SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
ALFABETIZAÇÃO
        E
LETRAMENTO INICIAL
HABILIDADES A SEREM CONSOLIDADAS NA APROPRIAÇÃO DO
                 SISTEMA DA ESCRITA:

•   - Diferenciar letras de outros sinais gráficos, como os números, sinais de
    pontuação ou de outros sistemas de representação;

•   - Identificar letras do alfabeto;

•   - Reconhecer palavras como unidade gráfica;

•   - Distinguir diferentes tipos de letras;

•   - Identificar silabas de palavras ouvidas e / ou lidas;

•   - Identificar relações fonema / grafema (som / letra).
HABILIDADES A SEREM CONSOLIDADAS NA LEITURA:
•   - Ler palavras;

•   - Localizar informação em texto;

•   - Inferir informação;

•   - Identificar assunto de um texto lido ou ouvido;

•   - Antecipar assunto do texto com base em título, subtítulo e imagens;

• - Identificar a finalidade do texto pelo reconhecimento do suporte, do
gênero e das características gráficas;

•   - Reconhecer a ordem alfabética;

•   - Estabelecer relações de continuidade temática.
HABILIDADES A SEREM CONSOLIDADAS NA ESCRITA:


•   - Escrever palavras;

•   - Escrever frases;

•   - Escrever textos.
ANALISE DO NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS ALUNOS SOBRE O

  SISTEMA DE ESCRITA, ATRAVÉS DA EXEMPLIFICAÇÃO DE

 POSSIBILIDADE DE ESCRITA PARA UMA LISTA DE FRUTAS:
HIPÓTESE DE ESCRITA ORTOGRÁFICA:


•   - Escreve com correspondência sonora alfabética e ortografia regular (escrita
    convencional):

•   MELANCIA

•   JABUTICABA

•   PITANGA

•   MORANGO

•   CAQUI

•   PERA
HIPÓTESE DE ESCRITA ALFABÉTICA:

•   - Escreve com correspondência sonora alfabética:

•   O aluno apresenta uma escrita com correspondência sonora alfabética, mas

com “erros ortográficos”, ou seja, não escreve seguindo a forma

ortograficamente correta das palavras.

•   MELASIA

•   JABUTIKBA

•   PITAGA

•   MORAGO

•   CAKI

•   PERA
HIPÓTESE DE ESCRITA SILÁBICA-ALFABETICA
•   - A indicação de que se trata de escrita silábico-alfabetica é dada pelo uso de

ora uma letra para representar uma sílaba, ora o uso de mais do que uma

letra para essa representação. As escritas silábico-alfabéticas sempre

apresentam valor sonoro convencional, ainda que com falhas.

•   MELIA            para        MELANCIA

•   JAUTIKBA          para       JABUTICABA

•   PITHA             para        PITANGA

•   MOAGO             para        MORANGO

•   CAI               para        CAQUI

•   PEA               para        PERA
HIPÓTESE DE ESCRITA SILÁBICA COM VALOR SONORO

                               CONVENCIONAL:
•   -Nesta escrita a quantidade de letras de cada item da lista corresponde ao

número de sílabas que a palavra realmente tem, e pelo fato de as letras usadas

para escrever cada palavra da lista corresponderem a uma parte sonora da sílaba.

•   ELIA       ou      MACA         para       MELANCIA

•   AUIKA      ou      JBTKA        para       JABUTICABA

•   PTH        ou      ITA          para       PITANGA

•   MAO        ou      ORO          para      MORANGO

•   CI         ou      KI           para      CAQUI

•   EA         ou      PA           para       PERA
HIPÓTESE DE ESCRITA SILÁBICA SEM VALOR SONORO

                               CONVENCIONAL:
•   -O aluno usa uma letra para representar cada silaba que compõe a palavra,

embora isto não se mantém rigorosamente na escrita dos dissílabos, pois é

muito comum a exigência de quantidade mínima de letras igual ou maior que três letras.

•   JOBS        para       MELANCIA

•   QSETS       para       JABUTICABA

•   OIC         para       PITANGA

•   BSO          para      MORANGO

•   OP          para       CAQUI

•   AB          para       PERA
HIPÓTESE DE ESCRITA PRÉ-SILÁBICA:
•   - Segue sem correspondência sonora.

•   O aluno apresenta uma escrita que não estabelece correspondência entre
    segmentos do falado e segmentos do escrito. Neste bloco devem ser incluídas:

•   * As garatujas: Linhas onduladas, contínuas ou fragmentadas, bolinhas ...

•   * As escritas unigráficas: Escrevem somente uma letra para cada palavra.

• * Escrita sem controle da quantidade de letras: As escritas são consideradas
completas apenas quando alcançam o limite do papel.

•   * Escrita com controle da quantidade de letras: Escritas que se situam entre um
    mínimo (em torno de 3 letras) e um máximo (que pode variar, mas não pode ser
    determinado espacialmente)

•   OBS.: É comum que estas escritas tenham como repertório de letras muitas das que
    fazem parte do nome do aluno.

