Conceitos e técnicas de programação aula 3

848 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
848
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Conceitos e técnicas de programação aula 3

  1. 1. Gestão de Tecnologia da Informação Conceitos e Técnicas de Programação Profº Ms. Tarcísio Júnior1
  2. 2. Conceitos e Técnicas de Programação Diagrama de Blocos2
  3. 3. Diagrama de Bloco O que é um diagrama de bloco? O diagrama de blocos é uma forma padronizada e eficaz para representar os passos lógicos de um determinado processamento. Com o diagrama podemos definir uma sequência de símbolos, com significado bem definido, portanto, sua principal função é a de facilitar a visualização dos passos de um processamento.3
  4. 4. Diagrama de Bloco Simbologia Existem diversos símbolos em um diagrama de bloco. No decorrer do curso apresentaremos os mais utilizados.4
  5. 5. Diagrama de Bloco5
  6. 6. Diagrama de Bloco Simbologia Dentro do símbolo sempre terá algo escrito, pois somente os símbolos não nos dizem nada. Veja no exemplo a seguir: Exemplos de Diagrama de Bloco.6
  7. 7. 7
  8. 8. Conceitos e Técnicas de Programação Tipos de dados8
  9. 9. Tipos de Dados TIPOS DE DADOS TIPOS DE DADOS Inteiro Inteiro Real Real Caracter Caracter Lógico Lógico numéricos9
  10. 10. Tipos de Dados  INTEIRO Informação numérica que pertence ao conjunto dos números inteiros (negativa, nula, positiva).  Ela tem 15 irmãos  A escada possui 8 degraus  REAL Informação numérica que pertence ao conjunto dos números reais.  Maria tem 1,73 metros de altura  João pesa 82,5 kg.10
  11. 11. Tipos de Dados  CARACTER Informação composta por um conjunto de caracteres alfanuméricos  numéricos (0...9), alfabéticos (A...Z, a...z) e especiais (#,?,!,@).  Constava na prova: “Use somente caneta!”  O parque estava repleto de placas: “Não pise na grama”  O CEP é 58013-030  LÓGICO Informação que pode assumir apenas duas situações:  A porta pode estar aberta ou fechada  A lâmpada pode estar acesa ou apagada11
  12. 12. Tipos de Dados Exercícios: Qual o tipo dos dados presente em cada uma das seguintes frases: a) A placa “pare!” tinha 2 furos de bala b) Maria subiu 5 degraus da escada para pegar uma fruta c) Ana levou 3.5 horas para chegar ao hospital. d) Julia pintou em sua camisa “Preserve o meio ambiente”, e ficou devendo 30,00 ao vendedor de tintas. e) João alcançou a marca de 59,1 segundos nos 100 metros rasos.12
  13. 13. Variáveis e Constantes Variáveis e constantes são conceitos fundamentais para a construção de algoritmos e programas de computadores, pois são através deles que um algoritmo “guarda” os dados do problema. - VARIÁVEL Variáveis são objetos que podem ter seu valor modificado durante a execução do programa13
  14. 14. Variáveis e Constantes - CONSTANTE  Valor fixo que não se modifica ao longo do tempo. O valor é fixo do início ao fim da execução do algoritmo.  Pode ser criado pelo programador para armazenar um único valor de um tipo definido.  O nome dado a uma constante é um identificador.14
  15. 15. Variáveis e Constantes - IDENTIFICADOR  NOME fornecido a um recurso computacional que o identifica;  Conjuntos de caracteres, que representam: constantes, variáveis, tipos, procedimentos, unidades, programas, etc.  Podem ter qualquer tamanho, mas somente os 63 primeiros caracteres são significativos  Recomenda-se o uso de no máximo 8 caracteres.  Uma vez definidos o nome (identificador) e o tipo de uma variável ou constante, não é possível alterá-los no decorrer de um algoritmo.15
  16. 16. Variáveis e ConstantesREGRAS PARA A FORMAÇÃO DE IDENTIFICADORES1. Devem começar por um caractere alfabético (letra); notas [correto] salario [correto] 98_notas [errado] 5x [errado]2. Os caracteres seguintes podem ser caracteres alfabéticos ou numéricos;3. Não devem ser usados caracteres especiais (!@#$%&*/-+<>?) Só pode ter, após o primeiro caractere, letras, números e sublinhada (_)4. Não devem ser palavras reservadas (inicio, fim, se, entao, senao, enquanto, etc).16
  17. 17. Variáveis e ConstantesExemplos de identificadores válidos:a) Xb) x3c) altura1d) teste_11e) a1b2c3Exemplos de identificadores inválidos:a) 1Xb) X 3c) A%1d) B-2e) maior que 10f) >1017
  18. 18. Variáveis e Constantes DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS Exemplos:  Inteiro: x, i, num;  Caracter: nome, endereco, data;  Real: peso, dolar, nota  Lógico: resposta Exercícios: Declare as seguintes variáveis, associando o tipo primitivo adequado ao dado: a) nota_aluno b) nome_aluno c) numero_de_matrícula d) idade18
  19. 19. Variáveis e Constantes Uso de variáveis na Entrada e Saída de dados  Comando de Entrada de dados: atribuir dados as variáveis leia (<variável> ou <lista-de-variáveis> );  Recebe os valores digitados pelos usuários para atribuí-los às variáveis cujos nomes estão <variável> ou <lista-de-variáveis>  Ex: leia (X); leia (A, ALTURA, NOTA)’;19
  20. 20. Variáveis e Constantes Uso de Variáveis na Entrada e Saída de Dados  Comando de Saída de dados: exibir os dados calculados pelo algoritmo. escreva (<variável> ou <lista-de-variáveis> );  Ex: escreva (Y); escreva (B, ALTURA, MEDIA); escreva (“Bom dia”, nome); escreva (“Você está pesando ”, P, “ quilos”);20
  21. 21. Variáveis e Constantes Exemplo: Ler um número inteiro e imprimí-lo algoritmo “Leitura e impressão de número“ Declare N: inteiro; inicio escreva ("Entre com um número”); leia (N); escreva (“O número é ” , N); fimalgoritmo21
  22. 22. Conceitos e Técnicas de Programação Algoritmos com qualidade22
  23. 23. Algoritmos com qualidade • Devem ser feitos para serem lidos por seres humanos! • Escreva os comentários no momento em que estiver escrevendo o algoritmo.23
  24. 24. Algoritmos com qualidade • Utilize um comando por linha. • Utilize parênteses para melhorar a compreensão e evitar erros. • Utilize identação (recuo de texto).24
  25. 25. Exercício 1. Escreva um algoritmo para ler um número inteiro e imprimir seu sucessor e seu antecessor. 2525
  26. 26. Exercício Resolução do exercício usando o VisuALG 1. Escreva um algoritmo para ler um número inteiro e imprimir seu sucessor e seu antecessor. algoritmo "exercicio01" // Função : // Autor : // Data : 29/10/2012 // Seção de Declarações var i: inteiro Inicio // Seção de Comandos leia(i) escreval("o valor do antecessor é ", i - 1) escreval("o valor do sucessor é ", i + 1) fimalgoritmo26

×