O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Educação Digital e Desafios Contemporâneos

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Capacitação e Coprodução
Capacitação e Coprodução
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 45 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Semelhante a Educação Digital e Desafios Contemporâneos (20)

Mais de Roberto C. S. Pacheco (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

Educação Digital e Desafios Contemporâneos

  1. 1. EDUCAÇÃO DIGITAL E DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS Roberto C. S. Pacheco PPGEGC/UFSC 30 de Novembro de 2022 Associação de Ensino odontológico
  2. 2. Agenda 1. Quem somos 2. Conceitos i – Ciência Cidadã ii – Transdisciplinaridade iii – Commons iv – Transformação Digital 3. Nossas pesquisas i – Commons Digitais ii – Ciência Digital iii – Educação Digital 3. Projetos exemplo i – Alexandria ii – CEURS 3. Considerações Finais
  3. 3. Quem Somos Docente UFSC dEGC Pesquisador PPGEGC e Instituto Stela Empreendedor TEKIS Dr. Roberto C. S. Pacheco Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia, Gestão e Mídia do Conhecimento (PPGEGC), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), pesquisador instituidor do Instituto Stela e líder do GP de Coprodução de Commons Digitais no PPGEGC/UFSC, onde coordena atualmente o Programa CEURS – Programa de Capacitação e Estudos Urbanos e Regionais para Sustentabilidade. CVLattes: https://lattes.cnpq.br/2693759912446687
  4. 4. Construtos que farão parte de minhas reflexões 1 - CONCEITOS
  5. 5. Ciência Cidadã “Ciência desenvolvida e promovida pelos próprios cidadãos” (Irwin, 1995, p. xi). “Coleta a análise de dados oriundos do mundo real feitas por membros do público em geral, tipicamente como parte de projeto colaborativo com cientistas profissionais” (Oxford English Dictionary, 2014). https://drawnjournalism.com/2022/05/08/the-variety-of-citizen-science/
  6. 6. Exemplos https://feederwatch.org/about/project-overview/ https://www.scistarter.org/ + de 3 mil projetos
  7. 7. Ciência Cidadã na Saúde https://ecsa.citizen-science.net/working- groups/citizen-science-for-health/ https://stepchangeproject.eu/citizen-science-in-health-research-a-perspective/ Identification of issues Co-Design of research experiment Co-collection of data Co-development of evidence Co-action- Citizens
  8. 8. Ciência Cidadã na Odontologia https://www.dentistrytoday.com/citizen-scientists-uncover- correlation-between-dental-visits-and-treponema-abundance/ https://www.abdn.ac.uk/news/15341/ https://us.dental-tribune.com/news/citizen-science- flossing-and-dental-visits-correlate-to-healthier- mouths/
  9. 9. Transdisciplinaridade “Conhecimento transdisciplinar é resultante da coprodução de múltiplos atores, que ultrapassam os muros da academia, nos setores público e privado” (Robert Frodeman, 2014) TD resulta de concepções de meta-nível da interdisciplinaridade, com novos arranjos para participação e colaboração em pesquisa orientada a resolução de problemas (July Klein, 2014) Transdisciplinaridade
  10. 10. Ciência Cidadã e Transdisciplinaridade A Transdisciplinaridade de Coprodução tem pleno alinhamento com o que é preconizado pela Ciência Cidadã em termos de participação cidadã nos processos de produção de conhecimento científico. Têm impacto na visão de mundo com que a ciência é planejada, realizada e avaliada. Ainda mais importante em tempos de terraplanismo e movimentos anti-vacinas...
  11. 11. Commons Recursos Naturais Recursos Produzidos
  12. 12. Princípios de Commons Sustentáveis
  13. 13. Transformação Digital “A transformação digital pode ser entendida como as mudanças que a tecnologia digital causa ou influencia em todos os aspectos da vida humana” Stolternam; Fors, 2004, p. 689 Fonte: Pacheco, Santos e Wahrhaftig, 2020 https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/nupem/article/view/5631 Para o setor público, a transformação digital implica na redefinição de estruturas, processos de suporte e dos serviços ofertados pelas organizações governamentais na sua relação com a sociedade, sob nova perspectiva de criação de valor. Pacheco, Santos e Wahrhaftig, 2020.
