SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Charles H. Spurgeon:
“Nós somos assaltados por todo tipo de doutrinas novas. A velha fé é atacada por assim-
chamados “reformadores” que adorariam reformá-la completamente. Eu espero ouvir
notícias de alguma doutrina nova uma vez por semana. Tão frequentemente como a lua
muda, um ou outro profeta é movido a propor alguma nova teoria, e acreditem, ele
lutará mais bravamente por sua novidade do que jamais fez pelo Evangelho. O
descobridor se acha um Lutero moderno, e da sua doutrina ele pensa como Davi pensou
da espada de Golias: “Não há outra semelhante.”
“Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas,
por dentro são lobos roubadores” (Mt 7.15).
Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua
manifestação e pelo seu reino: prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige,
repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina. Pois haverá tempo em que não
suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias
cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade,
entregando-se às fábulas. Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze
o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério (2Tm 4.1-5).
“Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da
vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da
promessa” (EF 1.13).
1) marca do verdadeiro cristão - A renuncia.
2) marca do verdadeiro cristão - A submissão.
3) marca do verdadeiro cristão - A obediência.
4) marca do verdadeiro cristão - O amor.
Lâmpada para os meus pés e tua palavra, e luz para o meu caminho (Sl. 119.105)
“O reino dos céus é semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo
homem, tendo-o achado. Escondeu. E, transbordando de alegria, vai, vende tudo
o que tem e compra aquele campo” Mt. 13:44
1 João 5:11-12 “ E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está
em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida
João 6:39 “E a vontade do que me enviou é esta: Que eu não perca nenhum de todos
aqueles que me deu, mas que eu o ressuscite no último dia.”
João 14:3 “Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez,
e vos levarei para mim mesmo”
II Coríntios 3:2-3 " Vós sóis a nossa Carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por
todos os homens. Porque já é manifesto que vóis sóis a carta de Cristo, ministrada por nós
e escrita não com tinta, mas com o Espírito do Deus Vivo, não em tábuas de pedra, mas nas
tábuas de carne do coração".
I Pedro 3:15 “Antes santificai a Cristo como Senhor em vossos corações; e estai sempre
preparados para responder com mansidão e temor a todo aquele que vos pedir a razão
da esperança que há em vós”.
Aconteceu num sábado que, entrando ele em casa de um dos principais dos fariseus para comer pão,
eles o estavam observando. E eis que estava ali diante dele um certo homem hidrópico ( É uma
doença que por causa de problemas renais cardíacos ou hepáticos faz o tecidos se
encherem de agua provoca muita dor . E Jesus, tomando a palavra, falou aos doutores da lei, e
aos fariseus, dizendo: É lícito curar no sábado? Eles, porém, calaram-se. E, tomando-o, o curou e
despediu. E respondendo-lhes disse: Qual será de vós o que, caindo-lhe num poço, em dia de sábado, o
jumento ou o boi, o não tire logo? E nada lhe podiam replicar sobre isto.
Lucas 14:1-6
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo
Mateus 22:39
Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que
também vós uns aos outros vos ameis.
João 13:34
( Pena dos males alheios; compaixão, dó, comiseração )
Humildade vem do latim humilitas, e é a virtude que consiste em conhecer as
suas próprias limitações e fraquezas e agir de acordo com essa consciência.
Refere-se à qualidade daqueles que não tentam se projetar sobre as outras
pessoas, nem mostrar ser superior a elas.
E disse aos convidados uma parábola, reparando como escolhiam os primeiros assentos, dizendo-lhes:
Quando por alguém fores convidado às bodas, não te assentes no primeiro lugar; não aconteça que esteja
