SlideShare uma empresa Scribd logo
CÂNTICO  NEGRO José Régio José Maria dos Reis Pereira *1901  +1969 Portalegre - Portugal
“ Vem por aqui”-dizem-me alguns com os olhos doces, Estendendo-me os braços, e seguros, De que seria bom que os ouvisse Quando me dizem: “Vem por aqui !”. Eu olho-os com olhos lassos, (há nos meus olhos ironias e cansaços), E cruzo os braços, E nunca vou por ali...
A minha glória é esta:  Criar desumanidade!  Não acompanhar ninguém ! ! !  - Que eu vivo com o mesmo sem-vontade,  Com que rasguei o ventre à minha mãe
Não, não vou por aí! Só vou por onde Me levam meus próprios passos...  Se,  ao  que  busco  saber,  nenhum  de vós responde, Por que me repetis: "vem por aqui!"?
Prefiro escorregar nos becos lamacentos,  Redemoinhar aos ventos,  Como farrapos, arrastar os pés sangrentos,  A ir por aí...  Se vim ao mundo, foi  Só para desflorar florestas virgens,  E desenhar meus próprios pés na areia inexplorada! O mais que faço não vale nada.
Como, pois sereis vós  Que me dareis impulsos, ferramentas e coragem  Para eu derrubar os meus obstáculos?... Corre, nas vossas veias, sangue velho dos avós,  E vós amais o que é fácil!  Eu amo o Longe e a Miragem,  Amo os abismos, as torrentes, os desertos...
Ide! Tendes estradas,  Tendes jardins, tendes canteiros,  Tendes pátria, tendes tectos, E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios...  Eu tenho a minha Loucura !  Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura,  E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios...  Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém.  Todos tiveram pai, todos tiveram mãe; Mas eu, que nunca principio nem acabo,  Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.
Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!  Ninguém me peça definições!  Ninguém me diga: "vem por aqui"!  A minha vida é um vendaval que se soltou.  É uma onda que se alevantou.  É um átomo a mais que se animou... Não sei  POR  onde vou Não sei PARA onde vou -  SEI QUE NÃO VOU POR AÍ  !  !  !  !
 
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Poesias 7
Poesias 7Poesias 7
Poesias 7
Vanda Marques
 
Poemas dia s. valentim
Poemas dia s. valentimPoemas dia s. valentim
Poemas dia s. valentim
Bestc Tomascabreira
 
àS entidades de lisboa e sintra
àS entidades de lisboa e sintraàS entidades de lisboa e sintra
àS entidades de lisboa e sintra
João Miguel Silva
 
Que diras
Que dirasQue diras
Andar! corramos! ozimpio
Andar! corramos!   ozimpioAndar! corramos!   ozimpio
Andar! corramos! ozimpio
ozimpio
 
Praia deserta
Praia desertaPraia deserta
Praia deserta
Mensagens Virtuais
 
Epopéia do meu amor
Epopéia do meu amorEpopéia do meu amor
Epopéia do meu amor
wilkerfilipel
 
Carta De Amor Fev010
Carta De Amor Fev010Carta De Amor Fev010
Carta De Amor Fev010
complementoindirecto
 
Meus poemas
Meus poemasMeus poemas
Meus poemas
SofiaSantos1983
 
Músicas
MúsicasMúsicas
Músicas
Marcel Freire
 
Se eu morresse_amanha
Se eu morresse_amanhaSe eu morresse_amanha
Se eu morresse_amanha
bilibiowebsite
 
Se Eu Morresse Amanha
Se Eu Morresse AmanhaSe Eu Morresse Amanha
Se Eu Morresse Amanha
JNR
 
Quadras ao gosto popular de Fernando Pessoa, Ativ. 3 e 4 , Apresentação Prof....
Quadras ao gosto popular de Fernando Pessoa, Ativ. 3 e 4 , Apresentação Prof....Quadras ao gosto popular de Fernando Pessoa, Ativ. 3 e 4 , Apresentação Prof....
Quadras ao gosto popular de Fernando Pessoa, Ativ. 3 e 4 , Apresentação Prof....
Antônia de Fátima Codonho
 
Dia Mundial Poesia
Dia Mundial PoesiaDia Mundial Poesia
Dia Mundial Poesia
turmaefa3
 
