SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Lista de Exercícios - 35 - Eletrólise
01. Baterias de níquel-hidreto metálico, MH, são empregadas em aparelhos
eletrônicos como telefones, máquinas fotográficas etc. Considere que a reação global
desse tipo de bateria seja
MH + NiO(OH) = M + Ni(OH)2
com uma diferença de potencial de saída de 1,35V. Teoricamente, a tensão mínima,
em volts, que se deve aplicar para recarregar essa bateria é de
(A) -0,5
(B) -1,0
(C) +0,5
(D) +1,0
(E) +1,5

02. Praticamente

todos

os

aparelhos

eletrônicos

contêm uma ou mais placas de circuito impresso, nas quais são soldados os
componentes. As trilhas metálicas dessas placas são de cobre, como mostra a figura a
seguir.
Considere as seguintes informações, todas corretas, referentes a procedimentos
experimentais (I, II, III e IV), que podem ser empregados para obtenção de cobre puro,
o mais rapidamente possível, a partir de placas de circuito impresso.
I. Ao mergulhar uma mistura de cobre e polímero em ácido nítrico, o cobre reage
formando uma solução aquosa de nitrato cúprico. O polímero se mantém intacto.
II. Limpando-se a placa e depois a quebrando em pequenos fragmentos, obtém-se um
material com maior superfície de contato e que, portanto, reage mais rapidamente.
III. Submetendo-se uma solução de nitrato cúprico à eletrólise, forma-se cobre
metálico puro.
IV. Filtrando-se uma mistura de polímero e solução de nitrato cúprico, a solução passa
pelo filtro, mas o polímero fica retido.
Com base nessas informações, pode-se concluir que, para se obter cobre puro a partir
de placas de circuito impresso usadas, devem-se realizar esses procedimentos na
seguinte ordem:
(A) II – I – IV – III.
(B) III – II – IV – I.
(C) I – III – II – IV.
(D) III – IV – II – I.
(E) II – IV – I – III.

03. Um estudante resolveu folhear sua chave com prata, utilizando a seguinte
montagem:

Nessa célula, a chave corresponde ao:
(A) anodo, que é o pólo positivo.
(B) anodo, que é o pólo negativo.
(C) catodo, que é o pólo positivo.
(D) catodo, que é o pólo negativo.
(E) cátodo, onde ocorre a oxidação.

04. A eletrólise ígnea do cloreto de sódio resulta em sódio metálico e gás cloro. Nesse
processo, cada íon
(A) cloreto recebe um elétron.
(B) sódio recebe dois elétrons.
(C) sódio recebe um elétron.
(D) sódio perde um elétron.
(E) cloreto perde dois elétrons.

05. Os principais fenômenos estudados pela eletroquímica são a produção de corrente
elétrica, através de uma reação química (pilha), e a ocorrência de uma reação
química, pela passagem de corrente elétrica (eletrólise). Com relação a esses
fenômenos, analise as proposições abaixo.
I. As pilhas comuns são dispositivos que aproveitam a transferência de elétrons em
uma reação de oxirredução, produzindo uma corrente elétrica, através de um
condutor.
II. Em uma pilha a energia elétrica é convertida em energia química.
III. O fenômeno da eletrólise é basicamente contrário ao da pilha, pois enquanto na
pilha o processo químico é espontâneo ∆E > 0, o da eletrólise é não-espontâneo ∆E <
0.
Assinale a alternativa correta.
(A) Somente a proposição II é verdadeira.
(B) Somente as proposições I e II são verdadeiras.
(C) Somente as proposições I e III são verdadeiras.
(D) Somente a proposição I é verdadeira.
(E) Todas as proposições são verdadeiras.
06. Dada a reação Cu + 2HCl → CuCl2 + H2 , assinale a afirmativa correta sabendo-se
que os potenciais-padrão de redução do cobre e do hidrogênio são respectivamente
0,34 Volts e 0,00 Volts.
(A) A reação produz corrente elétrica.
(B) A reação não ocorre espontaneamente.
(C) A reação ocorre nas pilhas de Daniell.
(D) O cobre é o agente oxidante.
(E) O hidrogênio sofre oxidação.

07. Com relação aos processos eletrolíticos, assinale a alternativa incorreta.
(A) A eletrólise, ao contrário das pilhas, é sempre um processo não espontâneo.
(B) Só se é possível obter gás cloro (Cl2) a partir da eletrólise ígnea do NaCl.
(C) A quantidade dos produtos obtidos pela eletrólise depende do tempo e da corrente
elétrica aplicadas no processo.
(D) Para se reduzir um mol de prata (Ag+) é necessário um mol de elétrons.
(E) O pólo positivo é denominado ânodo, e o pólo negativo é o cátodo.

