma Lattes : presente e futuro
Plataforma Lattes : presente e futuro
 
Futuro (da Universidade) e (Programa) Future-se
Futuro (da Universidade) e (Programa) Future-seFuturo (da Universidade) e (Programa) Future-se
Futuro (da Universidade) e (Programa) Future-se
 
Commons e Commons digitais como Ativos Intangíveis Coletivos
Commons e Commons digitais como Ativos Intangíveis ColetivosCommons e Commons digitais como Ativos Intangíveis Coletivos
Commons e Commons digitais como Ativos Intangíveis Coletivos
 
Interdisciplinaridade e Sustentabilidade: a contribuição dos Commons
Interdisciplinaridade e Sustentabilidade: a contribuição dos CommonsInterdisciplinaridade e Sustentabilidade: a contribuição dos Commons
Interdisciplinaridade e Sustentabilidade: a contribuição dos Commons
 
Empreendedorismo e Inovação na Educação Superior
Empreendedorismo e Inovação na Educação SuperiorEmpreendedorismo e Inovação na Educação Superior
Empreendedorismo e Inovação na Educação Superior
 
CONFAP CRIS: Plataforma CRIS de Fundações Estaduais de Amparo a Pesquisa
CONFAP CRIS: Plataforma CRIS de Fundações Estaduais de Amparo a PesquisaCONFAP CRIS: Plataforma CRIS de Fundações Estaduais de Amparo a Pesquisa
CONFAP CRIS: Plataforma CRIS de Fundações Estaduais de Amparo a Pesquisa
 
Public Management and ST&I Governance Based on Intellectual Capital and Socia...
Public Management and ST&I Governance Based on Intellectual Capital and Socia...Public Management and ST&I Governance Based on Intellectual Capital and Socia...
Public Management and ST&I Governance Based on Intellectual Capital and Socia...
 
Desafios da Ciência Digital
Desafios da Ciência DigitalDesafios da Ciência Digital
Desafios da Ciência Digital
 
Repositório de Produção Intelectual para Programas Profissionais
Repositório de Produção Intelectual para Programas ProfissionaisRepositório de Produção Intelectual para Programas Profissionais
Repositório de Produção Intelectual para Programas Profissionais
 
Doutorados profissionais: oportunidades e desafios
Doutorados profissionais: oportunidades e desafiosDoutorados profissionais: oportunidades e desafios
Doutorados profissionais: oportunidades e desafios
 
Universidades Empreendedoras
Universidades Empreendedoras Universidades Empreendedoras
Universidades Empreendedoras
 
Mapeando e construindo indicadores para avaliar a pós-graduação
Mapeando e construindo indicadores para avaliar a pós-graduação Mapeando e construindo indicadores para avaliar a pós-graduação
Mapeando e construindo indicadores para avaliar a pós-graduação
 
Produção Científica na Região Sul (SC) e contexto no País e no Exterior
Produção Científica na Região Sul (SC) e contexto no País e no ExteriorProdução Científica na Região Sul (SC) e contexto no País e no Exterior
Produção Científica na Região Sul (SC) e contexto no País e no Exterior
 
Repositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliação
Repositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliaçãoRepositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliação
Repositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliação
 
Internacionalização na Graduação: reflexões no Fórum Sul de Pró-Reitores de G...
Internacionalização na Graduação: reflexões no Fórum Sul de Pró-Reitores de G...Internacionalização na Graduação: reflexões no Fórum Sul de Pró-Reitores de G...
Internacionalização na Graduação: reflexões no Fórum Sul de Pró-Reitores de G...
 
