SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
Baixar para ler offline
Introdução
Seis Sigma ou Six Sigma (em inglês) é
um conjunto de práticas originalmente
desenvolvidas pela Motorola para
melhorar sistematicamente os
processos ao eliminar defeitos. Um
defeito é definido como a não
conformidade de um produto ou serviço
com suas especificações.
Seis Sigma também é definido como uma
estratégia gerencial para promover mudanças nas
organizações, fazendo com que se chegue a
melhorias nos processos, produtos e serviços para
a satisfação dos clientes. Diferente de outras
formas de gerenciamento de processos produtivos
ou administrativos o Six Sigma tem como
prioridade a obtenção de resultados de forma
planejada e clara, tanto de qualidade como
principalmente financeiros.
 Desenvolvida pela Motorola década de 80
 O Custo da Não Qualidade consumia de 5
a 10% do seu faturamento.
 10 anos para criar a metodologia
Origem
Década de 90
(1995)
 Gerou ganhos de bilhões de dólares e ajudou
a tornar a GE uma das empresas mais
valorizadas no mundo.
 Status e reconhecimento para o Seis Sigma.
Objetivos
 Redução do tempo de ciclo
 Melhoria na satisfação dos clientes
 Melhoria da produtividade
 Aumento da capacidade de produção
 Redução de defeitos e falhas
 Eliminação de desperdícios
 Redução de estoques
Considerações iniciais
A razão principal para as empresas
adotarem a Seis Sigma prende-se com o
aumento das margens de lucro. Parte desse
propósito é conseguido através da redução
contínua da variação nos processos,
eliminando defeitos ou falhas nos produtos
e serviços.
Hoje em dia, o Seis Sigma é visto como uma
prática de gestão voltada para melhorar a
lucratividade de qualquer empresa ,
independentemente do seu
porte. Atualmente, o Seis Sigma tem a
finalidade de aumentar a participação de
mercado, reduzir custos e otimizar as
operações da empresa que o utiliza.
Num sentido mais lato, a Seis Sigma poderá ser
vista como a adjudicação, a realização e o fecho de
projetos orientados para a resolução dos
problemas mais importantes da organização, com
vista a aumentar a sua riqueza. Esta direção é
conseguida a partir de uma alocação das pessoas
mais competentes, munindo-as dos meios e apoios
necessários, para que o trabalho desenvolvido seja
executado ininterruptamente.
A qualidade não é vista pelo Seis Sigma na sua
forma mais tradicional, isto é, a simples
conformidade com normas e requisitos da
organização. A este respeito e como diz Mikel
Harry, conhecido por ser o arquiteto e o padrinho
da Seis Sigma, uma coisa é estar no negócio da
qualidade. Outra coisa é estar na qualidade do
negócio. A Seis Sigma é definida como o valor
agregado por um amplo esforço de produção com
a finalidade de atingir objetivos definidos na
estratégia organizacional.
Métodos
Projetos Six Sigma seguem duas metodologias.
Estas metodologias, compostas de cinco fases
cada, são chamadas pelos acrônimos DMAIC e
DMADV.
DMAIC é usado para projetos focados em
melhorar processos de negócios já existentes.
DMADV é usado para projetos focados em criar
novos desenhos de produtos e processos.
A Metodologia DMADV
Define goals: definição de objetivos que sejam
consistentes com as demandas dos clientes e com a
estratégia da empresa;
Measure and identify: mensurar e identificar
características que são criticas para a qualidade,
capacidades do produto, capacidade do processo de
produção e riscos;
Design details: desenhar detalhes, otimizar o projeto e
planejar a verificação do desenho. Esta fase se torna uma
das mais longas pelo fato de necessitar muitos testes;
Verify the design: verificar o projeto, executar pilotos
do processo, implementar o processo de produção e
entregar ao proprietário do processo.
Analyze: analisar para desenvolver e projetar
alternativas, criando um desenho de alto nível e avaliar
as capacidades para selecionar o melhor projeto;
A Metodologia DMAIC
Define the problem: definição do problema a partir de