08. Dados:
- o indicador fenolftaleína é incolor em pH < 8 e rosa em pH acima de 8.
- o amido é utilizado como indicador da presença de iodo em solução, adquirindo uma
intensa coloração azul devido ao complexo iodo-amido formado.
Um experimento consiste em passar corrente elétrica contínua em uma solução
aquosa de iodeto de potássio (KI). O sistema está esquematizado a seguir.
Para auxiliar a identificação dos produtos são adicionadas, próximo aos eletrodos,
solução alcoólica de fenolftaleína e dispersão aquosa de amido.
Sobre o experimento é incorreto afirmar que
(A) haverá formação de gás no eletrodo B.
(B) a solução ficará rosa próximo ao eletrodo A.
(C) no eletrodo B ocorrerá o processo de oxidação.
(D) o eletrodo A é o cátodo do sistema eletrolítico.
(E) a solução ficará azul próximo ao eletrodo B.

09. Contra o monopólio do sal, decretado pelo governo britânico, Mahatma Ghandi
mobilizou o povo para a Marcha do Sal, em 1930, que durou semanas de caminhada.
Ao chegarem ao mar, Ghandi conclamou o povo indiano a não mais respeitar o
monopólio do sal e a boicotar as mercadorias inglesas, marcando, assim, o Movimento
de Desobediência Civil (1930-34).
O sal mencionado no Texto é o cloreto de sódio. Sobre esse sal, É CORRETO afirmar
que
(A) é bastante solúvel em solventes apolares.
(B) pode produzir NaOH em uma eletrólise ígnea.
(C) possui características essencialmente moleculares em fase sólida.
(D) possui o íon cloreto que, ao ser formado em fase gasosa, libera energia.
(E) é formado a partir da combinação de um metal alcalino e um elemento de
transição.

10. Em 2005, a produção brasileira de cloro (Cl2) e de soda (NaOH) atingiu a ordem de
1,3 milhões de toneladas. Um dos processos mais importantes usados na produção
destas substâncias é baseado na eletrólise da salmoura (solução saturada de cloreto
de sódio), empregando-se uma cuba eletrolítica formada por dois compartimentos
separados por uma membrana polimérica, semipermeável.
Além do cloro e da soda, forma-se gás hidrogênio.
Reação global:
2NaCl(aq) + 2H2O(l) → 2NaOH(aq) + H2(g)
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária estabelece normas rígidas que permitem o
emprego de hipoclorito de sódio (NaClO) e do ácido hipocloroso (HClO) no tratamento
de água.
A produção do hipoclorito de sódio é feita borbulhando-se gás cloro em uma solução
aquosa de hidróxido de sódio. A reação do processo é
Cl2(g) + 2NaOH(aq) → NaClO(aq) + NaCl(aq) + H2O(l)
O ácido hipocloroso, ácido fraco com constante de dissociação 3 x 10-8 a 20oC, pode
ser formado pela reação do cloro e água:
Cl2(g) + H2O(l) → HClO(aq) + HCl(aq)
Em relação ao processo eletrolítico para a produção de cloro e soda, é correto afirmar
que
(A) os íons Na+ e as moléculas de H2O migram através da membrana na direção do
anodo.
(B) forma-se gás hidrogênio no catodo e gás cloro no anodo.
(C) no catodo, é formado o gás cloro através do recebimento de elétrons.
(D) os elétrons migram, através de contato elétrico externo, do pólo negativo para o
pólo positivo da célula.
(E) para cada mol de gás hidrogênio formado, é necessário um mol de elétrons.

GABARITO
1E 2A 3D 4C 5C 6B 7B 8A 9D 10B

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gabarito calor e temperatura
Gabarito   calor e temperaturaGabarito   calor e temperatura
Gabarito calor e temperaturaprofessoraludmila
 
Classificar figuras e sólidos geométricos
Classificar figuras e sólidos geométricosClassificar figuras e sólidos geométricos
Classificar figuras e sólidos geométricosCrescendo EAprendendo
 
Relações métricas no triângulo retângulo e na circunferência
Relações métricas no triângulo retângulo e na circunferênciaRelações métricas no triângulo retângulo e na circunferência
Relações métricas no triângulo retângulo e na circunferênciaAntonio Magno Ferreira
 
05 - Figuras de linguagem - exercícios sobre metáforas e hipérboles
05 - Figuras de linguagem - exercícios sobre metáforas e hipérboles05 - Figuras de linguagem - exercícios sobre metáforas e hipérboles
05 - Figuras de linguagem - exercícios sobre metáforas e hipérbolesNAPNE
 
