O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Civilização maia slades

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Civilização maia
Civilização maia
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 36 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Anúncio

Civilização maia slades

  1. 1. LICENCIATURA EM HISTÓRIA. HISTÓRIA DAS AMÉRICAS. PROFESSOR:RAFAEL. SEMINÁRIO. Alunos: Augusto Rodrigues Santos Bartolomeu Correia da Silva Junior José Marcos Vieira dos Santos Luana de Jesus Antunes da Silva Leoncio Dias Santos Maria Eduarda Pereira Robson Luiz Fonseca Amado Samuel Rodrigues Freire
  2. 2. CIVILIZAÇÃO MAIA
  3. 3. INTRODUÇÃO Surgimento Maia A formação da civilização maia se deu pela miscigenação de diversos outros povos mesoamericanos. Em destaque Olmecas e Teotihuacanos.
  4. 4. Herança Olmeca Os maia herdaram uma agricultura desenvolvida, sistema de escrita e numeração, calendários, uma religião organizada, lapidação da pedra e arquitetura religiosa.
  5. 5. Desenvolvimento Histórico Pré- clássico (1000 a.c. a 300 d.c.) Clássico ( 300 d.c. a 900 d.c. ) Pós clássico ( 900 d.c. a 1697 d.c. )
  6. 6. POLÍTICA Os Maias viviam em cidades-estados, ou seja, o poder era descentralizado, cada cidade era autônoma e tinha seu próprio governante. Graças fontes de escritas, distantes cargos políticos e sacerdotais, assim como as hierarquias sociais que existiam no final do Pós-clássico: o halach ainic (homem verdadeiro) era o chefe político supremo.
  7. 7. POLÍTICA. Nunca chegaram a formar uma nação unificada. As cidades-estados também compartilhavam uma organização: havia um centro urbano-religioso, campo e mais distante, um meio agrícola. O grupo sacerdotal era, em realidade, de maior poder, pois além da autoridade religiosa tinha em suas mãos todo o conhecimento científico, que eram o fundamento da vida da comunidade.
  8. 8. ECONOMIA A principal atividade responsável por movimentar a economia maia era a agricultura. Plantava-se milho, feijão, abóbora, batata, algodão e outras frutas. O uso da terra era comunal e o sistema de cultura era rotativo. O excedente agrícola era comercializado.
  9. 9. ECONOMIA Era no centro urbano em que se praticavam o comércio e trocas. o comércio interestadual. Os mercadores pertenciam à nobreza ou uma classe a um patamar abaixo. Os Maias também usavam conchas e sementes de cacau como unidade monetária.
  10. 10. ECONOMIA Embora a terra fosse coletiva, os nobres e grandes comerciantes usufruíam mais das propriedades. As famílias recebiam lotes de terra para plantarem e garantirem a subsistência e pagar os tributos ao Estado. Para a construção e manutenção de estradas e templos, o governo cobrava impostos em espécie (mercadorias). O imposto arrecadado também era usado para o pagamento dos funcionários do governo. Algumas pessoas pagavam estes impostos em forma de trabalho.
  11. 11. Religião MONUMENTOS RELIGIOSOS.
  12. 12. RELIGIÃO Deuses Antropozoomórficos
  13. 13. RELIGIÃO SACRIFÍCIO.
  14. 14. RELIGIÃO Teoria maia do criacionismo Lendas *Deusa Maia *Deus Ekchuach
  15. 15. SOCIEDADE A civilização maia foi uma cultura mesoamericana pré-colombiana, notável por sua língua, escrita, pela sua arte, arquitetura, matemática e sistemas astronômicos.
  16. 16. SOCIEDADE No seu auge, era uma das mais densamente povoadas e culturalmente dinâmicas do mundo. Os funcionários públicos da cidade eram todos de origem nobiliárquica e desempenhavam cargos de confiança.
  17. 17. SOCIEDADE Outro importante cargo era desempenhado pelos sacerdotes, que orientavam os sacrifícios e oferendas realizadas durante as cerimônias religiosas. Logo abaixo, na pirâmide social maia, existia uma ampla camada social intermediária. Nela encontravam-se artesãos e guerreiros, em seguida, situavam-se as classes trabalhadoras responsáveis pelo cultivo das terras e da construção das obras públicas.
  18. 18. Cultura: artes, arquitetura e calendário. Calendário religioso - Chamado pelos maias de Tzolkim, o calendário religioso possuía um ano composto por 260 dias, dividido em 13 meses (cada mês tinha 20 dias). Calendário Agrícola - Os maias chamavam este calendário de Haab. Possuía 365 dias de acordo com o ano solar. Era dividido em 18 meses de 20 dias, além de 5 dias destinados a festas.