convidado outro mais digno do que tu; E, vindo o que te convidou a ti e a ele, te diga: Dá o lugar a este; e
então, com vergonha, tenhas de tomar o derradeiro lugar. Mas, quando fores convidado, vai, e assenta-te no
derradeiro lugar, para que, quando vier o que te convidou, te diga: Amigo, sobe mais para cima. Então terás
honra diante dos que estiverem contigo à mesa. Porquanto qualquer que a si mesmo se exaltar será
humilhado, e aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado.
Lucas 14:7-11
Era mais importante assetar-se no lugar certo, do que viver do jeito certo
Tira o ímpio da presença do rei, e o seu trono se firmará na justiça. Não te glories na presença do rei,
nem te ponhas no lugar dos grandes; Porque melhor é que te digam: Sobe aqui; do que seres humilhado
diante do príncipe que os teus olhos já viram.
Provérbios 25:5-7
Procure ser um individuo de valor, em lugar de se esforçar para ser alguém de sucesso, Albert Einstein
Orgulho é um sentimento de satisfação pela capacidade ou realização ou um
sentimento elevado de dignidade pessoal.
Egoísmo (ego + ísmo) é o hábito ou a atitude de uma pessoa colocar seus interesses,
opiniões, desejos, necessidades em primeiro lugar
A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda…O coração do homem se exalta antes
de ser abatido e diante da honra vai a humildade”. (Provérbios 16: 18 e 18:12)
E dizia também ao que o tinha convidado: Quando deres um jantar, ou uma ceia, não chames os teus
amigos, nem os teus irmãos, nem os teus parentes, nem vizinhos ricos, para que não suceda que também
eles te tornem a convidar, e te seja isso recompensado. Mas, quando fizeres convite, chama os pobres,
aleijados, mancos e cegos, E serás bem-aventurado; porque eles não têm com que to recompensar; mas
recompensado te será na ressurreição dos justos.
Lucas 14:12-14
Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não
minam nem roubam.
Mateus 6:20
Segurança é a percepção de se estar protegido de riscos, perigos ou perdas.
E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo
algum entrareis no reino dos céus.
Mateus 18:3
Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos? Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro:
Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.
João 6:67-68
E, ouvindo isto, um dos que estavam com ele à mesa, disse-lhe: Bem-aventurado o que comer pão no reino de Deus. Porém,
ele lhe disse: Um certo homem fez uma grande ceia, e convidou a muitos. E à hora da ceia mandou o seu servo dizer aos
convidados: Vinde, que já tudo está preparado. E todos à uma começaram a escusar-se. Disse-lhe o primeiro:
Comprei um campo, e importa ir vê-lo; rogo-te que me hajas por escusado. E outro disse: Comprei cinco
juntas de bois, e vou experimentá-los; rogo-te que me hajas por escusado. E outro disse: Casei, e
portanto não posso ir. E, voltando aquele servo, anunciou estas coisas ao seu senhor. Então o pai de família, indignado,
disse ao seu servo: Sai depressa pelas ruas e bairros da cidade, e traze aqui os pobres, e aleijados, e mancos e cegos. E disse o
servo: Senhor, feito está como mandaste; e ainda há lugar. E disse o senhor ao servo: Sai pelos caminhos e valados, e força-os
a entrar, para que a minha casa se encha. Porque eu vos digo que nenhum daqueles homens que foram convidados provará a
minha ceia.
Lucas 14:15-24
Segurança é a percepção de se estar protegido de riscos, perigos ou perdas.
Ora, ia com ele uma grande multidão; e, voltando-se, disse-lhe: Se alguém vier a mim, e não
aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua
própria vida, não pode ser meu discípulo. E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier
após mim, não pode ser meu discípulo.
Lucas 14:25-27
Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu
discípulo.
Lucas 14:33
Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais
presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.
Mateus 5:13
(Paul Washer)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os discípulos
Os discípulosOs discípulos
Os discípulosFatoze
 