Caderno de Exercícios – Estatística com solução
Caderno de Exercícios – Estatística com soluçãoCaderno de Exercícios – Estatística com solução
Caderno de Exercícios – Estatística com soluçãoOutliers Academy
 
Óptica geométrica 3º ano 2014
Óptica geométrica 3º ano 2014Óptica geométrica 3º ano 2014
Óptica geométrica 3º ano 2014LEAM DELGADO
 
{92 d944d5 511c-465b-add5-fa2b516fc1e0}-exercícios de reforço - medidas de vo...
{92 d944d5 511c-465b-add5-fa2b516fc1e0}-exercícios de reforço - medidas de vo...{92 d944d5 511c-465b-add5-fa2b516fc1e0}-exercícios de reforço - medidas de vo...
{92 d944d5 511c-465b-add5-fa2b516fc1e0}-exercícios de reforço - medidas de vo...alanpegado
 
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...Josie Michelle Soares
 
Lista de exercícios 1º em - áreas
Lista de exercícios   1º em - áreasLista de exercícios   1º em - áreas
Lista de exercícios 1º em - áreasColégio Parthenon
 
Fatoração de polinomios
Fatoração de polinomiosFatoração de polinomios
Fatoração de polinomiosPedro Valentim
 
Gincana passa ou repassa
Gincana passa ou repassaGincana passa ou repassa
Gincana passa ou repassaMarcelo Santos
 
Exercios extras de lei dos senos e cossenos
Exercios extras de lei dos senos e cossenosExercios extras de lei dos senos e cossenos
Exercios extras de lei dos senos e cossenosProfessor Carlinhos
 

Mais procurados (20)

Gabarito calor e temperatura
Gabarito   calor e temperaturaGabarito   calor e temperatura
Gabarito calor e temperatura
 
Classificar figuras e sólidos geométricos
Classificar figuras e sólidos geométricosClassificar figuras e sólidos geométricos
Classificar figuras e sólidos geométricos
 
Relações métricas no triângulo retângulo e na circunferência
Relações métricas no triângulo retângulo e na circunferênciaRelações métricas no triângulo retângulo e na circunferência
Relações métricas no triângulo retângulo e na circunferência
 
05 - Figuras de linguagem - exercícios sobre metáforas e hipérboles
05 - Figuras de linguagem - exercícios sobre metáforas e hipérboles05 - Figuras de linguagem - exercícios sobre metáforas e hipérboles
05 - Figuras de linguagem - exercícios sobre metáforas e hipérboles
 
Caderno de Exercícios – Estatística com solução
Caderno de Exercícios – Estatística com soluçãoCaderno de Exercícios – Estatística com solução
Caderno de Exercícios – Estatística com solução
 
Óptica geométrica 3º ano 2014
Óptica geométrica 3º ano 2014Óptica geométrica 3º ano 2014
Óptica geométrica 3º ano 2014
 
{92 d944d5 511c-465b-add5-fa2b516fc1e0}-exercícios de reforço - medidas de vo...
{92 d944d5 511c-465b-add5-fa2b516fc1e0}-exercícios de reforço - medidas de vo...{92 d944d5 511c-465b-add5-fa2b516fc1e0}-exercícios de reforço - medidas de vo...
{92 d944d5 511c-465b-add5-fa2b516fc1e0}-exercícios de reforço - medidas de vo...
 
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
3ª lista de exercícios complementares de matemática (expressões algébricas) p...
 
Lista de exercícios 1º em - áreas
Lista de exercícios   1º em - áreasLista de exercícios   1º em - áreas
Lista de exercícios 1º em - áreas
 
Volumes e simetria
Volumes e simetriaVolumes e simetria
Volumes e simetria
 
Fatoração de polinomios
Fatoração de polinomiosFatoração de polinomios
Fatoração de polinomios
 
Conjuntos numéricos
Conjuntos numéricosConjuntos numéricos
Conjuntos numéricos
 
OBMEP-2010-Prova
OBMEP-2010-ProvaOBMEP-2010-Prova
OBMEP-2010-Prova
 
Gincana passa ou repassa
Gincana passa ou repassaGincana passa ou repassa
Gincana passa ou repassa
 
Areas de figuras planas
Areas de figuras planasAreas de figuras planas
Areas de figuras planas
 
Atividade tabela periódica
Atividade   tabela periódicaAtividade   tabela periódica
Atividade tabela periódica
 
