100% Medicina Questões de Cardiologia

112.007 visualizações

Publicada em

Prepare-se para as provas de residência médica, respondendo as questões de cardiologia do 100% MECIDINA

Publicada em: Educação

100% Medicina Questões de Cardiologia

  1. 1. Cardiologia <ul><li>Adolescente com 15 anos foi internada na emergência com quadro de abdômen agudo devido a cisto de ovário torcido. No exame de acompanhamento pós-operatório, observou-se sopro sistólico em foco pulmonar mais desdobramento fixo de 2° bulha. A suspeita clínica é de:  </li></ul><ul><ul><li>anemia </li></ul></ul><ul><ul><li>  estenose pulmonar </li></ul></ul><ul><ul><li>endocardite bacteriana </li></ul></ul><ul><ul><li>comunicação interatrial </li></ul></ul>Questão 001 Dr. Antonio Fernando
  2. 2. Cardiologia Diabético, 17 anos, em coma, desidratado e taquipnéico, apresenta glicemia = 490 mg/dl e pH arterial = 6,88. O ECG mostrou ondas T apiculadas e estreitadas. Uma das medidas terapêuticas indicadas precocemente é a administração de: a) insulina NPH b) gluconato de cálcio c) fosfato de potássio d) bicarbonato de sódio Questão 002 Dr. Antonio Fernando
  3. 3. Cardiologia Toxicómano dá entrada na emergência com crise convulsiva. O médico que o atende suspeita de intoxicação aguda por cocaína, porque há concomitantemente: a) hipotermia e nistagmo b) arritmia cardíaca e nistagmo c) arritmia cardíaca e hipertermia d) hipotermia e hipertensão arterial Questão 003 Dr. Antonio Fernando
  4. 4. Cardiologia Paciente apresentando choque cardiogênico não-compressivo, com pressão coloido-oncótica plasmática normal, não desenvolverá edema pulmonar se, na manipulação da pré-carga, conseguir manter uma pressão capilar pulmonar entre: a )         6 a 9mmHg b)        10 a 12 mmHg c)         15 a 18mmHg d) 20 a 25mmHg Questão 004 Dr. Antonio Fernando
  5. 5. Cardiologia Questão 005 Dr. Antonio Fernando Observe o esquema abaixo. Nesta representação esquemática, considerando o contorno cardiovascular da radiografia de tórax em póstero-anterior, as curvas 1 e 2 representam, respectivamente: a)        aurícula direita e aurícula esquerda b)       aurícula direita e ventrículo esquerdo c)       ventrículo direito e ventrículo esquerdo d) ventrículo esquerdo e ventrículo direito
  6. 6. Cardiologia Homem de 68 anos tem diagnóstico prévio de insuficiência cardíaca em classe funcional III e é diabético, em uso de metformina. Evolui há menos de 24 horas com piora da dispnéia e opressão no peito devido à fibrilação atrial. Em relação à cardioversão, é correto afirmar que: a) o paciente tem quadro clínico gravemente comprometido, portanto, não se deve indicar cardioversão como tratamento de escolha b) beta‑bloqueador ou antagonista dos canais de cálcio seria a primeira escolha, já que o paciente tem comprometimento cardiovascular grave c) anticoagulação antes da cardioversão não é necessário, pois a arritmia tem menos de 24 horas d) a manutenção do ritmo sinusal com drogas antiarrítmicas torna a terapia com warfarin desnecessária Questão 006 Dr. Antonio Fernando
  7. 7. Cardiologia Uma criança de 2 anos tem diagnóstico de pneumonia e derrame pleural drenado em sistema fechado, está em tratamento com penicilina cristalina. No quinto dia de tratamento mantém febre ,taquicardia e irritação. Foi feito ECG com seguinte resultado: Supra-desnivelamento generalizado do segmento ST, depressão do segmento PR e alterações da repolarização ventricular. Apresenta como provável complicação do quadro: a) Atividade de febre reumática b) Intoxicação pela penicilina c)    Pericardite Bacteriana d)    Anemia infecciosa e) Dor pleural pela presença do dreno Questão 007 Dr. Antonio Fernando
  8. 8. Cardiologia A cardiopatia congênita que apresenta hipofluxo pulmonar:   a)      O troncus arteriosos b)      A comunicação interventricular c)      O defeito dos coxins endocárdicos d)      A persistência do canal arterial e) A atresia tricúspede Questão 008 Dr. Antonio Fernando
