Insuficiência Hepática Aguda

8.444 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.444
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
144
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
96
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Insuficiência Hepática Aguda

  1. 1. INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA AGUDA DR PLINIO N GOMES
  2. 2. Principais causas da IHepA Drogas (acetaminofen, amiodarona, AINH, sais de ouro, halotano, isoniazida, PTU, rifampicina, sulfa, difenilhidantoina, ácido valpróico etc) Virus (HBV>HBA, HBD, HBE, CMV, HSV, EBV, VZ etc) Pós- Pós-ressecções hepáticas extensas Vascular (Trombose Portal, Budd-Chiari, SOS, Budd- Pós- Pós-Choque Metabólicas (Esteatose Aguda associada à Gravidez, Reye, Wilson)
  3. 3. MANAGEMENT OF ACUTE LIVER FAILURE
  4. 4. A DETERIORAÇÃO AGUDA DA FUNÇÃO HEPÁTICA Alterações perceptíveis na cognição, coagulação e metabolismo geral/específico Poucos recursos disponíveis de monitoração da função hepática (Clearance da Indocianina Verde) Aprox. 60% dos pacientes necessitam OLT nos EUA Causa mortis mais comum é a Falência de Múltiplos Órgãos
  5. 5. Escores de Avaliação da Disfunção Hepática Aguda King´ King´s College, 1989
  6. 6. Escores de Avaliação da Disfunção Hepática Aguda Meld Score, Mayo Clinic 1998/UNOS
  7. 7. Escores de Avaliação da Disfunção Hepática Aguda Escore de Encefalopatia Hepática (West Haven- Conn, 1994) Haven-
  8. 8. HÁ POUCAS DOENÇAS EM MEDICINA COM CURSO TÃO DEVASTADOR QUANTO A INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA AGUDA MORTALIDADE VARIA CONFORME O SUPORTE INTENSIVO E A EXPERIÊNCIA DO GRUPO
  9. 9. PILARES NA ABORDAGEM DA IHepA Dx precoce/preciso INFUSÃO DE NAC • independente da etiologia • EH graus I e II • Até INR < 1,5x Transferência para um Centro de OLT Listagem em fila de OLT
  10. 10. Terapia com N-AC N-
  11. 11. TERAPIA DE SUPORTE NA IHepA Tratamento sindrômico ao Choque (SIRS c/s infecção) e ao Edema Cerebral Predomínio de infecções por CG+ Suporte metabólico (hipos), reposição de corticosteróide Terapia Renal substitutiva precoce (amônia> 150 mmol/l, creatinina sérica > 0,3 mg/dl o basal) Abordagem ao distúrbio da coagulação não tem escore elevado de EBM. O risco de sangramento espontâneo é baixo Hipertensão Intracraniana tem mau prognóstico
  12. 12. Distúrbios Metabólicos na IHepA Hipoglicemia • Alteração na reserva de glicogênio • Alteração da gliconeogênese • Aumento da insulinemia Catabolismo protêico elevado Hipo_Na, Hipo_K, Hipo_P
  13. 13. Avaliação Nutricional na IHepA
  14. 14. Acesso Nutricional na IHepA Oral Acompanhar alterações de EH, alteração de reflexos 5-7 colações/diárias Enteral Menor risco de infecção Suporte esplâncnico Modulação de SIRS Parenteral Quando o TGI estiver disfuncionante
  15. 15. Meta Nutricional na IHepA VCT Inicial: 20-25 kcal/kg 20- Desnutridos: 25-30 kcal/kg 25- Proteínas 1,2- 1,2-1,8 g ptn/kg EH ≥2 : 0,3-0,8 g ptn/kg- AACR? 0,3- ptn/kg- Não utilizar Gln ev nos quadros de EH≥2 EH≥ Fontes calóricas Glicose/Lipídios 70/30% Clearance de triglicérides reduzido Outros Controle de eletrólitos (P!), suplementação de vitaminas hidro e lipossolúveis. Não restringir líquidos a priori (apenas se Na<125). Oferta de sal < 2g se ascite
  16. 16. Manuseio da Encefalopatia Hepática Aguda
  17. 17. Hipotermia Moderada (32-33°C) e EHA (32-33° Redução do metabolismo energético cerebral Possível redução da atividade convulsivante subclínica Normalização do fluxo sanguíneo cerebral e sua autoregulação Redução da oferta de amônia no cérebro Atenuação do metabolismo anaeróbio da via glicolítica e do stress oxidativo nos astrócitos Redução do glutamato extracelular e normalização da osmolaridade cerebral Atenuação da SIRS Regulação do metabolismo do óxido nítrico Dar preferência a dispositivos de resfriamento externo
  18. 18. Sistemas de Fígado Artificial Sem células- Detoxicação Hemofiltração em coluna de carvão/adsorção (MARS, SEPAD-PROMETEUS) Com células- Detoxicação e Síntese orgânica Cultura de células humanas ou de animais (ELAD, HepaLife) O desenvolvimento destes recursos ainda está restrito a centros de ponta, observando-se melhora dos marcadores de EH e de bilirrubinas

×