QUALIDADE NO E-LEARNING



Rosário Cação
www.evolui.com
                          Lisboa, 29 de Abril 2009
               ...
Agenda
                                Agenda


1. Estudo de caso


2. Análise qualitativa


3. Análise quantitativa


4. ...
1. ESTUDO DE CASO
1. ESTUDO DE CASO
Estudo de Caso

   Que modelos de avaliação da qualidade se adequam ao
        e-learning dirigido ao me...
2. ANÁLISE QUALITATIVA
2. ANÁLISE QUALITATIVA
Análise Qualitativa

• 45 edições entre Agosto de 2007 e Junho de 2008 de cursos
  de formação cont...
2. ANÁLISE QUALITATIVA
Análise Qualitativa
2. ANÁLISE QUALITATIVA
Análise Qualitativa
                                               “Transferência” das aprendizagen...
3. ANÁLISE QUANTITATIVA
3. ANÁLISE QUANTITATIVA
Análise Quantitativa

• Inquérito single-item online com escalas de Likert para 15
  variáveis

• ...
3. ANÁLISE QUANTITATIVA
Análise Quantitativa

A qualidade tem assimetria negativa e curtose positiva:

                   ...
3. ANÁLISE QUANTITATIVA
Análise Quantitativa

• A utilidade é superior nos cursos que dão acesso a
  certificação*

• A ut...
3. ANÁLISE QUANTITATIVA
Análise Quantitativa

• Dimensões da Qualidade - Estimação
Y = .3 + .125 X1 + .169 X2 + .152 X3 + ...
3. ANÁLISE QUANTITATIVA
 Análise Quantitativa
 • Dimensões de Qualidade - A Análise Factorial Exploratória




Fonte: Adap...
3. ANÁLISE QUANTITATIVA
Análise Quantitativa
• Dimensões de Qualidade - A Análise Factorial
4. ESTUDO CONFIRMATÓRIO
4. ESTUDO CONFIRMATÓRIO
Estudo Confirmatório

• Inquérito online no início da formação entre Junho de 2008
  e Março de 20...
4. ESTUDO CONFIRMATÓRIO
Estudo Confirmatório

• Em 73% dos casos a motivação para a formação está relacionada com o
  dese...
CONCLUSÕES
CONCLUSÕES
Conclusões

• A combinação de metodologias qualitativas e quantitativas
  através de estudos sucessivos e encad...
QUALIDADE NO E-LEARNING



Rosário Cação
rosario@evolui.com
mrac@dei.uc.pt
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Qualidade no e-learning