opiniões de consumidores e objetivos do projeto;
Measure key aspects: mensurar e investigar relações de
causa e efeito. Certificando que todos os fatores foram
considerados, determinar quais são as relações. Dentro da
investigação, procurar a causa principal dos defeitos;
Analyse: análise dos dados e o mapeamento para a
identificação das causas-raiz dos defeitos e das
oportunidades de melhoria;
Improve the process: melhorar e otimizar o processo
baseada na análise dos dados usando técnicas como
desenho de experimentos, poka-yoke ou prova de erros, e
padronizar o trabalho para criar um novo estado de
processo. Executar pilotos do processo para estabelecer
capacidades;
Control: controlar o futuro estado de processo para se
assegurar que quaisquer desvios do objetivo sejam
corrigidos antes que se tornem em defeitos. Implementar
sistemas de controle como um controle estatístico de
processo ou quadro de produções, e continuamente
monitorar os processos.
Características
O Seis Sigma contempla características de outros modelos de
qualidade, tais como :
 Ênfase no controle da qualidade;
 Análise e solução de problemas usando os recursos disponíveis
de uma forma correta;
 Uso sistemático de ferramentas estatísticas;
 Utilização do DMAIC (define-measure-analyse-improve-control:
definir, medir, analisar, melhorar, controlar) e do PDCA (plan-do-
check-act: planejar, executar, verificar, agir);
Problemas
Um dos maiores problemas do Seis Sigma é o
fato de que muitas organizações não têm
compreensão da metodologia fazendo com
que os conceitos envolvidos sejam
transmitidos de forma errônea, prejudicando
a organização.
Implantação
Na implantação do Seis Sigma, se estrutura uma
equipe que atua como agente de mudanças,
trabalhando em projetos com grande retorno
financeiro, pela redução de falhas usando
métodos estatísticos. Utiliza-se várias técnicas
estatísticas para reduzir a variabilidade e
consequentemente as falhas.
Esta equipe é formada por pessoas treinadas
para disseminar o conhecimento Seis Sigma e dar
assistência aos demais integrantes da
organização, viabilizando a aplicação dos
métodos estatísticos necessários. Estes agentes
de mudança são denominados de faixa pretas
(Black Belts).
Aplicação
Ao aplicar o Seis Sigma numa organização, é feito um
intensivo uso de ferramentas para a identificação, análise
e solução de problemas, com ênfase na coleta e
tratamento de dados e suporte estatístico.
O diferencial do Seis Sigma está na forma de aplicação
estruturada dessas ferramentas e procedimentos e na sua
integração com as metas e os objetivos da organização
como um todo, fazendo com que a participação e o
comprometimento de todos os níveis e funções da
organização se torne um fator-chave para o êxito de sua
implantação.
Também atuam como fatores-chave o compromisso da
alta administração, uma atitude pró-ativa dos envolvidos
no programa, e sistematização na busca da satisfação das
necessidades e dos objetivos dos clientes e da própria
organização. Além disso, o Seis Sigma prioriza a escolha
do pessoal que irá se envolver na implantação e aplicação
do programa de forma criteriosa, além do treinamento e
da formação das equipes para a seleção, implementação,
condução e avaliação dos resultados obtidos com os
projetos executados, que são a base de sustentação do
programa.
Resultados
Dentre as principais alterações que o Seis
Sigmas provoca após sua implementação,
cita-se :
 Maior qualidade dos produtos e serviços;
 Ganhos financeiros;
Alunos: Rodrigo Giacomelli e Marcionise Amaral.
Data: 09/09/2013.
Docente: Josiani Kilian.
Assunto: Seis Sigmas.
Unidade curricular: Gestão de processos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Seis Sigma: estratégia chave para a excelência operacional
Seis Sigma: estratégia chave para a excelência operacionalSeis Sigma: estratégia chave para a excelência operacional
Seis Sigma: estratégia chave para a excelência operacionalSustentare Escola de Negócios
 
