Qualidade e avaliação ei profa. rosalina moraes

422 visualizações

Publicada em

Trabalho sobre Educação infantil focando nos aspectos da qualidade e da avaliação.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
422
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Qualidade e avaliação ei profa. rosalina moraes

  1. 1. O DESAFIO DA AVALIAÇÃO E DA QUALIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL Profª. Me. Rosalina Rocha Araújo Moraes rosalina28@gmail.com
  2. 2. Objetivos  Discutir o conceito de qualidade associado à educação infantil; Averiguar as dificuldades dos professores no que diz respeito ao processo de avaliação na educação infantil; Estabelecer um diálogo entre qualidade e avaliação na Educação Infantil.
  3. 3. Metodologia  Abordagem contextual seguindo os princípios da Pesquisa Qualitativa. Coleta de dados - utilizou-se o survey, questionário eletrônico. O instrumental foi aplicado com professores de EI atuantes na rede municipal de ensino de Fortaleza.
  4. 4. Discussão  A discussão sobre Educação Infantil está atrelada à concepção de infância. O conceito contemporâneo de infância considera a criança como um sujeito histórico e social possuidor de direitos e com características e necessidades específicas.
  5. 5. Discussão  No Brasil a Educação Infantil se erige a partir de iniciativas filantrópicas em meio às discussões sobre assistência à infância desvalida. (KULMAN JR., 2011). No Ceará as primeiras experiências de Educação Infantil se consolidam no início do período republicano também por iniciativa privada ou beneficente (MORAES, 2007).
  6. 6. Discussão  Reconhecida desde os anos 1990 como a primeira etapa da Educação Básica, (LDB – Lei nº 9394/96), a EI vem paulatinamente assumindo novas feições. O direito a Educação Infantil está contemplado em diversos documentos legais entre os quais destacam-se: Constituição Federal de 1988; Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB, Lei nº 9394/96); UNICEF - Convenção dos Direitos da Criança; Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA.
  7. 7. Discussão  A Educação infantil atravessa um processo de de constituição identitária. Já não caracteriza-se predominantemente pelo assistencialismo mas, também não pode se constituir numa prática conteudista e escolarizante, imitando o Ensino Fundamental. A partir da segunda metade do século XX cresce a oferta de Educação Infantil no Brasil, em resposta às orientações legais.
  8. 8. Discussão  Nesse início do século XXI, as políticas educacionais voltadas à EI focam a oferta de vagas nas escolas, o que provoca um movimento evolutivo quantitativo .
  9. 9. Discussão  Mesmo mediante esse movimento, que é positivo, a matrícula da EI no Brasil hoje, ainda é irrisória, conforme dados do último censo escolar.
  10. 10. Discussão  Observa-se uma priorização do acesso, o que reconhecemos, é necessário. Contudo, percebe-se a negligência quanto a qualidade. Pode-se dizer que apesar de todos os avanços ainda perdura o desafio da quantidade em um contexto em que a exigência da qualidade se faz presente e urgente.
  11. 11. Discussão  Associado ao desafio da oferta está o da qualidade que por sua vez está atrelado aos processos de avaliação. Para se dar conta da qualidade é necessário um olhar cuidadoso e sensível para os processos avaliativos. Consideramos que na conquista da qualidade a avaliação é uma peça fundamental.
  12. 12. Discussão  Percebe-se, contudo a distorção do conceito e da prática de avaliação assim como as dificuldades dos docentes em efetivar esses processos. Considera-se a avaliação um gargalos da EI. Através desta, se pode mensurar a qualidade educacional e redimensionar a prática pedagógica, o currículo e os processos de avaliação. Contudo, a avaliação na educação infantil é ainda incipiente e os dados são subutilizados ou ignorados.
  13. 13. Discussão  Em termos de iniciativas oficiais ressalta-se a publicação do MEC, em 2009, do documento Indicadores da Qualidade na Educação Infantil que norteia a avaliação da qualidade nesta etapa educacional. O documento foca nos aspectos estruturais e materiais, deixando em descoberto o que diz respeito à qualidade da aprendizagem.
  14. 14. Discussão  A qualidade da educação infantil está relacionada não apenas à estrutura física e material, mas às práticas pedagógicas, o currículo e a avaliação da aprendizagem. A análise dos dados aponta que a avaliação na EI, na rede municipal de Fortaleza se dá mediante preenchimento de uma ficha de acompanhamento e de relatório.
  15. 15. Avaliação na educação infantil em Fortaleza  A análise dos dados aponta que a avaliação na EI, na rede municipal de Fortaleza se dá mediante preenchimento de uma ficha de acompanhamento bimestral e de relatório semestral. A maioria dos professores (75%) considera fundamental avaliar na EI e consideram que esse processo visa acompanhar a evolução da criança e planejar estratégias adequadas às necessidades do grupo.
  16. 16. Avaliação na educação infantil em Fortaleza  Contudo, os professores declaram enfrentar dificuldades na compreensão do que constitui a avaliação. 50% relatam dificuldades em elaborar e registrar as observações cotidianas necessárias à avaliação processual e mediadora. 50% se dizem confusos em relação aos aspectos/competências que deve-se avaliar.
  17. 17. Avaliação na educação infantil em Fortaleza  25% mencionam dificuldade para identificar os conteúdos a serem avaliados, e, neste sentido destacam que a dificuldade está relacionada a um currículo muito subjetivo. Isso alerta para outra questão: qual a concepção que esses professores tem de currículo? A dificuldade em elaborar um relatório fiel ao desenvolvimento de cada criança é mencionada por 75% dos professores.
  18. 18. Considerações finais  Conclui-se que a avaliação constitui aspecto fundamental à consolidação de uma educação infantil de qualidade. Contudo, se apresenta como um gargalo nessa etapa educacional uma vez que há escassos subsídios oficiais, sobretudo, no que tange à avaliação da aprendizagem.
  19. 19. Considerações finais  Observa-se ainda uma dificuldade dos professores em relação à compreensão e execução do processo avaliativo. Diante dessas constatações considera-se imprescindíveis investimentos em políticas públicas de educação infantil, sobretudo no que diz respeito à formação de professores, assim como em estudos focados no currículo e avaliação na educação infantil.

×