Ângulos completos
Ângulos completosÂngulos completos
Ângulos completos
 
Exercios extras de lei dos senos e cossenos
Exercios extras de lei dos senos e cossenosExercios extras de lei dos senos e cossenos
Exercios extras de lei dos senos e cossenos
 
Avaliação de cienciasss
Avaliação de cienciasssAvaliação de cienciasss
Avaliação de cienciasss
 
Mat 2 - 8º ano
Mat 2 - 8º anoMat 2 - 8º ano
Mat 2 - 8º ano
 

Destaque

Exercícios eletrólise
Exercícios   eletróliseExercícios   eletrólise
Exercícios eletrólisevaldecirkelvin
 
Lista 16 estudo dos gases
Lista 16   estudo dos gasesLista 16   estudo dos gases
Lista 16 estudo dos gasesColegio CMC
 
Lista 54 estequiometria
Lista 54   estequiometriaLista 54   estequiometria
Lista 54 estequiometriaColegio CMC
 
Lista 8 eletrólitos e não eletrólitos
Lista 8   eletrólitos e não eletrólitosLista 8   eletrólitos e não eletrólitos
Lista 8 eletrólitos e não eletrólitosColegio CMC
 
Lista 2 funções inorgânicas
Lista 2   funções inorgânicasLista 2   funções inorgânicas
Lista 2 funções inorgânicasColegio CMC
 
Lista 35 funções inorgânicas - difícil
Lista 35   funções inorgânicas - difícilLista 35   funções inorgânicas - difícil
Lista 35 funções inorgânicas - difícilColegio CMC
 
Aula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicosAula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicosColegio CMC
 
Lista 38 forças intermoleculares
Lista 38   forças intermolecularesLista 38   forças intermoleculares
Lista 38 forças intermolecularesColegio CMC
 
Aula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicosAula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicosColegio CMC
 
Aula 02 estudos das substancias e das misturas
Aula 02 estudos das substancias e das misturasAula 02 estudos das substancias e das misturas
Aula 02 estudos das substancias e das misturasColegio CMC
 
Aula 07 principais ptopi
Aula 07 principais ptopiAula 07 principais ptopi
Aula 07 principais ptopiColegio CMC
 
Lista 25 cálculo estequiométrico
Lista 25   cálculo estequiométricoLista 25   cálculo estequiométrico
Lista 25 cálculo estequiométricoColegio CMC
 
Aula 06 classificação periódica
Aula 06 classificação periódicaAula 06 classificação periódica
Aula 06 classificação periódicaColegio CMC
 
Lista 50 estequiometria
Lista 50   estequiometriaLista 50   estequiometria
Lista 50 estequiometriaColegio CMC
 
Lista 5 estequiometria
Lista 5   estequiometriaLista 5   estequiometria
Lista 5 estequiometriaColegio CMC
 
Lista 43 equilíbrio químico
Lista 43   equilíbrio químicoLista 43   equilíbrio químico
Lista 43 equilíbrio químicoColegio CMC
 
Aula 05 modelo atômico de bohr diagrama de pauling
Aula 05 modelo atômico  de bohr   diagrama de paulingAula 05 modelo atômico  de bohr   diagrama de pauling
Aula 05 modelo atômico de bohr diagrama de paulingColegio CMC
 

Destaque (20)

Exercícios eletrólise
Exercícios   eletróliseExercícios   eletrólise
Exercícios eletrólise
 
Aula eletrolise
Aula  eletroliseAula  eletrolise
Aula eletrolise
 
Lista 16 estudo dos gases
Lista 16   estudo dos gasesLista 16   estudo dos gases
Lista 16 estudo dos gases
 
Lista 54 estequiometria
Lista 54   estequiometriaLista 54   estequiometria
Lista 54 estequiometria
 
Lista 8 eletrólitos e não eletrólitos
Lista 8   eletrólitos e não eletrólitosLista 8   eletrólitos e não eletrólitos
Lista 8 eletrólitos e não eletrólitos
 
Lista 2 funções inorgânicas
Lista 2   funções inorgânicasLista 2   funções inorgânicas
Lista 2 funções inorgânicas
 
Lista 35 funções inorgânicas - difícil
Lista 35   funções inorgânicas - difícilLista 35   funções inorgânicas - difícil
Lista 35 funções inorgânicas - difícil
 
Aula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicosAula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicos
 
Lista 38 forças intermoleculares
Lista 38   forças intermolecularesLista 38   forças intermoleculares
Lista 38 forças intermoleculares
 
Plane1serie
Plane1seriePlane1serie
Plane1serie
 
Aula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicosAula 4 modelos atômicos
Aula 4 modelos atômicos
 