  9. 9. Cardiologia Qual o objetivo primordial no tratamento do infarto agudo do miocárdio até 12 horas de evolução? a)     Aliviar a dor com analgésicos potentes b)   Restaurar o fluxo na artéria responsável pelo infarto o mais precocemente possível c)  Controlar arritmias que freqüentemente complicam o infarto d)   Iniciar o tratamento de insuficiência cardíaca decorrente de necrose e) Realizar o cateterismo para verificar o grau de disfunção ventricular esquerda. Questão 009 Dr. Antonio Fernando
  10. 10. Cardiologia Qual dos fatores de risco cujo controle é mais importante para a prevenção do AVC em idosos?   a)         Sedentarismo b)        Tabagismo c)         Dislipidemia d)        Estresse e) Hipertensão arterial Questão 010 Dr. Antonio Fernando
  11. 11. Cardiologia Paciente do sexo feminino com 76 anos de idade, hipertensa de longa data procurou o pronto socorro   com queixa de tontura e cefaléia occipital. Verificando-se PA = 190x120, a paciente foi liberada logo após receber 10mg de nifedipina sublingual. Três horas após alta, a paciente evoluiu com desvio da rima labial, disartria e hemiparesia completa a direita. O diagnóstico mais provável para este quadro é: a)Hemorragia subracnóide por ruptura de aneurisma cerebral b) Hipertensão rebote, pós nifedipina c) AVC isquêmico; d) AVC hemorrágico hipertensivo; e) Encefalopatia hipertensiva Questão 011 Dr. Antonio Fernando
  12. 12. Cardiologia Paciente do sexo feminino, com 35 anos de idade foi submetida a exame radiológico com contraste iodado. Dez minutos após a administração do contraste, apresentou falta de ar e chiado no peito. Foi atendida no PS vinte minutos após o inicio do quadro, com rouquidão, tontura, e visão turva. Ao exame físico paciente ansiosa, agitada, taquidispnéica FR= 28 rpm, taquicardia arrítmica, com PA = 70x40 mmHg, edema de face, tiragem intercostal, estridor laríngeo e sibilos difusos.A primeira conduta a ser tomada deverá ser a administração de : a)   Adrenalina b)   Aminofilina c)   Anti- histaminico d) Corticóide e) Inalação de beta-antagonista Questão 012 Dr. Antonio Fernando
  13. 13. Cardiologia Questão 013 Dr. Antonio Fernando Correlacione os dados que estão estabelecidos nas duas colunas e assinale a alternativa correta. <ul><li>Possibilidade de morte súbita </li></ul><ul><li>Fibrilação atrial paroxística </li></ul><ul><li>Implante de cardioversordesfibrilador automático </li></ul><ul><li>Bloqueio completo do ramo direito </li></ul><ul><li>Acidente vascular cerebral hemorrágico </li></ul>I. Estenose mitral II. Hipertensão arterial III. Doença de Chagas IV. Taquicardia ventricular maligna V. Cardiomiopatia hipertrófica 
  14. 14. Cardiologia Correlacione os dados que estão estabelecidos nas duas colunas e assinale a alternativa correta.   a)        I-b, II-e, III-d, IV-a, V-c. b)       I-c, II-d, III-e, IV-b, V-a. c)        I-a, II-b, III-e, IV-c, V-d. d)       I-d, II-a, III-c, IV-b, V-e. e) I-b, II-e, III-d, IV-c, V-a Questão 013 Dr. Antonio Fernando
  15. 15. Cardiologia Questão 014 Dr. Antonio Fernando Os traços da figura são de pacientes diferentes. Os diagnósticos corretos das arritmias encontradas nos traçados A e B, são, respectivamente: a)   Taquicardia ventricular e bloqueio atrioventricular (AV) do 3° grau. b) Taquicardia ventricular e bloqueio AV do 2° grau, tipo l (Weckenbach) c) Taquicardia supraventricular e bloqueio AV do 2° grau, tipo II (Mobitz) d)  Fibrilação atrial e bloqueio AV do 2° grau, tipo II (Mobitz) e) Flutter atrial e bloqueio AV do 2° grau, tipo l (Weckenbach)
  16. 16. Cardiologia No choque cardiogênico com acidose acentuada a primeira medida a ser tomada é a administração de:   a)        dopamina b)       bicarbonato de sódio c)        nitroprussiato de sódio d) digital Questão 015 Dr. Antonio Fernando