Plataformas eGov em CTI: experiências nacionais e internacionais
Plataformas eGov em CTI: experiências nacionais e internacionaisPlataformas eGov em CTI: experiências nacionais e internacionais
Plataformas eGov em CTI: experiências nacionais e internacionais
 
Desafios da Ciência Digital e Sistemas de Informação para a Pós-Graduação
Desafios da Ciência Digital e Sistemas de Informação para a Pós-GraduaçãoDesafios da Ciência Digital e Sistemas de Informação para a Pós-Graduação
Desafios da Ciência Digital e Sistemas de Informação para a Pós-Graduação
 

Gestão estratégica do Conhecimento na Rede Nacional de Pesquisa (RNP)

  • 1. Engenharia e Gestão do Conhecimento no Planejamento Estratégico Organizacional EGC/UFSC e Instituto Stela Roberto C. S. Pacheco Rede Nacional de Pesquisa - RNP Rio de Janeiro, 7 de agosto de 2014
  • 2. Por que E-Science e cyberinfraestructure Posicionamento estratégico e GC na RNP Para quem CT&I e-Gov Energia Capital humano Setor financeiro Compliance Apoio industrial Coprodução de conhecimento Como Como criamos Sistemas de conhecimento O que Conhecimento Gestão do conhecimento Engenharia do conhecimento Quem EGC/UFSC Instituto Stela
  • 4. EGC/UFSC Programa de PG em Engenharia e Gestão do Conhecimento Criado em 2004 35 Doutores de diversas áreas (Psicologia, Administração, Engenharias, Computação, Semiótica, Educação) 700 candidatos para 60 ingressantes por ano (30 mestrado e 30 doutorado) Conceito 5 na CAPES
  • 5. 1969 1985 1989 1991 1995 2004 Criação do Planejamento Áreas de IA, Doutorado Doutorado PPG em Estratégico Gestão em Eng. em Eng. Eng. Prod. EaD e Conceito Qualidade, Produção Produção UFSC CAPES Ergonomia Criação do EGC Visão da engenharia de produção associada à engenharia industrial Visão da Eng. de produção com cognição e da Inteligência Aplicada, educação e sistema de produção, qualidade, gestão ambiental, empreendedorismo, inovação. Visão do conhecimento como fator central de agregação de valores organizacionais e posicionamento da GC, EC e MC como interdisciplinas Sociedade industrial Sociedade da informação Sociedade do conhecimento 2010 Conceito 5 (CAPES) Quem somos Histórico da EGC/UFSC Como evoluiu nossa visão sobre GC e EC na cronologia da EC 2008 APPs-UE
  • 6. EGC/UFSC Temáticas de mestrado e doutorado em cada área de concentração
  • 7. Com quem cooperamos? Jorge de Sábato Governo Setor Produtivo Infra-estrutura científico-tecnológica Triângulo de Sábato Governo Henry Etzkowitz Loe Leydesdorff Hélice Tríplice Modelo Sistêmico EGC se posiciona como elo em sistemas de inovação e acredita na coprodução com múltiplas matizes institucionais
  • 8. Desafios organizacionais em GC • Conhecimento como fator gerador de valor organizacional • Como tratar dos processos e dos ativos organizacionais ligados ao conhecimento? • Conhecimento é objeto da engenharia, da gestão e da mídia. • Desafio de conhecimento • Experiências em GC • Papel estratégico da TI • Universidade corporativa • Programa de competências • Gestão da inovação • Memória Organizacional • ...
  • 9. Arranjo institucional para P&D&I Formação & Pesquisa • Competências em domínios • Competências em EGMC • Projetos conjuntos • Eventos conjuntos • Formação de quadros • Redes de pesquisa Inovação • Desafios organizacionais • Formação de quadros • Capacitação em EGMC • Projetos conjuntos • Inserção de egressos P&D • Projetos conjuntos • Formação de quadros • Tecnologias EGMC • Competências EGMC • Soluções EGMC • Inserção de egressos Universidades Institutos Empresas P&D&I • Fomento a P&D • Desafios em EGMC • Projetos conjuntos • Formação de quadros • Inserção de egressos • Capacitação em EGMC Governo e Organizações Paragovernamentais Sistemas de inovação e o conhecimento (coletivos, redes, organizacionais, regionais, nacionais)