  14. 14. Fonte: Global Center for Digital Business Transformation, 2017 O Vórtex da Transformação Digital https://www.imd.org/research-knowledge/articles/digital-vortex-in-2017/ Como a Educação se posiciona no “vórtex da Transformação Digital?”
  15. 15. Como temos investigado estes temas? 2 – NOSSAS PESQUISAS
  16. 16. PRESSUPOSTOS COMPLEXIDADE COPRODUÇÃO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Complexidade exige a definição e ação coletiva do que, quem, porque e como se pode engajar atores Atores engajados devem compartilhar visão e valores que lhes motive a combinar e convergir, mesmo diante de conflitos VALORES VIRTUOSOS BEM COMUM Todos os problemas relevantes da sociedade são multifacetados e complexos O resultado coletivo deve ser duradouro, beneficiar coletivos e gerar novos engajamentos.
  17. 17. Commons Digitais Commons Digitais são recursos baseados em conhecimento e compartilhados em plataformas de tecnologia da informação e comunicação (TIC), sob princípios de equidade, coprodução e sustentabilidade. Pacheco, 2014
  18. 18. Exemplos de Commons Digitais São Commons materializados em recursos de tecnologia da informação e comunicação. Redes sociais (integrantes, conexões e conteúdos) Internet http://creativecommons.org Digital commons network
  19. 19. Tipos de Commons Digitais Educational commons Scientific commons Information commons Innovation commons Health commons Industrial commons Touristic commons Legal commons Sustainability commons
  20. 20. Ciência Digital Ciência Digital é o fenômeno da convergência de ciberinfraestruturas, da e-ciência e da transdisciplinaridade na produção de conhecimento científico. Fonte: Digital Science: Cyberinfrastructure, e-Science and Citizen Science Roberto C. S. Pacheco; Everton Nascimento and Rosina O. Weber, 2017
  21. 21. Visão Geral da Ciência Digital Fonte: Digital Science: Cyberinfrastructure, e-Science and Citizen Science Roberto C. S. Pacheco; Everton Nascimento and Rosina O. Weber, 2017
  22. 22. Educação Digital Transformação Digital no Setor Educacional https://courses.leeds.ac.uk/d991/digital-education-pt-pgdip Educação Digital é resultado da transformação digital no setor educacional e abrange tanto os processos de ensino e aprendizagem (Modo 1) como a estrutura e processos organizacionais das instituições de ensino (Modo 2). Pacheco, Santos e Wahrhaftig, 2020.
  23. 23. Educação Digital – Modo 1 Fonte: Transformação digital na Educação Superior: modos e impactos na universidade Roberto C. S. Pacheco; Neri dos Santos, Ramiro Wahrhaftig, 2020 https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/n upem/article/view/5631
  24. 24. Educação Digital Modo 1 Fonte: Transformação digital na Educação Superior: modos e impactos na universidade Roberto C. S. Pacheco; Neri dos Santos, Ramiro Wahrhaftig, 2020 https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/n upem/article/view/5631
  25. 25. Educação Digital Modo 2 Fonte: Transformação digital na Educação Superior: modos e impactos na universidade Roberto C. S. Pacheco; Neri dos Santos, Ramiro Wahrhaftig, 2020 https://periodicos.unespar.edu.br/index.php/n upem/article/view/5631
  26. 26. Casos de aplicação dos conceitos da sociedade digital em educação 2 - PROJETOS
  27. 27. Projeto Alexandria Desafio: Como demonstrar que a Universidade pode, em contraturno e de forma multidisciplinar, oferecer capacitação baseada em competências na graduação? Sapiens Park, Sistema FIESC e Fundação CERTI
  28. 28. Projeto Alexandria Por que? A sociedade digital está explicitando ainda mais a dessintonia entre a formação universitária e as demandas dos ecossistemas de inovação. Sapiens Park, Sistema FIESC e Fundação CERTI
  29. 29. Quem e Como Atores de Coprodução da tríplice hélice Para atender o desafio reunimos atores empresariais (diretos e associativos – Sistema S), de P&D (Fundação CERTI) e Acadêmicos (EJs, EGC e Design)
