ESTADO DE RORAIMA
SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTOS.
DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA
BOA VISTA – RR
20...
JOSÉ DE ANCHIETA JÚNIOR
Governo do Estado de Roraima
ANTONIA VIEIRA DOS SANTOS
Secretária de Estado da Educação, Cultura e...
SUMÁRIO
1. APRESENTAÇÃO......................................................................................................
Prezados Educadores,
Ao propor-se a implantação da Proposta da Rede Pública Estadual Para
Atendimento aos Adolescentes de ...
5
1. APRESENTAÇÃO
A Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Desportos, através do
Departamento de Educação Básica apre...
6
2. JUSTIFICATIVA
A Proposta da Rede Pública Estadual Para Atendimento aos Adolescentes de 15
A 17 anos no Ensino Fundame...
7
Basicamente o sistema estadual de ensino em Roraima atende a 56.613 alunos
no Ensino Fundamental de 8 e 9 anos e 15.181 ...
8
I - educação básica obrigatória e gratuita dos 4 (quatro) aos 17 (dezessete)
anos de idade, assegurada inclusive sua ofe...
9
Art. 2° Consumidor é toda pessoa física ou jurídica que adquire ou utiliza
produto ou serviço como destinatário final.
A...
10
3. DEFINIÇÃO
A Proposta da Rede Pública Estadual para Atendimento aos Adolescentes de 15
A 17 anos no Ensino Fundamenta...
11
tempo essa totalidade. Desse modo, a condição humana deveria ser objeto essencial de
todo o ensino. O conhecimento não ...
12
7. METAS PARA IMPLANTAÇÃO EM 2011 - 2014
Intervir no problema de defasagem escolar no Ensino Fundamental, ofertando
ate...
13
8.2. Da escola
8.2.1. Da Gestão e Coordenação Pedagógica
Matricular, acompanhar o desempenho e certificar os alunos de ...
14
8.2.2. Dos Professores
Elaborar o plano de ensino, estabelecendo habilidades e competências fundamentais
para o avanço ...
15
9. OPERACIONALIZAÇÃO
O atendimento aos alunos do Programa, será realizado em turmas de até 25
alunos, obedecendo aos cr...
16
Como metodologia propõe-se o trabalho, desenvolvimento e construção de
habilidades e competências mediante:
1. Interaçã...
17
10.1. Planejamento
Compreende-se a educação como um processo inerente à sociedade realizado
de maneira intencional.
Seg...
18
por meio de diferentes linguagens. Para avaliar o aproveitamento do aluno propõe-se
que o professor de maneira continua...
19
Sendo que a Média Final (MF) em cada componente curricular da Base Nacional
Comum é obtida por meio da média aritmética...
20
Neste sentido o processo de ensino e aprendizagem deve se dar por construção e
interação dentro das necessidades de cad...
21
11.1. Matriz Curricular
11.1.1. Ensino Fundamental – Séries Finais
5ªa8ªSérie
BaseNacionalComum
Áreas de
Conhecimento
C...
22
11.2. Currículo das Áreas do Conhecimento
11.2.1.ÁreadoConhecimentoLinguagens,CódigosesuasTecnologias
ComponenteCurricu...
23
f. Reconhecer os fatores fundamentais da textualidade e as marcas
linguísticas que a estabelecem, diferencialmente em t...
24
Currículo do Componente Curricular Língua Portuguesa
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS5ªSÉRIE/6ºANO
...
25
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
5ªSÉRIE/6ºANO
Prática de
leitura
Identifica informações explícitas...
26
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
5ªSÉRIE/6ºANO
Produção da
escrita
Produz textos: informativos ficc...
27
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
5ªSÉRIE/6ºANO
Análise lingüística
Identifica em textos escritos, c...
28
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
6ªSÉRIE/7ºANO
Linguagem oral
Relata opiniões, idéias,
experiências...
29
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
6ªSÉRIE/7ºANO
Prática de leitura
Interpreta texto com auxílio
de d...
30
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
6ªSÉRIE/7ºANO
Produção escrita
Produz textos: informativos, poétic...
31
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
7ªSÉRIE/8ºANO
Linguagem oral
Relata opiniões, idéias, experiências...
32
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
7ªSÉRIE/8ºANO
Produção escrita
Produz textos: informativos;
instru...
33
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
7ªSÉRIE/8ºANO
Análise lingüística
Identifica em textos escritos re...
34
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
8ªSÉRIE/9ºANO
Prática de leitura
Identifica informações explícitas...
35
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
8ªSÉRIE/9ºANO
Produção escrita
Produzi textos: narrativos ficciona...
36
ComponenteCurricular Arte
Objetivos
Compreender o que representa determinada produção artística, os aspectos
políticos ...
37
SÉRIE
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS5ªSÉRIE/6ºANO
Dança
Entende porque dançamos;
Compreende o significado da...
38
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
6ªSÉRIE/7ºANO
A história da Arte e
Artes Visuais
Conhece as varian...
39
SÉRIE
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS6ªSÉRIE/7ºANO
Música
Entende o conjunto de sinais usados
para representa...
40
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS7ªSÉRIE/8ºANO
A história da Arte e
Artes Visuais
Conhece as variant...
41
SÉRIE
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
7ªSÉRIE/8ºANO
Dança
Identifica os elementos caracterizadores
da dança.
...
42
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
8ªSÉRIE/9ºANO
A história da Arte e a
Arte Visual
Conhece as varian...
43
SÉRIE/
ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
HABILIDADES CONTEÚDOS
7ªSÉRIE/8ºANO
Música
Conhece os instrumentos musicais
Conhece os d...
44
ComponenteCurricularLínguaEstrangeiraModerna
Objetivos :
Desenvolver a possibilidade de compreender e expressar, oralme...
45
Currículo do Componente Curricular Língua Estrangeira Moderna
Componente Curricular – Língua Inglesa
SÉRIE
/ ANO
TEMAS
...
46
SÉRIE
/ ANO
TEMAS
ESTRUTURANTES
COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS6ªSÉRIE/7ºANO
Estudo do Texto
Identifica o tema geral...
47
SÉRIE
TEMAS
ESTRUTURANTES
COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS6ªSÉRIE/7ºANO
Aspectos Gramaticais
e Ortográficos
Emprega a...
48
SÉRIE
TEMAS
ESTRUTURANTES
COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS
7ªSÉRIE/8ºANO
Estudo do Texto
Identifica o tema geral de t...
49
SÉRIE
TEMAS
ESTRUTURANTES
COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS
7ªSÉRIE/8ºANO
Aspectos Gramaticais
Utiliza corretamente o ...
50
SÉRIE
TEMAS
ESTRUTURANTES
COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS
8ªSÉRIE/9ºANO
Produção Oral
Interage, por meio da Língua I...
51
Componente Curricular – Língua Espanhola
SÉRIE
TEMAS
ESTRUTURANTES
COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS
5ªSÉRIE/6ºANO
Est...
52
SÉRIE
TEMAS
ESTRUTURANTES
COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS
6ªSÉRIE/7ºANO
Estudo do Texto
Realiza leitura e interpreta...
53
SÉRIE
TEMAS
ESTRUTURANTES
COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS
7ªSÉRIE/8ºANO
Estudo do Texto
Realiza leitura e interpreta...
54
SÉRIE
TEMAS
ESTRUTURANTES
COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS
8ªSÉRIE/9ºANO
Estudo do Texto
Realiza leitura e interpreta...
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Proposta da rede publica estadual
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Proposta da rede publica estadual

1.266 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.266
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
63
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Proposta da rede publica estadual

  1. 1. ESTADO DE RORAIMA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTOS. DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA BOA VISTA – RR 2010
  2. 2. JOSÉ DE ANCHIETA JÚNIOR Governo do Estado de Roraima ANTONIA VIEIRA DOS SANTOS Secretária de Estado da Educação, Cultura e Desporto. ALDA REGINA AMORIM FRANCO Secretária Adjunta de Estado da Educação, Cultura e Desporto. GEÓRGIA AMÁLIA DE FREIRE BRÍGLIA Secretária Adjunta da Gestão do Sistema Educacional ISMÊNIA ANDRADE GOMES Diretora do Departamento de Educação Básica TEREZINHA GONÇALVES DE CARVALHO Chefe da Divisão de Ensino Fundamental RAIMUNDO NONATO DA COSTA SABÓIA VILARINS Conselho Estadual de Educação de Roraima SELMA ASSUNÇÃO MARIOT Gerência de Avaliação e Informações Educacionais SANDRO HUDSON PEIXOTO PINHEIRO Auditoria de Controle da Rede de Ensino EQUIPE DE ELABORAÇÃO:  Marilene da Silva Teixeira – Assessora Pedagógica  Mateus Gomes da Silva – Analista Educacional  Ismênia Andrade Gomes - Diretora do Departamento de Educação Básica  Taíse Campos Onofre – Analista Educacional  Maria Francisca Gomes Cidade – Assessora Pedagógica.
  3. 3. SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO..................................................................................................... 5 2. JUSTIFICATIVA....................................................................................................... 6 3. DEFINIÇÃO ............................................................................................................. 10 4. PRINCIPIOS............................................................................................................. 10 5. ASPECTOS EPISTEMOLÓGICOS .................................................................. 10 6. OBJETIVOS ............................................................................................................. 11 6.1. Geral .................................................................................................................... 11 6.2. Específicos........................................................................................................... 11 7. METAS PARA IMPLANTAÇÃO EM 2011......................................................... 12 8. ATRIBUIÇÕES ........................................................................................................ 12 8.1. Da Secretaria Estadual de Educação Cultura e Desporto (SECD) ...................... 12 8.2. Da escola ............................................................................................................ 13 8.2.1. Da Gestão e Coordenação Pedagógica........................................................ 13 8.2.2. Dos Professores ............................................................................................ 14 9. OPERACIONALIZAÇÃO ...................................................................................... 15 10. ASPECTOS METODOLÓGICOS E DIDÁTICOS PEDAGÓGICOS............. 15 10.1. Planejamento ..................................................................................................... 17 10.2. Avaliação........................................................................................................... 17 11. ASPECTOS CURRICULARES............................................................................ 19 11.1. Matriz Curricular............................................................................................... 21 11.1.1. Ensino Fundamental – Séries Finais........................................................... 21 11.1.2. Ensino Fundamental –Anos Finais............................................................. 21 11.2. Currículo das Áreas do Conhecimento.............................................................. 22 12. REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS ................................................................. 91
  4. 4. Prezados Educadores, Ao propor-se a implantação da Proposta da Rede Pública Estadual Para Atendimento aos Adolescentes de 15 A 17 anos no Ensino Fundamental/ Séries e Anos Finais, no Ensino Fundamental, a Secretaria de Educação Cultura e Desporto - SECD/RR, através do Departamento de Educação Básica - DEB , assume um grande desafio: transformar as histórias de estudantes que por diversas razões não obtiveram êxito em seus estudos na idade correta, em histórias de alegrias e sucesso. Para vencer esse desafio contamos com vocês, prezados educadores. A proposta é que as unidades escolares elaborem e desenvolvam os seus projetos tendo como base o contexto de distorção idade/série/ano escolar local, dos adolescentes de 15 a 17 anos dentro das características, peculiares, potencialidades, necessidades, expectativas e culturas juvenis. Este documento de trabalho que vocês estão recebendo apresenta orientações para a operacionalização nas salas de correção de fluxo idade/série/ano escolar do Ensino Fundamental, destinados aos adolescentes, visando o desenvolvimento curricular em todas as áreas do conhecimento. Faz-se, portanto, necessário que toda a equipe escolar assuma a importante responsabilidade de analisar com bastante cuidado as orientações e articulá-las ao Projeto Político Pedagógico da escola, considerando a realidade local e, especialmente, o diagnóstico detalhado das expectativas de aprendizagem dos estudantes que estão no processo de correção do fluxo idade/série/ano escolar, na faixa etária de 15 a 17 anos. Contamos com vocês, professores, no sentido de garantirmos aos estudantes do programa o avanço com qualidade em seus estudos. Sucesso! Antonia Vieira dos Santos Secretária de Estado da Educação, Cultura e Desportos
  5. 5. 5 1. APRESENTAÇÃO A Secretaria de Estado da Educação, Cultura e Desportos, através do Departamento de Educação Básica apresenta a Proposta da Rede Pública Estadual para Atendimento aos Adolescentes de 15 A 17 anos no Ensino Fundamental/Séries e Anos Finais, para apreciação a fim de nortear a organização pedagógica do atendimento deste público em nossas escolas. Os maiores desafios da Proposta são cumprir o direito do aluno de 15 a 17 anos com distorção idade série e resgatar a auto-estima abalada em detrimento da situação de fracasso escolar, proveniente de suas condições de vida ou pelo atendimento escolar inadequado, oferecendo uma proposta de trabalho voltada para a valorização da capacidade de aprendizado que desperte ao mesmo tempo o prazer pelo conhecimento e pela escola.