  • 10. Instituto Stela (desde 2002) 2012 2008 2007 • Instituto de pesquisa sem fins econômicos • OSCIP • P&D in TIC e em Engenharia do conhecimento • Cerca de 60 colaboradores • Referência no País em governo eletrônico
  • 11. Instituto Stela (desde 2002) Governo: C&T, inovação, educação superior, meio ambiente, saúde. Mais de 6 milhões de usuários ICTIs: gestão estratégica de informação em CT&I 25 instituições Empresas: inovação aberta e gestão estratégica de informação corporativa
  • 12. Por que E-Science e cyberinfraestructure Posicionamento estratégico e GC na RNP Para quem CT&I e-Gov Energia Capital humano Setor financeiro Compliance Apoio industrial Coprodução de conhecimento Como Como criamos Sistemas de conhecimento O que Conhecimento Gestão do conhecimento Engenharia do conhecimento Quem EGC/UFSC Instituto Stela
  • 13. O QUE É CONHECIMENTO? REFERENCIAL CONCEITUAL DE NOSSAS SOLUÇÕES
  • 14. O que é o Conhecimento? Epistemologias do conhecimento Venzin, M.; Krogh, G. and Roos, J. Future Research into Knowledge Manegement, In Knowing in Firms”, org. Von Krogh and Dirk Kleine, 1998. Cognitivistas Conhecimento é uma entidade (dados) fixa e representável, estocável em computadores, bases de dados, arquivos ou manuais e, portanto, conhecimento pode ser compartilhado em uma organização. Herbert Simon Noam Chomsky Marvin Minsky
  • 15. O que é o Conhecimento? Epistemologias do conhecimento Visão cognitivista Organizações e humanos são “máquinas” de lógica e dedução. Para que possam sobreviver em um mundo de incertezas, as organizações precisam antecipar a forma do futuro, gerarem alternativas de operação efetiva e implementarem planos rápidos e efetivos. Representação – visão de futuro Cenários – substituem intuição por dados objetivos (base de clientes, regras, projetos, livros) Implementação – regras de referência, com políticas de atualização e busca de consenso. Herbert Simon SIMON, H (1993). Strategy and organization evolution. Strategic Management Journal, 14:131-42
  • 16. Venzin, M.; Krogh, G. and Roos, J. Future Research into Knowledge Manegement, In Knowing in Firms”, org. Von Krogh and Dirk Kleine, 1998. Conexionistas Conhecimento está nas conexões de especialistas e é orientado à resolução de problemas. Conhecimento é interdependente da rede de componentes interconectados. Bruce Kogut Udo Zander O que é o Conhecimento? Epistemologias do conhecimento Etienne Wenger
  • 17. O que é o Conhecimento? Epistemologias do conhecimento Visão Conexionista Conhecimento organizacional é um estado de sistema de indivíduos interconectados. • competência dos indivíduos • princípios organizacionais • relações entre indivíduos e grupos Para crescer sua capacidade de transferir e compartilhar conhecimento, a organização deve desenvolver princípios e mecanismos pelos quais as tecnologias podem ser codificadas em linguagens acessíveis para um amplo círculo de indivíduos. Zander, U and Kogut, B. (1995), Knowledge and the speed of the transfer and imitation of organizationa capabilities: an empirical test. Organizational Science, 6 (1), 76-92) Udo Zander Bruce Kogut
  • 18. Autopoéticos Conhecimento é resultado da transformação de informação feita pelo indivíduo, a partir de suas experiências e observações. Maturana e Varela Nonaka e Takeuchi Venzin, M.; Krogh, G. and Roos, J. Future Research into Knowledge Manegement, In Knowing in Firms”, org. Von Krogh and Dirk Kleine, 1998. O que é o Conhecimento? Epistemologias do conhecimento
  • 19. O que é o Conhecimento? Epistemologias do conhecimento Visão Autopoética • Somente dados são transmitidos entre indivíduos. • A transformação de dados em informação se dá por contexto. Uma organização é um organismo vivo e não uma máquina de processamento de informações. Somente o que é considerado verdadeiro e crível por indivíduos é conhecimento Nonaka Takeuchi Nonaka, I. and Takeuchi, H. The Knowledge-Creating Company: how japanese companies create the dynamics of innovation. New York. Oxford University Press. 1995