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene SeibelPrincípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene SeibelSustentare Escola de Negócios
 
Diagrama de causa e efeito
Diagrama de causa e efeitoDiagrama de causa e efeito
Diagrama de causa e efeitoAmanda Bispo
 
Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeSergio Dias
 
Previsão de vendas e demanda
Previsão de vendas e demandaPrevisão de vendas e demanda
Previsão de vendas e demandaRobson Costa
 
Estratégia de Negócios
Estratégia de NegóciosEstratégia de Negócios
Estratégia de NegóciosWagner Gonsalez
 
Indicadores de desempenho
Indicadores de desempenhoIndicadores de desempenho
Indicadores de desempenhomauroconde
 
Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h
 Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h
Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2hJulíía Barbosa
 
Apostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestreApostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestrevivianepga
 

Mais procurados (20)

Seis Sigma: estratégia chave para a excelência operacional
Seis Sigma: estratégia chave para a excelência operacionalSeis Sigma: estratégia chave para a excelência operacional
Seis Sigma: estratégia chave para a excelência operacional
 
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene SeibelPrincípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
Princípios da Filosofia Lean - Slides - Profª Silene Seibel
 
PDCA MASP
PDCA MASPPDCA MASP
PDCA MASP
 
Diagrama de causa e efeito
Diagrama de causa e efeitoDiagrama de causa e efeito
Diagrama de causa e efeito
 
Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
 
Aula Lean
Aula LeanAula Lean
Aula Lean
 
BSC – mapa estratégico
BSC – mapa estratégicoBSC – mapa estratégico
BSC – mapa estratégico
 
Lean Manufacturing 1
Lean Manufacturing 1Lean Manufacturing 1
Lean Manufacturing 1
 
Six Sigma Metodologia DMAIC
Six Sigma Metodologia DMAICSix Sigma Metodologia DMAIC
Six Sigma Metodologia DMAIC
 
Previsão de vendas e demanda
Previsão de vendas e demandaPrevisão de vendas e demanda
Previsão de vendas e demanda
 
Ferramentas da qualidade
Ferramentas da qualidadeFerramentas da qualidade
Ferramentas da qualidade
 
Indicadores e Métricas TI
Indicadores e Métricas TIIndicadores e Métricas TI
Indicadores e Métricas TI
 
Seis sigma
Seis sigma  Seis sigma
Seis sigma
 
Estratégia de Negócios
Estratégia de NegóciosEstratégia de Negócios
Estratégia de Negócios
 
Indicadores de desempenho
Indicadores de desempenhoIndicadores de desempenho
Indicadores de desempenho
 
Ferramentas da Qualidade
Ferramentas da QualidadeFerramentas da Qualidade
Ferramentas da Qualidade
 
Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h
 Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h
Um exemplo do meu uso dos Conceitos de Qualidade 5w2h
 
Apostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestreApostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestre
 
Selecao de Fornecedores
Selecao de FornecedoresSelecao de Fornecedores
Selecao de Fornecedores
 
PDCA - Treinamento completo
PDCA - Treinamento completoPDCA - Treinamento completo
PDCA - Treinamento completo
 

Semelhante a Seis Sigmas

Trabalho isaac 6 sigma e lean final
Trabalho isaac 6 sigma e lean finalTrabalho isaac 6 sigma e lean final
Trabalho isaac 6 sigma e lean finalGuilherme Pereira
 
Princípios básicos da qualidade e seis sigma
Princípios básicos da qualidade e seis sigmaPrincípios básicos da qualidade e seis sigma
Princípios básicos da qualidade e seis sigmaNara Oliveira
 
Six Sigma Como Vantagem Competitiva
Six Sigma Como Vantagem CompetitivaSix Sigma Como Vantagem Competitiva
Six Sigma Como Vantagem Competitivakakasound
 
Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...
Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...
Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...Alexandre Barcelos
 
White paper lean six sigma portugues
White paper lean six sigma portuguesWhite paper lean six sigma portugues
White paper lean six sigma portuguesPaulo Bandeira
 
e book conhea_o_seis_sigma
e book conhea_o_seis_sigmae book conhea_o_seis_sigma
e book conhea_o_seis_sigmaedinilsonfarias
 
Introdução Executiva ao Lean six sigma
Introdução Executiva ao Lean six sigmaIntrodução Executiva ao Lean six sigma
Introdução Executiva ao Lean six sigmaPaulo Bandeira
 
Qualidade & Métodos
Qualidade & MétodosQualidade & Métodos
Qualidade & MétodosJaime Maeda
 

Semelhante a Seis Sigmas (20)

Six sigma
Six sigmaSix sigma
Six sigma
 
Artigo sixsigma
Artigo sixsigmaArtigo sixsigma
Artigo sixsigma
 
Six sigma
Six sigmaSix sigma
Six sigma
 
Trabalho isaac 6 sigma e lean final
Trabalho isaac 6 sigma e lean finalTrabalho isaac 6 sigma e lean final
Trabalho isaac 6 sigma e lean final
 
Princípios básicos da qualidade e seis sigma
Princípios básicos da qualidade e seis sigmaPrincípios básicos da qualidade e seis sigma
Princípios básicos da qualidade e seis sigma
 
Lean six sigma operations
Lean six sigma operationsLean six sigma operations
Lean six sigma operations
 
6 sigma
6 sigma6 sigma
6 sigma
 
Six sigma
Six sigmaSix sigma
Six sigma
 
Processo seis sigma, uma visão geral
Processo seis sigma, uma visão geralProcesso seis sigma, uma visão geral
Processo seis sigma, uma visão geral
 
Processo seis sigma, uma visão geral
Processo seis sigma, uma visão geralProcesso seis sigma, uma visão geral
Processo seis sigma, uma visão geral
 
Yellow Belt.pptx
Yellow Belt.pptxYellow Belt.pptx
Yellow Belt.pptx
 
Slideshare green belt
Slideshare green beltSlideshare green belt
Slideshare green belt
 
Six Sigma Como Vantagem Competitiva
Six Sigma Como Vantagem CompetitivaSix Sigma Como Vantagem Competitiva
Six Sigma Como Vantagem Competitiva
 
Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...
Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...
Estudo de Caso de um Programa para a Aplicação da Metodologia Lean Seis Sigma...
 
