SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
Baixar para ler offline
RobertoDiasDuarte
SPED
no Terceiro Setor
por Roberto Dias Duarte
RobertoDiasDuarte
RobertoDiasDuarte
É representado pelas
entidades sem finalidade de
lucro.
Quem é o Terceiro Setor?
RobertoDiasDuarte
Sopão
Crianças
Cestas Básicas
Brechó
RobertoDiasDuarte
Os recursos são oriundos da
própria atividade, além de
doações, subvenções e
financiamentos.
RobertoDiasDuarte
Os recursos devem ser
aplicados integralmente na
própria atividade a qual foi
instituída.
RobertoDiasDuarte
No caso de superávit, o
resultado deverá ser
reinvestido nas atividades-
fins da entidade.
RobertoDiasDuarte
AssociaçõesFundações
Organizações Religiosas
Partidos Políticos
Sindicatos Condomínios
RobertoDiasDuarte
Prestação de contas
Transparência
Gestão profissional
Princípios
RobertoDiasDuarte
Constituição
Estatuto
Conselho
Fiscal
Alvará
bombeiros
Registro
Cartório
Diretoria
Atas das
assembléias
Inscrição
Estadual
Inscrição
Municipal
CNPJ
RobertoDiasDuarte
OSCIP
É uma qualificação
conferida a uma ONG
Concedida pelo
Ministério da Justiça
Prestação de contas
anual
Serviços necessários
e úteis à sociedade
RobertoDiasDuarte
Fundação x Associação
A associação não prescinde de capital. Nasce da
motivação de pessoas em prol de um
determinado objetivo, seja ele social ou não.
A fundação nasce com capital, por meio da
dotação de seu(s) fundador(es) e sua vocação
obrigatoriamente terá de ser moral, religiosa,
assistencial ou cultural, segundo o novo Código
Civil (Lei nº 10.460/02).
A associação não prescinde de capital.
A fundação nasce com capital,
RobertoDiasDuarte
Título de Utilidade
Pública Federal
Concedido a entidades sem fins lucrativos que
trabalhem em prol de interesses sociais
abrangentes: saúde, educação, cultura, etc
São fiscalizadas anualmente
Doações são abatidas no IR das empresas
RobertoDiasDuarte
Obrigações em 2011
RAIS
CAGED
SEFIP
GFIP
DACON
DCTF
DIPJ
DIRF
Livro Diário, Livro Razão, Livro
Inventário de Bens, Livro Inventário
de Estoque, Livros auxiliares
Sistema de Cadastro e Prestação de Contas (SICAP)
RobertoDiasDuarte
§ 3º Aplica-se também a obrigatoriedade de adotar e
escriturar a EFD-Contribuições às pessoas jurídicas
imunes e isentas do Imposto sobre a Renda das Pessoas
Jurídicas (IRPJ), cuja soma dos valores mensais das
contribuições apuradas, objeto de escrituração nos
termos desta Instrução Normativa, seja superior a
R$ 10.000,00 (dez mil reais), observado o disposto no §
5º do art. 5º.   (Incluído(a) pelo(a) Instrução Normativa
RFB nº 1305, de 26 de dezembro de 2012)
Fonte: Receita Federal
EFD-Contribuições
INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB" Nº 1252/2012
R$10.000
valores mensais
RobertoDiasDuarte
Art. 3º Ficam obrigadas a adotar a ECD (…) em
relação aos fatos contábeis ocorridos a partir de 1º
de janeiro de 2014:
(…)
III - as pessoas jurídicas imunes e isentas que, em
relação aos fatos ocorridos no ano calendário,
tenham sido obrigadas à apresentação da
Escrituração Fiscal Digital das Contribuições, nos
termos da Instrução Normativa RFB nº 1.252, de
1º de março de 2012. (Redação dada pela Instrução