  • 20. Conhecimento Cognitivistas Conexionistas Autopoéticos Onde está? Pessoas, computadores, manuais, livros Conexão entre especialistas Nos indivíduos e no grupo Cognitivistas Conexionistas Autopoéticos Como ele é Explícito ou implícito Rede Tácito ou explícito Onde investir Em ativos de conhecimento Em ligações dentro e fora da empresa Em pessoas Epistemologias do conhecimento Está tanto em agentes humanos como artificiais Está na rede de pessoas Está nos indivíduos e no grupo
  • 21. Conhecimento é conteúdo ou processo efetivado por agentes humanos ou artificiais em atividades de geração de valor científico, econômico, social ou cultural. Pacheco, 2014 O que é o Conhecimento? Para nossa visão de Engenharia do Conhecimento... Propósito: geração de valor Forma: conteúdo ou processo Local: tanto na mente humana quanto em artefatos Fonte: indivíduos, grupos, organizações, redes, regiões e países (inovação) Epistemologia: convergência das três: Cognitivista: conhecimento pode ser conteúdo e estar em artefatos. Conexionista: rede e comunicação são essenciais na geração de valor. Autopoético: a criação de conhecimento se dá (principalmente) por humanos
  • 22. Conhecimento pode estar nas formas tácita (know how – habilidades e experiências) implícita (i.e., acrescida de know why e, portanto, explicitável e documentável) ou explícita (know what – identificada, representada e armazenada) Pacheco, 2014 Como é o Conhecimento? As diferentes aparências do conhecimento
  • 23. Onde está o Conhecimento Organizacional? Níveis de lócus do conhecimento organizacional Organização Competências Organizacionais Competências Essenciais Grupo Conhecimentos Processos de Conhecimento Indivíduo Conhecimentos Habilidades Atitudes “O sistema de aprendizagem organizacional é composto pelo conhecimento em processo contínuo de evolução armazenado nas pessoas, grupos e na organização e se constitui na infraestrutura fundamental que apóia a formulação e a implementação de estratégias de uma organização (Vera & Crossan, 2005, p. 123).” – Steil, 2009
  • 24. Inter e multidisciplinaridade Disciplinas contribuem para a compreensão do conhecimento Onde está o conhecimento? Quem me ajuda a compreendê-lo? País/Região Cluster Organização Rede Equipe Indivíduo
  • 25. Por que E-Science e cyberinfraestructure Posicionamento estratégico e GC na RNP Para quem CT&I e-Gov Energia Capital humano Setor financeiro Compliance Apoio industrial Coprodução de conhecimento Como Como criamos Sistemas de conhecimento O que Conhecimento Gestão do conhecimento Engenharia do conhecimento Quem EGC/UFSC Instituto Stela
  • 26. O QUE É GC? REFERENCIAL METODOLÓGICO DE NOSSAS SOLUÇÕES
  • 27. O que é GC para nós? Combinamos as visões de processos e conteúdos GC é uma disciplina que estabelece meios para a organização gerir seus ativos intangíveis, percebidos tanto como resultados de suas atividades (Conteúdo) como nas atividades exercidas por seus indivíduos (Processos). Fonte: Pacheco, 2013
  • 28. Como fazer GC? Múltiplas abordagens para a GC Por que diversos modelos e frameworks para implementar a GC? 1. Perspectiva com que concebe os intangíveis (Conteúdo e Processos) 2. Diversidade de práticas e técnicas para exercê-la 3. Diversidade de dimensões organizacionais onde se aplica (ex. inovação, competências, liderança, memória, aprendizagem, etc.) 4. Diversidade de processos de conhecimento (ex. auditoria, criação, retenção/memória) 5. Propósito/estágio da GC (avaliação, difusão, etc.) 6. Setor (domínio) da organização (ex. engenharia, finanças) 7. Natureza da organização (público, privado) Adoção incremental da GC Fonte:APQC roadmap do KM (2003) Método OKA - Avaliação de GC Fonte:Fresneda (2009) Modelo de Choo (1998) Fonte:Dalkir (2005) Práticas e tecnologias GC Fonte: Terra (2008) Alinhamento de estratégias Fonte:APO KM Facilitator’s guide (2009) Modelo MGCAPB Fonte:Batista (2012)
