SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Rodrigo Carreiro
Mestrando
Grupo Comunicação, Internet e Democracia (UFBA)
 Aproximação entre cibercultura e
comunicação política
 Possibilidades democráticas da internet:
ainda há algo de novo a ser dito?
 A internet como meio ou fim democrático?
 Materialidades de Comunicação
 Internet: uma “novidade” para democracia
 Estreitamento das esferas política e pública
 Enfraquecimento da representação política:
déficit de prestação pública de dados
(accountability) e falta de alinhamento entre
público e representantes
 Inteligência coletiva e participação
Materialidades da Comunicação
Funcionalidade e uso material = significado
o meio é definidor de parâmetros
limitadores e potencializadores da
informação
“uma materialidade, uma presença de coisas
e situações num nível de ‘realidade’ fora
da interpretação, e, de outro lado, as
respectivas interpretações” (HANKE, 2005)
História material na transmissão e
armazenamento da informação
Como a materialidade da internet influencia a participação
pólítica e engajamento cívico?
Como a internet potencializa a participação dos cidadãos na
política e na esfera civil?
Quais os aspectos limitadores dessa relação?
 Potenciais democráticos da internet (Gomes 2005):
 Superação dos limites de tempo e espaço para a participação
política
 Extensão e qualidade do estoque de informações on-line.
 Comodidade, conforto, conveniência e custo
 Facilidade e extensão de acesso
 Sem filtros nem controle
 Interatividade e interação
 Oportunidade para vozes minoritárias ou excluídas
Superação dos limites de tempo e espaço
para a participação política
 espaço de fluxos (CASTELLS, 2009)
 articulação e mobilização
 Comunicação aberta e em qualquer lugar
 Vote na Web
 Blogagem coletiva
 Eleições 2010
Extensão e qualidade do estoque
de informações on-line
 Quanto mais informação, mais democracia?
 Transcodificação: informação não tem "cara“
 Quantidade x qualidade
 É preciso traduzir conteúdo em efeitos de significado
 Data.gov
 Transparência Brasil
 Eu Lembro
Projeto Excelências – Às Claras 2004
Comodidade, conforto, conveniência e custo
 Liberação do pólo de emissão da informação (LEMOS)
 Contas públicas e dados abertos
Mesmo assim, a internet continua repetindo os mesmos padrões de
engajamento e participação dos modos tradicionais
 Participação = maior nível de renda e educação (KEETER et al, 2002;
ZUKIN et al, 2006)
Facilidade e extensão de acesso
 Alcance global
 O alcance da internet: acesso primário
 Acesso "aprofundado": informação política e participação
 Wikileaks: dados brutos (raw data)
Data.gov: dados geolocalizados
Sem filtros nem controle
 Horizontalização da informação...
 ...Mas novos centros de poder emergem
 Arquitetura de rede das redes: protocolos e roteadores globais
 Smart Mobs (RHEINGOLD)
 Por onde passam os Backbones?
Jornal Gazeta do Povo – 22/05/09
“Stadler explica que a comunicação entre os neonazistas é feita
pela internet. E adianta que não é fácil quebrar a segurança dos
sites: os internautas precisam ter senhas, que são trocadas a cada
entrada”
Interatividade e Interação
 Democracia deliberativa e discussão aberta de assuntos públicos
 Canais de comunicação entre Estado e população
 Conexão global em torno de problemas locais
 Cultura da colaboração: wikis
 A materialidade da internet, no sentido da democracia, muda o
paradigma de consumo do objeto (televisão, rádio, jornal) para
consumo do objeto com outro cidadão.
 Cidade Democrática
Cidade Democrática: reconhecimento de pares
Oportunidade para vozes minoritárias ou excluídas
 Do gueto para o mundo
 “O usuário é o conteúdo” (MCLUHAN)
 Múltiplas vozes em ação
 Movimentos minoritários
 Movimento Zapatista
 Luta pelos direito dos gays
 Movimento da Libertação Feminina

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências e limitações

Conceito de democracia digital
Conceito de democracia digitalConceito de democracia digital
Conceito de democracia digitalRafael Sampaio
 