Normativa RFB nº 1.510, de 5 de novembro de 2014)
Fonte: Receita Federal
SPED Contábil (ECD)
Instrução Normativa RFB nº 1.420/2013
obrigadas à apresentação da EFD-Contribuições
RobertoDiasDuarte
Art. 1º A partir do ano-calendário de 2014, todas as pessoas jurídicas,
inclusive as equiparadas, deverão apresentar a Escrituração Contábil
Fiscal (ECF) de forma centralizada pela matriz.
(…)
§ 2º A obrigatoriedade a que se refere este artigo não
se aplica:
(…)
IV - às pessoas jurídicas imunes e isentas que, em
relação aos fatos ocorridos no ano-calendário, não
tenham sido obrigadas à apresentação da Escrituração
Fiscal Digital da Contribuição para o PIS/Pasep, da
Contribuição para o Financiamento da Seguridade
Social (Cofins) e da Contribuição Previdenciária sobre
a Receita (EFD-Contribuições), nos termos da Instrução
Normativa RFB nº 1.252, de 1º de março de 2012.   (Incluído(a) pelo(a)
Instrução Normativa RFB nº 1524, de 08 de dezembro de 2014)
Fonte: Receita Federal
Escrituração Contábil Fiscal (ECF)
INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1422, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2013
obrigadas à apresentação da EFD-Contribuições
RobertoDiasDuarte
I – A transmissão dos eventos do empregador com faturamento no ano de
2014 acima de R$ 78 milhões reais:
a)A partir da competência setembro de 2016
b)A partir da competência janeiro de 2017, obrigatoriedade da
prestação de informação referente à tabela de ambientes de trabalho,
comunicação de acidente de trabalho, monitoramento da saúde do
trabalhador e condições ambientais do trabalho.
Resolução do Comitê Diretivo do eSocial nº 01/2015
eSocial
RobertoDiasDuarte
II – A transmissão dos eventos para os demais obrigados ao eSocial deverá
ocorrer
a)A partir da competência janeiro de 2017
b)A partir da competência julho de 2017, obrigatoriedade da
prestação de informação referente à tabela de ambientes de trabalho,
comunicação de acidente de trabalho, monitoramento da saúde do
trabalhador e condições ambientais do trabalho
Resolução do Comitê Diretivo do eSocial nº 01/2015
eSocial
RobertoDiasDuarte
Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)
Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED)
Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS (SEFIP) e Guia
de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social
(GFIP)
Demonstrativo de Apuração de Contribuições Sociais
(DACON)
Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
(DCTF)
Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa
Jurídica (DIPJ)
Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF)
Livro Diário, Livro Razão, Livro Inventário de Bens, Livro
Inventário de Estoque, Livros auxiliares
Sistema de Cadastro e Prestação de Contas (SICAP)
Obrigações pós-SPED
ECD ECF
EFD-Contribuições
eSocial
Sistema de Cadastro e Prestação de Contas (SICAP)
RobertoDiasDuarte
Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)
Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED)
Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS (SEFIP) e Guia
de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social