  17. 17. Cardiologia Qual o tratamento mais eficaz para o flutter atrial agudo    a)       quinidina b)       amiodarona c)       cedilanide d) cardioversão Questão 016 Dr. Antonio Fernando
  18. 18. Cardiologia Qual a terapêutica a ser utilizada para o fenômeno de Raynaud relacionado à esclerose sistêmica progressiva    a)       propranolol b)       nifedipina c)        amiodarona d) enalapril Questão 017 Dr. Antonio Fernando
  19. 19. Cardiologia Qual, dentre as drogas abaixo, deve ser evitado no paciente com insuficiência cardíaca congestiva    a)        digoxina b)        captopril c)         heparina cálcica d) atenolol Questão 018 Dr. Antonio Fernando
  20. 20. Cardiologia Em qual das situações clínicas abaixo há uma diminuição da segunda bulha cardíaca no foco pulmonar (P2)    a)       estenose pulmonar b)       hipertensão pulmonar c)        estenose mitral d) insuficiência cardíaca congestiva Questão 019 Dr. Antonio Fernando
  21. 21. Cardiologia Qual condição abaixo tem indicação formal para o uso de cumarínico    a)         Insuficiência cardíaca congestiva e hipertensão. b)        Hipertensão com hipertrofia ventricular esquerda c)         Angina pectoris estável e hipercolesterolemia severa d)        Valvulopatia e fibrilação atrial. e) Diabético com acidente vascular cerebral isquêmico. Questão 020 Dr. Antonio Fernando
  22. 22. Cardiologia Um mutirão é organizado para deteccão de hipertensão arterial na população adulta de uma cidade. As medidas de pressão arterial serão efetuadas por médicos, paramédicos e estudantes de medicina e enfermagem. Todos devem ser orientados para que a determinação da pressão diastólica, conforme os sons de korotkoff, seja anotada. a)      Na primeira batida que apresente um som mais abafado. b)    Na primeira batida com som mais abafado para os maiores de 50 anos e no último som audível para os demais. c)     Na segunda mudança de tom desses sons. d)     No último som audível. e) Na primeira batida que apresente um som mais abafado, com exceção das mulheres grávidas. Questão 021 Dr. Antonio Fernando
  23. 23. Cardiologia       Mulher de 75 anos, com quadro de dispnéia aos esforços, procurou serviço médico onde foi diagnosticada insuficiência cardíaca congestiva. Recebeu digoxina e piorou do quadro de dispnéia. Traz consigo resultados de um cateterismo cardíaco que revelou coronárias normais e aumento da pressão diastólica final do ventrículo esquerdo. Ao examiná-la, notamos paciente eutrófica, sem edemas periféricos, fígado e baço normais, com ausculta cardíaca de galope a B4 com discreto sopro sistólico em área mitral e crepitações pulmonares finas evidentes. A radiografia torácica revelou área cardíaca normal e congestão pulmonar (linhas B de Kerley). Qual seria a causa da insuficiência cardíaca dessa senhora ? a) Disfunção sistólica. b) Disfunção diastólica. c) Disfunção valvar mitral. d) Disfunção aórtica. e) Disfunção de músculo papilar. Questão 022 Dr. Antonio Fernando
  24. 24. Cardiologia Dê a melhor opção terapêutica para os três pacientes abaixo: XX - 30 anos, mulher branca, hipertensa há 2 anos, refere ser asmática. Tem PA=180x124 mmHg ; está sem medicação e assintomática. Y Y - 68 anos, homem negro, hipertenso há 15 anos, coronariopata. Tem PA=156x102 mmHg ; está sem medicação e assintomático. ZZ - 42 anos, mulher negra, hipertensa há 5 anos, sem outras complicações. Tem PA= 148x112 mmHg ; está sem medicação e assintomática. a)       XX- Propranolol e hidroclorotiazida; YY- captopril; ZZ- diltiazem. b)      XX- Propranolol; YY- nifedipina ; ZZ- metildopa. c)       XX- Hidroclorotiazida ; YY- propranolol ; ZZ- hidralazina. d)      XX- Enalapril ; YY- propranolol; ZZ- hidroclorotiazida. e) XX- Minoxidil ; YY- nifedipina ; ZZ- diltiazem Questão 023 Dr. Antonio Fernando