Cibercultura e participação democrática em rede: perspectivas da utilização d...
Cibercultura e participação democrática em rede: perspectivas da utilização d...Cibercultura e participação democrática em rede: perspectivas da utilização d...
Cibercultura e participação democrática em rede: perspectivas da utilização d...Graziela Brandão
 
Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências ...
Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências ...Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências ...
Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências ...Rodrigo Carreiro
 
Inclusão digital no brasil - Lucilene Cury, Ligia Capobianco (2010)
Inclusão digital no brasil - Lucilene Cury, Ligia Capobianco (2010)Inclusão digital no brasil - Lucilene Cury, Ligia Capobianco (2010)
Inclusão digital no brasil - Lucilene Cury, Ligia Capobianco (2010)ACORN-REDECOM
 
Das promessas às realizações: o que a internet pode fazer pela democracia?
Das promessas às realizações: o que a internet pode fazer pela democracia?Das promessas às realizações: o que a internet pode fazer pela democracia?
Das promessas às realizações: o que a internet pode fazer pela democracia?Universidade Federal do Paraná
 
A Democracia online: política, Estado e cidadania através de plataformas digi...
A Democracia online: política, Estado e cidadania através de plataformas digi...A Democracia online: política, Estado e cidadania através de plataformas digi...
A Democracia online: política, Estado e cidadania através de plataformas digi...Ciber Comunica
 
transparencia_esferapublica1
transparencia_esferapublica1transparencia_esferapublica1
transparencia_esferapublica1Daniela Silva
 
2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...
2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...
2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:
- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:
- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...
1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...
1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...
O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...
O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...
Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...
Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...
Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...
Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...
Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...
Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...
Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...
Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 
Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:
Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:
Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:GT ASSESSORIA ACADÊMICA
 

Semelhante a Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências e limitações (20)

Apresentação democracia digital
Apresentação democracia digitalApresentação democracia digital
Apresentação democracia digital
 
Apresentação democracia digital
Apresentação democracia digitalApresentação democracia digital
Apresentação democracia digital
 
Conceito de democracia digital
Conceito de democracia digitalConceito de democracia digital
Conceito de democracia digital
 
Cibercultura e participação democrática em rede: perspectivas da utilização d...
Cibercultura e participação democrática em rede: perspectivas da utilização d...Cibercultura e participação democrática em rede: perspectivas da utilização d...
Cibercultura e participação democrática em rede: perspectivas da utilização d...
 
Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências ...
Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências ...Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências ...
Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências ...
 
Inclusão digital no brasil - Lucilene Cury, Ligia Capobianco (2010)
Inclusão digital no brasil - Lucilene Cury, Ligia Capobianco (2010)Inclusão digital no brasil - Lucilene Cury, Ligia Capobianco (2010)
Inclusão digital no brasil - Lucilene Cury, Ligia Capobianco (2010)
 
Das promessas às realizações: o que a internet pode fazer pela democracia?
Das promessas às realizações: o que a internet pode fazer pela democracia?Das promessas às realizações: o que a internet pode fazer pela democracia?
Das promessas às realizações: o que a internet pode fazer pela democracia?
 
A Democracia online: política, Estado e cidadania através de plataformas digi...
A Democracia online: política, Estado e cidadania através de plataformas digi...A Democracia online: política, Estado e cidadania através de plataformas digi...
A Democracia online: política, Estado e cidadania através de plataformas digi...
 
Governo Eletrônico
Governo EletrônicoGoverno Eletrônico
Governo Eletrônico
 
transparencia_esferapublica1
transparencia_esferapublica1transparencia_esferapublica1
transparencia_esferapublica1
 
2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...
2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...
2. Faça uma pesquisa e identifique como uma organização pública em sua cidade...
 
- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:
- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:
- Identificação da Cidade e UF: - Organização pública: - TIC:
 
1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...
1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...
1. Indique quais são as principais características das TICs (sua resposta dev...
 
O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...
O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...
O objetivo desta atividade é que você se sinta imersivo em uma análise sobre ...
 
Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...
Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...
Olá, estudante! A atividade proposta corresponde ao Material de Avaliação Prá...
 
Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...
Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...
Capacidades estatais em tecnologias de informação e comunicação dos estados e...
 
Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...
Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...
Os governos estão, a cada dia, diante de diversas possibilidades e desafios p...
 
participação e o controle social.
 participação e o controle social. participação e o controle social.
participação e o controle social.
 
Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...
Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...
Exemplifique e descreva por que esse serviço é considerado uma TIC e como ele...
 
Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:
Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:
Considerando o conteúdo estudado, responda às questões a seguir:
 

Mais de Rodrigo Carreiro

Democracia digital e participação: um estudo sobre iniciativas civis no Brasil
Democracia digital e participação: um estudo sobre iniciativas civis no BrasilDemocracia digital e participação: um estudo sobre iniciativas civis no Brasil
Democracia digital e participação: um estudo sobre iniciativas civis no BrasilRodrigo Carreiro
 
Twitter e comunicação política: limites e possibilidades
Twitter e comunicação política: limites e possibilidadesTwitter e comunicação política: limites e possibilidades
Twitter e comunicação política: limites e possibilidadesRodrigo Carreiro
 
Participação política local através da internet e os ganhos democráticos para...
Participação política local através da internet e os ganhos democráticos para...Participação política local através da internet e os ganhos democráticos para...
Participação política local através da internet e os ganhos democráticos para...Rodrigo Carreiro
 
Democracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No Brasil
Democracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No BrasilDemocracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No Brasil
Democracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No BrasilRodrigo Carreiro
 
Democracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No Brasil
Democracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No BrasilDemocracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No Brasil
Democracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No BrasilRodrigo Carreiro
 
Democracia digital e sociedade civil: uma perspectiva do estado atual no Brasil
Democracia digital e sociedade civil: uma perspectiva do estado atual no BrasilDemocracia digital e sociedade civil: uma perspectiva do estado atual no Brasil
Democracia digital e sociedade civil: uma perspectiva do estado atual no BrasilRodrigo Carreiro
 
Usos jornalísticos no Twitter: a instantaneidade como valor de consumo da inf...
Usos jornalísticos no Twitter: a instantaneidade como valor de consumo da inf...Usos jornalísticos no Twitter: a instantaneidade como valor de consumo da inf...
Usos jornalísticos no Twitter: a instantaneidade como valor de consumo da inf...Rodrigo Carreiro
 

Mais de Rodrigo Carreiro (8)

Democracia digital e participação: um estudo sobre iniciativas civis no Brasil
Democracia digital e participação: um estudo sobre iniciativas civis no BrasilDemocracia digital e participação: um estudo sobre iniciativas civis no Brasil
Democracia digital e participação: um estudo sobre iniciativas civis no Brasil
 
Twitter e comunicação política: limites e possibilidades
Twitter e comunicação política: limites e possibilidadesTwitter e comunicação política: limites e possibilidades
Twitter e comunicação política: limites e possibilidades
 
Participação política local através da internet e os ganhos democráticos para...
Participação política local através da internet e os ganhos democráticos para...Participação política local através da internet e os ganhos democráticos para...
Participação política local através da internet e os ganhos democráticos para...
 
Democracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No Brasil
Democracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No BrasilDemocracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No Brasil
Democracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No Brasil
 
Democracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No Brasil
Democracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No BrasilDemocracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No Brasil
Democracia Digital e Participação: Um Estudo Sobre Iniciativas Civis No Brasil
 
Democracia digital e sociedade civil: uma perspectiva do estado atual no Brasil
Democracia digital e sociedade civil: uma perspectiva do estado atual no BrasilDemocracia digital e sociedade civil: uma perspectiva do estado atual no Brasil
Democracia digital e sociedade civil: uma perspectiva do estado atual no Brasil
 
Usos jornalísticos no Twitter: a instantaneidade como valor de consumo da inf...
Usos jornalísticos no Twitter: a instantaneidade como valor de consumo da inf...Usos jornalísticos no Twitter: a instantaneidade como valor de consumo da inf...
Usos jornalísticos no Twitter: a instantaneidade como valor de consumo da inf...
 