Aula 02 estudos das substancias e das misturas
Aula 02 estudos das substancias e das misturasAula 02 estudos das substancias e das misturas
Aula 02 estudos das substancias e das misturas
 
Aula 07 principais ptopi
Aula 07 principais ptopiAula 07 principais ptopi
Aula 07 principais ptopi
 
Lista 25 cálculo estequiométrico
Lista 25   cálculo estequiométricoLista 25   cálculo estequiométrico
Lista 25 cálculo estequiométrico
 
Aula 06 classificação periódica
Aula 06 classificação periódicaAula 06 classificação periódica
Aula 06 classificação periódica
 
Lista 50 estequiometria
Lista 50   estequiometriaLista 50   estequiometria
Lista 50 estequiometria
 
Lista 5 estequiometria
Lista 5   estequiometriaLista 5   estequiometria
Lista 5 estequiometria
 
Lista 43 equilíbrio químico
Lista 43   equilíbrio químicoLista 43   equilíbrio químico
Lista 43 equilíbrio químico
 
Aula 05 modelo atômico de bohr diagrama de pauling
Aula 05 modelo atômico  de bohr   diagrama de paulingAula 05 modelo atômico  de bohr   diagrama de pauling
Aula 05 modelo atômico de bohr diagrama de pauling
 
Prof.José Roberto - eletrólise
Prof.José Roberto -  eletróliseProf.José Roberto -  eletrólise
Prof.José Roberto - eletrólise
 

Semelhante a Lista de exercícios 35 eletrólise

Química - Eletrólise
Química - EletróliseQuímica - Eletrólise
Química - EletróliseCarson Souza
 
Eletroquímica ii
Eletroquímica iiEletroquímica ii
Eletroquímica iijapquimica
 
Aula 4 (eletrólise)
Aula 4 (eletrólise)Aula 4 (eletrólise)
Aula 4 (eletrólise)Elio Junior
 
Exercícios 3º valdecir
Exercícios   3º valdecirExercícios   3º valdecir
Exercícios 3º valdecirvaldecirkelvin
 
CORREÇÃO DA LISTA de exercício sobre redox
CORREÇÃO DA LISTA de exercício sobre redoxCORREÇÃO DA LISTA de exercício sobre redox
CORREÇÃO DA LISTA de exercício sobre redoxCleideSilva988844
 
Aulão-Primandade-Química-Mychel-Eletroquimica-AULAO-02-06.pptx
Aulão-Primandade-Química-Mychel-Eletroquimica-AULAO-02-06.pptxAulão-Primandade-Química-Mychel-Eletroquimica-AULAO-02-06.pptx
Aulão-Primandade-Química-Mychel-Eletroquimica-AULAO-02-06.pptxsintiasousa3
 
Apostila de Química
Apostila de QuímicaApostila de Química
Apostila de QuímicaFelicio1956
 
Aula de Eletroquímica
Aula de Eletroquímica Aula de Eletroquímica
Aula de Eletroquímica Felicio1956
 
Apostila de Química
Apostila de QuímicaApostila de Química
Apostila de QuímicaFelicio1956
 
Exercicio de eletroquimica
Exercicio de eletroquimicaExercicio de eletroquimica
Exercicio de eletroquimicaEstude Mais
 
Eletroquimica 2 em[1]
Eletroquimica 2 em[1]Eletroquimica 2 em[1]
Eletroquimica 2 em[1]leveson
 

Semelhante a Lista de exercícios 35 eletrólise (20)

Química - Eletrólise
Química - EletróliseQuímica - Eletrólise
Química - Eletrólise
 
Eletroquímica ii
Eletroquímica iiEletroquímica ii
Eletroquímica ii
 
Eletrolise exercícios
Eletrolise exercíciosEletrolise exercícios
Eletrolise exercícios
 
PILHAS DE VOLTAS
PILHAS DE VOLTASPILHAS DE VOLTAS
PILHAS DE VOLTAS
 
Aula 4 (eletrólise)
Aula 4 (eletrólise)Aula 4 (eletrólise)
Aula 4 (eletrólise)
 
Exercícios 3º valdecir
Exercícios   3º valdecirExercícios   3º valdecir
Exercícios 3º valdecir
 
Eletroquimica
EletroquimicaEletroquimica
Eletroquimica
 
CORREÇÃO DA LISTA de exercício sobre redox
CORREÇÃO DA LISTA de exercício sobre redoxCORREÇÃO DA LISTA de exercício sobre redox
CORREÇÃO DA LISTA de exercício sobre redox
 