  • 29. Qual é o futuro da GC? A era em que vivemos A convergência de mídias está nos levando a uma “renascença digital”, com impactos sociais, políticos, econômicos, legais, produtivos e culturais. Henry Jenkis - 2006 All commons have to do with shared understandings, with people coming and communicating with each other and making decisions and grows - the best ones they can, using their shared knowledge in order to managing to sustainable resources. Charlotte Hess - 2013
  • 30. Qual é o futuro da GC? A era em que vivemos
  • 31. Um dos principais fatores organizacionais que afetarão performance e competitividade será a maturidade da gestão do conhecimento organizacional. Qual é o futuro da GC? Fatores estratégicos em projetos de GC Carla O’Dell Cindy Hubert http://www.slideshare.net/SIKM/trends-in-knowledge-management-16604522
  • 32. Por que E-Science e cyberinfraestructure Posicionamento estratégico e GC na RNP Para quem CT&I e-Gov Energia Capital humano Setor financeiro Compliance Apoio industrial Coprodução de conhecimento Como Como criamos Sistemas de conhecimento O que Conhecimento Gestão do conhecimento Engenharia do conhecimento Quem EGC/UFSC Instituto Stela
  • 33. O QUE É EC? REFERENCIAL METODOLÓGICO DE NOSSAS SOLUÇÕES
  • 34. Disciplina que se dedica à modelagem de conhecimento e à criação e inserção de sistemas de conhecimento nas organizações. Fonte: PACHECO (2013) Fonte: KNUBLAUCH (2002) Como ramo da Inteligência Artificial, EC era uma subdisciplina dedicada à criação de sistemas especialistas Em uma visão mais contemporânea, a EC se tornou uma disciplina, que tem na IA uma de suas disciplinas de contribuição e na GC e em outras áreas organizacionais fontes de demanda por sistemas de conhecimento.
  • 35. conhecimento organizacional e sua relação com os conhecimentos individuais e coletivos, observados tanto nas dimensões de processo como de conteúdo GC se relaciona com a estratégia da organização e prevê meios e práticas de colocar o conhecimento como fator de produção organizacional GC focaliza processos e as atividades desempenhadas por indivíduos para buscar meios de melhorar a performance organizacional GC se relaciona com gestão da informação, quando focaliza a dimensão conteúdo e quando prevê as TIC como instrumentos de apoio às suas práticas
  • 36. Por que E-Science e cyberinfraestructure Posicionamento estratégico e GC na RNP Para quem CT&I e-Gov Energia Capital humano Setor financeiro Compliance Apoio industrial Coprodução de conhecimento Como Como criamos Sistemas de conhecimento O que Conhecimento Gestão do conhecimento Engenharia do conhecimento Quem EGC/UFSC Instituto Stela
  • 37. COMO CRIAMOS SISTEMAS DE CONHECIMENTO ENGENHARIA DO CONHECIMENTO
  • 38. Ação Organizacional e Processos da Gestão do Conhecimento Benefício Beneficiado Memória Organizacional. Armazenamento, captura, acesso, coleta, retenção, transformação e formalização de conhecimento  Catálogo de produção técnico-científica  Memória das competências organizacionais  Produção de anuário temático sobre o setor agropecuário EERs OEADS OIAGRO Gestão por competências. Criação de conhecimento. Utilização, aplicação, uso. Reutilização de conhecimento. Avaliação de conhecimento  Identificação de perfil profissional  Localização de especialistas, segundo rede de articulação, experiência em projetos, produção técnico-científica, etc.  Identificação, análise e compartilhamento de práticas profissionais  Identificação de hiatos de competência regionais ou locais e definição de iniciativas de capacitação e de desenvolvimento de competências; EERs OEADS OIAGRO Metodologia Stela: Do espaço do problema à solução