  25. 25. Cardiologia Qual seria a melhor alternativa ao uso de inibidores da enzima de conversão no paciente com insuficiência cardíaca congestiva ? a)       Bloqueadores de canal de cálcio associados a nitratos. b)       Digoxina e diuréticos. c)       Nitratos com diuréticos. d)       Nitrato com hidralazina. e) Beta-bloqueador com diurético. Questão 024 Dr. Antonio Fernando
  26. 26. Cardiologia Paciente com creatinina de 4,0 mg/dl e hipertensão arterial. A melhor opção terapêutica é :   a)        Diurético tiazídico e inibidor da enzima conversora. b)       Diurético poupador de potássio e beta-bloqueador. c)        Simpatolítico de ação central e diurético de alça. d)       Espironolactona e nitrato. e) Diurético tiazídico e bloqueador de canal de cálcio. Questão 025 Dr. Antonio Fernando
  27. 27. Cardiologia Uma paciente com fibrilação atral crônica inicia tratamento com cumarínico para prevenir complicações tromboembólicas. No dia seguinte ao início da droga, ela apresenta quadro de trombose venosa profunda. A causa mais provável desta complicação é: a)       dano endotelial b)      neoplasia oculta c)       deficiência de proteína C d)      êmbolo de origem cardíaca e) deficiência de antitrombina III Questão 026 Dr. Antonio Fernando
  28. 28. Cardiologia A decisão de medicar o paciente hipertenso deve ser criteriosa e considerar a classificação por níveis tensionais conjuntamente com o estagiamento por extensão de danos a órgãos alvo. Utilizando-se destes critérios, a escolha inicial de tratamento exclusivamente não medicamentoso estaria indicada na seguinte situação: a)       hipertensão arterial leve no estágio II b)      hipertensão arterial grave no estágio I c)       hipertensão arterial sistólica no estágio II d)      hipertensão arterial sistólica no estágio III e) hipertensão arterial moderada no estágio II Questão 027 Dr. Antonio Fernando
  29. 29. Cardiologia Das drogas citadas abaixo, qual tem o maior impacto na redução da mortalidade pós-infarto do miocárdio ? a) Aspirina b) Heparina intravenosa. c) Bloqueador de canais de cálcio tipo diltiazem. d) Nitroglicerina sublingual. e) Inibidores de enzima de conversão da angiotensina. Questão 028 Dr. Antonio Fernando
  30. 30. Cardiologia Das drogas abaixo assinale a que mostrou aumento da sobrevida em pacientes com insuficiência cardíaca congestiva : a) Dinitrato de isossorbida. b) Digoxina. c) Furosemida. d) Ácido acetil-salicílico. e) Inibidor de enzima conversora da angiotensina. Questão 029 Dr. Antonio Fernando
  31. 31. Cardiologia Qual dos pacientes abaixo apresenta uma emergência hipertensiva ? a) Senhora de 65 anos, obesa, hipertensa e diabética há 20 anos, vai visitar a mãe na UTI e fica muito emocionada, apresenta tontura e é levada ao PS, onde se constata PA=210x120 mmHg; o restanto do exame físico com exceção da obesidade é normal. b) Jovem de 12 anos refere que há 15 dias teve impetigo; ontem acordou com as pálpebras edemaciadas e hoje não conseguiu praticar educação física por dispnéia. Ao exame físico observaram-se PA=160x100 mmHg, pulmões livres, fundo de olho normal. c) Senhor de 72 anos, revascularizado do miocárdio há 2 anos, refere dor retroesternal há 3 horas. Seu exame físico revela PA=210x130 mmHg e pulsos diminuídos em membros superiores e não palpáveis em membros inferiores. d) Moça lúpica de 22 anos, há 1 semana fez todos os exames para avaliação de atividade da doença que foram normais; hoje refere cefaléia e PA=180x100 mmHg. e) Senhora de 48 anos, portadora de estenose aórtica devido ao cardite reumática, refere tontura rotatória e vômitos desde hoje cedo, PA=180x105 mmHg. Questão 030 Dr. Antonio Fernando