Um engano quase que perfeito.
Um engano quase que perfeito.Um engano quase que perfeito.
Um engano quase que perfeito.Natanael Araujo
 
Ebook ultima palavra_cristo_cruz_spurgeon
Ebook ultima palavra_cristo_cruz_spurgeonEbook ultima palavra_cristo_cruz_spurgeon
Ebook ultima palavra_cristo_cruz_spurgeonRoseane de Jesus
 
Ebook dois efeitos_evangelho_spurgeon
Ebook dois efeitos_evangelho_spurgeonEbook dois efeitos_evangelho_spurgeon
Ebook dois efeitos_evangelho_spurgeonRoseane de Jesus
 
Jesus, o mestre por excelência_922015
Jesus, o mestre por excelência_922015Jesus, o mestre por excelência_922015
Jesus, o mestre por excelência_922015Gerson G. Ramos
 
Homenagem às mães
Homenagem às mãesHomenagem às mães
Homenagem às mãesHelio Cruz
 
Os deuses quem são.pptx
Os deuses quem são.pptxOs deuses quem são.pptx
Os deuses quem são.pptxNatanael Araujo
 
Escrevendo o apocalipse.
Escrevendo o apocalipse.Escrevendo o apocalipse.
Escrevendo o apocalipse.nenzin1
 
A grandeza que antecede o perdão
A grandeza que antecede o perdãoA grandeza que antecede o perdão
A grandeza que antecede o perdãoNatanael Araujo
 

Mais procurados (14)

Os discípulos
Os discípulosOs discípulos
Os discípulos
 
Segunda carta do Aposto Pedro
Segunda carta do Aposto PedroSegunda carta do Aposto Pedro
Segunda carta do Aposto Pedro
 
Um engano quase que perfeito.
Um engano quase que perfeito.Um engano quase que perfeito.
Um engano quase que perfeito.
 
Brincando de esconde esconde com a morte
Brincando de esconde esconde com a morteBrincando de esconde esconde com a morte
Brincando de esconde esconde com a morte
 
Ebook ultima palavra_cristo_cruz_spurgeon
Ebook ultima palavra_cristo_cruz_spurgeonEbook ultima palavra_cristo_cruz_spurgeon
Ebook ultima palavra_cristo_cruz_spurgeon
 
Ebook dois efeitos_evangelho_spurgeon
Ebook dois efeitos_evangelho_spurgeonEbook dois efeitos_evangelho_spurgeon
Ebook dois efeitos_evangelho_spurgeon
 
Jesus, o mestre por excelência_922015
Jesus, o mestre por excelência_922015Jesus, o mestre por excelência_922015
Jesus, o mestre por excelência_922015
 
Um coração mau
Um coração mauUm coração mau
Um coração mau
 
Homenagem às mães
Homenagem às mãesHomenagem às mães
Homenagem às mães
 
Os deuses quem são.pptx
Os deuses quem são.pptxOs deuses quem são.pptx
Os deuses quem são.pptx
 
Evangelhocap18
Evangelhocap18Evangelhocap18
Evangelhocap18
 
Escrevendo o apocalipse.
Escrevendo o apocalipse.Escrevendo o apocalipse.
Escrevendo o apocalipse.
 
A grandeza que antecede o perdão
A grandeza que antecede o perdãoA grandeza que antecede o perdão
A grandeza que antecede o perdão
 
Apocalipse 2
Apocalipse 2Apocalipse 2
Apocalipse 2
 

Semelhante a CONFERENCIA BIBLICA QUANTO TEMPO VOZ RESTA

apocalipse ou mundo em transicao.pptx
apocalipse ou mundo em transicao.pptxapocalipse ou mundo em transicao.pptx
apocalipse ou mundo em transicao.pptxHenrique Vieira
 
Apócrifos - Agrapha Extra-Evangelho.doc
Apócrifos - Agrapha Extra-Evangelho.docApócrifos - Agrapha Extra-Evangelho.doc
Apócrifos - Agrapha Extra-Evangelho.docRafael Monteiro Moyses
 
Apócrifos agrapha extra-evangelho
Apócrifos   agrapha extra-evangelhoApócrifos   agrapha extra-evangelho
Apócrifos agrapha extra-evangelhoLux Ana Lopes
 
Os grandes-sermoes-do-mundo-Clarence Marcartney
Os grandes-sermoes-do-mundo-Clarence MarcartneyOs grandes-sermoes-do-mundo-Clarence Marcartney
Os grandes-sermoes-do-mundo-Clarence MarcartneyV.X. Carmo
 
YESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdf
YESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdfYESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdf
YESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdfGarantiaCorujonda
 
Respostas_O custo do discipulado_1312014
Respostas_O custo do discipulado_1312014Respostas_O custo do discipulado_1312014
Respostas_O custo do discipulado_1312014Gerson G. Ramos
 
Respostas_1122016_eventos finais_GGR
Respostas_1122016_eventos finais_GGRRespostas_1122016_eventos finais_GGR
Respostas_1122016_eventos finais_GGRGerson G. Ramos
 
185152 grandes sermoes do mundo
185152 grandes sermoes do mundo185152 grandes sermoes do mundo
185152 grandes sermoes do mundoEdilson Silva
 
Os discípulos e as Escrituras_Lição_original com textos_112014
Os discípulos e as Escrituras_Lição_original com textos_112014Os discípulos e as Escrituras_Lição_original com textos_112014
Os discípulos e as Escrituras_Lição_original com textos_112014Gerson G. Ramos
 
Apocrifo_Evangelho_Agrapha.pdf
Apocrifo_Evangelho_Agrapha.pdfApocrifo_Evangelho_Agrapha.pdf
Apocrifo_Evangelho_Agrapha.pdfMendes56
 
O inferno existe_-_provas_e_ex
O inferno existe_-_provas_e_exO inferno existe_-_provas_e_ex
O inferno existe_-_provas_e_exLuiz Sá
 
Discurso sobre-o-domingo-APOCRIFO
Discurso sobre-o-domingo-APOCRIFODiscurso sobre-o-domingo-APOCRIFO
Discurso sobre-o-domingo-APOCRIFOELIAS OMEGA
 
Apocrifo_Cartas_Senhor.pdf
Apocrifo_Cartas_Senhor.pdfApocrifo_Cartas_Senhor.pdf
Apocrifo_Cartas_Senhor.pdfMendes56
 
Leituras Bíblicas: 9° dom tempo comum - Ano C
Leituras Bíblicas: 9° dom tempo comum - Ano CLeituras Bíblicas: 9° dom tempo comum - Ano C
Leituras Bíblicas: 9° dom tempo comum - Ano CJosé Lima
 
Leituras: 9° Domingo do Tempo Comum - Ano C
Leituras: 9° Domingo do Tempo Comum  - Ano CLeituras: 9° Domingo do Tempo Comum  - Ano C
Leituras: 9° Domingo do Tempo Comum - Ano CJosé Lima
 
Palestras 2011 sexta feiras
Palestras 2011 sexta feiras Palestras 2011 sexta feiras
Palestras 2011 sexta feiras Home
 
18 Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes
18   Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes18   Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes
18 Dai Gratuitamente o que Gratuitamente RecebestesJPS Junior
 

Semelhante a CONFERENCIA BIBLICA QUANTO TEMPO VOZ RESTA (20)

apocalipse ou mundo em transicao.pptx
apocalipse ou mundo em transicao.pptxapocalipse ou mundo em transicao.pptx
apocalipse ou mundo em transicao.pptx
 
Apócrifos - Agrapha Extra-Evangelho.doc
Apócrifos - Agrapha Extra-Evangelho.docApócrifos - Agrapha Extra-Evangelho.doc
Apócrifos - Agrapha Extra-Evangelho.doc
 
Apócrifos agrapha extra-evangelho
Apócrifos   agrapha extra-evangelhoApócrifos   agrapha extra-evangelho
Apócrifos agrapha extra-evangelho
 
Os grandes-sermoes-do-mundo-Clarence Marcartney
Os grandes-sermoes-do-mundo-Clarence MarcartneyOs grandes-sermoes-do-mundo-Clarence Marcartney
Os grandes-sermoes-do-mundo-Clarence Marcartney
 
YESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdf
YESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdfYESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdf
YESHUA-M6A37-Somos-todos-discipulos.pdf
 
Respostas_O custo do discipulado_1312014
Respostas_O custo do discipulado_1312014Respostas_O custo do discipulado_1312014
Respostas_O custo do discipulado_1312014
 
Respostas_1122016_eventos finais_GGR
Respostas_1122016_eventos finais_GGRRespostas_1122016_eventos finais_GGR
Respostas_1122016_eventos finais_GGR
 
185152 grandes sermoes do mundo
185152 grandes sermoes do mundo185152 grandes sermoes do mundo
185152 grandes sermoes do mundo
 
Os discípulos e as Escrituras_Lição_original com textos_112014
Os discípulos e as Escrituras_Lição_original com textos_112014Os discípulos e as Escrituras_Lição_original com textos_112014
Os discípulos e as Escrituras_Lição_original com textos_112014
 
Apocrifo_Evangelho_Agrapha.pdf
Apocrifo_Evangelho_Agrapha.pdfApocrifo_Evangelho_Agrapha.pdf
Apocrifo_Evangelho_Agrapha.pdf
 
O inferno existe_-_provas_e_ex
O inferno existe_-_provas_e_exO inferno existe_-_provas_e_ex
O inferno existe_-_provas_e_ex
 
Discurso sobre-o-domingo-APOCRIFO
Discurso sobre-o-domingo-APOCRIFODiscurso sobre-o-domingo-APOCRIFO
Discurso sobre-o-domingo-APOCRIFO
 
Lucas 12
Lucas 12 Lucas 12
Lucas 12
 
Apocrifo_Cartas_Senhor.pdf
Apocrifo_Cartas_Senhor.pdfApocrifo_Cartas_Senhor.pdf
Apocrifo_Cartas_Senhor.pdf
 
Leituras Bíblicas: 9° dom tempo comum - Ano C
Leituras Bíblicas: 9° dom tempo comum - Ano CLeituras Bíblicas: 9° dom tempo comum - Ano C
Leituras Bíblicas: 9° dom tempo comum - Ano C
 
Leituras: 9° Domingo do Tempo Comum - Ano C
Leituras: 9° Domingo do Tempo Comum  - Ano CLeituras: 9° Domingo do Tempo Comum  - Ano C
Leituras: 9° Domingo do Tempo Comum - Ano C
 
Paonosso l39
Paonosso l39Paonosso l39
Paonosso l39
 
7 grande banquete
7   grande banquete7   grande banquete
7 grande banquete
 
Palestras 2011 sexta feiras
Palestras 2011 sexta feiras Palestras 2011 sexta feiras
Palestras 2011 sexta feiras
 
18 Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes
18   Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes18   Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes
18 Dai Gratuitamente o que Gratuitamente Recebestes
 

Mais de Rondinelle Salles

Kelsen, hans compendio de teoria general del estado - 1934
Kelsen, hans   compendio de teoria general del estado - 1934Kelsen, hans   compendio de teoria general del estado - 1934
Kelsen, hans compendio de teoria general del estado - 1934Rondinelle Salles
 
Kelsen, hans o problema da justiça
Kelsen, hans    o problema da justiçaKelsen, hans    o problema da justiça
Kelsen, hans o problema da justiçaRondinelle Salles
 
Reale, miguel experiência e cultura
Reale, miguel   experiência e culturaReale, miguel   experiência e cultura
Reale, miguel experiência e culturaRondinelle Salles
 
Charles haddon spurgeon_-_sermoes_devocionais
Charles haddon spurgeon_-_sermoes_devocionaisCharles haddon spurgeon_-_sermoes_devocionais
Charles haddon spurgeon_-_sermoes_devocionaisRondinelle Salles
 