•   Por exemplo, um menino chamando Pedro, pode escrever:
INTERVENÇÕES / SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA

AS DIFERENTES HIPÓTESES DE LEITURA / ESCRITA
PRÉ-SILABICA


•   1. Reconhecimento de algumas letras do alfabeto e iniciar a distinção das
    letras de desenhos e outros sinais gráficos.
•   2. Identificação do valor sonoro das partes iniciais e / ou finais de palavras
    (algumas letras ou sílabas), para “adivinhar” e “ler” o restante da palavra.
•   3. Alfabeto móvel: separar Nº de letras montar o próprio nome (com ou sem
    modelo).
•   4. Acróstico.
•   5. Bingo de nomes / letras.
•   6. Palavra secreta (preguicinha: abrir o cartão aos poucos, letra por letra).
•   7. Ler o texto que conhece de memória, apontando com o dedo as palavras
    (fazendo ajustes do fonema / grafema).
•   8. Sons e rimas: bater palmas quando ouvir palavras que com o mesmo som.
•   9. Ler o próprio nome reconhecendo-o na lista dos nomes.
•   10. Ler e / ou cantar o alfabeto em diferentes ordens.
•   11. Escrita espontânea seguida de leitura.
•   12. Trocar uma letra da palavra e observar o resultado (BOLO – BOLA)
•   13. Ouvir histórias e recontá-la para o professor (escriba) escrever na
    lousa.
•   14. Desenhar e andar sobre letras (pátio)
•   15. Completar as palavras com as vogais que estão faltando.
•   16. Jogo da memória (letras, palavras e desenhos com palavras).
•   17. Jogo do silêncio: escrever o nome do colega, consultando a lista dos
    nomes.
•   18. Jogo da forca.
•   19. Ligar as figuras aos nomes.
•   20. Leitura diária pelo professor: histórias, notícias, poemas, anedotas,
    trava-linguas, cantigas, parlendas, entre outros.
•   21. Reconhecimento de palavras de uma lista (mesmo campo semântico)
•   22. Reconhecimento de gêneros textuais mais próprios do contexto
    escolar e mais familiar, com base em características gráficas.
•   23. Oportunizar a criança a explorar materiais diversos, como livros de
    literatura, revistas em quadrinhos, dicionários ilustrados e enciclopédias, e
    freqüentar sistematicamente a biblioteca escolar ou o cantinho de leitura da
    sala de aula.
SILÁBICA SEM VALOR SONORO CONVENCIONAL

•   1. Idem as atividades anteriores, aumentando o grau de dificuldade.

•   2. Identificação de palavras como unidades gráficas num texto.

•   3. Ordem alfabética e seu uso funcional.

•   4. Escrita de palavras incentivando o uso do valor sonoro.

•   5. Cruzadinha e caça palavras com bando de palavras e apoio gráfico
    (desenho)
SILÁBICA COM VALOR SONORO CONVENCIONAL
•   1. Idem as atividades anteriores, aumentando o grau de dificuldade.

•   2. Texto lacunado (com banco de palavra).

•   3. Circular numa lista as palavras ditadas.

•   4. Loto leitura.

•   5.Letras embaralhadas para formar palavras (o professor apresenta a figura
    ou fala a palavra a ser formada).

•   6. Escrita de memória (textos: quadrinhas, parlendas, trecho de cantiga e etc).

•   7. Atividade da Bruxa que “roubou” as consoantes dos nomes: fazer a leitura
    das vogais dos nomes para que percebam a necessidade de mais de uma
    letra na formação da maioria das sílabas.

•   8. Construir respostas para as adivinhações.

•   9.Identificação no Nº de sílabas de palavras
SILÁBICA -ALFABÉTICA
•   1. Idem as atividades anteriores, aumentando o grau de dificuldade.

•   2. Texto fatiado.

•   3. Texto lacunado (sem banco de palavras).

•   4. Escrita de frases.

•   5. Ditado interativo.

•   6. Recontar a história de um livro lido.

•   7. Produzir textos escritos a partir de textos enigmáticos.

•   8. Produções coletivas ou individuais de gêneros diversificados e mais
    próximos do cotidiano das crianças, evoluindo para textos menos
    familiares.

•   9. Leitura em voz alta recitação de poesias ou interpretação cênica de
    histórias escritas, a fim de permitir ao aluno o desenvolvimento da
    velocidade e da entonação na leitura, para atingir a fluência.
ALFABÉTICA
•   1. Idem as atividades anteriores, aumentando o grau de dificuldade.

•   2. Escrever palavras em ordem alfabética.

•   3. Produção / revisão / interpretação de texto oral e escrito.

•   4. Caça palavras e cruzadinhas de acordo com o texto em estudo.

•   5. Revisão de produção de texto: ortografia, pontuação, coesão / coerência.