  32. 32. Cardiologia Uma mulher de 32 anos, negra, filha de pais hipertensos e previamente hígida, procurou algumas vezes uma Unidade Básica de Saúde de uma pequena comunidade rural por apresentar, nos últimos 7 meses, fraqueza muscular e dispnéia aos esforços. O único dado relevante do exame físico foi a pressão arterial variando de 160x100 a 170x110 mmHg. Os exames mostraram hemoglobina de 13 g/dL, glicemia de 85 mg/dL, creatinina de 0,9 mg/dL, sódio de 137 mEq/L, potássio de 2,3 mEq/L, colesterol de 90 mg/dL, triglicérides de 200 mg/dL e sedimento urinário normal. A repetição da dosagem dos eletrólitos confirmou os resultados. A conduta mais adequada neste momento é: Questão 031 Dr. Antonio Fernando
  33. 33. Cardiologia a) encaminhar a paciente para um centro mais aparelhado para realizar arteriografia renal. b) encaminhar uma amostra de sangue da paciente para um laboratório mais aparelhado, para dosagem de renina e aldosterona. c) considerar hipertensão essencial como mais provável e iniciar tratamento com hidroclorotiazida. d) encaminhar uma amostra de urina da paciente para um laboratório mais aparelhado, para dosagem de ácido vanilmandélico e catecolaminas. e) considerar o fator hereditário como a causa provável da hipertensão arterial e iniciar tratamento com inibidor de ECA (enzima conversora de angiotensina). Questão 031 Dr. Antonio Fernando
  34. 34. Cardiologia Um homem de 45 anos tem, por diversas vezes, apresentado pressão arterial de 156x96 mmHg em avaliações de rotina. É etilista social, tabagista, sedentário, tem 170 cm de altura e 85 kg de peso e fundo de olho normal. Apresenta glicemia de jejum de 95 mg/dL, creatinina de 1,2 mg/dL, sedimento urinário, eletrocardiograma, perfil lipídico e radiografia de tórax normais. O médico que o atendeu prescreveu dieta hipocalórica, hipossódica e rica em cálcio e potássio, exercício físico, abstenção de fumo, redução do consumo de álcool e retorno para reavaliação em 3 meses. A conduta deste médico a) está correta. b) está correta, exceto quando orienta dieta rica em potássio e cálcio. c) estaria correta se fosse introduzido diurético tiazídico. d) estaria correta se fosse introduzido B-bloqueador e diurético tiazídico. e) está correta, exceto quando orienta exercício físico. Questão 032 Dr. Antonio Fernando
  35. 35. Cardiologia Mulher de 60 anos, hipertensa e tabagista, já submetida a revascularização miocárdica há 1 ano, apresenta em exames de rotina LDL-colesterol de 180 mg/dL e HDL-colesterol de 30 mg/dL. O médico deve fazer orientação dietética e prescrever estatina com o objetivo de atingir níveis de LDL e HDL, respectivamente, em mg/dL,   a ) inferior a 100 e superior a 35. b ) entre 130-160 e superior a 35. c ) entre 100-130 e inferior a 25. d ) inferior a 100 e inferior a 25. e) entre 100-130 e superior a 35. Questão 033 Dr. Antonio Fernando
  36. 36. Cardiologia Paciente apresenta dor do tipo pleuropericárdica e febre há cerca de 4 semanas pós-infarto agudo do miocárdio. A hipótese mais provável é: a) síndrome de Dressler . b) reinfarto do miocárdio. c) pericardite bacteriana. d) aneurisma de ventrículo esquerdo. Questão 034 Dr. Antonio Fernando
  37. 37. Cardiologia A terapêutica mais efetiva para o flutter atrial é o uso de: a) amiodarona. b) digoxina. c ) quinidina. d) cardioversão Questão 035 Dr. Antonio Fernando
  38. 38. Cardiologia Dentre as drogas abaixo, a que pode ser útil no tratamento de uma fibrilação ventricular refratária é: a ) é mais comum no diabetes mellitus tipo II. b) deve-se repor bicarbonato de Na com pH igual ou menor que 7,2. c) o uso de insulina regular e soro fisiológico é a base da terapêutica. d) o uso concomitante de antimicrobianos está indicado no caso de acidose metabólica com pH menor que 7,1. Questão 036 Dr. Antonio Fernando
