FACULDADE PROJEÇÃO
BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Rogleison Alves Rabelo
8 AN

HCP, DNS, SMTP e NTP.

BRASÍLIA, OU...
SUMÁRIO
DHCP ................................................................................................ 3
DNS .........
DHCP

Quando falamos em redes, existem alguns recursos que são utilizados e
facilitam muito a nossa vida, mas nem os perce...
Você já deve ter ouvido que recebe um endereço de IP diferente para
cada conexão de internet, certo? Este é um fato cujo r...
Como o DHCP possui suporte para diversas plataformas, ele traz uma
solução eficiente e fornece uma grande ajuda para os ad...
DNS

O DNS, do inglês Domain Name System (Sistema de Nomes de
Domínios), funciona como um sistema de tradução de endereços...
Para que o sistema de endereços IP e DNS funcione corretamente, é
preciso ter uma coordenação global. Existe uma organizaç...
SMTP

Simple Mail Transfer Protocol (SMTP) é o protocolo padrão para
envio de e-mails através da Internet.
SMTP é um proto...
Hoje em dia quase todos os servidores SMTP suportam a extensão
8BITMIME.O SMTP é um protocolo de envio apenas, o que signi...
10
NTP

O NTP

é

um

protocolo

para

sincronização

dos relógios dos computadores baseado no UDP para sincronização do r...
11
Para algumas aplicações exatidão da ordem de segundos pode ser
suficiente. Para outras, é necessário manter os relógios...
12
CORRELAÇÃO ENTRE OS SERVIÇOS

DHCP é um protocolo utilizado em redes de computadores que permite às
máquinas obterem um...
13
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Definições E Correlações Dhcp dns smtp e ntp

1.594 visualizações

Publicada em

Trabalho de redes

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.594
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Definições E Correlações Dhcp dns smtp e ntp