•   6. Identificar uma mesma palavra, escrita com vários tipos de letras.

•   7. Atividade de leitura para: localização de informação, identificação do
    gênero textual, identificação da finalidade de textos de gêneros diversos,
    antecipação do assunto de um texto a partir de título, subtítulo e imagem,
    identificação dos elementos que compõe a narrativa, como tempo, espaço
    e personagem.
•  OBS.: O trabalho pedagógico deverá centrar-se no sentido de
expandir as capacidades relativas ao letramento, que envolvem a
compreensão e o uso de textos variados, com estrutura mais complexa,
com temas diversificados, e que circulem em diferentes esferas sociais.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:



•   GUIA PARA A CORREÇÃO DAS PROVAS SARESP.

•   PROVINHA BRASIL – MATRIZ DE REFERÊNCIAS PARA AVALIAÇÃO DA
    ALFABETIZAÇÃO E DO LETREMENTO INICIAL .

•   PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS.
PROFESSORA:

MARICE LUZIA BORELLI DA SILVA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

LIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplina
LIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplinaLIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplina
LIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplinaprofamiriamnavarro
 
LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais
LIBRAS - Língua Brasileira de SinaisLIBRAS - Língua Brasileira de Sinais
LIBRAS - Língua Brasileira de SinaisLene Reis
 
Sondagem de hipótese de escrita
Sondagem de hipótese de escritaSondagem de hipótese de escrita
Sondagem de hipótese de escritaMaristela Couto
 
Apresentação planejamento psicogênese da língua escrita
Apresentação planejamento   psicogênese da língua escritaApresentação planejamento   psicogênese da língua escrita
Apresentação planejamento psicogênese da língua escritaAlekson Morais
 
Processos de aprendizagem leitura e escrita
Processos de aprendizagem leitura e escritaProcessos de aprendizagem leitura e escrita
Processos de aprendizagem leitura e escritaEduardo Becker Jr.
 
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.dilaina maria araujo maria
 
Psicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaPsicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaJessica Nuvens
 
Discutindo diagnósticos de escrita (SLIDES 3ª Formação NUALFA)
Discutindo diagnósticos de escrita (SLIDES 3ª Formação NUALFA)Discutindo diagnósticos de escrita (SLIDES 3ª Formação NUALFA)
Discutindo diagnósticos de escrita (SLIDES 3ª Formação NUALFA)Edeil Reis do Espírito Santo
 
Dificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagemDificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagemDeisiane Cazaroto
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoNaysa Taboada
 
Unidade 3 - PNAIC - Sistema de Escrita Alfabética
Unidade 3 - PNAIC - Sistema de Escrita AlfabéticaUnidade 3 - PNAIC - Sistema de Escrita Alfabética
Unidade 3 - PNAIC - Sistema de Escrita AlfabéticaElaine Cruz
 
MODELOS EDUCACIONAIS NA EDUCAÇÃO DOS SURDOS - COMUNICAÇÃO TOTAL
MODELOS EDUCACIONAIS NA EDUCAÇÃO DOS SURDOS - COMUNICAÇÃO TOTALMODELOS EDUCACIONAIS NA EDUCAÇÃO DOS SURDOS - COMUNICAÇÃO TOTAL
MODELOS EDUCACIONAIS NA EDUCAÇÃO DOS SURDOS - COMUNICAÇÃO TOTALJuciara Brito
 
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro augustafranca7
 
Aulas 8 e 9. texto taxonomia de bloom
Aulas 8 e 9. texto taxonomia de bloomAulas 8 e 9. texto taxonomia de bloom
Aulas 8 e 9. texto taxonomia de bloomKarlla Costa
 
A consolidação das correspondências letra – som no (1)
A consolidação das correspondências letra – som no (1)A consolidação das correspondências letra – som no (1)
A consolidação das correspondências letra – som no (1)miesbella
 
Fundamentos metodologia língua portuguesa
Fundamentos metodologia língua portuguesaFundamentos metodologia língua portuguesa
Fundamentos metodologia língua portuguesaGlacemi Loch
 
Modelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógicaModelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógicatatyathaydes
 

Mais procurados (20)

LIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplina
LIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplinaLIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplina
LIBRAS AULA 1: Apresentação da disciplina
 
História dos surdos e oralismo
História dos surdos e oralismoHistória dos surdos e oralismo
História dos surdos e oralismo
 
LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais
LIBRAS - Língua Brasileira de SinaisLIBRAS - Língua Brasileira de Sinais
LIBRAS - Língua Brasileira de Sinais
 
Sondagem de hipótese de escrita
Sondagem de hipótese de escritaSondagem de hipótese de escrita
Sondagem de hipótese de escrita
 
Plano de Aula - Libras
Plano de Aula - LibrasPlano de Aula - Libras
Plano de Aula - Libras
 
Apresentação planejamento psicogênese da língua escrita
Apresentação planejamento   psicogênese da língua escritaApresentação planejamento   psicogênese da língua escrita
Apresentação planejamento psicogênese da língua escrita
 
Processos de aprendizagem leitura e escrita
Processos de aprendizagem leitura e escritaProcessos de aprendizagem leitura e escrita
Processos de aprendizagem leitura e escrita
 
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
Mitos e verdades em relação a Libras e seu usuário surdo.
 
Psicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaPsicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua Escrita
 
Discutindo diagnósticos de escrita (SLIDES 3ª Formação NUALFA)
Discutindo diagnósticos de escrita (SLIDES 3ª Formação NUALFA)Discutindo diagnósticos de escrita (SLIDES 3ª Formação NUALFA)
Discutindo diagnósticos de escrita (SLIDES 3ª Formação NUALFA)
 
Dificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagemDificuldades de aprendizagem
Dificuldades de aprendizagem
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
 
Unidade 3 - PNAIC - Sistema de Escrita Alfabética
Unidade 3 - PNAIC - Sistema de Escrita AlfabéticaUnidade 3 - PNAIC - Sistema de Escrita Alfabética
Unidade 3 - PNAIC - Sistema de Escrita Alfabética
 
MODELOS EDUCACIONAIS NA EDUCAÇÃO DOS SURDOS - COMUNICAÇÃO TOTAL
MODELOS EDUCACIONAIS NA EDUCAÇÃO DOS SURDOS - COMUNICAÇÃO TOTALMODELOS EDUCACIONAIS NA EDUCAÇÃO DOS SURDOS - COMUNICAÇÃO TOTAL
MODELOS EDUCACIONAIS NA EDUCAÇÃO DOS SURDOS - COMUNICAÇÃO TOTAL
 
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
 
Aulas 8 e 9. texto taxonomia de bloom
Aulas 8 e 9. texto taxonomia de bloomAulas 8 e 9. texto taxonomia de bloom
Aulas 8 e 9. texto taxonomia de bloom
 
A consolidação das correspondências letra – som no (1)
A consolidação das correspondências letra – som no (1)A consolidação das correspondências letra – som no (1)
A consolidação das correspondências letra – som no (1)
 
EJA
EJA EJA
EJA
 
Fundamentos metodologia língua portuguesa
Fundamentos metodologia língua portuguesaFundamentos metodologia língua portuguesa
Fundamentos metodologia língua portuguesa
 
Modelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógicaModelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógica
 

Destaque

14 final folheto estudo da provinha brasil
14 final folheto estudo da provinha brasil14 final folheto estudo da provinha brasil
14 final folheto estudo da provinha brasilpedagogicosjdelrei
 
Oqueensinarsobreortografia 120702083533-phpapp02
Oqueensinarsobreortografia 120702083533-phpapp02Oqueensinarsobreortografia 120702083533-phpapp02
Oqueensinarsobreortografia 120702083533-phpapp02Isabela Maggot
 
Slides unidade 1 parte 1
Slides unidade 1   parte 1Slides unidade 1   parte 1
Slides unidade 1 parte 1Lais Renata
 
Ppt 3ªformação 1ªanos_2012
Ppt 3ªformação 1ªanos_2012Ppt 3ªformação 1ªanos_2012
Ppt 3ªformação 1ªanos_2012leilatutora
 
Pirata de palavras (1)
Pirata de palavras (1)Pirata de palavras (1)
Pirata de palavras (1)tlfleite
 
Linguagem Humana E Linguagem Animal
Linguagem Humana E Linguagem AnimalLinguagem Humana E Linguagem Animal
Linguagem Humana E Linguagem Animalmicaze1976
 
A famã­lia das palavras
A famã­lia das palavrasA famã­lia das palavras
A famã­lia das palavrasdifisantos
 
Concepcao de alfabetizacao
Concepcao de alfabetizacaoConcepcao de alfabetizacao
Concepcao de alfabetizacaoangelafreire
 
Aval diag 3º ano EF
Aval diag 3º ano  EFAval diag 3º ano  EF
Aval diag 3º ano EFilima12
 
Atividades de leitura e escrita a cigarra e a formiga
Atividades de leitura e escrita  a cigarra e a formigaAtividades de leitura e escrita  a cigarra e a formiga
Atividades de leitura e escrita a cigarra e a formigaRose Tavares
 

Destaque (20)

14 final folheto estudo da provinha brasil
14 final folheto estudo da provinha brasil14 final folheto estudo da provinha brasil
14 final folheto estudo da provinha brasil
 
Oqueensinarsobreortografia 120702083533-phpapp02
Oqueensinarsobreortografia 120702083533-phpapp02Oqueensinarsobreortografia 120702083533-phpapp02
Oqueensinarsobreortografia 120702083533-phpapp02
 
Cartilha letramento[1]
Cartilha  letramento[1]Cartilha  letramento[1]
Cartilha letramento[1]
 