Trabalho 6 sigma
Trabalho 6 sigmaTrabalho 6 sigma
Trabalho 6 sigma
 
White paper lean six sigma portugues
White paper lean six sigma portuguesWhite paper lean six sigma portugues
White paper lean six sigma portugues
 
Gestao seissigma
Gestao seissigmaGestao seissigma
Gestao seissigma
 
e book conhea_o_seis_sigma
e book conhea_o_seis_sigmae book conhea_o_seis_sigma
e book conhea_o_seis_sigma
 
Introdução Executiva ao Lean six sigma
Introdução Executiva ao Lean six sigmaIntrodução Executiva ao Lean six sigma
Introdução Executiva ao Lean six sigma
 
Qualidade & Métodos
Qualidade & MétodosQualidade & Métodos
Qualidade & Métodos
 

Último

Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxrenatacolbeich1
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 

Último (20)

treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 

Seis Sigmas

  • 1.
  • 3. Seis Sigma ou Six Sigma (em inglês) é um conjunto de práticas originalmente desenvolvidas pela Motorola para melhorar sistematicamente os processos ao eliminar defeitos. Um defeito é definido como a não conformidade de um produto ou serviço com suas especificações.
  • 4. Seis Sigma também é definido como uma estratégia gerencial para promover mudanças nas organizações, fazendo com que se chegue a melhorias nos processos, produtos e serviços para a satisfação dos clientes. Diferente de outras formas de gerenciamento de processos produtivos ou administrativos o Six Sigma tem como prioridade a obtenção de resultados de forma planejada e clara, tanto de qualidade como principalmente financeiros.
  • 5.  Desenvolvida pela Motorola década de 80  O Custo da Não Qualidade consumia de 5 a 10% do seu faturamento.  10 anos para criar a metodologia Origem
  • 6. Década de 90 (1995)  Gerou ganhos de bilhões de dólares e ajudou a tornar a GE uma das empresas mais valorizadas no mundo.  Status e reconhecimento para o Seis Sigma.
  • 7.
  • 8. Objetivos  Redução do tempo de ciclo  Melhoria na satisfação dos clientes  Melhoria da produtividade
  • 9.  Aumento da capacidade de produção  Redução de defeitos e falhas  Eliminação de desperdícios  Redução de estoques
  • 10. Considerações iniciais A razão principal para as empresas adotarem a Seis Sigma prende-se com o aumento das margens de lucro. Parte desse propósito é conseguido através da redução contínua da variação nos processos, eliminando defeitos ou falhas nos produtos e serviços.
  • 11.
  • 12. Hoje em dia, o Seis Sigma é visto como uma prática de gestão voltada para melhorar a lucratividade de qualquer empresa , independentemente do seu porte. Atualmente, o Seis Sigma tem a finalidade de aumentar a participação de mercado, reduzir custos e otimizar as operações da empresa que o utiliza.
  • 13.
  • 14. Num sentido mais lato, a Seis Sigma poderá ser vista como a adjudicação, a realização e o fecho de projetos orientados para a resolução dos problemas mais importantes da organização, com vista a aumentar a sua riqueza. Esta direção é conseguida a partir de uma alocação das pessoas mais competentes, munindo-as dos meios e apoios necessários, para que o trabalho desenvolvido seja executado ininterruptamente.
  • 15. A qualidade não é vista pelo Seis Sigma na sua forma mais tradicional, isto é, a simples conformidade com normas e requisitos da organização. A este respeito e como diz Mikel Harry, conhecido por ser o arquiteto e o padrinho da Seis Sigma, uma coisa é estar no negócio da qualidade. Outra coisa é estar na qualidade do negócio. A Seis Sigma é definida como o valor agregado por um amplo esforço de produção com a finalidade de atingir objetivos definidos na estratégia organizacional.
  • 16.
  • 17. Métodos Projetos Six Sigma seguem duas metodologias. Estas metodologias, compostas de cinco fases cada, são chamadas pelos acrônimos DMAIC e DMADV. DMAIC é usado para projetos focados em melhorar processos de negócios já existentes. DMADV é usado para projetos focados em criar novos desenhos de produtos e processos.
  • 18. A Metodologia DMADV Define goals: definição de objetivos que sejam consistentes com as demandas dos clientes e com a estratégia da empresa; Measure and identify: mensurar e identificar características que são criticas para a qualidade, capacidades do produto, capacidade do processo de produção e riscos;
