Interseções entre Literatura e Periodismo Rosiel Mendonça Gilmar Correia Orientadora: Profª. Drª. Luiza Azevedo Universida...
<ul><li>Pesquisa “Literatura e informação na imprensa amazonense do início do século XX” </li></ul><ul><li>Analisar folhas...
<ul><li>Fator gerador (Romancini): contato com a obra “Cem anos de Imprensa no Amazonas (1851-1950)” </li></ul><ul><li>Imp...
<ul><li>No período de 1890 a 1910, Manaus viveu um intenso desenvolvimento econômico: ciclo da borracha </li></ul><ul><li>...
<ul><li>Em SP: “...jornais e revistas projetavam sobre a cidade as demandas de diferentes grupos sociais...” (Cruz, 2000) ...
<ul><li>O Amazonas tornou-se Província em 1850: estruturação de um sistema de escolarização formal </li></ul><ul><li>Inser...
<ul><li>Colonos: forte tradição de oralidade (herança indígena e nordestina) </li></ul><ul><li>Criação de bibliotecas e sa...
<ul><li>Imprensa: “principal instrumento de difusão e dinamização da cultura letrada no contexto regional” (Pinheiro, 2001...
<ul><li>Escassez de mão-de-obra, equipamentos e matéria-prima </li></ul><ul><li>“ O nível técnico relativamente mais modes...
<ul><li>Pinheiro, 2001: </li></ul><ul><li>Momento embrionário (1851-1880): 46 folhas entraram em circulação </li></ul><ul>...
<ul><li>Áulico </li></ul><ul><li>Panfletário (operário) </li></ul><ul><li>Político </li></ul><ul><li>Interior </li></ul><u...
<ul><li>“ No Brasil, mais ainda do que noutros países, a literatura conduz ao jornalismo e este à política...” (Romero apu...
<ul><li>Literatura para amenizar conteúdos áridos e desinteressantes (Cruz, 2000) </li></ul><ul><li>Inexistência de uma li...
<ul><li>“ Rearticulação da cultura impressa” (Cruz, 2000) </li></ul><ul><li>Declínio do folhetim </li></ul><ul><li>Desapar...
<ul><li>Encontrar as especificidades da imprensa literária amazonense </li></ul><ul><li>“ Todo o processo de elaboração e ...
<ul><li>CRUZ, Heloísa de Faria.  São Paulo em papel e tinta: periodismo e vida urbana (1890-1915). São  Paulo: EDUC; FAPES...
<ul><li>ROMANCINI, Richard. História e Jornalismo: reflexões sobre campos de pesquisa. In: LAGO, Cláudia & BENETTI, Márcia...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Imprensa amazonense no início do século XX

750 visualizações

Publicada em

Apresentação de artigo no Intercom Norte 2011 (Boa Vista/RR).

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
750
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Imprensa amazonense no início do século XX