  • 39. Metodologia Stela: como fazemos nossa Engenharia do Conhecimento? Gestão da expertise Compliance Governança corporativa Governança Pública Gestão da Inovação Governo eletrônico Responsabilidade Social Gestão do conhecimento Fonte : Instituto Stela© Pressupostos da metodologia EC: 1. Contexto: EC tem inserção no contexto estratégico da organização (via GC ou disciplina organizacional correlata) 2. Ciclo de vida: Sistemas de conhecimento (SC) devem ter ciclos de vida extensíveis e duradouros 3. Visão de projeto: SC são antropocêntricos e suportam processos intensivos em conhecimento A TI é apenas um dos elementos que devem ser alinhados. SCs não são SIs.
  • 40. Por que E-Science e cyberinfraestructure Posicionamento estratégico e GC na RNP Para quem CT&I e-Gov Energia Capital humano Setor financeiro Compliance Apoio industrial Coprodução de conhecimento Como Como criamos Sistemas de conhecimento O que Conhecimento Gestão do conhecimento Engenharia do conhecimento Quem EGC/UFSC Instituto Stela
  • 41. SISTEMAS DE CONHECIMENTO EM CT&I PLATAFORMA LATTES PORTAL INOVAÇÃO PLATAFORMA AQUARIUS
  • 42. Plataforma Lattes – Desafio organizacional Como alinhar mapeamento das competências nacionais em CT&I com seu fomento? Questões estratégicas sobre o conhecimento organizacional (CNPq) - 1999
  • 43. Plataforma Lattes - Construtos Elementos metodológicos foram decisivos Visão sistêmica Arquitetura abrangente Internacionalização Metodologia e-Gov Padronização (30 IES, CAPES, FAPESP)
  • 44. Desafio de conhecimento organizacional Resultados “The Brazilian experience with the Lattes Database is a powerful example of good practice. This provides high-quality data on about 1.6 million researchers and about 4,000 institutions. (…) The result is one of the cleanest researcher databases in existence.“ Nature 25/03/2010 http://nirpa.org/wp-content/uploads/2010/04/11.-Julia_Lane1.pdf
  • 45. Mapeamento de expertises externas, a partir da exploração de fontes de dados públicas EXPERTISES EM INOVAÇÃO ABERTA SETORES DE SAÚDE E ENGENHARIA MECÂNICA MERCK E ABCM
  • 46. Desafio de conhecimento organizacional Como saber se um país tem competências em áreas de interesse estratégico de nossa organização? Áreas de interesse da MERCK Temas sem interesse Gestão estratégica de expertises externas à organização 1. Quem tem expertises que nos interessa? 2. Quem tem expertises que não nos interessa? 3. Qual é o grau de aderência entre essas expertises e nossos interesses? 4. Qual é a experiência dessas expertises em problemas de nosso interesse? 5. Qual é o potencial de interesse dessas expertises em trabalhar conosco?
  • 47. Processo de conhecimento Buscando competências em uma base nacional para apoio à inovação aberta Como buscar informações estratégicas? O Portal Inovação faz mapeamento de todas as competências atuais no País (incluindo a Plataforma Lattes). Permite busca por termos, com filtros por titulação e região. Cada termo está estatisticamente relacionado a outros termos, o que permite, não somente localizar competências geograficamente, como contextualizar seus focos de atuação. www.portalinovacao.mct.gov.br
  • 48. Descoberta de conhecimento estratégico Mapa de conhecimentos das competências encontradas no País Como? Para cada tema de interesse da empresa, com base nas buscas realizadas, é possível montar um mapa de termos correlacionados e, com isso, ter-se uma visão espacial da densidades e do foco de atuação das competências no País. RESULTADO: os laboratórios MERCK incluíram o Brasil na relação de países para cooperação. Exemplo: mapa de correlações de antibacterial
