Didactica de quimica 3

1.107 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.107
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Didactica de quimica 3

  1. 1. Etapas de planificação Tipos de planificação de ensino Métodos científicos indutivo E experimental
  2. 2. Etapas de planificação de ensino a) Conhecimento da realidade: segundo (Pillet, pg 67) para poder planear adequadamente a tarefa de ensino e atender as necessidades do aluno è preciso saber para quem se vai planear.  Uma vez realizada a sondagem, deve-se estudar cuidadosamente os dados colectados.
  3. 3. Cont. b)Elaboração do plano: a partir dos Dados fornecidos pela sondagem e interpretados Pelo diagnostico, temos condições de estabelecer o que e possível alcançar, como fazer para alcançar o que julgamos possível e como Avaliar os resultados.
  4. 4. cont c)Execução do plano: a execução do plano consiste no desenvolvimento das actividades previstas. As vezes, a atracção dos alunos ou as circunstâncias do ambiente exigirão adaptações e alterações na planificação, isto è normal e não dispensa a planificação, pois, uma das características de uma boa planificação deve ser a flexibilidade.
  5. 5. cont c) Avliação e aperfeiçoamento do plano Nessa etapa a avaliação adquire um sentido diferente da avaliação do ensino-aprendizagem e um significado mais amplo. Isso porque para alem de avaliar os resultados do ensino aprendizagem, procuramos avaliar a qualidade do nosso plano, a nossa eficiência como professores.
  6. 6. Tipos de planificação de ensino  Planificação do curso É a previsão de um determinado conjunto de conhecimentos; atitudes e habilidades a serem alcançados por uma turma num certo período de tempo. Vantagens:  Da oportunidade ao professor para adequar o programa à realidade do aluno;  Permite a distribuição da matéria pelo numero de aulas disponível;  Permite melhor orientação da aprendizagem; etc
  7. 7. Cont.  Planificação de unidade É uma especificação maior de plano do curso. Em principio cada unidade deve ser planeada ao final da que a antecede; pós esta lhe servira de base ou apoio.
  8. 8. Esquema de plano de unidades Unidade Semana Objecti vo Conteú do Método Meios Numero de aulas Observa ção Fonte: Os autores
  9. 9. Cont.  Planificação de aula É a sequencia de tudo o que vai ser desenvolvido em um dia lectivo. O plano de aula deve prever estímulos adequados aos alunos afim de motiva-los e criar uma atmosfera de comunicação entre professor e aluno.
  10. 10. Modelo de Plano de Aula Tempo Função Didactic a Conteúd o activida de Métodos Meio Observc ação pro fess or alu no Fonte: Os autores
  11. 11. Método É um meio mais eficaz para atingir determinada meta. A palavra método vem do grego méthodos, que quer dizer “caminho para chegar a um fim”. Metodo cientifico É um conjunto de regras basicas de como se deve proceder afim de produzir conhecimentos ditos cientificos, quer seja este um novo conhecimento, quer seja este fruto de uma integracao, correcao (evolucao).
  12. 12. Criterios para que uma teoria seja aceite no mundo cientifico a) Observação Uma observação pode ser feita a olho nu (simples) ou pode exigir a utilização de instrumentos mais avançados. Mas a diferença ao se estudar Ciências, é que as observações precisam ser precisas e cuidadosas, nos mínimos detalhes.
  13. 13. Cont. b) Hipótese É uma possível explicação para um fenômeno e também deve ser testada por um grande número de experimentos. Primeiramente, o pesquisador deve propor idéias lógicas ou suposições para explicar certos fenômenos e observações, e então desenvolver experimentos que testem essas hipóteses.
  14. 14. Cont. c) Lei Depois de constatado um fenômeno você poderá descrevê-lo em forma de enunciado, mas uma lei só pode ser formulada após certa quantidade de observações semelhantes. Uma lei tem a característica de descrever eventos que se manifestam de maneira invariável e uniforme.
  15. 15. Cont. d) Teoria Depois que a hipótese é testada por vários experimentos, ela pode dar origem a uma teoria ou modelo. Ex: Modelo atômico de Dalton, Teoria de Lavoisier.
  16. 16. Dentre os métodos cientificos destacam-se  Método indutivo é o raciocínio que, após considerar um número suficiente de casos particulares, conclui uma verdade geral.  Entretanto, a indução também pressupõe a probabilidade, isto é, já que tantos se comportam de tal forma, é muito provável que todos se comportem assim. Ex: Retirando uma amostra de um saco de arroz, observa-se que aproximadamente 80% dos grãos são do tipo fino. Conclui-se, então, que o saco de arroz é do tipo fino.
  17. 17. Método experimental É um método fundado na experiência.  A experiência química é um dos métodos de ensino e, cujas funções são: Formar os conhecimentos sólidos, aplicáveis e utilizavéis; É tida como a fonte do saber; Os alunos adquirem a certeza sobre uma relação objectiva existente na natureza.
  18. 18. Cont.  O método experimental foi então adaptado pelos behavioristas, assumindo este método um papel privilegiado para o conhecimento do comportamento humano e animal.
  19. 19.  Este método é caracterizado por uma aplicação limitada e redutora a certas áreas da investigação, tais como fisiologia, aprendizagem, memória, percepção e psicologia social.  Para a realização de uma atividade experimental, o experimentador deve de ter atenção alguns aspectos, bem como a elaboração de um plano. Para tal a atividade experimental esta dividia em diversas etapas: hipótese prévia, experimentação, e generalização dos resultados.
  20. 20. Importância dos métodos  Minimiza a influencia da parcialidade que o responsável pela pesquisa possa apresentar;  Oferece uma abordagem objetiva e padronizada para a condução de experiencia e melhora os resultados obtidos;  Ao empregar uma abordagem padronizada nas investigações os cientistas podem se sentir confiantes de estar aderindo aos factos e limitando a Influencia de ideias pessoais e pré-concebidas
  21. 21. Rogério, Mussacaruca,Vasta e Hamilton Agradecem

×