Doença Pulmonar
Obstrutiva Crônica
MORAES NETO, R. N.
Introdução
 Sistema Respiratório:
responsável pelas trocas
gasosas auxiliando no
metabolismo do
organismo
 As DPOCs : termo usado para descrever uma obstrução das vias aéreas devido a
bronquite crônica ou enfisema pulmonar.
 O...
Sintomatologia:
 falta de ar regular
 tosse crônica ou produção de muco
 uma história de exposição a fatores de risco p...
 Patogenia
A Iniciativa Global para a DPOC (GOLD) classifica a doença em quatro categorias
>GRAU A: limitação do fluxo aé...
Fisiologia
 Clinica:
> Espirometria:
Pneumologistas
>radiografia de tórax
>tomografia computadorizada
>Tomografia Computadorizada do Tórax
> avaliação dos gases sanguíneos.
Parâmetros Normais:
pH 7,35 a 7,45
pO2 (pressão parcial de oxigênio) 80 a 100 mmHg
pCO2 ...
 Alterações:
 Hipersecreção de muco e disfunção ciliar;
 Limitação ao fluxo aéreo e hiperinsuflação;
 Anormalidades na...
 Tratamento
 Cessar o Tabagismo
 Vacinação (contra vírus das vias aéreas)
 Terapia
 Oxigenoterapia
 Reabilitação Pul...
Considerações Finais
Causas de mortalidade nos
EUA em 1998
Causas de Morte
1. Doença cardíaca
2. Câncer
3. Doença cerebrov...
Referencias Bibliográficas
 GUYTON & HALL, Tratado de Fisiologia Médica 12º Ed, Unidade VII, Rio de
Janeiro 2011
 COSTA,...
Dpocs por MORAES NETO, R. N.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dpocs por MORAES NETO, R. N.

418 visualizações

Publicada em

Doenças Pulmonares Obstrutivas Crônicas

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
418
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dpocs por MORAES NETO, R. N.

  1. 1. Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica MORAES NETO, R. N.
  2. 2. Introdução  Sistema Respiratório: responsável pelas trocas gasosas auxiliando no metabolismo do organismo
  3. 3.  As DPOCs : termo usado para descrever uma obstrução das vias aéreas devido a bronquite crônica ou enfisema pulmonar.  O grau de obstrução das vias aéreas e a quantidade de tecido danificado determinam a severidade da doença.
  4. 4. Sintomatologia:  falta de ar regular  tosse crônica ou produção de muco  uma história de exposição a fatores de risco para a doença, como histórico de tabagismo.
  5. 5.  Patogenia A Iniciativa Global para a DPOC (GOLD) classifica a doença em quatro categorias >GRAU A: limitação do fluxo aéreo leve (maior que 50%), tosse crônica e expectoração estão frequentemente presentes. Nesta fase, o indivíduo pode ignorar que sua função pulmonar está anormal. >GRAU B: limitação do fluxo aéreo leve (maior que 50%), mas com aumento da falta de ar diante de esforços, tosse e expectoração mais frequentes podem estar presentes. Esta é tipicamente a fase em que os pacientes procuram um médico. >GRAU C: perda da função pulmonar (menor que 50% do esperado), ainda sem muitos sintomas >GRAU D: perda da função pulmonar (menor que 50% do esperado), mas com maior dificuldade em respirar, diminuição da capacidade em realizar exercícios e tarefas da vida diária, fadiga e exacerbações repetidas que quase sempre têm impactam a qualidade de vida do paciente.
  6. 6. Fisiologia  Clinica: > Espirometria: Pneumologistas
  7. 7. >radiografia de tórax
  8. 8. >tomografia computadorizada >Tomografia Computadorizada do Tórax
  9. 9. > avaliação dos gases sanguíneos. Parâmetros Normais: pH 7,35 a 7,45 pO2 (pressão parcial de oxigênio) 80 a 100 mmHg pCO2 (pressão parcial de gás carbônico) 35 a 45 mmHg HCO3 (necessário para o equilíbrio ácido-básico sanguíneo) 22 a 26 mEq/L SaO2 Saturação de oxigênio (arterial) maior que 95%
  10. 10.  Alterações:  Hipersecreção de muco e disfunção ciliar;  Limitação ao fluxo aéreo e hiperinsuflação;  Anormalidades nas trocas gasosas;  Hipertensão pulmonar.  Pacientes com DPOC estável apresentam maiores taxas de leucócitos, proteínas de fase aguda (proteína C-reativa e fibrinogênio), citocinas (interleucina)
  11. 11.  Tratamento  Cessar o Tabagismo  Vacinação (contra vírus das vias aéreas)  Terapia  Oxigenoterapia  Reabilitação Pulmonar  Tratamento Cirúrgico
  12. 12. Considerações Finais Causas de mortalidade nos EUA em 1998 Causas de Morte 1. Doença cardíaca 2. Câncer 3. Doença cerebrovascular 4. Doenças respiratórias (DPOC) 5. Acidentes 6. Pneumonia e influenza 7. Diabetes 8. Suicídio 9. Nefrite 10. Doença hepática crônica 11. Outras causas Número 724.269 538.947 158.060 114.381 94.828 93.207 64.574 29.264 26.295 24.936 469.314
  13. 13. Referencias Bibliográficas  GUYTON & HALL, Tratado de Fisiologia Médica 12º Ed, Unidade VII, Rio de Janeiro 2011  COSTA, D; JAMAMI, M. Bases Fundamentais da Espirometria, 2001  MENEZES, A. M. B. Epidemiologia da bronquite crônica e do enfisema (DPOC): até onde sabemos? 1997  NEDER, J. A; NERY, L. E; FILHA, S. P. C.; FERREIRA, I. M; JARDIM, J. R. Reabilitação pulmonar: fatores relacionados ao ganho aeróbico de pacientes com DPOC 1997

×