Oracao a mim mesmo
Oracao a mim mesmoOracao a mim mesmo
Oracao a mim mesmo
Mensagens Virtuais
 
Edelweiss
EdelweissEdelweiss
Anos 60 inesquecíveis
Anos 60 inesquecíveisAnos 60 inesquecíveis
Anos 60 inesquecíveis
Keka Nogueira
 
Eugenio andrade 4
Eugenio andrade 4Eugenio andrade 4
Eugenio andrade 4
Licinio Borges
 
Eugenio andrade 4
Eugenio andrade 4Eugenio andrade 4
Eugenio andrade 4
Júlio Salgueiral
 

Mais procurados (19)

Poesias 7
Poesias 7Poesias 7
Poesias 7
 
Poemas dia s. valentim
Poemas dia s. valentimPoemas dia s. valentim
Poemas dia s. valentim
 
àS entidades de lisboa e sintra
àS entidades de lisboa e sintraàS entidades de lisboa e sintra
àS entidades de lisboa e sintra
 
Que diras
Que dirasQue diras
Que diras
 
Andar! corramos! ozimpio
Andar! corramos!   ozimpioAndar! corramos!   ozimpio
Andar! corramos! ozimpio
 
Praia deserta
Praia desertaPraia deserta
Praia deserta
 
Epopéia do meu amor
Epopéia do meu amorEpopéia do meu amor
Epopéia do meu amor
 
Carta De Amor Fev010
Carta De Amor Fev010Carta De Amor Fev010
Carta De Amor Fev010
 
Meus poemas
Meus poemasMeus poemas
Meus poemas
 
Músicas
MúsicasMúsicas
Músicas
 
Se eu morresse_amanha
Se eu morresse_amanhaSe eu morresse_amanha
Se eu morresse_amanha
 
Se Eu Morresse Amanha
Se Eu Morresse AmanhaSe Eu Morresse Amanha
Se Eu Morresse Amanha
 
Quadras ao gosto popular de Fernando Pessoa, Ativ. 3 e 4 , Apresentação Prof....
Quadras ao gosto popular de Fernando Pessoa, Ativ. 3 e 4 , Apresentação Prof....Quadras ao gosto popular de Fernando Pessoa, Ativ. 3 e 4 , Apresentação Prof....
Quadras ao gosto popular de Fernando Pessoa, Ativ. 3 e 4 , Apresentação Prof....
 
Dia Mundial Poesia
Dia Mundial PoesiaDia Mundial Poesia
Dia Mundial Poesia
 
Oracao a mim mesmo
Oracao a mim mesmoOracao a mim mesmo
Oracao a mim mesmo
 
Edelweiss
EdelweissEdelweiss
Edelweiss
 
Anos 60 inesquecíveis
Anos 60 inesquecíveisAnos 60 inesquecíveis
Anos 60 inesquecíveis
 
Eugenio andrade 4
Eugenio andrade 4Eugenio andrade 4
Eugenio andrade 4
 
Eugenio andrade 4
Eugenio andrade 4Eugenio andrade 4
Eugenio andrade 4
 

Destaque

"Cântico negro" por João Villaret
"Cântico negro" por João Villaret"Cântico negro" por João Villaret
"Cântico negro" por João Villaret
Maria Inês Aguiar Marçalo
 
José régio
José régioJosé régio
José régio
sandra soares
 
Jose Regio
Jose RegioJose Regio
Jose Regio
Dina Baptista
 
Apresentação Projeto de Leitura Online do Escritor José Régio
Apresentação Projeto de Leitura Online do Escritor José RégioApresentação Projeto de Leitura Online do Escritor José Régio
Apresentação Projeto de Leitura Online do Escritor José Régio
Henriqueta Sofia Djalo
 
Projecto leitura online do escritor josé régio
Projecto leitura online do escritor josé régioProjecto leitura online do escritor josé régio
Projecto leitura online do escritor josé régio
Sara Oliveira
 
Posses ronaldo fontoura
Posses   ronaldo fontouraPosses   ronaldo fontoura
Posses ronaldo fontoura
Ronaldo Machado da Fontoura
 
Consolas de jogo1
Consolas de jogo1Consolas de jogo1
Consolas de jogo1
sandra soares
 