Slides unidade 1 parte 1
Slides unidade 1   parte 1Slides unidade 1   parte 1
Slides unidade 1 parte 1
 
Sequencia didatica baixo_desempenho
Sequencia didatica baixo_desempenhoSequencia didatica baixo_desempenho
Sequencia didatica baixo_desempenho
 
Texto uni 3 ano 1
Texto uni 3 ano 1Texto uni 3 ano 1
Texto uni 3 ano 1
 
Ppt 3ªformação 1ªanos_2012
Ppt 3ªformação 1ªanos_2012Ppt 3ªformação 1ªanos_2012
Ppt 3ªformação 1ªanos_2012
 
Slides 8 de junho 2013
Slides 8 de junho 2013Slides 8 de junho 2013
Slides 8 de junho 2013
 
222 letramento e autismo 1,1
222 letramento e autismo 1,1222 letramento e autismo 1,1
222 letramento e autismo 1,1
 
Familias silabica
Familias silabicaFamilias silabica
Familias silabica
 
O batalhão das letras
O batalhão das letrasO batalhão das letras
O batalhão das letras
 
Pirata de palavras (1)
Pirata de palavras (1)Pirata de palavras (1)
Pirata de palavras (1)
 
Linguagem Humana E Linguagem Animal
Linguagem Humana E Linguagem AnimalLinguagem Humana E Linguagem Animal
Linguagem Humana E Linguagem Animal
 
Cartilha
CartilhaCartilha
Cartilha
 
Planeta água ditado lacunado - 4º Ano
Planeta água   ditado lacunado - 4º AnoPlaneta água   ditado lacunado - 4º Ano
Planeta água ditado lacunado - 4º Ano
 
A famã­lia das palavras
A famã­lia das palavrasA famã­lia das palavras
A famã­lia das palavras
 
Simulado provinha brasil 2013
Simulado provinha brasil 2013Simulado provinha brasil 2013
Simulado provinha brasil 2013
 
Concepcao de alfabetizacao
Concepcao de alfabetizacaoConcepcao de alfabetizacao
Concepcao de alfabetizacao
 
Aval diag 3º ano EF
Aval diag 3º ano  EFAval diag 3º ano  EF
Aval diag 3º ano EF
 
Atividades de leitura e escrita a cigarra e a formiga
Atividades de leitura e escrita  a cigarra e a formigaAtividades de leitura e escrita  a cigarra e a formiga
Atividades de leitura e escrita a cigarra e a formiga
 

Semelhante a Desenvolvimento da alfabetização e letramento inicial

Nivel de desenvolvimento da escrita
Nivel de desenvolvimento da escritaNivel de desenvolvimento da escrita
Nivel de desenvolvimento da escritaEdinei Messias
 
Atividadesparanvelpr silbico-130601023708-phpapp01
Atividadesparanvelpr silbico-130601023708-phpapp01Atividadesparanvelpr silbico-130601023708-phpapp01
Atividadesparanvelpr silbico-130601023708-phpapp01Kreusa Martins
 
Como trabalhar com a hipótese de escrita silábica
Como trabalhar com a hipótese de escrita silábicaComo trabalhar com a hipótese de escrita silábica
Como trabalhar com a hipótese de escrita silábicaEdinei Messias
 
Unidade 3 ano 2 A compreensão do Sistema de Escrita Alfabética e a consolidaç...
Unidade 3 ano 2 A compreensão do Sistema de Escrita Alfabética e a consolidaç...Unidade 3 ano 2 A compreensão do Sistema de Escrita Alfabética e a consolidaç...
Unidade 3 ano 2 A compreensão do Sistema de Escrita Alfabética e a consolidaç...Bete Feliciano
 
Socialização de prática cre orla blog
Socialização de prática   cre orla blogSocialização de prática   cre orla blog
Socialização de prática cre orla blogMarisa Seara
 
Intervenções no processo da aquisição da escrita
Intervenções no processo da aquisição da escritaIntervenções no processo da aquisição da escrita
Intervenções no processo da aquisição da escritaElaine Mesquita
 
Hipóteses da Língua Escrita
Hipóteses da Língua EscritaHipóteses da Língua Escrita
Hipóteses da Língua EscritaRayane Paula
 
Ficha de monitoramento dos níveis da escrita
Ficha de monitoramento dos níveis da  escritaFicha de monitoramento dos níveis da  escrita
Ficha de monitoramento dos níveis da escritaAndreá Perez Leinat
 
Sea sistema de escrita alfabética slide
Sea   sistema de escrita alfabética  slideSea   sistema de escrita alfabética  slide
Sea sistema de escrita alfabética slidetlfleite
 
2. Apostila da Oficina da Psicogênese em 2021.pdf
2. Apostila da Oficina da Psicogênese em 2021.pdf2. Apostila da Oficina da Psicogênese em 2021.pdf
2. Apostila da Oficina da Psicogênese em 2021.pdfArislaneOliveira2
 