Cibercultura juvenil
Cibercultura juvenilCibercultura juvenil
Cibercultura juvenil
 

Último

DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimWashingtonSampaio5
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 

Último (20)

DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mimJunto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
Junto ao poço estava eu Quando um homem judeu Viu a sede que havia em mim
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 

Materialidades da comunicação e participação política na internet: potências e limitações

  • 1. Rodrigo Carreiro Mestrando Grupo Comunicação, Internet e Democracia (UFBA)
  • 2.  Aproximação entre cibercultura e comunicação política  Possibilidades democráticas da internet: ainda há algo de novo a ser dito?  A internet como meio ou fim democrático?  Materialidades de Comunicação
  • 3.  Internet: uma “novidade” para democracia  Estreitamento das esferas política e pública  Enfraquecimento da representação política: déficit de prestação pública de dados (accountability) e falta de alinhamento entre público e representantes  Inteligência coletiva e participação
  • 4. Materialidades da Comunicação Funcionalidade e uso material = significado o meio é definidor de parâmetros limitadores e potencializadores da informação “uma materialidade, uma presença de coisas e situações num nível de ‘realidade’ fora da interpretação, e, de outro lado, as respectivas interpretações” (HANKE, 2005) História material na transmissão e armazenamento da informação
  • 5. Como a materialidade da internet influencia a participação pólítica e engajamento cívico? Como a internet potencializa a participação dos cidadãos na política e na esfera civil? Quais os aspectos limitadores dessa relação?
  • 6.  Potenciais democráticos da internet (Gomes 2005):  Superação dos limites de tempo e espaço para a participação política  Extensão e qualidade do estoque de informações on-line.  Comodidade, conforto, conveniência e custo  Facilidade e extensão de acesso  Sem filtros nem controle  Interatividade e interação  Oportunidade para vozes minoritárias ou excluídas
  • 7. Superação dos limites de tempo e espaço para a participação política  espaço de fluxos (CASTELLS, 2009)  articulação e mobilização  Comunicação aberta e em qualquer lugar  Vote na Web  Blogagem coletiva  Eleições 2010
  • 8. Extensão e qualidade do estoque de informações on-line  Quanto mais informação, mais democracia?  Transcodificação: informação não tem "cara“  Quantidade x qualidade  É preciso traduzir conteúdo em efeitos de significado  Data.gov  Transparência Brasil  Eu Lembro
  • 9. Projeto Excelências – Às Claras 2004
  • 10. Comodidade, conforto, conveniência e custo  Liberação do pólo de emissão da informação (LEMOS)  Contas públicas e dados abertos Mesmo assim, a internet continua repetindo os mesmos padrões de engajamento e participação dos modos tradicionais  Participação = maior nível de renda e educação (KEETER et al, 2002; ZUKIN et al, 2006)
  • 11. Facilidade e extensão de acesso  Alcance global  O alcance da internet: acesso primário  Acesso "aprofundado": informação política e participação  Wikileaks: dados brutos (raw data)
  • 13. Sem filtros nem controle  Horizontalização da informação...  ...Mas novos centros de poder emergem  Arquitetura de rede das redes: protocolos e roteadores globais  Smart Mobs (RHEINGOLD)  Por onde passam os Backbones?
  • 14. Jornal Gazeta do Povo – 22/05/09 “Stadler explica que a comunicação entre os neonazistas é feita pela internet. E adianta que não é fácil quebrar a segurança dos sites: os internautas precisam ter senhas, que são trocadas a cada entrada”
  • 15. Interatividade e Interação  Democracia deliberativa e discussão aberta de assuntos públicos  Canais de comunicação entre Estado e população  Conexão global em torno de problemas locais  Cultura da colaboração: wikis  A materialidade da internet, no sentido da democracia, muda o paradigma de consumo do objeto (televisão, rádio, jornal) para consumo do objeto com outro cidadão.  Cidade Democrática
  • 17. Oportunidade para vozes minoritárias ou excluídas  Do gueto para o mundo  “O usuário é o conteúdo” (MCLUHAN)  Múltiplas vozes em ação  Movimentos minoritários  Movimento Zapatista  Luta pelos direito dos gays  Movimento da Libertação Feminina