Estabeleçendo uma Meta de
Retorno para seus
Investimentos
28/6/2009 HENRIQUE CARVALHO FINANÇAS PESSOAIS COMENTE!

Facebook...
Bolsa de Valores não é cassino, não é uma casa de apostas, mas sim
um meio de se investir no crescimento econômico do país...
Perceba a importância do tempo no investimento. Como falei nos
posts passados, os juros compostos aumentam devagar no iníc...
2. Se você ganhou 5% em um mês, por que não poderá perder 5% no
próximo mês? O que quero enfatizar aqui é que altos retorn...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estabeleçendo uma meta de retorno para seus investimentos

184 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
184
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estabeleçendo uma meta de retorno para seus investimentos

  1. 1. Estabeleçendo uma Meta de Retorno para seus Investimentos 28/6/2009 HENRIQUE CARVALHO FINANÇAS PESSOAIS COMENTE! Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Para terminar a sequência sobre juros compostos vamos ver neste post como estabelecer metas reais para seus investimentos, fugindo da opinião comum. A maioria das pessoas (senão todas) quando começam a investir na bolsa de valores e tem algum retorno excepcional começam a se imaginarem ricas e que será fácil se tornar um milionário. Isso é normal! A pessoa se sente confiante de ter ganhado 10% em um trade e acha que poderá manter uma meta de 10% ao mês. Muitas vezes é esta arrogância e ambição que faz com que esta pessoa, antes confiante, volte à sua realidade devolvendo parte do ganho anterior, percebendo que investir não é tão fácil como parece. Pode-se até desenhar um roteiro com o que ocorre com o investidor iniciante: 1. Fica sabendo que um amigo/parente está ganhando dinheiro na Bolsa. 2. Usa um simulador de investimentos e também ganha dinheiro. 3. Começa a aplicar seu dinheiro na Bolsa e, por sorte, obtém lucro. 4. Pega uma calculadora e começa a projetar ganhos de 5% , 10% a.m. e vê que pode ficar milionário rapidamente. 5. Perde parte do que investiu, percebe que não será tão fácil e começa a estudar. Aqui é onde ocorre o evento principal que fará com que esse iniciante se torne um investidor de verdade no longo prazo: os estudos.
  2. 2. Bolsa de Valores não é cassino, não é uma casa de apostas, mas sim um meio de se investir no crescimento econômico do país através de ações de empresas bem selecionadas. Visto estes argumentos, vamos analisar uma tabela e fazer alguns comentários sobre ela, melhorando nossa percepção sobre como estipular uma meta real para nossos investimentos. (Clique na imagem para ampliar) Avaliando os Juros Compostos Vamos às conclusões: (Como sugestão deixe a imagem aberta em uma aba e leia o post em outra aba para comparar melhor os exemplos dados) Quadro 1 – Comparando tempo, taxa e preço Comparando 10 anos x 20 anos (linhas 1 e 2)
  3. 3. Perceba a importância do tempo no investimento. Como falei nos posts passados, os juros compostos aumentam devagar no início, mas com o tempo crescem muito rapidamente. Efeito da taxa (linhas 2 e 3) Interessante notar como “apenas” 0,5% a.m. a mais trazem uma diferença de 3,3 milhões. Lembre-se que a taxa ganha por mês é o fator principal dos juros compostos ao longo do tempo. Patrimônio Inicial e Taxa Mensal (linhas 3 e 4) Mesmo com um patrimônio 10x maior (200mil x 20mil), uma taxa 2x maior (2,0% x 1,0%), fez com que o Resultado fosse 2x menor (2,6 milhão x 5,2 milhão). Quadro 2 – Comparando aporte e tempo Aporte x Tempo (linhas 5, 6 e 7) Um aporte maior (todas as outras variáveis constante) resulta em um patrimônio final maior, obviamente. Porém se avaliarmos Aporte x Tempo, vemos que mesmo sem aportes (0 x 1000) temos um resultado melhor se tivermos um horizonte de tempo maior (25 anos x 15 anos). Quadro 3 – Acumulando Capital Deixe que os juros no tempo façam o seu trabalho (linhas 8, 9 e 10). Com taxas razoáveis, embora nada fáceis de se conseguir, podemos acumular fortunas no longo prazo. Quadro 4 – Taxas Irreais O delírio dos iniciantes (linhas 11, 12, 13 e 14) Aqui podemos ver as fantasias de muitas pessoas, que pensam que conseguirão taxas de 5%, 10% a.m. ao longo de 10 anos. Vou listar alguns dos principais motivospelosquais é praticamente impossível perseguir essas taxas no longo prazo: 1. Conseguir 5% em um mês é totalmente viável. Mas 5% a.m. ao longo de 10 anos? Conforme a escala temporal aumenta os retornos tendem a convergir para uma média e fica possível se observar que aqueles 5% foram uma exceção à média.
  4. 4. 2. Se você ganhou 5% em um mês, por que não poderá perder 5% no próximo mês? O que quero enfatizar aqui é que altos retornos implicam em riscos maiores. 3. Normalmente iniciantes começam com pouco capital, então eles se expõem a riscos maiores, buscando taxas mais elevadas. Mas com patrimônios maiores, tendemos buscar maior proteção, abrindo mão de um pouco da rentabilidade. 4. Se nem Warren Buffett, o homem mais rico do mundo consegue 5% a.m ao longo de 20 anos por que nós meros mortais vamos conseguir? 5. Mesmo a Ilha de Manhaattan em New York, que foi comprada dos índios pelos holandeses, rendeu “míseros” 7% ao ano (a.a.) ao longo de 420 anos. Conclusões: Estabeleça metas reais para seus investimentos. Lembre-se que se buscar conseguir uma taxa maior ao longo do tempo estará correndo riscos maiores, estando sujeito a maiores variações de seu patrimônio. Lembre-se também do efeito corrosivo da inflação ao longo do tempo. Portanto, de nada adianta ganhar 100% a.a. se a inflação foi de 90% a.a. E quando ver alguém com uma calculadora utilizando metas de 5% a.m. para projetar sua riqueza futura em 10 anos, dê uma boa gargalhada, afinal todos já passamos por isso. Fontes de Consulta: Livro Sobreviva na Bolsa de Valores Livro Comprando Ações e Vendendo Opções

×