(GFIP)
Demonstrativo de Apuração de Contribuições Sociais
(DACON)
Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais
(DCTF)
Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa
Jurídica (DIPJ)
Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF)
Livro Diário, Livro Razão, Livro Inventário de Bens, Livro
Inventário de Estoque, Livros auxiliares
Sistema de Cadastro e Prestação de Contas (SICAP)
Obrigações pós-SPED
ECD ECF
EFD-Contribuições
eSocial SPED-Reinf
Débitos
Retenções sobre Notas Fiscais
(tomadora de serviços)
Comercialização Produção Rural-PJ
Patrocínio clubes de futebol
CPRB
Créditos
Retenções sobre notas fiscais
(prestadora de serviços)
Prazo: Até o dia 20 do mês seguinte
eSocial
Débitos
Remunerações
Comercialização Produção Rural – PF
Aquisição Produção Rural – PJ (PAA)
Créditos
Salário-família
Salário-maternidade
Prazo: Até dia 07 do mês seguinte
Portal DCTFWeb
Recebe e consolida as apurações enviadas pelas escriturações
Recebe outros créditos (importados ou inseridos manualmente)
* Exclusões
* Suspensões
* Parcelamentos
* Compensações
* Pagamentos
EFETUA A VINCULAÇÃO: DÉBITOS X CRÉDITOS
Apura o saldo a pagar
Transmite a DCTFWeb (até o dia 20 do mês seguinte)
Gera DARF para pagamento
Permite a retificação da DCTFWeb
Permite consultas e geração de relatórios
Fluxo da DCTFWeb
SERO (Regularização de Obras)
Débitos
Contribuições Previdenciárias e de
outras entidades e fundos, apurados
por aferição indireta, para fins de
regularização de obras de construção
civil.
Prazo: Até o dia 20 do mês seguinte
DCTF-WEB
eSocial EFD-REINF
SERO
RobertoDiasDuarte
Consequência:
+Governança
+Transparência
+Controle
RobertoDiasDuarte
RobertoDiasDuarte
+ Controle Digital Externo
Origem dos recursos
Aplicação dos recursos
RobertoDiasDuarte
Remuneração
dos dirigentes
Somente OSCIP, se houver
veículo trabalhista
RobertoDiasDuarte
Incidência da
COFINS
Não incide: doações,
contribuições destinadas à
manutenção
Incide: aluguéis, sorteios,
prestação de serviços,
venda de mercadorias,
receitas financeiras…
RobertoDiasDuarte
Emissão de documentos fiscais
NF-e, NFS-e, Cupom, NFC-e
RobertoDiasDuarte
Retenções na contratação
de serviços
IRPF, PIS/COFINS e
Contribuição Social
EFD-REINF
RobertoDiasDuarte
Trabalho voluntário
Não pode “ajuda de custo”
Termo formal de adesão
RobertoDiasDuarte
Confusão patrimonial
Pagamento de despesas
pessoais de trabalhadores
Pagamento de contas pelos
administradores
RobertoDiasDuarte
OSCIP: Diretores e
associados
Distribuição de "lucro"
Altos salários
RobertoDiasDuarte
ONG's: Diretores
Distribuição de "lucro"
Não podem ser
remunerados
RobertoDiasDuarte
Contabilidade
Demonstrações contábeis
Normas contábeis
específicas
RobertoDiasDuarte
Contabilidade
Saldo de caixaSaldos bancários
Divergências no Ativo Imobilizado
Divergências nos estoques
RobertoDiasDuarte
Reduzo“CustoBrasil”?
RobertoDiasDuarte
facebook.com/imposticida
contato@robertodiasduarte.com
RobertoDiasDuarte
facebook.com/imposticida
contato@robertodiasduarte.com.br
www.robertodiasduarte.com.brwww.robertodiasduarte.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