Aulão-Primandade-Química-Mychel-Eletroquimica-AULAO-02-06.pptx
Aulão-Primandade-Química-Mychel-Eletroquimica-AULAO-02-06.pptxAulão-Primandade-Química-Mychel-Eletroquimica-AULAO-02-06.pptx
Aulão-Primandade-Química-Mychel-Eletroquimica-AULAO-02-06.pptx
 
Eletrólise apostila
Eletrólise apostilaEletrólise apostila
Eletrólise apostila
 
EletroquÍmica
EletroquÍmicaEletroquÍmica
EletroquÍmica
 
Apostila de Química
Apostila de QuímicaApostila de Química
Apostila de Química
 
Aula de Eletroquímica
Aula de Eletroquímica Aula de Eletroquímica
Aula de Eletroquímica
 
Apostila de Química
Apostila de QuímicaApostila de Química
Apostila de Química
 
Exercicio de eletroquimica
Exercicio de eletroquimicaExercicio de eletroquimica
Exercicio de eletroquimica
 
Eletroquimica 2 em[1]
Eletroquimica 2 em[1]Eletroquimica 2 em[1]
Eletroquimica 2 em[1]
 
Aula pilhas
Aula pilhasAula pilhas
Aula pilhas
 
Aula pilhas
Aula pilhasAula pilhas
Aula pilhas
 
Unidade7 c 2014_csa_v3_gabaritop378a384
Unidade7 c 2014_csa_v3_gabaritop378a384Unidade7 c 2014_csa_v3_gabaritop378a384
Unidade7 c 2014_csa_v3_gabaritop378a384
 
Eletroquimica1
Eletroquimica1Eletroquimica1
Eletroquimica1
 

Mais de Colegio CMC

Lista de exercícios 48 coeficciente de solubilidade
Lista de exercícios 48   coeficciente de solubilidadeLista de exercícios 48   coeficciente de solubilidade
Lista de exercícios 48 coeficciente de solubilidadeColegio CMC
 
Lista de exercícios 26 cálculo da velocidade da reação
Lista de exercícios 26   cálculo da velocidade da reaçãoLista de exercícios 26   cálculo da velocidade da reação
Lista de exercícios 26 cálculo da velocidade da reaçãoColegio CMC
 
Lista de exercícios 42 cadeias carbônicas
Lista de exercícios 42  cadeias carbônicasLista de exercícios 42  cadeias carbônicas
Lista de exercícios 42 cadeias carbônicasColegio CMC
 
Lista de exercícios 18 alcenos, alcinos e aromáticos
Lista de exercícios 18   alcenos, alcinos e aromáticosLista de exercícios 18   alcenos, alcinos e aromáticos
Lista de exercícios 18 alcenos, alcinos e aromáticosColegio CMC
 
Lista de exercícios 18 alcenos, alcinos e aromáticos
Lista de exercícios 18   alcenos, alcinos e aromáticosLista de exercícios 18   alcenos, alcinos e aromáticos
Lista de exercícios 18 alcenos, alcinos e aromáticosColegio CMC
 
Lista de exercícios alcanos
Lista de exercícios alcanosLista de exercícios alcanos
Lista de exercícios alcanosColegio CMC
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicasColegio CMC
 
Planejamento anual de quimica
Planejamento anual de quimicaPlanejamento anual de quimica
Planejamento anual de quimicaColegio CMC
 
Aula 03 estudo do àtomo
Aula 03 estudo do àtomoAula 03 estudo do àtomo
Aula 03 estudo do àtomoColegio CMC
 
Historia da eletricidade
Historia da eletricidadeHistoria da eletricidade
Historia da eletricidadeColegio CMC
 

Mais de Colegio CMC (13)

Lista de exercícios 48 coeficciente de solubilidade
Lista de exercícios 48   coeficciente de solubilidadeLista de exercícios 48   coeficciente de solubilidade
Lista de exercícios 48 coeficciente de solubilidade
 
Lista de exercícios 26 cálculo da velocidade da reação
Lista de exercícios 26   cálculo da velocidade da reaçãoLista de exercícios 26   cálculo da velocidade da reação
Lista de exercícios 26 cálculo da velocidade da reação
 
Lista de exercícios 42 cadeias carbônicas
Lista de exercícios 42  cadeias carbônicasLista de exercícios 42  cadeias carbônicas
Lista de exercícios 42 cadeias carbônicas
 
Lista de exercícios 18 alcenos, alcinos e aromáticos
Lista de exercícios 18   alcenos, alcinos e aromáticosLista de exercícios 18   alcenos, alcinos e aromáticos
Lista de exercícios 18 alcenos, alcinos e aromáticos
 