  19. 19. Cultura: artes, arquitetura e calendário. A sincronização dos calendários A cada 52 anos solares, os dois calendários se sincronizavam matematicamente pelo planeta Vênus. A cada 3.172 anos solares ocorria o encontro do início destes dois calendários.
  20. 20. Cultura: artes, arquitetura e calendário “A civilizAção mAiA deu origem A algumas obras de arte das mais notáveis de todos os tempos” “A quAlidAde técnicA dA ArquiteturA e da escultura, a abundância de cerâmicas decorativas, confirmam o cAráter evoluído destA sociedAde.”
  21. 21. Cultura: artes, arquitetura e calendário A arte maia tem suas raízes na cultura olmeca (1200-400 a.C.) e, posteriormente, recebeu influências da arte de Teotihuacán e Tula. A arquitetura maia tem caráter cerimonial, o que proporcionou o surgimento de estruturas suntuosas.
  22. 22. Cultura: artes, arquitetura e calendário A arte maia tinha suma importância na preservação das tradições religiosas e também envolvia uma importante questão política. As principais edificações, como Chichén Itzá e Uxmal, por exemplo, nasceram como centros religiosos, comerciais ou burocráticos e foram crescendo, até transformarem-se em verdadeiras cidades.
  23. 23. Cultura: artes, arquitetura e calendário Destacam-se os templos cerimoniais, os palácios e os observatórios astronômicos, todos eles com acabamento de pedra talhada e ornamentados suntuosamente, sobretudo, com pinturas. A arte maia expressa-se, sobretudo, na arquitetura e na escultura.
  24. 24. Cultura: artes, arquitetura e calendário Suas monumentais construções — como a torre de Palenque, o observatório astronômico de El Caracol ou os palácios e pirâmides de Chichén Itzá, Palenque, Copán e Quiriguá — eram adornadas com elegantes esculturas, estuques e relevos.
  25. 25. Cultura: artes, arquitetura e calendário Na pintura, são importantes os murais multicoloridos, com técnica de afresco, sobre temas religiosos ou historicos, também empregada para decorar a cerâmica e ilustrar os códices. Podemos contemplar sua pintura nos grandes murais coloridos dos palácios. Utilizavam várias cores. Destacam-se os afrescos de Bonampak e Chichén Itzá.
  26. 26. Cultura: artes, arquitetura e calendário Cidade de Palenque
  27. 27. Cultura: artes, arquitetura e calendário CHICHÉN ITZÁ
  28. 28. matemática Os maias foram os primeiros no mundo todo a entender a importância do zero. Usavam um modo de contagem que tinha apenas três símbolos, assim qualquer pessoa conseguia entendê-lo.
  29. 29. escrita os mAiAs tinhAm um jeito “criAtivo" de escrever, era com desenhos, que tinham que ser decifrados como códigos. Seus símbolos representavam sons, ideias ou objetos.
  30. 30. A Conquista Espanhola A Rapidez da Conquista Sede de ouro e outras riquezas mineiras. Superioridade do equipamento Bélico. A reduzida participação da Coroa.
  31. 31. A Conquista Espanhola A conquista nem sempre foi igual. E como os indígenas reagiram?
  32. 32. Civilização Maia na Atualidade Atualmente ainda existem descendentes Maias principalmente na região do México, porém sua grande civilização desapareceu completamente. Há mais de sete milhões, muitos conseguiram manter restos de sua herança cultural, muitas vezes falando uma das línguas maias como primeiro idioma, outros são bastante integrados na cultura moderna.
  33. 33. Civilização Maia na Atualidade Muitas línguas maias existem e continuam a ser faladas como línguas primárias em vários países da América Central. Cerca de quatro milhões de descendentes que falam algum dos 28 dialetos maias, e constituem uma população campesina, empobrecida e perseguida.
  34. 34. Civilização Maia na Atualidade Conclusão Os Maias formavam umas das civilizações de tecnologia mais avançada do mundo. Ficaram muito famosos por desenvolverem importantes técnicas matemáticas que levaram às mais precisas observações astronômicas do mundo. Desenvolveram um calendário incrivelmente preciso.
  35. 35. Civilização Maia na Atualidade
  36. 36. Civilização Maia na Atualidade Hoje, os maias e seus descendentes formam populações consideráveis em toda a área antiga maia e mantém um conjunto distinto de tradições e crenças que são o resultado da fusão das ideologias précolombianas e pós-conquista.

×