  6. 6. 6 2. JUSTIFICATIVA A Proposta da Rede Pública Estadual Para Atendimento aos Adolescentes de 15 A 17 anos no Ensino Fundamental/Séries e Anos Finais justifica-se frente aos dados do Censo Escolar 2009 dos alunos em situação de distorção idade série com idade entre 15 e 17 anos e a legislação em vigor. Destaca-se que a Educação Básica em Roraima é ofertada por estabelecimentos públicos (federais, estaduais e municipais) e privadas totalizando segundo o Censo Escolar 20091 133.887 alunos, que correspondem 0,25% do total de alunos em âmbito nacional desta etapa de ensino, conforme Tabela 01 abaixo: Tabela 01 - Número de Matrículas de Educação Básica por Etapas e Modalidade de Ensino, Brasil, Região Norte e Roraima - 2009 Região Geográfica / Unidade da Federação Total Educação Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio Profissional Brasil 52.580.452 6.762.631 31.705.528 8.337.160 861.114 Norte 5.177.584 563.724 3.293.438 723.760 41.635 Roraima 133.887 17.170 86.547 17.512 1.179 Fonte: Censo Escolar 2009 Considerando que segundo a Emenda Constitucional nº 59/09 a Educação Básica é obrigatória e gratuita dos 4 (quatro) aos 17 (dezessete) anos de idade, em Roraima, 116.709 alunos encontram-se nesta faixa etária o que corresponde a 87% dos alunos matriculados. Destes 15.478 alunos, 11% encontram-se com idade superior a faixa etária desta etapa de ensino – Tabela 02. Tabela 02 - Número de Alunos da Educação Básica por Faixa Etária, segundo a Região Geográfica e Roraima - 2009 Unida de da Feder a-ção Alunos da Educação Básica Total Faixa Etária 0 a 3 anos 4 e 5 anos 6 a 14 anos 15 a 17 anos 18 a 24 anos 25 a 29 anos Mais de 29 anos Brasil 52.039.361 1.438.142 3.785.227 29.418.436 9.060.648 4.900.584 1.004.273 2.432.051 Norte 5.134.754 50.181 326.810 3.029.084 806.676 551.898 129.117 240.988 RR 133.669 1.482 9.581 84.454 22.674 10.484 1.698 3.296 Fonte: Censo Escolar 2009 1 Disponível no site http://www.inep.gov.br.
  7. 7. 7 Basicamente o sistema estadual de ensino em Roraima atende a 56.613 alunos no Ensino Fundamental de 8 e 9 anos e 15.181 alunos no Ensino Médio, ou seja 54 % de todos os alunos matriculados nos estabelecimentos do Estado de Roraima são alunos da rede estadual de ensino. Há aproximadamente 390 alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades incluídos nas classes regulares. Com relação aos resultados educacionais presentes nas taxas de aprovação observa-se avanço positivo no período de 2005 a 2009 e médias superiores as da região norte – Tabela 03. Tabela 03 - Taxa de Aprovação Ensino Fundamental e Médio – Norte e Roraima/2005 e 2009 Região/ Unidade da Federação Rede Taxa de Aprovação -2005 Taxa de Aprovação -2009 SI(1) a 4ª 5ª a 8ª Ensino Médio SI a 4ª 5ª a 8ª Ensino Médio Norte Total 71,8 75,3 70,5 76,1 79,2 73,0 Norte Estadual 77,5 75,3 68,8 79,6 77,9 71,5 Roraima Total 85,1 81,1 77,5 87,1 84,0 81,6 Roraima Estadual 84,5 80,5 75,7 85,1 83,0 80,0 Nota: (1) Serie Inicial = 1 ano Fonte: MEC/INEP2 Apesar dos avanços, levando em consideração a Tabela 03 observa-se que a média de fracasso escolar no Ensino Fundamental da rede estadual de Roraima em 2009 é superior a 15%, onde milhares de alunos reprovados no Ensino Fundamental vão aumentando o público com perfil de correção de fluxo ou Educação de Jovens e Adultos sendo, portanto, urgente um atendimento diferenciado para este público, para atender suas especificidades e os direitos legais dos adolescentes, conforme evidenciado abaixo: Constituição Federal de 1988 Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados, na forma desta Constituição. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 64, de 2010) Art. 208. O dever do Estado com a educação será efetivado mediante a garantia de: 2 Disponível em :< http://portalideb.inep.gov.br>. Acesso em: 21/09/10.
  8. 8. 8 I - educação básica obrigatória e gratuita dos 4 (quatro) aos 17 (dezessete) anos de idade, assegurada inclusive sua oferta gratuita para todos os que a ela não tiveram acesso na idade própria; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 59, de 2009) Grifo nosso. (...) VI - oferta de ensino noturno regular, adequado às condições do educando; Grifo nosso. Lei Nº 8.069, de 13 de Julho de 1990 - Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências Art. 2º Considera-se criança, para os efeitos desta Lei, a pessoa até doze anos de idade incompletos, e adolescente aquela entre doze e dezoito anos de idade. Grifo nosso. Art. 3º A criança e o adolescente gozam de todos os direitos fundamentais inerentes à pessoa humana, sem prejuízo da proteção integral de que trata esta Lei, assegurando-se-lhes, por lei ou por outros meios, todas as oportunidades e facilidades, a fim de lhes facultar o desenvolvimento físico, mental, moral, espiritual e social, em condições de liberdade e de dignidade. Grifo nosso. Art. 4º É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária. Parágrafo único. A garantia de prioridade compreende: (...) c) preferência na formulação e na execução das políticas sociais públicas; Grifo nosso. Art. 53. A criança e o adolescente têm direito à educação, visando ao pleno desenvolvimento de sua pessoa, preparo para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho, assegurando-se-lhes: I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; II - direito de ser respeitado por seus educadores; III - direito de contestar critérios avaliativos, podendo recorrer às instâncias escolares superiores; IV - direito de organização e participação em entidades estudantis; V - acesso à escola pública e gratuita próxima de sua residência. Art. 54. É dever do Estado assegurar à criança e ao adolescente: I - ensino fundamental, obrigatório e gratuito, inclusive para os que a ele não tiveram acesso na idade própria; Grifo nosso. (...) VI - oferta de ensino noturno regular, adequado às condições do adolescente trabalhador; Grifo nosso. Art. 57. O poder público estimulará pesquisas, experiências e novas propostas relativas a calendário, seriação, currículo, metodologia, didática e avaliação, com vistas à inserção de crianças e adolescentes excluídos do ensino fundamental obrigatório. Grifo nosso. Art. 58. No processo educacional respeitar-se-ão os valores culturais, artísticos e históricos próprios do contexto social da criança e do adolescente, garantindo-se a estes a liberdade da criação e o acesso às fontes de cultura. Lei nº 8.078, de 11 de Setembro de 1990 - Dispõe sobre a proteção do consumidor e dá outras providências.
  9. 9. 9 Art. 2° Consumidor é toda pessoa física ou jurídica que adquire ou utiliza produto ou serviço como destinatário final. Art. 3° Fornecedor é toda pessoa física ou jurídica, pública ou privada, nacional ou estrangeira, bem como os entes despersonalizados, que desenvolvem atividade de produção, montagem, criação, construção, transformação, importação, exportação, distribuição ou comercialização de produtos ou prestação de serviços. Art. 6º São direitos básicos do consumidor: (...) X - a adequada e eficaz prestação dos serviços públicos em geral. Grifo nosso. Resolução CNE/CEB nº 3, de 15 De Junho de 2010 - Institui Diretrizes Operacionais para a Educação de Jovens e Adultos nos aspectos relativos à duração dos cursos e idade mínima para ingresso nos cursos de EJA; idade mínima e certificação nos exames de EJA; e Educação de Jovens e Adultos desenvolvida por meio da Educação a Distância Art. 5º Obedecidos o disposto no artigo 4º, incisos I e VII, da Lei nº 9.394/96 (LDB) e a regra da prioridade para o atendimento da escolarização obrigatória, será considerada idade mínima para os cursos de EJA e para a realização de exames de conclusão de EJA do Ensino Fundamental a de 15 (quinze) anos completos. Parágrafo único. Para que haja oferta variada para o pleno atendimento dos adolescentes, jovens e adultos situados na faixa de 15 (quinze) anos ou mais, com defasagem idade-série, tanto sequencialmente no ensino regular quanto na Educação de Jovens e Adultos, assim como nos cursos destinados à formação profissional, nos termos do § 3o do artigo 37 da Lei nº 9.394/96, torna-se necessário: I - fazer a chamada ampliada de estudantes para o Ensino Fundamental em todas as modalidades, tal como se faz a chamada das pessoas de faixa etária obrigatória do ensino; II - incentivar e apoiar as redes e sistemas de ensino a estabelecerem, de forma colaborativa, política própria para o atendimento dos estudantes adolescentes de 15 (quinze) a 17 (dezessete) anos, garantindo a utilização de mecanismos específicos para esse tipo de alunado que considerem suas potencialidades, necessidades, expectativas em relação à vida, às culturas juvenis e ao mundo do trabalho, tal como prevê o artigo 37 da Lei nº 9.394/96, inclusive com programas de aceleração da aprendizagem, quando necessário; Grifo nosso. Compreende-se, que os alunos que não obtiveram sucesso no Ensino Fundamental, com idade entre 15 e 17 anos, segundo a Emenda Constitucional 59/09, são alunos da Educação Básica até porque tiveram acesso e continuidade garantidos, e foram retidos na série por não terem obtido aproveitamento mínimo, não sendo portanto público para a Modalidade Educação de Jovens e Adultos, haja vista a mesma ser destinada aqueles que não tiveram acesso e continuidade de estudos no ensino fundamental e médio na idade própria e não ter como objetivo corrigir problemas de distorção idade-série do ensino regular.
  10. 10. 10 3. DEFINIÇÃO A Proposta da Rede Pública Estadual para Atendimento aos Adolescentes de 15 A 17 anos no Ensino Fundamental é uma ação de correção de fluxo que visa romper os descompassos entre a escolarização ofertada e os adolescentes valorizando os tempos, culturas, valores e necessidades juvenis, ampliando assim suas possibilidades de aprendizagem. 4. PRINCIPIOS 4.1. Focalizar um olhar para a juventude dentro da escola, sem culpabilizar os jovens, a própria escola ou os professores; 4.2. Assegurar o direito à educação da juventude que não teve acesso à escolarização na idade própria; 4.3. Desenvolver processo educativo específico para a condição juvenil; 4.4. Considerar os jovens como cidadãos no presente, e não apenas formar cidadãos do futuro; 4.5. Conferir importância às relações sociais na escola; 4.6. Promover a apropriação do espaço, das regras escolares, dos tempos e dos conteúdos. 5. ASPECTOS EPISTEMOLÓGICOS O principio fundamental da educação atual é promover um ensino que atenda à diversidade, é propiciar ao individuo a construção do seu conhecimento de forma integral nos vários aspectos que o constitui: o cognitivo, afetivo, biológico, físico, cultural, ético, histórico e social. Segundo Morim (2000 p.26): O ser humano é a um só
  11. 11. 11 tempo essa totalidade. Desse modo, a condição humana deveria ser objeto essencial de todo o ensino. O conhecimento não pode ser considerado uma ferramenta realy mode (algo pronto). Nesta linha o Programa considera que a aprendizagem acontece na interação, pois conforme Vigotsky (1986, p. 41) destaca “ o homem é essencialmente social: é na relação com o próximo, numa atividade prática comum, que este, por intermédio da linguagem acaba por se constituir e se desenvolver enquanto sujeito”. Dessa maneira, o citado autor, evidencia a idéia de que o ser humano, não se encontra limitado a sua própria experiência pessoal e/ou a suas próprias reflexões. Ao contrário, a experiência individual alimenta -se, expande – se e aprofunda -se, em especial, graças à apropriação da experiência social que é veiculada pela linguagem, mediante os processos de comunicação que se dão com outros sujeitos. 6. OBJETIVOS 6.1. Geral Implantar proposta de atendimento diferenciado aos Adolescentes de 15 a 17 anos no Ensino Fundamental/Séries e Anos Finais, em defasagem idade/série/ano, atendendo as características peculiares desta idade, suas potencialidades, necessidades, expectativas e culturas, elevando a taxa de promoção e minimizando os índices de evasão a fim de oportunizar o aluno a retomada com sucesso de sua trajetória escolar. 6.2. Específicos Ofertar Ensino Fundamental com características diferenciadas aos adolescentes de 15 a 17 anos com defasagem na idade/série/ano possibilitando a correção do fluxo e idade, o desenvolvimento de habilidades e competências fundamentais, o avanço escolar e a conclusão deste nível de ensino; Resgatar a auto-estima de alunos em situação de fracasso escolar; Proporcionar aprendizagem significativa para a continuidade dos estudos, sob as perspectivas dos alunos;
  12. 12. 12 7. METAS PARA IMPLANTAÇÃO EM 2011 - 2014 Intervir no problema de defasagem escolar no Ensino Fundamental, ofertando atendimento a 100% dos adolescentes de 15 a 17 anos em classes da Proposta; Mobilizar 100% dos estabelecimentos de ensino da rede estadual para a necessidade de atendimento diferenciado aos adolescentes de 15 a 17 anos a fim de minimizar a distorção idade/série; Implantar a Proposta em todas as escolas da rede pública estadual que atuam no Ensino Fundamental/Séries Finais; Incentivar a prática pedagógica diferenciada atendendo as características juvenis em 100% das escolas envolvidas na Proposta, bem como a inclusão da mesma na Proposta Pedagógica da instituição. 8. ATRIBUIÇÕES 8.1. Da Secretaria Estadual de Educação Cultura e Desporto (SECD) Suprir as escolas com recursos humanos e materiais necessários para a implantação da proposta; Dotar a escola de infra-estrutura, garantindo, a segurança e salubridade de professores e alunos; Garantir formação continuada a coordenadores pedagógicos e professores através da Divisão de Ensino Fundamental e CEFORR; Promover a Chamada Pública informando às escolas que farão parte do Programa e o número de vagas. Ofertar a Proposta nos turnos diurno e noturno nas escolas da rede estadual.
