Roteiro
1. Conceitos básicos sobre drogas

2. As drogas hoje: painel mundial e local

3. Terapêutica integral
CONCEITUAÇÃO TEÓRICA SOBRE

DROGAS
ASPECTOS GERAIS
AS DROGAS NA SOCIEDADE

“Ao percorremos a história da civilização, encontramos a
presença

de

drogas

des...
ASPECTOS GERAIS
REGISTROS HISTÓRICOS USO DE DROGAS NA HUMANIDADE

• „Homens Primitivos‟ – “Evidências arqueológicas ... En...
O QUE SÃO DROGAS?

“... Em linguagem médica, droga
é

quase

sinônimo

de

medicamento ... O termo droga
teve origem na pa...
O QUE SÃO DROGAS PSICOTRÓPICAS?
“... Psico é uma palavra grega que relaciona-se ao nosso psiquismo ... A palavra
trópico, ...
TIPOS DE DROGAS PSICOTRÓPICAS
TIPOS DE DROGAS PSICOTRÓPICAS
TIPOS DE DROGAS PSICOTRÓPICAS
A DROGA E SEUS USUÁRIOS
Classificação da Organização Mundial de Saúde - OMS

USUÁRIO EXPERIMENTADOR

USUÁRIO RECREATIVO OU...
A DROGA E SEUS USUÁRIOS (OMS)
EXPERIMENTADOR / RECREATIVO

O experimentador é o usuário que fez uso de drogas por curiosid...
A DROGA E SEUS USUÁRIOS (OMS)
PROBLEMA / DEPENDENTE

O usuário problema é aquele que faz o uso reiterado da droga. Não tem...
INTERVENÇÕES SOBRE USO DE DROGAS

REDUÇÃO DA OFERTA

REDUÇÃO DO CONSUMO

REDUÇÃO DE DANOS
ESTIMATIVA DE USUÁRIOS DE CRACK E OUTRAS DROGAS EM PERNAMBUCO
(Dados por extrapolação de fontes primárias)
• OMS - 10% das...
TERAPÊUTICA INTEGRAL
• Atendimento médico, tratamento de desintoxicação, uso de medicamentos, redução de
danos, abstinênci...
Eixos do Plano Municipal de Ações Integradas
sobre Drogas
“De tudo o que vi nesta vida, o que mais me
surpreende é o homem, pois perde a saúde
para juntar dinheiro, depois perde o ...
Muito Obrigado!
Drogas
Drogas
Drogas
Drogas
Drogas
Drogas
Drogas
Drogas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Drogas

1.538 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.538
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
65
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Drogas