Lista de exercícios 18 alcenos, alcinos e aromáticos
Lista de exercícios 18   alcenos, alcinos e aromáticosLista de exercícios 18   alcenos, alcinos e aromáticos
Lista de exercícios 18 alcenos, alcinos e aromáticos
 
Lista de exercícios alcanos
Lista de exercícios alcanosLista de exercícios alcanos
Lista de exercícios alcanos
 
Reações químicas
Reações químicasReações químicas
Reações químicas
 
Planejamento
Planejamento Planejamento
Planejamento
 
Planejamento anual de quimica
Planejamento anual de quimicaPlanejamento anual de quimica
Planejamento anual de quimica
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
Aula 03 estudo do àtomo
Aula 03 estudo do àtomoAula 03 estudo do àtomo
Aula 03 estudo do àtomo
 
Historia da eletricidade
Historia da eletricidadeHistoria da eletricidade
Historia da eletricidade
 

Lista de exercícios 35 eletrólise

  • 1. Lista de Exercícios - 35 - Eletrólise 01. Baterias de níquel-hidreto metálico, MH, são empregadas em aparelhos eletrônicos como telefones, máquinas fotográficas etc. Considere que a reação global desse tipo de bateria seja MH + NiO(OH) = M + Ni(OH)2 com uma diferença de potencial de saída de 1,35V. Teoricamente, a tensão mínima, em volts, que se deve aplicar para recarregar essa bateria é de (A) -0,5 (B) -1,0 (C) +0,5 (D) +1,0 (E) +1,5 02. Praticamente todos os aparelhos eletrônicos contêm uma ou mais placas de circuito impresso, nas quais são soldados os componentes. As trilhas metálicas dessas placas são de cobre, como mostra a figura a seguir. Considere as seguintes informações, todas corretas, referentes a procedimentos experimentais (I, II, III e IV), que podem ser empregados para obtenção de cobre puro, o mais rapidamente possível, a partir de placas de circuito impresso. I. Ao mergulhar uma mistura de cobre e polímero em ácido nítrico, o cobre reage formando uma solução aquosa de nitrato cúprico. O polímero se mantém intacto. II. Limpando-se a placa e depois a quebrando em pequenos fragmentos, obtém-se um material com maior superfície de contato e que, portanto, reage mais rapidamente. III. Submetendo-se uma solução de nitrato cúprico à eletrólise, forma-se cobre metálico puro. IV. Filtrando-se uma mistura de polímero e solução de nitrato cúprico, a solução passa pelo filtro, mas o polímero fica retido. Com base nessas informações, pode-se concluir que, para se obter cobre puro a partir de placas de circuito impresso usadas, devem-se realizar esses procedimentos na seguinte ordem: (A) II – I – IV – III.
  • 2. (B) III – II – IV – I. (C) I – III – II – IV. (D) III – IV – II – I. (E) II – IV – I – III. 03. Um estudante resolveu folhear sua chave com prata, utilizando a seguinte montagem: Nessa célula, a chave corresponde ao: (A) anodo, que é o pólo positivo. (B) anodo, que é o pólo negativo. (C) catodo, que é o pólo positivo. (D) catodo, que é o pólo negativo. (E) cátodo, onde ocorre a oxidação. 04. A eletrólise ígnea do cloreto de sódio resulta em sódio metálico e gás cloro. Nesse processo, cada íon (A) cloreto recebe um elétron. (B) sódio recebe dois elétrons. (C) sódio recebe um elétron. (D) sódio perde um elétron. (E) cloreto perde dois elétrons. 05. Os principais fenômenos estudados pela eletroquímica são a produção de corrente elétrica, através de uma reação química (pilha), e a ocorrência de uma reação química, pela passagem de corrente elétrica (eletrólise). Com relação a esses fenômenos, analise as proposições abaixo. I. As pilhas comuns são dispositivos que aproveitam a transferência de elétrons em uma reação de oxirredução, produzindo uma corrente elétrica, através de um condutor. II. Em uma pilha a energia elétrica é convertida em energia química.