E social 2015
E social 2015   E social 2015
E social 2015
Ana Julia Reis
 
Apresentação Evento eSocial
Apresentação Evento eSocialApresentação Evento eSocial
Apresentação Evento eSocial
esocialmetadados
 
Perguntas e respostas esocial
Perguntas e respostas esocialPerguntas e respostas esocial
Perguntas e respostas esocial
Jaqueline Chaves
 

Mais procurados (20)

Apresentação sobre eSocial por Daniel Belmiro em 10 de abril de 2014
Apresentação sobre eSocial por Daniel Belmiro em 10 de abril de 2014Apresentação sobre eSocial por Daniel Belmiro em 10 de abril de 2014
Apresentação sobre eSocial por Daniel Belmiro em 10 de abril de 2014
 
A SPED na Visão da Receita Federal, apresentada por Daniel Belmiro em 10 de a...
A SPED na Visão da Receita Federal, apresentada por Daniel Belmiro em 10 de a...A SPED na Visão da Receita Federal, apresentada por Daniel Belmiro em 10 de a...
A SPED na Visão da Receita Federal, apresentada por Daniel Belmiro em 10 de a...
 
Apresentação eSocial 2.0 e EFD- Reinf: Retenções e Informações_Clovis Belbute...
Apresentação eSocial 2.0 e EFD- Reinf: Retenções e Informações_Clovis Belbute...Apresentação eSocial 2.0 e EFD- Reinf: Retenções e Informações_Clovis Belbute...
Apresentação eSocial 2.0 e EFD- Reinf: Retenções e Informações_Clovis Belbute...
 
E social 2015
E social 2015   E social 2015
E social 2015
 
Slides da palestra: eSocial - uma abordagem executiva - julho/2014
Slides da palestra: eSocial - uma abordagem executiva - julho/2014Slides da palestra: eSocial - uma abordagem executiva - julho/2014
Slides da palestra: eSocial - uma abordagem executiva - julho/2014
 
Conferência eSocial - José de Oliveira Novais - Receita Federal do Brasil
Conferência eSocial - José de Oliveira Novais - Receita Federal do BrasilConferência eSocial - José de Oliveira Novais - Receita Federal do Brasil
Conferência eSocial - José de Oliveira Novais - Receita Federal do Brasil
 
Webinar | eSocial
Webinar | eSocialWebinar | eSocial
Webinar | eSocial
 
Conferência eSocial - José Honorino de Macedo Neto - MTE/SRTE-BA
Conferência eSocial - José Honorino de Macedo Neto - MTE/SRTE-BAConferência eSocial - José Honorino de Macedo Neto - MTE/SRTE-BA
Conferência eSocial - José Honorino de Macedo Neto - MTE/SRTE-BA
 
eSocial por Filemon Oliveira
eSocial por Filemon OliveiraeSocial por Filemon Oliveira
eSocial por Filemon Oliveira
 
Conferência eSocial - Jorge Silva Oliver
Conferência eSocial - Jorge Silva Oliver Conferência eSocial - Jorge Silva Oliver
Conferência eSocial - Jorge Silva Oliver
 
Palestra eSocial - Daniel Belmiro - evento na ABAT
Palestra eSocial - Daniel Belmiro - evento na ABATPalestra eSocial - Daniel Belmiro - evento na ABAT
Palestra eSocial - Daniel Belmiro - evento na ABAT
 
Apresentação Evento eSocial
Apresentação Evento eSocialApresentação Evento eSocial
Apresentação Evento eSocial
 
E-Social
E-SocialE-Social
E-Social
 
eSocial - 2.2
eSocial - 2.2eSocial - 2.2
eSocial - 2.2
 
Conect eSocial (Versão em Português)
Conect eSocial (Versão em Português)Conect eSocial (Versão em Português)
Conect eSocial (Versão em Português)
 
Apresentação sobre SPED Fiscal
Apresentação sobre SPED FiscalApresentação sobre SPED Fiscal
Apresentação sobre SPED Fiscal
 
Curso eSocial - Sped Folha de Pagamento Digital
Curso eSocial - Sped Folha de Pagamento DigitalCurso eSocial - Sped Folha de Pagamento Digital
Curso eSocial - Sped Folha de Pagamento Digital
 
Perguntas e respostas esocial
Perguntas e respostas esocialPerguntas e respostas esocial
Perguntas e respostas esocial
 
eSocial – Novo Layout e desafios na implantação
eSocial – Novo Layout e desafios na implantaçãoeSocial – Novo Layout e desafios na implantação
eSocial – Novo Layout e desafios na implantação
 
Humanus eSocial - Apresentação
Humanus eSocial - ApresentaçãoHumanus eSocial - Apresentação
Humanus eSocial - Apresentação
 

Semelhante a Impactos do SPED no Terceiro Setor

Palestra lexdata cro es22-082013
Palestra lexdata cro es22-082013Palestra lexdata cro es22-082013
Palestra lexdata cro es22-082013
Eduardo Ribeiro
 
eSocial: O quê, por quê e como – Uma abordagem executiva
eSocial: O quê, por quê e como – Uma abordagem executivaeSocial: O quê, por quê e como – Uma abordagem executiva
eSocial: O quê, por quê e como – Uma abordagem executiva
Roberto Dias Duarte
 