  • 49. Conhecimento Estratégico em Engenharia 4.200 currículos de doutores em Engenharia Mecânica Thermal Sciences Structural Integrity Fracture mechanics Refrigeration Air conditioning Nonlinear Phenomena Product Heating Ventilation Engineering Mechatronics Bioengineering Thermal Sciences Soil Mechanics Thermal Sciences Dynamics Manufacturing Engineering Fluid Mechanics Computational Mechanics
  • 50. Conhecimento Estratégico em Engenharia - BIOMECÂNICA 4.200 currículos de doutores em Engenharia Mecânica Perspectivas 2007 – Exemplo Knowledge map in the Biomecânica Commitee Flexible Structures All terms considered BIOMECHANICS ROBOTICS BIOENGINEERING Biomaterials Dynamic Structures
  • 51. Como as plataformas e-Gov podem potencializar o Novo Serviço Público? GOVERNO ELETRÔNICO CONTEMPORÂNEO PLATAFORMA AQUARIUS (SUBPROJETO ARQUITETURA) CGEE E MCTI
  • 52. Plataforma Aquarius – Desafio organizacional Como utilizar todas as bases nacionais de CT&I para tomada de decisão estratégica? Strategic information control room Bases de dados públicas podem ser base de uma plataforma para integrada para apoiar tanto governo como sociedade?
  • 53. Pacheco et. al. 2012 Fundos Setoriais Como foram os perfis de investimentos nos fundos setoriais?
  • 54. Pacheco et. al. 2012 Fundos Setoriais Em que conhecimentos investimentos?
  • 55. Bases conceituais Metodologia e-Governança: arquiteturas e-Gov devem ser multi-camadas ABRANGÊNCIA DO E-GOV Fonte: Pacheco et al., 2013
  • 56. Bases conceituais Metodologia e-Governança: arquiteturas e-Gov devem ser multi-camadas Fonte: Pacheco et al., 2013
  • 57. Por que E-Science e cyberinfraestructure Posicionamento estratégico e GC na RNP Para quem CT&I e-Gov Energia Capital humano Setor financeiro Compliance Apoio industrial Coprodução de conhecimento Como Como criamos Sistemas de conhecimento O que Conhecimento Gestão do conhecimento Engenharia do conhecimento Quem EGC/UFSC Instituto Stela
  • 58. Alinhamento Estratégico e Retenção do Conhecimento GESTÃO ESTRATÉGICA DO CAPITAL HUMANO SETOR ELÉTRICO (SIMULAÇÃO) CONCESSIONÁRIA DE ENERGI
  • 59. Desafio de conhecimento organizacional Como conectar conhecimentos e competências com nossos processos? Questões estratégicas sobre o conhecimento organizacional
  • 60. Desafio de conhecimento organizacional Identificar e mitigar o risco de perda de conhecimento (análise p/ processos) Risco organizacional estratificado por processo.
  • 61. Análise de conhecimento por processo Conhecimentos, capital humano e relacional e impacto organizacional Para cada processo: • Conhecimentos associados • Análise de ilhas • Análise de fluxo de conhecimento • Previsão de impacto nos indicadores de resultado da perda eminente de pessoas (ex. previsão para aposentadorias associadas às tarefas selecionadas).
  • 62. Por que E-Science e cyberinfraestructure Posicionamento estratégico e GC na RNP Para quem CT&I e-Gov Energia Capital humano Setor financeiro Compliance Apoio industrial Coprodução de conhecimento Como Como criamos Sistemas de conhecimento O que Conhecimento Gestão do conhecimento Engenharia do conhecimento Quem EGC/UFSC Instituto Stela
  • 63. Integridade e valores organizacionais COMPLIANCE E REGULAÇÃO SETOR FINANCEIRO (SIMULAÇÃO)
  • 64. Desafio de conhecimento organizacional Como promover integridade e alinhamento diante da regulação Questões estratégicas sobre o conhecimento organizacional
  • 65. Análise de conhecimento por processo Gestão da ética e dos valores organizacionais de um banco privado A partir do processamento dos relatos registrados nas centrais de atendimento e de denúncia, são inferidos os indicadores dos padrões éticos e de alinhamento da organização.
  • 66. Análise de conhecimento por processo Gestão da ética e dos valores organizacionais de um banco privado O detalhamento das infrações dos valores organizacionais é apresentado sob diferentes perspectivas para possibilitar a definição de políticas e ações de intervenção na operação da organização.