José régio 1
José régio 1José régio 1
José régio 1
sandra soares
 
Cântico negro dito por filipa lopes, matilde manso e rita marques
Cântico negro dito por filipa lopes, matilde manso e rita marquesCântico negro dito por filipa lopes, matilde manso e rita marques
Cântico negro dito por filipa lopes, matilde manso e rita marques
Sandra Pratas
 
Concurso de escrita criativa d. carlos i
Concurso de escrita criativa d. carlos iConcurso de escrita criativa d. carlos i
Concurso de escrita criativa d. carlos i
Sandra Pratas
 
Segunda fase do modernismo . trabalho de portugues
Segunda fase do modernismo . trabalho de portuguesSegunda fase do modernismo . trabalho de portugues
Segunda fase do modernismo . trabalho de portugues
Alenice01
 
Eugénio de Andrade
Eugénio de AndradeEugénio de Andrade
Eugénio de Andrade
Rosário Cunha
 
António Gedeão - Vida e Obra (Lágrima de Preta)
António Gedeão - Vida e Obra (Lágrima de Preta)António Gedeão - Vida e Obra (Lágrima de Preta)
António Gedeão - Vida e Obra (Lágrima de Preta)
Daniel Montenegro
 
Poemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andradePoemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andrade
AnaGomes40
 
Eugénio de Andrade, Mário de Sá Carneiro
Eugénio de Andrade, Mário de Sá CarneiroEugénio de Andrade, Mário de Sá Carneiro
Eugénio de Andrade, Mário de Sá Carneiro
Rosário Cunha
 
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
SlideShare
 

Destaque (16)

"Cântico negro" por João Villaret
"Cântico negro" por João Villaret"Cântico negro" por João Villaret
"Cântico negro" por João Villaret
 
José régio
José régioJosé régio
José régio
 
Jose Regio
Jose RegioJose Regio
Jose Regio
 
Apresentação Projeto de Leitura Online do Escritor José Régio
Apresentação Projeto de Leitura Online do Escritor José RégioApresentação Projeto de Leitura Online do Escritor José Régio
Apresentação Projeto de Leitura Online do Escritor José Régio
 
Projecto leitura online do escritor josé régio
Projecto leitura online do escritor josé régioProjecto leitura online do escritor josé régio
Projecto leitura online do escritor josé régio
 
Posses ronaldo fontoura
Posses   ronaldo fontouraPosses   ronaldo fontoura
Posses ronaldo fontoura
 
Consolas de jogo1
Consolas de jogo1Consolas de jogo1
Consolas de jogo1
 
José régio 1
José régio 1José régio 1
José régio 1
 
Cântico negro dito por filipa lopes, matilde manso e rita marques
Cântico negro dito por filipa lopes, matilde manso e rita marquesCântico negro dito por filipa lopes, matilde manso e rita marques
Cântico negro dito por filipa lopes, matilde manso e rita marques
 
Concurso de escrita criativa d. carlos i
Concurso de escrita criativa d. carlos iConcurso de escrita criativa d. carlos i
Concurso de escrita criativa d. carlos i
 
Segunda fase do modernismo . trabalho de portugues
Segunda fase do modernismo . trabalho de portuguesSegunda fase do modernismo . trabalho de portugues
Segunda fase do modernismo . trabalho de portugues
 
Eugénio de Andrade
Eugénio de AndradeEugénio de Andrade
Eugénio de Andrade
 
António Gedeão - Vida e Obra (Lágrima de Preta)
António Gedeão - Vida e Obra (Lágrima de Preta)António Gedeão - Vida e Obra (Lágrima de Preta)
António Gedeão - Vida e Obra (Lágrima de Preta)
 
Poemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andradePoemas de eugénio de andrade
Poemas de eugénio de andrade
 
Eugénio de Andrade, Mário de Sá Carneiro
Eugénio de Andrade, Mário de Sá CarneiroEugénio de Andrade, Mário de Sá Carneiro
Eugénio de Andrade, Mário de Sá Carneiro
 
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
A Guide to SlideShare Analytics - Excerpts from Hubspot's Step by Step Guide ...
 