  13. 13. 13 8.2. Da escola 8.2.1. Da Gestão e Coordenação Pedagógica Matricular, acompanhar o desempenho e certificar os alunos de 15 a 17 anos público das turmas da Proposta; Acompanhar a elaboração do plano de ensino, estabelecendo habilidades e competências fundamentais para o avanço dos alunos; Acompanhar o processo de ensino e aprendizagem, intervindo pedagogicamente sempre que necessário; Criar mecanismos para que alunos da Proposta, professores, comunidade escolar e externa se integrem, favorecendo o intercambio e valorização cultural; Planejar, promover e coordenar encontros entre os docentes das turmas da Proposta visando à reflexão coletiva, o relato de dificuldades e experiências exitosas; Manter o grupo de professores e alunos motivado, integrado e em permanente produção, elevando a auto-estima de professores e alunos; Avaliar os resultados obtidos pelos alunos e professores; Garantir a fidedignidade de todas as informações inerentes ao desenvolvimento das ações e o envio delas a SECD sempre que solicitado; Incluir as turmas da Proposta no conjunto das ações da Unidade Escolar Proposta Pedagógica. Divulgar junto aos pais dos adolescentes de 15 a 17 anos a Proposta, sua operacionalização, currículo e processo avaliativo.
  14. 14. 14 8.2.2. Dos Professores Elaborar o plano de ensino, estabelecendo habilidades e competências fundamentais para o avanço dos alunos; Conhecer a proposta e comprometer-se com os resultados pedagógicos; Participar das formações pedagógicas e das reuniões de planejamento coletivo; Organizar e planejar aulas, de acordo com a realidade da turma; Estimular a iniciativa, a criatividade e a cooperação dos alunos; Introduzir, no cotidiano escolar, assuntos de interesse e significância para os alunos; Utilizar técnicas que dinamizem as atividades na turma: trabalhos em grupo, pesquisas, debates, entre outras, de acordo com a metodologia adotada; Promover de forma instigante a pesquisa e a experimentação; Identificar ações que necessitem de correção e de reforço; Avaliar sistematicamente os alunos e o trabalho da turma; Oferecer novas oportunidades de aprendizagem para os alunos que apresentem dificuldades; Fornecer as informações necessárias ao bom andamento do trabalho, com fidedignidade e em tempo hábil; Realizar auto-avaliação permanentemente.
  15. 15. 15 9. OPERACIONALIZAÇÃO O atendimento aos alunos do Programa, será realizado em turmas de até 25 alunos, obedecendo aos critérios do Edital de Matrícula emitido pela SECD/RR, com o mínimo de 800 horas/anuais distribuídas em 200 dias letivos e 4 horas diárias de aula, conforme Tabela 04, abaixo. Tabela 04 - Programa da Rede Pública Estadual Para Atendimento aos Adolescentes de 15 A 17 anos no Ensino Fundamental/Séries Finais IDADE De 5ª a 8ª série Do 6º ao 9º ano Carga Horária 15 a 17 anos 5ª / 6ª série 5º / 6º ano 800h 6º / 7º ano 800h 6ª / 7ª série 7º / 8º ano 800h 8º/9º ano 800h 7ª / 8ª série 9º ano 800h 10. ASPECTOS METODOLÓGICOS E DIDÁTICOS PEDAGÓGICOS Do ponto de vista pedagógico o desafio da Proposta é primeiro estimular os adolescentes, os professores e a escola a acreditar que o desafio pode ser superado, e questionar, como aproximar a escola e este público? Propõe-se o desenvolvimento de atividades contextualizadas, interdisciplinares e inclusivas onde todos se percebam parte importante do processo, experimentando diversas formas de interação, apropriando-se de novos conhecimentos, re-elaborando suas próprias experiências e sua visão de mundo, reposicionando-se socialmente enquanto indivíduos capazes de aprender e intervirem no meio social. Esta proposta está embasada na valorização dos alunos em suas singularidades e diferenças, sendo o conhecimento construído através das experiências vividas, do reflexo das manifestações culturais, na relação escola-comunidade-mundo, preconizado nos quatro pilares da educação: aprender a aprender, aprender a conhecer, aprender a fazer e aprender a ser.
  16. 16. 16 Como metodologia propõe-se o trabalho, desenvolvimento e construção de habilidades e competências mediante: 1. Interação do adolescente com recursos e ambientes no espaço intra e extra escolar; 2. Processo de construção do conhecimento embasado na problematização, sendo o aluno desafiado a cada vez utilizar maior aporte de elaborações próprias; 3. Reflexões desenvolvidas por interações entre os pares e com o apoio do docente buscando construir uma relação de confiança trazer à tona os seus conhecimentos e experiências de vida do aluno. Procedimentos para implantação das Classes de Aceleração Serão realizadas reuniões para: pré-seleção de alunos de 5ª a 8ª série com distorção série-idade, observando o interesse em ingressar nas classes de aceleração e assumindo esse compromisso com responsabilidade; sensibilização dos pais ou responsáveis à adesão ao Programa e comprometimento; esclarecimento aos pais de que os alunos deverão retornar no horário oposto tantas vezes quanto necessário para participarem do reforço de aprendizagem; efetivação de matrícula após as orientações gerais sobre o funcionamento das classes de aceleração; seleção e capacitação dos professores com perfil dentro das competências e habilidades que atenderão as classes de aceleração; acompanhamento sistemático individualizado através da Ficha Descritiva de Aprendizagem – Classe de Aceleração.
  17. 17. 17 10.1. Planejamento Compreende-se a educação como um processo inerente à sociedade realizado de maneira intencional. Segundo Monlevade (2002, p. 15) “Educação é intencionalidade, é vontade de avançar, de superar problemas, de priorizar valores sobre valores, de mudar pessoas, grupos, comunidades. Educação é um projeto.” Frente a esta constatação e a realidade atual da sociedade em processo de desenvolvimento acelerado faz-se necessário pensar, discutir e traçar projeto que atenda as necessidades vigentes de uma política de educação condizente com a realidade em que estamos inseridos. Neste sentido o planejamento dentro da Proposta deve atender aos alunos nas suas necessidades individuais, oferecendo aos mesmos condições necessárias para que o curso da sua vida escolar possa ser retomado. Faz-se necessário, portanto a reflexão dentro da escola acerca desta nova realidade e as estratégias a serem utilizadas para a verdadeira inclusão dos adolescentes de 15 a 17 anos no sentido de valorizá-los, aceita-los e respeitá-los na sua condição de pessoa em processo de formação com necessidades e peculiaridades diferenciadas despertando no aluno a motivação e o desejo de estar na escola e assim combater a evasão e a repetência e promover a aprendizagem. 10.2. Avaliação A avaliação visa julgar como e quanto dos objetivos iniciais definidos no plano de trabalho do professor foram cumpridos. Necessariamente, deve estar estreitamente vinculada aos objetivos da aprendizagem. Além disso, tem a finalidade de revelar fragilidades e lacunas, pontos que necessitam de reparo e modificação por parte do professor. Ou seja, a avaliação deve estar centrada tanto no julgamento dos resultados apresentados pelos alunos quanto na análise do processo de aprendizado. É interessante que as estratégias utilizadas para realização das avaliações, sejam diversificadas e contínuas, para auxiliar o professor na continuidade de seu trabalho, estimulando o aluno a vencer dificuldades e a desenvolver sua capacidade de expressão
  18. 18. 18 por meio de diferentes linguagens. Para avaliar o aproveitamento do aluno propõe-se que o professor de maneira continua e cumulativa: Busque informações sobre a apreensão de conteúdos – observando a compreensão conceitual e a interpretação de texto no que se refere as competências e habilidades trabalhadas e o comportamento do aluno (hesitante, confiante, interessado) na resolução das atividades. Analise atitudes – observando a participação dos alunos nas atividades, posicionam-se apresentado suas opiniões, se fazem questionamentos a respeito da temática abordada e outros. Trabalhe com atividades diversificadas e contextualizadas – apresentando oportunidades diversificadas para verificar a aprendizagem com utilização de recursos diversos, exploração de tecnologias, atividades práticas e outras que julgar pertinente. Monitore avanços e dificuldades em relação ao conteúdo avaliado – diagnosticando e redimensionando a experiência educativa, destacando os aspectos e situações em que a mesma não foi bem sucedida, mas que poderá vir a ser. Promova a auto avaliação – possibilitando ao aluno a reflexão sobre o próprio processo de aprendizagem. Os critérios de avaliação do aproveitamento escolar atenderão ao peso de valores percentuais conforme as categorias: I – Categoria de Avaliação Individual – 40% do valor total das avaliações resultante de instrumento individual escrito em provas e testes; II – Categoria de Avaliação Coletiva – 40% do total das avaliações realizadas em sala de aula em grupos de trabalho; III – Categoria de Avaliação Interdisciplinar - 20% do total das avaliações realizadas no âmbito das atividades e projetos interdisciplinares; IV – Categoria Valores e Atitudes Individuais – garantida como um critério de avaliação dentro das categorias individual, coletiva e interdisciplinar, desenvolvida como fonte de reflexão e auto-avaliação pelo aluno em conjunto com colegas e professores, com ou sem atribuição de notas. Os resultados bimestrais e finais da avaliação do rendimento escolar no Programa serão expressos por meio de notas, que variam numa escala de zero a cem.
  19. 19. 19 Sendo que a Média Final (MF) em cada componente curricular da Base Nacional Comum é obtida por meio da média aritmética dos quatro bimestres letivos, de acordo com a seguinte fórmula: O registro dos resultados da verificação será realizada bimestralmente e ao final do ano letivo no diário de classe, pelo professor, e na ficha individual, pela Secretaria, sendo comunicado aos interessados até quinze dias após o término do bimestre, ano ou semestre letivo. Serão considerados retidos ao final do ano letivo quando apresentarem: I. freqüência inferior a 75% do total de horas letivas, independentemente do aproveitamento escolar; II. média inferior a 50 (cinquenta) em cada disciplina ainda que a freqüência seja superior a 75% do total de horas letivas. 11. ASPECTOS CURRICULARES Para a Proposta da Rede Pública Estadual para Atendimento aos Adolescentes de 15 A 17 anos no Ensino Fundamental o currículo escolar é definido como o conjunto de situações vividas pelo aluno dentro e fora da escola, seu cotidiano, suas relações sociais, as experiências de vida acumuladas por esse aluno ao longo de sua existência, condizente com os aspectos epistemológicos propostos. MF – Média Final. NB1 – Nota do 1º Bimestre. NB3 –Nota do 3º Bimestre. NB2 – Nota do 2º Bimestre. NB4 – Nota do 4º Bimestre. MF = NB1 + NB2 + NB3 + NB4 4
  20. 20. 20 Neste sentido o processo de ensino e aprendizagem deve se dar por construção e interação dentro das necessidades de cada escola e turma, favorecendo o domínio de conceitos das áreas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e Matemática e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias observando: I. difusão de valores fundamentais ao interesse social, aos direitos e deveres dos cidadãos, II. respeito ao bem comum e à ordem democrática; III. respeito à diversidade; IV. orientação para o trabalho; V. a realidade local e regional. Acredita-se, portanto que o currículo escolar é construído dinamicamente por educandos e educadores, no espaço escolar, na valorização dos processos vivenciados dentro e fora da escola conquistando habilidades necessárias ao desempenho educacional dos alunos. A adequação do currículo será de responsabilidade dos professores que atuarão na proposta, descrevendo conteúdos, habilidades e competências a serem desenvolvidas, tendo por base o currículo sugerido na Proposta.