Guia praticoefd contribuicoes_versao_1.12
Guia praticoefd contribuicoes_versao_1.12Guia praticoefd contribuicoes_versao_1.12
Guia praticoefd contribuicoes_versao_1.12
LeonardoPereiraFranco
 

Semelhante a Impactos do SPED no Terceiro Setor (20)

eSocial: Uma Visão Executiva - maio de 2014
eSocial: Uma Visão Executiva - maio de 2014eSocial: Uma Visão Executiva - maio de 2014
eSocial: Uma Visão Executiva - maio de 2014
 
Apresentação da Gerência de Orçamento e Finanças
Apresentação da Gerência de Orçamento e FinançasApresentação da Gerência de Orçamento e Finanças
Apresentação da Gerência de Orçamento e Finanças
 
Fórum de RH SETCESP
Fórum de RH SETCESPFórum de RH SETCESP
Fórum de RH SETCESP
 
E social fortaleza-crc
E social fortaleza-crcE social fortaleza-crc
E social fortaleza-crc
 
O reinf chegou, e agora?
O reinf chegou, e agora?O reinf chegou, e agora?
O reinf chegou, e agora?
 
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xriskAnefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
Anefac gt processos e riscos e social 8 out-2013 xrisk
 
eSocial: Uma Visão Executiva - maio de 2014
eSocial: Uma Visão Executiva - maio de 2014eSocial: Uma Visão Executiva - maio de 2014
eSocial: Uma Visão Executiva - maio de 2014
 
Palestra: eSocial
Palestra: eSocialPalestra: eSocial
Palestra: eSocial
 
Planejamento tributário no início do negócio
Planejamento tributário no início do negócioPlanejamento tributário no início do negócio
Planejamento tributário no início do negócio
 
EFD-REINF
EFD-REINF  EFD-REINF
EFD-REINF
 
EFD-REINF: Você está preparado para essa obrigatoriedade?
EFD-REINF: Você está preparado para essa obrigatoriedade?EFD-REINF: Você está preparado para essa obrigatoriedade?
EFD-REINF: Você está preparado para essa obrigatoriedade?
 
Palestra lexdata cro es22-082013
Palestra lexdata cro es22-082013Palestra lexdata cro es22-082013
Palestra lexdata cro es22-082013
 
eSocial: O quê, por quê e como – Uma abordagem executiva
eSocial: O quê, por quê e como – Uma abordagem executivaeSocial: O quê, por quê e como – Uma abordagem executiva
eSocial: O quê, por quê e como – Uma abordagem executiva
 
Guia Pratico.Contribuiçoes ligue (11)98950-3543
Guia Pratico.Contribuiçoes ligue (11)98950-3543Guia Pratico.Contribuiçoes ligue (11)98950-3543
Guia Pratico.Contribuiçoes ligue (11)98950-3543
 
informaçoes-para-contribuiçoes ligue (11)98950-3543
informaçoes-para-contribuiçoes ligue (11)98950-3543informaçoes-para-contribuiçoes ligue (11)98950-3543
informaçoes-para-contribuiçoes ligue (11)98950-3543
 
Você está preparado para o REINF?
Você está preparado para o REINF?Você está preparado para o REINF?
Você está preparado para o REINF?
 
Práticas contábeis e legislaçães do terceiro setor - contador Tadeu Pedro Vieira
Práticas contábeis e legislaçães do terceiro setor - contador Tadeu Pedro VieiraPráticas contábeis e legislaçães do terceiro setor - contador Tadeu Pedro Vieira
Práticas contábeis e legislaçães do terceiro setor - contador Tadeu Pedro Vieira
 
(Transformar) Aspectos Jurídicos 2
(Transformar) Aspectos Jurídicos 2(Transformar) Aspectos Jurídicos 2
(Transformar) Aspectos Jurídicos 2
 