Charles haddon spurgeon sermoes devocionais
Charles haddon spurgeon   sermoes devocionaisCharles haddon spurgeon   sermoes devocionais
Charles haddon spurgeon sermoes devocionaisRondinelle Salles
 
Charles haddon spurgeon livre arbitrio
Charles haddon spurgeon   livre arbitrioCharles haddon spurgeon   livre arbitrio
Charles haddon spurgeon livre arbitrioRondinelle Salles
 
Charles haddon spurgeon livre arbitrio
Charles haddon spurgeon   livre arbitrioCharles haddon spurgeon   livre arbitrio
Charles haddon spurgeon livre arbitrioRondinelle Salles
 
14757 sermões e devocionais - charles haddon spurgeon
14757   sermões e devocionais - charles haddon spurgeon14757   sermões e devocionais - charles haddon spurgeon
14757 sermões e devocionais - charles haddon spurgeonRondinelle Salles
 
CONFERENCIA BIBLICA QUANTO TEMPO VOZ RESTA
CONFERENCIA BIBLICA QUANTO TEMPO VOZ RESTACONFERENCIA BIBLICA QUANTO TEMPO VOZ RESTA
CONFERENCIA BIBLICA QUANTO TEMPO VOZ RESTARondinelle Salles
 
08. igreja primitiva_x_igreja_moderna
08. igreja primitiva_x_igreja_moderna08. igreja primitiva_x_igreja_moderna
08. igreja primitiva_x_igreja_modernaRondinelle Salles
 
Quero fogo no altar da minha vida
Quero fogo no altar da minha vidaQuero fogo no altar da minha vida
Quero fogo no altar da minha vidaRondinelle Salles
 

Mais de Rondinelle Salles (16)

Kelsen, hans compendio de teoria general del estado - 1934
Kelsen, hans   compendio de teoria general del estado - 1934Kelsen, hans   compendio de teoria general del estado - 1934
Kelsen, hans compendio de teoria general del estado - 1934
 
Kelsen, hans o problema da justiça
Kelsen, hans    o problema da justiçaKelsen, hans    o problema da justiça
Kelsen, hans o problema da justiça
 
Reale, miguel experiência e cultura
Reale, miguel   experiência e culturaReale, miguel   experiência e cultura
Reale, miguel experiência e cultura
 
Eleicao charles h. spurgeon
Eleicao    charles h. spurgeonEleicao    charles h. spurgeon
Eleicao charles h. spurgeon
 
Eleicao charles h. spurgeon
Eleicao    charles h. spurgeonEleicao    charles h. spurgeon
Eleicao charles h. spurgeon
 
Charles haddon spurgeon_-_sermoes_devocionais
Charles haddon spurgeon_-_sermoes_devocionaisCharles haddon spurgeon_-_sermoes_devocionais
Charles haddon spurgeon_-_sermoes_devocionais
 
Charles haddon spurgeon sermoes devocionais
Charles haddon spurgeon   sermoes devocionaisCharles haddon spurgeon   sermoes devocionais
Charles haddon spurgeon sermoes devocionais
 
Charles haddon spurgeon livre arbitrio
Charles haddon spurgeon   livre arbitrioCharles haddon spurgeon   livre arbitrio
Charles haddon spurgeon livre arbitrio
 
Charles haddon spurgeon livre arbitrio
Charles haddon spurgeon   livre arbitrioCharles haddon spurgeon   livre arbitrio
Charles haddon spurgeon livre arbitrio
 
14757 sermões e devocionais - charles haddon spurgeon
14757   sermões e devocionais - charles haddon spurgeon14757   sermões e devocionais - charles haddon spurgeon
14757 sermões e devocionais - charles haddon spurgeon
 
CONFERENCIA BIBLICA QUANTO TEMPO VOZ RESTA
CONFERENCIA BIBLICA QUANTO TEMPO VOZ RESTACONFERENCIA BIBLICA QUANTO TEMPO VOZ RESTA
CONFERENCIA BIBLICA QUANTO TEMPO VOZ RESTA
 
INTER DO TEXTO
INTER DO TEXTOINTER DO TEXTO
INTER DO TEXTO
 
Direiro natural
Direiro naturalDireiro natural
Direiro natural
 
Natural e positivo tercio
Natural e positivo tercioNatural e positivo tercio
Natural e positivo tercio
 
08. igreja primitiva_x_igreja_moderna
08. igreja primitiva_x_igreja_moderna08. igreja primitiva_x_igreja_moderna
08. igreja primitiva_x_igreja_moderna
 
Quero fogo no altar da minha vida
Quero fogo no altar da minha vidaQuero fogo no altar da minha vida
Quero fogo no altar da minha vida
 

Último

Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 

Último (20)

Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 

CONFERENCIA BIBLICA QUANTO TEMPO VOZ RESTA

  • 1.
  • 2.
  • 3. Charles H. Spurgeon: “Nós somos assaltados por todo tipo de doutrinas novas. A velha fé é atacada por assim- chamados “reformadores” que adorariam reformá-la completamente. Eu espero ouvir notícias de alguma doutrina nova uma vez por semana. Tão frequentemente como a lua muda, um ou outro profeta é movido a propor alguma nova teoria, e acreditem, ele lutará mais bravamente por sua novidade do que jamais fez pelo Evangelho. O descobridor se acha um Lutero moderno, e da sua doutrina ele pensa como Davi pensou da espada de Golias: “Não há outra semelhante.” “Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas, por dentro são lobos roubadores” (Mt 7.15). Conjuro-te, perante Deus e Cristo Jesus, que há de julgar vivos e mortos, pela sua manifestação e pelo seu reino: prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina. Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas. Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério (2Tm 4.1-5).
  • 4.
  • 5.
  • 6. “Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa” (EF 1.13). 1) marca do verdadeiro cristão - A renuncia. 2) marca do verdadeiro cristão - A submissão. 3) marca do verdadeiro cristão - A obediência. 4) marca do verdadeiro cristão - O amor. Lâmpada para os meus pés e tua palavra, e luz para o meu caminho (Sl. 119.105) “O reino dos céus é semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o achado. Escondeu. E, transbordando de alegria, vai, vende tudo o que tem e compra aquele campo” Mt. 13:44
  • 7. 1 João 5:11-12 “ E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida João 6:39 “E a vontade do que me enviou é esta: Que eu não perca nenhum de todos aqueles que me deu, mas que eu o ressuscite no último dia.” João 14:3 “Vou preparar-vos lugar. E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo” II Coríntios 3:2-3 " Vós sóis a nossa Carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens. Porque já é manifesto que vóis sóis a carta de Cristo, ministrada por nós e escrita não com tinta, mas com o Espírito do Deus Vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração". I Pedro 3:15 “Antes santificai a Cristo como Senhor em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a todo aquele que vos pedir a razão da esperança que há em vós”.
  • 8.
  • 9. Aconteceu num sábado que, entrando ele em casa de um dos principais dos fariseus para comer pão, eles o estavam observando. E eis que estava ali diante dele um certo homem hidrópico ( É uma doença que por causa de problemas renais cardíacos ou hepáticos faz o tecidos se encherem de agua provoca muita dor . E Jesus, tomando a palavra, falou aos doutores da lei, e aos fariseus, dizendo: É lícito curar no sábado? Eles, porém, calaram-se. E, tomando-o, o curou e despediu. E respondendo-lhes disse: Qual será de vós o que, caindo-lhe num poço, em dia de sábado, o jumento ou o boi, o não tire logo? E nada lhe podiam replicar sobre isto. Lucas 14:1-6 E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo Mateus 22:39 Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis. João 13:34 ( Pena dos males alheios; compaixão, dó, comiseração )