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontro
Pnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontroPnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontro
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontrotlfleite
 
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontro
Pnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontroPnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontro
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontrotlfleite
 
Linguagens anos iniciais
Linguagens   anos iniciaisLinguagens   anos iniciais
Linguagens anos iniciaisDamisa
 
Linguagens anos iniciais
Linguagens   anos iniciaisLinguagens   anos iniciais
Linguagens anos iniciaisDamisa
 
Sequencia didatica _fabulas
Sequencia didatica _fabulasSequencia didatica _fabulas
Sequencia didatica _fabulasProfessora Cida
 
Concepção de alfabetizaação Hipotese alfabetica
 Concepção de alfabetizaação Hipotese alfabetica Concepção de alfabetizaação Hipotese alfabetica
Concepção de alfabetizaação Hipotese alfabetica♥Marcinhatinelli♥
 

Semelhante a Desenvolvimento da alfabetização e letramento inicial (20)

Nivel de desenvolvimento da escrita
Nivel de desenvolvimento da escritaNivel de desenvolvimento da escrita
Nivel de desenvolvimento da escrita
 
Atividadesparanvelpr silbico-130601023708-phpapp01
Atividadesparanvelpr silbico-130601023708-phpapp01Atividadesparanvelpr silbico-130601023708-phpapp01
Atividadesparanvelpr silbico-130601023708-phpapp01
 
Apropriação do SEA
Apropriação do SEAApropriação do SEA
Apropriação do SEA
 
Como trabalhar com a hipótese de escrita silábica
Como trabalhar com a hipótese de escrita silábicaComo trabalhar com a hipótese de escrita silábica
Como trabalhar com a hipótese de escrita silábica
 
Alfabetização
AlfabetizaçãoAlfabetização
Alfabetização
 
Unidade 3 ano 2 A compreensão do Sistema de Escrita Alfabética e a consolidaç...
Unidade 3 ano 2 A compreensão do Sistema de Escrita Alfabética e a consolidaç...Unidade 3 ano 2 A compreensão do Sistema de Escrita Alfabética e a consolidaç...
Unidade 3 ano 2 A compreensão do Sistema de Escrita Alfabética e a consolidaç...
 
Socialização de prática cre orla blog
Socialização de prática   cre orla blogSocialização de prática   cre orla blog
Socialização de prática cre orla blog
 
Intervenções no processo da aquisição da escrita
Intervenções no processo da aquisição da escritaIntervenções no processo da aquisição da escrita
Intervenções no processo da aquisição da escrita
 
Hipóteses da Língua Escrita
Hipóteses da Língua EscritaHipóteses da Língua Escrita
Hipóteses da Língua Escrita
 
Ficha de monitoramento dos níveis da escrita
Ficha de monitoramento dos níveis da  escritaFicha de monitoramento dos níveis da  escrita
Ficha de monitoramento dos níveis da escrita
 
Sondagem 110130111547-phpapp02
Sondagem 110130111547-phpapp02Sondagem 110130111547-phpapp02
Sondagem 110130111547-phpapp02
 
Sea sistema de escrita alfabética slide
Sea   sistema de escrita alfabética  slideSea   sistema de escrita alfabética  slide
Sea sistema de escrita alfabética slide
 
2. Apostila da Oficina da Psicogênese em 2021.pdf
2. Apostila da Oficina da Psicogênese em 2021.pdf2. Apostila da Oficina da Psicogênese em 2021.pdf
2. Apostila da Oficina da Psicogênese em 2021.pdf
 
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontro
Pnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontroPnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontro
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontro
 
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontro
Pnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontroPnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontro
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontro
 
Linguagens anos iniciais
Linguagens   anos iniciaisLinguagens   anos iniciais
Linguagens anos iniciais
 
Linguagens anos iniciais
Linguagens   anos iniciaisLinguagens   anos iniciais
Linguagens anos iniciais
 
Rec Paralela[1]
Rec Paralela[1]Rec Paralela[1]
Rec Paralela[1]
 
Sequencia didatica _fabulas
Sequencia didatica _fabulasSequencia didatica _fabulas
Sequencia didatica _fabulas
 
Concepção de alfabetizaação Hipotese alfabetica
 Concepção de alfabetizaação Hipotese alfabetica Concepção de alfabetizaação Hipotese alfabetica
Concepção de alfabetizaação Hipotese alfabetica
 