Semelhante a Cântico negro josé régio

Cantico negro dito por
Cantico negro dito porCantico negro dito por
Cantico negro dito por
Sandra Pratas
 
A biblioteca saiu da escola 1
A biblioteca saiu da escola 1A biblioteca saiu da escola 1
A biblioteca saiu da escola 1
PeroVaz
 
20120803 caderno poemas_ciclo_3
20120803 caderno poemas_ciclo_320120803 caderno poemas_ciclo_3
20120803 caderno poemas_ciclo_3
bib2009
 
Caderno poemas 7_8_e_9_ano
Caderno poemas 7_8_e_9_anoCaderno poemas 7_8_e_9_ano
Caderno poemas 7_8_e_9_ano
AELPB
 
20120803 caderno poemas ciclo 3
20120803 caderno poemas ciclo 320120803 caderno poemas ciclo 3
20120803 caderno poemas ciclo 3
crepalmela
 
Caderno poemas português
Caderno poemas portuguêsCaderno poemas português
Caderno poemas português
Biblioteca Esbocage
 
Caderno poemas
Caderno poemasCaderno poemas
Caderno poemas
be_age_mdouro
 
IEL- Caderno de Poemas 7º, 8º e 9º anos
IEL- Caderno de Poemas 7º, 8º e 9º anosIEL- Caderno de Poemas 7º, 8º e 9º anos
IEL- Caderno de Poemas 7º, 8º e 9º anos
Biblioteca da Escola EB 2/3 de Beiriz
 
Caderno poemas 7_8_e_9_ano
Caderno poemas 7_8_e_9_anoCaderno poemas 7_8_e_9_ano
Caderno poemas 7_8_e_9_ano
gracatremoco45
 
Caderno poemas 7_8_e_9_ano
Caderno poemas 7_8_e_9_anoCaderno poemas 7_8_e_9_ano
Caderno poemas 7_8_e_9_ano
Cris Gonçalves
 
O testamento do mendigo
O testamento do mendigoO testamento do mendigo
O testamento do mendigo
Mensagens Virtuais
 
O testamento do mendigo 1
O testamento do mendigo 1O testamento do mendigo 1
O testamento do mendigo 1
Orlei Almeida
 
Que sentido para a existência humana?
Que sentido para a existência humana?Que sentido para a existência humana?
Que sentido para a existência humana?
guest165a7dc
 
Natércia Freire
Natércia FreireNatércia Freire
Natércia Freire
davidaaduarte
 
O testamento do mendigo
O testamento do mendigoO testamento do mendigo
O testamento do mendigo
Lucio Borges
 
Que sentido para a existência humana? (I)
Que sentido para a existência humana? (I)Que sentido para a existência humana? (I)
Que sentido para a existência humana? (I)
Joaquim Melro
 
Poemas de vários autores
Poemas de vários autoresPoemas de vários autores
Poemas de vários autores
bibliotecanordeste
 
Cardápio DalheMongo
Cardápio DalheMongoCardápio DalheMongo
Cardápio DalheMongo
DalheMongo .com
 
Chuva de Poemas 1.pdf
Chuva de Poemas 1.pdfChuva de Poemas 1.pdf
Chuva de Poemas 1.pdf
VitorRibeiro261164
 
fernando pessoa
 fernando pessoa fernando pessoa
fernando pessoa
Vinicius Lutz
 

Semelhante a Cântico negro josé régio (20)

Cantico negro dito por
Cantico negro dito porCantico negro dito por
Cantico negro dito por
 
A biblioteca saiu da escola 1
A biblioteca saiu da escola 1A biblioteca saiu da escola 1
A biblioteca saiu da escola 1
 
20120803 caderno poemas_ciclo_3
20120803 caderno poemas_ciclo_320120803 caderno poemas_ciclo_3
20120803 caderno poemas_ciclo_3
 
Caderno poemas 7_8_e_9_ano
Caderno poemas 7_8_e_9_anoCaderno poemas 7_8_e_9_ano
Caderno poemas 7_8_e_9_ano
 
20120803 caderno poemas ciclo 3
20120803 caderno poemas ciclo 320120803 caderno poemas ciclo 3
20120803 caderno poemas ciclo 3
 
Caderno poemas português
Caderno poemas portuguêsCaderno poemas português
Caderno poemas português
 