  • 3. III. O fenômeno da eletrólise é basicamente contrário ao da pilha, pois enquanto na pilha o processo químico é espontâneo ∆E > 0, o da eletrólise é não-espontâneo ∆E < 0. Assinale a alternativa correta. (A) Somente a proposição II é verdadeira. (B) Somente as proposições I e II são verdadeiras. (C) Somente as proposições I e III são verdadeiras. (D) Somente a proposição I é verdadeira. (E) Todas as proposições são verdadeiras. 06. Dada a reação Cu + 2HCl → CuCl2 + H2 , assinale a afirmativa correta sabendo-se que os potenciais-padrão de redução do cobre e do hidrogênio são respectivamente 0,34 Volts e 0,00 Volts. (A) A reação produz corrente elétrica. (B) A reação não ocorre espontaneamente. (C) A reação ocorre nas pilhas de Daniell. (D) O cobre é o agente oxidante. (E) O hidrogênio sofre oxidação. 07. Com relação aos processos eletrolíticos, assinale a alternativa incorreta. (A) A eletrólise, ao contrário das pilhas, é sempre um processo não espontâneo. (B) Só se é possível obter gás cloro (Cl2) a partir da eletrólise ígnea do NaCl. (C) A quantidade dos produtos obtidos pela eletrólise depende do tempo e da corrente elétrica aplicadas no processo. (D) Para se reduzir um mol de prata (Ag+) é necessário um mol de elétrons. (E) O pólo positivo é denominado ânodo, e o pólo negativo é o cátodo. 08. Dados: - o indicador fenolftaleína é incolor em pH < 8 e rosa em pH acima de 8.
  • 4. - o amido é utilizado como indicador da presença de iodo em solução, adquirindo uma intensa coloração azul devido ao complexo iodo-amido formado. Um experimento consiste em passar corrente elétrica contínua em uma solução aquosa de iodeto de potássio (KI). O sistema está esquematizado a seguir. Para auxiliar a identificação dos produtos são adicionadas, próximo aos eletrodos, solução alcoólica de fenolftaleína e dispersão aquosa de amido. Sobre o experimento é incorreto afirmar que (A) haverá formação de gás no eletrodo B. (B) a solução ficará rosa próximo ao eletrodo A. (C) no eletrodo B ocorrerá o processo de oxidação. (D) o eletrodo A é o cátodo do sistema eletrolítico. (E) a solução ficará azul próximo ao eletrodo B. 09. Contra o monopólio do sal, decretado pelo governo britânico, Mahatma Ghandi mobilizou o povo para a Marcha do Sal, em 1930, que durou semanas de caminhada. Ao chegarem ao mar, Ghandi conclamou o povo indiano a não mais respeitar o monopólio do sal e a boicotar as mercadorias inglesas, marcando, assim, o Movimento de Desobediência Civil (1930-34). O sal mencionado no Texto é o cloreto de sódio. Sobre esse sal, É CORRETO afirmar que (A) é bastante solúvel em solventes apolares. (B) pode produzir NaOH em uma eletrólise ígnea. (C) possui características essencialmente moleculares em fase sólida. (D) possui o íon cloreto que, ao ser formado em fase gasosa, libera energia. (E) é formado a partir da combinação de um metal alcalino e um elemento de transição. 10. Em 2005, a produção brasileira de cloro (Cl2) e de soda (NaOH) atingiu a ordem de 1,3 milhões de toneladas. Um dos processos mais importantes usados na produção destas substâncias é baseado na eletrólise da salmoura (solução saturada de cloreto de sódio), empregando-se uma cuba eletrolítica formada por dois compartimentos separados por uma membrana polimérica, semipermeável. Além do cloro e da soda, forma-se gás hidrogênio. Reação global: 2NaCl(aq) + 2H2O(l) → 2NaOH(aq) + H2(g)
  • 5. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária estabelece normas rígidas que permitem o emprego de hipoclorito de sódio (NaClO) e do ácido hipocloroso (HClO) no tratamento de água. A produção do hipoclorito de sódio é feita borbulhando-se gás cloro em uma solução aquosa de hidróxido de sódio. A reação do processo é Cl2(g) + 2NaOH(aq) → NaClO(aq) + NaCl(aq) + H2O(l) O ácido hipocloroso, ácido fraco com constante de dissociação 3 x 10-8 a 20oC, pode ser formado pela reação do cloro e água: Cl2(g) + H2O(l) → HClO(aq) + HCl(aq) Em relação ao processo eletrolítico para a produção de cloro e soda, é correto afirmar que (A) os íons Na+ e as moléculas de H2O migram através da membrana na direção do anodo. (B) forma-se gás hidrogênio no catodo e gás cloro no anodo. (C) no catodo, é formado o gás cloro através do recebimento de elétrons. (D) os elétrons migram, através de contato elétrico externo, do pólo negativo para o pólo positivo da célula. (E) para cada mol de gás hidrogênio formado, é necessário um mol de elétrons. GABARITO 1E 2A 3D 4C 5C 6B 7B 8A 9D 10B