Desenvolvimento da alfabetização e letramento inicial

  • 1. ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO INICIAL
  • 2. HABILIDADES A SEREM CONSOLIDADAS NA APROPRIAÇÃO DO SISTEMA DA ESCRITA: • - Diferenciar letras de outros sinais gráficos, como os números, sinais de pontuação ou de outros sistemas de representação; • - Identificar letras do alfabeto; • - Reconhecer palavras como unidade gráfica; • - Distinguir diferentes tipos de letras; • - Identificar silabas de palavras ouvidas e / ou lidas; • - Identificar relações fonema / grafema (som / letra).
  • 3. HABILIDADES A SEREM CONSOLIDADAS NA LEITURA: • - Ler palavras; • - Localizar informação em texto; • - Inferir informação; • - Identificar assunto de um texto lido ou ouvido; • - Antecipar assunto do texto com base em título, subtítulo e imagens; • - Identificar a finalidade do texto pelo reconhecimento do suporte, do gênero e das características gráficas; • - Reconhecer a ordem alfabética; • - Estabelecer relações de continuidade temática.
  • 4. HABILIDADES A SEREM CONSOLIDADAS NA ESCRITA: • - Escrever palavras; • - Escrever frases; • - Escrever textos.
  • 5. ANALISE DO NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS ALUNOS SOBRE O SISTEMA DE ESCRITA, ATRAVÉS DA EXEMPLIFICAÇÃO DE POSSIBILIDADE DE ESCRITA PARA UMA LISTA DE FRUTAS:
  • 6. HIPÓTESE DE ESCRITA ORTOGRÁFICA: • - Escreve com correspondência sonora alfabética e ortografia regular (escrita convencional): • MELANCIA • JABUTICABA • PITANGA • MORANGO • CAQUI • PERA
  • 7. HIPÓTESE DE ESCRITA ALFABÉTICA: • - Escreve com correspondência sonora alfabética: • O aluno apresenta uma escrita com correspondência sonora alfabética, mas com “erros ortográficos”, ou seja, não escreve seguindo a forma ortograficamente correta das palavras. • MELASIA • JABUTIKBA • PITAGA • MORAGO • CAKI • PERA
  • 8. HIPÓTESE DE ESCRITA SILÁBICA-ALFABETICA • - A indicação de que se trata de escrita silábico-alfabetica é dada pelo uso de ora uma letra para representar uma sílaba, ora o uso de mais do que uma letra para essa representação. As escritas silábico-alfabéticas sempre apresentam valor sonoro convencional, ainda que com falhas. • MELIA para MELANCIA • JAUTIKBA para JABUTICABA • PITHA para PITANGA • MOAGO para MORANGO • CAI para CAQUI • PEA para PERA
  • 9. HIPÓTESE DE ESCRITA SILÁBICA COM VALOR SONORO CONVENCIONAL: • -Nesta escrita a quantidade de letras de cada item da lista corresponde ao número de sílabas que a palavra realmente tem, e pelo fato de as letras usadas para escrever cada palavra da lista corresponderem a uma parte sonora da sílaba. • ELIA ou MACA para MELANCIA • AUIKA ou JBTKA para JABUTICABA • PTH ou ITA para PITANGA • MAO ou ORO para MORANGO • CI ou KI para CAQUI • EA ou PA para PERA
  • 10. HIPÓTESE DE ESCRITA SILÁBICA SEM VALOR SONORO CONVENCIONAL: • -O aluno usa uma letra para representar cada silaba que compõe a palavra, embora isto não se mantém rigorosamente na escrita dos dissílabos, pois é muito comum a exigência de quantidade mínima de letras igual ou maior que três letras. • JOBS para MELANCIA • QSETS para JABUTICABA • OIC para PITANGA • BSO para MORANGO • OP para CAQUI • AB para PERA
  • 11. HIPÓTESE DE ESCRITA PRÉ-SILÁBICA: • - Segue sem correspondência sonora. • O aluno apresenta uma escrita que não estabelece correspondência entre segmentos do falado e segmentos do escrito. Neste bloco devem ser incluídas: • * As garatujas: Linhas onduladas, contínuas ou fragmentadas, bolinhas ... • * As escritas unigráficas: Escrevem somente uma letra para cada palavra. • * Escrita sem controle da quantidade de letras: As escritas são consideradas completas apenas quando alcançam o limite do papel. • * Escrita com controle da quantidade de letras: Escritas que se situam entre um mínimo (em torno de 3 letras) e um máximo (que pode variar, mas não pode ser determinado espacialmente) • OBS.: É comum que estas escritas tenham como repertório de letras muitas das que fazem parte do nome do aluno. • Por exemplo, um menino chamando Pedro, pode escrever:
  • 12. INTERVENÇÕES / SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA AS DIFERENTES HIPÓTESES DE LEITURA / ESCRITA