Caderno poemas
Caderno poemasCaderno poemas
Caderno poemas
 
IEL- Caderno de Poemas 7º, 8º e 9º anos
IEL- Caderno de Poemas 7º, 8º e 9º anosIEL- Caderno de Poemas 7º, 8º e 9º anos
IEL- Caderno de Poemas 7º, 8º e 9º anos
 
Caderno poemas 7_8_e_9_ano
Caderno poemas 7_8_e_9_anoCaderno poemas 7_8_e_9_ano
Caderno poemas 7_8_e_9_ano
 
Caderno poemas 7_8_e_9_ano
Caderno poemas 7_8_e_9_anoCaderno poemas 7_8_e_9_ano
Caderno poemas 7_8_e_9_ano
 
O testamento do mendigo
O testamento do mendigoO testamento do mendigo
O testamento do mendigo
 
O testamento do mendigo 1
O testamento do mendigo 1O testamento do mendigo 1
O testamento do mendigo 1
 
Que sentido para a existência humana?
Que sentido para a existência humana?Que sentido para a existência humana?
Que sentido para a existência humana?
 
Natércia Freire
Natércia FreireNatércia Freire
Natércia Freire
 
O testamento do mendigo
O testamento do mendigoO testamento do mendigo
O testamento do mendigo
 
Que sentido para a existência humana? (I)
Que sentido para a existência humana? (I)Que sentido para a existência humana? (I)
Que sentido para a existência humana? (I)
 
Poemas de vários autores
Poemas de vários autoresPoemas de vários autores
Poemas de vários autores
 
Cardápio DalheMongo
Cardápio DalheMongoCardápio DalheMongo
Cardápio DalheMongo
 
Chuva de Poemas 1.pdf
Chuva de Poemas 1.pdfChuva de Poemas 1.pdf
Chuva de Poemas 1.pdf
 
fernando pessoa
 fernando pessoa fernando pessoa
fernando pessoa
 

Último

17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
Estuda.com
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 

Último (20)

17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 

Cântico negro josé régio

  • 1. CÂNTICO NEGRO José Régio José Maria dos Reis Pereira *1901 +1969 Portalegre - Portugal
  • 2. “ Vem por aqui”-dizem-me alguns com os olhos doces, Estendendo-me os braços, e seguros, De que seria bom que os ouvisse Quando me dizem: “Vem por aqui !”. Eu olho-os com olhos lassos, (há nos meus olhos ironias e cansaços), E cruzo os braços, E nunca vou por ali...
  • 3. A minha glória é esta: Criar desumanidade! Não acompanhar ninguém ! ! ! - Que eu vivo com o mesmo sem-vontade, Com que rasguei o ventre à minha mãe
  • 4. Não, não vou por aí! Só vou por onde Me levam meus próprios passos... Se, ao que busco saber, nenhum de vós responde, Por que me repetis: "vem por aqui!"?
  • 5. Prefiro escorregar nos becos lamacentos, Redemoinhar aos ventos, Como farrapos, arrastar os pés sangrentos, A ir por aí... Se vim ao mundo, foi Só para desflorar florestas virgens, E desenhar meus próprios pés na areia inexplorada! O mais que faço não vale nada.
  • 6. Como, pois sereis vós Que me dareis impulsos, ferramentas e coragem Para eu derrubar os meus obstáculos?... Corre, nas vossas veias, sangue velho dos avós, E vós amais o que é fácil! Eu amo o Longe e a Miragem, Amo os abismos, as torrentes, os desertos...
  • 7. Ide! Tendes estradas, Tendes jardins, tendes canteiros, Tendes pátria, tendes tectos, E tendes regras, e tratados, e filósofos, e sábios... Eu tenho a minha Loucura ! Levanto-a, como um facho, a arder na noite escura, E sinto espuma, e sangue, e cânticos nos lábios... Deus e o Diabo é que guiam, mais ninguém. Todos tiveram pai, todos tiveram mãe; Mas eu, que nunca principio nem acabo, Nasci do amor que há entre Deus e o Diabo.
  • 8. Ah, que ninguém me dê piedosas intenções! Ninguém me peça definições! Ninguém me diga: "vem por aqui"! A minha vida é um vendaval que se soltou. É uma onda que se alevantou. É um átomo a mais que se animou... Não sei POR onde vou Não sei PARA onde vou - SEI QUE NÃO VOU POR AÍ ! ! ! !
  • 9.  
  • 10.