  • 67. Análise de conhecimento por processo Gestão da ética e dos valores organizacionais de um banco privado Resultado de uma busca por “assédio” em todas as bases de dados e documentos geridos pelas diversas equipes que registram as manifestações e as medidas disciplinares
  • 68. Por que E-Science e cyberinfraestructure Posicionamento estratégico e GC na RNP Para quem CT&I e-Gov Energia Capital humano Setor financeiro Compliance Apoio industrial Coprodução de conhecimento Como Como criamos Sistemas de conhecimento O que Conhecimento Gestão do conhecimento Engenharia do conhecimento Quem EGC/UFSC Instituto Stela
  • 69. Diretório de competências Mapeamento e alinhamento de expertises ao portfólio organizacional COPRODUÇÃO DE CONHECIMENTO SETOR DE APOIO AOS SEGMENTOS INDUSTRIAIS SESI/BAHIA
  • 70. Desafio de conhecimento organizacional Como mapear e alinhar competências ao portfólio da organização? Questões estratégicas sobre o conhecimento organizacional
  • 71. Análise do conhecimento organizacional Referencial (Framework) para apoiar a gestão do capital humano Fases para o mapeamento e análise organizacional para efetivar o sistema de conhecimento de apoio à gestão do capital humano da organização 1. Quais conhecimentos? 2. Para que? 3. Onde aplicar? 4. Como engajar e manter?
  • 72. Sistema de conhecimento organizacional Construção colaborativa, apoiada em metodologias e em design thinking
  • 73. Sistema de conhecimento organizacional Instrumentalizando os processos cotidianos da organização (Ubiquidade)
  • 74. Sistema de conhecimento organizacional Atendendo aos diferentes stakeholders (perfis) partícipes da coprodução
  • 75. Sistema de conhecimento organizacional Promovendo círculos de coprodução em atividades do cotidiano da organização
  • 76. Sistema de conhecimento organizacional Criando e mantendo a ontologia/taxonomia organizacional
  • 77. Por que E-Science e cyberinfraestructure Posicionamento estratégico Para quem CT&I e-Gov Energia Capital humano Setor financeiro Compliance Apoio industrial Coprodução de conhecimento Como Como criamos Sistemas de conhecimento O que Conhecimento Gestão do conhecimento Engenharia do conhecimento Quem EGC/UFSC Instituto Stela
  • 78. E-Science e Cyberinfraestructure Cyberinfraestructure (CI) provê serviços, recursos, ferramentas e soluções para cientistas e engenheiros produzirem ciência para o avanço de grandes desafios nacionais. CI provê recursos, dados, redes, processos, semântica, aplicações e, principalmente, colaboração de pesquisadores Atkins, 2003 http://www.evl.uic.edu/core.php?mod=4&type=1&indi=389 e-Science é o uso de recursos eletrônicos – instrumentos, sensores, bases de dados, métodos computacionais, computadores – por cientistas trabalhando colaborativamente em grandes equipes de projetos distribuídas, para resolver problemas científicos. Greenwood, Gobble, Stevens, Zhao, Addis, 2003
  • 79. Por que E-Science e cyberinfraestructure Posicionamento estratégico e GC na RNP Para quem CT&I e-Gov Energia Capital humano Setor financeiro Compliance Apoio industrial Coprodução de conhecimento Como Como criamos Sistemas de conhecimento O que Conhecimento Gestão do conhecimento Engenharia do conhecimento Quem EGC/UFSC Instituto Stela
  • 80. GC e Posicionamento Estratégico Como a GC pode ajudar a promover o uso inovador de redes avançadas no Brasil? Inter-organizacional Intra-organizacional GC no portfólio Memória organizacional Gestão por competências Práticas de GC ... Capital relacional Alinhamento planos de CT&I Posicionamento e inovação ... Prover Cyberinfraestructure para promover e-Science no País
  • 81. Engenharia e Gestão do Conhecimento no Planejamento Estratégico Organizacional EGC/UFSC e Instituto Stela Roberto C. S. Pacheco pacheco@egc.ufsc.br Rede Nacional de Pesquisa - RNP Rio de Janeiro, 7 de agosto de 2014