  • 13. PRÉ-SILABICA • 1. Reconhecimento de algumas letras do alfabeto e iniciar a distinção das letras de desenhos e outros sinais gráficos. • 2. Identificação do valor sonoro das partes iniciais e / ou finais de palavras (algumas letras ou sílabas), para “adivinhar” e “ler” o restante da palavra. • 3. Alfabeto móvel: separar Nº de letras montar o próprio nome (com ou sem modelo). • 4. Acróstico. • 5. Bingo de nomes / letras. • 6. Palavra secreta (preguicinha: abrir o cartão aos poucos, letra por letra). • 7. Ler o texto que conhece de memória, apontando com o dedo as palavras (fazendo ajustes do fonema / grafema). • 8. Sons e rimas: bater palmas quando ouvir palavras que com o mesmo som. • 9. Ler o próprio nome reconhecendo-o na lista dos nomes. • 10. Ler e / ou cantar o alfabeto em diferentes ordens. • 11. Escrita espontânea seguida de leitura. • 12. Trocar uma letra da palavra e observar o resultado (BOLO – BOLA)
  • 14. 13. Ouvir histórias e recontá-la para o professor (escriba) escrever na lousa. • 14. Desenhar e andar sobre letras (pátio) • 15. Completar as palavras com as vogais que estão faltando. • 16. Jogo da memória (letras, palavras e desenhos com palavras). • 17. Jogo do silêncio: escrever o nome do colega, consultando a lista dos nomes. • 18. Jogo da forca. • 19. Ligar as figuras aos nomes. • 20. Leitura diária pelo professor: histórias, notícias, poemas, anedotas, trava-linguas, cantigas, parlendas, entre outros. • 21. Reconhecimento de palavras de uma lista (mesmo campo semântico) • 22. Reconhecimento de gêneros textuais mais próprios do contexto escolar e mais familiar, com base em características gráficas. • 23. Oportunizar a criança a explorar materiais diversos, como livros de literatura, revistas em quadrinhos, dicionários ilustrados e enciclopédias, e freqüentar sistematicamente a biblioteca escolar ou o cantinho de leitura da sala de aula.
  • 15. SILÁBICA SEM VALOR SONORO CONVENCIONAL • 1. Idem as atividades anteriores, aumentando o grau de dificuldade. • 2. Identificação de palavras como unidades gráficas num texto. • 3. Ordem alfabética e seu uso funcional. • 4. Escrita de palavras incentivando o uso do valor sonoro. • 5. Cruzadinha e caça palavras com bando de palavras e apoio gráfico (desenho)
  • 16. SILÁBICA COM VALOR SONORO CONVENCIONAL • 1. Idem as atividades anteriores, aumentando o grau de dificuldade. • 2. Texto lacunado (com banco de palavra). • 3. Circular numa lista as palavras ditadas. • 4. Loto leitura. • 5.Letras embaralhadas para formar palavras (o professor apresenta a figura ou fala a palavra a ser formada). • 6. Escrita de memória (textos: quadrinhas, parlendas, trecho de cantiga e etc). • 7. Atividade da Bruxa que “roubou” as consoantes dos nomes: fazer a leitura das vogais dos nomes para que percebam a necessidade de mais de uma letra na formação da maioria das sílabas. • 8. Construir respostas para as adivinhações. • 9.Identificação no Nº de sílabas de palavras
  • 17. SILÁBICA -ALFABÉTICA • 1. Idem as atividades anteriores, aumentando o grau de dificuldade. • 2. Texto fatiado. • 3. Texto lacunado (sem banco de palavras). • 4. Escrita de frases. • 5. Ditado interativo. • 6. Recontar a história de um livro lido. • 7. Produzir textos escritos a partir de textos enigmáticos. • 8. Produções coletivas ou individuais de gêneros diversificados e mais próximos do cotidiano das crianças, evoluindo para textos menos familiares. • 9. Leitura em voz alta recitação de poesias ou interpretação cênica de histórias escritas, a fim de permitir ao aluno o desenvolvimento da velocidade e da entonação na leitura, para atingir a fluência.
  • 18. ALFABÉTICA • 1. Idem as atividades anteriores, aumentando o grau de dificuldade. • 2. Escrever palavras em ordem alfabética. • 3. Produção / revisão / interpretação de texto oral e escrito. • 4. Caça palavras e cruzadinhas de acordo com o texto em estudo. • 5. Revisão de produção de texto: ortografia, pontuação, coesão / coerência. • 6. Identificar uma mesma palavra, escrita com vários tipos de letras. • 7. Atividade de leitura para: localização de informação, identificação do gênero textual, identificação da finalidade de textos de gêneros diversos, antecipação do assunto de um texto a partir de título, subtítulo e imagem, identificação dos elementos que compõe a narrativa, como tempo, espaço e personagem.
  • 19. • OBS.: O trabalho pedagógico deverá centrar-se no sentido de expandir as capacidades relativas ao letramento, que envolvem a compreensão e o uso de textos variados, com estrutura mais complexa, com temas diversificados, e que circulem em diferentes esferas sociais.
  • 20. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS: • GUIA PARA A CORREÇÃO DAS PROVAS SARESP. • PROVINHA BRASIL – MATRIZ DE REFERÊNCIAS PARA AVALIAÇÃO DA ALFABETIZAÇÃO E DO LETREMENTO INICIAL . • PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS.