Lição 01 - EBD- A EPÍSTOLA AOS ROMANOS

747 visualizações

Publicada em

LIÇÃO 01 eSCOLA BÍBLICA DOMINICAL 03 ABRIL

Publicada em: Espiritual
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
747
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
64
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lição 01 - EBD- A EPÍSTOLA AOS ROMANOS

  1. 1. LIÇÃO 01 1º TRIMESTRE 2016 A EPÍSTOLA AOS ROMANOS
  2. 2. O EVANGELHO NÃO ENVERGONHA - RM 1:16,17. 1. Porque é poder de Deus - para salvação do judeu - para salvação do grego - para salvação de todos nós 2. Porque revela o modo concebido por Deus para nos salvar - não é o nosso modo de nos salvar - não aceita outras modalidades inventadas pelos homens
  3. 3. FILIPENSES 3:4-7 • - SAULO ERA JUDEU DA TRIBO DE BENJAMIM; • - CIRCUNCIDADO AO OITAVO DIA (LV 12.3); • - FARISEU; GRUPO RELIGIOSO JUDAICO, SURGIDO NO II SÉCULO A.C., FUNDAMENTALISTAS E LEGALISTAS DO JUDAÍSMO, CUJO ZELO EM APLICAR AS ESCRITURAS DO AT ,LEVOU A UM SISTEMA COMPLEXO DE TRADIÇÕES E OBRAS, SEGUIAM NÃO SÓ AS LEIS DO ANTIGO TESTAMENTO, MAS TAMBÉM A TRADIÇÃO ORAL QUE TINHAM RECEBIDO DOS ANTEPASSADOS” • - PERSEGUIDOR DA IGREJA (SEU ZELO AO FARISAÍSMO O LEVOU A PERSEGUIÇÃO , RADICALIZMO, EXTREMISMO. EX: EI)
  4. 4. QUEM ERA SAULO DE TARSO (PAULO)? AT 22:3A • SAULO ERA SEU NOME HEBRAICO; • PAULO ERA SEU NOME EM GREGO; • NASCEU APROXIMADAMENTE NA MESMA ÉPOCA QUE CRISTO, EM TARSO, IMPORTANTE CIDADE DA PROVÍNCIA ROMANA DA CILÍCIA(ATUAL TURQUIA); • PAULO NASCEU EM UM LAR JUDEU, E HERDOU O DIREITO POR NASCIMENTO A CIDADANIA ROMANA.
  5. 5. SAULO AOS PÉS DE GAMALIEL (AT 22:3)
  6. 6. GAMALIEL, O ANCIÃO, OU RABINO GAMALIEL, FOI O NETO DO GRANDE EDUCADOR JUDEU HILEL, O ANCIÃO. LÍDER DENTRE AS AUTORIDADES DO SINÉDRIO DE MEADOS DO SÉCULO I, RECONHECIDO MESTRE E DOUTOR DA LEI
  7. 7. SAULO FOI UM GRANDE PERSEGUIDOR DOS CRISTÃOS DA IGREJA PRIMITIVA (ATOS 7:58; 8:1-3)
  8. 8. ENCONTRO COM JESUS NO CAMINHO DE DAMASCO (AT 9:1- 9)
  9. 9. ORIGEM DA IGREJA DE ROMA, NÃO FOI FUNDADA POR PAULO (AT 2:10)
  10. 10. ROMANOS 15:22-26 • PAULO ESTAVA INDO PARA JERUSALÉM PARA LEVAR SUA OFERTA RECEBIDA EM ACAIA E MACEDÔNIA, E DEPOIS PARTIR PARA ROMA. ELE SENTIA QUE HAVIA NECESSIDADE DE SE EVANGELIZAR O LADO OCIDENTAL DA EUROPA, NA ESPANHA. • PAULO ESCREVE AOS ROMANOS PARA QUE ELES SE SENSIBILIZEM (TENHAM CONCIÊNCIA MISSIONÁRIA)PARA O ENVIAREM À ESPANHA.
  11. 11. CURIOSIDADES ROMANOS 16:22 • “EU TÉRCIO, QUE ESCREVO ESTA CARTA VOS SAÚDO NO SENHOR” • O ESPÍRITO SANTO REVELA A MENSAGEM BÍBLICA A PAULO; • PAULO DITA A MENSAGEM A TÉRCIO SEU SECRETÁRIO QUE A ESCREVE.
  12. 12. FREQUENTEMENTE USA O MÉTODO DIATRIBE • TERMO DE ORIGEM GREGA “DISCURSO OU CONVERSAÇÃO FILOSÓFICA”. • CRÍTICA SEVERA E MORDAZ; ESCRITO OU DISCURSO AGRESSIVO E INJURIOSO. EXPOSIÇÃO ORAL AGRESSIVA QUE CENSURA E CONDENA. • ESTE MÉTODO CONSISTE EM UM DIÁLOGO COM UM INTERLOCUTOR IMAGINÁRIO COM QUEM SE DIALOGA, FAZENDO PERGUNTAS E OFERECENDO RESPOSTAS. (ex 3:29-31)
  13. 13. CONTEÚDO - A pecaminosidade do homem; a salvação de Deus; a justificação pela fé e a graça divina; manifestação da justiça de Deus mediante a fé (Rm 1.18-4.25). Necessidade espiritual que os gentios, judeus e toda a humanidade têm da salvação de Deus nos capítulos (5.1— 8.39), a ação santificadora do Espirito Santo no processo da salvação. É destacado aqui o resultado prático do Evangelho na salvação do crente.
  14. 14. CONTEÚDO • -Nos capítulos 9 a 11 encontramos a teologia paulina a respeito do tratamento de Deus para com Israel, o seu povo. São revelados três aspectos do tratamento de Deus para com Israel-passado, presente e futuro. Na última seção Paulo mostra lado prático do Evangelho na transformação de vidas (12 a 15.13). A conclusão da carta, tratando do empreendimento missionário do apóstolo e algumas recomendações finais, estende-se do capítulo 15.14 ao 16.27.