  39. 39. Cardiologia No traçado do monitor cardíaco de um infartado, foi identificada taquicardia ventricular lenta. A principio, o plantonista não iniciou tratamento algum, porém, surgiram indícios de arritmias graves, pelo que ele imediatamente prescreveu a administração de: a) atropina. b ) lidocaína. c) digitoxina. d) propranolol Questão 037 Dr. Antonio Fernando
  40. 40. Cardiologia O choque cardiogênico, com pós-carga ventricular esquerda aumentada, pode ser desencadeado por: a ) coarctação da aorta. b ) insuficiência mitral. c ) embolia pulmonar. d) miocardite. Questão 038 Dr. Antonio Fernando
  41. 41. Cardiologia Crianças abaixo de 2 anos, com cardiopatia cianótica, são portadoras de tetralogia de Fallot em: a) 70-75% b ) 10-20% c) < 10% d) < 5% e) 25% Questão 039 Dr. Antonio Fernando
  42. 42. Cardiologia Das alternativas abaixo , a forma mais comum de cardiopatia congênita é: a) Defeito do septo nasal. b) Defeito do septo ventricular. c) Estenose pulmonar. d) Persistência canal arterial. e) Coarctação da aorta. Questão 040 Dr. Antonio Fernando
  43. 43. Cardiologia Qual é a causa mais freqüente de cardiopatia congênita cianótica? a) Persistência do Canal Arterial. b) Tetralogia de Fallot. c) Transposição dos Grandes Vasos. d) Tronco Arterioso comum. e) Comunicação Interventricular. Questão 041 Dr. Antonio Fernando
  44. 44. Cardiologia Contribui para o prognóstico do infarto do miocárdio:   a) a utilização de trombolíticos na fase aguda do lM b) a idade e os níveis tensionais arteriais pregressos e atuais dos pacientes c) registro de baixas frações de ejeção após o episódio agudo d) todas as alternativas estão corretas Questão 042 Dr. Antonio Fernando
  45. 45. Cardiologia Em paciente na fase aguda do infarto do miocárdio, sob monitorizaçã hemodinâmica, se observa que o gradiente entre a pressão diastólica da artéria pulmonar e o capilar pulmonar apresenta um valor de 22. O diagnóstico mais provável é: a) tamponamento cardíaco b) extensão do infarto c) infarto do ventrículo direito d) embolia pulmonar Questão 043 Dr. Antonio Fernando
  46. 46. Cardiologia Quanto a reperfusão no infarto agudo do miocárdio, podemos afirmar:   a) a angioplastia, por ser um tratamento definitivo, deve ser preferível a trombólise EV b) se arritmias de reperfusão constituem uma grande limitação para o uso rotineiro das substâncias trombolíticas c) os sinais clínicos de reperfusão, sem dúvida atestam o sucesso da trombólise d) a evolução eletrocardiográfica não se tem mostrado um bom parâmetro para atestar o sucesso da reperfusão Questão 044 Dr. Antonio Fernando
  47. 47. Cardiologia Qual a maneira mais simples de diminuir-se a incidência de extra-sístoles ventriculares durante um processo hemodialítico? a) uso profilático de digital b) infusão contínua de dopamina durante a hemodiálise c) suplementação de potássio ao banho de hemodiálise d) beta-bloqueadores endovenosos durante a hemodiálise Questão 045 Dr. Antonio Fernando
  48. 48. Cardiologia Assinale a alternativa correta para se realizar a medida de débito cardíaco através do cateter de Swan-Ganz: a) injeta-se um volume fixo a uma temperatura conhecida na via proximal b) injeta-se um volume fixo a uma temperatura conhecida na via distal c) injeta-se um volume fixo a uma temperatura conhecida no ventrículo direito d) injeta-se um volume fixo a uma temperatura conhecida no ventrículo esquerdo Questão 046 Dr. Antonio Fernando
  49. 49. Cardiologia Qual o sinal de alerta precoce no diagnóstico de parada cardiorespiratória ? a ) Cianose b ) Ausência de sangramento. c ) Ausência de pulsos nas grandes artérias. d ) Enchimento capilar lento. e ) Nenhuma das acima Questão 047 Dr. Antonio Fernando
  50. 50. Cardiologia A estenose aórtica severa é uma valvopatia de mau prognóstico. Qual o sintoma define uma pior sobrevida ? a ) Insuficiência cardíaca. b ) Síncope c ) Angina pectoris d ) Tonteira e ) Palpitação Questão 048 Dr. Antonio Fernando