2.263 visualizações

Publicada em

Seminário IEFP em 29 de Abril de 2009

Publicada em: Educação, Tecnologia

Qualidade no e-learning

  1. 1. QUALIDADE NO E-LEARNING Rosário Cação www.evolui.com Lisboa, 29 de Abril 2009 Seminário IEFP
  2. 2. Agenda Agenda 1. Estudo de caso 2. Análise qualitativa 3. Análise quantitativa 4. Estudo confirmatório ! Apresentação disponível em: www.slideshare.net/rosariocacao
  3. 3. 1. ESTUDO DE CASO
  4. 4. 1. ESTUDO DE CASO Estudo de Caso Que modelos de avaliação da qualidade se adequam ao e-learning dirigido ao mercado residencial? • Caso de estudo do EVOLUI.COM (www.evolui.com) • Utilização de metodologias mistas (qualitativa e quantitativa) – Estudo qualitativo utilizado para efeitos exploratórios – Estudo quantitativo utilizado para ultrapassar as limitações da análise qualitativa e confirmar conclusões qualitativas – Estudo quantitativo adicional para efeitos confirmatórios
  5. 5. 2. ANÁLISE QUALITATIVA
  6. 6. 2. ANÁLISE QUALITATIVA Análise Qualitativa • 45 edições entre Agosto de 2007 e Junho de 2008 de cursos de formação contínua de formadores • 2400 mensagens analisadas – ponto de saturação teórica (Glaser & Strauss, 1967) • Observação participada com entrevista e apontamentos de etnografia virtual • Análise qualitativa com apoio do NVIVO ! Análise qualitativa de dados com o NVIVO www.slideshare.net/rosariocacao Glaser, B. G., & Strauss, A. L. (1967). The Discovery of Grounded Theory: Strategies for Qualitative Research (2007 ed.). New York, NY: Aldine de Gruter.
  7. 7. 2. ANÁLISE QUALITATIVA Análise Qualitativa
  8. 8. 2. ANÁLISE QUALITATIVA Análise Qualitativa “Transferência” das aprendizagens Aumento do desempenho Retorno do investimento Alterações de comportamento Utilidade futura Usos práticos Utilidade profissional Motivação para aprendizagem futura Prazo de utilização Motivação Node para exploração: A utilidade Utilidade imediata vs. Utilidade futura
  9. 9. 3. ANÁLISE QUANTITATIVA
  10. 10. 3. ANÁLISE QUANTITATIVA Análise Quantitativa • Inquérito single-item online com escalas de Likert para 15 variáveis • 2741 respostas recolhidas entre Março de 2008 e Fevereiro de 2009 de 1085 clientes/formandos • Procedimentos habituais de pré-teste, gestão de duplicados e de missing values • Consistência interna (alpha de Cronbach) de 0.963 • 64% dos inquiridos são do sexo feminino
  11. 11. 3. ANÁLISE QUANTITATIVA Análise Quantitativa A qualidade tem assimetria negativa e curtose positiva: Peterson e Wilson (1992) explicam esta assimetria Peterson, R. A., & Wilson, W. R. (1992). Measuring Customer Satisfaction: Fact and Artifact. Journal of the Academy of Marketing Science, 20(Winter), 61-71.
  12. 12. 3. ANÁLISE QUANTITATIVA Análise Quantitativa • A utilidade é superior nos cursos que dão acesso a certificação* • A utilidade futura é maior do que a imediata** • As mulheres têm uma percepção de utilidade – imediata e futura – superior à dos homens* • As mulheres têm percepções de qualidade superiores* • As percepções de qualidade são diferentes conforme é o formando a pagar a inscrição ou a empresa para quem trabalha* * Testes não paramétricos de Mann-Whitney para amostras independentes ** Testes não paramétricos de Wilcoxon para amostras emparelhadas
  13. 13. 3. ANÁLISE QUANTITATIVA Análise Quantitativa • Dimensões da Qualidade - Estimação Y = .3 + .125 X1 + .169 X2 + .152 X3 + .133 X4 + .83 X5 + .122 X6 + .7 X7 + .057 X8 - .045 X9 + .069 X10 + .044 X11 Y = Qualidade X1 = Satisfação global X2 = Utilidade futura • A satisfação, sozinha, explica quase 72% da X3 = Conteúdos qualidade X4 = Relação qualidade-preço • A utilidade imediata é a dimensão menos X5 = Competência, simpatia e expressiva da qualidade prontidão da equipa de apoio • A qualidade é uma atitude de longo prazo X6 = Cumprimento de expectativas • X7 = Competência do formador A motivação final não influencia muito a X8 = Plataforma e suas qualidade mas é a principal influência da funcionalidades satisfação X9 = Motivação inicial • O estudo da motivação permite determinar X10 = Motivação final a duração óptima da formação X11 = Utilidade imediata
  14. 14. 3. ANÁLISE QUANTITATIVA Análise Quantitativa • Dimensões de Qualidade - A Análise Factorial Exploratória Fonte: Adaptado de Coughlin, M. A. (1999). Applications of Intermediate/Advanced Statistics in Institutional Research (2005 ed.). Tallahassee: Association for Institutional Research. pp. 182-183 Número de factores: Eigenvalues superiores a 1 (regra de Kaiser-Guttman) Método de extracção: Principais componentes Método de rotação: Varimax (rotação ortogonal)
  15. 15. 3. ANÁLISE QUANTITATIVA Análise Quantitativa • Dimensões de Qualidade - A Análise Factorial
  16. 16. 4. ESTUDO CONFIRMATÓRIO
  17. 17. 4. ESTUDO CONFIRMATÓRIO Estudo Confirmatório • Inquérito online no início da formação entre Junho de 2008 e Março de 2009 • 1237 respostas relativas a 148 cursos diferentes • 68% dos inquiridos são do sexo feminino
  18. 18. 4. ESTUDO CONFIRMATÓRIO Estudo Confirmatório • Em 73% dos casos a motivação para a formação está relacionada com o desenvolvimento e melhoria futuros e não com a supressão de necessidades de formação de curto prazo • Há alterações no perfil motivacional consoante quem teve a ideia de frequentar o curso e quem pagou a inscrição • 26% não concorda com a decisão da sua empresa do formando frequentar aquela formação • 35% da percepção de valor está relacionada com a utilidade e 26% com as oportunidades de trabalho • A utilidade futura é um motivo de desconforto na ausência de formação • A utilidade imediata é um motivo de conforto na presença de formação
  19. 19. CONCLUSÕES
  20. 20. CONCLUSÕES Conclusões • A combinação de metodologias qualitativas e quantitativas através de estudos sucessivos e encadeados garante mais robustez e confiabilidade aos estudos de caso • A percepção de “utilidade” é uma importante variável explicativa da qualidade • As diversas variáveis da qualidade podem ser agrupadas em 3 factores: – Atitudes perante a formação – Processo de formação – Utilidade da formação • A motivação deve ser integrada nos estudos de avaliação da qualidade na formação
  21. 21. QUALIDADE NO E-LEARNING Rosário Cação rosario@evolui.com mrac@dei.uc.pt

×