  1. 1. Interseções entre Literatura e Periodismo Rosiel Mendonça Gilmar Correia Orientadora: Profª. Drª. Luiza Azevedo Universidade Federal do Amazonas
  2. 2. <ul><li>Pesquisa “Literatura e informação na imprensa amazonense do início do século XX” </li></ul><ul><li>Analisar folhas da imprensa do Amazonas que veiculavam conteúdos literários e noticiosos </li></ul><ul><li>O Mocoense (1901), O Atheniense (1907), O Vesúvio (1909) e O Combate (1915) </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Fator gerador (Romancini): contato com a obra “Cem anos de Imprensa no Amazonas (1851-1950)” </li></ul><ul><li>Imprensa: lugar de memória </li></ul>
  4. 4. <ul><li>No período de 1890 a 1910, Manaus viveu um intenso desenvolvimento econômico: ciclo da borracha </li></ul><ul><li>Ciclo econômico influitivo na cultura (Monteiro, 1976) </li></ul><ul><li>Poder público: foco na adequação do espaço urbano ao projeto de desenvolvimento capitalista </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Em SP: “...jornais e revistas projetavam sobre a cidade as demandas de diferentes grupos sociais...” (Cruz, 2000) </li></ul><ul><li>No AM: “moradores dos subúrbios, frutos do crescimento da cidade, solicitam, pela imprensa, a extensão dos serviços de iluminação, de calçamento, limpeza de ruas, etc.” (Dias, 2007) </li></ul>
  6. 6. <ul><li>O Amazonas tornou-se Província em 1850: estruturação de um sistema de escolarização formal </li></ul><ul><li>Inserção da população local: mão-de-obra adaptada </li></ul><ul><li>Negação da cultura indígena e combate ao ócio: fosso cultural entre índios e brancos </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Colonos: forte tradição de oralidade (herança indígena e nordestina) </li></ul><ul><li>Criação de bibliotecas e salas de leitura: em 1870 já se percebe um aumento da população letrada -> público leitor </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Imprensa: “principal instrumento de difusão e dinamização da cultura letrada no contexto regional” (Pinheiro, 2001) </li></ul><ul><li>Rápida expansão no fim do século XIX: cultura letrada se insere no universo da oralidade amazônica -> novas linguagens </li></ul><ul><li>Surgimento: O Cinco de Setembro ( Estrella do Amazonas ), 1851 -> jornalismo áulico </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Escassez de mão-de-obra, equipamentos e matéria-prima </li></ul><ul><li>“ O nível técnico relativamente mais modesto dos processos de editoração animaram pequenos grupos letrados a se lançarem na arena jornalística...” (Pinheiro, 2001) </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Pinheiro, 2001: </li></ul><ul><li>Momento embrionário (1851-1880): 46 folhas entraram em circulação </li></ul><ul><li>Boom do periodismo (1880): ampla adesão de grupos intelectuais </li></ul><ul><li>Retração (1920): crise da economia, consolidação do jornal-empresa </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Áulico </li></ul><ul><li>Panfletário (operário) </li></ul><ul><li>Político </li></ul><ul><li>Interior </li></ul><ul><li>Colônias estrangeiras </li></ul><ul><li>Estudantil </li></ul><ul><li>Diversional: “escandaloso e bisbilhoteiro”, humorístico </li></ul>
  12. 12. <ul><li>“ No Brasil, mais ainda do que noutros países, a literatura conduz ao jornalismo e este à política...” (Romero apud Sodré, 1999) </li></ul><ul><li>Brasil Império: homens de letras fazendo imprensa </li></ul><ul><li>Pequenas folhas culturais: liberdade criativa para os grupos letrados tradicionais </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Literatura para amenizar conteúdos áridos e desinteressantes (Cruz, 2000) </li></ul><ul><li>Inexistência de uma linguagem e identidade próprias dentro do jornalismo </li></ul><ul><li>“ O noticiário era redigido de forma difícil, empolada...” (Sodré, 1999) </li></ul>
  14. 14. <ul><li>“ Rearticulação da cultura impressa” (Cruz, 2000) </li></ul><ul><li>Declínio do folhetim </li></ul><ul><li>Desaparecimento do espírito boêmio-literário (Sodré, 1999) </li></ul><ul><li>Separação jornalismo e literatura </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Encontrar as especificidades da imprensa literária amazonense </li></ul><ul><li>“ Todo o processo de elaboração e transmissão das mensagens pelo comunicador deve refletir as experiências culturais do público receptor” (Melo apud Gomes, 2008) </li></ul>
  16. 16. <ul><li>CRUZ, Heloísa de Faria. São Paulo em papel e tinta: periodismo e vida urbana (1890-1915). São Paulo: EDUC; FAPESP, 2000. </li></ul><ul><li>DIAS, Edinea Mascarenhas. A Ilusão do Fausto: Manaus (1890-1920). 2ª Ed. Manaus: Valer, 2007. </li></ul><ul><li>GOMES, Valéria; IAPECHINO, Mari. A inclusão cultural letrada no século XIX: o papel da imprensa. Revista Soletras, nº 15. São Gonçalo: UERJ, 2008. </li></ul><ul><li>LENE, Hérica. Os jornais como lugares de memória e fontes de pesquisas. Trabalho apresentado no XXXIII Congresso de Ciências da Comunicação, GP Teorias do Jornalismo. Caxias do Sul: Anais do XXXIII Intercom, 2010. </li></ul><ul><li>MONTEIRO, Mário Ypiranga. Fatos da Literatura Amazonense. Manaus: Imprensa Oficial, 1976. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>ROMANCINI, Richard. História e Jornalismo: reflexões sobre campos de pesquisa. In: LAGO, Cláudia & BENETTI, Márcia (Orgs.). Metodologia de pesquisa em jornalismo. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2007, pp. 23-47. </li></ul><ul><li>PINHEIRO, Maria Luiza Ugarte. Folhas do Norte: letramento e periodismo no Amazonas (1880- 1920). Tese de Doutorado em História. São Paulo: PUC, 2001. </li></ul><ul><li>SODRÉ, Nelson Werneck. A Imprensa do Império e A Grande Imprensa. In: História da Imprensa no Brasil. 4ª Ed. Rio de Janeiro: Mauad, 1999, pp 181-355. </li></ul><ul><li>SOUZA, Márcio. A literatura no Amazonas: as letras na pátria dos mitos. Revista Poligramas, Ed. 29. Cali: Universidad Del Valle, 2008. </li></ul>

×