  • 19. Design details: desenhar detalhes, otimizar o projeto e planejar a verificação do desenho. Esta fase se torna uma das mais longas pelo fato de necessitar muitos testes; Verify the design: verificar o projeto, executar pilotos do processo, implementar o processo de produção e entregar ao proprietário do processo. Analyze: analisar para desenvolver e projetar alternativas, criando um desenho de alto nível e avaliar as capacidades para selecionar o melhor projeto;
  • 20.
  • 21. A Metodologia DMAIC Define the problem: definição do problema a partir de opiniões de consumidores e objetivos do projeto; Measure key aspects: mensurar e investigar relações de causa e efeito. Certificando que todos os fatores foram considerados, determinar quais são as relações. Dentro da investigação, procurar a causa principal dos defeitos; Analyse: análise dos dados e o mapeamento para a identificação das causas-raiz dos defeitos e das oportunidades de melhoria;
  • 22. Improve the process: melhorar e otimizar o processo baseada na análise dos dados usando técnicas como desenho de experimentos, poka-yoke ou prova de erros, e padronizar o trabalho para criar um novo estado de processo. Executar pilotos do processo para estabelecer capacidades; Control: controlar o futuro estado de processo para se assegurar que quaisquer desvios do objetivo sejam corrigidos antes que se tornem em defeitos. Implementar sistemas de controle como um controle estatístico de processo ou quadro de produções, e continuamente monitorar os processos.
  • 23.
  • 24. Características O Seis Sigma contempla características de outros modelos de qualidade, tais como :  Ênfase no controle da qualidade;  Análise e solução de problemas usando os recursos disponíveis de uma forma correta;  Uso sistemático de ferramentas estatísticas;  Utilização do DMAIC (define-measure-analyse-improve-control: definir, medir, analisar, melhorar, controlar) e do PDCA (plan-do- check-act: planejar, executar, verificar, agir);
  • 25. Problemas Um dos maiores problemas do Seis Sigma é o fato de que muitas organizações não têm compreensão da metodologia fazendo com que os conceitos envolvidos sejam transmitidos de forma errônea, prejudicando a organização.
  • 26.
  • 27. Implantação Na implantação do Seis Sigma, se estrutura uma equipe que atua como agente de mudanças, trabalhando em projetos com grande retorno financeiro, pela redução de falhas usando métodos estatísticos. Utiliza-se várias técnicas estatísticas para reduzir a variabilidade e consequentemente as falhas.
  • 28. Esta equipe é formada por pessoas treinadas para disseminar o conhecimento Seis Sigma e dar assistência aos demais integrantes da organização, viabilizando a aplicação dos métodos estatísticos necessários. Estes agentes de mudança são denominados de faixa pretas (Black Belts).
  • 29.
  • 30. Aplicação Ao aplicar o Seis Sigma numa organização, é feito um intensivo uso de ferramentas para a identificação, análise e solução de problemas, com ênfase na coleta e tratamento de dados e suporte estatístico. O diferencial do Seis Sigma está na forma de aplicação estruturada dessas ferramentas e procedimentos e na sua integração com as metas e os objetivos da organização como um todo, fazendo com que a participação e o comprometimento de todos os níveis e funções da organização se torne um fator-chave para o êxito de sua implantação.
  • 31. Também atuam como fatores-chave o compromisso da alta administração, uma atitude pró-ativa dos envolvidos no programa, e sistematização na busca da satisfação das necessidades e dos objetivos dos clientes e da própria organização. Além disso, o Seis Sigma prioriza a escolha do pessoal que irá se envolver na implantação e aplicação do programa de forma criteriosa, além do treinamento e da formação das equipes para a seleção, implementação, condução e avaliação dos resultados obtidos com os projetos executados, que são a base de sustentação do programa.
  • 32. Resultados Dentre as principais alterações que o Seis Sigmas provoca após sua implementação, cita-se :  Maior qualidade dos produtos e serviços;  Ganhos financeiros;
  • 33.
  • 34. Alunos: Rodrigo Giacomelli e Marcionise Amaral. Data: 09/09/2013. Docente: Josiani Kilian. Assunto: Seis Sigmas. Unidade curricular: Gestão de processos