  30. 30. Plano de Aprendizagem Trilha de Aprendizagem e Economia da Experiência Os alunos foram organizados em equipes multidisciplinares, patrocinadas, com desafios claros de sustentabilidade e inovação e com um ambiente de “bolsa de investimentos” sobre quem alcançaria os melhores resultados.
  31. 31. Coprodução na Oferta Planos de Aulas com docentes e profissionais das temáticas Cada módulo ofertado aos alunos tinha respostas para perguntas estratégicas à sustentabilidade e à inovação e combinou a entrega de conteúdos (docentes da UFSC) com prática (especialistas de domínio convidados).
  32. 32. Projetos das Turmas Aprendizado por Projetos Cada módulo ofertado aos alunos tinha respostas para perguntas estratégicas à sustentabilidade e à inovação e combinou a entrega de conteúdos (docentes da UFSC) com prática (especialistas de domínio convidados).
  33. 33. Resultados e Impactos Aprendizado e Motivação Além de entregas reais para as organizações patrocinadoras, o projeto teve avaliação de percepção dos alunos participantes, que incluíram depoimentos de “resgate do entusiasmo pela Universidade”
  34. 34. Programa CEURS Desafio: Como capacitar agentes municipais na compreensão da Agenda 2030 e na municipalização dos ODS? Centro de Síntese em Cidades Globais, Instituto de Estudos Avançados da USP e PPGEGC/UFSC
  35. 35. Programa CEURS Por que? Contribuir para que o Brasil cumpra com seu compromisso com as Nações Unidas. Centro de Síntese em Cidades Globais, Instituto de Estudos Avançados da USP e PPGEGC/UFSC
  36. 36. Programa CEURS Como? Levar a capacitação na municipalização dos ODS, baseada em competências, aos funcionários públicos e colaboradores municipais. GP de Coprodução de Commons Digitais PPGEGC/UFSC
  37. 37. Programa CEURS Quem ? Com recursos do Parlamento Federal, administrados pelo MCTI (EP), a UFSC foi contratada (TED) para desenvolver a Plataforma CEURS e ofertar os cursos do Programa em SC. Além disso, a UFSC deve criar uma Rede de Universidades e Organizações Difusoras do CEURS.
  38. 38. Programa CEURS Público-Alvo Visa formar uma rede de agentes da municipalização dos ODS com membros tanto dos governos municipais como da sociedade civil das cidades.
  39. 39. Programa CEURS Trilha de Aprendizagem Para prover a capacitação, foi elaborada uma trilha para ser cumprida por uma Equipe Multissetorial, com dois participantes de cada setor, com aprendizado baseado na visão bottom-up, ou seja, pela identificação, escolha e promoção de iniciativas já existentes na cidade em projetos e programas de municipalização dos ODS.
  40. 40. Programa CEURS Conteúdo Foi necessário criar uma definição operacional para municipalização dos ODS e promover a concepção e desenvolvimento de uma plataforma de educação digital (CEURS) para ofertar os cursos de forma online, com curso individual e coletivo.
  41. 41. Programa CEURS Resultados O Curso individual já alcançou mais de 1 mil funcionários e o curso por equipes está concluindo a primeira fase no Conurbado de Florianópolis, com resultados tangíveis à Municipalização dos ODS.
  42. 42. Programa CEURS EDNA O Programa CEURS utiliza método aplicável a outros cursos de capacitação online, que define um plano de aprendizagem baseado em competências, pelo processo do conteúdo de domínio do curso, pela produção dos objetos de aprendizagem e pela customização da plataforma de educação digital pela qual a capacitação será oferecida para a Equipe.
  43. 43. 3 Considerações Finais
  44. 44. Considerações Finais Sobre a Educação Digital A Transformação Digital na Educação coloca as Instituições de Ensino em duplo desafio: ◦ na DEMANDA de formação de competências para a Sociedade Digital ◦ Na OFERTA por novos processos e estrutura organizacional para poder prover o que a sociedade demanda Implicações para a Docência O Docente é pressionado nas duas faces da transformação digital da educação. ◦ Como ensinar quando a sala de aula está dando lugar aos espaços de aprendizagem? ◦ Com que apoio processual e instrumental conto em minha organização?
  45. 45. EDUCAÇÃO DIGITAL E DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS Roberto C. S. Pacheco PPGEGC/UFSC 30 de Novembro de 2022 Associação de Ensino odontológico

×