Guia praticoefd contribuicoes_versao_1.12
Guia praticoefd contribuicoes_versao_1.12Guia praticoefd contribuicoes_versao_1.12
Guia praticoefd contribuicoes_versao_1.12
 
Informativo Tributário Mensal - Março 2017
Informativo Tributário Mensal - Março 2017Informativo Tributário Mensal - Março 2017
Informativo Tributário Mensal - Março 2017
 

Mais de Roberto Dias Duarte

Mais de Roberto Dias Duarte (20)

Planejamento estratégico para escritórios de contabilidade
Planejamento estratégico para escritórios de contabilidadePlanejamento estratégico para escritórios de contabilidade
Planejamento estratégico para escritórios de contabilidade
 
Contabildade é um bom negócio?
Contabildade é um bom negócio?Contabildade é um bom negócio?
Contabildade é um bom negócio?
 
Programa de imersão empreendedora em Orlando/Flórida
Programa de imersão empreendedora em Orlando/FlóridaPrograma de imersão empreendedora em Orlando/Flórida
Programa de imersão empreendedora em Orlando/Flórida
 
RGPD para PME's e gabinetes de contabilidade
RGPD para PME's e gabinetes de contabilidadeRGPD para PME's e gabinetes de contabilidade
RGPD para PME's e gabinetes de contabilidade
 
O futuro dos serviços de contabilidade começa agora! (nova versão)
O futuro dos serviços de contabilidade começa agora! (nova versão)O futuro dos serviços de contabilidade começa agora! (nova versão)
O futuro dos serviços de contabilidade começa agora! (nova versão)
 
Palestra "O Futuro dos Serviços de Contabilidade"
Palestra "O Futuro dos Serviços de Contabilidade"Palestra "O Futuro dos Serviços de Contabilidade"
Palestra "O Futuro dos Serviços de Contabilidade"
 
Por que seu escritório vai para nuvem? Você querendo, ou não!
Por que seu escritório vai para nuvem? Você querendo, ou não!Por que seu escritório vai para nuvem? Você querendo, ou não!
Por que seu escritório vai para nuvem? Você querendo, ou não!
 
The future of accounting services is now!
The future of accounting services is now!The future of accounting services is now!
The future of accounting services is now!
 
Whitepaper para você perceber o nível de experiência que seu escritório está ...
Whitepaper para você perceber o nível de experiência que seu escritório está ...Whitepaper para você perceber o nível de experiência que seu escritório está ...
Whitepaper para você perceber o nível de experiência que seu escritório está ...
 
Descubra as diferenças entre a Contabilidade Online e a Contabilidade Digital
Descubra as diferenças entre a Contabilidade Online e a Contabilidade DigitalDescubra as diferenças entre a Contabilidade Online e a Contabilidade Digital
Descubra as diferenças entre a Contabilidade Online e a Contabilidade Digital
 
Como criar uma experiência fantástica para seus clientes
Como criar uma experiência fantástica para seus clientesComo criar uma experiência fantástica para seus clientes
Como criar uma experiência fantástica para seus clientes
 
Slides da Palestra realizada no CONEXÃO SPED 2017
Slides da Palestra realizada no CONEXÃO SPED 2017Slides da Palestra realizada no CONEXÃO SPED 2017
Slides da Palestra realizada no CONEXÃO SPED 2017
 
5 desafios imediatos para as empresas brasileiras
5 desafios imediatos para as empresas brasileiras5 desafios imediatos para as empresas brasileiras
5 desafios imediatos para as empresas brasileiras
 
5 passos para vendas de soluções Microsoft, utilizando marketing de conteúdo
5 passos para vendas de soluções Microsoft, utilizando marketing de conteúdo5 passos para vendas de soluções Microsoft, utilizando marketing de conteúdo
5 passos para vendas de soluções Microsoft, utilizando marketing de conteúdo
 
8 passos para excelência no empreendedorismo contábil
  8 passos para excelência no empreendedorismo contábil  8 passos para excelência no empreendedorismo contábil
8 passos para excelência no empreendedorismo contábil
 
Canvas, modelo de negócios muda estratégias empresariais
Canvas, modelo de negócios muda estratégias empresariais Canvas, modelo de negócios muda estratégias empresariais
Canvas, modelo de negócios muda estratégias empresariais
 
5 passos para excelência em serviços contábeis!
5 passos para excelência em serviços contábeis!5 passos para excelência em serviços contábeis!
5 passos para excelência em serviços contábeis!
 
