Debate sobre geração espontânea

816 visualizações

Publicada em

O debate em torno d geração espontânea e suas consequências

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
816
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Debate sobre geração espontânea

  1. 1. O debate em torno da geração espontânea e as consequências Integrantes: Tammy Reis De P. Condé Rogério Fonseca Santos Questões de História e Filosofia da Ciência - CTB
  2. 2. Aristóteles e a Geração Espontânea  Alguns insetos podiam surgir a partir de restos vegetais ou da terra em putrefação;  Os vermes intestinais podiam ser gerados dentro de outros animais a partir da secreção de alguns órgãos;  Peixes como a tainha e a enguia, alguns moluscos e equinodermos, alguns que ele chamava de testáceos, podiam também ser gerados espontaneamente. Aristóteles (384-382 a.C.)
  3. 3. Aristóteles e a Geração Espontânea Seria Aristóteles um ignorante? Aristóteles (384-382 a.C.)
  4. 4. Aristóteles e a Geração Espontânea O Pneuma Aristóteles (384-382 a.C.)
  5. 5. Aristóteles e a Geração Espontânea  O pneuma seria semelhante ao quinto elemento, o éter;  Para seres sexuados, o pneuma encontravase no sêmem;  Para seres gerados espontaneamente, o pneuma provinha do sol e animal em decomposição. Aristóteles (384-382 a.C.)
  6. 6. Aristóteles e a Geração Espontânea  No período posterior (na Idade Média e Renascimento) a crença na geração espontânea muitas vezes foi aplicada a animais maiores.  Do século XVII em diante, diversos estudos mostraram que isso não era procedente e que insetos só nasciam pela reprodução de outros insetos. Aristóteles (384-382 a.C.)
  7. 7. O Debate Sobre a Geração Espontânea Francesco Redi, realizou o experimento que consistia em colocar um pedaço de carne em um recipiente coberto por uma gase e expô-lo ao ambiente externo. Francesco Redi (1626-1697)
  8. 8. O Debate Sobre a Geração Espontânea Needham fez várias experiências com frascos de vidro contendo "caldos nutritivos" abertos, fechados com rolhas, aquecidos ou não, conseguindo proliferação de microorganismos em todos os casos. John Tuberville Needham (1713-1781)
  9. 9. O Debate Sobre a Geração Espontânea Em seus experimentos Spallanzani mostra que com os recipientes vedados de outra maneira mais eficiente e realizando a fervura por mais tempo, a vida não surge espontaneamente. Lazzaro Spallanzani (1729-1799)
  10. 10. O Debate Sobre a Geração Espontânea Para Jean Pierre Baptiste Antoine de Monet, Chevalier de Lamarck, a geração espontânea existiu na época do surgimento da vida na terra, continuou existindo, formando os corpos mais simples no início das escalas animal e vegetal, a partir dos quais se originaram todos os outros. Lamarck (1744-1829)
  11. 11. O Debate Sobre a Geração Espontânea  Defensor da teoria da geração espontânea;  Em 1859 Pouchet publica sua obra: "Hétérogénie ou Traité de la Génération Spontanée", em que defende a sua teoria. Félix Archimède Pouchet (1800-1876)
  12. 12. O Debate Sobre a Geração Espontânea O caos na França Ideais da tradição e da hierarquia de monarcas, aristocratas e da  Igreja Católica foram abruptamente derrubados pelos novos princípios de liberdade, igualdade e fraternidade. Queda da bastilha – Revolução Francesa
  13. 13. O Debate Sobre a Geração Espontânea O caos na França  Depois de várias oscilações políticas, houve um golpe de estado com apoio da igreja católica;  Regime autoritário e conservador;  Religião tinha um papel importante;  Postura rígida e intolerante da igreja. Queda da bastilha – Revolução Francesa
  14. 14. O Debate Sobre a Geração Espontânea Geração espontânea e A Origem das Espécies A obra de Pouchet havia produzido forte repercussão na comunidade científica. A obra de Darwin foi também associada a questão da geração espontânea. Ambas foram consideradas perigosas, passavam a impressão de ideologia materialista, anti religiosa, revolucionária, capaz de levar ao caos social. Queda da bastilha – Revolução Francesa
  15. 15. O Debate Sobre a Geração Espontânea O prêmio Alhumbert A questão da geração espontânea trazia consequências não apenas científicas mas também de âmbito filosófico, religioso e até mesmo político. Academia de Ciências de Paris em 1860 ofereceu um prêmio no valor de 2500 francos, o prêmio Alhumbert, para quem resolvesse a questão. Queda da bastilha – Revolução Francesa
  16. 16. O Debate Sobre a Geração Espontânea  Contrário a teoria da geração espontânia;  Era católico convicto, defendia a intervenção de Deus na natureza;  Adepto entusiasta de Louis Napoléon e da nova monarquia francesa. Louis Pasteur (1822 -1985)
  17. 17. O Debate Sobre a Geração Espontânea O prêmio Alhumbert seria então uma farsa? Louis Pasteur (1822 -1985)
  18. 18. O Debate Sobre a Geração Espontânea Pouchet x Pasteur e Academia de Ciências da França
  19. 19. O Debate Sobre a Geração Espontânea Conclusão É notável o avanço nas técnicas de realização de experimentos, livre de falhas. Na maior parte dos casos os estudiosos foram guiados e se basearam nas evidências que encontraram. Em alguns casos havia fatos que eram desconhecidos na época, levando-os a conclusões equivocadas. Atualmente não aceitamos a geração espontânea para a maioria dos casos descritos. No entanto, de onde a vida surgiu?

×