Sociedades primitivas período moderno

3.104 visualizações

Publicada em

Aula para a disciplina Filosofia da Educação (Prof. Ronaldo de Oliveira)

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.104
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sociedades primitivas período moderno

  1. 1. DESENVOLVIMENTO HISTÓRICO DAS IDÉIAS PEDAGÓGICAS
  2. 2. COMUNIDADES PRIMITIVAS• O processo educativo é altamente informal;• É fundamentado na enculturação;• A cultura como movimento dialético;• O processo educativo como meio de preservar acultura;• O animismo e o totemismo• Os rituais de iniciação
  3. 3. • A família desempenha função primordial;• Mudanças sociais são quase inexistentes;• A subordinação ao grupo é fundamental• A educação dos jovens é instrumento central para asobrevivência do grupo e realizar a transmissão dacultura• A revolução neolítica é também uma revoluçãoeducativa
  4. 4. Não existia educação na forma de escolas;Objetivo era ajustar a criança ao seu ambiente físico esocial, através da aquisição das experiências;Chefes de família eram os primeiros professores e emseguida os sacerdotes.
  5. 5. O simbolismo: a expressão escrita e o processo educativo- A invenção da escrita- À casta sacerdotal deve-se o primeiro sistema de ensinoformal (# universal, compulsório)- O conteúdo do ensino: vocacional, moral e didático- Os assuntos tratados nos primeiros anos não são deteor acadêmico- A diferença do processo no Egito- 3 tipos de escolas: escolas do templo, da corte, edepartamento (3.000 a.C)
  6. 6. Percurso de formação- Início: Por volta de seis anos- Somente os mais capacitados continuavam- Por volta de dezessete anos admitia-se o aluno noColégio Sacerdotal (escrita hieroglífica, hieráticacursiva, demótica)-Técnica: memorização e repetição“ Algumas vezes se chegava a punir o aluno com penade cadeia”“ O aluno tem costas e ouve quando nela se bate”
  7. 7. A tradição na Grécia- Os gregos enalteceram a razão como instrumento aserviço do próprio do homem- Homero: símbolo de identidade cultural “Ser o melhor, superar os demais, é este o ideal que inspira todo o processo educativo”- Esparta- O processo educativo é controlado pelas autoridadespolíticas- Todo o ensino destina-se a formar o soldado indômito
  8. 8. “Poucos dias após o nascimento, o filho é inspecionado porum conselho de anciãos. Estes decidem se o menino deveviver ou morrer. A decisão depende de o menino ser sadio eforte ou doentio e frágil (no segundo caso será exposto atémorrer). Depois, será entregue à mãe até os sete anos deidade. A ela compete enrijá-lo através de práticas tais como ojejum compulsório, criando-o de maneira que seja totalmentedestemido.”
  9. 9. “Ao ingressar na escola, o menino recebe uma cama depalha, ser cobertor, e uma camisola curta. Deve andardescalço. Para acostumar-se a passar fome em tempo deguerra, só recebe um mínimo de comida. O resto ele deveconseguir como pode. Deve, pois, aprender a roubar. É meiode desenvolver a astúcia. Só que se for apanhado emflagrante será severamente castigado por falta de habilidade.O castigo para qualquer falta contra a disciplina será aflagelação com o chicote”
  10. 10. - Atenas- Existiam três tipos de escolas: Música, Escrita, Ginásio scrita- Com os sofistas a nova forma de educação devegarantir a vantagem política e o êxito nos assuntospúblicos“O conhecimento só tem valor se utilizado para formarjuízos” – (Isócrates)Sócrates- O conhecimento preexiste no espírito
  11. 11. Platão-Aristocracia baseada na capacidade- A aprendizagem nada mais é do que uma reminiscência- A pertinência da filosofia e não da retórica- A matemática ajuda a pensar no abstrato e a Dialética aexercer o pensamento puroAristóteles-O conhecimento começa pelos sentidos-O processo educativo leva ao meio termo (ascetismo ouhedonismo)SOBRE A PAIDÉIA
  12. 12. Roma- Formação para a Pátria- O pai é magistrado e sacerdote na família- A escola tem uma função secundária- Programa: Gramática, Filologia, Retórica- A função do pedagogo“Como na Grécia a posição do instrutor na sociedade erahumilde”... Só o mestre de Retórica era diferente Cf p.36- Cícero: a rejeição ao Ginásio / Frequencia voluntária- O lema é pão e circo- O declínio do processo educativo Cf p.42- O trivium e o quadrivium
  13. 13. - 3 escolas: elementares, secundárias, retóricaPeríodo Medieval Ponto de início: doutrina da igreja católica; Conhecido como o século das trevas Educação conservadora; Criticava a educação grega (liberal) e romana(prática); Fundação da Companhia de Jesus (jesuítas).
  14. 14. No período medieval a educação era desenvolvida em estreitasimbiose com a Igreja, com a fé cristã e com as instituiçõeseclesiásticas que – enquanto acolhiam os oratores (osespecialistas da palavra, os sapientes, os cultos,) – eram asúnicas delegadas (com as corporações no plano profissional)a educar, a formar, a conformar.
  15. 15. Escolas ParoquiaisEscolas MonásticasEscolas PalatinasEscolas CatedraisO início das universidades
  16. 16.  Renascimento Conhecido como o século das luzes; Interesse pela educação grega e romana; Privilégio aos que detinham o poder; Principais pensadores: João Amós Comennius eJean Jackes Rousseau.- O renascimento deu grande privilégio à matemática eàs ciências da natureza.- O Humanismo representou tendência semelhante nocampo da ciência.
  17. 17.  Período Moderno Surge no século XVII; Separação entre a igreja católica e o estado; Principais pensadores: Pestalozzi, Herbat e Froebel; Consolidação da burguesia.- A família e a escola reconfiguradas... uma escola não mais sem graduação na qual seensinavam as mesmas coisas a todos e segundoprocessos de tipo adulto

×