  15. 15. PROPÓSITO o apóstolo deseja fazer da igreja romana uma base missionária a fim de que ele pudesse chegar até a Espanha (Rm 15.24,28); fica evidente também que o apóstolo está imbuído da defesa do Evangelho que ele pregava. Assim, as acusações de que Paulo promovia um anti-judaísmo não procedem, pois a carta também tem um propósito apologético e pastoral, como podemos verificar nos capítulos 14 e 15.
  16. 16. 1. FUNDAMENTAÇÃO DOUTRINÁRIA A Epístola aos Romanos é considerada a mais teológica dentre todas as outras escritas por Paulo. 0 forte conteúdo doutrinário desta carta é sem dúvida o mais completo do Novo Testamento. As cartas do apóstolo Paulo tratam de alguns dos temas mais profundos do Cristianismo — doutrina da Trindade, os temas do amor de Deus, do chamado dos gentios, da salvação pela fé em Jesus Cristo, da ressurreição dos mortos, da vida eterna e tantos outros.
  17. 17. DOUTRINAS Paulo mostra à igreja que o pecador pode encontrar a redenção na poderosa mensagem do Evangelho que é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. A Carta aos Romanos revela que é por intermédio da graça de Deus, manifestada na pessoa bendita de Jesus Cristo, que o homem pode ver corrigido o seu relacionamento com o Criador. A velha natureza é subjugada (dominada pela força) na cruz e o Espirito Santo faz com que o poder da cruz agora emane na vida do crente.
  18. 18. RENOVAÇÃO ESPIRITUAL Não há dúvida de que a igreja de Roma, experimentou uma tremenda renovação espiritual mediante a sua leitura. Assim como Agostinho, bispo de Hipona, que teve sua vida mudada quando leu Romanos 13.13. Por outro lado, Matinho Lutero, o grande reformador alemão, foi desafiado a romper com a tradição católica quando também leu a Carta aos Romanos. John Wesley também testemunhou forte renovação em sua vida através da leitura do comentário dessa Carta, escrita pelo Reformador. Que nós aqui em Caçapava também sejamos transformados após lermos, aprendermos e praticarmos os ensinamentos da carta de Paulo aos romanos.
  19. 19. CONCLUSÃO Uma visão panorâmica da carta de Paulo aos Romanos permite-nos vislumbrar a terrível situação espiritual na qual se encontra a humanidade depois da Queda. É algo desesperador. Todavia, a Carta mostra, de forma clara, que Deus por intermédio do seu amor gracioso, que ultrapassa todo o entendimento, veio ao encontro dos pecadores para oferecer-lhes perdão e restauração através de Jesus Cristo, seu bendito Filho. É Ele que, através de seu sacrifício vicário, tirou a raça humana das trevas do pecado e deu a oportunidade ao pecador de viver uma nova vida no poder do Espírito Santo.
  20. 20. ELEIÇÃO • 1. Eleição (Ef 1.4,5). Antes mesmo de o Universo ter sido criado, nós já havíamos sido eleitos por Deus para usufruir plenamente da salvação. 1 Pe 1.1,2.
  21. 21. PREDESTINAÇÃO • O apóstolo afirma que fomos não somente eleitos, mas igualmente predestinados à vida eterna (Ef 1.5). • Isto não significa, porém, que Deus tenha amado apenas uma parte da raça humana; amou-a por completo. Pois a promessa do Salvador foi feita em primeiro lugar a Adão — o pai de todas as famílias da Terra e representante de toda a humanidade (Gn 3.15). Portanto, basta o homem receber a Cristo para desfrutar, de imediato, dos benefícios da eleição e da predestinação. Em sua presciência, Deus elegeu, em seu Filho, aqueles que, aceitando o Evangelho, experimentam o milagre da regeneração. •
  22. 22. JUSTIFICAÇÃO • 1. Definição etimológica. A palavra justificação é oriunda do hebraico tsādēq e do grego dikaios. Significa, declarar justo pelos méritos de Cristo. • 2. Definição teológica. Justificação é um termo forense e traz esta rica conotação: declarar alguém justo, como se este jamais houvera cometido quaisquer iniqüidades. Logo: é mais do que absolvição; é colocar o pecador arrependido no lugar de justo. • 3. Benefícios da justificação. Estes são alguns dos benefícios da justificação: 1) um novo relacionamento com a Lei (At 13.39); 2) um novo relacionamento com Deus (Rm 5.1,9); uma nova concepção sobre a própria culpa (Rm 8.33); uma nova perspectiva quanto ao futuro (Tt 3.7).

×