  1. 1. Roteiro 1. Conceitos básicos sobre drogas 2. As drogas hoje: painel mundial e local 3. Terapêutica integral
  2. 2. CONCEITUAÇÃO TEÓRICA SOBRE DROGAS
  3. 3. ASPECTOS GERAIS AS DROGAS NA SOCIEDADE “Ao percorremos a história da civilização, encontramos a presença de drogas desde os primórdios da humanidade, inseridas nos mais diversos contextos: social, econômico, medicinal, religioso, ritual, cultural, ps icológico, estético, climatológico e mesmo militar. O consumo de drogas deve, portanto, ser considerado como um fenômeno, especificamente humano, isto é, um fenômeno cultural: não há sociedade que não tenha as suas drogas, recorrendo a seu uso para finalidades diferentes, em conformidade com o campo de atividades no qual se insere” (BUCHER, UNB, 1989)
  4. 4. ASPECTOS GERAIS REGISTROS HISTÓRICOS USO DE DROGAS NA HUMANIDADE • „Homens Primitivos‟ – “Evidências arqueológicas ... Encontradas no Saara ao sul da Argélia, numa área chamada platô de Tassili-nAjjer há pinturas rupestres ... Xamãs estão dançando com punhos cheios de cogumelos ...” (MCKENNA, 1992) • 5000 (a.C.) – “...cocaína ou benzoilmetilecgonina, o principal alcalóide extraído das folhas do arbusto Erythoxylum coca, nativo e cultivado no altiplano da América do Sul. Principalmente na Colômbia, Peru e Bolívia ... Com fins mágico- religiosos, terapêuticos e estimulantes pelas populações indígenas ...” (SEIBEL, 2010) • 2700 (a.C.) – “...O primeiro relato do uso medicinal da maconha vem da China, durante a era do Imperador Shen-Nung ... quando foram destacados os efeitos terapêuticos da planta no tratamento de dores reumáticas...” (SILVEIRA, 2010)
  5. 5. O QUE SÃO DROGAS? “... Em linguagem médica, droga é quase sinônimo de medicamento ... O termo droga teve origem na palavra droog (holandês antigo) que significa folha seca; antigamente isso quase porque todos os medicamentos eram feitos à base de vegetais. medicina Atualmente, define droga a como qualquer substância capaz de modificar a função organismos vivos, dos resultando em mudanças fisiológicas ou de comportamento” (CARLINI, 1989)
  6. 6. O QUE SÃO DROGAS PSICOTRÓPICAS? “... Psico é uma palavra grega que relaciona-se ao nosso psiquismo ... A palavra trópico, aqui, se relaciona com o termo tropismo, que significa atração por. Então, psicotrópico significa atração pelo psiquismo, e drogas psicotrópicas são aquelas que atuam sobre nosso cérebro, alterando de alguma maneira nosso psiquismo.” (CARLINI, 1989) Depressoras, Estimulantes ou Perturbadoras do Sistema Nervoso Central
  7. 7. TIPOS DE DROGAS PSICOTRÓPICAS
  8. 8. TIPOS DE DROGAS PSICOTRÓPICAS
  9. 9. TIPOS DE DROGAS PSICOTRÓPICAS
  10. 10. A DROGA E SEUS USUÁRIOS Classificação da Organização Mundial de Saúde - OMS USUÁRIO EXPERIMENTADOR USUÁRIO RECREATIVO OU SOCIAL USUÁRIO PROBLEMA USUÁRIO DEPENDENTE
  11. 11. A DROGA E SEUS USUÁRIOS (OMS) EXPERIMENTADOR / RECREATIVO O experimentador é o usuário que fez uso de drogas por curiosidade e as utilizaram apenas uma vez ou outra. O usuário recreativo ou social é aquele individuo que utiliza um ou vários tipos de drogas de maneira esporádica. A droga é utilizada pelo simples prazer que ela proporciona momentaneamente à pessoa. Muitas pessoas faz o uso de alcool de forma recreativa, nos finais de semana, em ocasiões especiais, como festas e comemorações. É o conhecido ‘beber socialmente’. As pessoas não precisam da droga, não há uma procura sistemática.
  12. 12. A DROGA E SEUS USUÁRIOS (OMS) PROBLEMA / DEPENDENTE O usuário problema é aquele que faz o uso reiterado da droga. Não tem a dependência da droga, mas uma série de problemas advindos do seu uso. Tem problemas, pelo uso de drogas, em algumas esferas da sua vida afetiva, familiar, profissional e social e alguns problemas de ordem física. E coloca-se sempre em situação de risco. O dependente usa a droga de forma intensa e danosa para sua vida. Ele precisa da droga e não tem nenhum controle sobre a mesma. É uma pessoa doente, que estabelece com a droga a única forma de relação com a vida. Tem sérios problemas físicos e psíquicos e difícil relação com a família, com o trabalho e com o social.
  13. 13. INTERVENÇÕES SOBRE USO DE DROGAS REDUÇÃO DA OFERTA REDUÇÃO DO CONSUMO REDUÇÃO DE DANOS
  14. 14. ESTIMATIVA DE USUÁRIOS DE CRACK E OUTRAS DROGAS EM PERNAMBUCO (Dados por extrapolação de fontes primárias) • OMS - 10% das populações dos centros urbanos de todo o mundo consomem abusivamente substâncias psicoativas independente de idade, sexo, níveis de instrução e sócio-econômico • Pesquisa UNIFESP/CEBRID 2005 – 0,7% população do Nordeste (censo 1.680 pesquisados em 22 cidades com mais de 200 mil hab. – PE: Recife, Jaboatão, Olinda, Paulista, Caruaru e Petrolina) – Em Pernambuco: 61,6 mil – IBGE 2009 • Ministério da Saúde – 600 mil usuários no Brasil – Em Pernambuco: 27,8 mil • Conclusão: cerca de 30 a 60 mil usuários de crack em Pernambuco • OMS aponta epidemia concentrada de AIDS no País: 0,6% da população contaminada com HIV • Pesquisa domiciliar UNIFESP 2010 com 500 famílias de usuários (em São Paulo) – 61% nunca ouviu falar na rede de tratamento (SUS) • Dados do CEBRID – 2005 mostram que 12,3% da população brasileira é usuária dependente de álcool, o que totaliza cerca de 25 milhões de pessoas • No Nordeste, a dependência é de 13,8% (1,2 milhão em Pernambuco)
  15. 15. TERAPÊUTICA INTEGRAL • Atendimento médico, tratamento de desintoxicação, uso de medicamentos, redução de danos, abstinência de substâncias psicoativas • Terapia, autoconhecimento, psicanálise, grupos autoajuda, meditação, relaxamento, vontade de mudar, amizades sinceras de • Exercícios físicos, caminhadas, esportes, exercícios respiratórios, alimentação saudável • Prece, atendimento fraterno, fluidificada), palestras, leituras, reuniões voluntário, dedicação ao próximo) fluidoterapia de estudo, (passe, laborterapia água (trabalho
  16. 16. Eixos do Plano Municipal de Ações Integradas sobre Drogas
  17. 17. “De tudo o que vi nesta vida, o que mais me surpreende é o homem, pois perde a saúde para juntar dinheiro, depois perde o dinheiro para recuperar a saúde. Vive ansioso, pensando no futuro, de tal forma que acaba por não viver nem o presente, nem tampouco o futuro. Vive como se nunca fosse morrer e morre como se nunca tivesse vivido” Dalai Lama
  18. 18. Muito Obrigado!

×