  1. 1. FACULDADE PROJEÇÃO BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rogleison Alves Rabelo 8 AN HCP, DNS, SMTP e NTP. BRASÍLIA, OUTUBRO DE 2013
  2. 2. SUMÁRIO DHCP ................................................................................................ 3 DNS ................................................................................................... 6 SMTP ................................................................................................ 8 NTP ................................................................................................. 10 CORRELAÇÃO ENTRE OS SERVIÇOS ........................................ 12
  3. 3. DHCP Quando falamos em redes, existem alguns recursos que são utilizados e facilitam muito a nossa vida, mas nem os percebemos. Um deles é o protocolo DHCP. Do inglês Dynamic Host Configuration Protocol (que ficaria, em português, algo como Protocolo de Configuração Dinâmica de Endereços de Rede), é um protocolo utilizado em redes de computadores que permite às máquinas obterem um endereço IP automaticamente. Este protocolo começou a ganhar terreno aproximadamente em Outubro de 1993, sendo o sucessor do BOOTP que, embora seja mais simples, tornou-se muito limitado para as exigências atuais. Por que ele é importante? Digamos que você seja o administrador de uma rede. Se fosse uma rede doméstica com 3 computadores, não seria trabalhoso atribuir um número de IP e odos os parâmetros necessários para cada um deles. Agora, se fossem 100, 200 ou mais, certamente a história seria outra. O protocolo DHCP faz exatamente isto, por meio dele um servidor é capaz de distribuir automaticamente endereços de IP diferentes a todos os computadores à medida que eles fazem a solicitação de conexão com a rede. Essa distribuição dos IPs é feita em um intervalo pré-definido configurado no servidor. Sempre que uma das máquinas for desconectada o IP ficará livre para o uso em outra.
  4. 4. Você já deve ter ouvido que recebe um endereço de IP diferente para cada conexão de internet, certo? Este é um fato cujo responsável é o DHCP combinado com protocolos diferentes. Como ele faz isso? Resumidamente, utilizando um modelo cliente-servidor, o DHCP faz o seguinte: ● Quando um cliente conecta-se a uma rede ele envia um pacote com um pedido de configurações DHCP. ● O servidor DHCP gerencia uma faixa fixa de IPs disponíveis juntamente com as informações e parâmetros necessários (gateway padrão, nome de domínio, DNS, etc). ● Quando este servidor recebe um pedido, ele entrega um destes endereços e configurações para o cliente. Modos de Funcionamento Ele pode operar de três formas: automática, dinâmica e manual. Automática, no qual uma quantidade de endereços de IP (dentro de uma faixa) é definida para ser utilizada na rede. Neste caso, sempre que um dos computadores de uma rede solicitar a conexão com ela, um destes IPs será designado para a máquina em questão. Na dinâmica o procedimento é bem parecido com o efetuado pela automática, porém a conexão do computador com determinado IP é limitada por um período de tempo pré-configurado que pode variar conforme desejado pelo administrador da rede. No modo manual o DHCP aloca um endereço de IP conforme o valor de MAC (Medium Access Control) de cada placa de rede de forma que cada computador utilizará apenas este endereço de IP. Utiliza-se este recurso quando é necessário que uma máquina possua um endereço de IP fixo.
  5. 5. Como o DHCP possui suporte para diversas plataformas, ele traz uma solução eficiente e fornece uma grande ajuda para os administradores de rede
  6. 6. DNS O DNS, do inglês Domain Name System (Sistema de Nomes de Domínios), funciona como um sistema de tradução de endereços IP para nomes de domínios. Na verdade, é graças ao DNS que você pode digitar www.facebook.com.br na barra de endereços do seu navegador para acessar o Facebook, e não um monte de números e pontos. Existem duas formas de acessar uma página na internet: pelo nome de domínio ou pelo endereço IP dos servidores nos quais ela está hospedada. Para que você não precise digitar a sequência de números no navegador sempre que quiser visitar um site, o DNS faz o trabalho pesado de traduzir as palavras que compõem a URL para o endereço IP do servidor. Cada servidor possui um endereço IP único, logo, cada domínio leva a um IP específico. Por isso, não é possível ter dois sites diferentes com URLs iguais. Do contrário, diversos endereços diferentes poderiam encaminhar você para o mesmo site. Endereços .com e .com.br Se você digitar facebook.com ou facebook.com na barra de endereços do seu navegador, a página inicial do facebook será exibida. Isso significa que o DNS está traduzindo os dois domínios para o mesmo IP, certo? Errado! Nos casos em que dois endereços diferentes levam ao mesmo site, o que acontece é que uma das páginas faz o redirecionamento do acesso para outra. Por exemplo, ao abrir o endereço .com do Facebooki, você é automaticamente encaminhado ao endereço .com.br. Uma prova disso é que a URL exibida no navegador será sempre aquela com o “br” no final.
  7. 7. Para que o sistema de endereços IP e DNS funcione corretamente, é preciso ter uma coordenação global. Existe uma organização responsável por atribuir nomes de domínios e endereços IPS em escala mundial. Trata-se da ICANN (acrônimo em inglês para Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números), uma entidade sem fins lucrativos que tenta manter todos os sites registrados funcionando na internet.