  21. 21. 21 11.1. Matriz Curricular 11.1.1. Ensino Fundamental – Séries Finais 5ªa8ªSérie BaseNacionalComum Áreas de Conhecimento Componente Curricular/Disciplina CH/Semanal CH/Anual Dias Letivos Anual 5ª/6ª 6ª/7ª 8ª 5ª a 8ª 200 Linguagens e Códigos Língua Portuguesa 04 04 04 160 Educação Física* 02 02 02 80 Educação Artística* 01 01 01 40 Ciências da Natureza e Matemática Matemática 04 04 04 160 Ciências 02 02 02 80 Ciências Humanas História 02 02 02 80 Geografia 02 02 02 80 Ensino Religioso* 01 01 01 40 Parte diversificad a Linguagens e Códigos Língua Estrangeira Moderna 02 02 02 80 Total 20 20 20 800 * Sem atribuições de notas. 11.1.2. Ensino Fundamental –Anos Finais 6ºao9ºano BaseNacionalComum Áreas de Conhecimento Componente Curricular/Disciplina CH/Semanal CH/Anual Dias Letivos Anuais 6º/7º 7º/8º 8º/9º 9º 6º ao 9º Linguagens e Códigos Língua Portuguesa 04 04 04 04 160 200 Educação Física* 02 02 02 02 80 Educação Artística* 01 01 01 01 40 Ciências da Natureza e Matemática Matemática 04 04 04 04 160 Ciências 02 02 02 02 80 Ciências Humanas História 02 02 02 02 80 Geografia 02 02 02 02 80 Ensino Religioso* 01 01 01 01 40 Parte diversificada Linguagens e Códigos Língua Estrangeira Moderna 02 02 02 02 80 Total 20 20 20 20 800 * Sem atribuições de notas.
  22. 22. 22 11.2. Currículo das Áreas do Conhecimento 11.2.1.ÁreadoConhecimentoLinguagens,CódigosesuasTecnologias ComponenteCurricularLínguaPortuguesa Objetivos: Possibilitar aos alunos a compreensão da linguagem como atividade humana, histórica e social, constituinte do sujeito, que possibilita a significação do mundo, a representação da realidade, a comunicação e a expressão de ideias e sentimentos, um processo de interlocução que se realiza nas práticas sociais e que tem uma estreita relação com o pensamento. Possibilitar aos alunos a capacidade de: a. Ouvir e produzir textos orais de diferentes gêneros, selecionando e utilizando recursos linguísticos e discursivos, prosódicos e gestuais, em função dos objetivos, da situação de interlocução, das características dos interlocutores, bem como aderir ou recusar as posições ideológicas sustentadas nos discursos alheios; b. Compreender a leitura em suas diferentes dimensões – o dever de ler, a necessidade de ler e o prazer de ler; c. Ler autonomamente diferentes tipos de textos, selecionando procedimentos de leitura adequados a cada gênero, bem como articulando o maior número possível de índices textuais e contextuais na construção de sentido do texto; d. Redigir textos de acordo com as condições de produção: função da escrita, gênero do texto, objetivos da produção do texto, interlocutores visados; e. Identificar as variedades da Língua Portuguesa, reconhecendo suas diferenças linguísticas e as regularidades peculiares a cada uma, e atribuindo-lhes igual valor, rejeitando preconceitos e discriminações;
  23. 23. 23 f. Reconhecer os fatores fundamentais da textualidade e as marcas linguísticas que a estabelecem, diferencialmente em textos orais e escritos; g. Reconhecer, comparar, analisar e categorizar fenômenos linguísticos de natureza morfológica e sintática, identificando sua ocorrência diferenciada em função da modalidade (oral ou escrita), do gênero, do registro, da variedade de língua.
  24. 24. 24 Currículo do Componente Curricular Língua Portuguesa SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS5ªSÉRIE/6ºANO Linguagem oral Utiliza a linguagem oral em situações que exijam preparação prévia, maior grau de formalidade, manutenção do ponto de vista ao longo da fala, procedimentos de negociação de acordos. Exterioriza opinião perante situações de injustiça, discriminação e preconceito. Expressa opinião de forma clara, ordenada e objetiva. Relata opiniões, idéias, experiências e acontecimentos seguindo uma seqüência lógica da narração. Narra fatos considerando a temporalidade e a causalidade. Utilização da linguagem em situação de intercâmbio oral, ampliando-a para outra com: maior grau de formalidade; preparação prévia; manutenção de um ponto de vista ao longo da fala; elementos de expressão oral. Exposição verbal de opinião perante situações de: injustiça, discriminação e preconceito (etnia, sexo, idade e necessidades especiais). Adequação da fala às inúmeras e variadas situações comunicativas, com clareza e objetividade, dramatizando e recitando textos. Relato de opiniões de idéias, conhecimento por meio de argumentos verbal e não-verbal. Utilização de elementos da expressão oral. Adequação à fala e as inúmeras variedades de situações comunicativas, com clareza e objetividade. Narração de fatos considerando a temporalidade e a causalidade. Manutenção de um ponto de vista ao longo da fala. Dramatização de textos. Compreensão e aplicações de diferentes linguagens. Exposição verbal de opinião perante situações de: injustiça, discriminação e preconceito (etnia, sexo, idade e necessidades especiais). Utilização de tramas: descritiva, narrativa e dissertativa. Simulação: apresentação (jornalística de rádio e televisão). Narração de fatos considerando a temporalidade e a causalidade. Manutenção de um ponto de vista ao longo da fala. Utilização de elementos da expressão oral. Adequação da fala às inúmeras e variadas situações comunicativas com clareza e objetividade. Compreensão e aplicação de diferentes linguagens. Exposição verbal de opinião perante situações de: injustiça, discriminação e preconceito (etnia, sexo, idade e necessidades especiais). Dramatização de textos. Narração de fatos considerando a temporalidade e a causalidade. Manutenção de um ponto de vista ao longo da fala.
  25. 25. 25 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 5ªSÉRIE/6ºANO Prática de leitura Identifica informações explícitas e implícitas, relevantes para a compreensão do texto. Reconhece marcas lingüísticas e o tema central do texto. Relaciona as características do tipo de texto e os indicadores de suporte e de autoria na atribuição de sentido ao texto. Identifica marcas que evidenciam o locutor e o interlocutor nos diversos domínios sociais. Distingue autor, narrador e personagens. Distingue um fato narrativo da opinião do autor, ou personagem relativa a esse fato. Distingue as características físicas e psicológicas dos personagens. Identifica traços de intertextualidade. Compreende o valor expressivo dos sinais de pontuação e de outras notações. Reconhece a importância das notações léxicas. Identifica o nível de registro empregado, formal ou informal, considerando a relação entre os interlocutores. Identifica procedimentos paródicos. Atribui sentido ao texto, considerando o emprego de materiais e recursos gráfico- visuais. Interpreta texto com auxílio de diversas estratégias discursivas. Infere o sentido implícito de uma palavra, expressão ou informação no texto, dando sentido conotativo. Interpreta texto com o auxílio de material gráfico diverso (propagandas, quadrinhos, fotos etc.) Identifica a finalidade de textos de diferentes gêneros. Reconhece diferentes formas de tratar uma informação na comparação de textos que tratam do mesma tema, em função das condições em que eles foram produzidos e daquelas em que serão recebidos. Estabelece relações entre partes de um texto, identificando repetições ou substituições que contribuam para a continuidade do texto. Identifica o conflito gerador do enredo e os elementos que constroem narrativa. Estabelecer relações lógico-discursivas presentes no texto, marcadas por conjunções, advérbios e outros. Identificar efeitos de ironia ou humor em textos variados. Textos informativos (resumos, relatórios, tabelas e gráficos. Textos narrativos ficcionais(contos, lendas, fábulas, história em quadrinhos e outros Textos narrativos (contos populares, história em quadrinhos), poéticos e outros Textos poéticos (poema: lírico, narrativo, descritivo, cinético e reflexivo, canção e paródia), observando os três níveis do poema: nível fônico: sonoridade, ritmo, rimas (aliteração, assonâncias). Interpretação do texto com auxílio das estratégias discursivas: jogos de palavras, metáforas, hipérboles, onomatopéia, repetições sistemáticas e insinuações, dentre outras características textuais. Textos publicitários (anúncio, cartaz e propaganda). Atribuição de sentido ao texto, considerando o emprego de recursos gráfico-visuais como: ilustração, diagramação, tamanho e cor das fontes. Textos epistolares (cartão postal, carta). Adequação do registro formal ou informal de acordo com a finalidade do texto e do interlocutor. Informações implícitas e explícitas no texto.
  26. 26. 26 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 5ªSÉRIE/6ºANO Produção da escrita Produz textos: informativos ficcionais, poéticos, publicitários e epistolares. Mantém a coerência textual na atribuição de título, na continuidade temática, de sentido geral do texto e no desenvolvimento. Escreve textos utilizando procedimentos de coerência e coesão mais adequados à língua escrita, garantindo progressão e a continuidade das idéias. Reescreve o próprio texto, observando o desenvolvimento do tema, a adequação necessária em função do interlocutor, da finalidade do texto e das características do gênero. Segmenta o texto em frases, orações, períodos e parágrafos, utilizando recursos do sistema de pontuação. Utiliza letra maiúscula no início de frases, em nomes próprios e em títulos. Revela domínio relativo da ortografia. Emprega regras-padrão de concordância verbal e nominal. Emprega recursos do sistema de acentuação. Produção de textos informativos, narrativos ficcionais, poéticos e outros. Consideração das condições de produção, elementos que estruturam e caracterizam o texto. Produção escrita (edição final): estabelecimento de unidade de sentido; fatores de contextualização (coesão e coerência textual); progressão temática de sentido geral do texto, empregando formas ortográficas e mecanismos básicos de acentuação; coerência; coesão e concordância. Análise lingüística Reescreve com apoio, o próprio texto, observando: a unidade temática; o desenvolvimento do tema; o uso de recursos coesivos mais próximos da linguagem escrita, garantindo progressão e continuidade das idéias; a adequação necessária em função de interlocutor, da finalidade do texto, das características do gênero; a segmentação do texto em palavras, frases, orações, períodos e parágrafos; a utilização de letra maiúscula em títulos, nomes e início de frases; a coerência na atribuição do título, na continuidade temática e sentido global do texto; utilização do sistema de pontuação e de acentuação. Gramática no contexto morfológico e sintático; semântico; discursivo ou pragmático: ortografia; flexão verbal/nominal; concordância verbal e nominal; acentuação gráfica. Identificação dos recursos coesivos utilizados pelo autor (conjunções, pronomes, advérbios e locuções adverbiais) nos textos narrativos. Variação lingüística. Conotação e denotação lingüística. Temporalidade e atemporalidade dos contos. Reescrita do próprio texto.
  27. 27. 27 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 5ªSÉRIE/6ºANO Análise lingüística Identifica em textos escritos, com apoio de leitor experiente, recursos utilizados pelo autor para obter determinados efeitos de sentido, considerando: elementos coesivos e o papel deles no sistema de pontuação para marcar o discurso direto e indireto; recursos lingüísticos (modo, tempo verbal e pronomes) e argumentos utilizados em textos publicitários para convencer o leitor; disposição gráfica utilizada em textos jornalísticos; recursos de linguagem figurada; elementos de intencionalidade implícita (recursos persuasivos, humor, metáfora); recursos sonoros (aliterações, assonâncias, rimas); visuais e de sentido para obtenção de efeitos poéticos; marcas que caracterizam o nível de registro empregado, formal ou informal, considerando a relação entre os interlocutores; disposição gráfica utilizada em textos instrucionais; usos característicos da pontuação no texto informativo (quantidade de vírgulas/aposições) como recurso de condensação do texto; abreviaturas e a utilização de recursos (depoimentos, citações) para obter efeito de veracidade ao dito nos textos informativos; recursos utilizados para marcar as falas do narrador e das personagens; recursos lingüísticos (modo, tempo verbal e pronomes) dos textos jornalísticos e informativos; expressões utilizadas para indicar a mudança de lugar e tempo na narrativa ficcional.