  51. 51. Cardiologia Adulto jovem com Sindrome de Down e estenose mitral leve, submeter-se-á a anestesia para extração dentária múltipla. É mandatório iniciar no pré-operatório: a ) Digital b ) Heparina em pequenas doses c ) Antibiótico d ) Antinflamatório não hormonal e ) Diurético Questão 049 Dr. Antonio Fernando
  52. 52. Cardiologia Paciente de 45 anos referindo dispnéia de esforço e síncope ao exercício. Exame físico : pulso radial de 80 bpm e digitiforme; PA = 100 X 70 mmHg; AC = RCR 3T(B4), sopro mesosistólico em borda esternal esquerda, que aumenta de intensidade com a posição supina e reduz com o acocoramento. Qual a etiologia ? a ) Estenose aórtica b ) Estenose Sub-aórtica tipo fixo c ) Cardiomiopatia hipertrófica d ) Prolapso valvar mitral e ) Tetralogia de Fallot Questão 050 Dr. Antonio Fernando
  53. 53. Cardiologia Como causa de Insuficiência Cardíaca de alto débito citamos: a) Doença orovalvular b) Hipertensão Arterial Sistêmica c) Doença isquêmica d) Miocardiopatia dilatada e) Anemia Questão 051 Dr. Antonio Fernando
  54. 54. Cardiologia Num paciente com Estenose Mitral, o aparecimento de fibrilação atrial aguda com alta resposta ventricular pode precipitar o aparecimento de: a) Embolia Pulmonar b) BAV de 1° grau c) Infarto Agudo do Miocárdio d) Edema pulmonar e) Angina pectoris Questão 052 Dr. Antonio Fernando
  55. 55. Cardiologia É contra-indicação para o uso dos agentes trombolíticos na terapia do Infarto Agudo do Miocárdio: a) Arritmia cardíaca b) Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica c) Hipertensão Arterial Sistêmica acentuada d) Idade avançada e) Doença péptica Questão 053 Dr. Antonio Fernando
  56. 56. Cardiologia No acompanhamento de um paciente internado com insuficiência coronária aguda, podemos afirmar que: a) os pacientes com envolvimento do ventrículo direito não se beneficiam com o uso de expansores de volume b) a mortalidade tardia dos pacientes com &quot;infarto sem Q&quot; pode superar a dos pacientes com infarto transmural c) é controverso o uso de trombolíticos em pacientes atendidos após a segunda hora do início da dor precordial d) a síndrome de Dressler deve ser lembrada nos casos com pericardite evidenciada nos primeiros dias pós-infarto e) o uso rotineiro de xilocaína profilática nas primeiras 24 horas pós-infarto reduz expressivamente a mortalidade Questão 054 Dr. Antonio Fernando
  57. 57. Cardiologia Paciente masculino 48 anos, branco, tabagista inveterado, sedentário, foi atendido em hospital de periferia com quadro de dor epigástrica de forte intensidade com duração de 2 horas. Ao exame físico apresentava sudorese fria, palidez cutâneo mucosa, náusea e vômitos, PA= 130x70 mmHg; FC=58 bpm irregular, ECG : bloqueio átrio-ventricular intermitente e infarto parede inferior. RX tórax área cardíaca normal sem alargamento de mediastino. Transferido para a Unidade de Terapia Intensiva após 45 minutos apresenta-se hipotenso PA=70x40, bulhas abafadas e turgência jugular. RX tórax sem alterações em relação ao anterior e ECG com QRS baixa amplitude. Qual o diagnóstico mais provável da descompensação aguda : a) Dissecção aórtica. b) Infarto de VD. c) Infarto anterior. d) Disfunção músculo papilar. e) Ruptura ventrículo. Questão 055 Dr. Antonio Fernando
  58. 58. Cardiologia A utilização de nitrato está contra-indicada em casos de infarto: a) anterior extenso do miocárdio b) anterior e lateral do miocárdio c) inferior e posterior do miocárdio d) do ventrículo direito e) do miocárdio, sem complicações mecânicas Questão 056 Dr. Antonio Fernando
  59. 59. Cardiologia Você é chamado para avaliar um paciente internado em enfermaria, que se encontre inconsciente. O paciente não respira e não tem pulso. Você começa as manobras de reanimação cardiopulmonar e, ao monitorizar o paciente, você encontra uma fibrilação ventricular. A prioridade neste instante deve ser: a)   Submeter o paciente a intubação orotraqueal b)   Cardioverter o paciente a 200 j c)  Providenciar um acesso venoso e prescrever amiodorona 300mg d) Desfibrilar com 200J e) Providenciar acesso venoso, prescrever adrenalina 1,0 mg EV, após um bolus de 10 ml de soro fisiológico 0,9% e elevar o braço do paciente Questão 057 Dr. Antonio Fernando
