Redes Sociais e Comunidades Virtuais

2.576 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.576
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
36
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Redes Sociais e Comunidades Virtuais

  1. 1. Redes Sociais e Comunidades Virtuais
  2. 2. Web 2.0 A) A INFRA-ESTRUTURA DE TI É PÚBLICA B) A DIVULGAÇÃO É SOCIAL C) O CONTEÚDO É MEIO PARA A INTERAÇÃO SOCIAL
  3. 3. LANDING PAGE CONEXÃO DAS INFORMAÇÕES NA INTERNET <ul><li>CONTEÚDO </li></ul><ul><li>E </li></ul><ul><li>APLICAÇÕES </li></ul><ul><li>+ </li></ul><ul><li>INTERAÇÃO SOCIAL </li></ul>+ + OBJETIVOS
  4. 4. SITES BLOGS REDES FORMS VÍDEOS APRESENTAÇÕES E DOCS WIDGETS E GADGETS MAPAS IMAGENS ÁUDIOS NOTÍCIAS PAGTO ONLINE ATENDIMENTO ON LINE REDES MICRO BLOGS SOCIAL BOOKMARKS MECANISMOS DE BUSCA Infra-estrutura de TI Pública LANDING PAGE CONTEÚDO E APLICAÇÕES CONEXÃO DAS INFORMAÇÕES
  5. 5. Como utilizar a infra-estrutura pública?
  6. 6. CÓDIGOS (EMBED) Como utilizar a infra-estrutura pública?
  7. 7. API Como utilizar a infra-estrutura pública?
  8. 8. MASH UP Como utilizar a infra-estrutura pública?
  9. 9. CASE OBAMA http://www.barackobama.com
  10. 10. O QUE ESTÁ ACONTECENDO POR AÍ?
  11. 11. seguro coletivo CASE SEGURO COLETIVO
  12. 12. DIVULGAÇÃO | O QUE MUDOU? PRODUÇÃO DE CONTEÚDO PÚBLICO A informação é criada, consumida e distribuída de forma fragmentada pelo próprio público que, organizado em redes de relacionamento social, utiliza-se da internet como backbone principal para conectar vários dispositivos como computadores, celulares, handhelds, Ipod, Iphone, vídeo games, TV digital, etc. ANTES AGORA TV RÁDIO JORNAL REVISTA
  13. 13. Informatização do boca a boca O VOLUME e a VELOCIDADE de propagação da informação é crescente A INTERSECÇÃO entre informações e pessoas é maior LOCAIS e MOMENTOS de propagação da informação são móveis A forma de PESQUISAR uma informação muda Possibilidade de diferentes tipos de IMERSÃO A RELEVÂNCIA da informação prevalece A PROCURA por informação é mais social A CREDIBILIDADE é construída pela utilidade de uma informação A VISUALIZAÇÃO da informação é fragmentada As VOTAÇÕES e REFERÊNCIAS se proliferam CONSEQUÊNCIA
  14. 14. CONTEÚDO X INTERAÇÃO SOCIAL Qual o objetivo prático da rede ? Qual a interação social que quero realizar? Quais ferramentas e ambientes me atendem? O resto é o conteúdo da conversa... 1 2 3 PARTIDA CONTRA-PARTIDA COMPRAR VENDER APRENDER ENSINAR INDICAR SER INDICADO COMENTAR SER COMENTADO CRIAR SER RECOMPENS. CONTRATAR SER CONTRATADO VOTAR SER VOTADO CONVIDAR SER CONVIDADO INFORMAR SER INFORMADO CRITICAR SER CRITICADO DIVULGAR SER DIVULGADO PERGUNTAR SER PERGUNTADO DOAR RECEBER DOAÇÕES PARTIDA CONTRA-PARTIDA PATROCINAR SER PATROCINADO AVALIAR SER AVALIADO INOVAR APLICAR INOVAÇÃO BUSCAR SER BUSCADO SEGUIR SER SEGUIDO PARCEIRAR SER PARCEIRO INVESTIR SER INVESTIDO TOMAR IMPRÉSTIMO EMPRESTAR FINANCIAR SER FINANCIADO PROTEGER SER PROTEGIDO PERMUTAR SER PERMUTADO CONECTAR SER CONECTADO PROSPECTAR SER PROSPECTADO COMPARTILHAR SER COMPARTILHADO
  15. 15. DESAFIOS APONTADOS PELA ONU <ul><li>FORMAÇÃO de habilidades para a produção em massa de conhecimento, </li></ul><ul><li>TRANSFORMAR-SE em “espaços compartilhados de criação de conhecimento”, </li></ul><ul><li>REINVENTAR-SE , tendo com foco a geração de valor para a sociedade, </li></ul><ul><li>FORMULAR políticas públicas e construir orçamentos compatíveis com a era </li></ul><ul><li>do conhecimento produzido em massa, </li></ul><ul><li>VER as pessoas não somente como contribuintes. Também são pais, voluntários, estudantes, proprietários de negócios e empregados, </li></ul><ul><li>CONECTAR os talentos do governo e da população. A inovação mora ao lado, </li></ul><ul><li>UTILIZAR a infra estrutura tecnológica compartilhada existente na web. Retrabalho e reinvenção da roda, tal como a corrupção também significam desperdício de recursos, </li></ul><ul><li>PERCEBER que não se muda o governo sem tecnologia. Só com tecnologia, também não. </li></ul>
  16. 16. QUAIS AS OPORTUNIDADES? <ul><li>Promover a inclusão dos cidadãos, suas respectivas empresas e entidades em um mundo que atua e trabalha em rede, criando novas oportunidades de desenvolvimento econômico sustentável, empregabilidade, geração de receitas e impostos através da criação coletiva de conhecimento, </li></ul><ul><li>Ser o articulador das conexões que levam a este novo mundo a partir da criação de células compostas por equipes preparadas para auxiliar os cidadãos e funcionários públicos a se movimentar na sociedade do conhecimento, </li></ul><ul><li>Fazer isto com baixos investimentos se beneficiando da infra estrutura de tecnologia compartilhada que é disponível atualmente. </li></ul>
  17. 17. C1 C6 Cn C2 C5 C4 C3 Células : Foco na capacitação de pessoas para o mundo em rede AONDE: TELECENTROS, CVTS, LANHOUSES, SEBRAE, EMATER entre outros... EMPRESA OU INSTITUIÇÃO
  18. 18. RELAÇÃO ENTIDADE/EMPRESA x PEABIRUS <ul><li>O PEABIRUS está plenamente qualificado para trabalhar em conjunto com entidades e/ou empresas para: </li></ul><ul><li>Transferir know-how de implantação e gestão das células e de seus respectivos participantes, </li></ul><ul><li>Disponibilizar seus códigos fonte de software, </li></ul><ul><li>Capacitar em metodologias de monitoramento e avaliação de resultados, </li></ul><ul><li>Implantar processos de auto sustentabilidade das células. </li></ul>

×