  28. 28. 28 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 6ªSÉRIE/7ºANO Linguagem oral Relata opiniões, idéias, experiências e acontecimentos por meio de argumentos verbais e não- verbais, seguindo uma seqüência lógica da narração. Exterioriza opinião perante situações de injustiça, discriminação e preconceito. Expressa oralmente de forma clara, ordenada e objetiva. Utiliza a linguagem oral em situações que exijam: preparação prévia, maior grau de formalidade, manutenção do ponto de vista ao longo da fala, procedimentos de negociação de acordos. Linguagem oral Relato de opiniões, idéias, conhecimento por meio de argumentos verbal e não-verbal. Exposição verbal de opinião perante situações de: injustiça, discriminação e preconceito (etnia, sexo, idade, política e necessidades especiais). Dramatização de textos. Recita de textos poéticos (poemas: lírico, narrativo, descritivo, cinético e reflexivo, canção e paródia). Expressar com clareza e objetividade nas diversas situações de comunicativas utilizando elementos da expressão oral. Adequação da fala às variedades de situações comunicativas, com clareza e objetividade. Compreensão e aplicação de diferentes linguagens. Utilização de tramas: descritiva, narrativa e dissertativa. Adequação da fala às inúmeras situações comunicativas com clareza e objetividade. Prática de leitura Identifica informações explícitas e implícitas, relevantes para a compreensão do texto. Reconhece textos descritivos, narrativos e dissertativos. Reconhece marcas lingüísticas e o tema central do texto. Relaciona as características do tipo de texto e os indicadores de suporte e de autoria da atribuição de sentido do texto. Identifica marcas que evidenciam o locutor e o i9nterlocutor de um texto nos diversos domínios sociais. Compreende o valor expressivo dos sinais de pontuação e de outras notações Leitura de textos dissertativos (argumentativo, expositivo, objetivo e subjetivo). Leitura de textos ficcionais (contos, romances, crônicas e outros). Leitura e compreensão do sentido geral do texto. Informações explícitas e implícitas no texto. Marcas lingüísticas e o tema central do texto. Estratégias de leituras (seleção, antecipação, inferência, verificação). Interpretação do texto com auxílio de materiais gráficos diversos.
  29. 29. 29 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 6ªSÉRIE/7ºANO Prática de leitura Interpreta texto com auxílio de diversas estratégias discursivas. Atribui sentido ao texto, considerando o emprego de materiais e recursos gráfico- visuais. Distingue um fato narrativo da opinião do autor, ou personagem relativa a esse fato. Distingue as características físicas e psicológicas dos personagens. Interpreta texto com auxílio de material gráfico diverso (propagandas, quadrinhos, fotos etc). Identifica a finalidade de textos de diferentes gêneros. Reconhece diferentes formas de tratar uma informação na comparação de textos que tratam do mesmo tema, em função das condições em que foram produzidos e daquelas em que serão recebidos. Identifica o conflito gerador do enredo e os elementos que constroem a narrativa. Estabelece a relação causa/conseqüência entre partes e elementos do texto. Estabelece relações lógico- discursivas presentes no texto, marcadas por conjunções, advérbios e outros. Compreende efeitos de ironia ou humor em textos variados.
  30. 30. 30 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 6ªSÉRIE/7ºANO Produção escrita Produz textos: informativos, poéticos, publicitários, narrativos ficcionais e dissertativos. Desenvolve, na escrita de texto dissertativo, ponto de vista embasado em argumentos que fundamentam a posição do escritor. Mantém a coerência textual na atribuição de título, na continuidade temática, de sentido geral do texto e no desenvolvimento. Escreve textos utilizando procedimentos de coerência e coesão mais adequados à língua escrita, garantindo progressão e continuidade. Segmenta o texto em frases, orações, períodos e parágrafos, utilizando recursos do sistema de pontuação. Emprega recursos do sistema de acentuação. Revelar domínio relativo da ortografia. Produção de textos dissertativos, narrativos ficcionais, publicitários, informativos, poéticos e outros. Consideração das condições de produção:estrutura textual; finalidade; intencionalidade; tipo de linguagem; papéis dos interlocutores. Planejamento da produção envolvendo: elementos que estruturam e caracterizam o tipo de texto; mobilização de conhecimentos prévios; organização das informações mais relevantes; utilização de metodologia científica na elaboração de trabalho. Produção escrita (edição final do texto): unidade de sentido; fatores de textualização (coesão e coerência); segmentação das frases, orações, períodos e paragrafação. Análise lingüística Identifica em textos, recursos utilizados pelo autor para obter determinados efeitos de sentido: elementos coesivos e o papel desses recursos no sistema de pontuação para marcar o discurso direto, indireto livre; recursos lingüísticos (modo, tempo verbal e pronomes) e argumentos utilizados em textos publicitários e informativos; disposição gráfica utilizada em textos informativos, poéticos, publicitários, instrucionais e poéticos; recursos de linguagem figurada; elementos de intencionalidade implícita (recursos persuasivos, humor, metáfora); recursos sonoros (aliterações, assonâncias, rimas), visuais e de sentido para obtenção de efeitos poéticos; marcas que caracterizam o nível de registro empregado, formal ou informal, considerando a relação entre os interlocutores; abreviatura e a utilização de recursos (depoimentos, citações) para obter efeito de veracidade ao dito nos textos informativos; elementos de coesão mais adequados à língua escrita garantindo progressão e continuidade; recursos utilizados para marcar as falas do narrador e das personagens; expressões utilizadas para indicar a mudança de lugar e tempo na narrativa ficcional. Gramática no contexto morfológico e sintático; semântico; discursivo ou pragmático: frases, orações e período; termos essenciais da oração; tipos de sujeito e de predicado; estruturação do predicado; homônimos/parônimos; pontuação, acentuação e ortografia; onomatopéias. Identificação dos recursos coesivos utilizados pelo autor (conjunções, pronomes, advérbios e locuções adverbiais) nos textos informativos, poéticos e outros. Reescrita do próprio texto.
  31. 31. 31 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 7ªSÉRIE/8ºANO Linguagem oral Relata opiniões, idéias, experiências e acontecimentos por meio de argumentos verbais e não-verbais, seguindo uma seqüência lógica da narração. Exterioriza opinião perante situações de injustiça, discriminação e preconceito. Discute temas atuais ou polêmicos com desenvoltura. Utiliza adequadamente a linguagem conotativa e referencial. Utiliza a linguagem oral em situações que exijam: preparação prévia, aior grau de formalidade, manutenção do ponto de vista ao longo da fala, procedimentos de negociação de acordos. Relato de opiniões, idéias, experiências e conhecimentos por meio de argumento verbal e não verbal. Exposição verbal de opinião perante situações de: injustiça, discriminação e preconceito (etnia, sexo, idade e necessidades especiais). Discussões de temas atuais e/ou polêmicos. Reconhecimento das intenções do enunciado. Manutenção de um ponto de vista no decorrer da fala. Adequação da fala às inúmeras situações comunicativas, com clareza e objetividade. Compreensão e aplicação de diferentes tipos de linguagens. Manutenção de um ponto de vista ao longo da fala. Uso de procedimentos de negociação e acordos. Prática de leitura Identifica informações explícitas e implícitas, relevantes para a compreensão do texto. Relaciona as características do tipo de texto e os indicadores de suporte e autoria na atribuição de sentido ao texto. Atribui sentido ao texto com auxílio de materiais, recursos gráfico-visuais e estilísticos. Interpreta a ambigüidade presente em textos publicitários, bem como outros recursos audiovisuais. Identifica marcas que evidenciam o locutor e o interlocutor de um texto nos diversos domínios sociais. Compreende o valor expressivo dos sinais de pontuação e de outras notações. Reconhece a importância das notações léxicas. Identifica traços de intertextualidade. Utiliza informações contidas nos diferentes canais comunicativos. Interpretar texto com auxílio de diversas estratégias discursivas. Leitura de textos informativos (resumo, resenha, relatório). Leitura de textos institucionais (manual, bula, regulamento, norma, guia, lista telefônica e outros). Leitura de texto epistolares (currículo, requerimento, carta de apresentação e ata). Informações explicitas e implícitas contidas nas informações do texto. Recursos estilísticos quanto a intenção do autor. Leitura em suas diferentes dimensões. Leitura de textos jornalísticos (artigos de opinião e reportagens). Leitura de textos epistolares (ata e requerimento). Leitura de textos poéticos(poema: lírico, épico, cinético, letra de música, canção e paródia) Leitura de textos narrativos e ficcionais, contos, crônicas, novelas, romances e outros). Texto descritivo (imagens, fotos, pessoas, animais e ambientes). Informações implícitas e explicitas no texto. Linguagem irônica e humorística. Interpretação de textos com auxílio de material gráfico diverso, relação entre recursos: verbal / não- verbal.
  32. 32. 32 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 7ªSÉRIE/8ºANO Produção escrita Produz textos: informativos; instrucionais; epistolares, jornalísticos; poéticos; narrativos ficcionais; descritivos; dissertativos e publicitários. Desenvolve, na escrita de texto dissertativo, ponto de vista embasado em argumentos que fundamentam a posição do escritor. Escreve textos utilizando procedimentos de coerência e coesão mais adequados à língua escrita, garantindo progressão e a continuidade das idéias. Atende a modalidade proposta. Reescreve o próprio texto, observando o desenvolvimento do tema, a adequação necessária em função do interlocutor, da finalidade do texto e das características do gênero. Segmenta o texto em frases, orações, períodos e parágrafos, utilizando recursos do sistema de pontuação. Utiliza letra maiúscula no início de frases, em nomes próprios e em títulos. Emprega recursos do sistema de acentuação. Revela domínio da ortografia. Produção de textos jornalísticos, publicitários, narrativos ficcionais, epistolares; poéticos; narrativos ficcionais, descritivos e dissertativos. Consideração das condições de produção: estrutura textual; finalidade, intencionalidade; tipo de linguagem; papéis dos interlocutores. Planejamento da produção envolvendo: elementos que estruturam e caracterizam o tipo de texto; mobilização de conhecimentos prévios; organização das informações mais relevantes; utilização de metodologia científica na elaboração de trabalho. Produção escrita (edição final de texto): unidade de sentido; fatores de textualização (coesão e coerência); segmentação das frases; orações; períodos de paragrafação. Análise lingüística Reescreve, o próprio texto até considerá-lo melhor escrito, observando: a unidade temática; o desenvolvimento do tema; uso de recursos coesivos mais próximos da linguagem escrita, garantindo progressão e continuidade; a adequação necessária em função do interlocutor, da finalidade do texto, das características do gênero; a segmentação do texto em palavras, frases, orações, períodos e parágrafos; a coerência na atribuição do título, do tema e do sentido global do texto; utilização do sistema de pontuação e de acentuação. Gramática no contexto morfológico e sintático: semântico; discursivo ou pragmático: análise sintática da oração; termos essenciais e integrantes da oração; conjunção verbal; modos; tempos verbais; formas nominais; sinais de pontuação (emprego e sentido); marcas de acentuação e crase. Identificação dos recursos coesivos utilizados pelo autor (conjunções, pronomes, advérbios e locuções adverbiais) nos textos jornalísticos, epistolares, poéticos, narrativos ficcionais e descritivos.
  33. 33. 33 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 7ªSÉRIE/8ºANO Análise lingüística Identifica em textos escritos recursos utilizados pelo autor para obter determinados efeitos de sentido: recursos coesivos e o papel desses recursos no sistema de pontuação para marcar o discurso direto, indireto e indireto livre. Recursos lingüísticos (modo, tempo verbal e pronomes) e argumentos utilizados em textos publicitários, jornalísticos e informativos; disposição gráfica utilizada em textos jornalísticos, instrucionais e poéticos; recursos de linguagem figurada; elementos de intencionalidade implícita ( recursos persuasivos, humor, metáfora); recursos sonoros (aliterações, assonâncias, rimas), visuais e de sentido para obtenção de feitos poéticos;marcas que caracterizam o nível de registro empregado, formal ou informal, considerando a relação entre os interlocutores; usos característicos da pontuação no texto informativo (quantidade de vírgulas, aposições) como recursos de condensação do texto; abreviatura e a utilização de recursos (depoimentos, citações) para obter efeito de veracidade ao dito nos textos informativos; expressões utilizadas para indicar a mudança de lugar e tempo na narrativa ficcional. Utilização de palavras que estabeleçam relações de: temporalidade, casualidade, conseqüência, oposição, comparação, anterioridade e posterioridade. Identificação de elementos que estruturam e caracterizam o tipo de texto. Coerência textual. Reconhecimento das tipologias textuais. Linguagem denotativa, conotativa e referencial. Reescrita do próprio texto. 8ªSÉRIE/9ºANO Linguagem oral Discute temas atuais ou polêmicos com desenvoltura. Expressa oralmente, de forma clara, ordenada e objetiva. Exterioriza opinião perante situações de injustiça, discriminação e preconceito. Utiliza adequadamente a linguagem conotativa, denotativa e referencial. Relata opiniões, idéias, experiências e acontecimentos seguindo uma seqüência lógica da narração. Exposição verbal de opinião perante situações de injustiça, discriminação e preconceito (etnia, sexo, idade e necessidades especiais). Troca de impressões com outros leitores a respeito dos textos lidos. Manutenção de um ponto de vista ao longo da fala. Manutenção de um ponto de vista ao longo da fala. Dramatização de textos
  34. 34. 34 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 8ªSÉRIE/9ºANO Prática de leitura Identifica informações explícitas e implícitas, relevantes para a compreensão do texto. Reconhece textos descritivos, narrativos e dissertativos. Identificar o tema de um texto. Reconhece posições distintas entre duas ou mais opiniões relativas ao mesmo fato ao mesmo tema. Identificar a tese de um texto. Estabelece relação entre a tese e os argumentos oferecidos para sustentá- la. Diferencia as partes principais das secundárias de um texto. Compreende o efeito de sentido decorrente da escolha de uma determinada palavra ou expressão. Reconhece o efeito de sentido decorrente da exploração de recursos ortográficos e/ou morfossintáticos. Identifica as marcas lingüísticas que evidenciam o locutor e o interlocutor de um texto nos diversos domínios sociais e também as possíveis variações da fala. Percebe o valor expressivo dos sinais de pontuação e de outras notações. Reconhece a importância das notações léxicas. Interpreta texto com auxílio de diversas estratégias discursivas. Compreende a leitura em suas diferentes dimensões. Identifica a finalidade de textos de diferentes gêneros. Reconhece diferentes formas de tratar uma informação na comparação de textos que tratam do mesmo tema, em função das condições em que eles foram produzidos e daquelas em que serão recebidos. Estabelece a relação causa/conseqüência entre partes e elementos do textos. Identificar efeitos de ironia ou humor em textos variados. Leitura de textos instrucionais (manual, regulamento e normas). Leitura de textos informativos (artigo de opinião, tabela e gráfico). Leitura de textos dissertativos (argumentativos, expositivos, objetivos e subjetivos). Leitura de textos epistolares (solicitação, carta de apresentação). Leitura de textos narrativos ficcionais (clássicos, contemporâneos e outros). Leitura de textos informativos (relatório, artigo de opinião). Leitura de textos dissertativos (argumentativos, expositivos, objetivos e subjetivos). Elementos constitutivos dos gêneros textuais (tema, título, finalidade, linguagem, interlocutores e suporte). Informações explícitas e implícitas no texto. Função expressiva das notações léxicas.
  35. 35. 35 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 8ªSÉRIE/9ºANO Produção escrita Produzi textos: narrativos ficcionais, poéticos, dissertativos, epistolares, informativos e instrucionais. Mante a coerência textual na atribuição de título, do tema, do sentido geral do texto e no desenvolvimento. Atende a modalidade proposta. Segmentar o texto em frase, orações, períodos e parágrafos, utilizando recursos do sistema de pontuação. Utiliza letra maiúscula no início de frases, em nomes próprios e em títulos. Demonstra domínio da ortografia. Empregar recursos do sistema de acentuação. Utiliza informações contidas nos diferentes canais comunicativos. Produção de textos narrativos ficcionais, poéticos, dissertativos e outros. Consideração das condições de produção: estrutura textual; finalidade; intencionalidade; tipo de linguagem; papeis dos interlocutores. Planejamento da produção envolvendo: elementos que estruturam e caracterizam o tipo de texto; mobilização de conhecimentos prévios; organização das informações mais relevantes; utilização de metodologia científica na elaboração de trabalho. Produção escrita (edição final do texto): unidade de sentido, fatores de textualização (coesão e coerência); segmentação das frases, orações, períodos e paragrafação. Análise lingüística Identifica, em textos escritos, recursos utilizados pelo autor para obter determinados efeitos de sentido: elementos coesivos e o papel deles no sistema de pontuação para marcar o discurso direto, indireto e indireto livre; recursos linguisiticos (modo, tempo verbal e pronomes) e argumentos utilizados em textos publicitários para convencer o leitor; disposição gráfica utilizada em textos jornalísticos e instrucionais; recursos de linguagem figurada; elementos de intencionalidade implícita (recursos persuasivos, humor, metáfora); recursos sonoros (aliterações, assonâncias, rimas), visuais e de sentido para obtenção de efeitos poéticos; marcas que caracterizam o nível de registro empregado, formal ou informal, considerando a relação entre os interlocutores; usos característicos da pontuação no texto informativo (quantidade de vírgulas/aposições) como recurso de condensação do texto; abreviatura e a utilização de recursos (depoimentos, citações) para obter efeito de veracidade ao dito nos textos informativos; recursos utilizados para marcar as falas do narrador e das personagens; recursos lingüísticos (modo, tempo verbal e pronomes) dos textos jornalísticos e informativos; expressões utilizadas para indicar a mudança de lugar e tempo na narrativa ficcional. Gramática no contexto morfológico e sintático; semântico; discursivo ou Pragmático: sintaxe de colocação, de concordância (nominal e verbal) e de regência (nominal e verbal); período composto por subordinação; variação linguistica; ortografia; acentiuação e pontuação; figuras, estilos e vícios de linguagem; conotação e denotação linguistica. Identificação dos recursos coesivos utilizados pelo autor (conjunções, pronomes, advérbios e locuções adverbiais) nos textos instrucionais, dissertativos e informativos. Elementos constitutivos dos diversos gêneros textuais(tema, título, finalidade, tipo de texto linguagem e interlocutores). Relações de temporalidade, causalidade, conseqüência, oposição, comparação, anterioridade e posterioridade. Reescrita do próprio texto.
  36. 36. 36 ComponenteCurricular Arte Objetivos Compreender o que representa determinada produção artística, os aspectos políticos e sociais expressados e as técnicas que o artista usou para conseguir passar a mensagem; Experimentar, na medida do possível, o maior número de materiais, instrumentos e procedimentos relacionados à linguagem artística; Compreender que a arte é uma linguagem que serve à representação da realidade representando as culturas e proporcionando leitura da realidade. Currículo do Componente Curricular Arte SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 5ªSÉRIE/6ºANO A história da Arte e Artes Visuais Conhece as variantes conceituais dentro da teoria da arte no processo de produção artística; Conhece a história da arte em diferentes épocas e culturas; Interessa-se pelas próprias produções; Organiza o espaço após a realização de atividades; Explora elementos da visualidade e suas relações compositivas; Identifica materiais, técnicas e elementos estruturais nas obras visuais relacionando- os a períodos artísticos, despertando para a sensibilidade estética; Entende que a imagem é o princípio básico na comunicação de massa; Estimular o aluno a ler e interpretar imagens, assim como expressar-se por meio de desenhos e croquis; Analisa, aprecia e critica obras de artes visuais; Usa vocabulário adequado à análise de obras de artes visuais; Contextualiza desenhos de artistas brasileiros: , Anita Malfatti e outros; Contextualiza obras de artistas brasileiros: Anita Malfatti, Tarcila do Amaral, etc; Identifica princípios de cor luz e cor pigmento; Expressa-se por meio de releituras de obras de arte; Relaciona obras de artes visuais com obras literárias; Reconhece obras artísticas; Cria e produz obras de arte; Interessa-se por obras audiovisuais. Teoria da Arte – conceito de arte, obra de arte, cultura, história, gosto estético; História da Arte: A arte na Idade Média: A arte medieval e arte gótica Grandes Artistas. Renascimento:Grandes Artistas do Renascimento, O Renascimento no Brasil Grandes Artistas Artes Audiovisuais/ Fotografia A importância para o registro histórico O uso da fotografia Desenho figurativo ou representativo – conceitos e técnicas; A gravura – conceitos; Técnicas de gravura: Xilogravura Calcografia A escultura: As técnicas de escultura. (Entalhe,modelagem, construção) A escultura no Estado de Roraima Tendências Principais representantes O Artesanato no Brasil e em Roraima; Técnicas para fabricação de Cerâmicas , cestarias, plumaria e rendaria.
  37. 37. 37 SÉRIE TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS5ªSÉRIE/6ºANO Dança Entende porque dançamos; Compreende o significado das danças em diferentes contextos e nas expressões da comunidade; Interpreta e improvisar os ritmos que marcaram a história. A dança desde a pré – história; Os significados da dança; Ritmos que marcaram a história (Lundu, Maxixe,Choro, Modinha, Sertaneja, Baião e Forró). Música Contextualiza a história da música em diferentes épocas e culturas; Conhece e diferenciar os elementos que envolvem a música; É capaz de ouvir diferentes ritmos, acompanhando-os e movimentando-se dentro deles; Conhece os diferentes gêneros musicais desenvolvidos ao longo do tempo; Distingue diferentes ritmos em músicas do repertório nacional e internacional; Analisa a música na mídia. A história da música; A história da música no Brasil; Os elementos da música: Melodia, Ritmo, Harmonia; A música na mídia. Teatro Compreende jogos de integração percepção, expressão e imaginação. Compreende os aspectos que envolvem o ato de representar(o ator, o texto e o público) Conhece as origens do teatro. Identifica ações dramáticas em diferentes manifestações artísticas e no cotidiano. Identifica a relação entre espaço, tempo, ritmo e movimento em peças teatrais locais e regionais. O teatro através dos tempos; Elementos teatrais; O ato de representar (o ator, o texto e o público); A história do teatro no Brasil e em Roraima; Teatro Carlos Gomes/Boa Vista.
  38. 38. 38 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 6ªSÉRIE/7ºANO A história da Arte e Artes Visuais Conhece as variantes conceituais dentro da teoria da arte no processo de produção artística. Conhece a história da arte em diferentes épocas e culturas. Interessa-se pelas próprias produções. Organiza o espaço após a realização de atividades. Explora elementos da visualidade e suas relações compositivas. Identifica materiais, técnicas e elementos estruturais nas obras visuais relacionando-os a períodos artísticos, despertando para a sensibilidade estética. Entende que a imagem é o princípio básico na comunicação de massa. Analisa, aprecia e critica obras de artes visuais. Usa vocabulário adequado à análise de obras de artes visuais. Contextualiza desenhos de artistas brasileiros: Aldemir Martins , Marcello Grasmann e outros. Contextualiza obras de artistas brasileiros: , Anita Malfatti, Tarcila do Amaral,etc. Interessa-se por obras audiovisuais Identifica princípios de cor luz e cor pigmento contextualizando-as na história da humanidade. Expressa-se por meio de releituras de obras de arte. Teoria da Arte – conceito de arte, obra de arte, cultura, história, gosto estético. Barroco e Rococó; Surgimento; Características; Principais Representantes; Barroco: na pintura, arquitetura e escultura. Arte no Brasil; Barroco e Rococó no Brasil; Artes Audiovisuais; Cinema. Origem A indústria do Cinema Marcos da produção brasileira do Cinema. Desenho Abstrato Conceito Características Alguns de seus principais representantes A gravura; Técnicas de gravura: (Litografia e Serigrafia). Dança Conhece as várias profissões que envolvem um espetáculo do balé clássico a dança contemporânea. Percebe a dança como expressão e representação de valores humanos que estão presentes nos indivíduos e na sociedade em geral. As profissões relacionadas à dança; A dança como expressão e manifestação social; Dança popular; A dança no Estado de Roraima.
