Briefing

7.467 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Briefing

  1. 1. Briefing
  2. 2. O que é?
  3. 3. Modalidades de Briefings <ul><li>Briefings para: </li></ul><ul><li>Criação; </li></ul><ul><li>Mídia; </li></ul><ul><li>Marketing; </li></ul>
  4. 4. Briefing de Criação <ul><li>A palavra Briefing vem do inglês, do verbo to brief que significa resumir, fazer a apresentação sumariada de alguma coisa </li></ul><ul><li>(Freitas, 1997, p. 121). </li></ul>
  5. 5. Modelo de Brienfing <ul><li>Responsáveis pelo Briefing dentro da agência: </li></ul><ul><li>Atendimento </li></ul><ul><li>+ </li></ul><ul><li>Planejamento. </li></ul>
  6. 6. Exemplo
  7. 8. Modelo da Almapp/BBDO
  8. 9. Qual o melhor Briefing? <ul><li>Segundo Rafael Sampaio: </li></ul><ul><li>Um bom briefing deve ser tão curto quanto possível, mas tão longo quanto necessário. </li></ul>
  9. 10. PARA COLAR NA PORTA DO ARMÁRIO
  10. 11. Algumas Regras Sobre o Que Fazer e o Que Não Fazer • Evite o briefing extenso e muito amplo que pode exigir muito tempo e dinheiro para ser feito e compreendido. • Reserve o briefing escrito para as informações de relevância essencial para todos os envolvidos. • Garanta a participação nas reuniões de briefing das pessoas certas para transmitir e receber informações em profundidade - pois esse, como anteriormente descrito, é um processo de vaivém. • Organize o menor número possível de reuniões e planeje para que não se prolonguem muito. Quem presidir ou coordenar as reuniões, deve controlar isso.
  11. 12. VÍDEO
  12. 13. Continuação... <ul><li>• Programe para que a participação de cada integrante seja realmente necessária justificando o custo de seu tempo e as despesas gerais. As pequenas reuniões são normalmente mais produtivas e mais objetivas do que as grandes. </li></ul><ul><li>• Associe o briefing ao planejamento de propaganda desde o início. </li></ul><ul><li>O briefing é parte do processo de planejamento. Ambos são contínuos. O propósito de ambos é definir os objetivos claros da propaganda e traçar estratégias eficazes para atingi-los. </li></ul><ul><li>• Dirija seus esforços para um mix correto entre briefing oral e escrito. Muito papel tende a confundir. Mas um documento de referência conciso, demonstrando os objetivos da propaganda os principais pontos do produto e uma avaliação do mercado é necessário para começar. </li></ul>
  13. 14. VÍDEO
  14. 15. <ul><li>• Mantenha as reuniões tão curtas quanto possível. Depois de uma sessão preliminar geral, briefings específicos para grupos especializados da agência são recomendados. Controle a tendência que algumas agências têm de convocar muitas pessoas para as reuniões. </li></ul><ul><li>• Quando for viável e útil, coloque o pessoal da agência em contato direto com os vendedores, distribuidores, compradores e operadores da sua empresa. A empresa anunciante deve facilitar e a agência deve pedir isso. </li></ul><ul><li>• Não faça apenas um longo e amplo briefing. Pessoas diferentes precisam de diferentes tipos de informação e com diferentes graus de detalhe. </li></ul><ul><li>• Não confie nos questionários escritos. Eles são uma forma pouco seletiva de obter informações. Fatos importantes podem ser perdidos ou a ênfase relativa pode estar errada. </li></ul><ul><li>• Não seja inflexível. Os procedimentos de briefing devem ser considerados como guias e não como regras. Deve haver uma folga para mudança de curso, caso seja aconselhável, no decorrer das discussões. Embora os princípios de briefing sejam constantes, devem ser reinterpretados para diferentes tipos de situação. Um procedimento estritamente funcional anula seu propósito. </li></ul>Continuação...
  15. 16. VÍDEO
  16. 17. • Não permita que o briefing se torne maçante. Ao contrário, use-o como uma oportunidade para estimular. A propaganda precisa motivar as pessoas. O entusiasmo é contagiante. O pessoal criativo, particularmente, responde muito bem a isso. • Não permita que a agência escreva o briefing por você. • É preciso cuidado com as falsas economias. Hoje, as condições de mercado cada vez mais difíceis fazem com que os anunciantes e suas agências tenham mais e mais que conseguir seus lucros com economia e eficácia de operação. Não se deve esquecer que o importante para avaliar a propaganda não é o quanto se gasta, mas sim o quanto se consegue de retorno sobre o investimento feito. Continuação...
  17. 18. VÍDEO

×