Os 5 desafios imediatos para as empresas brasileiras
Os 5 desafios imediatos para as empresas brasileiras Os 5 desafios imediatos para as empresas brasileiras
Os 5 desafios imediatos para as empresas brasileiras
 
Palestra Contador 2.0 - Modelo de negócios mais que perfeito
Palestra Contador 2.0 - Modelo de negócios mais que perfeitoPalestra Contador 2.0 - Modelo de negócios mais que perfeito
Palestra Contador 2.0 - Modelo de negócios mais que perfeito
 
Palestra Contador 2.0: Estratégias inovadoras para vencer a crise
Palestra Contador 2.0: Estratégias inovadoras para vencer a crisePalestra Contador 2.0: Estratégias inovadoras para vencer a crise
Palestra Contador 2.0: Estratégias inovadoras para vencer a crise
 

Último

sistema de transporte brasil - 7 ano.pptx
sistema de transporte brasil - 7 ano.pptxsistema de transporte brasil - 7 ano.pptx
sistema de transporte brasil - 7 ano.pptx
CarladeOliveira25
 
Aula teórica 2 - Gametogênese feminina.pdf
Aula teórica 2 - Gametogênese feminina.pdfAula teórica 2 - Gametogênese feminina.pdf
Aula teórica 2 - Gametogênese feminina.pdf
lucianatorresdemelo
 
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
Renandantas16
 

Último (12)

Opções estratégicas de competitividade.pdf
Opções estratégicas de competitividade.pdfOpções estratégicas de competitividade.pdf
Opções estratégicas de competitividade.pdf
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
 
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
Digitalização do varejo | A importância do engajamento e fidelização de clien...
 
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
 
MERCADO LIVRE DE ENERGIA - QUALIDADE NO USO DA ENERGIA
MERCADO LIVRE DE ENERGIA - QUALIDADE NO USO DA ENERGIAMERCADO LIVRE DE ENERGIA - QUALIDADE NO USO DA ENERGIA
MERCADO LIVRE DE ENERGIA - QUALIDADE NO USO DA ENERGIA
 
sistema de transporte brasil - 7 ano.pptx
sistema de transporte brasil - 7 ano.pptxsistema de transporte brasil - 7 ano.pptx
sistema de transporte brasil - 7 ano.pptx
 
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
Digitalização do varejo| Clienting no varejo: dados e tendências sobre relaci...
 
Digitalização de varejo | Importe ou morra.
Digitalização de varejo | Importe ou morra.Digitalização de varejo | Importe ou morra.
Digitalização de varejo | Importe ou morra.
 
Profissional de Vendas - Funcao e Competencias.pptx
Profissional de Vendas - Funcao e Competencias.pptxProfissional de Vendas - Funcao e Competencias.pptx
Profissional de Vendas - Funcao e Competencias.pptx
 
Aula teórica 2 - Gametogênese feminina.pdf
Aula teórica 2 - Gametogênese feminina.pdfAula teórica 2 - Gametogênese feminina.pdf
Aula teórica 2 - Gametogênese feminina.pdf
 
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
018627000101011 (13).pdfdddddddddddddddddddddddddddddd
 
Digitalização do varejo | Como a logística pode ajudar na melhor experiência ...
Digitalização do varejo | Como a logística pode ajudar na melhor experiência ...Digitalização do varejo | Como a logística pode ajudar na melhor experiência ...
Digitalização do varejo | Como a logística pode ajudar na melhor experiência ...
 

Impactos do SPED no Terceiro Setor