  39. 39. 39 SÉRIE TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS6ªSÉRIE/7ºANO Música Entende o conjunto de sinais usados para representar os sons; É capaz de ouvir diferentes ritmos, acompanhando-os e movimentando-se dentro deles; Conhece a diversidade da expressão musical do repertório brasileiro; Conhece músicas folclóricas nacionais; Identifica diferentes modalidades e funções da música; Valoriza as manifestações musicais de diferentes etnias e entende que estas envolvem aspectos corporais, afetivos, culturais e sociais; Percebe a música como importante meio de comunicação e expressão; Interage com a música em diferentes situações e gêneros musicais. A escrita musical; Os gêneros musicais: a música folclórica (bumba – meu – boi, maracatu, etc); A música no Estado de Roraima (principais representantes, estilo, dificuldades, etc); Teatro Conhece as origens do teatro. Identifica ações dramáticas em diferentes manifestações artísticas e no cotidiano. Identifica a relação entre espaço, tempo, ritmo e movimento em peças teatrais locais e regionais. Identifica a ação dramática em peças teatrais. Cria e interpreta cenas e personagens, por meio de movimentos, gestos e voz,em peças teatrais e jogos de improvisação. Expressa-se oralmente com desenvoltura. Participa de atividades de relaxamento. Tem noções de organização do espaço, utilizando objetos e/ou o próprio corpo. Compõe cenas com princípio, meio e fim. Reconhece elementos básicos do conflito/ação Identifica os vários estilos teatrais e contextualiza o teatro brasileiro em diferentes períodos da história. Compreende a importância do teatro como produção artística, cultural e como forma de comunicação e expressão social. História do teatro; Os gêneros teatrais:Teatro de inovações (deram realismo aos cenários); O ato de representar;
  40. 40. 40 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS7ªSÉRIE/8ºANO A história da Arte e Artes Visuais Conhece as variantes conceituais dentro da teoria da arte no processo de produção artística. Conhece a história da arte em diferentes épocas e culturas. Interessa-se pelas próprias produções. Organiza o espaço após a realização de atividades. Explora elementos da visualidade e suas relações compositivas. Identifica materiais, técnicas e elementos estruturais nas obras visuais relacionando-os a períodos artísticos, despertando para a sensibilidade estética. Entende que a imagem é o princípio básico na comunicação de massa. Estimular o aluno a ler e interpretar imagens, assim como expressar-se por meio de desenhos e croquis. Analisa, aprecia e critica obras de artes visuais. Usa vocabulário adequado à análise de obras de artes visuais. Contextualiza desenhos de artistas brasileiros: , Anita Malfatti e outros Contextualiza obras de artistas brasileiros: , Anita Malfatti, Tarcila do Amaral,etc. Identifica princípios de cor luz e cor pigmento. Entende que no mundo contemporâneo as expressões visuais ampliam-se combinando modalidades como texto, som e espaço. Contextualizando-as na história da humanidade. Expressa-se por meio de releituras de obras de arte. Relaciona obras de artes visuais com obras literárias. Reconhece obras artísticas. Cria e produz obras de arte. Interessa-se por obras audiovisuais. História da Arte: Neoclassicismo, Romantismo e Realismo Surgimento Características Os principais representantes Neoclassicismo, Romantismo e Realismo No Brasil: Surgimento Os principais representantes Artes Audiovisuais A Videoarte Origem Recursos Utilizados
  41. 41. 41 SÉRIE TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 7ªSÉRIE/8ºANO Dança Identifica os elementos caracterizadores da dança. Conhece a dança clássica . Elementos caracterizadores da dança; Dança clássica. Música Conhecer as músicas populares (samba, rock, jazz,rap ,bossa nova,sertaneja , etc); Conhecer a música regional de Roraima seus representantes com seus diferentes estilos. O canto; Os gêneros musicais :a música popular; A música regional. Teatro Conhecer as várias profissões que existem no teatro Identificar os diferentes gêneros teatrais Elaborar e produzir uma peça Identifica ações dramáticas em diferentes manifestações artísticas e no cotidiano. Identifica a relação entre espaço, tempo, ritmo e movimento em peças teatrais locais e regionais. Identifica a ação dramática em peças teatrais. Cria e interpreta cenas e personagens, por meio de movimentos, gestos e voz, em peças teatrais e jogos de improvisação. Expressa-se oralmente com desenvoltura. Participa de atividades de relaxamento. Tem noções de organização do espaço, utilizando objetos e/ou o próprio corpo. Compõe cenas com princípio, meio e fim. Reconhece elementos básicos do conflito / ação Identifica os vários estilos teatrais e contextualiza o teatro brasileiro em diferentes períodos da história. Compreende a importância do teatro como produção artística, cultural e como forma de comunicação e expressão social Os profissionais de teatro; Os gêneros teatrais:Teatro de inovações (deram realismo aos cenários); O ato de representar.
  42. 42. 42 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 8ªSÉRIE/9ºANO A história da Arte e a Arte Visual Conhece as variantes conceituais dentro da teoria da arte no processo de produção artística. Conhece a história da arte em diferentes épocas e culturas. Explora elementos da visualidade e suas relações compositivas. Identifica materiais, técnicas e elementos estruturais nas obras visuais relacionando-os a períodos artísticos, despertando para a sensibilidade estética. Entende que a imagem é o princípio básico na comunicação de massa. Estimular o aluno a ler e interpretar imagens, assim como expressar-se por meio de desenhos e croquis. Analisa, aprecia e critica obras de artes visuais. Usa vocabulário adequado à análise de obras de artes visuais. Identifica princípios de cor luz e cor pigmento. Expressa-se por meio de releituras de obras de arte. Reconhece obras artísticas bidimensionais e tridimensionais. Cria e produz obras de arte. Interessa-se por obras audiovisuais A história da Arte: Impressionismo, Pós – Impressionismo e Expressionismo. Surgimento Características Os principais representantes Impressionismo, Pós – Impressionismo e Expressionismo no Brasil. Surgimento Os principais representantes Arte Audiovisual utilizando a informática; Possibilidades de Criação Exemplo de arte no computador, ou arte digital. Dança Perceber a intencionalidade dos dançarinos, compreendendo melhor as representações da sociedade em seu entorno. Conhecer e praticar a dança moderna Constrói uma relação de cooperação, respeito, diálogo e valorização das diversas escolhas e possibilidades de interpretação e de criação em dança. Situa e compreende as relações entre o corpo, dança e sociedade num diálogo entre a tradição e a sociedade contemporânea. Aprecia, identifica e contextualiza produções de dança. A vida do dançarino; Dança moderna/Origem; Tipos de dança moderna; Os precursores da dança moderna.
  43. 43. 43 SÉRIE/ ANO TEMAS ESTRUTURANTES HABILIDADES CONTEÚDOS 7ªSÉRIE/8ºANO Música Conhece os instrumentos musicais Conhece os diferentes gêneros musicais É capaz de ouvir diferentes ritmos, acompanhando-os e movimentando-se dentro deles. Identifica diferentes modalidades e funções da música. Conhece a diversidade da expressão musical do repertório brasileiro Interage com a música em diferentes situações e gêneros musicais Valoriza as manifestações musicais de diferentes etnias e entende que estas envolvem aspectos corporais, afetivos, culturais e sociais. Distingue diferentes ritmos em músicas do repertório nacional e internacional. Instrumentos musicais; Sons produzidos; Objetos que viram instrumentos musicais; Gêneros musicais - música eletrônica. Teatro Conhece as origens do teatro. Identifica ações dramáticas em diferentes manifestações artísticas e no cotidiano. Identifica a relação entre espaço, tempo, ritmo e movimento em peças teatrais locais e regionais. Identifica a ação dramática em peças teatrais. Cria e interpreta cenas e personagens, por meio de movimentos, gestos e voz, em peças teatrais e jogos de improvisação Expressa-se oralmente com desenvoltura. Participa de atividades de relaxamento. Tem noções de organização do espaço, utilizando objetos e/ou o próprio corpo. Compõe cenas com princípio, meio e fim. Reconhece elementos básicos do conflito/ação. Identifica os vários estilos teatrais e contextualiza o teatro brasileiro em diferentes períodos da história. Compreende a importância do teatro como produção artística, cultural e como forma de comunicação e expressão social. O teatro através dos tempos; A pluralidade de tendências e experiências o século XX; Dramaturgos em destaque: Bertold Brecht Samuel Beckett Atividades de Relaxamento; Representações de textos; A arte de representar e o meio ambiente.
  44. 44. 44 ComponenteCurricularLínguaEstrangeiraModerna Objetivos : Desenvolver a possibilidade de compreender e expressar, oralmente e por escrito, opiniões, valores, sentimentos e informações; Entender a comunicação como troca de idéias e valores culturais; Comparar suas experiências de vida com as de outros povos; Identificar, que as línguas estrangeiras cooperam nos sistemas de comunicação, percebendo-se parte integrante de ujm mundo plurilíngüe. Reconhecer que o aprendizado de uma língua lhe possibilita o acesso a bens culturais da humanidade construídos em outras partes do mundo.
  45. 45. 45 Currículo do Componente Curricular Língua Estrangeira Moderna Componente Curricular – Língua Inglesa SÉRIE / ANO TEMAS ESTRUTURANTES COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS 5ªSÉRIE/6ºANO Produção de Texto Utiliza-se do vocabulário adquirido enriquecendo suas produções. Escreve corretamente o vocabulário estudado. Produz sentenças simples utilizando as estruturas estudadas. Produz e reproduz pequenos textos, utilizando as estruturas gramaticais da Língua Inglesa, tendo em vista as condições de produção sob as quais se está escrevendo. Uso do dicionário Vocabulários Produção de textos utilizando – se da gramática Produção Oral Interage, por meio da Língua Inglesa, utilizando gradativamente as funções básicas da conversação diária para a comunicação oral em sala de aula. Interage, por meio da Língua Inglesa, para caracterizar pessoas, objetos, lugares, observando diversos atributos. Faz uso da linguagem oral para dramatizar diálogos e situações dia utilizando o vocabulário estudado. Tem boa dicção e entonação. Conhece e escreve os meses do ano, estações do ano e dias da semana. Faz uso do vocabulário em frases. Identifica a função comunicativa, o local onde se passa o evento comunicativo e os falantes envolvidos. Compreende o sentido das mensagens (comandos) que ouve. Identifica informações específicas tais como nomes dos falantes envolvidos, idade, endereço, número de telefone, nacionalidade, profissão, etc. Conversação utilizando – se de vocabulários. Conversação utilizando – se de saudações, nomes de objetos, lugares, etc. Meses do ano, estações do ano e dias da semana. Vocabulário: numbers, fruit, animals, school, objetcts ocupations, colors, toys etc. 5ªSÉRIE/6ºANO Aspectos Gramaticais Identifica e faz uso adequado dos pronomes pessoais. Faz uso adequado dos pronomes demonstrativos. Faz uso adequado do presente do verbo to be e there to be. Faz uso adequado do plural dos substantivos. Faz uso adequado dos artigos definidos e indefinidos. Reconhece e/ ou produz a forma escrita dos números cardinais. Emprega adequadamente as preposições relativas a tempo. Utiliza as estruturas para respostas curtas. Subject Pronouns (I, you, He, She, It, We, You, They) This, That, These, Those Affirmative, Negative and Interrogative forms. Basic Rules A, an , the Expressar valores, datas e horas. In, On, At Short and long answers.
  46. 46. 46 SÉRIE / ANO TEMAS ESTRUTURANTES COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS6ªSÉRIE/7ºANO Estudo do Texto Identifica o tema geral de textos de diversos gêneros textuais Identifica o propósito do autor e as características básicas de um texto. Compreende e relaciona informações expressas em linguagem verbal e não verbal. Identifica as partes principais do texto e localiza as informações específicas de acordo com os objetivos de leitura. Gênero textual, característica básicas de um texto, linguagem verbal e não verbal. Produção de Texto Conhece a estrutura do dicionário e o utiliza para resolver questões referentes à ortografia e ao vocabulário. Utiliza-se do vocabulário adquirido enriquecendo suas produções. Escreve corretamente o vocabulário estudado. Produz sentenças simples utilizando as estruturas estudadas. Produz e reproduz pequenos textos, utilizando as estruturas gramaticais da Língua Inglesa, tendo em vista as condições de produção sob as quais se está escrevendo. Uso do dicionário. Uso do vocabulário. Produção de pequenos textos com uso de estruturas gramaticais. Produção Oral Interage, por meio da Língua Inglesa, utilizando gradativamente as funções básicas da conversação diária para a comunicação oral em sala de aula. Interage, por meio da Língua Inglesa, para caracterizar pessoas, objetos, lugares, observando diversos atributos. Faz uso da linguagem oral para dramatizar diálogos e situações dia utilizando o vocabulário estudado. Tem boa dicção e entonação. Identifica a função comunicativa, o local onde se passa o evento comunicativo e os falantes envolvidos. Compreende o sentido das mensagens (comandos) que ouve. Identifica informações específicas tais como nomes dos falantes envolvidos, idade, endereço, número de telefone, nacionalidade, profissão, etc. Uso do vocabulário estudado. Através da conversação identifica objetos, lugares, etc.
