Alimentação na Visão Chinesa

1.196 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.196
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alimentação na Visão Chinesa

  1. 1. Dietoterapia Chinesa (Alimentação) Muitas pessoas acreditam que estão se alimentando adequadamente e na verdade não! Muitas das doenças internas são causadas por má alimentação. As pessoas abusam muito nas quantias dos condimentos, alimentos impróprios para elas e principalmente nos chazinhos que as pessoas indicam sem ter o mínimo de conhecimento em alimentação. Muitas pessoas falam que sendo natural "se bem não faz, mal também não" e nós sabemos que não é bem assim. Muitos dos alimentos, condimentos e chás podem fazer muito mal a saúde e as pessoas nem sabem fazer a relação entre os sintomas e o que estão ingerindo. Na Medicina Tradicional Chinesa cada individuo é UM e sua alimentação também é única, sob medida para seu organismo. Na China existem restaurantes onde a pessoa leva seu diagnóstico chinês e eles preparam o cardápio que melhor atenda suas necessidades energéticas (síndromes energéticas). A Medicina Tradicional Chinesa usa o termo síndromes energéticas para caracterizar e explicar certos distúrbios, sintomas ou doenças de desequilíbrio energético do corpo. Características dos alimentos na visão Chinesa Os alimentos, na visão chinesa, diferem muito da visão ocidental. Enquanto os ocidentais visam as propriedades químicas, vitamínicas, calóricas e outras, os chineses se referem aos alimentos de forma energética, como as propriedades dos cinco sabores, as quatro direções e a natureza (temperatura) dos alimentos. Ficando assim muito mais preciso para montar um cardápio adequado para cada paciente. Os cincos sabores dos alimentos são: azedo, amargo, doce, picante e salgado. Cada sabor provoca no corpo reações diferentes como: estimular, tonificar, dispersar, transformar, eliminar e harmonizar.
  2. 2. As quatro direções (movimento): é a capacidade que cada alimento tem de mover a energia em determinada direção dentro do corpo. Considere que o corpo tem quatro partes: a de cima, a de fora (incluindo a pele), a de baixo e a de dentro. Para cima ou ascender, serve para ativar, tonificar e revigorar o corpo. Ex: carne bovina, amendoim, café. Para fora, serve para transpirar, dispersar o frio como na gripe e melhorar a respiração. Ex: pimenta vermelha, alho, pinellia. Para baixo, tem ação laxativa, diurética, facilita a digestão e elimina os acúmulos. Ex: melancia, banana, broto de bambu. Para dentro, tem a tendência de concentrar a energia nos órgãos e vísceras, contém o excesso de energia e acalma a mente. Ex: carne de caranguejo, siri, acantophanax. As temperaturas dos alimentos (natureza): há quatro temperaturas que se referem às propriedades dos alimentos: quente, morno, fresco e frio. Estas temperaturas não dizem respeito a forma de preparo, mas sim, das propriedades da natureza energética de cada alimento. Estes termos descrevem as características energéticas com ação terapêutica. As plantas mornas e quentes dissipam síndromes de frio, e as plantas frias e frescas dissipam as síndromes de calor. Quentes: são alimentos estimulantes usados para tonificar o yang, tratar falta de energia e expulsar o frio. Ex: truta, gengibre. Mornos: são alimentos normalmente ricos em óleos essenciais, também usados para tratar deficiências de energia. Ex: alho, menta, açúcar mascavo. Frescos: são alimentos que dissipam o calor. Alguns tem ação anti-inflamatória e analgésica. Ex: folha de inhame, maçã, alcachofra, berinjela, brócolis. Frios: são alimentos tônicos de yin, fortalecem os órgãos, combatem o calor e acalmam a mente. Ex: amora, caranguejo, aspargo, ostra.
  3. 3. Alguns exemplos dos alimentos e suas propriedades energéticas: Abóbora redonda: Sabor doce / Temperatura fresca / Movimento neutro Café: Sabor doce amargo / Temperatura morna / Movimento para cima Alho: Sabor picante / Temperatura quente / Movimento para cima e para fora (ajuda a transpirar) Carne de Boi: Sabor doce / Temperatura neutra / Movimento para cima Carne de frango: Sabor azedo / Temperatura morna / Movimento para cima Muitas pessoas comem errado. Elas erram nas quantias ou comem demais só um determinado tipo de alimento ou ficam carentes de alguma categoria alimentar, fazendo assim o desequilíbrio dos órgãos e ocasionando sintomas como: dores de cabeça, insônia, indisposição, constipação, ansiedade, hipertensão, hipotensão, depressão e vários outros sintomas (síndromes energéticas). Tratamento Muitos pensam que o tratamento sai caro. Muito pelo contrário! Na maioria das vezes são pequenos detalhes que mudamos em sua alimentação diária que vão trazer grandes benefícios. A duração de uma consulta varia de 60 a 90 minutos para identificar os desequilíbrio energéticos do paciente. Perguntamos sobre seus hábitos alimentares diários, profissão, atividade física, analisamos sua língua (que ajuda a identificar os desequilíbrios energéticos) e o seu pulso (pulsologia chinesa), para depois montarmos seu cardápio alimentar. “Que teus alimentos sejam teus medicamentos, e que teus medicamentos sejam teus alimentos!” (Hipócrates) Texto por: Professor Rogerio Luis Versolatto
  4. 4. Professor e Terapeuta: Rogério Versolatto Estuda as artes corporais chinesas desde 1987. Discípulo direto do Grão Mestre Chiu Ping Lok. Praticante e professor de Tai Chi Chuan, Lian Gong, Qi Gong (meditação chinesa) e Kung Fu. Formado em Fitoterapia Chinesa pelo IBRACHI e Acupuntura pelo EBRAMEC. Vem se dedicando a Medicina Tradicional Chinesa desde 1999 e atuando na área de Acupuntura, Dietoterapia, Fitoterapia e Qi Gong Meditação há mais de 9 anos em seu espaço terapêutico. Ministrou aulas de Fitoterapia e Qi Gong em cursos de Acupuntura de formação e pós-graduação no EBRAMEC e na Humaniversidade Holística ministrando Qi Gong, Fitoterapia e Dietoterapia Chinesa no curso de Naturopatia. Pesquisador com larga experiência e conhecimento nos alimentos dentro da visão chinesa e sempre buscando conhecer a fundo os seus efeitos no corpo energético e físico. rogerioarteschinesas@ig.com.br

×