RollanShooIchiHirano                       S
Definições:S   Anosmia e hiposmia: ausência e diminuição da olfação.S   Hiperosmia: aumento da olfaçãoS   Cacosmia: sensaç...
Distúrbios do olfatoS Bloqueio do acesso do odor ao neuroepitélio olfatórioS Lesão da região receptoraS Dano às vias olfat...
S   Perda do transporte: Rinite alérgica Rinite e sinusite bacterianas Anormalidades congênitas Neoplasias nasais Pól...
Distúrbio do olfatoS Perdas sensoriais Fármacos Neoplasias Radioterapia Exposição a agentes tóxicos Infecções virais
Distúrbios do olfato:S Perdas Neuronais: Aids, alcoolismo Alzheimer, Fumaça de cigarro Depressão, diabetes melito Fárm...
Diagnóstico:S   Semiologia:S   História: tempo,eventos associados,sintomas alérgicos, alteração da gustação,grau da    per...
DiagnósticoS Quantificar a olfação, além da queixa subjetiva principal?S Testes comuns: limiar e habilidade de identificaç...
Diagnóstico:o    Interpretação:-    pacientes que classificam e nomeiam com segurança                                     ...
Exame olfativo:S “Oclua cada narina em sequência e peça ao paciente  para aspirar suavemente e identificar um estímulo  ol...
Nervo óptico:
Exame ocular:S Acuidade visual: ambliopia e amauroseS Campo visual (campimetria)S Fundoscopia: reconhecimento de tecidoNer...
Hemianopsia – Perda davisão na metade do campoHeterônimia – lesão doquiasma ópticoHomônima – lesãoretroquiasmática
Oftalmoscopia normal
Papiledema por aumento da  pressão intracraniana            - Lesões de massa;            - Edema cerebral;            - T...
Papiledema por neurite óptica
Causas de edema unilateralS Neurite ópticaS Neuropatia opticaisquemicaS Compressão do nervo opticoS Oclusão da veia centra...
Pseudo Papiledema e atrofia         ópticaPseudo papiledema:S   Corpos Hialóides(depósito hialinos calcificados de herança...
“Quando o paciente enxerga e o médico enxerga ( anormalidade do disco) é papiledema; quando o paciente não enxerga e o m´d...
Semiologia nervos cranianos( Olfatório e óptico)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Semiologia nervos cranianos( Olfatório e óptico)

7.056 visualizações

Publicada em

Apresentação de semiologia dos nervos olfatório e óptico

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.056
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
88
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Semiologia nervos cranianos( Olfatório e óptico)

  1. 1. RollanShooIchiHirano S
  2. 2. Definições:S Anosmia e hiposmia: ausência e diminuição da olfação.S Hiperosmia: aumento da olfaçãoS Cacosmia: sensação de odores desagradáveis que pode ser subjetiva quando só o indivíduosente ou objetiva quando o indivíduo e outras pessoas sentem.S ParosmiaDisosmia: distorção de odores, interpretação errônea de uma sensação olfatória,perversão do olfatoS Fantosmia: sensação de odores que não existem, , intermitente ou constante, os odores sãogeralmente descritos como pútridos (ovos podres ou fezes).S Agnosia: inabilidade para classsificar, identificar ou constatar uma sensação odoríferaverbalmente.
  3. 3. Distúrbios do olfatoS Bloqueio do acesso do odor ao neuroepitélio olfatórioS Lesão da região receptoraS Dano às vias olfatórias centrais Anosmia e hiposmia: ausência e diminuição da olfação.
  4. 4. S Perda do transporte: Rinite alérgica Rinite e sinusite bacterianas Anormalidades congênitas Neoplasias nasais Pólipos nasais Desvio do septo nasal Cirurgia nasal Infecções virais
  5. 5. Distúrbio do olfatoS Perdas sensoriais Fármacos Neoplasias Radioterapia Exposição a agentes tóxicos Infecções virais
  6. 6. Distúrbios do olfato:S Perdas Neuronais: Aids, alcoolismo Alzheimer, Fumaça de cigarro Depressão, diabetes melito Fármacos /toxinas Coreia de huntington Hipotireoidismo, parkinson Síndrome de kallmann Desnutrição
  7. 7. Diagnóstico:S Semiologia:S História: tempo,eventos associados,sintomas alérgicos, alteração da gustação,grau da perda(uni ou bi)...S Exame físico:atenção especial para orofaringe e sistema neurológico. Atenção às características do muco e mucosa,presença de pólipos, secreção, massas, ulcerações.S Exames complementares:Endoscopia nasal – acesso à fenda olfatóriaTomografia computadorizadaRNM – avaliação do bulbo,tratos olfatórios e causas intracranianas do distúrbioRinometria
  8. 8. DiagnósticoS Quantificar a olfação, além da queixa subjetiva principal?S Testes comuns: limiar e habilidade de identificaçãoOlfatômetro de Fortunato-Nicholini :o Limiar olfatório através da concentração mais diluída de um odor identificávelo Identificação:Nomear os odores. Substâncias voláteis não irritantes.
  9. 9. Diagnóstico:o Interpretação:- pacientes que classificam e nomeiam com segurança Normais- Reconhecem mas não classificam, nem nomeiam- Não sentem cheiro ou redução (hiposmia/anosmia)- Sentem todos os odores de modo desagradável (parosmia) Considerar os fatores que afetam a testagem olfatória
  10. 10. Exame olfativo:S “Oclua cada narina em sequência e peça ao paciente para aspirar suavemente e identificar um estímulo olfatório leve,como sabonete,café,creme dental”(Harrison,Manual de medicina)
  11. 11. Nervo óptico:
  12. 12. Exame ocular:S Acuidade visual: ambliopia e amauroseS Campo visual (campimetria)S Fundoscopia: reconhecimento de tecidoNervoso(retina e papila optica), e os vasos.- Palidez da papila: atrofia do nervo óptico- Estase bilateral da papila: hipertensão intracraniana- Modificações das arteríolas: hipertensão arterial
  13. 13. Hemianopsia – Perda davisão na metade do campoHeterônimia – lesão doquiasma ópticoHomônima – lesãoretroquiasmática
  14. 14. Oftalmoscopia normal
  15. 15. Papiledema por aumento da pressão intracraniana - Lesões de massa; - Edema cerebral; - Transtorno do líquor(estenose de arqueduto,tumor intraventricular,mengingite); - Transtornos circulatórios(trombose no seio venoso e da veia jugular) - Transtorno Metabólico(hipercapenia)
  16. 16. Papiledema por neurite óptica
  17. 17. Causas de edema unilateralS Neurite ópticaS Neuropatia opticaisquemicaS Compressão do nervo opticoS Oclusão da veia central da retinaS Deficiência nutricional (B12)S Sífilis
  18. 18. Pseudo Papiledema e atrofia ópticaPseudo papiledema:S Corpos Hialóides(depósito hialinos calcificados de herança familiar)S Fibras nervosas mielinizadas extendendo além da margem do discoAtrofia: Neurite óptica, Glaucoma, Trauma Papiledema crônica, drogas e toxinas Compressão do nervo óptico
  19. 19. “Quando o paciente enxerga e o médico enxerga ( anormalidade do disco) é papiledema; quando o paciente não enxerga e o m´dico enxerga ( anormalidade do disco) é papilite; quando o paciente não enxerga e nem o médico isto é neurite retrobulbar.”

×