  60. 60. Cardiologia Homem de 56 anos, hipertenso e diabético, deu entrada no Pronto Socorro com duas horas de dor precordial de forte intensidade, irradiada para membro superior esquerdo e acompanhada de sudorese. O eletrocardiograma apresentava 2mm de supra-desnivelamento do segmento ST em DII, DIII e aVF. Ao exame estava em bom estado geral com palidez cutânea +/++, PA=100x70mmHg, P=60 (2 extra-sístoles por minuto). Coração e pulmão sem alterações. Nega cirurgias ou traumas recentes. Teve infarto há cerca de 4 meses quando recebeu estreptoquinase. Qual alternativa contém o diagnóstico e o grupo hemodinâmico correto pela classificação de Forrester ? a) Infarto inferior, grupo I. b) Infarto anterior, grupo I. c) Infarto inferior, grupo II. d) Infarto anterior, grupo II. e) Não se pode fazer o diagnóstico definitivo de IAM sem a dosagem das enzimas cardíacas. Questão 058 Dr. Antonio Fernando
  61. 61. Cardiologia Senhora de 60 anos, tabagista e hipertensa, estava internada em UTI por infarto agudo do miocárdio anterior, evoluia em grupo I de KILLIP quando subitamente apresenta, no segundo dia pós-infarto, parada cárdio-respiratória em dissociação eletromecânica evoluindo para óbito. Assinale a alternativa mais provável quanto à causa da parada cardíaca : a) Pneumotórax hipertensivo. b) Arritmia cardíaca. c) Ruptura de cordoalha tendínea. d) Ruptura cardíaca. e) Aneurisma de ventrículo com grande seqüestro de sangue. Questão 059 Dr. Antonio Fernando
  62. 62. Cardiologia A dose de diuréticos tiazídicos recomendada para hipertensão arterial sistêmica é:   a)         25mg b)        12,5 a 25mg c)         50mg d)        100mg e) 6,25 a 12,5mg Questão 060 Dr. Antonio Fernando
  63. 63. Cardiologia A ativação do receptor da angiotensina II causa todos os efeitos relacionados a seguir, com exceção de:   a)        vasoconstricção b)       aumento da produção de renina c)        liberação de aldosterona d)       retenção de sódio e) liberação de catecolaminas Questão 061 Dr. Antonio Fernando
  64. 64. Cardiologia Homem de 42 anos realizando sua caminhada matinal subitamente cai no solo e fica imóvel. Você encontra-se no local e presencia o episódio. Sua primeira conduta deve ser:   a)        dar um soco precordial b)       fazer respiração boca-boca c)        realizar massagem cardíaca externa d)       avaliar responsividade e chamar por ajuda e) NDA Questão 062 Dr. Antonio Fernando
  65. 65. Cardiologia Os betabloqueadores devem ser evitados em pacientes com:   a)       angina pectoris b)      hipertireoidismo c)       claudicação intermitente d) níveis elevados de HDL-colesterol Questão 063 Dr. Antonio Fernando
  66. 66. Cardiologia A quarta bulha NÃO costuma ser encontrado no caso de:   a)       estenose aórtica b)      insuficiência mitral aguda c)       insuficiência aórtica aguda d) infarto agudo do miocárdio Questão 064 Dr. Antonio Fernando
  67. 67. Cardiologia Das características abaixo, aquela que sugere sopro de Austin-Flint é:   a)    acentuação do sopro atrioventricular com exercício isométrico b)      presença de ruído de abertura mitral c)       primeira bulha hiperfonética d) presença de terceira bulha Questão 065 Dr. Antonio Fernando
  68. 68. Cardiologia Das características abaixo, aquela que sugere sopro de Austin-Flint é:   a)    acentuação do sopro atrioventricular com exercício isométrico b)      presença de ruído de abertura mitral c)       primeira bulha hiperfonética d) presença de terceira bulha Questão 066 Dr. Antonio Fernando

×