O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Tecnologia na escola

629 visualizações

Publicada em

Ten

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Tecnologia na escola

  1. 1. TECNOLOGIA NA ESCOLA PEDAGOGIA POR PROJETOS
  2. 2. CENÁRIO ATUAL <ul><li>Vivemos na Sociedade da Informação e do Conhecimento. </li></ul><ul><li>A todo instante somos “bombardeados” por informações oriundas dos mais diversos dispositivos midiáticos (TV, publicidade, rádio, computador/Internet...) </li></ul><ul><li>Alunos dominam a tecnologia (nativos digitais) </li></ul><ul><li>Professores temem a tecnologia (imigrantes digitais) </li></ul><ul><li>Escolas : </li></ul><ul><li>a) recebendo salas digitais/ laboratórios de informática </li></ul><ul><li>b) ainda seguindo metodologias tradicionais </li></ul><ul><li>c) currículo sequencial, linear e sistematizado </li></ul><ul><li>d) ênfase na transmissão de conhecimento e na memorização </li></ul><ul><li>e) muitos alunos desmotivados com a escola </li></ul>
  3. 3. O QUE DIZEM OS AUTORES... <ul><li>Ribeiro Dias (1979, p. 16, apud SILVA, p.845): </li></ul><ul><li>“ a escola terá de mudar, sob a ameaça de desaparecer”. </li></ul><ul><li>Silva (p.845): </li></ul><ul><li>“ Pensamos que a ideia de escola como memória da humanidade, como sistema de construção do saber, de enriquecimento moral e social, um espaço em que se considere cada aluno como um ser humano à procura de si próprio, em reflexão conjunta com os demais e com o mundo que o rodeia, tem ainda razão de existir neste início de um novo milênio. Precisa, sim, é de ser profundamente renovada e as actuais TIC contêm os ingredientes necessários para favorecer essa mudança”. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Almeida e Prado (p.2): </li></ul><ul><li>“ O desafio mais complexo desse processo está na criação de um design educacional que seja flexível e aberto ao desenvolvimento de propostas curriculares, metodologias de trabalho e estratégias de atuação docente, que leve em conta as contribuições das tecnologias disponíveis para o alcance dos objetivos; considere a articulação entre distintas mídias e a sinergia de integrá-las à atividade; explore as características da tecnologia digital de busca, seleção, articulação e produção de novas informações, comunicação multidirecional, representação e produção colaborativa de conhecimento”. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Prado : </li></ul><ul><li>“ (...) o professor não foi preparado para desenvolver o uso pedagógico das mídias. E para isto não basta que ele aprenda a operacionalizar os recursos tecnológicos, a exigência em termos de desenvolver novas formas de ensinar e de aprender é muito maior”. </li></ul>
  6. 6. INTEGRAÇÃO DAS TIC <ul><li>A melhor forma de integrar as TIC na escola é, segundo os autores, através da pedagogia de projetos. </li></ul><ul><li>Para isso é necessário que a equipe docente adote uma metodologia inovadora, instigadora, que passe a “(...) ensinar a construir o saber, ensinar a pensar” (SILVA, p.848). </li></ul><ul><li>A postura do professor deve mudar: é preciso que esteja aberto para a mudança, para o processo de produção do conhecimento. </li></ul><ul><li>É preciso que o docente seja flexível quanto aos objetivos do projeto e às intervenções necessárias. </li></ul><ul><li>É preciso que esteja disposto a trabalhar em conjunto com outros colegas (interdisciplinaridade). </li></ul><ul><li>Demanda reflexão sobre a prática pedagógica e um diálogo permanente com o aluno. </li></ul>
  7. 7. CONCEITO DE PROJETO <ul><li>Segundo Barbier (apud Prado): </li></ul><ul><li>“ (...) o projeto não é uma simples representação do futuro, do amanhã, do possível, de uma idéia; é o futuro a fazer, um amanhã a concretizar, um possível a transformar em real, uma idéia a transformar em acto”. </li></ul><ul><li>(...) no trabalho por projetos, as pessoas se envolvem para descobrir ou produzir algo novo, procurando respostas a questões ou problemas reais” (Prado). </li></ul><ul><li>“ A pedagogia de projetos deve permitir que o aluno APRENDA – FAZENDO e reconheça a própria AUTORIA naquilo que produz por meio de QUESTÕES DE INVESTIGAÇÃO que lhe impulsionam a CONTEXTUALIZAR CONCEITOS já conhecidos e DESCOBRIR outros que emergem durante o desenvolvimento do projeto” (Prado) [grifos da autora]. </li></ul>
  8. 8. COMO FAZER UM PROJETO <ul><li>Um projeto pedagógico envolve: </li></ul><ul><li>Negociação com os alunos sobre os temas de estudo; </li></ul><ul><li>Objetivos claros; </li></ul><ul><li>Antecipação dos resultados e de como vai ser efetuado; </li></ul><ul><li>Criação de situações de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Mediação pedagógica do processo (portfólios podem ser úteis); </li></ul><ul><li>Diálogo entre professor e alunos; </li></ul><ul><li>Integração das tecnologias para a produção do conhecimento; </li></ul><ul><li>Criação de projetos articulados (interdisciplinares). </li></ul>

×