  8. 8. SMTP Simple Mail Transfer Protocol (SMTP) é o protocolo padrão para envio de e-mails através da Internet. SMTP é um protocolo relativamente simples, baseado em texto simples, onde um ou vários destinatários de uma mensagem são especificados (e, na maioria dos casos, validados) sendo, depois, a mensagem transferida. É bastante fácil testar um servidor SMTP usando o programa telnet. Esse protocolo usa a porta 25 numa rede TCP A resolução DNS de um servidor SMTP de um dado domínio é possibilitada por sua entrada MX (Mail eXchange). A utilização em massa do SMTP remonta aos anos 80. Na altura era um complemento ao UUCP, que era mais adequado para transferências de correio eletrônico entre máquinas sem ligação permanente. Por outro lado, o desempenho do SMTP aumenta se as máquinas envolvidas, emissor e receptor, se encontrarem ligadas permanentemente. O Sendmail foi um dos primeiros (se não o primeiro) agente de transporte de email a implementar SMTP. Em 2001, havia, pelo menos, cerca de 50 programas que implementavam SMTP como cliente (emissor) ou servidor (receptor). Outros servidores SMTP muito conhecidos são: exim, Postfix, Qmail, Microsoft Exchange Server e o Mail da Apple disponível apenas para usuários do Mac OS ou do iOS para dispositivos móveis da Apple. Dada a especificação inicial, que contemplava apenas texto ASCII, este protocolo não é ideal para a transferência de arquivos (também chamados de ficheiros). Alguns standards foram desenvolvidos para permitir a transferência de ficheiros em formato binário através de texto simples, como o caso do MIME.
  9. 9. Hoje em dia quase todos os servidores SMTP suportam a extensão 8BITMIME.O SMTP é um protocolo de envio apenas, o que significa que ele não permite que um usuário descarregue as mensagens de um servidor. Para isso, é necessário um cliente de email com suporte protocolo POP3 ou IMAP, que é o caso da maioria dos clientes atuais. ao
  10. 10. 10 NTP O NTP é um protocolo para sincronização dos relógios dos computadores baseado no UDP para sincronização do relógio de um conjunto de computadores em redes de dados com latência variável. O NTP permite manter o relógio de um computador com a hora sempre certa e com grande exatidão. Originalmente idealizado por David L. Mills da Universidade do Delaware e ainda hoje mantido por si e por uma equipa de voluntários, o NTP foi utilizado pela primeira vez antes de 1985, sendo ainda hoje muito popular e um dos mais antigos protocolos da internet. Uma característica básica e ao mesmo tempo importante do tempo é que ele sempre avança. O tempo não para e não volta a trás. Vários programas de computador fazem uso dessa característica e podem ter seu funcionamento comprometido se o relógio do computador inesperadamente passar a indicar um horário errado, especialmente se for um horário no passado. Isso se complica ainda mais na Internet, com vários computadores trocando informações entre si! Infelizmente os relógios dos computadores são imprecisos e se adiantam ou se atrasam com o passar do tempo. É muito fácil também trocar seu horário para o passado ou para o futuro, mesmo acidentalmente. Diferentes softwares e aplicações podem ser sensíveis a problemas relativos à sincronização do tempo de formas diversas. Como exemplos de aplicações afetadas pelo tempo pode-se citar: Sistemas de distribuição de conteúdo (www, usenet news, etc); Sistemas de arquivos (filesystems); Agendadores de eventos como o cron e o at dos sistemas unix; Criptografia; Protocolos de comunicação e aplicações de tempo real; Sistemas transacionais e bancos de dados distribuídos. É importante também do ponto de vista de segurança de redes que os relógios dos computadores estejam sincronizados. Investigações relacionadas a incidentes de segurança tornam-se impossíveis caso os servidores envolvidos e os diversos arquivos de log discordem entre si em relação às estampas de tempo dos eventos.
  11. 11. 11 Para algumas aplicações exatidão da ordem de segundos pode ser suficiente. Para outras, é necessário manter os relógios com diferenças na ordem dos milissegundos entre si e em relação à hora certa. O NTP, se corretamente utilizado, é capaz de garantir as propriedades necessárias ao relógio do computador para o bom funcionamento das aplicações. Num primeiro momento isso pode parecer algo muito simples: "consultar o tempo em um servidor" e "ajustar o relógio local" de tempos em tempos. Mas na verdade o NTP faz muito mais do que isso. Diversos componentes do sistema colaboram para: Obter, a partir de diversas amostras, informações de tempo de um determinado servidor, como o deslocamento, dispersão e variação. Discernir, dentre um conjunto de servidores, quais fornecem o tempo correto e quais estão mentindo. Escolher, dentre os servidores que fornecem o tempo correto, qual é a melhor referência. Disciplinar o relógio local, descobrindo seus principais parâmetros de funcionamento, como precisão, estabilidade e escorregamento e ajustando-o de forma contínua e gradual, mesmo na ausência temporária de referências de tempo confiáveis, para que tenha e melhor exatidão possível. Garantir a monotonicidade do tempo. Identificar, a partir de métodos criptográficos, servidores de tempo conhecidos e confiáveis, evitando possíveis ataques. Formar, em conjunto com outros servidores NTP, uma topologia simples, confiável, robusta e escalável para a sincronização de tempo.
  12. 12. 12 CORRELAÇÃO ENTRE OS SERVIÇOS DHCP é um protocolo utilizado em redes de computadores que permite às máquinas obterem um endereço IP automaticamente. O protocolo DHCP faz exatamente isto, por meio dele um servidor é capaz de distribuir automaticamente endereços de IP diferentes a todos os computadores à medida que eles fazem a solicitação de conexão com a rede. DNS Existem duas formas de acessar uma página na internet: pelo nome de domínio ou pelo endereço IP dos servidores nos quais ela está hospedada. Para que você não precise digitar a sequência de números no navegador sempre que quiser visitar um site, o DNS faz o trabalho pesado de traduzir as palavras que compõem a URL para o endereço IP do servidor.O SMTP é um protocolo de envio apenas, o que significa que ele não permite que um usuário descarregue as mensagens de um servidor. O NTP permite manter o relógio de um computador com a hora sempre certa e com grande exatidão.
  13. 13. 13

×