  47. 47. 47 SÉRIE TEMAS ESTRUTURANTES COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS6ªSÉRIE/7ºANO Aspectos Gramaticais e Ortográficos Emprega adequadamente os tempos verbais: presente contínuo, imperativo. Distingue os substantivos contáveis dos incontáveis, usando adequadamente os “quantifiers”. Faz uso do verbo CAN em seus diversos sentidos. Usa o modo Imperativo para dar ordens ou comandos. Reconhece bem como utiliza o Genitive Case (´s) para expressar posse. Posiciona corretamente os adjetivos na frase e utiliza-os para caracterizar coisas e pessoas. Emprega adequadamente os adjetivos possessivos. Reconhece e/ou produz a forma escrita dos numerais ordinais. How many e How much Expressando habilidade, permissão e possibilidade. Interrogative Pronoun: whose, what, who, when, why etc. Posição, gênero e número. My, your, his, her, its, our, your, their. Expressar datas e a ordem dos numerais. Me, You, Him, Her, It, Us You, Them.
  48. 48. 48 SÉRIE TEMAS ESTRUTURANTES COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS 7ªSÉRIE/8ºANO Estudo do Texto Identifica o tema geral de textos de diversos gêneros textuais. Identifica o propósito do autor e as características básicas de um texto. Compreende e relaciona informações expressas em linguagem verbal e não verbal. Identifica as partes principais do texto e localiza as informações específicas de acordo com os objetivos de leitura. Utilizar os verbos na forma gerúndio, em frases. Gênero textual, característica básicas de um texto, linguagem verbal e não verbal. Gerúndio. Produção de Texto Conhece a estrutura do dicionário e o utiliza para resolver questões referentes à ortografia e ao vocabulário. Utiliza-se do vocabulário adquirido enriquecendo suas produções. Escreve corretamente o vocabulário estudado. Produz sentenças simples utilizando as estruturas estudadas. Produz e reproduz pequenos textos, utilizando as estruturas gramaticais da Língua Inglesa, tendo em vista as condições de produção sob as quais se está escrevendo. Aplicar corretamente nas frases o comparativo. Usar o verbo To do em frases interrogativas e negativa. Uso do dicionário. Uso do vocabulário. Produção de pequenos textos com uso de estruturas gramaticais. Comparativo e superlativo. Verbo to do: forma interrogativa e negativa. Produção Oral Interage, por meio da Língua Inglesa, utilizando gradativamente as funções básicas da conversação diária para a comunicação oral em sala de aula. Interage, por meio da Língua Inglesa, para caracterizar pessoas, objetos, lugares, observando diversos atributos. Faz uso da linguagem oral para dramatizar diálogos e situações dia utilizando o vocabulário estudado. Usar corretamente os verbos regulares e irregulares no tempo passado, em frases. Identifica a função comunicativa, o local onde se passa o evento comunicativo e os falantes envolvidos. Compreende o sentido das mensagens (comandos) que ouve. Identifica informações específicas tais como nomes dos falantes envolvidos, idade, endereço, número de telefone, nacionalidade, profissão, etc. Uso do vocabulário estudado. Através da conversação identifica objetos, lugares, etc. Past tense: regular and irregular verbs. Plural dos nomes.
  49. 49. 49 SÉRIE TEMAS ESTRUTURANTES COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS 7ªSÉRIE/8ºANO Aspectos Gramaticais Utiliza corretamente o passado do verbo to be. Utiliza corretamente o passado do verbo there to be. Compreende e faz uso do passado simples de verbos regulares. Compreende e faz uso do passado simples de verbos irregulares. Distingue os advérbios de tempo, modo e lugar. Faz uso adequado de preposições para fornecer a localização e/ou a direção de lugares, objetos e pessoas. Emprega adequadamente o Passado Contínuo. Utiliza as estruturas para respostas curtas e longas. Forma pares de sinônimos, antônimos e de palavras relacionadas. Sinônimos e antônimos. When, While. Short and long answers. 8ªSÉRIE/9ºANO Estudo do Texto Identifica o tema geral de textos de diversos gêneros textuais. Compreende e relaciona informações expressas em linguagem verbal e não verbal. Identifica as partes principais do texto e localiza as informações específicas de acordo com os objetivos de leitura. Gênero textual, característica básicas de um texto, linguagem verbal e não verbal. Produção de Texto Conhece a estrutura do dicionário e o utiliza para resolver questões referentes à ortografia e ao vocabulário. Utiliza-se do vocabulário adquirido enriquecendo suas produções. Escreve corretamente o vocabulário estudado. Produz sentenças simples utilizando as estruturas estudadas. Produz e reproduz pequenos textos, utilizando as estruturas gramaticais da Língua Inglesa, tendo em vista as condições de produção sob as quais se está escrevendo. Uso do dicionário. Uso do vocabulário. Produção de pequenos textos com uso de estruturas gramaticais.
  50. 50. 50 SÉRIE TEMAS ESTRUTURANTES COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS 8ªSÉRIE/9ºANO Produção Oral Interage, por meio da Língua Inglesa, utilizando gradativamente as funções básicas da conversação diária para a comunicação oral em sala de aula. Interage, por meio da Língua Inglesa, para caracterizar pessoas, objeto, lugares, observando diversos atributos. Faz uso da linguagem oral para dramatizar diálogos e situações dia utilizando o vocabulário estudado. Tem boa dicção e entonação. Usar os nomes no plural respeitando regras gramaticais. Identifica a função comunicativa, o local onde se passa o evento comunicativo e os falantes envolvidos. Compreende o sentido das mensagens (comandos) que ouve. Identifica informações específicas tais como nomes dos falantes envolvidos, idade, endereço, número de telefone, nacionalidade, profissão, etc. Revisão: plural dos nomes. Aspectos Gramaticais Expressa planos e intenções no futuro usando Going to. Expressa planos e intenções no futuro (Will). Usa adequadamente proposições básicas. Faz uso adequado dos adjetivos possessivos. Forma novas palavras pelo acréscimo de prefixos e sufixos Usa adequadamente o verbo to have. Faz uso das tag questions para certificar-se de alguma coisa. Faz uso dos verbos regulares e irregulares corretamente nas frases. Usar adequadamente os verbos auxiliares em frases interrogativas. Under, in front of, behind. Short and long answers. Tag Questions. Regular verbs. Irregular verbs. Auxiliares verbs do, did, will would.
  51. 51. 51 Componente Curricular – Língua Espanhola SÉRIE TEMAS ESTRUTURANTES COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS 5ªSÉRIE/6ºANO Estudo do Texto Realiza leitura e interpretação do texto através de textos dissertativos, descritivos e narrativos; Compreende a Língua Espanhola como meio de acesso aos conhecimentos e tecnologias de outras culturas , assim como instrumento de informação , expressão e comunicação; Gênero textual, característica básicas de um texto, linguagem verbal e não verbal. Expressão e Comunicação da cultura espanhola Produção Escrita Produz pequenos textos em grupo e de forma individual, responder os exercícios, criar listas com os vocabulários estudados. Redação de pequenos textos; Convenção Ortográfica; Estrangeirismo (a presença da língua espanhola no dia – a – dia). Produção Oral Estabelece diálogos em pequenos grupos. Vocabulário, palavras usuais da língua espanhola, saudações ,etc. Aspectos Gramaticais Ortográficos e Pontuação Conhece o gênero das letras , bem como particularidades e curiosidades; Identifica as formas no singular e plural; Identifica os verbos no presente do indicativo (ser, estar y tener); Conhece os dias da semana , meses e estações do ano, os signos , as horas ,vestimentas , as cores , países e nacionalidades, família e estado civil. os artigos definidos e indefinidos; Utiliza os verbos em 1ª , 2ª e 3ª conjugação; Emprega os adjetivos e pronomes; Emprega muy e mucho; Emprega os verbos reflexivos; Utiliza corretamente (de la B y de la C). Abecedario, Pronombres personales, Verbos; Vocabulario, Articulos; Contracciones; Presente do indicativo; Adjetivos y pronombres; Muy e mucho; Verbos; Ortografia.
  52. 52. 52 SÉRIE TEMAS ESTRUTURANTES COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS 6ªSÉRIE/7ºANO Estudo do Texto Realiza leitura e interpretação do texto através de textos dissertativos, descritivos e narrativos; Compreende a Língua Espanhola como meio de acesso aos conhecimentos e tecnologias de outras culturas , assim como instrumento de informação , expressão e comunicação ; Possibilita o desenvolvimento das destrezas e compreensão auditiva , leitora e audiovisual. Gênero textual, característica básicas de um texto, linguagem verbal e não verbal. Produção Escrita Produz pequenos textos em grupo , responde os exercícios, cria listas com os vocabulários estudados. Redação de pequenos textos; Convenção Ortográfica; Estrangeirismo (a presença da língua espanhola no dia – a – dia). Produção Oral Estabelece diálogos entre grupos, utilizar – se dos vocabulários,etc. Vocabulário, palavras usuais da língua espanhola, saudações ,etc. Aspectos Gramaticais Ortográficos e Pontuação Utiliza o verbo no presente do indicativo apresenta as profissões , lugares da nossa cidade, o corpo humano e os animais; Emprega o verbo haver na forma impessoal; Conhece e utiliza os números ordinais; Utiliza os verbos ir, venir no presente do indicativo; Emprega o uso ( de la H, uso de la D ) no final das palavras; Compreende a divisão silábica , evidenciando as silabas tónicas. Verbo no presente do indicativo, profissões , lugares da nossa cidade, o corpo humano e os animais, verbo haver na forma impessoal, números ordinais, verbos ir, venir no presente do indicativo, uso de la H, uso de la D no final das palavras, divisão silábica (evidenciando as silabas tônicas), pontuação, ditongo, tritongo e hiato, uso de la M y de la N.
  53. 53. 53 SÉRIE TEMAS ESTRUTURANTES COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS 7ªSÉRIE/8ºANO Estudo do Texto Realiza leitura e interpretação do texto através de textos dissertativos, descritivos e narrativos; Compreende a Língua Espanhola como meio de acesso aos conhecimentos e tecnologias de outras culturas , assim como instrumento de informação , expressão e comunicação; Compreende a língua de maneira auditiva , leitora e audiovisual. Gênero textual, característica básicas de um texto, linguagem verbal e não verbal. Produção Escrita Produz pequenos textos em grupo, responder os exercícios, criar listas com os vocabulários estudados. Redação de pequenos textos; Convenção Ortográfica; Estrangeirismo (a presença da língua espanhola no dia – a – dia). Produção Oral Estabelece diálogos entre grupos, utilizar – se dos vocabulários,etc. Vocabulário, palavras usuais da língua espanhola, saudações ,etc. Aspectos Gramaticais Ortográficos e Pontuação Emprega corretamente a acentuação; Identifica o gênero: masculino e feminino; Identifica as palavras heterogenéricas; Identifica as palavras heterosemánticas; Diferencia porque/porqué/por que/por quê; Identifica e emprega os advérbios, a preposição e os pronomes. Acentuação, Gênero, Palavras heterogenéricas, Número, Palavras heterosemánticas, Vocabulário, Ortografia.
  54. 54. 54 SÉRIE TEMAS ESTRUTURANTES COMPETENCIAS/HABILIDADES CONTEÚDOS 8ªSÉRIE/9ºANO Estudo do Texto Realiza leitura e interpretação do texto através de textos dissertativos, descritivos e narrativos; Compreende a Língua Espanhola como meio de acesso aos conhecimentos e tecnologias de outras culturas , assim como instrumento de informação , expressão e comunicação; Desenvolve a compreensão auditiva , leitora e audiovisual. Gênero textual, característica básicas de um texto, linguagem verbal e não verbal Produção Escrita Produz pequenos textos em grupo , responder os exercícios, criar listas com os vocabulários estudados. Redação de pequenos textos; Convenção Ortográfica; Estrangeirismo (a presença da língua espanhola no dia – a – dia). Produção Oral Estabelece diálogos entre grupos, utiliza–se dos vocabulários, etc; Através do diálogo expressa gostos e preferências. Vocabulário, palavras usuais da língua espanhola, saudações ,etc. Aspectos Gramaticais Ortográficos e Pontuação Demonstra as divergências na língua entre espanhol e português; Demonstrar as divergências de acento e de gênero. Divergência entre espanhol e português, divergência de acento tônico, divergências de gênero, expressões da língua espanhola, palavras estrangeiras no formato espanhol.

×