  • 10. Humildade vem do latim humilitas, e é a virtude que consiste em conhecer as suas próprias limitações e fraquezas e agir de acordo com essa consciência. Refere-se à qualidade daqueles que não tentam se projetar sobre as outras pessoas, nem mostrar ser superior a elas. E disse aos convidados uma parábola, reparando como escolhiam os primeiros assentos, dizendo-lhes: Quando por alguém fores convidado às bodas, não te assentes no primeiro lugar; não aconteça que esteja convidado outro mais digno do que tu; E, vindo o que te convidou a ti e a ele, te diga: Dá o lugar a este; e então, com vergonha, tenhas de tomar o derradeiro lugar. Mas, quando fores convidado, vai, e assenta-te no derradeiro lugar, para que, quando vier o que te convidou, te diga: Amigo, sobe mais para cima. Então terás honra diante dos que estiverem contigo à mesa. Porquanto qualquer que a si mesmo se exaltar será humilhado, e aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado. Lucas 14:7-11 Era mais importante assetar-se no lugar certo, do que viver do jeito certo Tira o ímpio da presença do rei, e o seu trono se firmará na justiça. Não te glories na presença do rei, nem te ponhas no lugar dos grandes; Porque melhor é que te digam: Sobe aqui; do que seres humilhado diante do príncipe que os teus olhos já viram. Provérbios 25:5-7 Procure ser um individuo de valor, em lugar de se esforçar para ser alguém de sucesso, Albert Einstein
  • 11. Orgulho é um sentimento de satisfação pela capacidade ou realização ou um sentimento elevado de dignidade pessoal. Egoísmo (ego + ísmo) é o hábito ou a atitude de uma pessoa colocar seus interesses, opiniões, desejos, necessidades em primeiro lugar A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda…O coração do homem se exalta antes de ser abatido e diante da honra vai a humildade”. (Provérbios 16: 18 e 18:12) E dizia também ao que o tinha convidado: Quando deres um jantar, ou uma ceia, não chames os teus amigos, nem os teus irmãos, nem os teus parentes, nem vizinhos ricos, para que não suceda que também eles te tornem a convidar, e te seja isso recompensado. Mas, quando fizeres convite, chama os pobres, aleijados, mancos e cegos, E serás bem-aventurado; porque eles não têm com que to recompensar; mas recompensado te será na ressurreição dos justos. Lucas 14:12-14 Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Mateus 6:20
  • 12. Segurança é a percepção de se estar protegido de riscos, perigos ou perdas. E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus. Mateus 18:3 Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos? Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. João 6:67-68 E, ouvindo isto, um dos que estavam com ele à mesa, disse-lhe: Bem-aventurado o que comer pão no reino de Deus. Porém, ele lhe disse: Um certo homem fez uma grande ceia, e convidou a muitos. E à hora da ceia mandou o seu servo dizer aos convidados: Vinde, que já tudo está preparado. E todos à uma começaram a escusar-se. Disse-lhe o primeiro: Comprei um campo, e importa ir vê-lo; rogo-te que me hajas por escusado. E outro disse: Comprei cinco juntas de bois, e vou experimentá-los; rogo-te que me hajas por escusado. E outro disse: Casei, e portanto não posso ir. E, voltando aquele servo, anunciou estas coisas ao seu senhor. Então o pai de família, indignado, disse ao seu servo: Sai depressa pelas ruas e bairros da cidade, e traze aqui os pobres, e aleijados, e mancos e cegos. E disse o servo: Senhor, feito está como mandaste; e ainda há lugar. E disse o senhor ao servo: Sai pelos caminhos e valados, e força-os a entrar, para que a minha casa se encha. Porque eu vos digo que nenhum daqueles homens que foram convidados provará a minha ceia. Lucas 14:15-24
  • 13. Segurança é a percepção de se estar protegido de riscos, perigos ou perdas. Ora, ia com ele uma grande multidão; e, voltando-se, disse-lhe: Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo. Lucas 14:25-27 Assim, pois, qualquer de vós, que não renuncia a tudo quanto tem, não pode ser meu discípulo. Lucas 14:33 Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Mateus 5:13
  • 14.